TCE reprova contas de Pezão de 2017
30/05/2018 | 14h46
Luiz Fernando Pezão
Luiz Fernando Pezão / Antonio Cruz/Agência Brasil
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio de Janeiro emitiu, em sessão plenária realizada nesta quarta-feira (30), parecer prévio contrário à aprovação das contas de governo do chefe do Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro – Luiz Fernando Pezão (MDB) – referentes ao ano de 2017. Aprovado por unanimidade no plenário, o voto foi relatado pelo conselheiro substituto Marcelo Verdini Maia. Foram apontadas oito irregularidades, que resultaram em 10 determinações, e 31 impropriedades, que geraram 35 determinações. Além disso, foram feitas 18 outras determinações sem que houvesse registro de impropriedades. 
Tanto o Corpo Instrutivo do TCE quanto o Ministério Público de Contas (MPC) também concluíram pelo parecer contrário à aprovação das contas de governo. Considerando as duas manifestações, foi aberto prazo legal para que o governador apresentasse razões de defesa, o que foi feito por Luiz Fernando de Souza. Após reexame, todas as instâncias da Corte de Contas consideraram que as alegações apresentadas não foram suficientes para justificar as irregularidades verificadas.
A sessão plenária especial durou quatro horas e contou com a presença de cinco representantes do Governo do Estado, entre eles o sub-procurador-geral, Claudio Marques. Os trabalhos foram abertos pela presidente interina do TCE-RJ, Marianna Montebello Willeman, que passou a palavra ao relator. O conselheiro substituto Marcelo Verdini Maia fez uma introdução, na qual destacou a posição do Corpo Instrutivo e do MPC. Na sequência, o procurador-geral do MPC, Sergio Paulo de Abreu Martins Teixeira, discorreu sobre a análise do órgão que dirige. Em seguida, Verdini retomou a palavra e, com o auxílio de uma apresentação em PowerPoint com diversos dos dados analisados, exibida para a plateia, procedeu à leitura de seu voto. A sessão foi encerrada após a votação dos demais conselheiros.
O documento seguirá agora para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), que julgará as contas tendo como base o parecer técnico emitido pelo TCE. O Poder Legislativo é o responsável por esse julgamento, de acordo com a legislação. Não há data para que o tema seja apreciado pela Alerj.
Contas de 2016 — O TCE chegou a reprovar as contas de Pezão e do vice Francisco Dornelles (PP). Porém, a Alerj não seguiu o parecer da Corte de Contas.
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu sofre impacto da greve dos caminhoneiros
24/05/2018 | 18h53
Porto do Açu
Porto do Açu / Divulgação
A paralisação nacional dos caminhoneiros, que desde segunda-feira (21) luta pela redução do preço do diesel, já traz reflexos em diversos setores, inclusive no portuário. Em nota, o Porto do Açu informou que “está acompanhando os desdobramentos da paralisação nacional dos caminhoneiros e seus reflexos em todo o país. O empreendimento teve redução significativa no número de veículos de expedição de carga e de abastecimento de suprimentos em geral em seus terminais”.
Em São João da Barra, cidade onde está localizado Porto, a secretaria municipal de Educação suspendeu as aulas (aqui). A Prefeitura informou ainda que “trabalha com o sistema licitatório de pregão para abastecimento. Portanto, se os postos vencedores vierem a ter problemas no fornecimento, a Prefeitura automaticamente poderá enfrentar dificuldades no abastecimento da frota. Um monitoramento com os fornecedores está sendo feito para avaliar esse risco e a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito orientou as demais secretarias e órgãos municipais a utilizar veículos apenas em caso de emergência”.
Comentar
Compartilhe
TRE nega pedido de Garotinho para substituir testemunha por delegada da PF
24/05/2018 | 16h48
Casal Garotinho
Casal Garotinho / Foto: Paulo Pinheiro
A desembargadora Cristiane Medeiros Frota, relatora da operação Caixa d'Água no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), negou o pedido dos ex-governadores Anthony Garotinho (PRP) e Rosinha (Patri) para substituir uma das testemunhas de defesa pela delegada da Carla Dolinski, da Polícia Federal. O pleito já havia sido indeferido pelo juiz Ralph Manhães, em primeira instância. A testemunha que o casal Garotinho queria substituir pela delegada já foi ouvida. 
