Câmara de Campos tem LDO, com emenda de 5% de remanejamento, prevista para 4ª
25/06/2022 | 09h54

LDO e 5% de remanejamento
A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de Campos está prevista para ser votada na próxima quarta-feira (29) na Câmara. A peça aponta que orçamento de 2023 está estimado em pouco mais de R$ 2 bilhões. O governo pede 40% de remanejamento. Como antecipado pela coluna desde a edição de 14 de maio (aqui), a oposição já apresentou — entre outras emendas —a proposta para reduzir o percentual para apenas 5%. A emenda modificativa é assinada por 13 vereadores, o que representa a maioria da Casa, sinalizando, assim, uma aprovação prévia da alteração no texto do projeto.

Genilson Pessanha
“Jogo sujo”, diz prefeito

Durante entrevista (aqui) ao Folha no Ar dessa sexta-feira (24), o prefeito Wladimir Garotinho comentou sobre a possibilidade: “É muito pouco. Nenhum prefeito na história de Campos teve tão pouco. Inclusive, eu sendo oposição a Rafael (Diniz, ex-prefeito), o Fred Machado (Cidadania) era o presidente da Câmara, e eu orientei a bancada de oposição, naquela época (em 2019), que eram cinco vereadores ligados a mim, que não fizessem esse jogo sujo. Porque esse é um jogo sujo. Na época, um grupo, se considerando independente, queria dar a Rafael 10%, o que era e é muito pouco”.

Histórico dos remanejamentos
Em 2019, no comando do G-8, o vereador Igor Pereira (hoje, SD) liderou um movimento no Legislativo goitacá para tentar limitar o remanejamento do último ano do então prefeito Rafael (2020), de 30% para 10%. Se aliando pontualmente a Rafael, Wladimir, então deputado federal, impôs a derrota ao G-8 liderado por Igor, que desde lá despontava como aliado dos Bacellar. Rafael teve 20% de remanejamento. O percentual foi mantido no primeiro ano de Wladimir, passando para 30% no orçamento vigente. A gestão Rosinha Garotinho (hoje, União) teve com facilidade 50%, o que a oposição, à época, chamava de um “cheque em branco”.
Câmara dos Vereadores de Campos
Câmara dos Vereadores de Campos


Cheiro de polêmica?
As polêmicas na Câmara se arrastam desde o ano passado, quando a base governista rachou na votação do Código Tributário. E azedou de vez na eleição antecipada da Mesa, em fevereiro, vencida por Marquinho Bacellar (SD), mas anulada. A questão está judicializada, entre outras, devido a divergências na interpretação do regimento. Segundo Igor, na tribuna da Casa, há indícios de mais divergências, que ele chama de “atropelos”, que estariam para acontecer na votação da LDO e emendas. Ainda de acordo com o vereador, que não deu detalhes sobre o que seria, a informação chegou a ele por um colega da base. A conferir.

Anthony Garotinho
Anthony Garotinho / Rodrigo Silveira
Adiado

O julgamento dos embargos de declaração do ex-governador Anthony Garotinho (União), no âmbito da operação Chequinho, foi adiado (aqui) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na tarde dessa quinta-feira (23), depois que os desembargadores João Ziraldo Maia e Tiago Santos da Silva pediram vista. Apesar disso, a relatora Kátia Junqueira chegou a apresentar o voto por negar o recurso de Garotinho, alegando seu “mero inconformismo pelo resultado do julgamento”, e foi acompanhada por outros três colegas. Os embargos são os últimos recursos antes do processo subir para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), caso a defesa recorra.

Consequências
Se houver uma derrota do ex-governador, que colocou seu nome na corrida ao Guanabara nesse período de pré-campanha, ele ficaria inelegível com base na Lei da Ficha Limpa após publicação da decisão em Diário Oficial. Pela legislação, qualquer pessoa tem seus direitos políticos suspensos após condenação transitada em segunda instância. Garotinho foi condenado, em primeira instância, a nove anos e 11 meses de prisão por compra de votos por compra de votos com o programa social Cheque Cidadão na eleição municipal de 2016. Posteriormente, o TRE aumentou a pena para 13 anos e nove meses.

Chequinho
A defesa do campista apresentou 22 questionamentos, que foram integralmente rejeitados pela relatora. Os advogados pediram a revisão da condenação, entre outros pontos, por conta da liminar conseguida pelo ex-vereador Thiago Ferrugem (União), que conseguiu a suspensão da sua ação penal na Chequinho com uma decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, a desembargadora lembrou que o mérito deste recurso ainda está em julgamento no STF e foi suspenso por um pedido de vista do ministro André Mendonça. Desta forma, segundo ela, não caberia ao TRE antecipar o resultado.

Sesc Grussaí
Sesc-MG, em Grussaí fechou as portas em maio de 2020
Sesc-MG, em Grussaí fechou as portas em maio de 2020 / Folha da Manhã

O Festival Sesc de Inverno trará atividades (aqui) para a unidade de Grussaí, em São João da Barra. A estrutura do Sesc MG foi fechada durante a pandemia, mas está em vias de ser transferida para o Sesc RJ, como anunciado em abril. A utilização do espaço, nos dias 30 e 31 de julho, durante o festival, marca essa transferência e reabertura, importante economicamente para região. O palco será montado onde ocorriam as festas juninas. Entre as atrações estão Fundo de Quintal e Melim. A programação completa será divulgada em breve pelo Sesc RJ, assim como detalhes sobre a troca de alimentos por ingressos.
Compartilhe
Sesc Grussaí receberá shows do Festival Sesc de Inverno
24/06/2022 | 15h21
O Festival Sesc de Inverno, um dos maiores eventos culturais multilinguagem do Brasil, retoma em 2022 a modalidade presencial, e uma das novidades deste ano é que haverá atividades na unidade de Grussaí, distrito de São João da Barra. O município é um dos 12 que receberão programação nesta 20ª edição do evento.

A megaestrutura de turismo e lazer do Sesc MG foi fechada durante a pandemia, mas está em vias de ser transferida para a administração do Sesc RJ, como anunciado pela instituição em abril. Parte do espaço já será utilizada nos dias 30 e 31 de julho, durante o festival.

O palco do Sesc Grussaí será montado logo na entrada da unidade, no local conhecido como Quioscão, no entorno da réplica da Estação Bom Despacho, onde ocorriam as festas juninas. Além dos shows do grupo Fundo de Quintal e da banda Melim, o espaço receberá intervenções artísticas, atividades recreativas e oficinas. A programação completa será divulgada em breve, assim como detalhes sobre a troca dos alimentos por ingressos.

Reconhecido como um dos mais expressivos e importantes festivais de arte e cultura do país, o Festival Sesc de Inverno contempla atrações nas principais linguagens artísticas: literatura, cinema, música, teatro, dança, circo e artes visuais. A programação mescla grandes nomes do cenário nacional e artistas locais, o que o torna também um impulsionador para os talentos do interior do estado. Os destaques da programação serão divulgados em breve.

Além de São João da Barra, o evento terá programação em Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Três Rios, Itatiaia (Penedo), Valença, Vassouras, Casimiro de Abreu (Barra de São João), Rio das Ostras, Búzios e Macaé (Sana).

Compartilhe
Wladimir Garotinho, prefeito de Campos, fecha a semana do Folha no Ar
23/06/2022 | 12h35

O prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (sem partido), é o entrevistado do Folha no Ar desta sexta-feira (24), a partir das 7h, na Folha FM 98,3. No cargo há um ano e meio, ele faz um balanço sobre a gestão, sobretudo em temas como a relação com os servidores públicos, o transporte público e o recapeamento das ruas da cidade.
A crise na Câmara de Campos e seus impactos no Executivo, além das brigas políticas com o clã Bacellar também serão abordadas, bem como a repactuação da dívida do município com a Caixa.

