SJB recebe R$ 7,5 milhões de royalties nesta quinta
25/04/2018 | 05h45
Bacia de Campos
Bacia de Campos / Divulgação
A Prefeitura de São João da Barra recebe nesta quinta-feira (26) o repasse de royalties do mês de abril, referente à produção de fevereiro. Segundo previsão da Agência Nacional de Petróleo (ANP), será depositado nas contas do município o valor de R$ 7.527.212,31. Comparado ao mês de passado, quando foram depositados nos cofres da administração municipal R$ 8,8 milhões, a queda é de 14,9%.
Já quando comparado ao repasse do mesmo período do ano passado, o registro é de alta: 13,9%. Em abril de 2017, SJB recebeu R$ 6.607.633,82 referente à indenização pela produção na Bacia de Campos.
A Folha 1 também traz matéria sobre os royalties para região.
Comentar
Compartilhe
Andrade Gutierrez já atua no Açu para construção de termelétrica
21/03/2018 | 06h48
Ônibus para trabalhadores da empresa foram fotografados nesta semana no Porto
Ônibus para trabalhadores da empresa foram fotografados nesta semana no Porto / Foto do leitor
A Andrade Gutierrez Engenharia já iniciou os trabalhos para construção da termelétrica (GNA I) no Porto do Açu, em São João da Barra. A empresa, que lidera o Consórcio do Açu — responsável pela obra — conta com cerca de 70 funcionários já atuando no projeto e está em fase de preparação para terraplanagem do terreno. A previsão, segundo a Andrade Gutierrez, é que, em dezembro de 2018, aproximadamente 460 pessoas estejam trabalhando. Já no pico da obra, que tem conclusão estimada para 2020, a empreiteira acredita que serão gerados 2 mil empregos diretos.
Os empregos gerados neste ano serão para a fase de construção civil da termelétrica, como ajudantes, armadores, operadores e pedreiros, entre outros cargos. Com relação ao aproveitamento da mão de obra local, a Andrade Gutierrez informa que “o Consórcio do Açu está compromissado com o desenvolvimento socioeconômico da região e priorizará, durante toda a realização do empreendimento, a contratação de mão de obra local, sempre que esta puder suprir as necessidades do projeto”.
Os interessados em conseguir uma vaga de emprego devem, reitera a empreiteira, enviar os currículos pelo email [email protected], além de realizar o cadastro na Rede de Empregabilidade do Porto do Açu (www.vagas.com.br/rede-de-empregabilidade).
No início do ano, a Gás Natural Açu, subsidiária da Prumo Logística, informou que aprovou a contratação de um consórcio formado por Siemens e Andrade Gutierrez para construir uma termelétrica de cerca de 1,3 gigawatt em capacidade no Porto do Açu. “A instalação da termelétrica é parte do Açu Gas Hub, projeto em desenvolvimento no Complexo Portuário do Açu, cujo objetivo é constituir uma solução logística para o recebimento, processamento, consumo e transporte de gás natural produzido nas Bacias de Campos e Santos, assim como importação e armazenagem de GNL importado”, informou a Prumo à época da confirmação do consórcio.
Comentar
Compartilhe
SJB recebe mais de R$ 18 milhões entre royalties e PE no mês de fevereiro
21/02/2018 | 08h42
O mês de fevereiro foi de repasses em alta para o município de São João da Barra. No dia 9 de fevereiro, período em que o blog estava em pausa, os cofres públicos receberam R$ 10.179.455,44, referente a participação especial (PE) da produção de petróleo. Já nesta quarta-feira (21) o repasse é referente aos royalties. O município recebe R$ 8.506.941,65. Somados os dois repasses referentes à produção de petróleo na bacia de Campos neste mês, o município recebeu R$ 18.686.397,09.
No caso dos royalties, o repasse deste mês é 5,3% superior ao do mês de janeiro, quando o município recebeu pouco mais de R$ 8 milhões. Já comparado ao mesmo período do ano de 2017 (R$ 7,7 milhões), o aumento foi de 10,2%.
No valor da PE deste mês também teve alta. O repasse de fevereiro, referente a produção do quarto trimestre de 2017, foi 32,6% superior ao de novembro do ano passado, quando o município recebeu R$ 7,8 milhões — resultado da produção do terceiro trimestre daquele ano. Houve, ainda, alta de 8,5% se comparado ao repasse de fevereiro de 2017.
Comentar
Compartilhe
Prumo ganha prazo extra para resolver pendências de termelétrica
10/11/2017 | 03h29
A Prumo Logística recebeu um prazo extra para apresentar à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) comprovantes de que resolveu pendências relacionadas ao projeto da termelétrica Novo Tempo, que a empresa adquiriu recentemente junto à Bolognesi e precisa estar em operação em 2020. De acordo com despacho da agência no Diário Oficial da União desta sexta-feira (10), a companhia terá até 24 de novembro para celebrar contratos de suprimento de gás, obter licenças devidas e fechar contratos de fornecimento e serviços para a usina.
A empresa responsável pelo projeto também deverá se responsabilizar, "inclusive financeiramente", pela realização de melhorias necessárias para o acesso da termelétrica ao sistema elétrico do país.
A companhia ainda deverá arcar com "custos de ressarcimento ao consumidor relativos a eventual falha no atendimento ao contrato devido a restrições de escoamento de energia para o sistema", segundo o despacho do órgão regulador.
Antes de vender o empreendimento, a Bolognesi avaliava que a termelétrica Novo tempo, com 1,2 gigawatt em capacidade, deveria receber investimentos de 3 bilhões de reais. A usina será implementada pela Prumo no Porto do Açu, em São João da Barra, e a empresa prevê iniciar obras em 2018.
Fonte: Extra
Comentar
Compartilhe
Em Brasília, Carla Machado discute ZPE e duplicação da BR 356
03/10/2017 | 09h34
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), está na capital do país. Nesta terça-feira (3), ela esteve reunida com o deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ) e com o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. Ela solicitou celeridade na aprovação da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) no distrito industrial do Açu.
— De acordo com o ministro Marcos Pereira, a nossa ZPE é prioridade. Será um atrativo para que indústrias se instalem em nosso município, gerando oportunidade de emprego e renda para nossa população — pontuou a prefeita.
Ainda nesta terça, Carla esteve com o subsecretário de Estado de Transporte Delmo Pinho no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O diálogo foi com Halpher Luiggi, diretor executivo do Dnit. Carla falou “sobre o grande fluxo de carros e carretas e o consequente aumento de acidentes na BR 356”. Para a prefeita, “faz-se urgente e necessária que medidas sejam tomadas visando a melhoria do fluxo”. Como já anunciou em outra oportunidade, ela solicitou a duplicação da rodovia e ainda discutiu a implementação do Corredor Logístico, facilitando o acesso ao Porto do Açu.
As informações foram publicadas na página da prefeita no Facebook, como pode ser conferido abaixo:
Comentar
Compartilhe
Governo mantém horário de verão em 2017 e fará pesquisa sobre o fim em 18
25/09/2017 | 02h11
O horário de verão continua valendo este ano para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. A informação, divulgada pelo O Globo, foi confirmada pelo ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, nesta segunda-feira (25). Com a decisão, os moradores das regiões citadas deverão adiantar os relógios em 1 hora a partir do dia 15 de outubro.
Desde 2008, o horário especial vigora até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte. Em 2018, será no dia 19 de fevereiro, quando os relógios serão atrasados em 1 hora.
O fim do horário de verão chegou a ser avaliado pelo governo depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia apontou queda na efetividade do programa, já que o perfil de consumo de eletricidade não estava mais diretamente ligado ao horário e sim à temperatura, com picos de consumo nas horas mais quentes do dia.
Entretanto, o país passa por mais um ano de chuvas fracas que reduziram o armazenamento de água nas represas das hidrelétricas e o governo vem adotando medidas para garantir a oferta de eletricidade, entre elas o aumento da importação de energia do Uruguai e início da importação da Argentina.
Diante desse quadro, mesmo que pequena a economia de energia proporcionada pelo horário de verão pode ajudar o sistema elétrico nacional.
O Ministério de Minas e Energia informou que, para 2018, o governo deve fazer uma pesquisa para decidir se mantém ou não o horário diferenciado nos próximos anos.
Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Governo estuda acabar com o horário de verão
21/09/2017 | 10h38
O governo estuda acabar com o horário de verão. O assunto está em avaliação na Casa Civil e caberá ao presidente Michel Temer bater o martelo. A intenção da equipe envolvida nas discussões é decidir sobre o tema nas próximas semanas, já que o próximo período de vigência do horário diferenciado está previsto para começar em outubro até fevereiro.
O horário de verão foi criado com o objetivo de economizar energia elétrica durante o período em que está em vigor. Um estudo do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e do Ministério de Minas e Energia concluiu, no entanto, que essa política pública traz efeitos “ próximos à neutralidade” com relação à economia de energia elétrica. Ou seja, o principal objetivo da medida, economizar eletricidade, não é mais atingido. Foi a partir daí que o assunto passou a ser analisado por outros entes do governo.
A avaliação é de que o período em que a maior parte do país adianta o relógio em uma hora já faz parte dos costumes e da cultura do brasileiro. Por isso, a decisão que vier a ser tomada levará em conta também esses aspectos, além da capacidade de economizar energia.
Entre os técnicos que defendem a medida dentro do governo, o argumento é de que o horário pode ser positivo para setores como comércio e turismo, apesar do pouco impacto na economia de energia. Isso porque as pessoas têm mais uma hora para consumir, o que seria benéfico para empresas desses setores econômicos.
A Casa Civil informou que foi criado um grupo de trabalho especialmente dedicado a analisar a eficácia do horário de verão, após a conclusão dos estudos técnicos. Disse ainda que uma decisão deve sair “em breve”, mas não deu prazo. A decisão cabe apenas ao Poder Executivo, ou seja, não precisa passar pelo Congresso Nacional.
Fonte: O Globo (matéria completa aqui)
Comentar
Compartilhe
Prumo com oportunidade na área de Engenharia de Produção
19/09/2017 | 11h14
A Prumo Logística anunciou nesta terça-feira (19), na página do Facebook, que está com uma vaga para Assistente de Gestão Portuária que irá atuar no Porto do Açu, em São João da Barra. A empresa informa que o “profissional irá auxiliar a equipe na elaboração de estudos/cálculos operacionais; nas apresentações em Power Point e planilhas em Excel; e na gestão de custos, receitas, controles e estudos do terminal, a fim de atender as expectativas e melhorar a eficiência operacional. O candidato deve ter Ensino Superior completo ou em andamento na área de Engenharia de Produção, além de domínio de cálculos financeiros e do Pacote Office avançado”.
Comentar
Compartilhe
Carla paga comissionados e contratados do governo Neco nesta quarta
28/08/2017 | 05h59
A Prefeitura de São João da Barra vai pagar, nesta quarta-feira (30), o salário de dezembro e o 13º dos servidores comissionados da gestão Neco (PMDB). Será feito o depósito dos contratados no governo passado que entraram com processo administrativo e conseguiram comprovar ao governo Carla Machado (PP) que trabalharam no ano passado. Quem entrou com o processo, comprovou a frequência e, porventura, não vier a receber, deverá procurar a Prefeitura para saber se estarão incluídas no próximo pagamento.
Nesta semana também serão quitados os proventos dos comissionados da gestão Carla e os servidores efetivos. A previsão, de acordo com a Prefeitura de São João da Barra, é que o depósito seja feito na quinta-feira (31).
Comentar
Compartilhe
SJB recebe royalties de agosto com queda
25/08/2017 | 09h06
A Prefeitura de São João da Barra recebe nesta segunda-feira (28), conforme previsão da Agência Nacional de Petróleo, o repasse dos royalties. O valor depositado neste mês é menor que o de julho e também com queda, se comparado a agosto de 2016. O repasse será de R$ 6.073.162. O valor é 7,2% inferior ao do mês passado, quando o município recebeu R$ 6,6 milhões. Já em agosto do ano passado o repasse foi de R$ 6,7 milhões.
A Folha 1 tem matéria sobre os valores dos royalties para outras cidades.
Comentar
Compartilhe
Próximo >
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]