Recentemente, uma reportagem do SBT mostrou depoimento da delegada, onde ela fala de supostas irregularidades na operação Chequinho. Anunciada em rede social pela ex-prefeita Rosinha, três dias antes, como uma “bomba”, as denúncias já haviam sido investigadas e arquivadas pelo Tribunal de Justiça. 
“Merece relevo constatar que os supostos abusos relatados pela Delegada ocorreram em inquérito anterior e diverso ao inquérito que originou a presente Ação Penal 12-81. Ademais, o referido depoimento foi dado em 2016. (...) Vale destacar o fato de que a testemunha indicada para ser substituída já foi ouvida no processo, o que poderia até afastar a natureza de substituição do pleito da defesa. Em sentido convergente, considerando a justificativa apresentada pela defesa, a pertinência da testemunha em relação aos fatos apurados na Ação Penal 12-81 não se mostra de plano”, disse a desembargadora em sua decisão. 
Mais informações na edição desta sexta-feira (25) da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Reflexo da greve dos caminhoneiros: aulas suspensas na rede municipal de SJB
24/05/2018 | 15h47
A secretaria municipal de Educação e Cultura e São João da Barra, em razão da greve nacional dos caminhoneiros e consequente precariedade no fornecimento de produtos essenciais, como combustível e gás, suspende as aulas em todas as 38 unidades escolares do município no período noturno desta quinta-feira (24) e nos três turnos na sexta-feira (25). A medida visa, também, zelar pela segurança de alunos e profissionais.
Fonte: Secom/SJB
Comentar
Compartilhe
SJB com processo seletivo simplificado na Educação
24/05/2018 | 11h56
Prefeitura de SJB
Prefeitura de SJB / Folha da Manhã
A secretaria de Educação de São João da Barra publicou edital nesta quinta-feira (24) de um processo seletivo simplificado. O objetivo é a contratação de um professor de Inglês e um instrutor de informática, além do cadastro de reserva para professor de Espanhol e professor de Gestão e Negócios. Os salários são de R$ 1.598,17.
As inscrições acontecem na sede da secretaria de Educação, nesta sexta-feira (25) e na segunda-feira (28), das 9h às 12h. O candidato deverá apresentar, no ato da inscrição, em envelope lacrado, cópias da Carteira de Identidade; CPF; Título de Eleitor ou comprovação de regularidade com a Justiça Eleitoral; comprovante de residência; Certificado de reservista (candidatos do sexo masculino); documentação comprobatória de Habilitação relativa à função pretendida; diploma ou certificado de escolaridade reconhecido pelo MEC; comprovação de experiência na área de, no mínimo, dois anos.
Candidatos com deficiência devem incluir laudo médico atual, original e cópia autenticada em cartório, “com expressa referência ao código correspondente Classificação Internacional de Doenças – CID”. No caso de candidatos estrangeiros, deve ser incluído o comprovante de naturalização.
O processo será composto pelas etapas de avaliação de experiência profissional (10 pontos) e entrevistas (10 pontos). A relação dos classificados para entrevista será publicada em DO.
A previsão é que o resultado final seja divulgado no dia 5 de junho.
Comentar
Compartilhe
Ponte da Integração já pode mudar de nome para ponte Bacurau
23/05/2018 | 12h55
“Amanhã eu vou”. Assim é identificado o canto do Bacurau. E seria uma homenagem apropriada à ponte da Integração, aquela que um dia ligará os municípios de São João da Barra e São Francisco de Itabapoana. São tantos prazos superados, tantas promessas de que “amanhã eu vou” reiniciar a obra, que não haveria nome mais apropriado do que o do pássaro. O novo canto do Bacurau atribuído ao governador Luiz Fernando Pezão (MDB) é que a obra será retomada em 9 de junho (veja mais detalhes Na Curva do Rio). A informação é do deputado estadual João Peixoto (DC), o mesmo parlamentar que anunciou a retomada da obra por diversas vezes, sempre atribuindo tal informação ao governador.
No início do mês (aqui), a prefeita de SJB, Carla Machado (PP), e o presidente da Câmara de SFI, José Pinto Filho, o Pintinho (Pros), estiveram com Pezão. Conforme publicação dela, Pezão havia prometido que a obra, que teve pedra fundamental lançada em junho de 2014, seria reiniciada até o fim de maio.
Agora é 9 de junho, data que coincidiria, também, com o lançamento da pré-candidatura de João para mais um mandato na Alerj. Coincidências da política, talvez. Vale lembrar que em visita ao Porto do Açu, no ano passado, Pezão assegurou que não termina seu mandato, que vai até dezembro, sem concluir a construção da ponte.
Comentar
Compartilhe
Royalties em alta
22/05/2018 | 17h10
Divulgação
A Agência Nacional de Petróleo prevê para esta quarta-feira (23) o pagamento dos royalties da produção de petróleo. E os números revelam alta nos repasses. Campos vai receber R$ 34.260.672,45, um aumento de 11,9% comparado ao depósito do mês passado. Se comparado ao repasse de maio de 2017, quando o município recebeu R$ 27,8 milhões, o aumento é de 23,4%.
Em São João da Barra, os cofres públicos recebem neste mês R$ 8.382.450,17. Comparado ao repasse de abril, de R$ 7,5 milhões, a alta é de 11,4%. O crescimento é ainda maior quando comparado ao repasse de maio de 2017, chega a 30,4% — já que o depósito foi de R$ 6,4 milhões.
O depósito mais robusto foi para Macaé: R$ 42,9 milhões.
Mais informações na edição desta quarta da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu quer ter sua própria refinaria
20/05/2018 | 15h08
Divulgação
Matéria da edição deste domingo (20) do jornal O Globo (confira aqui) traz novidades sobre o Porto do Açu. Segundo a publicação, o terminal localizado em São João da Barra pretende ter sua própria refinaria de petróleo, contando com apoio de seu principal sócio, o Porto de Antuérpia, na Bélgica. O parceiro belga, inclusive, aumentaria sua participação no terminal privado em SJB: já investiu US$ 10 milhões no projeto, e quer elevar sua participação, hoje de apenas 1,76%. 
Em entrevista ao jornal carioca, José Magela, presidente da Prumo Logística, e Marc Van Peel, presidente do Conselho de Administração do Porto de Antuérpia Internacional, dizem que a expansão do Açu vai começar pela indústria relacionada ao setor de óleo e gás. O Porto do Açu conta hoje com 11 empresas em operação. São 90 quilômetros quadrados de área industrial integrada. Desse espaço, 80 quilômetros quadrados estão livres.
— O Açu tem potencial. Vamos fazer todos os esforços para tentar atrair outras indústrias. Vamos começar pelas refinarias — disse Peel.
Magela lembrou que a ideia de atrair uma refinaria ocorre em um momento em que a Petrobras está justamente desinvestindo no segmento, o que pode atrair novos investidores.“A indústria de óleo e gás está entrando em uma nova fase. Imagina o investimento que vai vir com o desenvolvimento das novas áreas da Bacia de Campos. O Açu está em frente a essa área”.
Ele destacou, no entanto, a concorrência com o Comperj, em Itaboraí:
— O Comperj é complementar e vai preencher apenas parte da demanda por combustíveis.
Comentar
Compartilhe
Explosão no Porto do Açu com duas vítimas em estado grave
18/05/2018 | 19h32
Uma explosão em um cilindro no Porto do Açu na tarde desta sexta-feira (18) deixou duas vítimas em estado grave. Eles seriam funcionários de uma empresa terceirizada, que presta serviços para uma companhia instalada no complexo.
Os homens foram encaminhados para o Hospital Ferreira Machado (HFM), em Campos. Segundo a assessoria de imprensa da unidade, ambos passam por cirurgia. Um paciente de 34 anos chegou ao hospital com evisceração e o outro, de 24 anos, passa por cirurgia no tórax.
Mais informações na edição deste sábado da Folha da Manhã (confira aqui)
Comentar
Compartilhe
Bolsonaro lidera em cenário sem Lula, aponta CNT/MDA
14/05/2018 | 18h29
O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) aparece em primeiro lugar com 18,3% das intenções de votos no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na pesquisa CNT/MDA divulgada nesta segunda-feira (14). Em seguida aparecem tecnicamente empatados, já que a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, os ex-ministros Marina Silva (Rede), com 11,2%, e Ciro Gomes (PDT), com 9,0%. No cenário com o petista, lidera com 32,4% dos votos, seguido de Bolsonaro (16,7%) e Marina Silva (7,6%).