O panorama para as eleições deste ano estará em pauta, quando serão abordadas as pré-candidaturas do grupo político do prefeito, incluindo a do pai dele, Anthony Garotinho (União), a governador, além de uma projeção sobre o resultado das urnas em outubro.
É possível acompanhar e interagir durante a entrevista pela live no Facebook, na página da Folha FM 98,3, além da transmissão pelo rádio.
Compartilhe
Comandante da Guarda Civil de Campos no Folha no Ar desta quinta
22/06/2022 | 19h02
O comandante da Guarda Civil Municipal de Campos, Wellington Levino, é o entrevistado desta quinta-feira (23) do Folha no Ar, da Folha FM 98,3. Ele comenta sobre o ordenamento do trânsito na maior cidade do Rio de Janeiro, principalmente em relação às mudanças que estão sendo implementadas, da estrutura da corporação , além das parcerias com outros órgãos de segurança pública e o andamento do processo para armar os guardas municipais, entre outros assuntos.
É possível acompanhar e interagir durante a entrevista pela live no Facebook, na página da Folha FM 98,3, além da transmissão pelo rádio.
Compartilhe
Leandro Karnal em Campos: Prefeitura paga R$ 136 mil
22/06/2022 | 16h54
A Prefeitura de Campos divulgou (aqui) nessa terça-feira (21) que Leandro Karnal — professor, escritor, historiador e doutor em História Social — estará no município em agosto para uma palestra para os profissionais da rede municipal de ensino. No dia seguinte, o Diário Oficial do município traz o valor pago: R$ 136 mil à empresa “Diego Marcelo F. Trávez”. O alto valor chama atenção, mas poderia incluir parte da estrutura ou outro evento relacionado ao “Fórum Regional de Educação, Ciência e Tecnologia”. Na dúvida, ainda pela manhã, o blog consultou a Prefeitura, que respondeu  mais de seis horas depois: “Trata-se de contratação do palestrante”. Ainda de acordo com a administração municipal, “o processo de contratação respeita todos os requisitos legais e cumpre os ritos administrativos regulares”. 
A Prefeitura explicou que a publicação no Diário Oficial desta quarta-feira (12), com contratação direta, por inexibilidade de licitação, “trata-se de contratação do palestrante, professor, escritor, historiador e doutor em História Social, Leandro Karnal, para participação no Fórum Regional de Educação, Ciência e Tecnologia, que acontecerá entre os dias 10 e 12 de agosto deste ano no Teatro Municipal Trianon, para a maior rede de educação municipal do interior do Estado do Rio de Janeiro, com cerca de 6 mil profissionais do ensino, que atendem a mais de 50 mil alunos”.
Questionada se o valor de R$ 136 mil incluiria parte da estrutura, a Prefeitura diz que “o processo de contratação respeita todos os requisitos legais e cumpre os ritos administrativos regulares, com o investimento contemplando não somente os honorários do profissional, mas também impostos, emissão de nota única, logística completa para o profissional e equipe, transporte aéreo e locomoção na cidade. O valor da contratação está dentro dos preços praticados no mercado, com a empresa em questão tendo exclusividade de representação comercial das palestras do Leandro Karnal”.
Compartilhe
Adequação à Lei Geral de Proteção de Dados na pauta do Folha no Ar
21/06/2022 | 18h56
A adequação de empresas à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é o tema principal do Folha no Ar desta quarta-feira (22). Graduado e Direito e Administração pela Academia Militar das Agulhas Negras, Renato David Clark participa do programa da Folha FM 98,3, a partir das 7h, e comenta sobre a lei, o período que ainda há para que todos se enquadrem e as possíveis sanções. Nos anos de 2020 e 2021, trabalhou na adequação da presidência da República à LGPD. Agora, atua com consultoria na área, com foco na preservação da privacidade das pessoas e da reputação das empresas. A LGPD visa garantir segurança e transparência no uso dos dados pessoais das pessoas físicas em quaisquer meios..
É possível acompanhar e interagir durante a entrevista pela live no Facebook, na página da Folha FM 98,3, além da transmissão pelo rádio.

