Líder do Chequinho em defesa dos condenados
19/01/2017 | 01h48
Defesa arriscada
O ex-governador Anthony Garotinho (PR), preso em novembro do ano passado apontado como líder do “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos, resolveu comentar sobre o assunto para criticar o juiz Eron Simas, que até o momento condenou nove vereadores eleitos acusados de envolvimento no caso. Onze foram julgados e a expectativa é que as outras duas sentenças sejam proferidas nesta semana. O líder político tenta defender seu grupo, mas se expõe de forma arriscada.
Restrições
As Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) do “escandaloso esquema” são julgadas na 76ª Zona Eleitoral, onde Eron atua por impedimento de outros magistrados. Garotinho chegou a ser preso por decisão do juízo da 100ª, à época com o juiz Glaucenir de Oliveira cobrindo as férias de Ralph Manhães. No retorno do descanso, Ralph proibiu Garotinho de comentar sobre o caso, o que ele se arrisca a fazer agora.
Saúde em discussão
O prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS), esteve reunido com representantes dos hospitais contratualizados para conversar sobre os repasses de recursos federais e municipais e sobre a dívida da gestão anterior com a rede. Diniz, ao lado da secretária Fabiana Catalani, reafirmou o compromisso de priorizar a Saúde. Representantes de hospitais, bem como membros do governo, se mostraram satisfeitos com diálogo. A conferir os próximos capítulos na prática.
Economia
A Prefeitura de Campos conseguiu uma economia de R$ 55.320,00 em combustíveis na primeira quinzena de janeiro de 2017. O comparativo foi feito com o mesmo período do ano passado, quando foram gastos R$ 227.086,13. Segundo o diretor de Transportes do município, Igor Suisso, se nesses primeiros 15 dias a economia foi de 35%, o objetivo é chegar, em breve, 50%.
Polêmica
Atafona terá shows de artistas nacionais todos os fins de semana: deste ao que antecede o carnaval. A alternativa encontrada pela prefeita Carla Machado (PP) foi uma parceria com a iniciativa privada, que vai explorar a área do Balneário de Atafona para realização de eventos sem a cobrança de ingressos. Só uma empresa apresentou proposta, mas teve empresário que contestou nas redes sociais apontando um suposto jogo de “cartas de marcadas”.
Mudança
A versão online da Folha da Manhã está de cara e nome novos. Entrou no ar ontem a Folha1. A mudança apresenta layout mais leve e intuitivo, além da versão mobile, com a qualidade que é marca do Grupo Folha há quase 40 anos. Acesse www.folha1.com.br e confira as novidades.
Dor no bolso
Presos poderão ser obrigados a ressarcir o Estado pelos custos de sua permanência nos sistemas prisionais. A proposta é do senador Waldemir Moka (PMDB-MS), autor de um projeto de lei em discussão na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Se aprovado na CCJ, e não houver recursos para sua apreciação em Plenário, seguirá direto para a Câmara dos Deputados. Caso não possua recursos próprios para o ressarcimento, o preso deverá trabalhar para compensar esses custos.
Dinheiro na conta
Os vencimentos de dezembro dos pensionistas da Segurança (Polícia Militar, Polícia Civil, secretaria de Administração Penitenciária e órgãos vinculados, Bombeiros, Defesa Civil e secretaria de Segurança) foram depositados ontem pela secretaria estadual de Fazenda. O valor total depositado foi de R$ 66,7 milhões.
Entendimento
Os superintendentes de Igualdade Racial, Lucia Talabi, e Trabalho e Renda, Gustavo Matheus, se reuniram ontem para discutir um amplo programa de parceria entre os dois órgãos. A intenção é iniciar os trabalhos buscando parceiros fora do poder público municipal. Segundo Lucia, vai convidar, nos próximos dias, todas as instituições da sociedade civil organizada, coletivos e universidades para debater as ações da superintendência de Igualdade Racial para os próximos anos.
Com a colaboração do jornalista Antunis Clayton
Publicado na edição desta quinta-feira (19) da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe