Pausa até 6 de março
24/02/2017 | 18h41
Leitores deste blog perceberam que em fevereiro o número de postagens foi menor que a média de outros meses. O motivo: as férias do blogueiro, desde o início deste mês. Agora, que a folia já começou, e São João da Barra oferece a melhor festa do interior do Rio, este blog ficará sem atualização até o dia que retorno à redação da Folha da Manhã, 6 de março.
Para quem gosta de Carnaval, e sabe se divertir em clima de paz, a programação é extensa em SJB, com blocos em Atafona, Grussaí, Barcelos e Açu, além da tradicional avenida do samba na sede. Para quem não curte a folia, o período é proveitoso para o descanso.
Aos leitores, se Deus quiser, até o retorno em 6 de março!
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de SJB pagará salário de fevereiro no dia 7 de março
23/02/2017 | 12h40
A Prefeitura de São João da Barra já tem data definida para quitar o pagamento referente ao mês de fevereiro de todos os servidores (efetivos, comissionados e contratados): 7 de março. O secretário de Administração do município, José Antônio Fonseca, confirmou nesta quinta-feira (23), por telefone, que os proventos serão quitados no quinto dia útil do mês subsequente ao trabalhado. Entre os servidores havia a expectativa da liberação do salário até esta sexta-feira (24), quando tem início o carnaval sanjoanense — o maior do interior do Estado do Rio de Janeiro.
No dia 15 de fevereiro a Prefeitura quitou com os efetivos o pagamento pendente da gestão anterior referente ao mês de dezembro do ano passado. Em janeiro, no dia 13, pagou a segunda parcela do 13º salário dos efetivos, também pendente da administração Neco (PMDB). No fim de janeiro foi depositado o salário dos servidores referente ao mês trabalhado — comissionados receberam na semana seguinte. Comissionados e contratados da gestão passada ainda não receberam os valores de dezembro e a segunda parcela do 13º.
Em tempo — No programa Balanço Geral, da TV Record, a prefeita Carla Machado (PP) também falou sobre o pagamento dos servidores, com depósito previsto para 7 de março.
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu e Sebrae com capacitação para empresas locais
23/02/2017 | 12h36
O Porto do Açu, em parceria com o Sebrae/RJ, vai abrir uma nova turma do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores Locais (PDFL), voltado para empresários da região. O objetivo do PDFL é maximizar os benefícios oriundos da instalação do Complexo Portuário para fornecedores, em potencial residentes nos municípios do entorno do empreendimento, com destaque para São João da Barra e Campos dos Goytacazes. A nova turma será aberta em março e deverá capacitar 12 empresários. Desde que o projeto foi criado, em 2011, cerca de 800 empresas locais foram qualificadas. Uma delas é a Do Couto & Caetano, que começou a participar do PDFL em março do ano passado e já conseguiu prestar serviços para 5 clientes do Complexo Portuário do Açu.
A companhia, que trabalha com a instalação e manutenção de subestações, geradores e serviços elétricos em geral, realizou seu primeiro trabalho em setembro, atuando na manutenção preventiva de geradores. Hoje, a Do Couto & Caetano tem feito a manutenção dos aparelhos de ar condicionado da Naviship (empresa do grupo Edison Chouest - ECO) e acompanhado também os geradores de energia da NOV, para garantir que não haja quedas no fornecimento, o que acabaria prejudicando a produção. Além disso, a companhia realizou mais dois serviços para outra empresa da ECO, a BPort. Ela foi a responsável pelo isolamento térmico da casa de bombas de incêndio e de embarcações que atracaram na base de apoio offshore.
De acordo com a Prumo, ao longo de 2016, cerca de 200 empresas locais foram contratadas para prestar algum tipo de serviço dentro do Complexo Portuário do Açu. Os interessados em se capacitar com o PDFL devem se cadastrar no Sebrae/RJ, pelo telefone (22) 2723-2429.
Fonte: Assessoria
Comentar
Compartilhe
SJB: folia, tradição e subvenções em debate
22/02/2017 | 15h26
Tradição. Sim, o carnaval de São João da Barra tem identidade. A folia reúne milhares de sanjoanenses e visitantes, aquece a economia local. E tão tradicional como o carnaval e a rivalidade entre Congos e Chinês são as opiniões divergentes com relação à condução da festa por parte da Prefeitura. Por anos o debate girou em torno da “baianalização” da festa, com a invasão dos chamados blocos de abádas. Muitos desses só entravam na avenida porque a municipalidade cedia espaço para concentração e ainda custeava trio elétrico com atração musical. Isso foi reduzido e, certamente, terá que acabar. Alguns blocos se sustentam, outros estão fadados ao fim. Neste ano a discussão é outra: poderia a Prefeitura, com decreto de emergência econômica, conceder subvenções as tradicionais escolas de samba que, somadas, chegam a R$ 468 mil? O debate é amplo.
Muitos lembram as declarações recentes da prefeita Carla Machado (PP) informando sobre a impossibilidade de retorno de programas por falta de recursos. Esses sustentam que as próprias escolas de samba deveriam promover eventos para botar “o bloco na rua” com seus recursos, sem incentivo da municipalidade que, não é novidade nenhuma, precisa readequar suas prioridades de gastos.
Por outro lado, existem os que defendem a necessidade de incentivar as atividades culturais, salientando que o valor pago às agremiações é irrizório, mediante ao retorno que o carnaval traz para a economia sanjoanense. Observam, ainda, que a Prefeitura neste ano inovou com a parceria público privada para realização do evento, o que diminui os gastos com relação aos anos anteriores, quando toda a festa era paga com dinheiiro do poder público municipal.
A favor ou contra, não há mais o que fazer. A Câmara já aprovou a lei, que foi sancionada pela prefeita, e as duas escolas receberão a subvenção. Seria de grande valia se os parlamentares ficassem atentos ao objeto desse convênio. A beleza e a tradição dos Congos e do Chinês não bastam para levar quase meio milhão dos cofres públicos. Seria a hora das agremiações realizarem cursos para aprendizes, tanto na confecção de fantasias e alegorias, como ritmistas. Só colocar a escola na rua não é incentivar a cultura. Até porque, não é de hoje, os componentes são em parte membros de agremiações campistas. Incentivar a cultura é levar o sanjoanense para o barracão, despertar o interesse por essa tradição que, infelizmente, há algum tempo vem se perdendo em SJB.
Outra polêmica quase incendiou o pré-carnaval sanjoanense. Começou a circular na rede, de forma irresponsável, que teria de ser pago para assistir as desfiles das escolas de samba em SJB. Neste ponto, todo cidadão da cidade, seja Congos ou Chinês, governista ou oposição, teve de concordar: não houve mudança. Há anos existem arquibancadas que são cobradas. A diferença deste ano é que o dinheiro recolhido com as arquibancadas, bem como com as áreas de estacionamento, ficará com a Prefeitura, não com instituições filantrópicas como outrora. Talvez com esse recurso a Prefeitura consiga reaver o gasto, ao menos, com as escolas de samba. Vejamos o balanço pós quarta-feira de Cinzas (se for divulgado, como deveria, é claro).
Em tempo — A programação do carnaval 2017: “Espalhe alegria como se fosse confete” foi divulgada pela prefeita Carla Machado em coletiva na semana passada (aqui).
Comentar
Compartilhe
Segunda de carnaval e quarta-feira de Cinzas serão ponto facultativo em SJB
22/02/2017 | 14h05
Em decreto publicado na edição desta quarta-feira (22) do Diário Oficial, a prefeita Carla Machado determinou que a segunda-feira de carnaval (27) e a quarta-feira de Cinzas (1º de março) serão ponto facultativo em São João da Barra. Na sexta-feira (24), os órgãos e repartições públicas funcionarão normalmente.
Comentar
Compartilhe
Pezão será testemunha de defesa de Cabral
22/02/2017 | 13h52
O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), será testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) — de quem foi vice e secretário de Obras. Acusado, ao lado da mulher, Adriana Ancelmo, e outras 11 pessoas de desviar R$ 224 milhões de obras públicas, Cabral será julgado pelo juiz Sérgio Moro pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa. Em despacho nessa terça-feira (21), Moro informou que as audiências de acusação deverão ocorrer entre os dias 7 e 27 de março. No próximo dia 10 deverá falar no processo o delator Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras.
No último dia 9, a Polícia Federal divulgou um relatório que aponta indícios de que Pezão recebeu propina do esquema de corrupção de Cabral. O nome de Pezão consta em anotações manuscritas encontradas durante busca e apreensão na casa de Luiz Carlos Bezerra, apontado como um dos operadores de Cabral. No relatório, encaminhado à 7ª Vara Federal Criminal do Rio, a PF sugere o envio das informações ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), já que Pezão tem foro privilegiado. Ele nega as acusações.
Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire cobra solução para problema recorrente com a Vivo em SJB
21/02/2017 | 20h26
Rodrigo Silveira
Deputado apresentou ofício à comissão de Defesa do Consumidor / Rodrigo Silveira
O deputado estadual Bruno Dauaire (PR) encaminhou ofício ao deputado Luiz Martins (PDT), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor na Alerj, “pedindo que a operadora não só se explique, como apresente um plano para solucionar o problema, além de ressarcir os consumidores em seus prejuízos”.
Problemas recorrentes com a falta de sinal de telefonia e internet móvel são vivenciados no litoral sanjoanense, em especial na alta temporada. No início do ano, os moradores e visitantes do litoral do Norte Fluminense ficaram incomunicáveis — no ofício, Bruno relata que o problema durou oito dias. No último domingo (19), a falha do serviço ocorreu novamente (veja na Folha). Nesta terça-feira (21), novo problema com a telefonia móvel em SJB.
O questionamento feito pelo deputado em sua página no Facebook é o mesmo de muitos sanjoanense: Vivo ou morto?
Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB aprova subvenções para escolas de samba
21/02/2017 | 12h10
Em caráter de urgência, a Câmara de São João da Barra aprovou nesta terça-feira (21) as subvenções destinadas às escolas de samba Congos e Chinês. Segundo os vereadores, foi mantido o mesmo valor destinado às agremiações no ano passado: R$ 234 mil por instituição. A escola de samba Unidos da Chatuba não foi agraciada com o repasse. Em primeira instância (passível de recurso), a escola foi condenada (aqui) pelo uso de 'notas frias', com a impossibilidade de receber recursos públicos. A Trinca de Ouro, de Barcelos, também não terá subvenção. Parlamentares das bancadas de oposição e governistas divergiram na votação dos projetos.
O vereador Franquis Areas (PR) foi contra as subvenções. O parlamentar ressaltou que não é contra o carnaval, mas acredita que um município em emergência econômica deveria ter outras prioridades, não destinar quase R$ 500 mil para escolas de samba. “No município que não pode retornar com o cartão do servidor, Cartão Cidadão, bolsas universitárias, com o direito do servidor em ter seu vale-transporte, também não é a hora de gastar com o carnaval”, disse Franquis, único a votar contra o repasse.
Presidente da Casa, o vereador Aluizio Siqueira (PP) destacou que em menos de dois meses da atual gestão muitos problemas herdados foram solucionados, mencionando o pagamento de dezembro dos efetivos, a segunda parcela do 13º salário, e investimentos na área de saúde. “No ano passado a crise já existia, mas a subvenção neste mesmo valor foi aprovada por todos os vereadores”, afirmou Aluizio. O parlamentar lembrou que a expectativa é que mais de 250 mil pessoas participem da folia sanjoanense. Segundo Aluizio, em um cálculo especulativo, é possível que mais de R$ 5 milhões circulem no município nos dias de festa.
Autorização — A Casa também autorizou a Prefeitura a buscar patrocínios com a iniciativa privada para realização do Carnaval, além de exploração da área pública para estacionamento, arquibancadas, além da cobrança de uma taxa de R$ 250 aos ambulantes. O vereador Franquis contestou a votação do projeto, uma vez que a estrutura para o carnaval já estava sendo montada. Ele contestou o fato de uma matéria pedindo a autorização da Câmara entrar na pauta desta terça, embora o Executivo já tenha iniciado, segundo ele, as tratativas com as empresas sem a autorização. Além de Franquis, o vereador Eziel Pedro (PMDB) votou contra o projeto. A favor, votaram Caputi (PTN), Gersinho (SD), Jonas Gomes (PP), Ronaldo Gomes (PP) e Sônia Pereira (PT). Elísio Rodrigues (PDT) não compareceu à sessão. Como presidente, Aluizio só votaria em caso de empate.
Comentar
Compartilhe
Na Câmara, Carla Machado pede união para tirar SJB 'do buraco'
21/02/2017 | 10h27
Reprodução
Prefeita esteve na Câmara na sessão desta terça-feira / Reprodução
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), participou da sessão da Câmara desta terça-feira (21). Em sua mensagem ao Legislativo, já que não pôde comparecer à reunião da semana passada, quando foram eleitas as comissões, Carla disse aos vereadores que o momento pede a união “de forças para tirar o município do buraco que se encontra”. Ela voltou a afirmar que herdou da gestão anterior dívidas que chegam praticamente ao orçamento de um ano da Prefeitura.
Para aumentar a arrecadação do município, a prefeita informou que vai realizar ainda neste semestre concurso para fiscais. A atual gestão vai realizar ainda um recadastramento imobiliário. Na área da Saúde, ela afirmou ter solucionado problemas como falta de remédios e insumos, além do funcionamento das unidades de urgência.
Carla Machado também criticou a gestão anterior. Segundo a prefeita, grande parte dos secretários da gestão Neco (PMDB) apagou arquivos das máquinas da Prefeitura “para prejudicar a atual administração”. Ela ainda comentou sobre a situação do fundo de previdência própria do município, o SJBPrev. De acordo com Carla, “a questão do fundo de previdência própria é uma aberração”. A prefeita afirmou que houve apropriação indébita, gerando uma dívida de cerca de R$ 25 milhões com o SJBPrev, sem contar débitos com o INSS. Por conta de dívidas, o município está, ainda, impedido de receber recursos federais.
O resultado dos eventos realizados no verão no Balneário de Atafona foi comemorado pela prefeita, que espera bom desempenho também no Carnaval. As atrações foram custeadas em parceria com a iniciativa privada. “Minha vontade não era fazer verão, carnaval, nada. Buscamos alternativas, parcerias com a iniciativa privada. O saldo foi bastante razoável para todas as partes”, comentou Carla.
A prefeita disse ainda que a Prefeitura quando ela assumiu “parecia um pardieiro”. “Não podemos ficar chorando pelo leite derramado, e eu não sou de ficar chorando pelo leite derramado. Mas é preciso saber que tudo tem um preço. Não existe vara de condão, não existe mágica na administração pública”, observou Carla, que finalizou pedindo aos parlamentares que auxiliem para que possam “devolver o sorriso ao povo de São João da Barra” nos quatro anos desta gestão.
Comentar
Compartilhe
MP move ação contra Pezão por improbidade administrativa
21/02/2017 | 09h35
O Ministério Público do Rio ajuizou nessa segunda-feira (20) ação civil pública contra o governador Luiz Fernando Pezão por ato de improbidade administrativa. A ação foi ajuizada pelo procurador de Justiça decano do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP), Ricardo Ribeiro Martins.
O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) decidiu, no último dia 26 de janeiro, por 6 votos a 3, pela não homologação da promoção de arquivamento do inquérito civil que investigou a prática de ato de improbidade administrativa pelo governador.
A partir da representação foi instaurado um inquérito pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj), que argumentou falhas nos investimentos na área de Saúde por parte do governo estadual, que não teria repassado as cotas financeiras obrigatórias para o setor, como determina a Constituição Federal.
Na ação, o MP requer perda da função pública e suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da remuneração percebida pelo agente; proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos; e pagamento de danos morais difusos, em valor a ser prudentemente arbitrado pelo Juízo.
Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Chequinho: não diplomados entram com novo recurso no TRE
17/02/2017 | 19h10
Quatro dos seis vereadores eleitos que não foram diplomados por decisão da Justiça Eleitoral em Campos, devido ao suposto envolvimento na troca de Cheque Cidadão por votos, entraram com novo mandado de segurança no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para impugnar as decisões proferidas pelos juízos da 76ª e 100ª Zonas Eleitorais: Linda Mara (PTC), Miguelito (PSL), Ozéias (PSDB) e Thiago Virgílio (PTC). Em resumo, os quatros, que chegaram a ser presos no decorrer das investigações e foram condenados nas Aijes do “escandaloso esquema”, pedem para ser suspensa a decisão de Ralph Manhães, ratificada por Eron Simas, que impediu o recebimento dos diplomas e, consequentemente, a posse na atual legislatura. Estão na mesma situação que os quatro, mas não constam neste mandado de segurança, Jorge Rangel (PTB) e Kellinho (PR).
O relator desembargador André Fontes destacou que os mesmos personagens apresentaram “diversas ações contendo objeto aparentemente idêntico, senão bastante semelhante” no TRE e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “cujas respectivas decisões, ainda em caráter liminar, lhes foram todas desfavoráveis, até o presente momento”.
André Fontes salientou que qualquer decisão liminar pode resultar em “severa modificação do quadro político então delineado no município”. Para o magistrado, “seria temerário, no momento, a apreciação do requerimento liminar vindicado”. Ele solicitou mais informações do juízes para, só depois, apreciar a liminar:
Comentar
Compartilhe
Carla anuncia Carnaval de SJB em parceria com a iniciativa privada
17/02/2017 | 15h17
/
“Espalhe alegria como se fosse confete: Carnaval 2017”. Esse é o slogan da folia em São João da Barra, que teve a programação anunciada pela prefeita Carla Machado (PP) nesta sexta-feira (17). A festa de Momo vai acontecer em todo município entre os dias 23 (quinta-feira) e 28 (terça-feira). Para realização do evento, será apreciado um projeto na Câmara para captação de patrocínios por meio de permuta.
Carla garantiu que as tradicionais escolas de samba Congos e Chinês receberão subvenção da Prefeitura, desde que estejam com suas documentações regularizadas. 
Neste ano, o município vai recolher recursos com a venda de ingressos para arquibancadas e estacionamento, com valores e aéreas que serão definidos pelo projeto que será enviado ao Legislativo. “A Prefeitura vai arcar com o mínimo necessário para promover a desta de Momo”, disse Carla.
O secretário de Ordem Pública de SJB, Maxwell de Araújo, afirmou: “A população pode vir para o município e ficar tranquila. A segurança está garantida”. Vão atuar homens da Polícia Militar, Guarda Municipal, Demutran e Segurança Privada. A secretaria de Meio Ambiente, por meio do secretário Alex Firme, assegurou reforço na limpeza pública e a colocação de banheiros químicos. Presidente da Câmara, Aluizio Siqueira (PP) reforçou que a inovação com o apoio da iniciativa privada para a realização de eventos no Balneário deu bons frutos e vai se repetir no Carnaval. A bancada governista tem maioria no Legislativo e não terá dificuldade para aprovar os projetos de Lei na próxima terça-feira (21).
O vice-prefeito Alexandre Rosa resumiu: “Teremos um Carnaval alegre, um Carnaval seguro e um Carnaval limpo”. A expectativa é que mais de 250 mil foliões visitem SJB durante os dias de festa — movimentando a economia local.
— Deixando a modéstia de lado, nós temos o melhor Carnaval do interior do Estado Rio de Janeiro — destacou Carla Machado. O show do cantor Elymar Santos será o único de artista reconhecido nacionalmente e não terá custo para o município, será um bloco com vendas de abadá, no primeiro dia oficial da folia sanjoanense.