Compartilhe
Açu abre nova seleção para Programa de Estágio para jovens sanjoanenses
21/06/2022 | 16h23
Já estão abertas as inscrições para o Programa de Estágio Técnico Integrado da Rede de Empregabilidade do Porto do Açu, com foco em profissionais da região de atuação do complexo portuário. As oportunidades para esta 2ª turma de estágio são para as empresas Porto do Açu Operações, Ferroport, Vast e Dome. O objetivo é desenvolver as comunidades das quais o empreendimento faz parte e ampliar o compromisso das empresas com a diversidade, com apoio da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico.
No ano passado, 12 estudantes locais iniciaram suas trilhas profissionais no Porto do Açu. Gabriel Martins, que hoje é Eletricista da Ferroport, foi um dos selecionados. “Me senti muito acolhido pelos meus colegas, que me abraçaram desde o início e sempre se mostraram dispostos a me ajudar na caminhada do estágio técnico. Entrei na equipe de Manutenção Elétrica, aprendi bastante com a experiência inicial e estou muito feliz com minha efetivação”, comentou.
Nesta edição do Programa de Estágio, as oportunidades foram ampliadas. Até 4 de julho, profissionais sanjoanenses poderão se cadastrar para participar do processo seletivo para ocupar 15 vagas nas áreas relacionadas aos seus cursos de formação (Eletromecânica, Eletrotécnica, Automação, Segurança do Trabalho, Mecânica, Elétrica e Edificações). Os interessados podem se candidatar através do banco de currículos da Rede de Empregabilidade do Porto do Açu, em vagas.com/rede-de-empregabilidade.
— Estamos muito satisfeitos com o resultado da nossa 1ª turma de estagiários técnicos e vamos manter o nosso compromisso com o desenvolvimento de oportunidades para a comunidade do entorno com esta nova edição do Programa. Através deste modelo de contratação local, conseguimos absorver os talentos da região, que, por sua vez, tem a chance de entrar para o mercado de trabalho e crescer profissionalmente — afirmou Thiago Corrêa, gerente geral de Recursos Humanos da Porto do Açu Operações.
O estágio técnico tem duração de 12 meses, com carga horária de 6 horas diárias, iniciando em agosto, com trilhas de desenvolvimento online e presenciais.
Compartilhe
Bernardo Rossi, ex-prefeito de Petrópolis, no Folha no Ar desta terça
20/06/2022 | 17h12
O Folha no Ar desta terça-feira (21) recebe o ex-prefeito de Petrópolis Bernardo Rossi (SD). A partir das 7h, no programa da Folha FM 98,3, ele comenta sobre a experiência à frente do Executivo municipal e o desejo de voltar à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Rossi já foi deputado estadual e cumpre agenda em Campos figurando como pré-candidato ao mesmo cargo. Ele ainda fala sobre o período em que foi subsecretário de Cidades no governo Cláudio Castro (PL), além de avaliar a gestão estadual e projetar os possíveis resultados das urnas em outubro, entre outros assuntos.
É possível acompanhar e interagir durante a entrevista pela live no Facebook, na página da Folha FM 98,3, além da transmissão pelo rádio.

Compartilhe
Avanço do mar e possíveis soluções em Atafona na pauta do Folha no Ar
19/06/2022 | 18h11
O Folha no Ar desta segunda-feira (19) recebe o professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) Eduardo Bulhões, doutor em Geologia e Geofísica Marinha. Ele comenta sobre a situação do avanço do mar em Atafona, e as possíveis soluções para conter o processo de erosão costeira no litoral de São João da Barra. Bulhões é autor de um dos projetos de contenção, que prevê o engordamento da praia com a areia do próprio local. Ele ainda explica os fatores que levaram, novamente, ao fechamento da barra em Atafona neste mês, entre outros assuntos.
É possível acompanhar e interagir durante a entrevista pela live no Facebook, na página da Folha FM 98,3, além da transmissão pelo rádio.
Compartilhe
Solenidade em SJB expõe 'racha' entre Prefeitura e Câmara
18/06/2022 | 12h47
Cenário mais tranquilo
A política de São João da Barra sempre rendeu cenas quentes para o noticiário, mas o quadro campista, em permanente combustão, parece ter intimidado o município vizinho, que, nessa sexta-feira (17), comemorou 172 anos de elevação à categoria de cidade. As autoridades, como de praxe, estavam separadas. Durante o desfile cívico, no palco oficial, a estreante prefeita Carla Caputi (sem partido), sempre acompanhada da ex-prefeita Carla Machado (PT), que renunciou em abril e figura como pré-candidata a deputada estadual, e os vereadores da base. Do outro lado da rua, vereadores do G5, deputado e pré-candidatos não aliados.

Presidente não convidado
A divisão é natural, afinal, são grupos políticos distintos. Porém, pouco antes, no hasteamento das bandeiras, chamou a atenção o fato de o presidente da Câmara, Elísio Rodrigues (PL), não ser convidado para participar da solenidade com a prefeita. Um representante da Capitania dos Portos e outro do 8º Batalhão de Polícia Militar. Elísio foi eleito no palanque das “Carlas” em 2020, mas figura como possível pré-candidato a prefeito em 2024 e fez parte do movimento que impôs uma derrota ao governo na Câmara, ao eleger Alan de Grussaí (Cidadania) presidente do próximo biênio, a despeito do combinado com a ex-prefeita.
Hasteamento das bandeiras no Dia da Cidade, em SJB
Hasteamento das bandeiras no Dia da Cidade, em SJB / Paulo Pinheiro

