Bruno Dauaire e vereadores da região pedem retorno dos PMs deslocados
30/05/2017 | 05h59
Uma comitiva de vereadores do Norte Fluminense esteve na capital nesta terça-feira (30) para uma reunião com Roberto Sá, secretário estadual de Segurança, e o comandante geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Wolney Dias. O encontro foi articulado pelo deputado estadual Bruno Dauaire (PR), vice-presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa (Alerj). O deslocamento de policiais para atender a Região Metropolitana foi um dos principais assuntos em debate. Segundo Bruno, os argumentos apresentados foram convincentes e todos saíram da reunião com a expectativa de que o retorno dos policiais aos seus batalhões de origem seja oficializado em breve. Vereadores de Campos, São João da Barra, São Francisco de Itabapoana, Quissamã, Macaé, Conceição de Macabu, Carapebus e Casimiro de Abreu apresentaram os problemas nas questões de segurança pública em seus municípios.
Para São Francisco, por exemplo, foi solicitado um posto policial na divisa com o Espírito Santo. “Oferecemos a estrutura e eles ficaram de ver os policiais para estarem lá. Empresários locais e vereadores já articulam para oferecer essa estrutura. Nesta quarta (31), o comandante geral da PM vai a São Francisco para reunião do Conselho de Segurança”, explicou Bruno.
Outro assunto abordado foi com relação aos abastecimentos das viaturas. As de SFI e SJB, por exemplo, precisam ser levadas a Campos para serem abastecidas, deixando a área com menos carros e policiais em alguns períodos. Segundo o deputado, o comandante informou que já estuda uma solução para o caso. Bruno também pediu o aumento do efetivo policial nas cidades do Norte Fluminense, com a vinda dos policiais militares que atendem as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs).
Na semana passada, Dauaire informou que já havia agendado a reunião com o secretário, atendendo pedidos dos vereadores Franquis Areas (PR), de SJB, Alexandre Barrão (PPS), de SFI, e Cabo Alonsimar (PTC). O deputado disse, ainda, que a comitiva seria ampliada, uma vez que na maioria dos municípios da região existe uma sensação de insegurança e de criminalidade crescente. Campos, por exemplo, uma das cidades que teve parte do efetivo deslocado para Região Metropolitana, figura em um ranking internacional como a 19ª cidade mais violenta do mundo.
— Saímos da reunião muito confiantes que teremos nossos pleitos atendidos, principalmente nessa questão dos policiais que foram deslocados para a Região Metropolitana — avaliou Bruno Dauaire.
SJB — Vereadores da base governista de SJB estiveram (aqui) com o deputado estadual João Peixoto (PSDC) em reunião com Roberto Sá na última quinta. Nesta terça, Franquis, da bancada de oposição, foi acompanhado do vereador Eziel Pedro (PMDB), também oposicionista. O pedido de Franquis para uma reunião no Rio foi feito a Bruno por meio de um requerimento debatido na Câmara, com o objetivo de aumentar o efetivo policial no município. “Esse é um tema que esta casa tem discutido bastante, e eu soube que o nosso município só tem cinco viaturas. A população está assustada com tanta violência. O 5º distrito conta com um Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) com viatura, no Açu, e outro DPO em Sabonete, mas sem viatura”, justificou.
Comentar
Compartilhe
SJB: vereadores governistas com João Peixoto e secretário de Segurança do Rio
25/05/2017 | 06h26
Os seis vereadores que compõem a base de sustentação ao governo Carla Machado (PP) em São João da Barra — Aluizio Siqueira (PP), Caputi (PTN), Gersinho Crispim (SD), Jonas Gomes (PP), Ronaldo Gomes (Pros) e Sônia Pereira (PT) — estiveram na capital fluminense nesta quinta-feira (25) para um encontro com o secretário de Segurança Estado do Rio de Janeiro, Roberto Sá. A audiência foi articulada pelo deputado estadual João Peixoto (PSDC), também presente na reunião. Na pauta, assuntos relacionados a questões da segurança pública no município sanjoanense.
