Átrio recorre do decreto e diz ter R$ 20 milhões a receber em SJB
31/05/2016 | 17h11
aereasaojoao_NovaA dispensa dos terceirizados em São João da Barra está rendendo mais assunto do que deveria, como este blog mostrou aqui, sobre as informações conflitantes. O decreto de emergência econômico-financeira suspendeu (aqui) os contratos da Prefeitura com todas as empresas. Contudo, a Átrio Rio Service (uma das terceirizadas) estaria informando aos seus funcionários para cumprir aviso prévio no local onde trabalhavam até pouco tempo. A situação tem deixado funcionários confusos. — Não sabemos o que fazer. A Prefeitura não tem mais vínculo com a gente, mas a empresa manda cumprir aviso prévio lá. Sobre o dia do pagamento mesmo (atrasado há quase três meses) ninguém fala nada — informou uma funcionária, que preferiu não se identificar. O procurador do município, Jeferson Nogueira, disse que cada secretário sabe como proceder, uma vez que os contratos foram firmados entre as secretarias e as empresas. Ainda assim, negou a possibilidade de cumprir aviso na Prefeitura. “Existia um contrato de prestação de serviço entre a Prefeitura e a empresa. Uma vez que a Prefeitura rompe com a empresa (como no caso do decreto), não há vínculo do município com esses terceirizados”, disse. Em nota, a Átrio informou que a dívida da Prefeitura com a empresa é de cerca de R$ 20 milhões, acumulados desde o fim do ano passado. “A empresa foi notificada para do dia para a noite suspender o seu contrato, o que é operacionalmente inviável, visto que se trata de um universo de quase mil funcionários. A empresa recorreu administrativamente da decisão do prefeito, solicitando pelo menos 30 dias para que os funcionários possam cumprir os prazos legais de afastamento.” O procurador afirmou desconhecer o recurso da empresa. *Publicado nesta terça (31) na Folha da Manhã (aqui), como box da matéria sobre a liberação do salário dos servidores efetivos.
Comentar
Compartilhe
Rosinha prorroga validade do concurso de 2014
31/05/2016 | 15h22
Decreto_CamposA prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR), publicou no Diário Oficial desta terça-feira (31) a prorrogação dos concursos públicos de 2014, para as áreas de Educação e Saúde. Matéria publicada na edição desta terça da Folha da Manhã (aqui) mostrou que concursados têm recorrido à Justiça para tomar posse em cargos efetivos. A reportagem também alertou para o fim do prazo do concurso. Questionada pela Folha, apesar de a decisão da prefeita ter sido assinada ontem, a Prefeitura não informou sobre a prorrogação. O blog do Ralfe Reis publicou primeiro (aqui) nota sobre a prorrogação do concurso.
Comentar
Compartilhe
Camarão rebate Carla: a ré é você, e não eu
31/05/2016 | 14h28
camarãoO ex-vereador Camarão (DEM), citado por Carla Machado (PP) como um dos nomes que arquitetaram a “Machadada” (aqui), disparou contra a adversária política na rede social Facebook (aqui). Camarão compartilhou um vídeo com a gravação de uma conversa, atribuída ao diálogo entre Carla e o ex-candidato a vereador Jakson Meireles e disparou: “Essa coitadinha deveria ter vergonha na cara e ao invés de ficar querendo achar algum culpado para os seus crimes, explicar se o que está aí nesse áudio deixa alguma dúvida do que fez”. Camarão confirma que foi ele quem pediu os então candidatos de seu grupo para gravar conversas com nomes da base governista da época. Camarão afirmou que a ex-prefeita responde a diversos processos e saiu em defesa do delegado da Polícia Federal Paulo Cassiano, que foi o responsável pela operação em 2012. “Uma pessoa que chegou aonde chegou através de seus próprios méritos e não usando e enganando as pessoas”, escreveu. O ex-vereador desafiou a ex-prefeita a mostrar o depoimento de todos as testemunhas ouvidas e afirmou ter orientado os candidatos de sua coligação a gravar conversas com adversários políticos. “Se quer tornar público o que foi realmente dito em audiência, porque não mostra a ata assinada pelos depoentes? Inclusive o meu depoimento, onde deixei claro que foi sim eu quem pedi para os candidatos da nossa coligação, que quando fossem assediados por ela, gravassem! Por que todos nós sabíamos da intenção dela em tirar o máximo de candidatos do nosso grupo político, e a única forma de nos defendermos e provarmos para um juiz que ela estava cometendo tal crime era gravando esse assédio!” No fim, rebate a acusação de a Machadada ter sido uma trama orquestrada por ele: “Ora ex-prefeita, tudo isso que você diz que foi tramado por mim está dentro da lei, tanto é que serviram de provas para instruir um processo onde a ré é você, e não eu!”.
Comentar
Compartilhe
SJB: oposição diz que decreto de emergência é inconstitucional
31/05/2016 | 11h07
[caption id="attachment_6667" align="alignleft" width="300"]Arquivo Arquivo[/caption] O decreto de emergência econômico-financeira de São João da Barra, publicado no dia 22 de maio (aqui), pautou as discussões da sessão desta terça-feira (31), na Câmara de São João da Barra. O presidente da Casa Aluizio Siqueira (PP) informou que vai ao Ministério Público apontar a inconstitucionalidade do decreto, pois, segundo o vereador, um decreto não pode anular uma lei, como faz o texto que reduz o valor da bolsa universitária, suspende passes de estudantes que não são bolsistas, suspende o cartão alimentação do servidor, entre outras medidas. O plenário estava lotado, com a presença de um movimento estudantil. A bancada governista cobrou que a Casa devolva os recursos excedentes ao Executivo, ao invés de alocá-lo em um fundo criado na atual legislatura. Cartão do servidor – Aluizio afirmou que a redação do decreto está errada e não anula o cartão do servidor. “A lei que o decreto suspende é a 27/2006. Essa lei é do ‘cartão cidadão’, revogada com a criação do ‘cartão viver melhor’. A lei do cartão do servidor é a 28/2016. O erro já começa por aí”, pontou o presidente da Casa. Os vereadores da base de oposição salientaram que os servidores não tiveram o reajuste do salário neste ano e sofrem ainda a perda de um benefício concedido há 10 anos. O sindicato dos servidores (aqui) recorreu à Justiça. Passe estudantil – Com a presença de um grupo de estudantes que perdeu o passe estudantil, os vereadores abordaram sobre o item do decreto que cancela os passes dos estudantes que não são bolsistas. “Se cortar altas nomeações, de fundo politiqueiro, tem recurso suficiente para pagar os passes de todos”, disparou o vereador Alex Firme (PP). Líder do governo, o vereador Kaká (PT do B) solicitou que a Câmara cedesse o recurso do fundo, onde estão alocados os recursos excedentes do legislativo dos anos de 2014 e 2015, para custear os passes dos estudantes. “A Câmara de SJB pode devolver esse dinheiro, como fez outra casas legislativa. A Alerj, por exemplo, devolveu recursos, dou R$ 1,5 milhão para Uenf”, lembrou Kaká. A bancada governista informou que vai apresentar o projeto para o fim do fundo e auxílio aos estudantes. Aluizio refutou a possibilidade, dizendo que não é atribuição do Legislativo cumprir com as obrigações do Executivo. “Em 2013 devolvemos o recurso e solicitamos a compra de um tomógrafo. A Prefeitura não cumpre combinados e o que é determinado por esta Casa de Leis”.
Comentar
Compartilhe
Romário admite rever voto, o que ajudaria a evitar impeachment
31/05/2016 | 09h29
Romário_SenadoEm meio à crise política que atinge o governo interino de Michel Temer, que, em 19 dias desde a posse, já teve que afastar dois ministros flagrados em grampos telefônicos tentando barrar a operação Lava Jato, os senadores Romário (PSB-RJ) e Acir Gurgacz (PDT-RO), que votaram pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, admitem agora a possibilidade de rever seus votos no julgamento final, que deve ocorrer até setembro. A virada desses dois votos, caso se concretize e os demais votos se mantivessem, seria suficiente para evitar a cassação definitiva da petista. O Senado abriu o processo de impeachment com o apoio de 55 senadores e, para confirmar essa decisão no julgamento de mérito, são necessários 54 votos. Romário não descarta que os novos acontecimentos políticos provocados pelos grampos do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, mudem seu voto. O senador do PSB votou pelo afastamento de Dilma, mas diz que “novos fatos” podem influenciar seu voto no julgamento definitivo. — Meu voto foi pela admissibilidade do impeachment, ou seja, pela continuidade da investigação para que pudéssemos saber se a presidente cometeu ou não crime de responsabilidade. Porém, assim como questões políticas influenciaram muitos votos na primeira votação, todos esses novos fatos políticos irão influenciar também. Meu voto final estará amparado em questões técnicas e no que for melhor para o país — disse Romário. No PSB de Romário, no Senado, cresce a tese em defesa da realização de novas eleições. Esse argumento, de nem Temer nem Dilma, pode ser usado para reverter votos contra Dilma na Casa. Entre os líderes dos partidos aliados de Michel Temer, há uma preocupação com os erros sucessivos e que as crises políticas afetem a votação do impeachment. Fonte: O Globo  
Comentar
Compartilhe
Ministro da Transparência deixa o cargo
30/05/2016 | 19h44
Ministro_transparênciaO ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, deixou nesta segunda-feira (30) o comando da pasta. A decisão do ministro foi tomada após o teor de sua conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na qual ele criticou a condução da Operação Lava Jato pela Procuradoria Geral da República (PGR), ter sido divulgado na noite deste domingo (29) pelo Fantástico, da TV Globo. Reportagem exclusiva do Fantástico revelou neste domingo gravações na qual Fabiano Silveira, além criticar a PGR, dá conselhos a Renan Calheiros e ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado – ambos investigados no esquema de corrupção que atuava na Petrobras. A conversa foi gravada por Machado, novo delator da Lava Jato, em 24 de fevereiro. Mais cedo, a jornalista Suzy Monteiro mostrou (aqui), em seu blog, que o presidente interino Michel Temer havia mantido o ministro da Transparência, o que levou servidores a entregarem os cargos. Com informações do portal G1
Comentar
Compartilhe
Pagamento do servidor efetivo garantido em SJB
30/05/2016 | 17h35
3617_270115133325_dinheiro_1764x700Mesmo com o quadro de crise, a Prefeitura de São João da Barra mantém em dia o pagamento com o servidor efetivo, seguindo calendário fixado no início do ano. De acordo Rogério Zorzal Ventura, secretário de Administração, o salário dos funcionários permanentes do município entra na conta nesta terça-feira (31). Também serão realizados os pagamentos dos profissionais contratados por meio do contrato seletivo, que foram dispensados em um dos artigos do decreto de emergência econômico-financeira (aqui), publicado no dia 22 de maio. São cerca de R$ 8 milhões injetados na economia local. No entanto, os comissionados, terão de aguardar. A Prefeitura não tem prazo para quitar o salário deste mês.
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de SJB e empresa terceirizada com decisões conflitantes
30/05/2016 | 13h53
aereasaojoao_NovaA dispensa dos terceirizados em São João da Barra está rendendo mais do que deveria. O decreto de emergência econômico-financeira (aqui) suspendeu os contratos da Prefeitura com as empresas. Contudo, a Átrio (uma das terceirizadas) está informando aos seus funcionários para cumprir aviso prévio no local de trabalho. Parece conflitante, não? Como a Prefeitura encerra o contrato e a empresa manda o funcionário cumprir aviso nos prédios da administração pública? Sem falar, ainda, que os salários estão atrasados há quase três meses. Com a palavra, e espera-se respostas, a Procuradoria do município e a Átrio.
Comentar
Compartilhe
Carla Machado: Machadada foi orquestrada pela oposição
30/05/2016 | 09h52
Carla partidosA ex-prefeita Carla Machado (PP), pré-candidata ao mesmo cargo, fez quatro postagens consecutivas em seu perfil no Facebook sobre o desenrolar da Operação Machadada, na qual é ré junto com o atual prefeito Neco (PMDB), o vice Alexandre Rosa (PRB) e outros políticos. Na semana passada (aqui) foram encerradas as oitivas das testemunhas e determinado prazo para as alegações finais. A expectativa é que o juiz pronuncie a sentença no mês de junho, antes do período eleitoral. Carla falou sobre a ausência de Rodrigo Rocha, ex-candidato a vereador, na audiência, apesar de ter sido listado como testemunha do Ministério Público. Ela compartilhou um vídeo do Portal Ozk (aqui), no qual Rodrigo diz que a Machadada foi uma trama orquestrada pelo então candidato a prefeito Betinho Dauaire (PR), candidato a prefeito em 2012, além de dizer que recebeu dinheiro para usar as vésperas da eleição, possivelmente para compra de votos no caso do Sunset. Jakson Meireles – O depoimento de Jakson Meireles, que gravou uma conversa com Carla, também foi comentado pela ex-prefeita. No ano passado, o ex-candidato a vereador relatou em programa de rádio que a Machadada foi uma trama orquestrada pelo PR e que teria recebido R$ 60 mil (aqui) para participar. Foi essa versão que Jakson teria apresentado à Justiça. “Jakson relatou que não foi procurado por mim e nem pelo vereador Alex Firme (PP), que contrário ao que ele relatou à Polícia Federal na ocasião, ele foi quem nos assediou numa trama orquestrada pelo ex-vereador Camarão (atual DEM) e pelo então candidato a prefeito Betinho Dauaire”. “Caso Sunset” – A ex-prefeita postou ainda outro vídeo (aqui), uma gravação do ex-vereador e candidato a vice em 2012, Gersinho Crispim. No vídeo, Gersinho fala sobre o desenrolar dos fatos e sobre um valor recebido. Carla atribuiu o fato a uma “movimentação suspeita no Sunset”. “Infelizmente, esse crime ocorrido no Sunset, após quase quatro anos ainda está sendo investigado pela Polícia Federal, enquanto a Machadada durou pouco mais de um mês, onde o TRE indeferiu o pedido de prisão feito e nesse mesmo dia a PF abriu outro inquérito por crime de flagrante, o que levou a mim e ao vice-prefeito Alexandre Rosa a sermos presos. Deus é tão bom, que em 2014 o TRE sequer recebeu a denúncia de crime e a fiança que eu e Alexandre tivemos que pagar para sermos soltos, nos foi ressarcida pela Polícia Federal”. Arlindo e Paulo Cassiano – No último post sobre o assunto, Carla fala sobre o depoimento de Arlindo da Conceição, que chegou a ser preso por falso testemunho (aqui). Arlindo também teria confessado que “trama organizada para tentar tirar a eleição” do grupo político ligado a então prefeita. “Houve um equívoco durante a sua oitiva, no entanto, Arlindo fez a juntada na PF de várias gravações e transcrições de conversas ocorridas entre ele e o delegado Paulo Cassiano. Esse material poderá comprovar que ele, mesmo após a eleição, permaneceu a pedido do delegado Federal Paulo Cassiano, monitorando os outros três denunciantes e que demonstra a estranha preocupação que esse delegado tinha numa possível mudança da versão dada pelos denunciantes à PF período eleitoral/2012”. O blog abre espaço para o direito de resposta a todos os citados.
Comentar
Compartilhe
SJB: apresentação de concursados e dispensa de terceirizados
29/05/2016 | 20h03
Prefeitura  sjbA semana em São João da Barra será marcada pela dispensa de centenas de funcionários terceirizados das empresas que prestavam serviço à Prefeitura, mas tiveram os contratos cancelados em um decreto de emergência econômico-financeira (aqui). Cada empresa deve propor um tipo de acordo diferente para os funcionários, uma vez que ainda não foi divulgada a forma que as terceirizadas vão receber da Prefeitura. Os funcionários estão sem receber há quase três meses. Por outro lado, 97 concursados dá área da Educação devem se apresentar à Prefeitura entre segunda (30) e terça-feira (31). Nesta segunda, conforme o blog publicou aqui, vão se apresentar os convocados (aqui) para os cargos de auxiliar de creche (7), orientador educacional (13), professor II – Libras (1), professor II – educação especial (4), professor I: Ciências (6), Geografia (5) e História (6). Na terça será a vez de outros 55 profissionais (aqui): psicopedagogo (9) e professor II – 1º ao 5º ano (29), educação infantil (2) e creche (15).
Comentar
Compartilhe
Adaptações para manter tradições
28/05/2016 | 12h02

Sem títuloTradição com apoio popular

O feriadão de Corpus Christi é o primeiro após o decreto de emergência econômico-financeira decretado pelo prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB). A medida prevê, entre tantas outras medidas, a suspensão de apoio para eventos no município. Os movimentos e pastorais da igreja católica, contudo, não deixaram morrer a tradição dos tapetes de Corpus Christi, confeccionados com sal. A partir de agora, para manter vivas as tradições, a população de São João da Barra tem que se adaptar a eventos mais modestos, sem recursos da Prefeitura, como era antes dos polpudos royalties de petróleo. Por um lado é ruim, todos devem imaginar as dificuldades para promoção de eventos. Por outro, envolve mais o sanjoanense em suas tradições e isso é importante para a valorização da cultura.

Silêncio

Denunciante no caso da Machadada, o ex-prefeito Betinho Dauaire (PR) ainda não se posicionou com relação à postura da família no pleito de 2016. E olha que o nome de Betinho chegou a ser aventado como possível vice do prefeito Neco.

Tumultuou

Caiu como uma bomba em São Francisco de Itabapoana o lançamento da pré-candidatura de Marcelo Garcia (PSDB) à Prefeitura. O vereador era líder do governo em uma noite e amanheceu como possível candidato contra Pedrinho Cherene (PMDB). O número de pré-candidatos chega a quatro.

Isolado?

A saída de Marcelo do grupo de Cherene, após o PSC também lançar candidatura própria, pode deixar o prefeito isolado, politicamente. Mas ainda tem muita água para rolar na margem esquerda do delta do Paraíba.

Esperança

Nomes ligados ao prefeito Neco asseguram que o empréstimo com royalties como garantia será sacramentado a qualquer momento. A esperança é que o dinheiro saia no mês de junho. Nada é oficial.

Bolão

Contestada por diversas vezes pelo serviço oferecido, já que a empresa detém o monopólio nas linhas intermunicipais de São João da Barra, a Campostur marcou “um golaço” ao oferecer desconto de 50% aos estudantes que tiveram o passe cortado no decreto de emergência.

Vai?

As obras do entreposto pesqueiro realmente foram retomadas. O projeto passou por diversas alterações e a promessa é que agora seja concluída em novembro deste ano.

Padroeira

A comunidade de Degredo celebra neste fim de semana sua padroeira, Santa Maria. As comemorações tiveram início nesta sexta-feira (27) e continuam até domingo (29).

Pescadores

Também tem festa neste fim de semana para a classe pesqueira. Em Guaxindiba, a comunidade deu início na sexta à 17ª festa dos Pescadores. O evento prossegue até domingo.

*Publicado na edição deste sábado (28) da Folha da Manhã.

Comentar
Compartilhe
Mais exonerações em SJB
27/05/2016 | 19h55

Prefeitura sjbApós o decreto de emergência econômico-financeira decretado (aqui) pelo prefeito Neco (PMDB), uma leva (aqui) com 37 exonerações (entre cargos de confiança e funções gratificadas) foi publicada em Diário Oficial. A expectativa é que nos próximos dias mais nomes sejam cortados. Todas as secretarias fizeram levantamentos e terão de reduzir o custeio, o que, inevitavelmente, acarreta em cortes de comissionados. Vai ter muita gente de olho nas publicações oficiais deste sábado (28).

Comentar
Compartilhe
Machadada: "autos conclusos para despacho"
27/05/2016 | 18h48

ForumEm visita ao site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro, é possível constatar as últimas movimentações da Operação Machadada. A expectativa (aqui) é que a sentença saia até o fim de junho. Autos para despacho do juiz Leonardo Cajueiro, da 37a Zona Eleitoral de São João da Barra, já estão conclusos. Vale salientar que na última audiência foi aberto prazo para apresentação das alegações finais de defesa e acusação.

A última audiência para oitiva de testemunhas aconteceu na quarta-feira (25). Dos 21 listados no processo, 14 foram dispensados. Entre os depoimentos, o de maior repercussão foi o de Arlindo da Conceição, que chegou a ser preso (aqui) por falso testemunho.

A expectativa sobre a “Machadada” é grande porque envolve os principais atores da política sanjoanense, que atualmente figuram como pré-candidatos para a corrida eleitoral de 2016, Entre os réus estão os prefeitáveis Carla Machado (PP) e Neco (PMDB), além do vice-prefeito Alexandre Rosa (PRB). O denunciante é o PR da família Dauaire, que ainda não se posicionou no tabuleiro eleitoral sanjoanense, apesar de o nome do ex-prefeito Betinho ter sido aventado como vice de Neco.

A denúncia foi impetrada em 2012, pelo Partido da República, a coligação “São João da Barra vai mudar para melhor” e o então candidato a prefeito Betinho Dauaire. A alegação era que o grupo governista, com o prefeito Neco como candidato à sucessão de Carla montou um esquema de compra de candidaturas adversárias. Carla e o então candidato a vice Alexandre chegaram a ser presos às vésperas do pleito, após um comício.