Racha entre poderes
O desejo de Carla Machado era fazer do seu líder do governo, Chico da Quixaba (PP), presidente no próximo biênio. Não consegui, reuniu o grupo para falar de política, depois renunciou ao mandato e está articulando sua pré-candidatura. Caputi enfrenta uma Câmara com maioria de oposição, e a prova de fogo vem em breve, com as discussões sobre o percentual de remanejamento em 2023. Não chamar o presidente da Câmara para hastear as bandeiras chamou mais atenção para o racha com o Legislativo. Fosse o presidente convidado para a cerimônia, talvez o fato das divisões partidárias até passasse despercebido.
Prefeita citou os vereadores de oposição e fez foto com alguns deles
Prefeita citou os vereadores de oposição e fez foto com alguns deles / Paulo Pinheiro


União do G5
Apesar de não chamar para a cerimônia, Caputi citou nominalmente os vereadores presentes — da base, ou não. Para Elísio, não foi desprestígio o fato de ele não participar do hasteamento da bandeira. Diz ter sentido falta de um representante do Legislativo, que, segundo ele, poderia ser a vereadores Sônia Pereira (PP), vice-presidente da Casa e parte da base governista. No desfile, o G5 — que além de Elísio e Alan conta com Analiel Vianna (Cidadania), Franquis Areas (PSC) e Kaká (Podemos) — se manteve sempre unido e parecia mandar um recado para o palanque da prefeita, que estava do outro lado da rua.
Vereadores do G-5 em SJB durante o desfile
Vereadores do G-5 em SJB durante o desfile / Reprodução
Presenças e gafes
Em ano eleitoral, os políticos marcam presença. Estiveram por SJB o ex-prefeito Betinho Dauaire, o deputado estadual Bruno Dauaire (União), pré-candidato à reeleição, Márcio Nogueira (Podemos), 2º colocado na disputa a prefeito em 2020 e pré-candidato a estadual — assim como Bruno Vianna (PSD, vereador de Campos) e Dimisson Nogueira (Podemos) —; além de Marcão Gomes (PL), pré-candidato a federal. Nas redes, o senador Romário (PL) foi homenagear SJB, mas usou uma foto de Barra de São João, distrito de Casimiro de Abreu. A gafe virtual, depois corrigida, também foi cometida pelo deputado estadual Max Lemos (Pros).


Empate técnico
A pesquisa Exame/Idea divulgada nessa quinta-feira (16) confirmou a tendência atual de empate técnico na disputa ao Governo do Rio de Janeiro entre o governador Cláudio Castro (PL) e o deputado Marcelo Freixo (PSB). Eles têm respectivamente 24% e 23%. Na sequência, estão os ex-prefeitos Marcelo Crivella (Republicanos), do Rio, com 10% e Rodrigo Neves (PDT), de Niterói, com 8%, Felipe Santa Cruz (PSD) tem 3%; Emir Larangeira (PMB), Cyro Garcia (PSTU) e Paulo Ganime (Novo), 2% cada um. Já Eduardo Serra (PCB) e Milton Temer (Psol), 1% cada. Ao todo, 8% disseram não votar em ninguém, branco ou nulo e 17% não sabem.

Sem Crivella
No cenário sem Crivella, também há empate técnico: Castro tem 29% e Freixo, 25%. Neves tem 10%. O quarto colocado é Santa Cruz, com 3%. Ganime, Larangeira e Garcia têm 2% cada um. Serra e Temer, 1%. Brancos, nulos e eleitores que não votariam em ninguém somam 9% e 16% afirmam não saber. A pesquisa não incluiu o nome do ex-governador Anthony Garotinho (União). Em um eventual segundo turno, Cláudio Castro aparece com 38%, contra 32% de Freixo. Brancos, nulos e ninguém somam 13%, enquanto 17% não sabem. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número RJ-02458/2022.

Programação da Expo
Não realizada nos últimos dois anos devido à pandemia, a Exposição Agropecuária de Campos estará de volta entre 04 e 07 de agosto. Mais uma vez, o evento será realizado pela Fundação Rural de Campos (FRC), em parceria com a Excess Produções. A grade com todas as atividades ainda está sendo concluída, mas a programação de shows foi divulgada pela Excess, com artistas de peso no cenário nacional. A festa contará com Gustavo Lima no dia 04 de agosto (quinta); Pixote e Barões da Pisadinha (sexta); Jorge e Matheus (sábado); e encerrando a programação, no domingo, Zé Vaqueiro. Os ingressos começarão a ser vendidos em breve.
*Publicado na edição deste sábado (18) da Folha da Manhã
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]