Os eventos acontecerão na Avenida do Samba, na sede, além de eventos em Barcelos e nas praias de Atafona, Grussaí e Açu. A quinta será de pré-carnaval, com a escolha da Rainha, Rei Momo e também 
Confira a programação completa:
Comentar
Compartilhe
SJB: condenada por uso de 'notas frias', Chatuba não pode receber subvenção
17/02/2017 | 12h08
Divulgação
Alegoria da Chatuba no Carnaval 2016 / Divulgação
A escola de samba Unidos da Chatuba, de São João da Barra, dificilmente vai para a avenida do Samba neste ano. A agremiação e o presidente Ricardo Lopes Corrêa foram condenados por improbidade administrativa. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro, julgada procedente, foi feito pagamento de forma irregular com o uso de recursos públicos provenientes da subvenção que a administração municipal concedia à associação recreativa carnavalesca e, consequentemente, sob administração do seu presidente.
O processo se arrasta na Justiça desde 2012 e teve sentença proferida no dia 9 de janeiro. “(...) algumas notas apresentadas pela agremiação ré não possui idoneidade contábil, ou porque não coincide o CPF com o nome atribuído, ou sequer existe o CPF mencionado. Ressalta-se que a soma dos valores dessas notas e recibos ´frios´ perfazem o total de R$ 37.679,80 (trinta e sete mil, seiscentos e setenta e nove reais e oitenta centavos), quantia esta que foi retirada dos cofres públicos e destinada de maneira ilícita e imoral, contrariando os princípios que regem a administração pública”, consta em treco da sentença, assinada pelo juiz Paulo Maurício Simão Filho.
O magistrado condenou os réus, a escola e o presidente, “a restituírem ao município a quantia de R$ 37.679,80, devidamente atualizados e corrigidos de juros de mora de 1% ao mês desde o desembolso”. Além disso, eles estão proibidos “de receberem benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 02 (dois) anos”. Na sentença são citadas as prestações de contas da escola entre os anos de 2007 a 2009, mas não fica claro o ano da irregularidade.
Na página “Fórum do Carnaval de São João da Barra”, na rede social Facebook, onde o assunto foi abordado, Ricardo Corrêa pediu aos sanjoanenses que “não tirem conclusões precipitadas” e que está em diálogo com seu advogado para “mostrar onde estão todos os erros” da decisão judicial. “Tudo será esclarecido e surgirão os que tiverem culpa. Tenho fé em Deus. Ele vai mostrar”, escreveu.
Em tempo — Não é de hoje que a Unidos da Chatuba é criticada por apresentar um desfile aquém das demais agremiações. Outra polêmicas, como a falta de eleições para mudanças na diretoria e um barracão abandonado na comunidade, também marcam a escola.
Comentar
Compartilhe
Carla: irresponsabilidade da gestão anterior impede retomada de programas
16/02/2017 | 23h49
Divulgação
/ Divulgação
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), comentou em seu perfil no Facebook sobre um acordo firmado com a empresa PortLimp, que atuou no município na gestão do ex-prefeito Neco (PMDB), mas teve o contrato encerrado no decreto de emergência. A empresa ficou sem receber da Prefeitura e sem pagar aos funcionários terceirizados pelo município. Além de falar sobre o acordo, Carla deixou claro que não será possível retomar com programas criados nos seus dois outros mandatos. O Cartão Alimentação e o Vale-transporte do servidor, o Cartão Universitário (bolsas para faculdade), Cartão Cidadão (transferência de renda) e o Aluguel Social estão suspensos e sem previsão de retorno. Segundo a prefeita, a situação chegou a esse ponto devido à “irresponsabilidade desse governo incompetente que nos antecedeu”.
Com relação ao acordo, a prefeita explico que o município “conseguiu da Justiça do Trabalho a condição de nesse momento arcar com os salários e benefícios dos terceirizados da PortLimp referente ao mês de maio de 2016, no montante de 800 mil, evitando dessa forma um arresto de 12 milhões”. Carla salientou que se o arresto fosse feito, “sérios problemas na área da saúde ocorreriam e também estaríamos inviabilizados em manter os salários dos servidores em dia”.
No decorrer da postagem (confira abaixo), ela citou a inviabilidade da retomada de programas municipais. “Pena que devido à irresponsabilidade desse governo incompetente que nos antecedeu, não será possível restabelecer no momento os vários programas que criamos em nossa gestão (Cartão Alimentação, Vale Transporte, Cartão Universitário, Cartão Cidadão, Aluguel Social...) para atender como gostaríamos os estudantes universitários, aos funcionários e ao nosso povo“.
Ela voltou a citar que encontrou cerca de R$ 200 milhões em dívida na Prefeitura, “do sucateamento, da desordem generalizada da máquina administrativa, fora os cerca de 25 milhões de dívidas na Previdência Social”. Além da dívida com a PortiLimp, a Prefeitura ainda tem pendências herdadas da gestão anterior com as terceirizadas Mothé e Mothé, Átrio e a OS Humanizada (Centro de Emergência). Sem contar o salário e o 13º dos contratados e comissionados da gestão anterior.
Carla ainda destacou que nesse início de gestão já foi possível quitar o pagamento da metade do 13º e do pagamento de dezembro dos servidores efetivos.
Comentar
Compartilhe
Carnaval de SJB terá programação divulgada nesta sexta
16/02/2017 | 15h50
Divulgação
Público na Avenida do Samba no Carnaval 2016 / Divulgação
A folia está garantida na cidade que ostenta no anúncio oficial ter o maior Carnaval do interior do Estado do Rio de Janeiro. A programação será apresentada nesta sexta-feira (17) pela prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP). A entrevista coletiva acontece no Palácio Cultural Carlos Martins.
Desde o fim do ano passado, o vice-prefeito Alexandre Rosa (PRB) anunciou a presença do cantor Elymar Santos na abertura da folia na sexta-feira (24). Um dia antes, no dia 23, a Prefeitura promove o Concurso de Marchinhas, além das escolhas da Rainha do Carnaval e do Rei Momo. 
Em tempos de crise — Com a arrecadação em queda, decretos de emergência em vigência e dívidas herdadas, Carla apostou na parceria com a iniciativa privada para realização de shows no Balneário de Atafona com artistas de renome nacional. Em recente entrevista à InterTV, ela afirmou que estava em busca de parcerias, também, para a realização do Carnaval.
Comentar
Compartilhe
Bancada governista cresceu na Câmara de SJB?
16/02/2017 | 14h45
A eleição das comissões permanentes da Câmara de São João da Barra, nessa quarta-feira (15), mostrou sintonia entre os vereadores da base de apoio à prefeita Carla Machado (PP). Todos os colegiados têm como presidentes nomes que estão declaradamente na bancada governista — bem como a relatoria de oito da nove comissões. Acontece que a votação apontou que a base governista já pode ter aumentado. Os presidentes de todas as comissões foram eleitos com sete votos, uma clara jogada ensaiada nos bastidores políticos. Acontece que, até a posse para esta legislatura, a bancada governista foi anunciada com seis nomes, não com sete. Será que já ganhou mais um?
No palanque de Carla foram eleitos cinco vereadores: Alex Firme (PP), Aluizio Siqueira (PP), Caputi (PTN), Ronaldo Gomes (Pros) e Sônia Pereira (PT). Poucos dias após a eleição municipal, o grupo governista anunciou a adesão de Gersinho Crispim (SD) ao bloco — alcançando a maioria absoluta da Casa. Em janeiro, Alex saiu da Câmara para assumir a secretaria de Meio Ambiente e a cadeira ficou para Jonas Gomes (PP). Do palanque do ex-prefeito Neco (PMDB), estão na Casa Elísio Rodrigues (PDT), Eziel Pedro (PMDB) e Franquis Areas (PR).
Ao que tudo indica, um dos três que oficialmente não era da base governista votou alinhado com o grupo para os presidentes de todas as comissões, todos eleitos com sete votos. Na coluna Caiu na Rede já foi abordada a possibilidade de a bancada de apoio a Carla aumentar para sete ainda no primeiro semestre do governo. Já foi concretizado? E quem seria?
Por falar no grupo governista, o rolo compressor mostrou força na votação para as comissões. Elegeu os nove presidentes, oito relatores e os membros de sete comissões. Quando não foi ocupado por um dos nomes oficialmente na base governistas, a relatoria e os postos de membro ficaram com Elísio.
Comentar
Compartilhe
SJB: Congos e Chinês terão subvenção para entrar na avenida?
15/02/2017 | 17h05
Falta pouco para a folia em São João da Barra, cidade que ostenta no anúncio oficial ter o maior Carnaval do interior do Rio de Janeiro. Tradição é a marca da festa, que conta com os desfiles quase seculares das escolas de samba Congos e Chinês — rivalidade que ainda faz, não mais como antes, tremer os paralelepípedos cobertos pelo asfalto na avenida do samba. Os barracões estão preparando as alegorias, mas não foi votado na Câmara, ainda, a subvenção que o município oferecia às escolas nos últimos anos.
Em 2016, com a malfadada crise já anunciada, o então prefeito Neco (PMDB) concedeu R$ 234 mil para cada uma das escolas mais tradicionais do carnaval sanjoanense, além de R$ 163.800 para a Unidos da Chatuba — que há anos faz uma apresentação aquém do que recebe de subvenção — e R$ 60 mil para a Trinca de Ouro, de Barcelos. Três meses depois da festa de Momo, Neco decretou emergência econômico-financeira que perdurou até o fim de sua gestão.
Para o verão deste ano a prefeita Carla Machado (PP) inovou com uma parceria com o setor privado, que possibilita shows nacionais no Balneário, com grande público, até mesmo sob a vigência de outro decreto de emergência na área financeira. Basta saber se a prefeita vai conseguir novas parcerias para a escolas de sambas, se a próprias diretorias vão buscar essas parcerias ou se o município vai oferecer as subvenções. Em entrevista à InterTv, ela falou de forma genérica sobre a busca de parcerias para o Carnaval, mas não especificou a questão das escolas de samba.
O blog fez contato com a assessoria da Prefeitura por e-mail, desde a noite da última segunda-feira (13), para saber se as subvenções serão concedidas as escolas de samba mesmo sob o decreto de emergência na área financeira, mas não teve retorno até o momento desta publicação.
A Câmara de SJB voltou a ter sessão ordinariamente nesta quarta-feira (15). Caso as subvenções sejam concedidas, o projeto do Executivo deverá ser votado na próxima semana. A conferir!
Boa iniciativa — A secretaria de Educação e Cultura de SJB acertou em cheio com a realização do Festival de Marchinhas Carnavalescas — Prêmio Roque de Souza Rangel. Recentemente, na coluna Caiu na Rede, publicada na Folha da Manhã, foi destacado a importância de resgatar tais atividades. Atual Conselheiro Estadual de Política Cultural (Norte Fluminense), Bruno Costa realizou com apoio das empresas do Grupo X algumas edições do Concurso de Marchinhas que ganharam destaque na região.
Para o novo festival, as inscrições acontecem, até o dia 20, no Centro Cultural Narcisa Amália. As composições concorrentes deverão ser originais e inéditas e terem temática sanjoanense. A marchinha vencedora receberá o prêmio no valor de R$ 1.500, mais troféu. Grande novidade na programação carnavalesca deste ano, o Festival vai acontecer no mesmo dia em que serão eleitos o Rei Momo e a Rainha do Carnaval, 23 de fevereiro.
Comentar
Compartilhe
PT do B com nova coordenação regional
15/02/2017 | 14h36
Divulgação
Vinicius Cordeiro anunciou Kaká como coordenador regional do PT do B / Divulgação
O ex-vereador Kaká, de São João da Barra, é o novo coordenador regional do PT do B. O anúncio foi feito no perfil do Facebook do presidente estadual da legenda, Vinicius Cordeiro. Kaká é suplente de deputado estadual na Alerj e não conseguiu a reeleição na disputa eleitoral municipal do ano passado. Na coluna Caiu na Rede, assinada por este blogueiro e publicada na Folha, já foi aventada a possibilidade de o ex-vereador sanjoanense disputar uma cadeira na Câmara Federal no próximo pleito.
Comentar
Compartilhe
Lula lidera em todos os cenários para 2018, diz CNT/MDA
15/02/2017 | 13h12
Divulgação
Ex-presidente venceria em qualquer cenário, aponta nova sondagem / Divulgação
Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o instituto MDA ouviu 2.002 entrevistados em 138 municípios, de 25 estados, acerca do cenário para as próximas eleições presidenciais. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera em todos os cenários estimulados e na pesquisa espontânea. Lula é réu em cinco ações diferentes — três da Lava Jato, uma da operação Janus, um desdobramento da Lava Jato, e em uma na operação Zelotes.
Na espontânea, Lula liderou com 16,6%, seguido pelo deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), com 6,5%, e o senador e presidente nacional do PSDB Aécio Neves, com 2,2%. A ex-ministra Marina Silva (Rede) ficou com 1,8% das intenções de voto, seguida pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT), com 0,9%, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), com 0,7%, e o ex-ministro Ciro Gomes, com 0,4%. Outros nomes alcançaram 2%, brancos e nulos, 10,7% e indecisos, 57,1%.
Na pesquisa estimulada para primeiro turno, o ex-presidente lidera nos três cenários apresentados:
Cenário 1: Lula 30,5%, Marina Silva 11,8%, Jair Bolsonaro 11,3%, Aécio Neves 10,1%, Ciro Gomes 5,0%, Michel Temer 3,7%, Branco/Nulo 16,3%, Indecisos 11,3%.
Cenário 2: Lula 31,8%, Marina Silva 12,1%, Jair Bolsonaro 11,7%, Geraldo Alckmin 9,1%, Ciro Gomes 5,3%, Josué Alencar 1,0%, Branco/Nulo 17,1%, Indecisos 11,9%.
Cenário 3: Lula 32,8%, Marina Silva 13,9%, Aécio Neves 12,1%, Jair Bolsonaro 12,0%, Branco/Nulo 18,6%, Indecisos 10,6%.
Entre os cenários de intenção de voto estimulada para segundo turno, Lula também venceria em todos os cenários em que está presente:
Cenário 1: Lula 39,7%, Aécio Neves 27,5%, Branco/Nulo: 25,5%; Indecisos: 7,3%
Cenário 2: Aécio Neves 34,1%, Michel Temer 13,1%, Branco/Nulo: 39,9%; Indecisos: 12,9%
Cenário 3: Aécio Neves 28,6%, Marina Silva, 28,3%, Branco/Nulo: 31,9%; Indecisos: 11,2%
Cenário 4: Lula 42,9%, Michel Temer 19,0%, Branco/Nulo: 29,3%; Indecisos: 8,8%
Cenário 5: Marina Silva 34,4%, Michel Temer 16,8%, Branco/Nulo: 35,2%; Indecisos: 13,6%
Cenário 6: Lula 38,9%, Marina Silva 27,4%, Branco/Nulo: 25,9%; Indecisos: 7,8%
A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 11 de fevereiro. A margem máxima de erro é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança, 95.
Comentar
Compartilhe
Rejeição ao governo Temer aumenta, aponta pesquisa
15/02/2017 | 12h38
A reprovação ao governo do presidente Michel Temer subiu sete pontos percentuais, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o instituto MDA divulgada nesta quarta-feira(15). A comparação é com a mostra do mesmo instituto realizada em outubro do ano passado. No mais recente levantamento, 44,1% dos entrevistados avaliaram o governo de forma negativa (eram 37% em outubro). Para 38,9% a gestão do peemedebista é regular (36% na última pesquisa), enquanto 10,3% avaliaram o governo de forma positiva (eram 15% na anterior). Não responderam ou não souberam opinar, 6,7% dos entrevistados.
A rejeição ao presidente subiu de 51,5% em outubro para 62,4%. Ainda na avaliação do desempenho pessoal do presidente, 24,4% aprovam e e 13,2% não souberam opinar.
Foram ouvidas 2.002 pessoas, entre os dias 7 e 11 deste mês, em 138 municípios de 25 unidades federativas das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.
Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB elege comissões permanentes
15/02/2017 | 10h48
A Câmara de São João da Barra retomou os trabalhos legislativos nesta quarta-feira (15). Na primeira sessão ordinária do ano — sem contar a de posse, em 1º de janeiro, e a reunião extraordinária do último dia 18, convocada pelo Executivo. Os parlamentares elegeram as comissões permanentes para o primeiro biênio (2017/18). Nos principais colegiados, domínio total dos vereadores que formam a bancada de apoio a prefeita Carla Machado (PP) na Casa.
A comissão de Justiça e Redação é composta pela vereadora Sônia Pereira (PT), na presidência; Ronaldo Gomes (Pros), relator; e Jonas Gomes (PP), membro. O colegiado de Finanças e Orçamento tem na presidência o vereador Caputi (PTN); Gersinho Crispim (SD) é o relator e Ronaldo Gomes, membro. Obras e Serviços Públicos tem como presidente Jonas, na relatoria Caputi e Sônia, membro. Na Defesa do Consumidor, a presidência é de Gersinho, como relator foi eleito Jonas e para membro, Elísio Rodrigues (PDT).
Na comissão de Ética e Decoro Parlamentar, a presidência ficou com a vereadora Sônia, tendo Ronaldo e Caputi, respectivamente, como relator e membro. Já o colegiado de Saúde e Vigilância Sanitária tem como presidente Ronaldo, na relatoria Sônia e como membro, Elísio. Na sequência foram eleitos os integrantes da comissão de Cultura e Assistência Social: presidente Ronaldo; relator Sônia e Gersinho, membro. Na Defesa da Ecologia e Meio Ambiente foram eleitos como presidente Caputi; como relatora Sônia; e como membro, Ronaldo.Na Defesa dos Direitos Humanos, a presidência é de Gersinho, como relator foi eleito Elísio e para membro, Jonas.
As sessões ordinárias da Câmara de SJB acontecem às terças e quartas, às 9h. A próxima reunião do legislativo municipal sanjoanense foi marcada para terça-feira (21).
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire libera bancada para votação do pacote de austeridade na Alerj
14/02/2017 | 18h23
Rodrigo Silveira
Deputado é líder do PR na Alerj / Rodrigo Silveira
O deputado estadual Bruno Dauaire, líder do PR na Alerj, mudou de ideia e decidiu liberar os dois deputados de sua bancada para votar da forma que quiserem o pacote de austeridade enviado à Casa pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB). Dauaire votará contra o governo; Nivaldo Mulim e Renato Cozzolino, a favor.
A informação é da coluna Informe O Dia.
Comentar
Compartilhe
PTC escolhe único não envolvido na Chequinho para liderança na Câmara
14/02/2017 | 17h07
Uma das maiores bancadas partidárias eleitas em 2016 para a Câmara de Campos, com três cadeiras (mesmo número do PR e PRP), o PTC escolheu seu líder na Casa: Cabo Alonsimar. Ele só chegou à Casa porque dois vereadores da sua legenda — Linda Mara e Thiago Virgílio — não foram diplomados por decisão da Justiça no âmbito da operação Chequinho. A reunião que definiu a liderança contou com a presença de Virgílio, presidente do diretório municipal, e dos atuais ocupantes de cadeiras pelo PTC na Casa: além de Alonsimar, Roberto Pinto e Carlos Alberto Canaã.
Roberto e Carlos Alberto também são réus no “escandaloso esquema”. O primeiro já foi julgado e condenado em primeira instância, assim como Thiago, o mais votado da legenda, e Linda Mara. Eles recorrem da decisão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Canaã será julgado no dia 30 de maio. Alonsimar é o único entre os cinco primeiros da legenda que não foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de usar o prgrama social da Prefeitura como moeda de troca por votos.
Thiago e Linda Mara tentam suspender a decisão que impediu a diplomação de ambos, para que possam recorrer das sentenças no cargo, como ocorre com os outros condenados. O juiz Ralph Manhães, da 100ª Zona Eleitoral, estendeu a suspensão dos diplomas até o julgamento final do caso. Caso eles consigam reverter a decisão do juízo local, Alonsimar e Canaã voltam a ser suplentes.
Polêmica — Roberto Pinto votou no vereador Marcão Gomes (Rede) para a presidência da Câmara, enquanto Thiago Virgílio defendia que todos do partido votassem em Vinicius Madureira (PRP). Após a eleição da mesa diretora, Thiago chegou a informar que Roberto poderia perder o mandato por desobediência.
Comentar
Compartilhe
Central de pedido de iluminação reativada em SJB
14/02/2017 | 16h09
Com aproximadamente 13 mil pontos de iluminação pública, incluindo ruas e quadras esportivas de todo o município e o Balneário de Atafona,
A secretaria de Obras de São João da Barra reativou a central de pedido de iluminação pública — responsável pela manutenção de aproximadamente 13 mil pontos de iluminação pública, incluindo ruas e quadras esportivas de todo o município e o Balneário de Atafona. O objetivo é realizar serviços de manutenção preventiva e corretiva. Até o momento mais de 250 solicitações foram executadas.
O supervisor de iluminação pública do município, Denis Merlim, informou aos interessados que a solicitação pode ser feita pelo telefone (22) 2741-7878 (ramal 218) ou na sede da secretaria de Obras, localizada no rua Barão de Barcelos, térreo da rodoviária municipal Dr. Fernando Helio Pinheiro. Atualmente os serviços disponibilizados são: reposição de lâmpadas, reatores, bases e relés fotoelétricos.
Fonte: Secom
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Garotinho não protocolou defesa prévia
14/02/2017 | 15h36
/
Acusado de liderar o “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos em Campos, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) será julgado na próxima segunda-feira (20). A audiência de instrução e julgamento acontecerá às 13h10. O réu, impedido de visitar sua cidade natal desde o ano passado, como uma das medidas restritivas impostas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em substituição à prisão decretada pelo juízo da 100ª Zona Eleitoral, é obrigado a comparecer ao fórum, sob pena de retorno ao sistema prisional em caso de descumprimento.
No acompanhamento processual da ação penal no sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) é possível notar a intimação de várias testemunhas, além de uma certidão assinada pelo chefe de cartório que não foi recebido, dentro do prazo legal, a defesa prévia do ex-governador: “O prazo para apresentação de defesa prévia, nos termos da decisão de fls. 469, iniciou-se no dia 30/01/2017 e encerrou-se no dia 08/02/2017, sem que a respectiva defesa tenha sido protocolada em cartório”.
Em recente declaração, o advogado Fernando Fernandes afirmou que há ilegalidades no processo. Ele também disse que foram impostas dificuldades que impediram a apresentação da defesa preliminar a tempo da audiência. Todas as tentativas para anular o processo no TRE, até o momento, foram indeferidas. Fernandes já declarou que caso os recursos continuem sendo negados na Corte regional, vai entrar com recursos no TSE.
Comentar
Compartilhe
SJB: pagamento de dezembro dos efetivos confirmado para esta quarta
14/02/2017 | 14h37
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), confirmou para esta quarta-feira (15) o pagamento referente ao mês de dezembro do ano passado, não honrado pela gestão anterior, do prefeito Neco (PMDB). Quando liberou a segunda parcela do 13º, em 13 de janeiro, a Prefeitura havia anunciado a quitação do salário pendente em 15 de fevereiro.
Os servidores da Educação poderão receber as férias, ainda não quitadas, em março. Contudo, não há confirmação — dependerá da disponibilidade financeira.
Comentar
Compartilhe
Juiz da Lava Jato no Rio pede escolta e carro blindado
13/02/2017 | 21h29
Responsável pela prisão do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) e de Eike Batista, o juiz federal Marcelo da Costa Bretas precisou pedir à Justiça escolta e carro blindado. A solicitação foi feita ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região em decorrência de “situações suspeitas”, disse uma fonte.
Na sexta-feira, o titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, responsável pelos desdobramento da Lava Jato no Estado, tornou réus na Operação Eficiência Eike Batista e o ex-governador do Rio por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Bretas aceitou denúncia do Ministério Público Federal apresentada no mesmo dia.
Eike foi acusado pela força tarefa da Lava Jato de ter pago US$ 16,5 milhões em propina ao esquema liderado por Cabral para ter benefícios em seus negócios. Já o ex-governador foi acusado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Ambos estão presos no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. O ex-governador do Rio já é réu em três ações penais.
Fonte: Blog do Fausto Macedo (aqui)/Estadão
Comentar
Compartilhe
Carla Machado: Não houve negociata com Eike Batista na minha gestão
13/02/2017 | 15h27
Reprodução
Carla foi entrevistada nesta segunda-feira na InterTv / Reprodução
A prefeita Carla Machado (PP), de São João da Barra, foi entrevistada na tarde desta segunda-feira (13) no RJ InterTV 1ª Edição, no quadro "E agora, prefeito?". Um telespectador questionou se ela se arrepende de ter participado da negociação do governo do Estado para instalação do Porto do Açu, do empresário Eike Batista, na cidade. Carla comentou o assunto, que tem movimentado discussões, pela primeira vez. A prefeita disse que não tem conhecimento sobre nenhum tipo de negociata com o Estado, mas assegura que na sua gestão, enquanto prefeita, não houve nenhuma negociata no campo municipal com Eike Batista. O empresário e o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) estão presos. Segundo denúncia, Eike pagou US$ 16,5 milhões de propina a Cabral em troca de facilidades no Estado. O pagamento ocorreu durante o período de instalação do Porto em SJB. Segundo a revista Veja, o Porto do Açu foi a contrapartida de Cabral a Eike. Confira a resposta de Carla ao questionamento:
“Boa pergunta. Inclusive, foi questionado a questão do título de Barão de Eike Batista. Estou na política há mais de 20 anos e desde 1996, quando eu estava na Câmara Municipal como vereadora, era um sonho do sanjoanense ter um porto aqui, até por conta do nosso calado. Passou-se gestões do Estado, foi oferecido a Petrobras, que não quis investir. E tem que dar a César o que é de César: a coragem, a ousadia, do empresário Eike Batista de ter feito dentro do Norte Fluminense um empreendimento privado do porte que é o complexo porto indústria do Açu. Na minha época enquanto prefeita eu tive mais de R$ 130 milhões em compensação ambiental e social, construção de estradas, rede de abastecimento de água, a Vila da Terra, terminal pesqueiro, ajuda para compra de equipamentos para agricultura, viaturas de polícia, doadas para a Polícia Militar e Polícia Civil, dentre muitas outras situações. Então, eu dei o título de Barão porque acho que foi merecido. Agora, se o empresário Eike Batista teve erros, teve alguma negociata com o governo do Estado, não é do meu conhecimento. Tenho certeza que negociata não houve no campo municipal, na minha gestão, onde o município alavancou e hoje é alternativa de desenvolvimento e crescimento não só de SJB, mas de toda região Norte e Noroeste Fluminense. O único envolvimento que eu tive, porque o município não dá licença ambiental, foi a transformação das terras que antes eram rurais em áreas industriais, o que agrega também valor a terra”.
A entrevista completa pode ser conferida aqui.
Comentar
Compartilhe
Recadastramento dos servidores da Educação retomado nesta terça em SJB
13/02/2017 | 13h52
A secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra irá realizar nesta terça-feira (14) o recadastramento dos servidores públicos municipais, com letras iniciais do nome Q, R, S, T, U, V, W, Y, Z. Os funcionários devem se apresentar na sede da Semec, localizada na Avenida Rotary s/n, das 9h às 17h (entre o Centro de Emergência e a Delegacia).
O recadastramento aconteceria na última sexta-feira e foi cancelado devido à necessidade de realizar ajustes técnicos. Será o último dia do procedimento, que teve início dia 06 de fevereiro.
Fonte: Secom
Comentar
Compartilhe
Prefeito de Macaé se compromete a pagar 13º da PM para evitar greve
10/02/2017 | 12h15
O prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PMDB), encaminhou um ofício ao comando do 32º BPM, que fica no município, assumindo o compromisso de pagar o 13º salário dos cerca de 700 policiais do batalhão. Ele teme que, com o atraso do pagamento, os agentes cruzem os braços e que a situação de Macaé fique igual à do Espírito Santo.
No documento, Dr. Aluízio promete que a prefeitura vai pagar a primeira parcela em até três dias úteis. Ele ainda não tem o valor exato, mas estima que o gasto seja de aproximadamente R$ 3,5 milhões. “Queremos garantir a segurança do morador de Macaé. Só estou esperando o comandante entregar a folha de pagamento para fazer a transferência”, afirma o prefeito.
Dr. Aluizio, porém, não pretende deixar barato para o governo do estado. Assim que fizer o pagamento, vai pedir o ressarcimento para o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).
Além de Macaé, o 32º BPM faz a segurança de Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Quissamã, Carapebus e Rio das Ostras.
Fonte: Extra, Extra/Berenice Seara
Divulgação
Ofício enviado pelo prefeito ao 32º BPM / Divulgação
Comentar
Compartilhe
SJB: recadastramento dos servidores da Educação suspenso nesta sexta
09/02/2017 | 19h09
O recadastramento dos servidores públicos da Educação, em São João da Barra, previsto para terminar nesta sexta-feira (10), está suspenso. Para os funcionários com os nomes iniciados com as letras Q, R, S, T, U, W, V, X, Y, Z, nova data divulgada posteriormente. De acordo com a Prefeitura de SJB, em comunicado à imprensa, a suspensão foi devido à necessidade de realizar ajustes técnicos.