Os vereadores aproveitaram o diálogo para solicitar ao secretário que possa colaborar para o aumento do efetivo policial no município, bem como mais armamentos e viaturas. Outro assunto em destaque foi o pedido para companhia independente da Polícia Militar em São João da Barra. No início do mês, o presidente da Câmara, Aluizio Siqueira, apresentou requerimento solicitando ao Governo do Estado, que autorize a Secretaria de Segurança Pública a transformar a 5ª Companhia – atualmente vinculada ao 8º Batalhão de Polícia Militar de Campos – em uma companhia independente.
Aluizio já fez o mesmo pedido outras vezes, mas que o Estado sempre responde afirmando não ser possível, já que o índice de criminalidade no município ainda não chegou ao nível necessário para a instalação de uma companhia independente. “Eu discordo, assim como a nossa população e os vereadores aqui presentes, da resposta que eles enviam, pois temos visto um aumento crescente da criminalidade aqui sim, principalmente com invasão de residências. Essa companhia independente traria melhores condições de trabalho”, disse Aluizio na sessão em que propôs o requerimento.
Articulações por segurança — Na próxima terça-feira (30), quem tem agenda para tratar de assuntos relacionados às questões de segurança pública em SJB com o secretário de Estado de Segurança é o vereador de oposição Franquis Areas (PR). O encontro foi articulado (aqui) pelo deputado estadual Bruno Dauaire (PR), que também levará os vereadores Cabo Alonsimar (PTC), de Campos, e Alexandre Barrão (PPS), de São Francisco de Itabapoana.
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire agenda reunião de vereadores da região com secretário de Segurança do Rio
19/05/2017 | 05h08
Bruno Dauaire propôs e vai presidir CPI
Bruno Dauaire propôs e vai presidir CPI
As questões de segurança pública nos municípios da região serão discutidas na capital fluminense. O deputado estadual Bruno Dauaire (PR) conseguiu agenda para o dia 30 de maio, às 11h, com o secretário de Segurança do Estado do Rio,  Antônio Roberto Cesário de Sá. A iniciativa do parlamentar atende a pleitos dos vereadores Franquis Areas (PR), de SJB, Alexandre Barrão (PPS), de SFI, e Cabo Alonsimar (PTC), ainda no exercício do mandato em Campos. Bruno informou que pretende ampliar, com representantes de outros municípios da região, a comissão que vai ao encontro do secretário de Estado.
A segurança pública esteve na pauta da sessão da Câmara de SJB na terça-feira (16) da última semana. Por meio de requerimento, Franquis solicitou a Bruno para viabilizar com a Comissão Permanente de Segurança Pública, uma reunião com a presença do Comando Geral da Polícia Militar, com o objetivo de aumentar o efetivo policial no município. “Esse é um tema que esta casa tem discutido bastante, e eu soube que o nosso município só tem cinco viaturas. A população está assustada com tanta violência. O 5º distrito conta com um Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) com viatura, no Açu, e outro DPO em Sabonete, mas sem viatura”, justificou.
Em Campos, uma das cidades mais violentas do mundo, segundo ranking internacional, a mais recente polêmica na área da segurança foi a transferência de policiais do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) para atender a região metropolitana.
Comentar
Compartilhe
SJB: secretário de Ordem Pública pede reforço do policiamento ao 8º BPM
05/04/2017 | 05h36
O secretário de Ordem Pública de São João da Barra, Maxuell Araújo, se reuniu nesta quarta-feira (5) com o comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-coronel Fabiano dos Santos Souza. Na pauta, o reforço no policiamento no município, em especial nos distritos de Barcelos, Atafona e Açu.
De acordo com o secretário, algumas ações foram alinhavadas em relação à atuação conjunta entre a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar, visando contribuir para a sensação de segurança, prevenção de crimes e prisão de criminosos. Também participou do encontro o subcomandante do 8º BPM, major Aluízio Luz.
– Durante a reunião, o comandante do 8º BPM fez contato com o comandante da 5ª Companhia de Polícia Militar em São João da Barra, tenente Israel Carmo, para que o policiamento seja intensificado em todo município – esclareceu o secretário.
Atafona – O secretário municipal de Ordem Pública, Maxuell Araújo, destacou o empenho e eficiência da Polícia Militar em um caso registrado na noite de terça-feira (4) em Atafona. Quatro homens armados assaltaram duas casas e fizeram reféns. De uma das residências eles levaram um veículo. “Operações resultaram na recuperação de um veículo roubado. Um suspeito de envolvimento na ação criminosa foi preso e o trabalho de investigação poderá levar aos demais envolvidos e à recuperação do material roubado”, destacou Maxuell.
Com informações da Secom/SJB
Comentar
Compartilhe
Prefeito de Macaé se compromete a pagar 13º da PM para evitar greve
10/02/2017 | 12h15
O prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (PMDB), encaminhou um ofício ao comando do 32º BPM, que fica no município, assumindo o compromisso de pagar o 13º salário dos cerca de 700 policiais do batalhão. Ele teme que, com o atraso do pagamento, os agentes cruzem os braços e que a situação de Macaé fique igual à do Espírito Santo.
No documento, Dr. Aluízio promete que a prefeitura vai pagar a primeira parcela em até três dias úteis. Ele ainda não tem o valor exato, mas estima que o gasto seja de aproximadamente R$ 3,5 milhões. “Queremos garantir a segurança do morador de Macaé. Só estou esperando o comandante entregar a folha de pagamento para fazer a transferência”, afirma o prefeito.
Dr. Aluizio, porém, não pretende deixar barato para o governo do estado. Assim que fizer o pagamento, vai pedir o ressarcimento para o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).
Além de Macaé, o 32º BPM faz a segurança de Casimiro de Abreu, Conceição de Macabu, Quissamã, Carapebus e Rio das Ostras.
Fonte: Extra, Extra/Berenice Seara
Divulgação
Ofício enviado pelo prefeito ao 32º BPM / Divulgação
Comentar
Compartilhe
Cabo Alonsimar requer audiência na Câmara sobre armamento da Guarda
09/02/2017 | 04h08
O vereador Cabo Alonsimar (PTC), que herdou uma cadeira na Câmara com a não diplomação de seis dos onze vereadores eleitos condenados no “escandaloso esquema” da troca de Cheque Cidadão por votos, protocolou requerimento na Casa para uma audiência pública sobre a necessidade de armamento da Guarda Civil Municipal. Alonsimar, policial militar reformado, comentou que a discussão é pertinente devido à situação que vive o Espírito Santo com a paralisação da Polícia Militar. O vereador destaca que em Vila Velha, na grande Vitória, a Guarda é armada e tem efetuado bom trabalho nesse período.
— Hoje só depende do prefeito e de a população ser a favor para a Guarda ser armada. Na gestão passada foram criadas a ouvidoria e a corregedoria, era o que faltava para iniciar o processo de armar a Guarda. Até agora ninguém foi nomeado para esses cargos. Por isso vamos voltar com essa discussão —explicou o vereador.
Cabo Alonsimar destacou que outros municípios do Estado já armaram seus guardas, como Niterói, Resende e Volta Redonda. Além desses, Araruama iniciou treinamento, mas não foi concluído. O vereador destaca que é uma discussão muito ampla, mas que há necessidade de ser retomada. “Isso vai ser natural. Se não for agora, será na próxima gestão. A questão da segurança não é mais só estadual ou federal, mas também municipal. A gente vai chamar as entidades representativas e representantes das cidades que a Guarda já é armada”.
Comentar
Compartilhe