Comentar
Compartilhe
Repasse dos royalties na conta
27/05/2016 | 12h46
PlataformaAs prefeituras dos municípios produtores de petróleo receberam nesta sexta-feira (27) os recursos dos royalties de petróleo. A previsão inicial (aqui) era que o depósito fosse feito na última quarta-feira. São João da Barra recebeu R$ 5,2 milhões. Confira aqui os valores de outras cidades. Em meio a uma grave crise, que levou a um decreto (aqui) de emergência econômico-financeira assinado pelo prefeito Neco (PMDB), a expectativa é que com a chegada do recurso possam ser sanadas algumas dívidas, principalmente com as empresas terceirizadas. Sem receber da Prefeitura e com os contratos encerrados pelo decreto, as empresas devem aos funcionários há quase três meses.  
Comentar
Compartilhe
Os cortes e consequências em SJB
26/05/2016 | 19h00
Sem títuloMedidas emergenciais 
Eram temidas, mas inevitáveis. Todos que acompanham o noticiário sanjoanenese ou vivem na cidade sabiam que mais cedo ou mais tarde a administração pública tinha que admitir a situação de risco, a ponto de se comentar sobre uma Prefeitura “quebrada”. Foi publicado, então, o decreto de emergência econômico-financeira no último domingo. E mexeu com todo o município. Em um dos cortes, o do cartão do servidor, as consequências são em cadeia. O benefício foi retirado do funcionário público efetivo. Não é novidade para ninguém que parte dos concursados de São João da Barra moram em outras cidades. Mas o cartão obrigava o servidor a gastar no município onde trabalha. Além do impacto na vida deles, o comércio vai sentir em breve com a queda nas vendas. Claro que os cortes precisam ser feitos, mas os pontos escolhidos são contestáveis.
Terceirizados
O corte dos terceirizados era inevitável. É melhor rescindir contrato a atrasar salários. Agora, para manter a máquina pública funcionando, alguns serão contratados como autônomos (RPA).
Contratos
O contrato por RPA é menos oneroso para o município. Entretanto, diferente da terceirização, os funcionários não têm direitos trabalhistas assegurados.
Universitários
Os bolsistas sofreram corte violento nos benefícios da bolsa. Na verdade, desde a gestão passada, é questionável o número de beneficiados pelo “Cartão Universitário”. Com um pente fino, poderia ser economizado valor suficiente para manter quem verdadeiramente precisa.
Incoerência
Causa espanto o corte de até 70% no benefício, já que o município chegou a anunciar novas bolsas este ano. À época, a crise já era realidade.
Protesto
Um movimento estudantil vai às ruas nos próximos dias. Está agendado para esta quinta-feira (26) uma reunião que definirá a pauta de reivindicações.
Passes
A redução dos passes foi outro ponto que causou polêmica entre estudantes — de nível técnico e superior. Só terão passagens custeadas pelo município os bolsistas. Os demais passes serão suspensos.
Recesso
A antecipação do recesso escolar foi necessária, mas poderia ter iniciado na próxima segunda. Esta semana é “morta”, com feriado na quinta e recesso nesta sexta-feira (27). A Educação ganharia mais uma semana para colocar a casa em ordem.
Concursados
A chamada de 97 profissionais não vai cobrir a carência dos cerca de 300 dispensados por meio do processo seletivo. Contratos, inevitavelmente, serão feitos.
Prioridade
A Prefeitura poderia aproveitar os já contratados no processo seletivo. O impacto no planejamento escolar seria menor.
Exonerações
Uma leva de cargos comissionados e funcionários com cargos comissionados já foi feita. Outras devem ocorrer nos próximos dias com o objetivo de enxugar a máquina.
Reforma I
Faltou nesse decreto de emergência uma reforma administrativa. A redução de secretarias seria um passo positivo e que geraria economia, com o fim de cargos de alto salário e de aluguel de prédios que abrigam esses departamentos.
Reforma II
Algumas secretarias poderiam passar por fusão. Além disso, sejamos sinceros: raras exceções, os subsecretários são dispensáveis, o cargo é obsoleto há muito tempo.
Alento
O Porto do Açu vai inaugurar três terminais portuários no início de junho. O empreendimento traz perspectivas do fim da dependência dos royalties.
Não chegou
Esperado para quinta, os recursos dos royalties só devem entrar nos cofres do município de SJB na sexta (ou segunda). O valor é de R$ 5,2 milhões.
*Publicado na edição desta quinta-feira  (26) da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Machadada: sentença deve sair antes da campanha eleitoral
26/05/2016 | 11h45
ForumCom a oitiva das últimas testemunhas da Operação Machadada nessa quarta-feira (25), o juiz Leonardo Cajueiro, da 37ª Zona Eleitoral de São João da Barra, deve encerrar o caso no próximo mês. Pelo menos foi o especulado por advogados e promotores que acompanharam a audiência no Fórum, na qual foram ouvidas quatro testemunhas. A previsão inicial era a oitiva de 15, mas 11 foram dispensadas. A convocação de mais uma testemunha chegou a ser abordada, mas não prosperou. Agora, a decisão do juiz deve sair antes do início da campanha deste ano — a expectativa e que seja até o fim de junho deste ano. Na Machadada, estão envolvidos personagens que figuram como pré-candidatos na eleição deste ano. A denúncia foi impetrada em 2012, pelo Partido da República, a coligação “São João da Barra vai mudar para melhor” e o então candidato a prefeito Betinho Dauaire. A alegação era que o grupo governista, com o prefeito Neco (PMDB), como candidato à sucessão de Carla Machado (hoje PP), montou um esquema de compra de candidaturas adversárias. Carla e o então candidato a vice Alexandre Rosa (atual PRB) chegaram a ser presos. Nessa quarta, as oitivas foram rápidas. No entanto, na última sexta (20), a audiência foi iniciada a tarde e só encerrada na manhã seguinte. Arlindo da Conceição chegou a ser preso por falso testemunho (aqui) e liberado no mesmo dia. No Fórum nesta quarta-feira, chegou a ser solicitada a convocação de outras testemunhas, além da inclusão nos autos sobre o vínculo do pai do delegado da PF Paulo Cassiano com a Prefeitura de Campos, comandada por nomes do PR. O juiz teria entendido que o fato era irrelevante, mas se os advogados entendessem como importantes poderiam incluir nas alegações finais.
Comentar
Compartilhe
Campostur dará desconto a quem teve passe cortado por decreto
26/05/2016 | 08h54
Campostur50Os estudantes de cursos técnicos/profissionalizantes e os universitários que não são bolsistas da Prefeitura de São João da Barra tiveram o passe cortado no decreto de emergência econômico-financeira publicado (aqui) no último domingo (22). A empresa Sanjoanense Campostur, que recebe da Prefeitura pelo transporte universitário desde que foi criado, publicou em sua página no Facebook (aqui) que concederá desconto de 50% aos estudantes que tiveram o benefício cortado. A partir desta sexta-feira (27), o "passe exclusivo" estará sendo vendido no sede da empresa, na Avenida 28 de Março, 229, em Campos. O atendimento acontece de segunda a sexta, das 8h às 17h. No sábado, o atendimento é de 8h às 12h. A empresa salienta que o desconto só será concedido aos estudantes que tiveram o benefício suspenso. Para veracidade das informações, a secretaria de Educação de SJB já teria disponibilizado uma relação com os nomes de todos os que tiveram o passe cortado. Os interessados deverão levar uma foto 3x4 no ato de aquisição do novo passe.
Comentar
Compartilhe
SFI: Marcelo Garcia, líder do governo na Câmara, agora é prefeitável
26/05/2016 | 01h13
[caption id="attachment_7268" align="aligncenter" width="740"]Marcelo Garcia é o mais novo nome na disputa pela Prefeitura de SFI Marcelo Garcia é o mais novo nome na disputa pela Prefeitura de SFI (Foto: Vnotícia)[/caption] O vereador Marcelo Garcia (PSDB), até então líder do Governo na Câmara de São Francisco de Itabapoana, agora é pré-candidato a prefeito. A informação foi confirmada pelo tucano, após reunião na noite desta quarta-feira (25), na margem esquerda do delta do Paraíba. Marcelo conta com o apoio do vereador Fabinho do Estaleiro (PDT), que havia anunciado (aqui) sua pré-candidatura, mas retira seu nome em apoio ao de Garcia. Além do PDT de Fabinho e do PSDB de Marcelo, aderiram à campanha o Solidariedade, o PHS e o PMB. A candidatura representa ainda um racha entre Marcelo Garcia e Pedrinho Cherene (PMDB), pré-candidato à reeleição. — Tivemos essa reunião e decidimos pelo lançamento da nossa candidatura. A população tem o direito de escolher, e o meu nome surge como mais uma opção. O apoio do Fabinho do Estaleiro foi fundamental para eu aceitar esse desafio. Contamos também com cinco partidos (PSDB, PDT, Solidariedade, PHS e PMB). O Solidariedade, talvez, tenha uma das melhores nominatas do município — afirmou Marcelo. O vereador era visto como nome forte para a eleição de 2020, devido ao desempenho parlamentar na liderança do governo. O lançamento do nome para o pleito deste ano cai como uma bomba na política sanfranciscana. “Não vamos pautar nossa campanha em dizer quem mais errou, sucateou a Prefeitura, quem menos investiu na saúde. Queremos falar de propostas, mostrar uma política nova, discutir os caminhos, e são muitos, para o desenvolvimento de São Francisco. E trazer a população para participar dessas discussões”, afirmou o agora pré-candidato a prefeito. No início de abril, a disputa eleitoral sanfrancisca caminhava para mais um embate entre as famílias Cherene e Barbosa Lemos, com os nomes de Pedrinho e Francimara (PSB), esposa do ex-prefeito Frederico Barbosa Lemos. Durante o mês, surgiram as pré-candidaturas de Fabinho (que agora apoia Marcelo) e Bebeto Ramos (PSC). Agora, o nome do tucano Marcelo Garcia na disputa é a mais nova surpresa da política sanfranciscana.
Comentar
Compartilhe
Juiz extingue processo que pedia busca e apreensão na Odebrecht em Campos
25/05/2016 | 21h10
Odebrecht-2-768x559O juiz Eron Simas dos Santos, novo titular da 4º Vara Cível de Campos, extinguiu o processo que pedia busca e apreensão de documentos referentes ao contrato da empresa Odebrecht e à Prefeitura de Campos. Segundo a decisão, disponível no site do TJ, o juiz acatou o pedido de desistência do Ministério Público (MP). Cabe salientar que o pedido não extingue, necessariamente, as investigações da relação da empresa envolvida na Lava Jato com a Prefeitura de Campos, que já firmou contratos bilionários com a Odebrecht. O vínculo do município com a empreiteira era observado com atenção pelo MP desde 2015, antes das planilhas apreendidas na casa de Benedicto Barbosa da Silva Júnior, preso em uma das fases da investigação nacional, revelarem doações da empresa a mais de 300 políticos — incluindo o clã Garotinho. Benedicto assinou o contrato do "Morar Feliz" em Campos. A partir dos documentos divulgados na maior operação contra a corrupção na história do país, evidenciando o envolvimento da empreiteira Odebrecht em fraude de licitações e pagamento de propina, o Ministério Público Estadual (MPE) ajuizou ação no Fórum de Campos, contra pessoas físicas e jurídicas, pedindo medidas cautelares, como busca e apreensão e bloqueio de bens, como o blog Opiniões mostrou aqui. No fim do mês de abril, a juíza Elisabete Franco Longobardi retirou o sigilo do processo (aqui) e incluiu a prefeita Rosinha (PR) como ré. A informação da extinção do processo foi postada em primeira mão no blog do Ralf Reis (aqui). Atualização às 21h45: para incluir informações.
Comentar
Compartilhe
Sindicato vai à Justiça por retorno do cartão alimentação do servidor de SJB
25/05/2016 | 17h35
[caption id="attachment_4184" align="alignleft" width="300"]Informação foi publicada pelo presidente do sindicato nas redes sociais pelo presidente do Sispusba, Dudu do Sindicato Informação foi publicada pelo presidente do sindicato nas redes sociais pelo presidente do Sispusba, Dudu do Sindicato[/caption] O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São João da Barra (Sispusba) acionou a 1ª Vara Cível da Comarca do município para suspender um dos artigos do decreto (aqui) de emergência econômico-financeira: o que versa sobre a suspensão do cartão alimentação do servidor efetivo, no valor de R$ 300, por tempo indeterminado. De acordo com o presidente do Sispusba, Carlos Eduardo Azevedo, o popular Dudu do Sindicato, no mandado de segurança coletivo tem o objetivo de garantir um direito adquirido pelo servidor há 10 anos e faz outras reclamações: — Chega de descaso com os servidores públicos municipais de São João da Barra. O cartão alimentação está há dois anos sem reajuste. Pedimos desde dezembro um reajuste salarial anual e nem a reposição das perdas inflacionárias foi dada. Se o Caixa de Previdência saiu, foi porque o sindicato impetrou na Justiça ação por obrigação de fazer. Agora, no decreto, bloqueia por tempo indeterminado o cartão Unasp dos servidores. O processo, de nº 0004543-23.2016.8.19.0053, já consta no site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, mas não há nenhuma movimentação.
Comentar
Compartilhe
Câmara de Macaé aprova “venda do futuro” em dia de briga no plenário
25/05/2016 | 14h29
[caption id="attachment_7248" align="alignleft" width="300"]Reprodução do site da Câmara de Macaé Reprodução do site da Câmara de Macaé[/caption] A Câmara de Macaé aprovou na tarde desta quarta-feira (25), o projeto de lei 08/2016, de autoria do Executivo, que propõe sobre o empréstimo royalties futuros como garantia — a "venda do futuro". A aprovação contou com 10 votos favoráveis e sete contrários. A bancada de oposição afirmou que vai recorrer da decisão na Justiça e considera o projeto aprovado um "cheque em branco", pois não constaria no documento enviado ao Legislativo valores, formas de pagamento e juros. Segundo vereadores, a intenção do prefeito, Dr. Aluizio (PMDB), é conseguir a "venda" no valor de R$ 200 milhões. A aprovação na Câmara, contudo, não garante o empréstimo. Com o plenário lotado, houve muitas manifestações, chegando inclusive a ocorrer uma briga, o que ocasionou a suspensão da sessão por alguns minutos. Entre todos os municípios produtores de petróleo, apenas Campos conseguiu a "venda do futuro" — e por três vezes. São João da barra, por exemplo, tem autorização da Câmara, mas até hoje não conseguiu o empréstimo. Mais informações na edição desta quinta-feira (26) da Folha da Manhã.  
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de SFI antecipa salário dos servidores
25/05/2016 | 10h13
SFISe o período é de crise e cortes para os municípios produtores de petróleo, São Francisco de Itabapoana, que recebe recursos apenas como limítrofe, tem mantido algumas obras (em parceria com outras esferas governamentais) e decidiu antecipar o salários dos seus servidores neste mês. Com a medida, a Prefeitura injeta cerca de R$ 4 milhões na praça às vésperas de um feriado prolongado. — Uma boa administração pública se faz com planejamento estratégico e, logo, todos saem ganhando, bem como a população e o servidor, que vai passar o feriado mais feliz e, consequentemente, a economia local é aquecida — destacou o prefeito Pedrinho Cherene (PMDB). Normalmente, o município paga aos seus funcionários no penúltimo dia do mês.
Comentar
Compartilhe
Machadada: audiência será retomada nesta quarta
24/05/2016 | 22h14
ForumApós a oitiva de quatro testemunhas, com início na tarde da última sexta (20) e término na manhã de sábado (21), que resultou na prisão de um dos ouvidos pelo juiz Leonardo Cajueiro por falso testemunho (aqui), as oitivas da operação Machadada estão previstas para serem retomadas nesta quarta-feira (25), no Fórum de São João da Barra. Já deram suas versões dos fatos o delegado da Polícia Federal Paulo Cassiano, o ex-vereador Zezinho Camarão (DEM), Jakson Meireles e Arlindo da Conceição — este preso por falso testemunho. Segundo a convocação inicial, restam a serem ouvidas outras 15 testemunhas. Machadada – A Operação Machadada foi deflagrada em 3 de outubro de 2012. O grupo governista, liderado à época pela então prefeita Carla Machado (atual PP), foi acusado de formação de quadrilha e cooptação ilícita de nomes da oposição, oferecendo vantagens financeiras indevidas e cargos na administração pública municipal. Ao sair de um comício, já na madrugada, Carla e o então candidato a vice Alexandre Rosa (hoje PRB) foram presos pela PF e levados para a delegacia do órgão em Campos. Pela manhã, após pagamento de fiança, eles foram soltos. A denúncia foi impetrada pelo Partido da República, a coligação “São João da Barra vai mudar para melhor” e o então candidato a prefeito Betinho Dauaire. A alegação era que o grupo governista, com o prefeito Neco (PMDB) como candidato à sucessão de Carla, montou um esquema de compra de candidaturas adversárias. À época aliados, Carla e Neco configuram hoje como prováveis adversários na disputa pela Prefeitura.
Comentar
Compartilhe
SJB recebe R$ 5,2 milhões de royalties em maio
24/05/2016 | 16h56
PlataformaSão João da Barra recebe R$ 5.217.388,17 nesta quarta-feira (25) referente aos royalties de petróleo do mês de maio. O valor é 10% superior ao repassado no mês passado, quando a administração pública recebeu R$ 4.733.032,53. Em 2015, neste mesmo mês, SJB recebeu pouco mais de R$ 8 milhões. Confira o valor dos royalties para todos os municípios da região aqui, na Folha Online, e nesta quarta-feira (25) na Folha da Manhã. A situação econômica do município sanjoanense não é das melhores, o que levou o prefeito Neco (PMDB) a decretar emergência econômico-financeira no último domingo (aqui). A medida foi necessária devido a constantes quedas na arrecadação dos royalties do petróleo, fonte responsável por cerca de 2/3 das receitas de São João da Barra. — Em 2014, arrecadamos R$ 425 milhões, no ano passado caiu para R$ 346 milhões e neste ano até agora R$ 88 milhões. Neste ritmo, arrecadaremos R$ 250 milhões neste ano, ou seja, uma queda brusca que nos fez ter necessidade imediata de corte de despesas — explicou Neco. A queda na última parcela da participação especial agravou a situação do município sanjoanense. “Nosso município chegou a receber R$ 35 milhões de participação especial.  Neste mês, entrou apenas R$ 1, 9 milhão. Então, não tem como administrar um município sem dinheiro. Nós fizemos um planejamento em receber tal valor, mas vem muito aquém do esperado e acaba complicando as finanças do município”.  
Comentar
Compartilhe
PM nega pedido de companhia independente em SJB
24/05/2016 | 14h08
aereasaojoao_NovaNa sessão da Câmara de São João da Barra desta terça-feira (24), foi lido um ofício do comando-geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro em resposta ao requerimento nº 107/2015 em que os vereadores Sônia Pereira (PT), Ronaldo Gomes (Pros), Alex Firme (PP) e Aluizio Siqueira (PP) solicitaram a implantação de uma companhia independente da PM em SJB e, se possível, a inclusão do município no Regime Adicional do Serviço (RAS). No ofício, o comando-geral informou que é desfavorável às duas solicitações, conforme pareceres técnicos apresentados pela Coordenadoria do Programa Estadual de Integração na Segurança (CPROEIS) e pela Terceira Seção do Estado-Maior Geral. Em anexo, o órgão enviou vários relatórios e análises de levantamento operacional para comprovar a decisão. Entre as razões expostas está a falta de previsão orçamentária municipal para a construção ou aquisição de imóvel para sediar uma companhia independente. A PM também informou que houve, de 2015 para 2014, uma redução em indicadores como: letalidade violenta, tentativas de homicídios, roubos em geral, apreensão de armas. E concluiu dizendo que o policiamento atual atende satisfatoriamente a demanda local. Porém, reconhece que um aumento no efetivo e viatura que possibilitem a criação de novos setores favoreceria um atendimento mais dinâmico, gerando mais segurança. Sobre o RAS, o ofício informa que o regime só pode ser empregado por voluntários ou compulsoriamente no horário de folga, e que o 8° BPM já tem o RAS autorizado de 18 vagas diárias, cabendo ao seu comandante, planejar o emprego desse efetivo sob sua responsabilidade. Após a leitura do ofício, o presidente da Casa, Aluizio Siqueira, disse que o Legislativo continuará atento à questão da segurança pública. “Fizemos esse pedido em novembro do ano passado, pois temos observado um índice crescente de criminalidade e a população se sente insegura. Vamos continuar nessa luta, pois essa é nossa função enquanto vereador”, concluiu. Fonte: Ascom/CâmaraSJB
Comentar
Compartilhe
Primeiro corte na Prefeitura de SJB leva 37 cargos comissionados
24/05/2016 | 10h08
Prefeitura sjbEm meio a um decreto de emergência econômico-financeira, a Prefeitura de São João da Barra começa a reestruturar sua administração. No Diário Oficial desta terça-feira (24), a Folha da Manhã, é possível verificar que 26 nomeados em cargos de confiança e outros 11 profissionais com função gratificada foram exonerados (ou destituídos). Esta é a primeira de uma série de cortes nas secretarias municipais que deve acontecer nesta semana, segundo secretários. O corte dos comissionados é apenas uma das consequências do decreto publicado (aqui) no último domingo. Entre os cortes, a suspensão do cartão alimentação dos servidores, redução no benefício da bolsa dos universitários, fim dos contratos com as empresas terceirizadas, dispensa dos profissionais contratados por meio do processo seletivo, antecipação do recesso escolar e redução do expediente administrativo, com a Prefeitura funcionando das 9h às 14h. Confira a relação aqui.
Comentar
Compartilhe
Neco convoca 97 aprovados no concurso da Educação
24/05/2016 | 08h55
IMG_8976A espera dos profissionais aprovados no concurso da Educação que se enquadram no número de vagas abertas por lei (aqui) chegou ao fim. O prefeito Neco publicou no Diário Oficial desta terça-feira (24) a convocação de 97 aprovados nas provas aplicadas em janeiro do ano passado. As vagas contemplam funções de auxiliar de creche (7), orientador educacional (13), professor II – Libras (1), professor II – educação especial (4), professor I: Ciências (6), Geografia (5) e História (6). A relação conta também com chamada para os cargos de psicopedagogo (9) e professor II: 1º ao 5º ano (29), educação infantil (2) e creche (15). A relação dos convocados está disponível na edição desta terça-feira da Folha da Manhã e no site da Prefeitura (aqui e aqui). A convocação desses profissionais acontece pela negativa do Ministério Público quanto à prorrogação da contratação por meio do processo seletivo. Segundo Neco, mais de 300 contratados na área da Educação foram dispensados com o decreto de emergência econômico-financeira publicado (aqui) no último domingo. O decreto determinou também a antecipação do recesso escolar, a fim de a administração pública ter tempo hábil para convocar e empossar os concursados. Antes da convocação, os concursados já realizaram protestos e foram recebidos pelo prefeito no Gabinete para esclarecimentos sobre as vagas criadas e os passos que levariam até a convocação. Os cargos de auxiliar de creche, orientador educacional, professor II – Libras, professor II – educação especial e professor I (Ciências, Geografia e História) estão na 5ª convocação do concurso. Esses profissionais deverão se apresentar no auditório da Prefeitura de São João da Barra, no dia 30 (próxima segunda-feira), às 9:30, para entrega de documentos e exame médico admissional. Já os concursados nas funções de psicopedagogo e professor II (1º ao 5º ano, educação infantil e creche) deverão se apresenta no dia seguinte. Atualização às 11h45 — Inclusão dos links do portal da Prefeitura.
Comentar
Compartilhe
Romero Jucá anuncia licença do cargo
23/05/2016 | 17h04
JucáO ministro do Planejamento do presidente interino Michel Temer, Romero Jucá (PMDB/RR), disse que irá pedir licença do ministério a partir desta terça-feira (24). Como o blog Opiniões mostrou aqui, a edição desta segunda-feira (23) da Folha de S. Paulo noticiou que em conversas ocorridas em março passado, Jucá sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma “mudança” no governo federal resultaria em um pacto para “estancar a sangria” representada pela operação Lava Jato, que investiga ambos. Gravados de forma oculta, os diálogos entre Machado e Jucá ocorreram semanas antes da votação na Câmara que desencadeou o impeachment da presidente Dilma Rousseff. As conversas somam 1h15min e estão em poder da Procuradoria Geral da República (PGR). Machado passou a procurar líderes do PMDB porque temia que as apurações contra ele fossem enviadas de Brasília, onde tramitam no STF (Supremo Tribunal Federal), para a vara do juiz Sergio Moro, em Curitiba (PR). Nesta tarde, Jucá afirmou que é um dos construtores do novo governo e vai aguardar o desenrolar dos fatos fora do ministério para não prejudicar o andamento da administração. "Não tenho nada a temer, não devo nada a ninguém. Se tivesse medo, se tivesse telhado de vidro, não teria assumido a presidência do PMDB num momento de confronto com o PT para ajudar a afastar a presidente da República. Se tivesse medo de briga, não estaria nesse processo da forma como entrei", declarou Jucá.
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu inaugura terminal de petróleo e mais dois
23/05/2016 | 15h30
TUP_AcuA Prumo Logística anunciou que vai inaugurar no dia 7 de junho, terça-feira, três terminais do empreendimento.  Serão inaugurados os terminais de Petróleo (Toil), o Multicargas (Tmult) e de Combustíveis  Marítimos (Tecma). Com a fase de obras destes terminais chegando ao fim, a expectativa é que as operações se iniciem em breve. A Petrobras, por exemplo, é uma das clientes do Açu que já começa a deslocar atividades para o porto sanjoanense. Neste cenário de crise que o município enfrenta, a plena operacionalidade do Açu pode ser um alento, com aumento futuro da arrecadação própria e fim da dependência dos royalties.