Para o procedimento, é necessário apresentar cópia dos seguintes documentos: comprovante de residência atualizado; CPF; identidade; certidão de nascimento ou casamento; certidão e nascimento dos filhos; PIS/PASEP; comprovante de tipo sanguíneo e fator rhesus-RH; comprovante de validade de readaptação, se for o caso; Carteira Nacional de Habilitação; carteira atualizada do conselho/órgão de classe, quando se tratar de profissão regulamentada; certificados ou diplomas de graduação ou pós-graduação (exigido para o cargo) ou especialização concluída após o cadastro inicial ou eventual recadastramento.
O recadastramento dos servidores da educação teve início nessa segunda-feira (6).
Comentar
Compartilhe
PF aponta indícios de pagamento de propina a Pezão
09/02/2017 | 17h33
A Polícia Federal apontou em relatório desta quinta-feira (9) indícios de que o governador do Rio Luiz Fernando Pezão (PMDB) recebeu propina do esquema que, segundo o Ministério Público Federal (MPF), era comandado pelo ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). O nome do governador consta em anotações encontradas durante busca e apreensão na casa de Luiz Carlos Bezerra, apontado como um dos operadores de Cabral. No relatório, encaminhado à 7ª Vara Federal Criminal do Rio, a PF sugere o envio das informações ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), já que Pezão tem foro privilegiado.
De acordo com a PF, Pezão estaria ligado repasses de propina de R$ 140 mil e um outro de R$ 50 mil. O governador ainda não se manifestou sobre o assunto.
“Apesar de ainda não terminada a análise do material (outras pessoas recebedoras de valores estão sendo identificadas), é certo que foi identificado como recebedor de valores o Sr. Luiz Fernando Pezão, governador do estado do Rio de Janeiro (ainda que nesse momento haja decisão do TSE pelo seu afastamento) sendo necessário que, salvo melhor juízo, Vossa Excelência, após parecer ministerial, possa submeter tais itens ao foro competente (STJ) para proceder a investigação em face do mesmo”, aponta o documento da PF.
Reprodução
Em anotação na casa de Luiz Carlos Bezerra, apontado como operador de Cabral, o nome do governador aparece vinculado ao valor de R$ 50 mil / Reprodução
Reprodução
De acordo com a PF, em outra anotação encontrada na Casa de Bezerra, Pé, ao lado do valor de R$ 140 mil, é uma referência a Pezão e o valor da propina / Reprodução
 
Cassação — Nessa quarta-feira (8), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro cassou os mandatos do governador e do seu vice, Francisco Dornelles (PP), por abuso de poder econômico e político, tornando-os inelegíveis por oito anos. A Corte determinou ainda que sejam realizadas eleições diretas para a escolha dos representantes do Poder Executivo estadual. A decisão, no entanto, somente produz efeito após o trânsito em julgado, ou seja, quando não cabe mais recurso. Por maioria dos votos, o abuso de poder econômico e político ficou configurado uma vez que o Governo do Estado concedeu benefícios financeiros a empresas como contrapartida a posteriores doações para a campanha do então candidato Pezão e de seu vice. 
Com informações do jornal O Globo e da assessoria do TRE
Comentar
Compartilhe
Carla se reúne com representantes da Uenf e do CIEE
09/02/2017 | 17h30
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), recebeu nesta quinta-feira (09) o reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Luis Passoni. Foi aberto, segundo a prefeita, um canal de diálogo com a instituição de ensino, sendo agendada para o mês de março uma visita à Uenf para que seja firmado um termo de cooperação técnica.
Também nesta quinta, Carla se reuniu com o representante do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), Humberto Lima. Na oportunidade foi discutida a possibilidade de uma parceria visando dinamizar o aproveitamento da juventude nas empresas que prestam serviços ao município no Projeto “Jovem Aprendiz”.
— Vamos trabalhar juntos no sentido de conscientizar as empresas sobre a necessidade de cumprir essa legislação e dar a oportunidade do jovem se qualificar e saber que é importante ser bom para disputar, com chances reais, esse mercado de trabalho tão competitivo — disse a prefeita.
Fonte: Assessoria
Comentar
Compartilhe
Cabo Alonsimar requer audiência na Câmara sobre armamento da Guarda
09/02/2017 | 16h08
O vereador Cabo Alonsimar (PTC), que herdou uma cadeira na Câmara com a não diplomação de seis dos onze vereadores eleitos condenados no “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos, protocolou requerimento na Casa para uma audiência pública sobre a necessidade de armamento da Guarda Civil Municipal. Alonsimar, policial militar reformado, comentou que a discussão é pertinente devido à situação que vive o Espírito Santo com a paralisação da Polícia Militar. O vereador destaca que em Vila Velha, na grande Vitória, a Guarda é armada e tem efetuado bom trabalho nesse período.
— Hoje só depende do prefeito e de a população ser a favor para a Guarda ser armada. Na gestão passada foram criadas a ouvidoria e a corregedoria, era o que faltava para iniciar o processo de armar a Guarda. Até agora ninguém foi nomeado para esses cargos. Por isso vamos voltar com essa discussão —explicou o vereador.
Cabo Alonsimar destacou que outros municípios do Estado já armaram seus guardas, como Niterói, Resende e Volta Redonda. Além desses, Araruama iniciou treinamento, mas não foi concluído. O vereador destaca que é uma discussão muito ampla, mas que há necessidade de ser retomada. “Isso vai ser natural. Se não for agora, será na próxima gestão. A questão da segurança não é mais só estadual ou federal, mas também municipal. A gente vai chamar as entidades representativas e representantes das cidades que a Guarda já é armada”.
Comentar
Compartilhe
Pudim busca parceria com Estado para conclusão do Hospital São José
08/02/2017 | 16h02
Divulgação
Pudim com o secretário de Saúde Luiz Antônio Teixeira / Divulgação
O primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), deputado Geraldo Pudim (PMDB), esteve nessa terça-feira (07) em audiência com o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira, para levar demandas do município de Campos, em especial para a conclusão das obras do Hospital São José, aparelhamento e posterior funcionamento da unidade que atenderá cerca de 70 mil cidadãos.
O secretário, atendendo o pedido do deputado, solicitou o levantamento físico financeiro da obra, além de agendar junto ao ministro da Saúde, Ricardo Barros uma audiência para tratar sobre o tema. “Vamos atuar juntos, indo à Brasília eu, Pudim e ao prefeito Rafael Diniz (PPS), e assim estabelecer de forma concreta como faremos para realizar o desejo de milhares de campistas. A demanda trazida pelo deputado Pudim é nossa também e vamos avançar de mãos dadas para que tanto esse como as demais necessidades do município, aqui apresentadas, possam ser atendidas”, declarou Luiz Antônio Teixeira, que estará em Campos nesta quinta-feira (09), a partir das 9h30, no auditório da sede da Prefeitura, no “Integra Saúde – Acolhimento regional aos gestores municipais de saúde”..
Na última semana (aqui), Pudim foi recebido pelo prefeito Rafael Diniz , em seu gabinete, na sede da Prefeitura de Campos, e entre as questões discutidas estava a economia, educação, esportes e assistência social, a saúde teve prioridade e em especial o hospital da Baixada.
— É nossa obrigação e que bom que em poucos dias prontamente, o secretário Luisinho nos recebeu e já deu início para que esse sonho de anos seja alcançado. Uma audiência com o ministro Ricardo Barros já está sendo definida, e nela, com o prefeito Rafael Diniz, poderemos conquistar o governo federal também como parceiro nesse processo que começou de forma muito favorável. Estou muito confiante que vamos conseguir atender esta solicitação que o prefeito nos passou, como representante de milhares de cidadãos da Baixada — disse Pudim.
Um cronograma físico-financeiro foi solicitado pelo secretário para que de imediato seja feita uma programação dentro do que está estabelecido tanto na licitação, como para o funcionamento com o quadro funcional, para que o Estado possa definir a sua forma de colaborar com a conclusão das obras e posterior gestão e funcionamento pleno da unidade de saúde. “Ontem (terça) mesmo fiz um contato com o vereador Abdu Neme (PR), com quem o prefeito está contando na condução desse projeto, e já combinamos de ter um encontro preliminar com o secretário Luisinho e posteriormente estaremos indo à Brasília”, reforçou o parlamentar.
Comentar
Compartilhe
PF indicia Eike e Cabral por corrupção, lavagem e organização criminosa
08/02/2017 | 12h16
A Polícia Federal informou nesta quarta-feira (8) que indiciou o empresário Eike Batista e o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O empresário foi preso na semana passada, ao retornar de Nova York, no âmbito da operação Eficiência. Outras dez pessoas também foram indiciadas.
Segundo as investigações, Eike pagou propina de US$ 16,5 milhões para o ex-governador Sérgio Cabral por meio da conta Golden Rock no TAG Bank, no Panamá.
Dos 12 indiciados, apenas Susana Neves Cabral, ex-mulher do ex-governador, e Mauricio de Oliveira Cabral, irmão dele, não estão presos. Os dois haviam sido levados coercitivamente para prestar depoimento quando a operação Eficiência foi deflagrada, no dia 26 de janeiro.
Por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa foram indiciados:
- Sérgio Cabral (preso)
- Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho (preso)
- Carlos Emanuel de Carvalho Miranda (preso)
- Luiz Carlos Bezerra (preso)
Por lavagem de dinheiro e organização criminosa:
- Sérgio de Castro Oliveira (preso)
- Álvaro José Galliez Novis (preso)
- Thiago de Aragão Gonçalves Pereira e Silva (preso)
- Francisco de Assis Neto (preso)
- Mauricio de Oliveira Cabral Santos (solto)
Por organização criminosa:
- Eike Batista (preso)
- Flávio Godinho (preso)
Por lavagem de dinheiro:
- Susana Neves Cabral (solta)
A Operação Eficiência, desdobramento da Calicute, uma espécie de Lava Jato no Rio, mira em crimes de lavagem de dinheiro e ocultação no exterior de aproximadamente US$ 100 milhões. Segundo a Polícia Federal, boa parte desses valores já foi repatriada. A operação é resultado de uma investigação em parceria da PF, Ministério Público Federal e Receita Federal.