Com Lula preso desde 7 de abril, o instituto colocou Fernando Hadad como candidato do PT em um dos cenários. O ex-prefeito de São Paulo tem 2,3%. Nesse mesmo cenário sem Lula, a sondagem também não traz o nome do ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa (PSB), que anunciou na última terça-feira (8) que não pretende disputar a Presidência da República. O presidente Michel Temer (MDB) também fica de fora nesse cenário.
Já quando Lula aprece como possível candidato, o instituto colocou dois nomes do mesmo partido, no caso o presidente Temer e o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB). A lei eleitoral, porém, não permite que um partido lance dois candidatos diferentes para disputar cargos no Executivo.
O MDA ouviu 2.002 pessoas em 137 cidades entre os dias 9 e 12 de maio.
Mais informações na edição desta terça-feira (15) da Folha da Manhã
 
Comentar
Compartilhe
Eduardo Paes recupera direitos políticos
10/05/2018 | 17h25
Pedro Paulo e Eduardo Paes
Pedro Paulo e Eduardo Paes / Divulgação
O ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (recém-filiado ao DEM, após deixar o MDB) está mais do que nunca no páreo da eleição deste ano. O blog do Ancelmo Gois, no site do jornal O Globo, informou nesta quinta-feira (10) que ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), liminarmente, derrubou a decisão que cassava os direitos políticos do ex-prefeito e também do deputado federal Pedro Paulo (DEM).
Na primeira pesquisa da corrida ao Guanabara neste ano, divulgada nesta quinta (aqui), Paes aparece em segundo lugar na preferência do eleitorado.
Comentar
Compartilhe
Romário lidera corrida para governador; Garotinho tem maior rejeição
10/05/2018 | 11h59
O Jornal do Brasil divulgou nesta quinta-feira (10) a primeira pesquisa registrada de intenções de votos para o governo do estado do Rio de Janeiro. O senador Romário (Podemos) lidera com 26,9%. Em segundo aparece o ex-prefeito da capital Eduardo Paes (DEM) com 14,1%, seguido do ex-governador Anthony Garotinho (PRP), com 11,6%. O deputado federal Indio da Costa (PSD) bate 8,8%, seguido por Miro Teixeira (Rede, 6,2%), Celso Amorim (PT, 3,6%), juiz Wilson Witzel (PSC, 3,2), o vereador Tarcísio Motta (Psol, 3,1%) e Rubem César Fernandes (PPS, 1,1%).
Ainda de acordo com o Jornal do Brasil, que divulgou a pesquisa com exclusividade na capa da edição desta quinta, entre os pré-candidatos, o que conta com o maior índice de rejeição é Garotinho, com 71,9% — o líder da pesquisa, Romário, acumula 43,7%.
Senado — A corrida ao Senado também foi aferida pela pesquisa. Dois senadores serão eleitos neste ano. Segundo a sondagem do Instituto Paraná, o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL), lidera com 32,3%. Pela segunda cadeira, a disputa está acirrada, segundo o levantamento, com o ex-prefeito e vereador César Maia (DEM) com 20,6% e a delegada e deputada estadual Martha Rocha (PDT) com 20,4%. O deputado federal Chico Alencar (Psol) tem 16,3% e o senador Lindbergh Farias (PT), 15,5%.
O Paraná Pesquisas ouviu 1.850 eleitores, entre 4 e 9 de maio. A margem de erro da sondagem é de 2,5% para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob a inscrição RJ-09134/2018.
Comentar
Compartilhe
SJB recebe R$ 12,8 milhões de participação especial
09/05/2018 | 20h02
Bacia de Campos
Bacia de Campos / Divulgação
A Prefeitura de São João da Barra recebe nesta quinta-feira (10) R$ 12.779.467,73 de Participação Especial sobre a produção de petróleo. O aumento é de 25,5% comparado ao último repasse trimestral, quando foram depositados R$ 10,2 milhões em fevereiro.
No ano passado, em maio, o depósito da participação especial foi de R$ 10,1 milhões. Comparado a esse período, o aumento foi de 26,7%.