Comentar
Compartilhe
Cortes na Prefeitura de SJB vão gerar economia de R$ 8 milhões por mês
23/05/2016 | 15h28
necoooO prefeito de São João da Barra, Neco (PMDB), espera economizar R$ 8 milhões por mês com os cortes anunciados através do decreto de emergência econômico-financeira (aqui) com a determinação da limitação de despesas. Segundo Neco, os cortes eram inevitáveis diante da queda de arrecadação do município. “Em 2014, arrecadamos R$ 425 milhões, no ano passado caiu para R$ 346 milhões e neste ano até agora R$ 88 milhões. Neste ritmo, arrecadaremos R$ 250 milhões neste ano, ou seja, uma queda brusca que nos fez ter necessidade imediata de corte de despesas”, disse. Nesta terça-feira (24), as primeiras exonerações de cargos de confiança devem sair no Diário Oficial do município — a Folha da Manhã. São esperados nesta primeira leva, mais de 20 nomes. Com informações da Secom/SJB
Comentar
Compartilhe
Neco: Oposição espalha boatos, mas não há chance de renúncia
23/05/2016 | 10h19
Neco____“Estão soltando boatos, até mesmo para que consigam esse pessoal ao lado deles fazendo o que eles querem. Eles estão soltando para essas pessoas que eu vou renunciar ao meu mandato e o vice-prefeito é quem vai assumir a Prefeitura. Olha, eu vim de muitas dificuldades, já enfrentei muitas dificuldades, mas eu respeito o voto que a população me deu. Jamais irei, com todas as dificuldades que estamos passando, jamais irei renunciar o mandato que foi dado primeiramente por Deus e segundo pela população de São João da Barra. Não vou renunciar. Nós somos capazes e honestos”. A declaração é do prefeito Neco (PMDB), ao anunciar (aqui) no último sábado (21) o decreto de emergência econômica que seria publicado (aqui) no dia seguinte. Neco salientou que além das dificuldades que vem enfrentando com a queda de arrecadação ainda tem enfrentado pressão de opositores. Para o prefeito, os protestos realizados nos últimos dias no município são arquitetados para prejudica-lo politicamente: — Com todas as dificuldades, ainda temos que enfrentar a perseguição que está em toda nossa administração. Isso é muito duro. Fizeram há poucos dias um manifesto em frente à Prefeitura, com pessoas que foram exoneradas há muito tempo da nossa gestão. Pessoas que tinham cargo de subsecretário estavam lá no manifesto. Agora, não sei estava lá pra quê? Poderia ter ido pra Guarapari, para o apartamento dela, mas estava lá na manifesto. É manifestação política para perseguição da nossa administração. O prefeito afirmou por diversas vezes que não vai desistir e salientou que a crise não foi criada por sua administração, mas como em um “efeito dominó”, já que o Estado e a União também passam por problemas econômicos. Neco ainda alfinetou os opositores, insinuando que se outras pessoas estivessem à frente do governo, a situação estaria ainda pior. “Nós vamos roer o osso da maneira que tenha que roer. Mas nós estamos ali firmes e fortes, porque jamais eu vou abandonar o município num momento que passamos. Não sou covarde. Nunca fui covarde, nem serei covarde. Nós vamos enfrentar e, se Deus quiser, nós vamos passar por cima. Ainda bem que o município está em nossas mãos. Porque nós temos pulsos, nós trabalhamos”, disse Neco. Leia também as repercussões após o decreto de emergência econômico-financeira: Alexandre Rosa: Neco ficará marcado como o pior prefeito de SJB Betinho Dauaire: SJB vai vencer mais esta luta Carla Machado: agora quem paga a conta é a população de SJB Aliados declaram apoio e solidariedade a Neco
Comentar
Compartilhe
PF deflagra 29ª fase da operação Lava Jato
23/05/2016 | 08h47
LavaJato_PFA Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (23) a 29ª nova fase da operação Lava Jato, intitulada operação Repescagem, para dar prosseguimento às investigações de crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção passiva e ativa, envolvendo verbas desviadas do esquema criminoso revelado no âmbito da Petrobras. Ao todo, foram expedidos seis mandados de busca e apreensão, um de prisão preventiva e dois mandados de prisão temporária. Os agentes da PF  foram às ruas em Brasília, Recife e Rio de Janeiro. A prisão preventiva é contra João Cláudio Genu. Ele foi assessor do ex-deputado federal José Janene (morto em 2010) e tesoureiro do Partido Progressista. Genu foi, juntamente com o deputado, denunciado na Ação Penal 470 do STF. Ele foi acusado de sacar cerca de R$ 1,1 milhão em propinas, em espécie, das contas da empresa SMP&B; Comunicação Ltda., controlada por Marcos Valério Fernandes de Souza. Esse dinheiro seria entregue a parlamentares federais do Partido Progressista, no escândalo criminal conhecido por "Mensalão". A operação foi batizada de "Repescagem" em razão do principal investigado já ter sido processado no Mensalão e agora, novamente, na Lava Jato.
Comentar
Compartilhe
Aliados declaram apoio e solidariedade a Neco
22/05/2016 | 20h43
Neco_2012O decreto de emergência econômico-financeira (aqui) publicado neste domingo (22) pelo prefeito Neco (PMDB), de São João da Barra, causou reação da população, com muitos comentários nas redes sociais, e também de figuras importantes do cenário político local. Além disso, aliados do prefeito usaram as redes sociais para manifestar apoio, neste momento que sem sombra de dúvidas é um dos mais difíceis na gestão do prefeito Neco. Uma foto de 2012, com a legenda “eu acredito nesta pessoa. Se vc também acredita, compartilhe”, foi republicado como forma de apoio ao prefeito. O ex-secretário de Fazenda Edson Claudio (PMDB), exonerado em abril por ser pré-candidato a vereador, foi um dos que publicou a imagem e deixou uma mensagem. — É muito fácil para a oposição querer nesse momento criticar o prefeito José Amaro Martins de Souza - Neco. Eles não estão à mercê de nenhuma Lei de Responsabilidade Fiscal, do cumprimento de nenhum limite que determina a Constituição Federal, e não possuem a obrigatoriedade que um gestor tem, que é disponibilizar serviço público para toda população. A arrecadação líquida total do ano de 2016 pode ser menor que o ano de 2010, e se falarmos da principal fonte de arrecadação do município, que é royalties de petróleo, a arrecadação ficará a quem que o ano de 2008. Cabe uma boa análise por todos nós. Ainda sim, o prefeito tem que administrar e manter os atendimentos básicos e necessários à população do nosso município. É a hora de união e de enfrentamento, estarei à disposição prefeito para o que for preciso. Sua gestão sofre com a maior crise petrolífera e econômica do século, nosso país passa por uma grande recessão (PIB de 2016 será negativo, previsão de -3,6) e você vem fazendo o possível para administrar. Estamos Juntos, e a luta continua — escreveu o ex-secretário.
Comentar
Compartilhe
Carla Machado: agora quem paga a conta é a população de SJB
22/05/2016 | 18h51
Carla partidosO decreto de emergência econômico-financeira (aqui) publicado neste domingo (22) pelo prefeito Neco (PMDB), de São João da Barra, causou reação da população, com muitos comentários nas redes sociais, e também de figuras importantes do cenário político local. A ex-prefeita Carla Machado (PP), ex-aliada de Neco e provável candidata neste pleito, diz que foi por incapacidade da atual gestão que o município chegou à atual situação. Segundo ela, a queda de arrecadação já estava acontecendo, mas os gastos “supérfluos” continuaram. “Agora quem paga a conta é a população da nossa cidade”. — Hoje o prefeito de São João da Barra com a publicação desse Decreto de Emergência econômico-financeira comprovou toda a incapacidade administrativa da sua gestão desastrosa, onde faltou o controle dos gastos supérfluos desde o fim de 2014 quando anunciada a queda do valor do barril de Petróleo. Gastou só em cachê de artista nacional no verão de 2015 mais de quatro milhões de reais, permaneceu beneficiando seus “amigos do poder” com a contratação de serviços supérfluos, contratou por um valor milionário essa OS Humanizada e continuou a fazer nomeações políticas até o início desse ano. Esse é o motivo dos quase 200 milhões de dívida! Agora falta dinheiro para arcar com o cartão universitário já autorizado e em curso, com passes para estudantes poderem terminar seus cursos técnicos em Campos, rescinde os contratos com as terceirizadas ocasionando demissão em massa de centenas de chefes de família, retira um auxílio importante conquistado pelos funcionários municipais que é o cartão alimentação e determina férias antecipadas nas escolas municipais. Comprova hoje seu desgoverno!  Nós já havíamos falado isso há tempo! O ex-secretário de Fazenda e o prefeito iam para a rádio desmentir e nos criticar ao invés de administrar a cidade. Agora quem paga a conta é a população da nossa cidade. Muito triste isso — escreveu a ex-prefeita, que administrou o município entre 2005 e 2012. A jornalista Suzy Monteiro repercutiu a declaração de Carla em seu blog, Na Curva do Rio.
Comentar
Compartilhe
Betinho Dauaire: SJB vai vencer mais esta luta
22/05/2016 | 16h21
betinho-dauaireO decreto de emergência econômico-financeira (aqui) publicado neste domingo (22) pelo prefeito Neco (PMDB), de São João da Barra, causou reação da população, com muitos comentários nas redes sociais, e também de figuras importantes do cenário político local. O ex-prefeito Betinho Dauaire (PR) publicou mensagem de apoio ao município e diz esperar que a situação seja resolvida em breve, sem entrar em pormenores da origem da crise: se por “herança administrativa maldita não estancada,de uma possível má gestão, ou por conta da crise nacional”. — Coração apertadinho por ver minha querida São João da Barra ter que enfrentar uma travessia tão perigosa em momento tão difícil. Não me interessa, nesta postagem, se a origem foi uma possível herança administrativa maldita não estancada, de uma possível má gestão, ou por conta da crise nacional. Não venho nesta postagem apontar culpados e nem inocentar ninguém, mas ser solidário e deixar uma palavra de confiança. Vocês irão superar todas essas dificuldades, como aconteceu no meu tempo de prefeito em que reconstruímos juntos o município. A travessia não vai ser fácil, mas, com a união de todos, o enfrentamento inteligente e sincero, São João da Barra vai vencer mais esta luta porque o seu povo é maior que qualquer crise . Boa sorte, estamos orando — escreveu o ex-prefeito, que administrou o município entre 1997 e 2004. A jornalista Suzy Monteiro repercutiu a declaração de Betinho em seu blog, Na Curva do Rio.
Comentar
Compartilhe
Alexandre Rosa: Neco ficará marcado como o pior prefeito de SJB
22/05/2016 | 15h48
[caption id="attachment_7170" align="alignleft" width="300"]Alexandre é o atual vice-prefeito do município Alexandre é o atual vice-prefeito do município[/caption] O decreto de emergência econômico-financeira (aqui) publicado neste domingo (22) pelo prefeito Neco (PMDB), de São João da Barra, causou reação da população, com muitos comentários nas redes sociais, e também de figuras importantes do cenário político local. Atual vice-prefeito do município, mas publicamente (aqui) rompido com Neco, Alexandre Rosa (PRB) não poupou críticas ao ex-aliado e às medidas por ele adotadas. — Prefeito de São João da Barra através de um decreto emite sua certidão de incompetência deixando o município ainda mais arrasado, cortando na carne da população mais uma vez. Já estava anunciada essa queda de arrecadação e o mesmo não planejou, só no ano de 2014 arrecadou mais do que nos quatro primeiros anos do governo Carla Machado (atual PP) e desde o início do mandato arrecadou mais de 1,2 bilhão sem ter feito praticamente nada. Insensível e desumano cortou na mesa do povo quando cancelou os cartões cidadãos e descaradamente continuou fazendo nomeações milionárias. Hoje através de um decreto assolou ainda mais o cidadão sanjoanense. (...) Você ficará marcado na nossa história como o pior prefeito, destruição em massa podemos resumir o que fez com nossa terra e nossa gente. Não vemos a hora de virar essa página e sair dessa história maldita que hoje vivemos — escreveu Alexandre.
Comentar
Compartilhe
Jovem sanjoanense se despede do Mundial de Muay Thai
22/05/2016 | 15h23
[caption id="attachment_7167" align="alignleft" width="225"]Fotos do atleta Gabriel Batista no Mundial Fotos do atleta Gabriel Batista no Mundial[/caption] O sanjoanense Gabriel Batista, de 18 anos, perdeu por pontos a sua segunda luta no Mundial de Muay Thai disputado na Suécia. Gabriel foi o único representante do estado do Rio na competição é o único brasileiro da equipe que avançou para a segunda fase da competição. Na sexta (aqui), ele venceu um atleta estadunidense. Neste domingo (22), perdeu uma luta de três rounds por decisão dos juízes. Para o treinador do atleta sanjoanense, Sérgio Miranda, o fato dele ter chegado ao Mundial já é uma grande vitória. “O Gabriel é um vencedor. Foi o único do estado do Rio de Janeiro a estar no Mundial. Tem a certeza do dever cumprido e de ter representado o Brasil, sua cidade São João da Barra e a Confederação Brasileira de Muay Thai Tradicional (CBMTT), da melhor forma possível. Só de estar lá entre os melhores, já foi uma grande vitória”, disse o treinador. A família também se orgulha do desempenho do atleta. “Estou muito feliz e orgulhosa do meu filho. Chegar ao mundial é uma grande vitória, e com apenas três anos de Muay Thai. Com a determinação e dedicação que possui vai fazer uma linda carreira no esporte", disse a mãe do lutador, Rita Amaral. Com informações do jornal Quotidiano (aqui)
Comentar
Compartilhe
Neco decreta emergência econômica em SJB
22/05/2016 | 11h00
[caption id="attachment_7161" align="aligncenter" width="620"]aereasaojoao_Nova Decreto do prefeito Neco corta terceirizados, suspende cartão alimentação do servidor, reduz horário de expediente na Prefeitura, determina recesso escolar a partir desta segunda-feira (23), suspende apoio a atletas e eventos no município, entre outras medidas[/caption] O prefeito Neco (PMDB) confirmou na manhã deste sábado (aqui) o que já era dado como certo desde a reunião com os secretários (aqui) na noite da última sexta, conforme este blog e a Folha noticiaram: um decreto de emergência econômico-financeira com a determinação da limitação de despesas devido à queda na arrecadação de São João da Barra está em vigor. O texto completo está publicado na edição da Folha da Manh㠗 Diário Oficial do município — deste domingo (22) e no portal da Prefeitura (aqui). Os cortes atingem principalmente aos terceirizados, já que todos os contratos serão cancelados com as empresas Átrio, Portlimp e Mothé e Mothé. Na área da Educação, todos os professores (mais de 300, segundo Neco) contratados por processo seletivo também serão dispensados e 95 concursados serão chamados. Com isso, o recesso escolar do meio do ano será antecipado para amanhã, com o retorno das aulas no dia 6 de junho. — Não é o que queríamos, mas é a necessidade. É muito difícil passar o que estamos passando. Quem é que consegue administrar sem dinheiro? Nós fizemos um planejamento de alcançar x e não vamos chegar talvez à metade — disse Neco, salientando a queda de arrecadação nos últimos anos, acentuada com o repasse de R$ 1,9 milhão da participação especial trimestral da produção de petróleo neste mês, o menor valor em 12 anos. Neco assegurou que os compromissos com os terceirizados, que estão com os salários atrasados há quase três meses, serão honrados e que em número reduzido alguns serão readmitidos por meio de contrato direto com a Prefeitura, fato que já teria sido autorizado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Entre os considerandos do decreto, destaca a “necessidade imediata de corte de despesas, com a finalidade de possibilitar o pagamento da folha de pessoal, das obrigações patronais, bem como a manutenção dos serviços públicos básicos e essenciais para a população do município de São João da Barra, principalmente os ligados às áreas da saúde, educação básica, assistência social, limpeza pública e demais serviços públicos essenciais”. Servidores — Os servidores municipais cedidos com ônus ao município deverão retornar às suas funções de origem, no prazo de cinco dias a contar da publicação do decreto. Além disso, o cartão alimentação do servidor municipal — que concedia auxílio de R$ 300 por mês — está suspenso por prazo indeterminado. Universitários — O programa “Cartão Universitário”, que concedia auxílio financeiro de 50% a 100% do valor da mensalidade será reduzido. A partir de agora, as bolsas serão de 30%, inclusive para Medicina e Odontologia (cursos que tinham a bolsa integral), sendo certo que o valor máximo mensal do benefício não poderá ultrapassar R$ 2 mil. Os passes gratuitos para viagens intermunicipais estão suspensos, exceto os dos bolsistas do cartão universitário. A medida atinge, principalmente, os estudantes de cursos técnicos. Administração — A partir de agora, os órgãos municipais, exceto os essenciais, vão funcionar das 9h às 14h. Todas as secretarias terão de rever seus contratos, além de convênios e subvenções, com o objetivo de cortar as despesas. Todas as linhas de celulares serão cortadas. Os secretários devem rever também os quadros de cargos comissionados e funções gratificadas. Está suspensa, ainda, a concessão de apoio financeiro a atletas e a eventos realizados no município. Todas as medidas, de forma detalhada, estão nos classificados da edição deste domingo da Folha da Manhã e no portal da Prefeitura. *Publicado neste domingo na Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Esperança para reverter crise é antecipação dos royalties, diz Neco
22/05/2016 | 09h36
necooo“Não caiu a esperança, vamos continuar lutando”. As palavras são do prefeito Neco (PMDB), ao antecipar (aqui) a publicação do decreto de emergência econômica da Prefeitura de São João da Barra e creditar à antecipação dos royalties a expectativa de solucionar os problemas econômicos do município. Neco informou que durante visita do secretário de Estado de Esporte, o deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB), solicitou uma reunião com o ex-governador Moreira Franco (PMDB), pelo fato, segundo o prefeito, de já ter sido vice-presidente da Caixa. Moreira é parte do núcleo duro do governo do presidente interino da República, Michel Temer (PMDB). — Toda documentação que pediu, já encaminhamos. Tivemos várias reuniões: no Banco do Brasil, na Caixa Econômica. Estamos procurando de todas as maneiras sanar este momento tão difícil. Não queríamos que os cortes afetassem a população. Não tem como mais prorrogar. A antecipação vai ser um alivio — afirmou Neco. Neco também fez críticas à oposição, em especial à sua ex-aliada e provável candidata a prefeita neste ano Carla Machado (PP). “O que a oposição mais quer fazer é colocar a população contra a nossa administração. É dizer que nós somos incompetentes, que nós somos irresponsáveis. Quanto pior estiver, melhor para eles”, comentou o Neco, acrescentando que não quer receber multas por atitudes do seu governo, conforme, segundo ele, aconteceu com sua antecessora. A expectativa é que nesta semana o município receba recursos dos royalties, mas o valor a ser recebido ainda não é conhecido. “Eu não quero chegar ao final desse mandato devendo. Não é culpa nossa essa queda de receita. É muito duro sofrer da maneira que estamos sofrendo”. O decreto do prefeito Neco corta terceirizados, suspende cartão alimentação do servidor, reduz horário de expediente na Prefeitura, determina recesso escolar a partir desta segunda-feira (23), reduz bolsas universitárias e passes estudantis, suspende apoio a atletas e eventos no município, entre outras medidas.
Comentar
Compartilhe
Emergência econômica: Neco dispensa terceirizados e antecipa recesso escolar
21/05/2016 | 10h39
necooo O prefeito Neco anunciou na manhã deste sábado (21) que será publicado na Folha da Manh㠖 Diário Oficial do município – na edição na edição deste domingo (22) um decreto de emergência econômica. Uma das primeiras medidas será a dispensa de todos os terceirizados das empresas Limport, Átrio e M&M, com salário atrasado há quase três meses. Neco assegurou que os compromissos com esses funcionários serão honrados e que em número reduzido alguns serão readmitidos por meio de contrato direto com a Prefeitura. Também serão demitidos os profissionais da Educação contratados por meio do processo seletivo. Eles serão substituídos por 95 professores aprovados no concurso público e que serão convocados. Devido a dispensa dos profissionais da Educação, o recesso escolar, que normalmente acontece em julho, foi antecipado para este mês, tendo início já nesta segunda-feira (23). Serão duas semana sem aula, prazo no qual os profissionais serão convocados e admitidos. Neco também vai reduzir o peso da máquina administrativa com cortes nos cargos comissionados. O setor administrativo da Prefeitura vai funcionar entre 9h e 14h. Mais informações na edição deste domingo (22) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Operação Machadada: preso por falso testemunho é liberado
21/05/2016 | 09h00
Forum* Com informações dos jornalistas Elder Amaral (Parahybano) e Jaciara Gomes (SJB Online) A primeira audiência da Operação Machadada, que teve início na tarde de sexta-feira (20) só terminou na manhã deste sábado (21), teve como saldo um preso por falso testemunho. O juiz Leonardo Cajueiro determinou a prisão de Arlindo Ribeiro da Conceição, durante seu depoimento na madrugada deste sábado. Arlindo recebeu voz de prisão, foi algemado e levado à delegacia da Polícia Federal pela manhã. Além de Arlindo, foram ouvidos o delegado da PF Paulo Cassiano Júnior, o ex-vereador Zezinho Camarão (DEM) e Jakson Meireles, ex-candidato a vereador e responsável por uma das gravações usadas como prova de cooptação ilícita de candidatos pelo grupo liderado pela então prefeita Carla Machado (hoje PP) em 2012. Atualização às 19h40: A Polícia Federal informou agora há pouco que Arlindo foi liberado na noite deste sábado, por decisão judicial. Cassiano falou por cerca de seis horas. Em seu depoimento, segundo testemunhas, o delegado teria sido evasivo, usando várias vezes expressões como "não lembro" e "não sei". Em seguida foi a vez de Camarão. Em entrevista antes da audiência, ele afirmou que foi prejudicado pelo esquema montado na eleição de 2012, já que candidatos da sua coligação foram cooptados pelo então grupo governista. Após o depoimento de Camarão, foi a vez de Arlindo. O juiz entendeu que ele estava fazendo um falso testemunho e determinou a prisão. O último a prestar depoimento foi Jakson Meireles. Ele aparece em uma das gravações em conversa com Carla, apresentadas pela denúncia como prova das irregularidades durante o último pleito municipal. No ano passado (aqui), Jakson mudou sua versão dos fatos e disse que recebeu R$ 60 mil para participar de uma trama do grupo de oposição para incriminar o grupo governista. Segundo ele, os candidatos da coligação "São João da Barra vai mudar para melhor", encabeçada pelo PR, sabiam que não teriam chance de vencer, mas que poderiam reverter a situação na Justiça. Em depoimento, ele teria reiterado o que disse durante o programa de rádio. Ainda na sexta, o juiz liberou as testemunhas Sônia Pereira (PT), vereadora, e o ex-candidato a vereador Tino Ticalú. Leonardo Cajueiro determinou ainda que após a oitiva de quatro testemunhas a audiência seria suspensa para ser retomada na quarta-feira (25), quando resta a oitiva de 15 testemunhas. Machadada – A Operação Machadada foi deflagrada em 3 de outubro de 2012. O grupo governista foi acusado de formação de quadrilha e cooptação ilícita de nomes da oposição, oferecendo vantagens financeiras indevidas e cargos na administração pública municipal. Ao sair de um comício, já na madrugada, Carla Machado e o então candidato a vice Alexandre Rosa (hoje PRB) foram presos pela PF e levados para a delegacia do órgão em Campos. Pela manhã, após pagamento de fiança, eles foram soltos. A denúncia foi impetrada pelo Partido da República, a coligação “São João da Barra vai mudar para melhor” e o então candidato a prefeito Betinho Dauaire. A alegação era que o grupo governista, com o prefeito Neco (PMDB) como candidato à sucessão de Carla, montou um esquema de compra de candidaturas adversárias. À época aliados, Carla e Neco configuram hoje como prováveis adversários na disputa pela Prefeitura.
Comentar
Compartilhe
Neco reúne secretários e traça medidas de cortes em SJB
20/05/2016 | 19h48
Neco____O prefeito Neco (PMDB), de São João da Barra, reuniu seu secretariado nesta sexta-feira (20) para traçar as medidas de cortes que serão adotadas pelo município a partir de um decreto a ser publicado nos próximos dias. O objetivo é diminuir o custeio da máquina pública para enfrentar uma nova realidade perante a queda da arrecadação do município, principalmente nas receitas oriundas da produção de petróleo. Há informações, não confirmadas, que o decreto seja de emergência econômica. Especulações por parte da mídia foram feitas durante toda a semana, a partir das declarações (aqui) do prefeito, no último sábado, anunciando a necessidade de cortes. Mais informações na edição deste sábado (21) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Sanjoanense vence sua primeira no Mundial de Muay Thai na Suécia
20/05/2016 | 14h50
[caption id="attachment_7054" align="alignleft" width="189"]Gabriel com o treinador Sérgio Miranda após o título brasileiro no ano passado Gabriel com o treinador Sérgio Miranda após o título brasileiro no ano passado[/caption] O atleta sanjoanense Gabriel Batista, de 18 anos, que está disputando o Mundial de Muay Thai na Suécia, venceu sua primeira luta contra um atleta estadunidense nesta sexta-feira (20). De acordo com Sérgio Miranda, treinador de Gabriel, apenas três brasileiros embarcaram para a Suécia para a disputa do Mundial, representando os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Os representante de Minas e do Rio Grande do Sul perderam suas lutas e foram eliminados do Campeonato. Agora Gabriel é o único representante brasileiro: – Agora que venha o campeão Marroquino, ainda não temos maiores informações, só sabemos que ele venceu e passou para a próxima fase. Pra cima deles Gabriel Batista. As informações são do site Parahybano (aqui).
Comentar
Compartilhe
Nasce o filho da deputada federal Clarissa Garotinho
20/05/2016 | 13h33
ClarissaNasceu nesta sexta-feira (20) o primeiro filho da deputada federal Clarissa Garotinho (PR), que tirou licença de 120 dias no início de abril, na semana da sessão do impeachment da presidente Dilma Rousseff. A mãe de Clarissa e prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR), publicou as primeiras imagens no Facebook na tarde desta sexta, logo após o parto no Rio de Janeiro. "Vicente nasceu!! Muita emoção!!!Louvo a Deus!!!", escreveu a prefeita.
Comentar
Compartilhe
Em ano de eleição, Prefeitura de Campos assume programa social
20/05/2016 | 11h00
Ponto-final1Política assistencialista Campos já decretou estado de emergência econômica e as perspectivas para o futuro não são das melhores, quando se pensa nos royalties e as faturas da “venda do futuro” que estão para chegar. Entretanto, o dinheiro que entrou na conta do município no apagar das luzes do governo Dilma Rousseff parece mesmo ter aliviado a situação da prefeita Rosinha Garotinho (PR). Prova disso é a proposta para assumir o Restaurante Popular. Boas intenções à parte, é ano eleitoral e um programa assistencialista começa a ser gerido pelo grupo rosáceo. Planejamento Assumir um programa social a essa altura do campeonato, enquanto o dinheiro da “venda do futuro” está na conta, parece fácil. Tarefa difícil vai ficar para o próximo gestor: além dos boletos da “venda”, pode ter de tomar medidas impopulares, cancelando programas sociais caso os recursos dos royalties não voltem a subir. Tais cortes seriam prato cheio para políticos com discurso populistas querendo voltar ao poder em 2020. O importante é planejamento. Do palco às urnas A policial militar e cantora Aniara Rangel, que teve seus 15 minutos de fama ao se apresentar em um programa de TV, pretende testar sua popularidade nas urnas. Ela aparece como pré-candidata a vereadora pelo grupo rosáceo. Foto dela batendo continência para o líder do grupo já circula pela rede. *Publicado na edição desta sexta-feira (20) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Audiência da Operação Machadada nesta sexta em SJB
20/05/2016 | 09h21
[caption id="attachment_276" align="aligncenter" width="800"]Aliados em 2012, Neco e Carla são réus na ação e prováveis adversários no pleito deste ano Aliados em 2012, Neco e Carla são réus na ação e prováveis adversários no pleito deste ano (Foto: Folha da Manhã)[/caption] Após quase quatro anos da Operação Machadada, deflagrada pela Polícia Federal em outubro de 2012, está marcada para esta sexta-feira (20), conforme anunciado aqui em primeira mão, uma audiência de instrução e julgamento às 14h, no Fórum de São João da Barra. A ação teve início com uma denúncia do Partido da República, da coligação “São João da Barra vai mudar para melhor” e do então candidato a prefeito Betinho Dauaire. A alegação era que o grupo governista, com Neco (PMDB) e o vice Alexandre Rosa (hoje PRB) como candidatos a sucessão de Carla Machado (atual PP), montou “um esquema de compra de candidaturas adversárias, mediante oferecimento de vantagens financeiras indevidas e cargos na administração pública municipal”. Além de Neco e Carla – ex-aliados e prováveis adversários neste ano – aparecem como réus o vice Alexandre, e os então candidatos a vereadores Alex Firme (eleito), Elísio Motos (eleito) e Renato Timotheo (suplente). O juiz eleitoral Eron Simon marcou a audiência para a mesma data em que foi realizada outra em 2013. Na ocasião, Paulo Ramalho, então advogado da ex-prefeita, informou que as testemunhas não foram ouvidas porque “tudo que se tenta provar é com uma gravação clandestina”. Entretanto, o juiz incluiu as gravações como prova. Entre uma audiência e outra – além do racha entre Neco e Carla, mais um possível aliança de Neco com o partido denunciante –, um dos atores envolvidos nas gravações mudou sua versão, como este blog mostrou aqui. Jackson Meireles, então candidato a vereador, foi um dos que gravaram conversas usadas como provas. Ele revelou durante um programa de rádio que “tudo foi uma farsa”. Segundo Jackson, ele recebeu R$ 60 mil para procurar candidatos do então grupo governista, insinuar insatisfação com o seu grupo político (do PR) e gravar as conversas depois utilizadas como provas para o crime de formação de quadrilha e assédio a candidatos do seu grupo. Em seu perfil no Facebook, a ex-prefeita Carla Machado classificou a Machadada como “uma trama orquestrada por adversários políticos(PR) na eleição de 2012 que tentaram de forma ardilosa tirar a vitória do nosso grupo político no tapetão”. Carla escreveu, ainda, que o dia será da verdade. “No TRE já obtivemos êxito e sequer foi aceita a denúncia criminal contra mim, Alexandre Rosa, Alex Firme, Renato Timotheo, Elísio Motos e o atual prefeito Neco”.
Comentar
Compartilhe
PF deflagra ação que envolve pessoas ligadas a Lula
20/05/2016 | 08h49
lula-abr-1A Polícia Federal (PF) cumpre nesta sexta-feira (20) quatro mandados de busca e apreensão e de dois de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a ir depor) em uma operação que envolve pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A investigação, batizada de Operação Janus, apura um suposto esquema de tráfico de influência. O petista, no entanto, não é foco direto das diligências realizadas pelos policiais federais nesta sexta em São Paulo e Santos, no litoral paulista. Um dos alvos de mandado de condução coercitiva em Santos é o empresário Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da ex-mulher de Lula. Já as empresas onde foram cumpridos os mandados de busca e apreensão são ligadas ao Grupo Odebrecht, investigado pela Operação Lava Jato por envolvimento no esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Taiguara é dono da Exergia, uma empresa sediada em Santos que foi contratada pela Odebrecht para atuar em um empreendimento da construtora em Angola. A empreiteira brasileira executou, em 2012, as obras de ampliação e modernização da hidrelétrica de Cambambe. No mesmo ano, a Odebrecht obteve um financiamento do BNDES para executar o projeto no continente africano. Fonte: G1
Comentar
Compartilhe
Momento de incertezas em SJB
19/05/2016 | 16h06
Sem títuloPeríodo de instabilidade Incerteza é o que reina em São João da Barra com relação aos próximos passos que serão adotados pelo prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), para adequar as contas do município neste período de queda de arrecadação. Neco já informou a necessidade de cortes. Quanto a isso não há dúvida. Resta saber por onde esses cortes começarão. Sem um posicionamento oficial, os boatos ganham força. De forma extraoficial, tem gente afirmando que todas as terceirizadas sairão do município e há até quem aposte no fim de todos os cargos comissionados. Nada é certo. Na verdade, nem quem está no primeiro escalão da administração pública sabe o que vai acontecer. Resta a todos a guardar e torcer, independente das correntes políticas a quais possa pertencer, que São João da Barra tenha dias melhores — sem tantas manifestações. Embate... A pré-candidata a prefeita Carla Machado (PP) e o atual líder do governo na Câmara de SJB, Carlos Machado da Silva, o Kaká (PT do B) — pré-candidato a vereador — tem mais um embate, desta vez sem urnas. ...Judicial Carla comunicou em seu perfil no Facebook que não houve conciliação em uma ação que ela move contra o vereador por dano moral. Audiência de instrução e julgamento será marcada. Machadada Está previsto para amanhã, no fórum de SJB, uma audiência da Aije 40483, a “Operação Machadada”. Políticos de todas as correntes estão arroladas no caso. Na coluna da última terça, equivocadamente, foi informado que audiência seria hoje. Na paz O vereador Aluizio Siqueira (PP), durante a sessão de ontem, disse que o clima é de paz no grupo da oposição. A resposta foi devido a boatos de uma “fogueira de vaidades” no grupo para ser o segundo nome de força. Vereador... O vereador Ronaldo da Saúde (Pros) soltou o verbo na sessão de ontem. Alvo de constantes insinuações do grupo governista, tendo seu filho apelidado de “Lulinha” pelo prefeito, ele resolveu rebater. ...Rebate Ronaldo afirmou que o prefeito deveria para de intrigas e fazer “o governo andar”. Neco diz que as empresas da família do vereador tiveram recebimentos milionários na gestão de Carla — que teria grau de parentesco com o vereador. Sem essa A Prefeitura de São Francisco de Itabapoana nega que possa ser suspenso o serviço de ônibus universitário oferecido aos munícipes, conforme noticiado na coluna da última terça. Adaptação Os novos horários das linhas intermunicipais entre Campos e São João da Barra não têm agradado muito. A reclamação é grande entre os usuários em todos os horários, ao menos nos últimos três dias. *Publicado na edição desta quinta-feira (19) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Neco paga aos comissionados salário de abril
19/05/2016 | 12h11
Prefeitura sjbA Prefeitura de São João da Barra pagou nesta quinta-feira (19) o salário dos comissionados, em atraso desde o dia 29 do último mês. O valor da folha de pagamentos com cargos de confiança ainda não foi divulgado. Agora que a situação dos comissionados está regularizada, o próximo passo do prefeito Neco (PMDB), possivelmente, é quitar com os terceirizados, que estão com proventos atrasados há mais de dois meses, sendo que alguns também estão com o benefício do vale alimentação em atraso. Sem receber, terceirizados iniciaram paralisação e fizeram manifestações, a última (aqui) nessa quarta-feira. Para adequar as contas do município a uma nova realidade financeira, é aguardo um decreto de cortes que está sendo elaborado pela equipe do prefeito Neco. Atualizado às 14h42 — Também receberam nesta quinta-feira os profissionais contratados por meio do processo seletivo.
Comentar
Compartilhe
Carla Machado e Kaká com embate fora das urnas
18/05/2016 | 22h41
[caption id="attachment_7100" align="aligncenter" width="800"]Carla_Kaká Ex-prefeita e vereador estão em lados opostos também na Justiça (Fotos: Folha da Manhã)[/caption] Não é só nas urnas que a ex-prefeita e pré-candidata Carla Machado (PP) e o atual líder do governo na Câmara de SJB, Kaká (PT do B), estão em lados opostos. Eles são adversários na Justiça. Carla comunicou em seu perfil na rede social Facebook que não houve conciliação em uma ação que ela move contra o vereador por dano moral. Audiência de instrução e julgamento ainda será marcada. Carla diz que o advogado do vereador fez proposta de conciliação, da qual não aceitou. Kaká respondeu que a proposta partiu do advogado dela, mas também não houve acordo. Os dois são adversários de longa data. Kaká sempre esteve em palanque contrário ao de Carla. Em 2008, Kaká se elegeu vereador pelo PDT — partido do então candidato a prefeito Betinho Dauaire (hoje no PR). Para o pleito de 2012, o vereador trocou de legenda, foi para o PT do B. Caso parecido com o do vereador Franquis Areas (que deixou o PDT para o PR). Os dois saíram do partido de Leonel Brizola, uma vez que os pedetistas já tinham fechado acordo para apoiar Neco (PMDB), então candidato com apoio de Carla. Com isso, Elisio Rodrigues e Domingos Vieira, suplentes à época, requereram a cassação do mandato por infidelidade partidária, tendo resultado positivo no Tribunal Regional Eleitoral. Domingos e Elisio eram aliados de Carla. No ano de 2014, Carla e Kaká foram candidatos a deputado estadual. A ex-prefeita foi a mais votada para o cargo no município sanjoanense, com mais de oito mil votos. Kaká foi o segundo, com mais de três mil votos. Em suas legendas, Carla pelo PT (hoje ela está no PP) e Kaká pelo PT do B, a ex-prefeita ficou na segunda suplência, o atual vereador, na primeira. Fora isso, não é de hoje que se envolvem em troca de farpas. Sendo que algumas dessas chegaram as vias judiciais.
Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB cobra informações sobre concurso da Educação
18/05/2016 | 18h15
CA lei municipal nº 401/16, que abriu 127 vagas para a convocação de candidatos aprovados no último concurso da Educação em São João da Barra, foi destaque na sessão desta quarta-feira (18), na Câmara de Vereadores. Em conjunto, Aluizio Siqueira (PP), Alex Firme(PP), Sônia Pereira(PT), Ronaldo Gomes (Pros) e Jonas Gomes (PP) — todas da bancada de oposição — apresentaram o requerimento nº 048/16, pedindo várias informações à Prefeitura sobre a lei, publicada no Diário Oficial no dia 11 de março. Os governistas não compareceram à reunião. Em frente à Casa — prédio anexo ao da Prefeitura — mais uma manifestação foi realizada. Eles querem saber por que os concursados ainda não foram convocados, quantos cargos criados na lei já foram preenchidos, quais e quantos cargos continuam sendo ocupados por contratados e se existe prazo para o cumprimento da lei. “Fizemos esse requerimento porque os concursados vieram aqui reclamar e é justo que sejam chamados, pois estudaram e passaram por seus próprios méritos”, disse Alex. – O que nos causa espanto é que aprovamos essa lei em regime de urgência no dia 08 de março, com impacto financeiro (como é de praxe) e, este impacto financeiro, que é feito pela contabilidade da Prefeitura, mostrava que havia recursos para pagar esses profissionais. Será que o impacto financeiro era falso? – questionou Aluizio. Fonte: Ascom/CâmaraSJB
Comentar
Compartilhe
Músicos e terceirizados realizam outro protesto em SJB
18/05/2016 | 16h18
20160518_105342Mais um protesto foi realizado em frente à Prefeitura de São João da Barra. Desta vez reuniu músicos e terceirizados pelo município. O movimento — que acontece todas as semanas desde o dia 20 de abril — reuniu também grande número de sanjoanenses declaradamente do grupo de oposição ao prefeito Neco (PMDB),  que ainda não emitiu posicionamento oficial quanto ao assunto, mas prepara medidas econômicas para adequar o município a uma nova realidade financeira. O Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação em Edifícios de Campos (Seeacec) informou que uma audiência foi realizada no Ministério Público do Trabalho (MPT), com a presença de representantes da Portilimp e da Prefeitura, para tentar chegar a um consenso quanto ao pagamento dos trabalhadores. Contudo, o representante do município não tinha conhecimento do valor do crédito que a empresa tem com a municipalidade. Assim, foi determinado o prazo de 48 horas para que esse dado chegue ao MPT para as providências cabíveis. O secretário municipal de Administração já foi notificado, segundo o MPT. 20160518_102429Antes de a novidade sobre a audiência ser levada aos manifestantes, o presidente da Câmara Aluizio Siqueira (PP) havia informado sobre a reunião na sessão, que contou com a presença apenas da bancada de oposição. Segundo Aluizio, a Prefeitura não paga a empresa terceirizada há sete meses. Novas manifestações estão previstas para a próxima semana, até que um posicionamento quanto ao pagamento seja passado oficialmente. A propósito — O aparato de segurança, com Guardas Municipais, montado à espera do protesto chamou atenção.
Comentar
Compartilhe
Moro condena Zé Dirceu a 23 anos de prisão na Lava Jato
18/05/2016 | 11h17
[caption id="attachment_3256" align="alignleft" width="183"]Ex-ministro da Casa Civil já foi condenado no escândalo do Mensalão Ex-ministro da Casa Civil já foi condenado no escândalo do Mensalão[/caption] O juiz federal Sérgio Moro condenou nesta quarta-feira (18) o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (governo Lula) a 23 anos e 3 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. É a segunda sentença contra o petista por crimes de corrupção – em 2012, ele recebeu pena no mensalão. Foram condenados ainda outros investigados. A Justiça impôs ao irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva pena de oito anos e nove meses de reclusão por lavagem e pertinência à organização criminosa. O empreiteiro Gerson Almada, da Engevix, foi condenado a quinze anos e seis meses de reclusão, por corrupção e lavagem de dinheiro. O empresário Fernando Moura, ligado ao PT e um dos delatores da Lava Jato, foi condenado a 16 anos e 2 meses de prisão. O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto recebeu 9 anos de prisão por corrupção. O ex-diretor de Serviços da Petrobrás, Renato Duque, pegou, por corrupção 10 anos de reclusão. O corretor de imóveis Júlio César dos Santos recebeu 8 anos de prisão por lavagem e pertinência à organização criminosa. Roberto ‘Bob’ Marques, ex-assessor de Dirceu foi condenado a três anos de reclusão. Esta pena foi substituída por duas restritivas de direito: prestação de serviço à comunidade e prestação pecuniária. Fonte: Estadão 
Comentar
Compartilhe
Análises para cortes já começaram em SJB
17/05/2016 | 22h39
SJB_aereaO prefeito Neco (PMDB) anunciou (aqui) que são necessários cortes na máquina administrativa para enfrentar o período de crise. Segundo ele, ainda nesta semana serão anunciadas as principais medidas. Uma reunião com o secretariado estava previsto para esta terça-feira (17), mas até a tarde não tinha acontecido. Por outro lado, algumas secretarias já se movimentam. É o caso da Educação, que tem feito o levantamento de seus funcionários efetivos e números de contratados. Há quem aposte que é na secretaria de Educação que as primeiras medidas serão adotadas. A aposta tem como fundamento o fato de a secretaria ter sido atingido primeiro pela paralisação dos terceirizados (aqui). Grande parte dos funcionários das 40 escolas da rede municipal é terceirizada ou contratada por meio de processo seletivo. No entanto, até o momento, nada passa de especulações.  
Comentar
Compartilhe
Bruno Dauaire é o novo líder do PR na Alerj
17/05/2016 | 17h57
brunnO deputado estadual Bruno Dauaire é o novo líder do PR na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A função antes era de Jair Bittencourt. Como líder, Bruno já encaminhou nesta terça-feira (17) as votações da bancada na Alerj. Em seu primeiro mandato, Bruno tem mostrado bom desempenho em articulações e diálogos. Bittencourt, ex-aliado de Garotinho, deixou o PR e ingressou no PP, partido do governador em exercício Francisco Dornelles.
Comentar
Compartilhe
Prefeitável de SJB disposto a sair do páreo?
17/05/2016 | 14h19
Sem títuloSemana quente e de definições question-158453_640A semana promete na política de São João da Barra. Corre nos bastidores a informação que teria prefeitável querendo “jogar a toalha”, desistir da candidatura neste ano. As decisões só devem ser tomadas no fim da semana, o que pode ter relação com novidades sobre o empréstimo com royalties futuros e a audiência da “Operação Machadada”, agendada para sexta-feira. Se as informações de bastidores se oficializarem, o município continuará com duas candidaturas, mas uma pode ter cabeça de chapa diferente da já anunciada até agora. Tudo condicionado aos fatos elencados anteriormente. Assim, no fim da semana, caso tudo dê certo, os prefeitáveis continuam os mesmos: o atual prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), e Carla Machado (PP). No Rio Em busca de solução para o grave momento econômico que enfrenta em sua administração, o prefeito Neco esteve no Rio de Janeiro. Ele teria um encontro com o presidente da Alerj, Jorge Piccini (PMDB). O pauta de discussões não foi anunciada. Protesto No mesmo dia em que o prefeito esteve no Rio, mais protestos em frente à Prefeitura de SJB. Desta vez de profissionais da Saúde. Hoje, concursados da Educação planejam, mais um protesto. Motivos Os concursados da Educação alegam que foi feito um planejamento para chamada dos 127 profissionais, após a promulgação da lei para abertura das vagas. Entretanto, esse planejamento não estaria sendo cumprido. Adiada A audiência pública que seria realizada amanhã na Câmara de SJB em apoio à Uenf foi adiada. Em razão de matérias importantes a serem apreciadas, a Câmara vai precisar realizar a sessão ordinária como o de costume. O Legislativo já articula nova data. Tensão Voltou a circular em São Francisco de Itabapoana boatos sobre a paralisação dos motoristas dos ônibus que atendem aos universitários. Nenhum posicionamento oficial foi dado até agora. Adaptação A mudança nos horários dos ônibus entre Campos e SJB causou reações nas redes sociais, principalmente com relação aos carros que deixaram de circular pela rua dos Passos. Sem contar que muita gente não se adaptou ainda aos novos horários. Mundial O sanjoanense Gabriel Batista, de 18 anos, chega à Suécia hoje para participar do Campeonato Mundial de Muay Thai IFMA. O jovem conquistou a vaga ao se tornar campeão brasileiro em novembro do ano passado. *Publicado na edição desta terça-feira (17) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Deputado Papinha sofre acidente em São Francisco de Itabapoana
16/05/2016 | 20h24
[caption id="attachment_7060" align="alignleft" width="300"]Papinha Foto: Folha da Manhã[/caption] *Com informações dos jornalistas Saulo Pessanha e Daniela Abreu O deputado estadual Papinha (PP) sofreu um acidente na noite desta segunda-feira (16), em São Francisco de Itabapoana. Papinha, que também é pré-candidato a prefeito de Campos, teria saído da pista na localidade de Floresta. O deputado estava dirigindo o veículo oficial, um sentra, com placa de vice-líder do PP na Alerj. Antes de uma curva acentuada, o veículo saiu da pista e caiu numa ribanceira por volta das 19h30. Papinha conseguiu sair do carro e subir à pista em busca de socorro. Ele foi resgatado por uma equipe do resgate de SFI, com apoio de duas viaturas do Corpo de Bombeiros, e encaminhado para o Hospital Ferreira Machado (HFM), em Campos. Uma hora antes do acidente, o perfil do deputado na rede social Facebook foi atualizado com fotos de uma visita ao canteiro obras da ponte da integração, que ligará as cidades de São Francisco de Itabapoana e São João da Barra. De acordo com o bombeiros, não houve ferimentos graves. Entretanto, Papinha vai passar por exames no HFM.  Esposa, filhas e parentes do deputado foram para unidade hospitalar assim que souberam do acidente. Tatiana Braga, esposa do deputado, ficou mais tranquila os bombeiros afirmarem que o deputado está fora de perigo.
Comentar
Compartilhe
Sanjoanense rumo à Suécia para disputar mundial de Muay Thai
16/05/2016 | 18h48
[caption id="attachment_7054" align="alignleft" width="189"]Gabriel com o treinador Sérgio Miranda após o título brasileiro Gabriel com o treinador Sérgio Miranda após o título brasileiro (Reprodução/Facebook)[/caption] O sanjoanense Gabriel Batista, de 18 anos, vai para  Suécia participar do Campeonato Mundial de Muay Thai IFMA. O jovem conquistou a vaga ao se tornar campeão brasileiro em novembro do ano passado. Uma das grandes revelações do esporte sanjoanense, Gabriel Batista competiu sete vezes no último ano e venceu seis. Ele conquistou quatro Circuitos da Federação Litorânea de Muay Thai (FLMT), inclusive o sediado em São João da Barra. O atleta é treinado pelo também sanjoanense Sérgio Miranda. A abertura do Mundial acontece nesta quarta-feira (18). A competição segue até o dia 28 deste mês.
Comentar
Compartilhe
Profissionais da Saúde protestam em frente à Prefeitura de SJB
16/05/2016 | 12h04
[caption id="attachment_7048" align="alignleft" width="300"]13225233_843313409145402_1308062389_o Protesto aconteceu na manhã desta segunda-feira (Foto: Andinho Bravo/Facebook)[/caption] A semana será marcada por protestos em frente à Prefeitura de São João da Barra e da expectativa de cortes que serão anunciados pelo prefeito Neco (PMDB). Nesta segunda-feira (16) profissionais da área da Saúde realizam protesto por atraso de pagamento. Os protestos em frete ao prédio do Executivo têm sido rotineiros na cidade neste mês. O motivo do movimento é o mesmo dos anteriores: atraso de pagamento. A Prefeitura deve as empresas terceirizadas, que por sua vez não paga aos funcionários. Quem também não recebeu ainda foram os comissionados e músicos (classe que deu início aos protestos). Terceirizados que atendem as escolas municipais aderiram a uma paralisação. Com isso, algumas escolas estão liberando os alunos mais cedo que o horário normal. Cortes - Neco anunciou no último sábado (aqui) que nesta terça vai se reunir com sua equipe de governo para traçar os próximos passos para enfrentar o atual momento financeiro e quais as medidas que serão adotadas. Mais informações ao longo do dia.
Comentar
Compartilhe
Neco diz que compromisso com terceirizado é da empresa, não da Prefeitura
15/05/2016 | 16h38
Neco____Ao comentar (aqui) sobre as medidas que serão adotadas para adequar o orçamento do município devido à queda de arrecadação, o prefeito Neco (PMDB) aproveitou para desabafar sobre o desgaste emocional, as críticas da oposição e sobre o pagamento dos funcionários terceirizados. No último caso, ele cita que o compromisso com os terceirizados, de manter salários e compromissos em dia é da empresa, que quando é contratada sabe do risco de eventuais atrasos: — O compromisso da Prefeitura é com as empresas. E as empresas têm de ter o compromisso com os funcionários. Eles que têm de pagar aos funcionários. Quando participa de um processo licitatório, a empresa sabe que tem o risco de por algum período não receber. Mas ela tem de ter o compromisso com o funcionário. Não é a Prefeitura que tem o compromisso com o funcionário terceirizado, é a empresa que o contratou. Há alguns meses, eu conversei com as empresas e falei: ‘olha, na situação que nós estamos passando, é melhor a gente fazer um acordo e rescindir esses contratos’. Eles foram prorrogando. Agora, chegou um momento que nós vamos ter de tomar as atitudes. Esta semana já estarei publicando um decreto de redução de custeio, porque eu tenho que fazer. Estamos na esperança ainda da participação especial (pelo contexto, ele quis falar do empréstimo com royalties futuros)? Estamos na esperança! Mas, até que saia, nós temos que tomar as atitudes. Neco também comentou sobre o desgaste emocional e as tentativas de buscar uma solução para a crise financeira – como o empréstimo com royalties futuros –, mas sem resposta até agora. “A gente não tem clima em nenhum dia. Todos os dias são de sofrimento. Quando eu era cortador de cana, eu era mais feliz do que como gestor do município. É muito difícil passar pelo que estamos passando. Nós vamos dar a volta por cima”.
Comentar
Compartilhe
Pezão volta a ser internado e não tem previsão de alta
15/05/2016 | 12h19
pezao_O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, permanece no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul da cidade, onde deu entrada neste sábado (14) à tarde, com quadro febril. Em nota divulgada à noite, a assessoria do governo fluminense informou que Pezão foi submetido a exames e que não havia previsão de alta. Pezão foi diagnosticado com um quadro de gastroenterite pós ciclo de quimioterapia, de acordo com boletim médico divulgado neste domingo. No último dia 10, ele fez o terceiro ciclo de quimioterapia. A licença do governo foi prorrogada até julho próximo. Atualizado às 15h41: Inclusão do boletim médico.
Comentar
Compartilhe
Pré-candidatos em SJB devem apostar no fim da dependência
14/05/2016 | 17h06
Sem títuloFuturo sem dependência “São João da Barra tem mais de um milhão para gastar por dia”. Essa frase foi usada por várias vezes e mostrava um período econômico que parecer estar distante de voltar. Caiu como uma bomba, na última quinta-feira, o valor da parcela especial da produção de petróleo deste trimestre. O município recebeu R$ 1,9 milhão, enquanto no mesmo período no ano passado o valor foi de R$ 16,9 milhões — já em queda se comparado a períodos anteriores. Não há perspectiva que a arrecadação de petróleo volte a ser como antes. É necessário, então, que os candidatos a prefeito neste ano elaborem projetos que possa fazer a economia se desvincular da “royalties dependência”. Esse talvez seja o principal ponto do plano de governo da próxima campanha para a prefeitura de São João da Barra. Cortes O prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), reconheceu o momento crítico e anunciou que novos cortes serão anunciados nos próximos dias. Neste ano, ele já reduziu salário dos cargos de confiança e contratos. Impopulares Não é fácil para um prefeito que busca a reeleição adotar medidas impopulares em ano eleitoral. Entretanto, não adotá-las parece um risco financeiro de não terminar este mandato. Cenário A conjuntura não é das melhores. Terceirizados com salários terceirizados fizeram manifestação e aderiram à paralisação nesta semana. Músicos cobram cachês. Comissionados ainda não receberam. E a esperança era a participação especial. Crítica Pré-candidata e antecessora de Neco na Prefeitura, Carla Machado (PP) disse que o cenário é caótico e responsabilizou ao prefeito e à sua equipe econômica por falta de planejamento. Rebate Ex-secretário de Fazenda de Neco, Edson Cláudio, partiu para o embate e afirmou que a ex-prefeita quer “confundir a população” e que teria deixado “um rombo” nas contas da Prefeitura. O embate entre os dois na arena digital é antigo. Empréstimo Campos conseguiu pela terceira vez uma transação com royalties futuros. Mas se engana quem pensa que isso abre as portas para outros municípios, em tentativa há tanto tempo, mas até agora sem resposta. Obra... A Prefeitura de SJB começou a fazer o aterro da área em frente à unidade sanjoanenese do IFF e prometeu a construção de abrigo de passageiros. ...Parada Mas ficou só na promessa. Até agora, parou na fase do aterro. O que não foi concluído, por sinal. Convocações Existe um calendário para chamada dos concursados da Educação em São João da Barra, após a abertura de 127 vagas. Será que está sendo cumprido? Apoio à Uenf Em apoio à Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), a Câmara de São João da Barra vai promover uma audiência pública na próxima quarta-feira, às 9h30. O objetivo é buscar uma solução para a crise econômica que a universidade vem enfrentando. Desconto A vereadora Sônia Pereira (PT) solicitou à Prefeitura de SJB que conceda um desconto de 80% no pagamento do IPTU e alvará de funcionamento aos contribuintes inadimplentes; por três meses, a partir de 1º de junho deste ano. A indicação foi aprovada nesta semana. Contas Já foram lidos na Câmara de São João da Barra três projetos de decreto legislativo que dispõem sobre a apreciação das contas da ex-prefeita e pré-candidata Carla Machado (PP). Os projetos são referentes às prestações de contas dos anos de 2010, 2011 e 2012. Todos foram encaminhados à apreciação das comissões permanentes de Finanças e Orçamento e Justiça e Redação. *Publicado na edição deste sábado (14) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Neco: se não fizermos cortes, não vamos ter como pagar
14/05/2016 | 14h11
[caption id="attachment_1292" align="alignleft" width="300"]Declarações de Neco foram feitas na manhã deste sábado Declarações de Neco foram feitas na manhã deste sábado[/caption] O cenário de crise com a queda de arrecadação nas receitas oriundas da produção de petróleo prepara novos capítulos em São João da Barra, o prefeito Neco anunciou que novo decreto de cortes será baixado nos próximos dias. A informação, adiantada pelo Facebook (aqui), foi passada durante programa de rádio na manhã deste sábado (14). Segundo ele, a decisão foi tomada a partir do depósito (aqui) da participação especial deste mês, na casa de R$ 1,9 milhão, a menor quantia do repasse nos últimos 12 anos. “Se não cortar, não tem como pagar. Somos obrigados a cortar. Não tem outro caminho”, disse. O prefeito salientou que o município já chegou a receber R$ 35 milhões de participação especial e agora foi surpreendido pela queda da parcela deste trimestre. Neco também mostrou a queda da arrecadação dos royalties durantes os anos de sua gestão. “O nosso país está quebrado, o Estado do Rio está quebrado, e consequentemente isso vem acontecendo de cima para baixo e caindo na conta de todos os municípios. A nossa arrecadação no ano de 2013 foi de R$381.594.996,22. No ano de 2014, nós arrecadamos R$ 425.675.192,06. No ano de 2015, nós já tivemos uma queda e arrecadamos R$ 346.740.458,84. Só aí já deu uma diferença de 2014 para 2015 de R$ 78.934.734. A previsão para este ano é de chegarmos a R$ 250 milhões. Uma diferença de 175 milhões em dois anos. Qual o gestor que faz mágica numa situação dessa?”. Ele aproveitou para fazer críticas à oposição. “Quanto pior para nossa gestão, melhor para eles. Vivem querendo voltar porque estiveram no poder no período de vacas gordas. É muito fácil hoje chamar de incompetente. Mas não diz a abundância que foi na gestão dela e que não tinha o custeio que a gente tem”. Neco falou ainda de empresas da família da ex-prefeita Carla Machado (PP) que teriam recebido altos valores durante a gestão passada: “Pergunte a todos se existe uma empresa da minha família na Prefeitura? Não tem nenhuma. Não estou aqui para benefício próprio”. A fase de operação do Porto do Açu é um alento, segundo Neco, para as contas da Prefeitura nos próximos anos. “Nós estamos passando pela pior dificuldade. Mas São João da Barra tem a maior perspectiva de crescimento (da região). Na próxima gestão, já vai ser bem melhor. Essas pessoas (da oposição) já estão de olho. Quanto pior pra nós, melhor para eles hoje. Vão tentar colocar a opinião pública contra a gente”, afirmou o prefeito. Neco também falou que continua na expectativa de um empréstimo junto ao Banco do Brasil ou a Caixa Econômica Federal para sanar as dívidas do município, que hoje está com salários dos terceirizados atrasados, como os dos comissionados, além de cobranças de músicos e outras empresas. Desta vez, o prefeito evitou falar em prazos para quitar as dívidas. “Nós vamos dar a volta por cima”.
Comentar
Compartilhe
Ex-secretário de Fazenda de Neco, Edson Claudio rebate Carla Machado
13/05/2016 | 18h58
10526023_679413972157043_9029795686370910772_nCitado pela pré-candidata a prefeita Carla Machado (PP) como um dos que levaram São João da Barra ao atual cenário econômico (aqui), o ex-secretário de Fazenda Edson Cláudio — exonerado por ser pré-candidato a vereador — também foi para o Facebook levar sua versão. Desde que estava na pasta, Edinho nunca fugiu do embate com a ex-prefeita, seja durante programas de rádio ou na arena virtual. Edson escreveu três posts em resposta a Carla. No primeiro, ele diz que a ex-prefeita tenta confundir a cabeça da população mediante ao atual cenário e volta a falar que ela deixou um “rombo” para o atual governo. “Vive falando da arrecadação das receitas na gestão prefeito José Amaro Martins de Souza - Neco, mas esquece de que arrecadou bem mais em sua gestão, somente em royalties a ex-incompetente arrecadou mais de R$ 1 Bilhão e 100 milhões, numa arrecadação total de mais de R$ 1 bilhão e 600 milhões e ainda deixou um rombo para o Governo Neco de mais R$ 46 milhões de reais, obras com problemas que não podem ser terminadas por vícios e desvios, etc.”. No mesmo post, ele cita o aumento de custeio da máquina herdado por Carla, como o centro de Emergência, inaugurado no fim do segundo mandato dela. “O custeio – despesas correntes da máquina pública (gastos do dia-a-dia com educação, saúde, administração, assistência social, transporte e trânsito, meio ambiente, agricultura, obras, pesca, turismo, esporte e lazer) só aumentam interruptamente desde 2009. É mentira? Você se lembra que no final de 2012 deixou para a gestão do prefeito Neco colocar em funcionamento o Centro de Emergência? Essa despesa em algum momento foi custeada por você?”, questionou. Veja os outros dois posts sobre o assunto: [caption id="attachment_7020" align="aligncenter" width="647"]posts_edson Clique na imagem para melhor visualização[/caption]
Comentar
Compartilhe
Carla critica equipe econômica do prefeito Neco
13/05/2016 | 15h56
[caption id="attachment_276" align="alignleft" width="300"]Aliados em 2012, Neco e Carla prometem quente disputa eleitoral em 2016 Aliados em 2012, Neco e Carla prometem quente disputa eleitoral em 2016[/caption] Poucas horas depois de o prefeito Neco (PMDB) usar seu perfil no Facebook para falar (aqui) sobre a crise e a acentuada queda na participação especial deste trimestre, a ex-prefeita e pré-candidata Carla Machado (PP) foi para internet fazer uma análise do cenário. Segundo Carla, a equipe de governo deveria ter contingenciado recursos desde o início de 2015, quando a queda com a arrecadação de recursos pela exploração do petróleo já era evidente. Ela reitera que desta forma teria sido evitado o “caos” e faz críticas ao ex-secretário de Fazenda Edson Cláudio (PMDB), hoje pré-candidato a vereador: — Cadê o equilíbrio financeiro tão falado pelo ex-secretário de Fazenda? Agora, esse garoto está livre das cobranças enquanto prestadores de serviços, fornecedores e o nosso povo enfrentarão dias ainda piores. Carla também falou que houve aumento da máquina administrativa: “Falava que em SJB a crise era uma marolinha e aumentava o custeio da máquina fazendo politicagem barata através de nomeações fantasmas. Deviam ter tido mais responsabilidade. Ao invés dos desperdícios de recursos públicos, de terem gastado mais de 4 milhões só em cachês de artistas nacionais no verão/2015, deveriam desde o início desse ano, contingenciado o orçamento para que o município não entrasse 2016 com mais de 120 milhões de dívidas e dessa forma poderiam ter uma reserva para sanar ocorrência como essa se necessário”. A ex-prefeita ainda falou sobre o empréstimo pretendido pela administração municipal, com a antecipação dos royalties. “Mesmo se tivessem conseguido esse dinheiro, este só poderia ser utilizado em investimentos e não para pagamento de dívidas. É muita conversa fiada e nenhuma solução. Se antes já estava ruim, agora fica ainda pior! É de fato um verdadeiro caos”.
Comentar
Compartilhe
Linhas entre Campos e SJB com novos horários a partir de segunda
13/05/2016 | 11h10
A Sanjoanense Campostur, única empresa responsável pelo serviço de transporte intermunicipal entre Campos e São João da Barra, divulgou sua nova grade de horários e itinerários, que começa a valer a partir desta segunda-feira (16). A principal mudança é a extinção dos carros que faziam o trajeto apenas entre as rodoviárias dos municípios, além da exclusão das linhas que passavam pela rua Senhor dos Passos, na sede. Todos os ônibus passarão pela BR 356. Aos fins de semana, o último horário de Campos para Atafona passa a ser 22h30, não mais 23h. A grade de sábado também passou por muitas alterações. Já de segunda a sexta, o último horário para Campos passa a ser 23h30, saindo de Atafona, passando por SJB e Grussaí. Já aos sábados, domingos e feriados o último horário será 22h30. De acordo com a assessoria de imprensa da Campostur, não existirá mais o trajeto de Campos para Atafona (Via Sesc), que era feito pelo ônibus das 21h. Confira (também aqui) a nova grade de horários: [caption id="attachment_7010" align="aligncenter" width="966"]Campos_novo2 Clique na imagem para melhor visualização[/caption] [caption id="attachment_7007" align="alignleft" width="534"]Atafona_ Clique na imagem para melhor visualização[/caption] [caption id="attachment_7006" align="alignleft" width="427"]Grussaí_ Clique na imagem para melhor visualização[/caption]
Comentar
Compartilhe
Neco adotará novas medidas e cortes para enfrentar crise
12/05/2016 | 23h44
Neco____O prefeito Neco (PMDB) vai fazer mais cortes. Após tomar conhecimento que a parcela da participação especial deste trimestre tem uma queda desastrosa( R$ 1.929.651,57 — quase R$ 15 milhões a menos que o valor recebido em maio de 2015: R$ 16.629.254,80), como este blog mostrou aqui, Neco anunciou que serão necessárias novas medidas de economicidade, além das já adotadas. Segundo o prefeito, os ajustes são necessários para enfrentar o período de “maior crise financeira que os municípios produtores de petróleo já passaram em sua história”. Neco não detalhou quais serão as medidas adotadas, mas listou os cortes que já fez. Contudo, em ano eleitoral e que busca a reeleição, fazer cortes nem sempre são medidas “agradáveis”. Ele promete reuniões com a população: “Nossa frustração de receita que chegará a mais de R$ 80 milhões de reais nos 5 (cinco) meses iniciais do ano. Mesmo fazendo o máximo possível para diminuir as despesas, não há gestor que consiga fazer mágica e equilibrar as contas da administração pública em meio a tanta perda de receitas. Faremos reuniões de esclarecimento a toda população sanjoanense dos números que temos de arrecadação e também da nossa despesa, além disso, teremos que fazer nos próximos dias mais cortes para podermos manter nossas contas equilibradas e peço a ajuda e compreensão de todos para que possamos vencer esse momento tão difícil que nosso município atravessa”. Confira o post do prefeito: Estamos enfrentando a maior crise financeira que os municípios produtores de petróleo já passaram em sua história, no ano de 2015 somente São João da Barra teve uma perda de arrecadação de royalties de petróleo de mais de R$ 171 milhões de reais, receita essa que comporta 60% de nossas despesas no orçamento do Município. Ainda assim e com muito controle fizemos cortes na carne para conseguirmos suportar todo o momento de dificuldade, como redução de 30% dos contratos das empresas prestadoras de serviços, 10% dos salários do prefeito, vice-prefeito, secretários, subsecretários e demais cargos em comissão, sem contar nos cortes feitos no anos de 2013 e 2014, com fim das terceirizações das ambulâncias que nos dava uma despesa por ano de cerca de R$ 2 milhões de reais, fim do contrato da empresa Fundenor que trazia uma despesa de R$ 4 milhões por ano, redução das diárias do prefeito, vice prefeito, secretários e subsecretários, entre outras despesas. Além disso, encaminhamos uma previsão orçamentária para o ano de 2016 com uma redução de R$ 73 milhões de reais comparada ao orçamento de 2015. No entanto, durante esses 4 (quatro) primeiros meses do ano já tivemos uma frustração de receita de mais de R$ 61 milhões de reais, sendo mais de R$ 30 milhões só de royalties de petróleo. Hoje recebemos os valores que serão creditados na conta do Município relativo à Participação Especial dos Royalties de petróleo, (R$ 1.929.651,57) valor esse menor do que o ano de 2005 há 12 anos atrás e com isso aumentando nossa frustração de receita que chegará a mais de R$ 80 milhões de reais nos 5 (cinco) meses iniciais do ano. Mesmo fazendo o máximo possível para diminuir as despesas, não há gestor que consiga fazer mágica e equilibrar as contas da administração pública em meio a tanta perda de receitas. Faremos reuniões de esclarecimento a toda população sanjoanense dos números que temos de arrecadação e também da nossa despesa, além disso, teremos que fazer nos próximos dias mais cortes para podermos manter nossas contas equilibradas e peço a ajuda e compreensão de todos para que possamos vencer esse momento tão difícil que nosso Município atravessa".
Comentar
Compartilhe
Valor da participação especial de SJB despenca assustadoramente
12/05/2016 | 18h29
PlataformaA esperança com o depósito da participação especial da produção de petróleo em São João da Barra pode ser transformar em pesadelo. A previsão é que o município receba nos próximos dias apenas R$ 1.929.651,57 — quase R$ 15 milhões a menos que o valor recebido em maio de 2015: R$ 16.629.254,80. Em comparação com o trimestre anterior, também houve queda de arrecadação. Em fevereiro deste ano SJB recebeu R$ 11.102.890,71. Em comparação com o repasse do trimestre anterior, novembro de 2015, a redução foi de 32,46%. O município apostava as fichas na parcela de participação especial para quitar dívidas com terceirizados, músicos e comissionados. O valor a ser recebido pela participação especial do petróleo em São João da Barra é um dos piores de todos os tempos. Mais informações sobre o assunto aqui, na Folha Online, e na edição desta sexta-feira (13) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
“Venda do futuro” de Campos “empolga” outros municípios. Deveria?
12/05/2016 | 16h53
REGALIAS POR EL PETROLEO. ILUSTRACION: SEMANA OCTUBRE 4 DE 2010A Prefeitura de Campos concretizou (aqui) no apagar das luzes do governo Dilma Rousseff (afastada, aqui, pelo Senado) a sua terceira “venda do futuro“. Apesar do cenário de instabilidade nacional, a transação com royalties futuros do governo Rosinha Garotinho (PR) “empolgou” prefeitos da região que também querem o empréstimo. Em São João da Barra, por exemplo, aliados do prefeito Neco (PMDB) afirmam que é questão de tempo para o dinheiro cair nos cofres da Prefeitura. Contudo, por mais empolgados que estejam, a situação não parece tão simples. Campos chegou à terceira “venda do futuro”, enquanto os outros municípios brigam há muito tempo, sem sucesso, pela primeira. O secretário de Governo Anthony Garotinho (PR) foi apontado pela mídia nacional como articulador em Brasília contra o impeachment de Dilma e teria negociado o voto da filha e deputada Clarissa. Apesar de ter declarado apoio ao impedimento de Dilma, ela saiu de licença repentinamente, dias antes da sessão do impeachment. E tem mais. Os outros municípios não receberam na semana passada (aqui) a então presidente da Caixa, Miriam Belchior, para um city tour e entrega de um conjunto habitacional do “Minha Casa, Minha Vida”. Na oportunidade, Garotinho foi questionado se a visita de Miriam tinha a ver com a transação que compromete royalties futuros. Ele refutou, mas informou que o município buscava o empréstimo “duplamente”, com a Caixa e com o Banco do Brasil, enquanto as outras cidades da região apenas com o BB. Durante a visita a Campos, Miriam foi questionada sobre a possibilidade de mais uma “venda do futuro”, mas a presidente da Caixa respondeu que o contrato já havia sido feito no ano passado. Ao ser questionada sobre outra transação neste ano, Miriam entrou no carro sem responder. Agora, o silêncio tem apenas um significado: tudo estava sacramentado. Duas semanas antes da visita de Miriam Belchior, a coluna Ponto Final (aqui) informou que a negociação com a Caixa estava fechada. Um dia antes da visita, este blog falou (aqui) sobre a possibilidade da visita da presidente da Caixa ser para, também, anunciar o empréstimo, mostrando inclusive o valor a ser sacramentado. Será que depois de analisar todo o cenário que “facilitou” Campos a vender seu futuro, os gestores de outras cidades ainda têm esperança de conquistar o empréstimo?
Comentar
Compartilhe
Neco discute oportunidades para sanjoanenses em reunião no Porto
12/05/2016 | 15h51
Noco_PortoO prefeito de São João da Barra, Neco (PMDB), se reuniu na quarta-feira (11), com o Comitê de RH do Porto do Açu. O objetivo do encontro foi reiterar às empresas a importância de garantir oportunidade de emprego aos moradores do município. Participaram do encontro os representantes do departamento de Recursos Humanos da BrasilPort, Anglo American, Technip, Ferroport e Prumo Logística. Segundo o prefeito Neco, a Prefeitura faz sua parte investindo na educação e na qualificação profissional dos munícipes: — Não é a primeira vez que solicitamos mais aproveitamento da mão de obra sanjoanense no Porto do Açu. Todos os dias chegam inúmeros currículos em nossa secretaria de Trabalho e Renda de sanjoanenses que atuaram na área portuária em outros municípios e pedem uma oportunidade para demonstrar sua capacidade neste empreendimento.
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de SJB paga duas parcelas da bolsa universitária
12/05/2016 | 12h19
3749_200315123529_unnamedConforme prometido pela Prefeitura (aqui), duas parcelas das quatro em atraso do programa “Cartão Universitário”, que concede auxílio financeiro aos universitários de instituições particulares, variando de 60% a 100% do valor da mensalidade. O dinheiro foi depositado nesta quinta-feira (12), após ter sido prometido pelo prefeito Neco (PMDB) para o dia 10, condicionado ao recebimento nas contas da Prefeitura da participação especial pela produção do petróleo – o que ainda não aconteceu. Além dos universitários, aguardam a regularização financeira os funcionários terceirizados, que aderiram a uma paralisação (aqui), e os comissionados. Parte dessa questão, conforme Neco já relatou em programa de rádio, deve ser regularizada com o depósito da participação especial. As parcelas da bolsa universitária pagas nesta quinta são referentes aos meses de fevereiro e março.
Comentar
Compartilhe
Impeachment: Dilma é afastada pelo Senado para investigação
12/05/2016 | 06h34
[caption id="attachment_6960" align="aligncenter" width="800"]Dilma e o ministro Jaques Wagner observam movimento na Esplanada na noite desta quarta-feira pela janela do Palácio do Planalto, antes da aprovação da abertura do processo de impeachment (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil) Dilma e o ministro Jaques Wagner observaram movimento na Esplanada na noite de quarta-feira pela janela do Palácio do Planalto, antes da aprovação da abertura do processo de impeachment (Valter Campanato/Agência Brasil)[/caption] O Senado aprovou às 6h33 desta quinta-feira (12) a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Ela será notificada e afastada do cargo por até 180 dias, período no qual será investigada e julgada por crime de responsabilidade. O vice-presidente Michel Temer (PMDB) assume a presidência da República interinamente. No plenário, após mais de 20 horas de sessão (incluindo dois intervalos), foram registrados 55 votos favoráveis à abertura do processo, 22 contra e 1 abstenção (a do presidente). O número de votos sim foi superior aos 2/3 necessários para cassar o mandato da presidente na última etapa do processo de impeachment. As discussões tiveram início às 10h de quarta-feira (11). O relatório do senador Antônio Anastasia (PSDB-MG) pela admissibilidade do processo de impeachment só foi votado após discurso de 71 senadores. Antes mesmo da votação, o placar já era conhecido, pois os senadores declaravam seu voto durante os discursos. Às 3h13, o senador Blairo Maggi (PR-MT) foi o 41º a declarar apoio à abertura do processo, número suficiente para vitória da maioria (são 81 senadores na Casa). Contudo, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), só declarou o resultado oficial às 6h34. O Palácio do Planalto prepara uma cerimônia no gabinete presidencial, no terceiro andar do prédio, onde Dilma receberá o ex-presidente Lula, ministros, autoridades e personalidades aliadas para assinar a notificação, que será entregue pelo primeiro-secretário da Mesa Diretora do Senado, senador Vicentinho Alves (PR-TO). Do lado de fora, movimentos sociais que apoiam o governo devem fazer nova manifestação contra o impeachment. Antes de deixar o Planalto, seu local de trabalho, Dilma fará uma declaração à imprensa, prevista para as 10h. No mesmo horário, um vídeo gravado pela presidenta será divulgado nas redes sociais da Presidência da República. Em seguida, a presidente sairá do Palácio do Planalto pela porta principal do prédio, no térreo, sem usar a rampa. Fora do edifício, a presidente fará um discurso em que se dirá vítima e injustiçada, como tem feito nas últimas semanas.

Veja o que aconteceu até a sessão que afastou Dilma da presidência

[caption id="attachment_6141" align="aligncenter" width="728"]A presidente Dilma agora é, como ela mesmo já havia definido, “carta fora do baralho”, ao menos por 180 dias A presidente Dilma agora é, como ela mesmo já havia definido, “carta fora do baralho”, ao menos por 180 dias[/caption] Em dezembro de 2015, o presidente da Câmara (atualmente afastado pelo STF), Eduardo Cunha (PMDB-RJ), autorizou o pedido para a abertura do processo de impeachment de Dilma. Ele deu andamento ao requerimento formulado pelos juristas Hélio Bicudo, fundador do PT, Janaina Paschoal e Miguel Reale Júnior. Os juristas atacam as chamadas "pedaladas fiscais”, prática atribuída ao governo de atrasar repasses a bancos públicos a fim de cumprir as metas parciais da previsão orçamentária. Em abril, a Câmara aprovou a Comissão Especial do Impeachment. Por 38 votos a 27, a comissão aprovou (aqui) no dia 11 de abril o parecer do relator Jovair Arantes (PTB-GO) favorável à abertura do processo de afastamento da presidente. O afastamento da presidente também passou pelo plenário da Câmara (aqui), por 367 votos a favor e 137 contra. O processo seguiu para o Senado. No dia 6 de maio, a Comissão Especial do Impeachment no Senado aprovou (aqui) por 15 votos a 5, o parecer do relator Antônio Anastasia, favorável à abertura de um processo contra Dilma. Antes da votação desta quinta, o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), que ocupa interinamente a presidência da Câmara, decidiu na segunda-feira (9) anular (aqui) a tramitação do processo, cancelando a votação na Câmara. Horas depois, Maranhão revogou (aqui) a anulação. O presidente do Senado já havia mantido o rito (aqui), a despeito da decisão do presidente interino da Câmara. Na terça-feira, o governo entrou com um pedido no STF para anulação do processo de impeachment, mas o pedido foi negado (aqui) nesta quarta pelo ministro Teori Zavascki. Confira mais informações sobre os próximos passos do processo de impeachment na edição desta quinta-feira (12) da Folha da Manhã. Com informações da Agência Brasil e BBC
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de SJB promete pagar bolsa universitária nesta quinta
11/05/2016 | 19h25
3749_200315123529_unnamedA situação dos estudantes de São João da Barra beneficiados pelo programa municipal “Cartão Universitário” começa a se normalizar, segundo a assessoria de imprensa. Dos três meses pendentes da bolsa universitária – fevereiro, março e abril – a prefeitura liberou verba para que seja efetuado, nesta quinta-feira (12), o pagamento dos meses de fevereiro e março. Após a prestação de contas por parte dos estudantes, que consiste na apresentação do boleto de pagamento na instituição de ensino à secretaria municipal de Educação, será efetuado o pagamento do mês de abril. Atualmente o município possui cerca de 500 alunos inseridos no “Cartão Universitário”, que fornece bolsa integral para os cursos de medicina e odontologia e auxílio de 60% a 80% para os demais cursos. No dia 28 de abril (aqui), o prefeito Neco (PMDB) se reuniu com beneficiados do programa e reafirmou o compromisso em regularizar a situação, provocada pela queda de arrecadação e por atrasos de repasses por parte do governo federal, entre eles royalties de petróleo. O prazo estipulado pelo prefeito foi 10 de maio, condicionado ao repasse da participação especial pela produção do petróleo — o que não aconteceu até o momento. Com informações da Secom/SJB
Comentar
Compartilhe
Kaká: SJB vive reflexo da crise nacional
11/05/2016 | 15h58
phoca_thumb_l_carlos machado da silva 2Os terceirizados da Prefeitura que prestam serviço à secretaria de Educação e Cultural com pagamentos atrasados, fizeram nova manifestação (aqui) no plenário da Câmara de São João da Barra. Os vereadores falaram sobre o assunto no tema livre. — Sabemos que existe a queda da arrecadação de royalties, mas a arrecadação própria continua aumentando, já que o Porto do Açu está em pleno funcionamento. Esperamos uma solução definitiva — disse Alex Firme (PP). O líder do governo na Casa, Carlos Machado da Silva, o vereador Kaká (PT do B), explicou que o problema é reflexo da crise econômica nacional. “Recebi a informação de que, assim que o dinheiro da participação especial entrar na conta do município, vocês irão receber. Esse recurso é repassado pelo governo federal até o dia 10, mas também está atrasado”, explicou. A expectativa quanto à parcela da participação especial não é das melhores. O valor pode ser o mais baixo dos últimos tempos, inviabilizando a quitação dos compromissos com todos os terceirizados, músicos e bolsistas.
Comentar
Compartilhe
Teori nega recurso do governo para anular impeachment
11/05/2016 | 13h16
Teori-ZavasckiImpondo uma nova derrota ao governo, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki negou nesta quarta-feira (11) o recurso apresentando pela Advocacia-Geral da União que tentava anular o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Congresso. Com isso, fica mantida a sessão do Senado que discute a admissibilidade da denúncia por crime de responsabilidade da presidente. Se for aprovada, Dilma será afastada por até 180 dias e o vice-presidente Michel Temer assumirá o comando do país. Fonte: Folha de S.Paulo
Comentar
Compartilhe
Adesão à paralisação dos terceirizados aumenta em SJB, diz sindicato
11/05/2016 | 11h55
[caption id="attachment_6943" align="aligncenter" width="640"]manifestantes participaram da sessão da Câmara (Foto: Facebook/ Notícias Sjb) manifestantes participaram da sessão da Câmara (Foto: Facebook/ Notícias Sjb)[/caption] A Prefeitura de São João da Barra enfrenta mais um dia de paralisação dos seus terceirizados, principalmente os da área da educação, contratados pela empresa Portlimp (Limport). Eles estão com salários atrasados há dois meses e não têm o cartão alimentação recarregado por igual período. De acordo com o Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação em Edifícios de Campos (Seeacec), terceirizados das empresas Átrio Rio e Mothé e Mothé (M&M)também devem aderir à paralisação. Eles também estão com o salário arasado, mas os outros benefícios estariam regularizados. Na sessão da Câmara desta quarta-feira (11), eles voltaram a realizar protesto. A expectativa da Prefeitura é regularizar a situação a partir do depósito da participação especial da produção de petróleo, previsto inicialmente para o dia 10. Contudo, as expectativas dos valores não são das melhores – e não se sabe mais se o valor será suficiente para quitar o pagamento atrasado com todas as empresas. Contestada, a Prefeitura ainda não se manifestou. Um mês de cartão alimentação – Alguns funcionários da empresa Portlimp informaram que foi feita a recarga de um dos três meses devido do cartão alimentação. O contato com a empresa responsável, para confirmar a informação, ainda não foi possível.
Comentar
Compartilhe
Senado inicia sessão do impeachment
11/05/2016 | 10h01
SenadoO presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), abriu às 10h (com uma hora de atraso) desta quarta-feira (11) a sessão que vai votar a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e seu imediato afastamento por até 180 dias. O parecer que vai ao plenário, relatado pelo senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), é favorável ao prosseguimento do processo e foi aprovado na comissão especial da Casa na última sexta-feira (6). Renan continua afirmando acreditar que a sessão termine por volta das 22h, mas a previsão dificilmente será acertada. Estão inscritos para falar 68 senadores, cada um com tempo máximo de 15 minutos. Além do tempo de cada senador, as questões de ordem devem adiar ainda mais o prazo de conclusão. Em cálculos ainda otimistas, a expectativa é de que sejam cerca de 15 horas de sessão, dividida em três blocos: o que foi iniciado às 10h com intervalo às 12h; das 13h às 18h; e das 19h até o fim da votação. Para que o processo seja aprovado, é necessário que a maioria dos parlamentares vote a favor. Segundo o placar do impeachment dos principais jornais do país, tudo indica que o afastamento será aprovado com folga. Renan Calheiros já informou que não votará em nenhuma das fases do impeachment. Se aprovado nesta quarta, o processo será instaurado na Casa, que terá prazo de 180 dias para o julgamento final. Neste período de julgamento, o vice-presidente Michel Temer (PMDB) assume o mandato. Matéria da edição desta quarta-feira da Folha da Manhã fala com detalhes sobre o rito do impeachment no Senado (aqui). Senadora pede suspensão da sessão (10h23) - A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou questão de ordem solicitando a suspensão da votação  até que o Supremo Tribunal Federal (STF) se manifeste sobre mandado de segurança impetrado pela Advocacia-Geral da União (AGU) na terça-feira (10), com pedido para que seja anulado todo trâmite do impeachment, desde a aceitação da denúncia pelo então presidente Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Cunha foi afastado pelo STF. O ministro Teori Zavascki é quem vai decidir o mandado de segurança da AGU. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), líder dos tucanos no Senado, argumentou que a questão de ordem apresentada por Gleisi já havia sido resolvida anteriormente. Ele classifica a ação como "manobra procrastinatória". Lindbergh pede nulidade do relatório (10h33) - O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) pediu a nulidade do relatório de Antonio Anastasia, por acreditar não ter fundamentação jurídica, materialidade e juridicidade. Ele reafirmou que Dilma não cometeu crimes de responsabilidade. Anastasia rebateu as alegações. Renan nega questões de ordem (10h37) - O presidente do Senado rejeitou as duas questões de ordem apresentadas pelos petistas. A fase dos discursos ainda não começou. Grazziotin contesta legitimidade de tucano para relatar (10h46) – A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) questionou a legitimidade de Anastasia como relator do processo. Grazziotin cita declarações da jurista Janaína Paschoal, uma das autoras da denúncia, em que ela declara sua “proximidade” com o PSDB, tendo trabalhado nas equipes de FHC e de Geraldo Alckmin. Vanessa lembra que Janaína afirmou ter recebido R$ 45 mil para fazer parecer pró-impeachment para o PSDB. O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) acusa o governo de apelar para “chicanas” e “catimba”. Rejeitada (10h46) - Renan rejeitou a questão de ordem da senadora Vanessa Grazziotin. Discursos (e são 68) ainda não começaram (10h55) - Com quase uma hora de sessão, os senadores governistas seguem pedindo a palavra antes do início das falas dos oradores inscritos. Mais uma questão de ordem (10h57) - A senadora Fátima Bezerra afirmou que não houve crime de responsabilidade de Dilma. Álvaro Dias (PV-PR) diz que as questões de ordem são "matéria vencida". Renan rejeitou a questão. Lindbergh apresenta última questão de ordem (11h10) - O senador pede a suspensão do processo até que o Tribunal de Contas da União analise as contas de Dilma. Se a questão de ordem for recusada, Lindbergh diz que irá recorrer ao STF. O líder do PSDB fala em “má fé” dos governistas para “procrastinação da sessão”. Renan nega também esta questão de ordem. Não era a última... (11h15) - Apesar de ter sido como anunciada como a última questão de ordem antes da fase dos discursos a de Lindbergh, o senador Paulo Rocha (PT-PA) pediu mais uma. Ele diz que os governistas não podem ser acusados de estar procrastinando e que o PT está defendendo sua história. Começam os discursos (11h19) - A senadora Ana Amélia (PP-RS) é a primeira oradora desta fase da sessão do impeachment no Senado. São 68 inscritos. Inicialmente, a previsão era que os discursos começassem às 9h. No entanto, a sessão foi aberta às 10h. Com as questões de ordem apresentadas pela base governista, Ana Amélia (PP-RS) só começou a discursar somente às 11h19. Cada um dos 68 oradores inscritos tem até 15 minutos para apresentar as razões pelas quais vai votar contra ou a favor a continuidade do processo de impeachment. Confira aqui, no blog do Bastos, a ordem dos 68 senadores inscritos para discursar.
Comentar
Compartilhe
Delcídio Amaral tem mandato cassado por quebra de decoro
10/05/2016 | 19h50
Delcídio O Senado cassou na noite desta terça-feira (10) o mandato do senador Delcídio do Amaral (sem partido), ex-líder do governo Dilma na Casa. Ele foi preso no ano passado por tentar obstruir as investigações da operação Lava Jato. No Senado, ele foi denunciado por quebra de decoro parlamentar. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PDMB-AL), proclamou o resultado: 74 senadores votam pela cassação de Delcídio. Houve apenas uma abstenção. Delcídio teve o pedido de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar aprovado após um longo processo iniciado logo depois do senador ter sido preso, em novembro do ano passado, por obstrução da Justiça. O senador foi flagrado em conversa com o filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, oferecendo propina e um plano de fuga para que Cerveró não firmasse acordo de delação premiada com o Ministério Público no âmbito da Operação Lava Jato.  
Comentar
Compartilhe
Educação sofre primeiro com paralisação dos terceirizados
10/05/2016 | 16h30
Sem títuloParalisação atinge Educação Parte dos terceirizados da Prefeitura de São João da Barra decidiu cruzar os braços na segunda-feira (9). Na terça-feira (10) o número de adeptos deve ser ainda maior, já que a mobilização passa a contar com o apoio do sindicato da classe. As escolas da rede municipal são as principais atingidas. São os funcionários da Portlimp (Limport) que estão paralisando suas atividades, pois alegam atraso no cartão alimentação há três meses e dois meses sem receber os salários. Prefeitura e empresa, procuradas ontem, não se manifestaram. Os terceirizados são responsáveis por boa parte das atividades de serviços gerais nas unidades escolares do município. Por isso, algumas escolas já tiveram de liberar seus alunos mais cedo ontem e a tendência é que a situação se repita de hoje até o dia que a questão for solucionada. Em oportunidades anteriores, o prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB) reconheceu a dívida e diz esperar solucionar o débito nesta semana. Esperança O valor que cair nos cofres da Prefeitura com relação à participação especial na produção dos royalties vai ajudar o prefeito a “colocar a casa em ordem”, como ele mesmo definiu. A esperança é ter este valor ainda nesta semana. Milagroso? Embora vá ajudar ao município, em muito, a parcela da participação especial não deve salvar todas as finanças. O caminho, mais do que nunca, é buscar formas para aumentar a arrecadação própria. SFI O movimento que tirou da família Cherene o comando do PSC de São Francisco de Itabapoana ainda não foi bem digerido. Ninguém sabe se o partido vai manter uma pré-candidatura ou objetiva valorizar o passe antes de se aliar novamente ao prefeito. Ciumeira A campanha ainda nem chegou, mas já tem pré-candidato a vereador “enciumado” com o tratamento destinado a outros pelos pré-candidatos a prefeito. O “mimo” de dar visibilidade é o que mais impulsiona a insegurança e o ressentimento nos que se sentem “deixados de lado”. Entreposto A Prefeitura de SJB e a Prumo ainda não informaram as mudanças de projeto, mas o fato é que as obras do entreposto pesqueiro de Atafona começaram a sair do papel. Mais um Na coluna do último sábado (aqui), ao listar os pré-candidatos a vice de Carla Machado (PP), foram citados seis nomes. Na verdade, são sete. Faltou incluir o ex-vereador e ex-secretário Osvaldo Barreto (PSDC), também na disputa pelo posto. *Publicado na edição desta terça-feira (10) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Terceirizados realizam protesto em frente à Prefeitura de SJB
10/05/2016 | 10h27
13095856_10207794037600277_7743623458052608054_nCom salários e cartão alimentação atrasados, funcionários terceirizados pela Prefeitura de São João da Barra por meio da empresa Portlimp (Limport) realizam na manhã desta terça-feira (10) uma manifestação na sede do município, em frente à Prefeitura. Na coluna “Caiu na Rede”, publicada na edição desta terça da Folha da Manhã, já era alertado sobre a possibilidade de grande adesão à paralisação, atingindo boa parte das escolas da rede municipal, uma vez que boa parte desses terceirizados atua na área de serviços gerais nas escolas. [caption id="attachment_6896" align="alignright" width="300"]13164306_10207794036840258_1005152617539042570_n Fotos: Reprodução/Facebook/André Luiz Fontoura Nero[/caption] O prefeito Neco (PMDB) havia anunciado que a previsão de quitar as dívidas com as terceirizadas seria regularizada no dia 10 de maio, condicionando tal fato ao depósito da participação especial sobre a produção dos royalties do petróleo. Até o momento, tal repasse não foi depositado nos cofres da Prefeitura. O movimento conta com apoio do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação em Edifícios de Campos. Vale lembrar que alguns funcionários já cruzaram os braços na segunda-feira (9). Com isso, algumas unidades escolares dispensaram seus alunos antes do horário normal. Com a eminente ameaça de paralisação e manifestação, este blog tentou contato com a Prefeitura e a Limport na segunda, mas não obteve retorno. Na Câmara (atualização às 10h58) - Após o protesto na rua, terceirizado subiram para o prédio do Legislativo (anexo à Prefeitura), onde os vereadores estavam reunidos para sessão ordinária. De forma pacífica, eles participam da reunião. Os vereadores de oposição fazem discurso em defesa da classe. "Estou em meu terceiro mandato e em 12 anos nunca vi uma situação dessas", afirmou o vereador Jonas Gomes (PP), ex-líder do governo na Casa.  
Comentar
Compartilhe
Maranhão revoga decisão que anulou sessão do impeachment
10/05/2016 | 01h12
waldir-maranhao-O presidente interino da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), decidiu no final da noite desta segunda-feira (9) revogar a sua própria decisão de anular a sessão da Câmara que autorizou a abertura do processo de impeachment de Dilma Rousseff. O recuo, confirmado pela assessoria de imprensa da Câmara, tem apenas quatro linhas, e já foi comunicado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Horas antes, Maranhão havia informado a sua decisão a deputados do PP, o seu partido. “Revogo a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016, por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre denúncia por crime de responsabilidade número 1 de 2015”, diz o texto de sua decisão. Decisão_revoga O presidente interino da Câmara decidiu anular o processo de impeachment, o que foi noticiada primeiro na Folha Online pela jornalista Suzy Monteiro, no blog Na Curva do Rio (aqui). O blog Opiniões (aqui), do jornalista Aluysio Abreu Barbosa, deu prosseguimento a cobertura, antecipando que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), iria ignorar a decisão de Maranhão e continuar com o rito do impeachment na Casa. Fonte: Folha de S. Paulo
Comentar
Compartilhe
TRF reconhece situação de risco por má gestão na Saúde em Campos
09/05/2016 | 19h53
rosinha e chicaoO Ministério Público Federal em Campos obteve, por meio de recurso (agravo de instrumento), junto ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região, decisão favorável aos pedidos formulados em ação civil pública proposta por conta do descaso do poder público com a prestação de serviços de saúde pelo município de Campos . A ação foi movida a partir de dados obtidos em inspeções efetuadas ao longo do ano de 2015 e instruiu vários inquéritos civis públicos. Os desembargadores da 7ª Turma Especializada do TRF-2 reconheceram, por unanimidade, a forte evidência de violação a direitos fundamentais e à legislação do Sistema Único de Saúde – SUS.
Em razão do descaso do município com a saúde, o MPF pediu tutela antecipada para obrigar a prefeitura a regularizar inúmeras situações de risco à vida humana e a sua preservação, as quais foram constatadas na investigação ministerial. A decisão do TRF-2 (recurso nº 0010646-52.2015.402.0000), reconhece a flagrante desobediência do município de Campos, de sua prefeita Rosinha Garotinho (PR) e do vice-prefeito e ex-secretário de Saúde Chicão Oliveira (PR), no cumprimento das políticas públicas relativas à saúde.
Os desembargadores destacaram, ainda, a omissão por parte dos réus citados, em efetivar as políticas públicas essenciais para a promoção da saúde, restando evidenciado, ao longo do conjunto probatório apresentado na ação do MPF, a repetição dos danos causados na esfera da saúde pública, “por meio de falta injustificada de programas de governo”, observando-se, dentre tantas irregularidades identificadas, “a continuidade e até mesmo o agravamento da precariedade da gestão da assistência farmacêutica em todo o município de Campos”. Com a farta documentação juntada aos autos, decorrentes das inspeções realizadas pelo MPF Campos, mais a notoriedade dos fatos, o TRF-2 decidiu por determinar, aos réus, o saneamento das irregularidades apontadas nas inspeções, além de implantação de sistema de controle da assistência farmacêutica, de acordo com o SUS no prazo máximo de 60 dias. Fonte: Assessoria
Comentar
Compartilhe
Júlio Lopes: Maranhão é incapaz e vamos pedir sua expulsão do PP
09/05/2016 | 15h32
Julio-lopesApós a polêmica decisão de anular a sessão que aprovou o impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara, o presidente em exercício da Casa, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), deve ser expulso do partido. Um grupo de deputados do PP já acionou a Executiva da legenda para pedir sua imediata expulsão. Com isto, o partido deve também pedir o afastamento de Maranhão da presidência da Câmara, já que a vaga de vice é de indicação do PP. O argumento é que ele já havia contrariado a decisão do partido de fechar a questão a favor do impeachment e, agora, voltou a confrontar o partido: — Ele é um incapaz e vamos ainda hoje pedir a expulsão dele do partido. Tem que saber como foi essa articulação, que é criminosa. Ele não tem nenhuma capacidade mental de um golpe dessa envergadura. Precisa apurar quem mais está envolvido nesse golpe — afirmou ao jornal O Globo o deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ). Ato contínuo, os deputados devem pedir que à Mesa da Câmara que o partido faça nova indicação para a vice-presidência da Casa. — A vaga é do PP. Vamos pedir nova indicação do vice-presidente da Câmara e o partido vai expulsá-lo ainda hoje. Um sujeito na interinidade não pode derrubar o voto de 376 deputados — disse o deputado. A decisão do presidente interino da Câmara de anular o processo de impeachment foi noticiada primeiro na Folha Online pela jornalista Suzy Monteiro, no blog Na Curva do Rio (aqui). Confira mais informações também no blog Opiniões (aqui), do jornalista Aluysio Abreu Barbosa. Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Dilma: Vivemos uma conjuntura de manhas e artimanhas
09/05/2016 | 13h49
Dilma_impeachmentAo saber da suspensão do processo de impeachment durante cerimônia no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff pediu cautela aos aliados por não saber as consequências da medida: — Eu soube agora, da mesma forma que vocês souberam, apareceu nos celulares, que o recurso foi aceito e que, portanto, o processo está suspenso. Eu não tenho essa informação oficial. Estou falando aqui porque eu não podia, de maneira alguma, fingir que não estava sabendo da mesma coisa que vocês estão. Não sei as consequências. Por favor, tenham cautela. Nós vivemos uma conjuntura de manhas e artimanhas. Temos de continuar percebendo o que está em curso. Só vamos entender o que está em curso se percebermos que é difícil e que temos de compreender a situação para poder lutar.
Comentar
Compartilhe
Por que Maranhão anulou o impeachment de Dilma?
09/05/2016 | 12h41
IMG-20160509-WA0000IMG-20160509-WA0001Em decisão histórica nesta segunda-feira (9), o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), sucessor de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem jurou lealdade, derrubou três sessões do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Em nota à imprensa, Maranhão listou seis motivos que o levaram à decisão que alimenta ainda mais a fase tumultuada que vive o Congresso. O afastamento de Dilma seria sacramentado pelo Senado nesta quarta-feira (11), em votação no plenário.
A determinação de Maranhão, que no fim de semana, encontrou-se demoradamente com Eduardo Cunha – que teve o mandato parlamentar suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – atende pedido da Advocacia-Geral da União.
“Como a petição não havia sido decidida, eu a examinei e decidi acolher em parte as ponderações nela contidas. Desacolhi a arguição de nulidade feita em relação aos motivos apresentados pelos senhores deputados no momento de votação por entender que não ocorreram quaisquer vícios naquelas declarações de votos. Todavia, acolhi as demais arguições, por entender que efetivamente ocorreram vícios que tornaram nula de pleno direito a sessão em questão. Não poderia os partidos políticos ter fechado questão ou firmado orientação para que os parlamentares votassem de um modo ou de outro, uma vez que, no caso deveriam votar de acordo com as suas convicções pessoais e livremente”, afirma o presidente interino da Câmara.No entendimento de Maranhão, os deputados não poderiam ter dado publicidade a seus votos antes da conclusão da votação.Leia a matéria completa aqui.
A decisão do presidente interino da Câmara de anular o processo de impeachment foi noticiada primeiro na Folha Online pela jornalista Suzy Monteiro, no blog Na Curva do Rio (aqui). Confira mais informações também no blog Opiniões (aqui), do jornalista Aluysio Abreu Barbosa.
Fonte: Blog do Fausto Macedo / Estadão 
Comentar
Compartilhe
Ex-ministro Guido Mantega é levado pela PF para depor
09/05/2016 | 09h32
[caption id="attachment_6849" align="alignleft" width="300"]Mantega_AgBr Mantega foi ministros nos governos Lula e Dilma[/caption] A Operação Zelotes cumpre 30 mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva nesta segunda-feira (9). O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega foi conduzido coercitivamente – quando o investigado é levado para depor e liberado. O alvo desta etapa é também o grupo Comercial Penha. Agentes foram às ruas em Brasília, São Paulo e Pernambuco. A Zelotes apura suspeitas de manipulação de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), espécie de “tribunal” que avalia débitos de grandes contribuintes com a Receita Federal. Em novembro do ano passado, o juiz titular da 10ª Vara da Justiça Federal, Vallisney de Souza Oliveira, responsável pela Zelotes, autorizou a quebra dos sigilos bancário e fiscal de Guido Mantega. O objetivo era apurar se ele tinha envolvimento no suposto favorecimento de empresas que obtiveram decisões favoráveis no Carf. Na época, os investigadores também quiseram levantar mais informações sobre a relação do então ministro com o empresário Valmir Sandri, dono da Cimentos Penha, grupo empresarial que conseguiu abater débito de R$ 106 milhões no “tribunal da Receita”. Os dois seriam amigos e já fizeram negócios imobiliários. O ex-ministro informou, por meio de um auxiliar, na ocasião, que refutava qualquer alegação sobre seu envolvimento nas irregularidades do Carf. Ele acrescentou que não comentaria a decisão da Justiça, pois havia sido notificado. Fonte: Blog do Fausto Macedo/Estadão
Comentar
Compartilhe
Marcelo Odebrecht começa a detalhar esquema de propina
08/05/2016 | 17h07
[caption id="attachment_5077" align="alignleft" width="300"]Marcelo Odebrecht está preso em Curitiba desde o ano passado (Reprodução/TV Globo) Marcelo Odebrecht está preso em Curitiba desde o ano passado (Reprodução/TV Globo)[/caption] A manchete deste domingo (8) do jornal Folha de S. Paulo (aqui) informa que Marcelo Odebrecht relatou a procuradores da operação Lava Jato, em roteiro para negociar sua delação premiada, que o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega eram os responsáveis por cobrar doações para a campanha de Dilma Rousseff em 2014. Segundo o empreiteiro, ex-presidente e herdeiro do grupo que leva seu sobrenome – e que está preso desde junho de 2015 no Paraná –, Coutinho e Mantega dividiam a tarefa de obter o compromisso de doações entre empresários que tinham financiamento do BNDES para projetos no exterior. As declarações de Odebrecht são uma tentativa de fechar acordo de colaboração com o qual conseguiria benefícios, como a redução de pena. Ele já foi condenado a 19 anos e 4 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e por integrar organização criminosa. Apesar das revelações, a Lava Jato ainda não fechou o acordo de delação premiada. Os procuradores cobram que o empresário explique como funcionaria o esquema de financiamento de projetos no exterior de empreiteiras brasileiras por meio do BNDES. A Folha de S. Paulo apurou que a Lava Jato acredita que Odebrecht pode trazer novidades nesta área, na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendia interesses de construtoras brasileiras na disputa de projetos na América Latina e na África. As obras financiadas pelo banco de fomento no exterior e executadas pela Odebrecht tiveram um salto a partir de 2007. De 1998 a 2006, a média anual de financiamento de obras da empresa fora do Brasil era de US$ 166 milhões. De 2007 a 2014, passou para US$ 1 bilhão. Em Campos – A Odebrecht foi responsável pelas obras do Morar Feliz, interrompidas, segundo a empresa, por falta de pagamentos a partir de 2014. O valor dos contratos da empresa no município chegam a quase R$ 1 bilhão. Uma planilha na casa de Benedicto Barbosa Silva Júnior, representante da empresa que assinou o contrato em Campos.  Expectativa é que as planilhas cheguem à Procuradoria-Geral da República nos próximos dias. Entre os citados nas planilhas estão políticos do Rio de Janeiro, como o clã Garotinho.
Comentar
Compartilhe
Mistérios e incógnitas na política sanjoanense
07/05/2016 | 15h17
Sem títuloQuem é ela? Fica cada dia mais misterioso o nome que vai compor a chapa do prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), que tentará a reeleição em São João da Barra. Se antes os comentários eram com relação a nomes, agora nos bastidores falam em incógnitas. Corre à boca miúda bastidores da política sanjoanense que haveria outra mulher no páreo pelo posto, mas ninguém se arrisca quanto ao nome. Ela teria participado da administração pública na gestão passada e no início desta. A confirmação ou não, só o tempo mostrará. De concreto, mas nem tão oficial assim, correm ainda com chances os nomes do ex-prefeito Betinho Dauaire (PR) e da empresária Odinéia Pereira (PR). Mas política é dinâmica e outros nomes ainda podem surgir. Há apostas, inclusive, em vereadores da base governista. Confirmações mesmo, só a partir de julho. Oposição Na chapa de oposição, a ex-prefeita Carla Machado fará uma pesquisa entre seis pré-candidatos: Alexandre Magno (PSD), Alexandre Rosa (PRB), Aluizio Siqueira (PP), André Fontoura (PPS), Filipe Estefan (Rede) e Sônia Pereira (PT). Segundo Carla, eles decidirão o instituto e as perguntas a serem feitas. Rasteira? A mudança no diretório do PSC em São Francisco de Itabapoana surpreendeu muita gente. Principalmente à família Cherene. O prefeito, Pedrinho, mantinha na sua antiga legenda nomes de sua confiança, inclusive familiares pré-candidatos. Guerra A jornalista Júlia Maria Assis, em seu blog Entrelinhas (aqui), na Folha Online, salienta “o nível a que chegaram os debates de militantes pró-Neco e pró-Carla”. Não é de hoje que esta coluna fala sobre a mesma coisa. São troca de farpas e poucas propostas. “Lá, como cᔠE quem pensa que é assim só em São João da Barra, está muito enganado. Na outra margem do Paraíba, em São Francisco, a situação é mesma. E em alguns embates até pior. No Rio Carla Machado foi para a capital fluminense ontem. Nas malas, desta vez, poucos compromissos políticos. A visita foi ao filho, Pedro Machado, que cursa engenharia da computação no Rio. Torcida Mas a visita tem outro motivo, Pedro e Carla, ambos vascaínos, vão passar o dia das mães no Maracanã. Eles vão assistir a partida decisiva do Campeonato Carioca, entre Vasco e Botafogo. O Cruzmaltino tem a vantagem do empate. APL A “Atafona Premier League”, torneio de futebol society amador em Atafona, começou com força total nesta semana. Na segunda rodada, uma goleada histórica no confronto entre o Arsenal da Baixada (vice campeão do ano passado) sobre o estreante Porto: 24 x 1. Paralisação Funcionários terceirizados da Prefeitura de SJB farão uma paralisação a partir de segunda-feira. São os contratados da Limport, que alegam salários atrasados há três meses, além de atraso de dois meses na recarga do vale alimentação. A promessa da Prefeitura é de regularizar o pagamento a partir de terça. *Publicado na edição deste sábado (7) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Neco anuncia novo concurso público em SJB
07/05/2016 | 12h42
Neco____O prefeito de São João da Barra, Neco (PMDB), anunciou na tarde deste sábado (7) que um novo concurso público será aberto em São João da Barra. Desta vez será para auditores de tributos e fiscais. A expectativa do prefeito é que sejam, no mínimo, 60 vagas. O secretário de Administração Rogério Zorzal afirmou que as provas serão aplicadas pelo instituto Bio Rio, o mesmo que aplicou os concursos da Saúde e da Educação. Os últimos detalhes para lançamento do edital serão fechados na próxima semana, segundo Zorzal. A princípio, eles informaram que serão “salários altos” e que graduados em Direito e Administração já podem começar a se preparar. No próximo sábado (14) todos os detalhes do concurso serão anunciados. O objetivo com o preenchimento destes cargos é reforçar a fiscalização no município e, consequentemente, aumentar a arrecadação própria. As declarações foram feitas durante o programa "São João da Barra no Ar", transmitido pela rádio comunitária Barra FM.  Atrasos – O prefeito também comentou o atraso dos salários dos comissionados e terceirizados, além dos músicos. A expectativa, segundo Neco, é que as pendências sejam resolvidas nesta semana, com o deposito da parcela da participação especial dos royalties de petróleo, previsto para 10 de maio. Terceoirizados da Limport anunciaram paralisação a partir desta segunda-feira (9).
Comentar
Compartilhe
Comissão do Senado aprova parecer favorável ao impeachment
06/05/2016 | 13h35
Dilma_A comissão especial do impeachment do Senado aprovou nesta sexta-feira (6), por 15 votos a favor e 5 contra, o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) favorável ao prosseguimento do processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff. Com o aval do colegiado, o texto será submetido agora à votação no plenário principal do Senado. O resultado, anunciado pelo presidente da comissão, senador Raimundo Lira (PMDB-PB), deverá ser lido no plenário da Casa na sessão ordinária marcada para as 14h da próxima segunda-feira (9). A leitura marca também o começo da contagem do prazo de 48 horas para deliberação da fase de admissibilidade do processo no plenário pelos 81 senadores, o que, de acordo com o calendário votado no início dos trabalhos da comissão especial, deve ocorrer na quarta -feira (11). Assim como ocorreu na comissão especial, no plenário a votação é por maioria simples, ou seja, metade mais um dos senadores presentes. Se aprovado o parecer de Anastasia no plenário da Casa, a presidenta Dilma será notificada e imediatamente afastada do cargo por 180 dias. Com isso, quem assume é o vice-presidente Michel Temer. Fonte: G1/Agência Brasil
Comentar
Compartilhe
Garotinho: Dilma está sendo injustiçada
05/05/2016 | 18h11
[caption id="attachment_6823" align="aligncenter" width="800"]Entrega de Casa do governo Federal , no santa rosa , 05-06-2016 foto Rodrigo Silveira (267) Presidente da Caixa, Miriam Belchior, participou da cerimônia de entrega de casas em Campos, junto com o casal Garotinho (Foto: Rodrigo Silveira/Folha da Manhã)[/caption] O secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho (PR), declarou na tarde desta quinta-feira (5) que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) é uma injustiça: “Digam o que quiser, pra mim ela está sendo injustiçada. Ela está sendo perseguida porque, assim como Rosinha (PR) em Campos, todo mundo que olha pelo pobre é perseguido”, afirmou o ex-governador, que em seu blog tem defendido a convocação de eleições gerais. A afirmação foi feita durante a entrega das 600 casas do residencial Santa Rosa, por meio do programa do governo federal “Minha Casa, Minha Vida”. As unidades estão avaliadas em R$ 75 mil. Segundo a presidente da caixa econômica Federal, Miriam Belchior, presente no evento, o governo federal subsidiou 92% do valor — R$ 69 mil — e o restante poderia ser pago pelo beneficiário em até 10 anos.  Rosinha anunciou, porém, que a “Prefeitura vai pagar à Caixa à vista os R$ 6 mil” e as “beneficiárias terão o título das casas”. Miriam destacou que é “uma parceria entre duas mulheres (Dilma e Rosinha) de fibra”. A forma como o pagamento será feito ainda não foi definida. Da mesma forma, não houve definição sobre a terceira “venda do futuro” de Campos, como era esperado (aqui). Garotinho afirmou que o município tenta negociar com o crédito com o Banco do Brasil e com a Caixa. “Estamos tentando duplamente. Estamos fechando de todos os lados. (A previsão é que saia) o mais rápido possível”. O blog do Bastos (aqui) mostrou o tour da presidente da Caixa pela cidade. Miriam destacou que o campista tem que "se orgulhar da Cidade da Criança", construída por R$ 17 milhões. Mais informações na edição desta sexta-feira (6) da Folha da Manhã.  
Comentar
Compartilhe
Na Câmara de SJB, cobrança por obra em parceria com Estado
05/05/2016 | 17h26
Parceria parada Lançada em abril do ano passado e com previsão de conclusão em dez meses, a construção da estrada de 1,3km de extensão ligando a SB-02 à BR-356, em São João da Barra, está parada. A iniciativa tem como principal objetivo desviar o fluxo no bairro de Fátima — comunidade que festejou o início da obra, mas hoje é a maior prejudicada pela paralisação. A iniciativa foi viabilizada pelo “Somando Forças”, parceria entre os governos municipal e estadual. Mas se SJB fala em crise, o governo do Estado apresenta um panorama pior ainda. A esperança de dias melhores, contudo, é essencial. Líder do governo na Câmara de SJB, o vereador Carlos Machado da Silva, Kaká (PT do B), solicitou durante a sessão da última terça (3) que o governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), reinicie as obras. Ainda não houve resposta, mas não dá para perder a esperança. Eleição Uma longa fila se formou ontem em frente ao cartório eleitoral de São João da Barra na última quarta-feira (4). O motivo: o prazo final para regularização do título de eleitor. É o velho hábito do brasileiro de deixar tudo para última hora. Cenário Se em São João da Barra parece estar definido que a disputa será polarizada, São Francisco viu dobrar nos últimos dias o número de pré-candidatos. Agora são quatro: Pedrinho Cherene (PMDB), Francimara Barbosa Lemos (PSB), Fabinho do Estaleiro (PDT) e, o mais recente, Bebeto Ramos (PSC). Teatro “A Pequena Aurora da Minha vida” é a atração deste fim de semana no Cine teatro São João. Os ingressos já estão à venda. As apresentações acontecem nesta sexta, sábado e domingo, sempre às 20h. Sem quórum Mais uma vez, não houve quórum para a sessão da Câmara de SJB. Desde que a reunião passou para o horário da manhã, a falta de quorum tem se repetido mais que nos anos anteriores. Motivo Nem sempre os motivos para a falta de quórum são revelados. Entretanto, em ano eleitoral, muito legislador que é pré-candidato precisar caminhar bastante para conquistar seus votos. Mistério Os nomes dos pré-candidatos a prefeito em São João da Barra são mais que conhecidos: Neco (PMDB) e Carla Machado (PP). Quanto aos vices, continua o mistério. Divino A festa do Divino Espírito Santo, em SJB, tem início nesta quinta-feira (5), com a abertura da novena. Está é 241ª edição da tradicional comemoração. Tradição O município é um dos poucos no estado do Rio de Janeiro a realizar a festa do Divino, tradição que segue os moldes portugueses. ____________________________________________________________________ Açu_hierophntAÇU EM DESTAQUE Não são só as questões econômicas ligadas ao Açu que ganham destaque na internet. A revista digital “Hierophant”, fan page com quase um milhão de curtidas, deu destaque na tarde da última terça-feira ao entardecer no Porto do Açu, o registro de belas imagens do pôr do sol em São João da Barra ____________________________________________________________________
Comentar
Compartilhe
Clarissa comemora afastamento de Cunha, mas é “bombardeada”
05/05/2016 | 10h21
A deputada federal Clarissa Garotinho (PR), licenciada, comemorou a notícia (aqui e aqui) do afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB), por meio de liminar concedida pelo ministro Teori Zavascki, em sua página no Facebook (aqui). A intenção era apenas criticar o adversário político, dela e da família, como já fez algumas vezes. Mas a deputada foi “bombardeada” nos comentários pelo fato de não votar na sessão do impeachment em abril, o que foi considerado uma manobra para ajudar a presidente Dilma Rousseff. Clarissa nega a manobra (aqui) e diz ter se licenciado às vésperas da votação, após anunciar apoio ao impeachment, por recomendações médicas devido à gravidez. À época do anúncio da licença, o mesmo bombardeio (aqui) foi visto nas redes sociais. Como ela saiu por 120 dias, o suplente não pode assumir. Um dia a mais de licença, e o suplente, favorável ao impeachment, votaria. A deputada foi vaiada (aqui) durante a sessão do impeachment três vezes, duas delas ao ter o nome pausadamente chamado por Cunha, que presidiu a sessão. Pra quem não lembra, a mídia nacional noticiou a saída de Clarissa como estratégica (aqui), devido a possíveis negociações do seu pai, o ex-governador Anthony Garotinho (PR), para a terceira “venda do futuro” em Campos – negociação, garantem fontes, bem próxima de ser concretizada (aqui). [caption id="attachment_6804" align="alignleft" width="620"]Clarissa_criticaCunha Reprodução da página da deputada feita por volta das 9h40[/caption]
Comentar
Compartilhe
Eduardo Cunha é notificado e já está fora da Câmara
05/05/2016 | 09h28
eduardo-cunha--antonio-cruzO ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato, determinou o afastamento do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Casa. A decisão (aqui) de Teori é liminar (provisória). Um oficial de Justiça foi à residência oficial do presidente da Câmara logo no início da manhã para entregar a notificação para Cunha. O ministro Teori concedeu a liminar em ação pedida pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em dezembro, que argumentou que Cunha estava atrapalhando as investigações da Lava Jato, na qual o deputado é réu em uma ação e investigado em vários procedimentos. Para a tarde desta quinta, está marcada uma sessão no plenário do STF para discutir outra ação sobre Cunha, apresentada pela Rede. O partido pede que Cunha seja afastado da presidência da Câmara. Segundo o ministro, a medida visa neutralizar os riscos apontados por Janot no pedido de afastamento de Cunha. Quem assume a presidência da Câmara agora é o deputado Waldir Maranhão (PP-MA), vice-presidente da Casa e aliado de Cunha. Apesar da suspensão do mandato, Cunha mantém os direitos de parlamentar, como o foro privilegiado. Teori destacou que a Constituição assegura ao Congresso Nacional a decisão sobre a perda definitiva do cargo de um parlamentar, mesmo que ele tenha sido condenado pela Justiça sem mais direito a recursos. Ao pedir o afastamento de Cunha, em dezembro, o procurador-geral apontou  motivos para afirmar que o deputado usou o cargo para "destruir provas, pressionar testemunhas, intimidar vítimas ou obstruir as investigações de qualquer modo". Em seu despacho, Teori explica que a decisão foi tomada quase cinco meses após o pedido porque foi preciso colher a defesa de Cunha. Ponderou, no entanto, que a medida não significa um “juízo de culpa” nem como “veredicto de condenação”. Ao final da decisão, diz que, embora o afastamento não esteja previsto especificamente na Constituição, se faz necessário neste caso específico. Eduardo Cunha ainda não se manifestou. A assessoria de imprensa da Presidência da Câmara informou que ele recebeu a notificação. Fonte: G1 Confira também: Clarissa comemora afastamento de Cunha, mas é “bombardeada”
Comentar
Compartilhe
Alerj anuncia R$ 1,5 milhão para a Uenf
05/05/2016 | 09h18
[caption id="attachment_2876" align="alignleft" width="300"]Deputado Bruno Dauaire informa que recurso para auxiliar a Universidade já foi liberado Deputado Bruno Dauaire informa que recurso para auxiliar a Universidade já foi liberado[/caption] O presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), autorizou a liberação de R$ 1,5 milhão para ajudar a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), que enfrenta a pior crise financeira de sua história. O recurso é do Fundo Especial da Assembleia Legislativa, resultado de economias feitas pela mesa diretora no custeio da Casa. O pedido de utilização de parte do fundo para socorrer a Uenf foi feito pelo deputado estadual Bruno Dauaire (PR) em reunião do Colégio de Líderes. Ele reforçou a sugestão no início da semana passada, durante reunião do Parlamento Regional (aqui) na Câmara de Vereadores de Campos, que foi aprovada. Bruno também havia sugerido, e teve sua proposta aprovada, na mesma reunião, a criação da Frente Parlamentar da Alerj em Defesa da Uenf, que já teve requerimento apresentado e ficará sob a presidência dele. O fundo da Alerj já havia sido usado para ajudar a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e a Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo).
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de Campos convida para "baile do Safadão"
04/05/2016 | 18h29
BAILE_NO_PORTAL A Prefeitura de Campos está divulgando em seu portal o "Baile do Safadão", na editoria de Cultura. Este é o destaque principal no site, com ênfase para a "abertura dos portões às 21h" (como mostra a reprodução acima). Segundo a Prefeitura, o "evento é o mais esperado no interior do Estado". Só falta destacar o valor do ingresso, não é? Isso não está na capa, só na matéria interna (aqui). Quem não puder pagar, vai ter que se limitar a assistir à "abertura dos portões". Nada contra, muito pelo contrário, a realização de eventos privados no município. Agora, um evento privado, realizado com a locação de um espaço público (o Cepop), ser destaque no site da Prefeitura...
Comentar
Compartilhe
Presidente da Caixa em Campos: “venda do futuro” garantida?
04/05/2016 | 11h10
[caption id="attachment_6780" align="alignleft" width="300"]Belchior Foto: Portal da Prefeitura[/caption] O portal da Prefeitura de Campos informa que a presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, estará no município nesta quinta-feira (05) para inauguração do conjunto habitacional “Minha Casa, Minha Vida” do Parque Santa Rosa, junto com a prefeita Rosinha Garotinho (PR). Na foto, Miriam aparece com a prefeita de direito e com o de fato, marido dela e secretário de Governo, Anthony Garotinho (PR). Não é segredo para ninguém que nas andanças de Garotinho pelo Planalto Central o principal assunto é a terceira “venda do futuro”, comprometendo o orçamento do município até 2031. A dúvida é: a visita de Miriam, além da entrega do “Minha Casa, Minha Vida”, será para o anúncio da “venda do futuro”? No dia 21 de abril, a coluna Ponto Final (aqui), da Folha da Manhã, anunciou que as negociações para a "venda do futuro" de Campos estavam bem encaminhadas com a Caixa, para um valor de R$ 800 milhões, abaixo do R$ 1 bilhão desejado. Agora, fontes garantem que o valor será um pouco menor, de R$ 500 milhões. No entanto, há entre rosáceos quem afirme que será na casa dos R$ 300 milhões.
Comentar
Compartilhe
"Pesquisa infundada e mentirosa", contesta ex-secretário de Neco
04/05/2016 | 10h44
[caption id="attachment_971" align="alignleft" width="300"]Secretário de Fazenda em boa parte do governo Neco, Edson Claudio vai disputar uma cadeira na Câmara (Foto: Paulo Pinheiro/Arquivo) Secretário de Fazenda em boa parte do governo Neco, Edson Claudio vai disputar uma cadeira na Câmara (Foto: Paulo Pinheiro/Arquivo)[/caption] Ex-secretário de Fazenda do governo Neco (PMDB) e pré-candidato a vereador, Edson Claudio (PMDB) sempre esteve na linha de frente nos embates das redes sociais, ou como ele mesmo uma vez definiu: “não fujo das polêmicas”. Agora entrou em mais uma nas redes sociais. Edinho, como popularmente é conhecido, classifica a pesquisa do instituto Pro4 (aqui) — na qual a ex-prefeita e provável candidata da oposição Carla Machado (PP) com larga vantagem — de “infundada, com números irreais e mentirosos”. — Em nosso município estamos presenciando mais uma vez a tentativa de enraizamento de uma política manipuladora feita pela ex-prefeita que lidera a oposição política ao Governo Neco, que faz publicação de uma pesquisa totalmente infundada, com números irreais e mentirosos, onde a mesma é feita no aniversário da ex, tudo isso sendo feito para buscar confundir a população e levá-los de alguma forma de volta ao poder — escreveu o pré-candidato. Edinho classifica ainda que “estamos vendo uma campanha antecipada maquiavelista e orquestrada para prejudicar o Prefeito e pré-candidato à reeleição Neco, pois sabem que na disputa normal de uma política séria e de ideias com cada cidadão Sanjoanense não vão conseguir chegar. Sem contar que estão utilizando algumas pessoas que utilizam veículos de comunicação para publicizar os números levianos apontados, tudo armado de forma arbitrária e antidemocrática”. O post foi compartilhado pelo perfil do prefeito Neco e pode ser conferido, na íntegra, aqui.  
Comentar
Compartilhe
Pedido de investigação de Lula chega ao Supremo
03/05/2016 | 17h52
lula-abr-1 O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, incluiu o ex-presidente Lula, o empresário José Carlos Bumlai e seu filho Maurício Bumlai numa denúncia apresentada contra o senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) e o banqueiro André Esteves. Janot disse que o ex-presidente manteve controle sobre as decisões do esquema operado na Petrobras. Lula tentou ainda influenciar o andamento da Lava Jato, segundo o procurador-geral. “Embora afastado formalmente do governo, o ex-presidente Lula mantém o controle das decisões mais relevantes, inclusive no que concerne as articulações espúrias para influenciar o andamento da Operação Lava Jato, a sua nomeação ao primeiro escalão, à articulação do PT com o PMDB, o que perpassa o próprio relacionamento mantido entre os membros deste partidos no concerta do funcionamento da organização criminosa ora investigada”, disse Janot na peça apresentada ao STF. “Essa organização criminosa jamais poderia ter funcionado por tantos anos e de uma forma tão ampla e agressiva no âmbito do governo federal sem que o ex-presidente Lula dela participasse”, afirmou o procurador-geral. Em nota, o Instituto Lula negou participação do ex-presidente nos fatos investigados na Operação Lava Jato e disse ainda que ele “não deve e não teme investigações”. Ex-presidente incluído no principal inquérito da Lava Jato Chegou ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para incluir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como investigado no principal inquérito da Lava Jato. Também serão alvo do mesmo inquérito outras 29 pessoas – entre elas, os ministros mais próximos da presidente Dilma Rousseff: Jaques Wagner (chefe de gabinete da Presidência da República), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) e Edinho Silva (Comunicação Social). O assessor especial da Presidência da República, Giles Azevedo, e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também estão na lista. No mesmo pedido, Janot pede investigação de outras 27 pessoas, incluindo parlamentares, ex-ministros, lobistas, doleiros e empresários, todos citados pelo senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS) em sua delação premiada. No total, são 31. Instaurado em março do ano passado, o inquérito no qual o procurador pede a inclusão dos novos investigados é um entre os mais de 40 da Operação Lava Jato em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF). Esse inquérito apura denúncias de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e corrupção contra o que a PGR chama de “organização criminosa” que atuava para desviar dinheiro da Petrobras. Chegou a ser especulado (aqui) que a presidente Dilma Rousseff também seria denunciada, o que  não se confirmou, ao menos por enquanto.Fontes: O Globo/G1
Comentar
Compartilhe
Segunda edição da "Atafona Premier League" começa nesta terça
03/05/2016 | 17h20
13055571_1008462899201116_6245657357228019607_nComeça nesta terça-feira (3) a segunda edição da “Atafona Premier League” de futebol society. A ideia, inicialmente despretensiosa de um grupo de amigos, movimentou as noites dos “boleiros” sanjoanenses no ano passado e a expectativa são as melhores para esta edição, com número maior de clubes. Os jogos são realizados no campo do sítio do Cuíca, em Atafona, rebatizado durante a Liga de “Arena Cuíca”. O torneio acontece sem incentivo do poder público, apenas com a contribuição das 12 equipes que se inscreveram. As partidas acontecem de 3 de maio a 25 de outubro, data da grande final. A equipe campeã vai receber troféu, medalhas e R$740, enquanto o segundo receberá medalhas e R$ 400. A Liga vai premiar ainda o melhor jogador da rodada e a seleção da competição. A partida inicial será entre a Fúria, atual campeã (aqui), e a Força Jovem, equipe de Grussaí que faz sua estreia na Liga. O confronto acontece às 19h30 desta terça na Arena Cuíca. E promete, como no ano passado, arrastar muitos torcedores. Além dessas equipes, estão na competição a Laranja, Beira Rio, Grêmio, Chelsea, Inter, AGS, Porto, Arsenal, Atlas e Barcelona. Vale lembrar que a Atafona Premier League é apenas uma competição entre amigos, não tendo a liga nenhuma validade jurídica.
Comentar
Compartilhe
Primeira pesquisa e as reações em SJB
03/05/2016 | 16h55
Sem títuloImpactos da pesquisa Pro4 A pesquisa do instituto Pro4, divulgada na edição do último domingo na Folha da Manhã (aqui, e reproduzida pelo blog aqui), apontou a pré-candidata Carla Machado (PP) com larga vantagem sobre o prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB). Os números foram responsáveis por análises de várias pessoas nas redes sociais. Quem é alinhado com o governo, colocou em xeque a credibilidade do instituto, de quem encomendou, do período em que as entrevistas foram feitas e a metodologia. Para quem caminha com a oposição, o resultado é reflexo da opinião pública. Emoções deixadas de lado, pesquisa é reflexo de um momento. E, talvez, este mês de abril tenha sido um dos mais desgastantes para o governo Neco: com salário atrasado dos terceirizados e músicos realizando manifestações para cobrar cachês, por exemplo. Não é, nem de longe, o melhor cenário para um governo municipal, mesmo que em um período de crise nacional. Vem mais A pesquisa do Pro4 foi a primeira registrada neste ano. Segundo o instituto, Carla venceria com 79,9% dos votos válidos, contra 20,1% do prefeito Neco. Outras sondagens virão por aí, com outros institutos. As comparações serão inevitáveis. Pesca A secretaria de Pesca de São João da Barra tem divulgado o ininterrupto trabalho do caminhão que leva a produção de Atafona para o Rio de Janeiro. Como o serviço é gratuito, aumenta o lucro para os pescadores. Vice Quem serão os candidatos a vice no pleito deste ano em São João da Barra? As apostas estão lançadas, mas definições só devem ser feitas durante as convenções. Esfriou? Os comentários quanto ao nome do ex-prefeito Betinho Dauaire (PR) como vice de Neco esfriaram nos últimos dias. Será que houve mudanças de plano do Partido da República? Machadada Está marcado para o próximo dia 20 audiência sobre o caso, que envolve políticos de todas as correntes de SJB. Entreposto Já é possível observar movimentações no terreno adquirido para construção do entreposto pesqueiro de Atafona. Há obra se arrasta desde 2009, quando foi prometido como compensação à classe pesqueira pela LLX, então responsável pelo Porto do Açu. Elefante? O entreposto pesqueiro de Atafona é considerado por muitos um “elefante branco”. O tempo vai mostrar se com as movimentações de agora alguma coisa vai mudar ou ficará na promessa novamente. Opção SJB oferece uma boa opção noturna para quem curte o rock nacional dos anos 1980. É o som que predomina em um barzinho na praça São Pedro, na sede do município, que reúne jovens de todas as idades. *Publicado na edição desta terça-feira (3) da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Um governo em chamas
03/05/2016 | 16h14
[caption id="attachment_6755" align="aligncenter" width="800"](Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)[/caption] A poucos dias da definição dos rumos do seu mandato no Senado, a presidente realmente Dilma Rousseff (PT) vive um período quente, com seu governo em chamas. Bem que ela queria que fosse apenas o fogo Olímpico que chegou nesta terça-feira (3) a Brasília. Mas as chamas que a perturbam ardem há muito tempo no Planalto Central. Dentro de 10 dias, o "tchau" desta foto tende a ser mais emblemático para a História do país do que o fogo grego que arde em solo tupiniquim.
Comentar
Compartilhe
WhatsApp derruba bloqueio do serviço
03/05/2016 | 14h25
whatsO WhatsApp conseguiu derrubar o bloqueio do aplicativo, determinado (aqui) pela Justiça da cidade sergipana de Lagartos. A decisão saiu no início da tarde, depois de a empresa pedir a reconsideração da decisão desta madrugada do Tribunal de Justiça do Sergipe, que havia mantido o bloqueio do serviço. O aplicativo ficou bloqueado por 24h. A decisão favorável é do relator no tribunal, desembargador Osório de Araújo Ramos Filho. A manutenção do bloqueio havia sido determinada pelo desembargador plantonista, Cezário Siqueira Neto, que negou a liminar do mandado de segurança impetrado pelo WhatsApp. O tempo para restabelecimento do serviço depende de cada operadora. Em dezembro, quando houve a primeira suspensão do WhatsApp, os usuários retomaram o acesso em três horas, em média. A jornalista Suzy Monteiro também falou sobre o assunto (aqui). Fonte: O Globo
Comentar
Compartilhe
Janot vai pedir investigação de Dilma e Lula na Lava Jato
03/05/2016 | 09h01
Lula e DilmaA Procuradoria-Geral da República decidiu pedir abertura de inquérito ao STF (Supremo Tribunal Federal) para investigar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Também estão no alvo da PGR o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Marcelo Navarro. Segundo investigadores, a ação sobre Dilma, Lula e Navarro terá como base a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) e o parecer enviado pela Procuradoria ao STF defendendo que a nomeação do ex-presidente Lula para a Casa Civil seja anulada. Sobre Mercadante, há a suspeita de que teria trabalhado para tenta evitar a delação de Delcídio, oferecendo ajuda financeira e lobby junto ao Supremo para que ele fosse libertado. Fonte: Folha de S. Paulo  
Comentar
Compartilhe
Lula e governo FHC na mira de Sérgio Moro
02/05/2016 | 20h57
[caption id="attachment_6741" align="alignleft" width="300"]Arquivo Arquivo[/caption] A 4ª Vara Criminal de São Paulo remeteu ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, o pedido de prisão preventiva do ex-presidente Lula e a denúncia contra o petista por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica no caso do tríplex de Guarujá. Os autos foram enviados pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira na última quinta-feira, mais de um mês após ela negar recursos contra a decisão na qual declinou da competência para o juízo que centraliza a Operação Lava Jato, no Paraná. Já o ministro relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Teori Zavascki, determinou nesta segunda-feira (2) o envio para Moro do termo da delação premiada do senador Delcídio Amaral (sem partido – MS) sobre lavagem de dinheiro em uma operação irregular da Petrobras com a multinacional francesa Alstom nos últimos anos do governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). A posse do triplex reformado pela construtora OAS para Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia era investigada pelo Ministério Público de São Paulo, em inquérito decorrente do caso Bancoop, e pelo Ministério Público Federal na Lava Jato. A juíza entendeu que os crimes são de âmbito federal e podem estar relacionados ao esquema de corrupção na Petrobras. Caberá a Moro agora decidir se aceita a competência e acata ou não o pedido de prisão e a acusação formal. Governo FHC — Delcídio apontou em delação um esquema de pagamento de propinas entre 1999 e 2001, durante a gestão FHC, na aquisição de uma máquina da Alstom pela Petrobras, e que tinha como beneficiários parlamentares baianos do PFL (atual DEM). “As declarações do colaborador não revelam envolvimento direto de pessoa com prerrogativa de foro nos fatos em apuração”, afirmou Teori na decisão. Caberá a Moro decidir se manterá ou não as investigações. Fontes: Veja e Estadão
Comentar
Compartilhe
PGR envia pedido de inquérito contra Aécio Neves
02/05/2016 | 13h27
AECIO-NEVES1A Procuradoria Geral da República (PGR) enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pacote de pedidos de aberturas de inquéritos com base na delação do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), dentre eles duas investigações contra o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), e outra que atinge a cúpula do PMDB no Senado. Caso o ministro Teori Zavascki determine a abertura dos inquéritos, Aécio passará a ser oficialmente investigado em desdobramento da Operação Lava Jato. São duas linhas de apuração contra o senador: uma, a suspeita do recebimento de propina de Furnas, e outra, a acusação de que maquiou dados do Banco Rural para esconder o mensalão do PSDB. Fonte: Folha de S.Paulo
Comentar
Compartilhe
Justiça determina bloqueio do WhatsApp no Brasil por 72 horas
02/05/2016 | 12h06
whatsA Justiça mandou as operadoras de telefonia fixa e móvel bloquearem o serviço de mensagens instantâneas WhatsApp em todo o país por 72 horas. A medida começará a valer a partir das 14h desta segunda-feira (2). A decisão, de 26 de abril, é do juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). As cinco operadoras — TIM, Oi, Vivo, Claro e Nextel — já receberam a determinação e informaram que vão cumprir. Em caso de descumprimento, estarão sujeitas a multa diária de R$ 500 mil. É a segunda vez que o aplicativo é bloqueado no Brasil. Em dezembro de 2015, a Justiça determinou o bloqueio por 48 horas devido a uma investigação criminal. Na época, a determinação judicial foi recebida com surpresa, mas não durou 48 horas. Fonte: Folha de S. Paulo  
Comentar
Compartilhe
Carla Machado lidera pesquisa eleitoral em SJB
01/05/2016 | 11h16
[caption id="attachment_6722" align="aligncenter" width="561"]Infográfico de Eliabe de Souza, publicado na página 5 da edição deste domingo da Folha da Manhã Infográfico de Eliabe de Souza, publicado na página 5 da edição deste domingo da Folha da Manhã[/caption] Pesquisa do instituto Pro4 realizada em São João da Barra aponta a pré-candidata Carla Machado (PP) com larga vantagem sobre o atual prefeito José Amaro Martins de Souza, Neco (PMDB), pré-candidato à reeleição. A sondagem foi feita entre os dias 16 e 17 de abril, com 426 entrevistados. Os números apontam que, se a eleição fosse hoje, Carla teria 79,9% dos votos válidos (quando são excluídos os brancos e nulos, da mesma forma que é feito pela Justiça Eleitoral), enquanto o atual prefeito teria 20,1%. Nesse cenário, foram apresentados aos entrevistados apenas Neco e Carla como possíveis candidatos neste ano. Na pesquisa espontânea, quando não há indicações de possíveis candidatos ao entrevistado, Carla aparece com 48,4%, Neco tem 13,6% e o ex-prefeito Betinho Dauaire (PR) aparece com 0,7%. Brancos e nulos somam 4%. Entre os abordados, 33,3% não sabiam ou não quiseram responder em quem votaria neste ano. Quando são apresentados os nomes de Neco e Carla como prováveis candidatos, ela tem 61,5% das intenções de voto. O atual prefeito soma 15,5%. Brancos e nulos chegam a 3%. Nesse cenário, não sabem em quem votar ou não responderam 20% dos entrevistados. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob a inscrição RJ-09665/2016. *Publicado na edição deste domingo (1º de maio) na Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Arnaldo Neto

[email protected]