Eike presta novo depoimento à PF nesta quarta.
Com informações do Estadão e do G1
Comentar
Compartilhe
Chequinho: TRE nega recursos a mais três condenados
07/02/2017 | 21h38
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) negou agravo em mandados de segurança impetrados por Jorge Rangel (PTB), Linda Mara (PTC) e Miguelito (PSL). Eles pediam substituição de testemunhas nas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes), em que foram condenados em decisões proferidas pelo juiz Eron Simas.
Na Cuva do Rio, a jornalista Suzy Monteiro mostrou na semana passada que os condenados Thiago Virgílio (PTC), Vinicius Madureira (PRP), Cecília Ribeiro Gomes (PT do B), Thiago Ferrugem (PR) e Jorge Magal (PSD) tiveram o mesmo recursos negados.
Comentar
Compartilhe
Carla Machado solicita ao Estado retomada de obras em SJB
07/02/2017 | 20h31
Divulgação
Carla com o secretário de Estado de Obras / Divulgação
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), cumpriu agenda no Rio de Janeiro e colocou em pauta duas obras paradas no município iniciadas pelo Estado. Com o secretário de Estado de Obras, José Iram, solicitou a retomada das obras da ponte da Integração — que ligará SJB a São Francisco de Itabapoana. A prefeita também pediu a renovação do convênio da estrada que liga o Bairro de Fátima à entrada da sede do município.
Carla também esteva com o subsecretário de Obras Públicas e Programas Especiais, Cláudio Maximiano, para falar sobre convênio entre Estado e município. “Mais uma vez nos deparamos com a incompetência do governo que nos antecedeu, deixando que convênio se expirasse sem qualquer ação e prestações de contas com muitas pendências, que, se não sanarmos, prejudicarão bastante São João da Barra”, salientou a prefeita.
Comentar
Compartilhe
SJB recebe participação especial nesta quarta: R$ 9,4 milhões
07/02/2017 | 20h02
/
São João da Barra recebe nesta quarta-feira (8) o primeiro repasse de participação especial deste ano — referente à produção do quarto trimestre de 2016 — com aumento significativo em relação aos recursos do trimestre anterior. Serão depositados nesta quarta-feira R$ 9.382.628,92, enquanto em novembro o repasse foi de R$ 7.131.223,40, o que representa um crescimento de 31,6% no recurso trimestral.
A Folha 1 traz matéria sobre o aumento expressivo na participação especial em toda região. Em Carapebus, a alta chega a 325%.
Comentar
Compartilhe
Thiago Virgílio longe da Câmara, não das polêmicas
07/02/2017 | 14h27
Eleito vereador no ano passado, mas não diplomado por ser acusado de participar do “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos, e condenado em sentença proferida no mês passado, Thiago Virgílio (PTC), enquanto aguarda o julgamento dos recursos, mantém as polêmicas nas redes sociais. Nesta terça-feira (7), em publicação do deputado Geraldo Pudim (PMDB), que (aqui) criticou o governo da ex-prefeita Rosinha (PR) e falou em parcerias com Rafael Diniz (PPS), Virgílio, que chegou a ser preso pela Polícia Federal no ano passado, voltou a adotar a postura que lhe rendeu o apelido de “pit bull rosa” na Câmara de Campos: partiu para o ataque, em defesa de seu grupo.
Enquanto o aliado e ex-prefeito de Campos Arnaldo Vianna (PMDB) parabenizou Pudim, Thiago não poupou críticas. Confira:
Comentar
Compartilhe
Pudim se reúne com Rafael Diniz, fala em parcerias e critica governo Rosinha
07/02/2017 | 13h53
Primeiro secretário da Alerj, o deputado estadual Geraldo Pudim (PMDB), que foi aliado do casal Garotinho por décadas, rompeu, e disputou a Pedfeitura de Campos no ano passado, participou de uma reunião com o prefeito Rafael Diniz (PPS), no Cesec, na semana passada. Segundo Pudim, foram tratadas “questões de natureza econômica que atinge diretamente a sua gestão frente ao município que passa por severa crise, o que se agravou demasiadamente por uma gestão ineficaz que foi interrompida com a escolha do eleitor campista”.
O deputado salientou que com o fim do período eleitoral são importantes parcerias que visam dar melhor qualidade de vida à população. “Aliados estamos em comum pensamento de dar vida a nossa cidade que por uma série de motivos, e, em especial, má gestão de um governo que deixou a cidade destruída, uma nova cara, com melhorias na saúde, geração de empregos, de oportunidades e em especial resgatar o sentimento de pertencimento do campista”.
Na área da Educação, foi agendada uma audiência nesta semana com o secretário de Estado, Wagner Victer. Outro ponto debatido foi a conclusão do Hospital São José, da Baixada Campista, que se arrasta há anos:
— Recebemos das mãos do prefeito um pedido mais que especial e já estamos trabalhando para que o Hospital São José, em Goitacazes, que deveria estar atendendo a cerca de 70 mil pessoas, mas que por falta de prioridade e planejamento do governo anterior, segue fechado, vamos junto ao governo federal buscar verbas para a conclusão das obras e em sequência de seu aparelhamento.
Comentar
Compartilhe
Carla em encontro de prefeitos no Rio
06/02/2017 | 13h27
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), participa nesta segunda-feira (6) de um encontro para prefeitos e agentes públicos no Palácio da Fazenda, no Rio de Janeiro. O tema é “Município Transparente”. Junto com Carla está o Procurador Geral do Município, Filipe Estefan.
Na Curva do Rio, a jornalista Suzy Monteiro também comentou sobre o assunto.
Comentar
Compartilhe
É preciso mais atenção com o DO de SJB
06/02/2017 | 13h10
O sanjoanense sempre está atento ao Diário Oficial, especialmente com as nomeações para cargos de confiança e designações para funções gratificadas. Quem não parece muito atento é quem escreve o texto oficial. Conseguiram a proeza de errar, no último fim de semana, o nome da prefeita Carla Machado (PP). Das 19 novas portarias publicadas nesse sábado (4), onze foram assinadas pela prefeita “Maria Machado dos Santos”, omitindo o primeiro nome, Carla. Não bastasse isso, na portaria da secretaria de Educação que convocou para o recadastramento, na quinta-feira (2), foi informado: “O servidor que não se recadastrar no prazo fixado nesta Portaria estará passível de sansão”. Sansão, com s, é o personagem bíblico, não tem nada a ver com pena (sanção). Fica mal para a Prefeitura, especialmente para a Educação, um erro desse no Diário Oficial. É preciso ter mais atenção.
E por falar no DO, no último sábado foram publicadas novas portarias. Confira:
— Meio Ambiente
Angélica Rodrigues do Espirito Santo (CC-2)
Carlos Augusto Gonçalves (CC-5)
Luana Ferreira Moreira (CC-5)
Roselino Abreu Canela (CC-4)
— Turismo, Esporte e Lazer
João Batista dos Santos Filho (CC-1)
João Francisco Bomgosto de Almeida (CC-1)
— Controle Interno
Ramon Ferreira Siqueira (CC-3)
— Gabinete
Danielle de Souza Brito (CC-1)
Lenilce de Souza Nogueira Aguiar (CC-2)
— Procuradoria
Tatiana Fernandes Pinheiro do Amaral (CC-4)
— Planejamento
Anderson de Faria Tostes (CC-4)
— Administração
Ricardo Luiz Peixoto (CC-3)
Vera Lucia Gomes da Silva (FG-4)
— Obras
Benedito Ribeiro Pedra (CC-6)
— Educação
Benedito Gomes (CC-2)
Silvana Caldas Costa Maciel (CC-2)
Marcela Nogueira Toledo (FGE)
— Saúde
Ricardo Januário de Assis Gomes (CC-4)
— Agricultura
Rozeni de Fátima Rosa Nogueira de Souza (CC-1)
As portarias são retroativas a 2 de janeiro. Também foi publicada uma exoneração, de Roger Andrade Pinto (CC-4), na Saúde.
Comentar
Compartilhe
Estadão: Temer vai anunciar Alexandre de Moraes para o STF nesta segunda
06/02/2017 | 11h43
Reprodução
Informação foi publicada no site do Estadão / Reprodução
O presidente Michel Temer anunciará na tarde desta segunda-feira (6) a escolha do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, para o Supremo Tribunal Federal. A informação foi publicada em primeira mão pela jornalista Vera Magalhães em seu blog hospedado no Estadão (aqui). Segundo a jornalista, o próprio Temer telefonou no domingo para os demais candidatos para comunicá-los de sua escolha.
O novo ministro do STF assumirá a vaga de Teori Zavascki, que morreu (aqui) em um acidente áereo no mês passado, em Paraty, no Sul Fluminense. 
Valter Campanato/Agência Brasill
Michel Temer e Alexandre de Moraes, ministro da Justiça / Valter CampanatoAgência Brasill
Comentar
Compartilhe
Recadastramento dos servidores da Educação tem início em SJB
06/02/2017 | 11h18
Começou nesta segunda-feira (6) o recadastramento dos servidores públicos da secretaria de Educação de São João da Barra. As datas de atendimento, até 10 de fevereiro, são determinadas pela letra inicial do nome do funcionário. Confira:
Dia 06/02 - A B C
Dia 07/02 - D E F G H
Dia 08/02 - I J K L
Dia 09/02 - M N O P
Dia 10/02 - Q R ST U V W X Y Z
O recadastramento acontece no Ciep Professora Gladys Teixeira, na sede do município, entre 9h e 17h. O servidor deverá apresentar uma cópia, acompanhada dos originais, dos seguintes documentos: comprovante de residência atualizado; CPF; documento de identidade reconhecido legalmente em território nacional, com fotografia; certidão de casamento, quando for o caso; certidão de nascimento, quando for o caso; certidão de nascimento dos filhos, quando houver; PIS/PASEP; comprovante de Tipo Sanguíneo e Fator Rhesus-RH; comprovante de validade de Readaptação, se for o caso; carteira Nacional de Habilitação – CNH; carteira atualizada do Conselho/Órgão de Classe quando se tratar de profissão regulamentada; certificados ou Diplomas de Graduação ou Pós-Graduação (exigido para o cargo), ou Especialização concluída após o cadastro inicial ou eventual recadastramento.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: audiência de Rosinha marcada para 24 de março
03/02/2017 | 18h44
A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) principal do “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos já tem dia para acontecer: 24 de março. São réus na ação a ex-prefeita Rosinha Garotinho (PR), a ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga; a ex-coordenadora do programa social Gisele Koch; e os candidatos a prefeito e vice apoiados pela então prefeita, respectivamente, Dr. Chicão (PR) e Mauro Silva (PSDB). A audiência para oitiva de testemunhas acontecerá às 9h, no Salão do Tribunal do Júri do Fórum da Comarca de Campos.
Ana Alice e Gisele, que chegaram a ser presas no desenrolar das investigações, são rés em uma ação penal que tramita na 100ª Zona Eleitoral. Neste caso, elas serão julgadas também no dia 27 de março.
As Aijes, julgadas na 76ª ZE, de outros candidatos a vereadores do grupo rosáceo acusados de participação no escandaloso esquema estão agendadas. Até o momento, os onze eleitos acusados de usar o Cheque Cidadão como moeda de trocas por votos — Cecília Ribeiro Gomes (PT do B), Jorge Magal (PSD), Jorge Rangel (PTB), Linda Mara (PTC), Kellinho (PR), Miguelito (PSL), Ozéias (PSDB), Roberto Pinto (PTC), Thiago Ferrugem (PR), Thiago Virgílio (PTC) e Vinicius Madureira (PRP) — foram condenados. Por decisão do juízo local, eles tiveram os votos anulados, mandatos cassados, além de ficarem inelegíveis por oito anos.
Confira a relação de datas das novas audiências:
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire protocola CPI das desapropriações na Alerj
02/02/2017 | 16h31
Rodrigo Silveira
/ Rodrigo Silveira
O deputado estadual Bruno Dauaire (PR) protocolou nessa quarta-feira (1), na volta dos trabalhos legislativos da Alerj, um pedido para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com objetivo de investigar os processos de desapropriações para criação da área industrial do Porto do Açu, em São João da Barra. O empresário Eike Batista, idealizador do porto sanjoanense, foi preso nesta semana na operação Eficiência, desdobramento da Calicute, a Lava Jato no Rio. A investigação atinge também o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), preso desde novembro. Eike teria pago US$ 16,5 milhões em propina a Cabral no mesmo período no qual a área do distrito industrial foi desapropriada.
Segundo a revista Veja,o Porto do Açu, no qual atualmente o idealizador tem participação mínima, foi a contra partida de Cabral para Eike. Em seu perfil no Facebook, no dia que a prisão de Eike foi decretada, Bruno já havia comentado sobre a necessidade de investigações. Na Casa, o deputado é presidente de uma comissão para mediar os conflitos do Açu.
Comentar
Compartilhe
SJB: servidores iniciam mais um mês sem vale-transporte
02/02/2017 | 13h27
Os servidores públicos municipais vivem mais um início de mês com dúvidas em relação ao vale-transporte, o que vem ocorrendo desde a gestão passada e é mantida na atual. Pior, no mês de janeiro, eles não tiveram acesso ao documento, normalmente distribuído no fim do mês anterior ao que será trabalhado.
A preocupação dos servidores é a de ficar mais um mês sem o vale. Além disso, as tarifas intermunicipais foram reajustadas, elevando a despesa diária para trabalhar.
Contestada sobre o assunto desde segunda-feira (30), a Prefeitura não emitiu posicionamento até o momento.
Comentar
Compartilhe
Cronograma de recadastramento dos servidores da Educação é divulgado em SJB
02/02/2017 | 13h21
Como antecipado (aqui), a Prefeitura de São João da Barra vai fazer durante a próxima semana o recadastramento dos servidores da Educação. As datas de atendimento, entre 6 e 10 de fevereiro, são determinadas pela letra inicial do nome do funcionário público. Confira:
 
Dia 06/02 - A B C
Dia 07/02 - D E F G H
Dia 08/02 - I J K L
Dia 09/02 - M N O P
Dia 10/02 - Q R ST U V W X Y Z
 
O recadastramento acontecerá no Ciep Professora Gladys Teixeira, na sede do município, entre 9h e 17h. O servidor deverá apresentar uma cópia, acompanhada dos originais, dos seguintes documentos: comprovante de residência atualizado; CPF; documento de identidade reconhecido legalmente em território nacional, com fotografia; certidão de casamento, quando for o caso; certidão de nascimento, quando for o caso; certidão de nascimento dos filhos, quando houver; PIS/PASEP; comprovante de Tipo Sanguíneo e Fator Rhesus-RH; comprovante de validade de Readaptação, se for o caso; carteira Nacional de Habilitação – CNH; carteira atualizada do Conselho/Órgão de Classe quando se tratar de profissão regulamentada; certificados ou Diplomas de Graduação ou Pós-Graduação (exigido para o cargo), ou Especialização concluída após o cadastro inicial ou eventual recadastramento.
Comentar
Compartilhe
Justiça nega pedido de liberdade de Eike Batista
01/02/2017 | 19h12
Reprodução de vídeo
Eike Batista foi preso pela PF / Reprodução de vídeo
O juiz Vigdor Teitel negou, na tarde desta quarta-feira (1), liminarmente o pedido de liberdade feito pela defesa do empresário Eike Batista. O magistrado substitui o desembargador Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, que está de férias e volta no dia 8 de fevereiro. É Abel quem relata os casos relativos à Lava Jato no Rio.
O habeas corpus foi apresentado pelo advogado de Eike, Fernando Martins. O empresário foi um dos alvos da Operação Eficiência, deflagrada na quinta-feira. Ele estava nos Estados Unidos e foi preso quando voltou ao Brasil, na última segunda-feira. Eike teve a cabeça raspada ao dar ingresso no sistema penitenciário.
Vigdor Teitel entendeu que a decisão do juiz da 7ª Vara Federal Criminal, Marcelo Bretas, está fundamentada e não contém qualquer ilegalidade ou abuso de poder.
Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
SJB: recadastramento dos servidores da Educação na próxima semana
01/02/2017 | 18h38
Os servidores efetivos da secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra serão os primeiros a passar pelo recadastramento da Prefeitura. O procedimento será realizado na próxima semana, de segunda (6) a sexta-feira (10). A primeira letra do nome do funcionário determinará o dia no qual ele passará pelo recadastramento. A expectativa é que nos próximos dias a Prefeitura divulgue os documentos necessários ao procedimento, bem como a forma que será realizado. O atendimento acontecerá no Ciep professora Gladys Teixeira, na sede do município.

O recadastramento de todos os servidores foi determinado pela prefeita Carla Machado (PP), em um dos decretos publicados no início do ano.
Comentar
Compartilhe
Picciani reeleito presidente da Alerj; Pudim é 1º secretário
01/02/2017 | 15h54
O deputado estadual Jorge Picciani (PMDB) foi reeleito, nesta quarta-feira (1), para a presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Picciani foi reconduzido ao cargo com 64 votos a favor e seis contra. Não houve abstenção. Apenas o deputado Jair Bittencourt, de licença, não votou. Essa é a sexta vez que o atual presidente da Casa ocupará o cargo. De Campos, o deputado Geraldo Pudim (PMDB) foi reconduzido à primeira secretaria, um dos postos mais importantes da mesa diretora.
A chapa Unidade, de Picciani foi a única a disputar a eleição. Formam a chapa os vices-presidentes Wagner Montes, André Ceciliano, Jânio Mendes e Marcus Vinícius. Os secretários da chapa são os deputados Pudim, Silas Malafaia, Átila Nunes e Pedro Augusto. Os votos contrários a Picciani foram da bancada do Psol.
Pudim, que possui mais de 30 anos de experiência na administração pública, onde passou por secretarias municipais e estaduais, fez uma administração austera no primeiro biênio como primeiro secretário, função que tem como obrigação gerir os recursos da Assembleia Legislativa, e cumprindo desta forma o maior compromisso assumido para o primeiro biênio, que era de enxugar a máquina. Com revisão de contratos, implementação de cortes nas despesas, o deputado diz que se qualificou para continuar no cargo, principalmente nesse momento em que o Estado está vivendo com a falta de recursos.
— Quando assumimos a direção da 1ª Secretaria precisávamos dar uma resposta à sociedade no que diz respeito ao uso do dinheiro público, que como já diz, é do povo e somos apenas os gestores dele. Minha responsabilidade era gerir esses recursos. Revimos os contratos, avaliamos as verdadeiras necessidades para que pudéssemos realizar os cortes necessários e com isso, não renovamos a frota de carros oficiais, reduzimos o gasto com combustível pela metade, acabamos com as cotas de selo, entre tantas outras ações e isso fez com que a Alerj pudesse ajudar o Estado nesse momento, com doação de recursos para a educação, saúde, segurança pública, Uenf além de deixar de receber do Estado o repasse constitucional em agosto, setembro e outubro, num valor de quase 50 milhões e sem interferir nos investimentos e despesas da casa, fruto de um trabalho sério e responsável — disse Pudim.
Para a nova legislatura, Pudim diz que vai continuar com o trabalho de austeridade, sem prejudicar a execução dos trabalhos e serviços prestados pela Alerj. “Nosso objetivo é equilibrar as receitas e despesas e com isso ajudar ainda mais o Estado do Rio de Janeiro no que for possível e dentro da Lei”.
Comentar
Compartilhe