O aumento foi considerável em toda região, como mostrou Christiano Abreu Barbosa no blog Ponto de Vista.
Comentar
Compartilhe
Pezão garante a Carla retomada de obra da ponte da Integração neste mês
08/05/2018 | 14h29
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado (PP), anunciou nesta terça-feira (8), que esteve com o governador Luiz Fernando Pezão (MDB) e foi comunicada sobre a retomada da obra da ponte da Integração, que vai ligar SJB a São Francisco de Itabapoana, ainda neste mês de maio. Também esteve no encontro o presidente da Câmara de SFI, José Pinto Filho, o Pintinho (Pros).
— Nos foi comunicado que será reiniciada ainda esse mês as obras da Ponte que liga os nossos municípios e [o governador] garantiu que a mesma ficará pronta ainda esse ano — destacou Carla.
A prefeita ainda abordou com o governador a da obra de urbanização do bairro de Fátima, na entrada da sede do município, que faz parte do convênio “Somando Forças”. Carla foi encaminhada ao secretário de Obras do Estado, José Iran Peixoto Junior, para tratar sobre o assunto ainda nesta terça.
Ponte — Com a pedra fundamental lançada em junho de 2014, a precisão era de conclusão da obra em até um ano. Contudo, a construção foi paralisada em janeiro de 2016. Em novembro do ano passado, Pezão visitou o Porto do Açu e disse que não terminaria seu mandato sem entregar a obra pronta.
Vale lembrar que a retomada das obras já chegou a ser aventada em diversas oportunidades. Com o Plano de Regularização Fiscal, autorizado pelo Governo Federal, o Estado conseguiu protelar dívidas que tinha com União e firmar empréstimos junto ao mercado financeiro internacional, dando a Cedae e royalties como garantias. Com isso, quitou a folha salarial dos servidores ativos e aposentados, e agora estaria com disponibilidade para retomar obras.
Mais informações na edição desta quarta-feira (9) da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Caixa d'Água: TSE proíbe Rosinha e Garotinho de contato com testemunhas
03/05/2018 | 13h50
Paulo Pinheiro
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu nesta quinta-feira (3) o ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PRP), sua mulher, a também ex-governadora Rosinha Garotinho (Patri), e o ex-ministro Antonio Carlos Rodrigues (PR) de terem qualquer contato com testemunhas dentro de um processo penal a que respondem por um suposto esquema de corrupção eleitoral em Campos — desencadeado com a operação Caixa d’Água. O assunto foi abordado primeiro pela jornalista Suzy Monteiro, no blog Na Curva do Rio.
Durante a sessão, a Corte analisou decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do ano passado que havia determinado a prisão deles e de outros cinco réus no caso, além da aplicação de outras medidas alternativas.
Garotinho, Rosinha e Antonio Carlos Rodrigues chegaram a ser presos no fim de 2017, mas depois obtiveram o direito de responder ao processo em liberdade por meio de decisões liminares (provisórias) no Supremo Tribunal Federal (STF). Nas ocasiões em que seus advogados se manifestaram sobre o assunto, negaram participação em qualquer esquema ilegal.
A proibição de contato com as testemunhas – algumas delas, ainda a serem ouvidas na ação – atinge também Fabiano Rosas Alonso, genro de Rodrigues; Ney Flores Braga, ex-coordenador de campanha; Antônio Carlos Ribeiro, policial aposentado; e Suledil Bernardino, ex-secretário municipal – todos suspeitos de envolvimento no caso. O advogado de Garotinho, Thiago de Godoy, ficou livre de qualquer restrição, em razão da profissão.
No processo, há acusações de corrupção, extorsão de empresários, participação em organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade na prestação das contas eleitorais.
A denúncia diz que o frigorífico JBS firmou contrato fraudulento com uma empresa sediada em Macaé para a prestação de serviços na área de informática. De acordo com as investigações, os serviços não foram prestados e o contrato, de aproximadamente R$ 3 milhões, serviria apenas para o repasse irregular de valores para a utilização nas campanhas eleitorais.
No julgamento no TSE, votaram por proibir o contato com as testemunhas os ministros Jorge Mussi (relator), Carlos Horbach, Rosa Weber e Edson Fachin.
Alexandre de Moraes, Admar Gonzaga e Napoleão Nunes Maia votaram pela anulação da ação penal, por entenderem que o caso deveria tramitar na Justiça Federal e não na Justiça Eleitoral.
Com informações do G1
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire: Comarca de São Francisco não será extinta ou aglutinada
02/05/2018 | 22h10
A possível extinção do Fórum de São Francisco de Itabapoana foi matéria da edição desse domingo (29) da Folha da Manhã (aqui). No primeiro dia útil após a reportagem, o deputado estadual Bruno Dauaire (PRP) publicou vídeo em sua página na rede social Facebook afirmando que a extinção ou aglutinação da Comarca não vai acontecer. De acordo com o parlamentar, a garantia veio do atual presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Milton Fernandes de Souza:
— Gostaria de dar um recado aos meus amigos de São Francisco de Itabapona. Hoje estivemos em uma agenda com o presidente do Tribunal de Justiça para tratarmos sobre a questão da extinção ou aglutinação da Comarca da cidade. E tivemos uma resposta muito importante do nosso pleito: que esta Comarca, de São Francisco de Itabapona, na gestão do atual presidente, não será extinta ou aglutinada. Então, o povo de São Francisco, as autoridades de São Francisco, vereadores e lideranças podem ficar tranquilos. Foi a palavra do presidente do Tribunal dada a nós.
Milton Fernandes foi eleito para presidir o TJ no biênio 2017/2018.
A possibilidade de encerramento das atividades na Comarca de SFI faz parte de uma determinação feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para analisar a eficiência e a importância de alguns tribunais localizados em diferentes áreas no território fluminense. Agora, o estudo é feito pelo Tribunal de Justiça, e a decisão final sobre as aglomerações caberá ao Órgão Especial do TJ.
O assunto voltou à tona depois de uma publicação postada em uma rede social pelo desembargador Siro Darlan Oliveira, que anunciou o fechamento de mais de dez comarcas que atuam no estado do Rio de Janeiro, incluindo a de SFI. No próximo dia 14, às 18h, o assunto será debatido na Câmara de Vereadores.
Contra o fechamento do único fórum existente na cidade, a prefeita Francimara Barbosa Lemos (PSB) conta com agenda em Brasília, prevista para esta quarta. No entanto, até o momento, o blog não conseguiu contato com a prefeita para mais informações.
Comentar
Compartilhe
Transporte universitário a partir de segunda em SJB
02/05/2018 | 18h09
Foi firmado nesta quarta-feira (2) o contrato entre a Prefeitura e a empresa que será responsável transporte universitário de São João da Barra. O contrato foi assinado pelo secretário de Educação e Cultura do município, Daniel Damasceno. De acordo com a administração municipal, o serviço terá início nesta segunda-feira (7). A princípio, 464 estudantes sanjoanenses serão beneficiados.Eles deverão se apresentar na secretaria de Educação, nesta sexta-feira (4), das 9h às 17h, munidos de documento de identificação para retirar a carteirinha provisória, que vai dar acesso ao transporte. Novos usuários poderão de cadastrar de segunda a quarta-feira (9) na secretaria de Educação, também das 9h às 17h.
Os veículos sairão de São João da Barra às 6h, pela manhã, e à tarde, às 17 horas, com destino a Campos. O itinerário completo será publicado ainda esta semana. A empresa disponibilizará, segundo o contrato, seis ônibus e três micro-ônibus.
No último sábado, em seu perfil na rede social Facebook, a prefeita Carla Machado (PP) salientou que o “atraso se deu em decorrência dos trâmites legais”. Foram dois adiamentos de licitação até que fosse confirmada a empresa vencedora, ESX Transporte e Turismo LTDA. O valor mensal é de R$ 176.750, com vigência de contrato por 12 meses.
Cadastramento — Universitários, inclusive os que participaram dos vestibulares sociais das universidades Estácio de Sá e Salgado de Oliveira, e estudantes de cursos técnicos poderão fazer o cadastramento de acesso ao Programa de Transporte Universitário de segunda-feira, 7, a quarta-feira, 9, no setor de passes estudantis, que funciona na Secretaria de Educação
Mais informações na edição desta quinta-feira da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe