A Foto do Domingo
05/07/2020 | 17h42
BNB EXCLUSIVA
A advogada itaperunense Luma Faria na Pedra dos Pirineus, Porciúncula-RJ.
Luma Faria
Luma Faria / FotoFamilia
Compartilhe
A Uva Apimentada
05/07/2020 | 10h24
COLUNA DE VINHOS COM JOÃO RODRIGUES 
 
A nossa uva de hoje já chama a atenção pelo nome, Gewürztraminer, uma das pronuncias é “Geub-vurst-trab-mi-mer”.
 
A provável origem do nome da casta esta nas palavras; “gewürz” (especiaria em alemão) e Traminer que se refere a uma comuna italiana da região do Trentino-Alto Ádige, província de Bolzano, de nome Tramin, e onde se fala a língua alemã, ou seja, Gewürztraminer significa “uva apimentada do Tramin”.
 
 Existe também algumas vertentes que apontam a origem da casta na Alemanha ou na região francesa da Alsácia.
 
 
Com características bastante marcantes é uma uva de fácil identificação, pois possui aromas exuberantes e picantes, que inclui: especiarias (canela), frutas tropicais (lichia) e flores perfumadas (pétalas de rosas), na videira a cor da sua casca tem um tom rosado quando madura.
 
 
Podemos encontrar vinhos da Gewürztraminer que serão; secos, leves ou encorpados, as uvas cultivadas em clima quente o teor alcoólico pode chegar a 14% e geralmente com baixa ou média acidez, também teremos vinhos doces de sobremesa, que são elaborados a partir de uvas de colheita tardia, atingidas ou não pela podridão nobre, ou até mesmo congeladas no vinhedo.
 
 
Uva de difícil cultivo e baixo rendimento tem nos Grand Crus elaborados na Alsácia os seus exemplares mais famosos, na Alsácia podemos encontrar os maiores vinhedos dessa casta. Na região de Pfalz na Alemanha e no Norte da Itália também são encontrados vinhos de referência.
 
 
No novo mundo, destacamos a Nova Zelândia, EUA (Oregon, Washington), Austrália, Chile e Brasil.
 
 
A acidez bastante delicada da Gewürztraminer propicia vinhos que devem ser consumidos jovens, até 3 anos, os exemplares de regiões mais frias como os elaborados na Alsácia possuem maior taxa de acidez, podendo ser consumidos com maior tempo de envelhecimento.
 
 
 
 
 
 
Devido às  características aromáticas bastante marcantes, os vinhos brancos secos da Gewürztraminer harmonizam muito bem com pratos aromáticos com bastante especiarias e condimentos como a culinária asiática, para as versões mais doces, recomenda-se sobremesas que contenham frutas.
 
 
A Vinícola
 
 
Um pouco da história da Região da Campanha Gaúcha
 
 
A vitivinicultura na região da Campanha, remonta à década de 70, quando pesquisadores da Universidade de Davis, na Califórnia, juntamente com pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas identificaram uma larga faixa de terra na fronteira do Brasil com o Uruguai, de aproximadamente 270 mil hectares, naturalmente vocacionada para o cultivo de uvas viníferas. Desta forma, a empresa americana National Distillers investiu US$ 25 milhões no Projeto Almadém e foi pioneira na implantação da atividade em 1974, em Santana do Livramento.
 
 
Em maio de 2020 os vinhos finos tranquilos e espumantes da região da Campanha Gaúcha conquistaram a Indicação Geográfica (IG), que confere o direito de uso do signo que atesta a origem da bebida. Solicitada pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos da Campanha ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), a IG foi concedida na modalidade Indicação de Procedência (IP), cuja obtenção contou com fundamental apoio da pesquisa científica.
 
 
O selo garante que o vinho daquela garrafa expressa as características da região na qual foi produzido. Para chegar a esse resultado, a bebida deve ser fruto de uma rigorosa fase de produção de uvas na área delimitada, bem como de elaboração, na qual devem ser atendidos os requisitos estabelecidos no Caderno de Especificações Técnicas, que define desde as variedades de uva autorizadas para a elaboração dos vinhos, até a etapa de sua degustação, quando um painel de especialistas avalia se o vinho pode receber a atestação de conformidade como produto da Indicação de Procedência Campanha Gaúcha.
 
 
Vinícola Guatambu
 
 
Contando com administração familiar e visando diversificar seus produtos, a cinqüentenária Estância Guatambu, tradicional empresa do agronegócio, sendo referência na agricultura e pecuária das raças Hereford e Braford, iniciou em 2003 o projeto de produção de uvas viníferas de Dom Pedrito, com a implantação do vinhedo com mudas importadas da França e da Itália, visando aproveitar o excelente clima da Campanha Gaúcha, bastante adequado para esta atividade. A produção das uvas em pequena escala é supervisionada por Gabriela Hermann Pötter, Eng. Agrônoma, Msc. em Ciência e Tecnologia de Alimentos, membro da terceira geração da família proprietária da Estância Guatambu.
 
 
Em 2007 a Guatambu firmou uma parceria com a Embrapa Uva e Vinho, com o objetivo de estudar e caracterizar o potencial da região da Campanha para a vitivinicultura. Fruto desta parceria, foi produzido o vinho Cabernet Sauvignon 2009 Rastros do Pampa, que obteve sucesso em comercialização e recebeu Medalha de Ouro no 6º Concurso Internacional Emozioni dal Mondo, de vinhos Cabernet e Merlot, realizado em Bergamo, na Itália. O vinho também recebeu Medalha de Prata no V Concurso Internacional de Vinhos do Brasil 2010, e foi o Cabernet Sauvignon mais bem pontuado no projeto de degustações harmonizadas do Ibravin denominado. Para Saber o Sabor dos Vinhos do Brasil, em 2010 e 2011, além de ser selecionado entre os 30% superiores na 17ª Avaliação Nacional dos Vinhos.
 
 
Na sequência, a família Hermann Pötter lançou, com a consultoria do enólogo uruguaio Alejandro Cardozo, seus vinhos brancos e sua linha de espumantes e em 2011 já arrebatou a primeira Medalha de Ouro para o Poesia do Pampa Brut, no 8° Concurso Mundial Bruxelas Brasil.
 
 
No segundo semestre de 2013, a Guatambu inaugura a sua estância enoturística, a 14km da cidade de Dom Pedrito. Situada no pampa gaúcho, o projeto busca uma identificação com a arquitetura local, a cultura gaúcha, e as influências das estâncias da região do pampa. Sob o conceito de pátio central, a vinícola se desenvolverá em forma de U com iluminação e ventilação voltadas para o seu interior, como forma de abrandar o Minuano que sopra na campanha e proporcionar condições térmicas ideais para a produção de vinhos de qualidade.
 
 
Em 2017, a vinícola recebeu o Selo Solar, iniciativa do Instituto IDEAL com apoio do WWF-Brasil e Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da GIZ e KfW, pelo seu parque solar instalado a atender 100% da demanda energética para a fabricação dos vinhos, sendo 100% sustentável.
 
 
A Guatambu produz 100% de seus vinhos com uvas próprias, de vinhedos cultivadas na região da Serrinha de Dom Pedrito, a 260m de altitude. Os vinhedos compreendem 21,5 ha das variedades Chardonnay, Sauvignon Blanc, Gewürztraminer, Tempranillo, Merlot, Tannat, Cabernet Sauvignon e Pinot Noir.
Os vinhedos são cultivados em espaldeiras e preconizam técnicas modernas de manejo visando obter maior qualidade da fruta. A Guatambu utiliza uma tecnologia inovadora e ecológica no controle fitossanitário dos parreirais, com a máquina Lazo TPC (Thermal Pest Control), ou seja, controle térmico de pragas.
 
 
A produção de vinhos em pequena escala, com produção média limitada em 7 toneladas por hectare, é supervisionada por Gabriela Hermann Pötter, Eng. Agrônoma, Msc. em Ciência e Tecnologia de Alimentos, membro da terceira geração da família proprietária da Estância Guatambu.
 
 
Fotos e informações obtidas no site da vinícola: www.guatambuvinhos.com.br
 
 
O vinho
 
 
Luar do Pampa, Gewürztraminer, safra 2019.
 
 
Cor amarelo palha viva e brilhante;
 
 
Aromas de frutas brancas lichia, abacaxi e maracujá, frutas cítricas com destaque para o limão siciliano, floral e um leve aroma mineral;
 
 
Na boca ele confirma os aromas, leve, acidez na medida e equilibrada com o álcool, deixando na boca um frescor acompanhado de um toque cítrico.
 
 
Um excelente Gewürztraminer que me remeteu a alguns exemplares que provei da Alsácia, Fr.
 
 
Harmonizado com uma receita by myself, arroz com frutos do mar!!!!
 
 
Teor alcoólico: 12%
 
 
Temperatura Ideal: 10 a 12ºC'
 
 
Preço R$ 68,00
Harmonização: Perfeito para acompanhar queijos azuis como gorgonzola, massas com frutos do mar e sobremesas com base de queijo.
 
 
Compartilhe
Norte & Noroeste: Queda do Número de Crimes
05/07/2020 | 09h32
BNB
Atuação da PMERJ nas 2 regiões do Estado do Rio, reduz criminalidade nos primeiros 6 meses:
Compartilhe
Coluna Mundo Empresarial Nº 2
04/07/2020 | 21h00
COLUNA MUNDO EMPRESARIAL LEANDRO LEVONE
ADMINISTRAR COM AMOR E CIÊNCIA
 
 
POR LEANDRO BAZETH LEVONE
 
 
Administrar é uma ciência, mas quando escolhemos fazê-la com o máximo empenho e amor, sem deixar de ser ciência, ela torna-se uma arte.
 
 
Nestes anos todos em que labuto com a missão de cuidar dos negócios meus e dos outros, com a mesma responsabilidade e empenho, o que aprendi na faculdade e nos cursos que fiz e continuarei fazendo, foi de grande importância para mim, mas também não posso deixar de lembrar constantemente do aprendizado do dia a dia, com os mestres que a vida me deu.
Já falei aqui do meu pai, meu primeiro grande professor.
Ele e outras pessoas, das mais letradas às mais humildes, foram responsáveis não só sobre os primeiros conceitos de uma boa administração contábil e evolutiva, mas também de algo inestimável e imprescindível para um administrador: o trato com o ser humano, o mais valioso dos patrimônios de uma empresa, corporação ou indústria.
Sem o elemento humano, não há riqueza que se baste, pois o princípio de todas as coisas se resume ao ser vivo e pensante, ou seja, nós mesmos.
 
 
Por meio de uma administração preocupada com o funcionário, humanizada e evolutiva, uma empresa pode alcançar os mais altos picos de aproveitamento e lucro, pois todos trabalharão motivados e cientes de que há o retorno garantindo para tanto empenho investido.
 
 
Dar ao trabalhador condições adequadas para que desenvolva suas habilidades é ter em cada um um aliado potente e dedicado, trazendo benefícios para todos.Isso vai desde um bom plano de saúde a investimentos na área intelecto-cultural, facilitando cursos de aperfeiçoamento, possibilitando bolsas acadêmicas em boas universidades, oferecendo ao colaborador caminhos de desenvolvimento pessoal e familiar.
 
 
O funcionário não pode ser visto como uma peça lucrativa de uma engrenagem feita para conquistas monetárias, mas como parte fundamental de um processo múltiplo de melhoria constante em todos os sentidos.
Assim, trabalhar passa a ser um atividade lúdica, sem perder as características reais em que seriedade e objetividade são metas a serem cumpridas, mas cumpridas com prazer e entusiasmo.
Como administrador, tenho agido assim e colhido bons frutos, com gente animada e comprometida ao meu lado, subindo todos os dias mais um degrau da infinita escada de quem acredita na força do trabalho organizado e produtivo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Até a próxima semana com mais uma edição de nossa coluna
LBL
Compartilhe
A Morte Será a Sua Herança: Um Caso Real
04/07/2020 | 18h12
 MATÉRIA ATUALIZADA 17h, Domingo
As cidades do interior do Estado do Rio, Cardoso Moreira e Italva, são vizinhas e possuem profundos laços afetivos e históricos, oriundas da mesma terra mãe, o município de Campos dos Goytacazes.
 
 
Emancipadas, Italva primeiro e depois Cardoso, cresceram dentro do possível, mas mantiveram as mesmas características de lugares pequenos onde todos, pelo menos de vista se conhecem.
Ultrapassando os limites de ambos, pessoas trabalham tanto em um quanto em outro, amizades se formam, casamentos acontecem e a juventude de uma frequenta os bailes, bares e festas de outra.
São cidades irmãs, muito mais do que simples vizinhas.
 E foi assim que um cidadão cardosense, querido por todos, trabalhador, responsável e formado em Arquitetura e Urbanismo, acabaria se aproximando de uma cidadã italvense, também estimada em sua cidade.
Até que de forma trágica e inesperada, esta supostamente teria dado fim a vida daquele que sempre comportou-se bem em todas as esferas sociais, mas já não mais queria manter o relacionamento amoroso com ela.
Na escura noite de 27 de maio de 2020, a morte chegaria. Com uma possível ajuda de um aliado, a mulher teria ido até a casa do ex para tentar tirar-lhe a vida.
Ato seguinte, subtrairia também objetos de valor que chegariam a 25 mil reais, tais como um o aparelho de telefone celular Samsung Galaxy S8; dois tablets Samsung Galaxy; uma pistola calibre .380, da marca Taurus, modelo PT 380; um relógio Suíço, marca Invicta, modelo Reserve Bolt Zeus, de cor prata; um relógio da marca Everlast, fabricado e adquirido nos Estados Unidos; outros quatro relógios; um notebook da marca Sony Vaio; um coldre de Neoprene de cor preta; uma carteira pessoal com cartões, documentos e aproximadamente R$ 500,00 à R$ 600,00 em dinheiro; perfumes importados, e garrafas de Whisky Black Label, além de outros bens.
Este butim feito para obter ganho imediato não encobriria o principal objetivo do latrocínio, que seria ficar com a metade do patrimônio do falecido, pois poderia ser o que a moça pretendia e poucos dias após o crime, já  estaria procurando documentar-se para provar que teria vivido uma união estável fazendo por merecer a divisão de fazendas, apartamentos, terrenos, indústria ceramista e outros bens e até pensão pós-morte.
Além disso, como a vítima era colecionadora responsável de armas, devidamente documentadas, haveria a intenção de serem roubadas as mesmas, porém elas não estavam mais na casa, inclusive relíquias da 2ª Grande Guerra, como um revólver 45, usado pelos pracinhas da FEB-Força Expedicionária Brasileira.
A produtiva vida do cidadão cardosense resumiu-se aos objetos cuja posse para muitos se configura em status e poder, a ponto de causarlhe a morte, mas havia mais em jogo e isso o processo penal contará minuciosamente.
A história pode ser comum para quem não conheceu os integrantes, mas não para quem travou amizade com a vítima, de caráter ilibado e sempre disposto a ajudar a quem dele precisasse. E não tornou-se santificado pela morte brutal, mas porque realmente assim era.
O  possível ato perpetrado pelo casal teria sido planejado friamente e teria tudo para dar certo não fosse a capacidade dos policiais e do promotor público envolvidos na investigação.
O provável latrocínio engendrado com outros objetivos maiores teria acontecido ceifando a vida do empresário, mas uma provável  intenção principal, a de ficar com metade dos bens frutos de uma vida de muito trabalho não se concretizaria.
A pronta ação da PCERJ, por meio do delegado Rivelino Bueno e seus astutos inspetores, com forte empenho do MP via promotor Marcelo Alvarenga Faria, compondo um time de rara inteligência e persistência, vem desvendando o caso.
A morte chegou para o empresário de forma ardilosa e desnecessária, com requintes de planejamento, incluindo sair de casa deixando a vítima dormindo profundamente e retornar com o suposto companheiro para a execução. A suspeita saberia de todas as condições financeiras da vítima e teria dito apara pessoas íntimas que não sairia "sem nada" da relação.
Há fartas provas sobre o rumoroso caso e muita tristeza no ar, o que facilitou em parte o trabalho policial, pois muitos populares fizeram questão de ajudar a investigação com informações preciosas, investigação que não vai parar com as prisões. Há pontas soltas de fios desencapados emaranhados, mas a paciência da polícia e do MP vai desemaranhar e conectar um por um.
Ao morrer, a vítima tombou seu corpo sobre a cama em que dormia e o rosto permaneceu no travesseiro, este tinha na fronha, a imagem da outrora amada em uma foto ao lado dele, escorrendo o sangue inocente sobre um sonho frustrado e melancólico.
Ambas as cidades clamam por justiça e ela começou. Os próximos dias revelarão novos capítulos e o tempo silencioso não irá parar de correr.
Fonte Blog do Adilson Ribeiro
Compartilhe
Itaperuna Sem Data Prevista para Retorno às aulas
04/07/2020 | 16h06
BNB de Olho:
O prefeito Marcus Vinicius comentou ontem ao noticiar a volta da produtividade para os servidores, (Saiba Mais AQUI)  que o município ainda não tem uma data específica para a volta das aulas e ele  vai aguardar os decretos dos governos Estadual e Federal para decidir a atitude mais adequada a tomar:
“Respeitando sempre as especificidades locais, as necessidades do município” – complementou a secretária municipal de Educação, Saionara Rabelo, que se comprometeu com o prefeito a providenciar os uniformes para os alunos da rede municipal de ensino ao término da pandemia do Coronavírus com o retorno às aulas.
A secretária de Educação anunciou também que o município  vai receber em breve, mais dois ônibus escolares através do FNDE-Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.
BNB com informações do Decom
Compartilhe
Decreto Municipal Retoma Produtividade dos Servidores
03/07/2020 | 13h39
BNB de OLHO
Revogado Decreto de 4 de junho de 2019, que suprimia, retirava, suspendia ou modificava a Produtividade dos Servidores municipais de Itaperuna-RJ
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
DECRETO Nº 6275 DE 03 DE JULHO DE 2020
O PREFEITO MUNICIPAL DE ITAPERUNA/RJ, no uso de suas atribuições que lhe confere o Artigo 101, Inciso I, da Lei Orgânica do Município, bem como o Artigo 10, Parágrafo Único, da Lei Municipal nº 107, de 31 de dezembro de 1976, e o Parágrafo 4º, do Artigo 67, da Lei Orgânica do Município;
- Considerando a Lei nº 026, de 09 de abril de 1996, que concedeu aos funcionários e
servidores da Secretaria Municipal de Educação a gratificação de produtividade, como
estímulo pelo trabalho realizado;
- Considerando a Lei nº 021, de 18 de junho de 1997, com alterações na Lei nº 135, de
23 de abril de 2002, que criou a gratificação por produtividade a ser paga a todos os
servidores que estiverem prestando serviço na Secretaria Municipal de Saúde;
- Considerando que a Lei nº 132, de 22 de abril de 2002, com nova redação dada pela
Lei nº 142, de 13 de maio de 2002, que fixou as gratificações atribuídas aos ocupantes
de cargos, empregos e funções que estejam vinculados à tabela de Vencimentos e
Salários dos Servidores Públicos Municiais;
- Considerando a Lei nº 551, de 18 de novembro de 2011, com alterações na Lei nº 686,
de 27 de novembro de 2014, que dispõe sobre a concessão de gratificação de
produtividade aos funcionários da Secretaria Municipal de Educação e revoga a Lei nº
026, de 09 de abril de 1996;
- Considerando que na forma do Decreto nº 6064, de 04 de junho de 2019, restou
revogado o pagamento destas gratificações aos servidores da Municipalidade;Considerando que a motivação para a edição deste Decreto de nº 6064, de 04 de junho
de 2019, se pautou na Decisão do Tribunal Regional do Trabalho, junto a Ação Coletiva
intentada pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Itaperuna –
SINFUNSERM – Processo nº. 0103167-67.2016.5.01.0471;
- Considerando que, com base naquele Feito Judicial, alegou-se que existiria uma
obrigação de fazer, impondo ao Município o corte da produtividade dos trabalhadores
que foram beneficiados com a incorporação da parcela como Direito Pessoal;
- Considerando ainda que o entendimento era de que o descumprimento daquela Ordem
Judicial acarretaria o pagamento de multa pessoal por descumprimento
- Considerando que, de acordo com a Decisão na Ação Civil Pública impetrada pelo
Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Itaperuna – SINFUNSERM –
Processo nº. 0101526-39.2019.5.01.0471, ficou claro que o comando mandamental
contido no referido Acórdão (Processo nº. 0103167-67.2016.5.01.0471) é no sentido de
o Município "se abster de efetuar a supressão da rubrica produtividade nos termos da
Lei", ou seja, suprimir a parcela produtividade;
- Considerando que a Decisão nos autos do Processo nº. 0101526-39.2019.5.01.0471 o
Juízo reconheceu a discricionariedade do ato de pagamento da rubrica em questão,
afirmando que o Decreto nº 6064/2019 trouxe a “falsa informação de que há
determinação judicial transitada em julgado com eficácia erga omnes”;
- Considerando ainda que na mesma Decisão Judicial acima mencionada ficou
consignado que não se pode atribuir ao Decreto a ideia de “coisa julgada individual”, o
que cogencia, inclusive, a correção técnica do Decreto nº 6064/2019 sobre estes termos;
DECRETA:
Art. 1º - A partir da presente data, fica revogado os efeitos do Decreto nº 6064, de 04 de
junho de 2019, que suprimiu/retirou/suspendeu ou modificou o pagamento relativo à
parcela denominada Produtividade aos Servidores/empregados Públicos desta
Municipalidade.
Parágrafo único – O eventual restabelecimento das rubricas de que trata o Decreto nº
6064, de 04 de junho de 2019, se dará de forma individual pelas vias ordinárias
administrativas.
Art. 2º - O presente Decreto entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as
disposições em contrário.
Itaperuna, 03 de julho de 2020.
MARCUS VINICIUS DE OLIVEIRA PINTO
PREFEITO MUNICIPAL DE ITAPERUNA
Compartilhe
Nota de Esclarecimento da SogaMax
01/07/2020 | 21h03
BNB DE OLHO
Nots Oficial da Sogamax
Compartilhe
Direita Itaperunense se Une e Lança Manifesto
01/07/2020 | 17h19
BNB DE 1ª
Propostas para a próxima gestão municipal 2021-2024.
“ Tendo em vista o expressivo resultado eleitoral obtido pelo campo conservador no município de Itaperuna nas eleições de 2018, assim como o expressivo número de candidatos a prefeito e a vereador que tem identificação com essas pautas, montamos uma lista de sugestões que ajudam na prática a defesa dos interesses conservadores. ”
Sugestões Conservadoras para a Próxima Gestão Municipal 2021-2024
 
1-Aumento do número de atiradores do Tiro de Guerra 01-008 para no mínimo 100, assim como melhoria das atuais instalações segundo orientação do Exército Brasileiro.
2-Aumento do efetivo da Guarda Civil Municipal, garantia de equipamentos e meios adequados ao desempenho pleno de sua função de polícia.
3-Criação de uma Central de Operações que conjugue em suas instalações o atendimento telefônico (e online) de todos os serviços de emergência (nos moldes do 911 norte americano) e um sistema de monitoramento integrado de pontos estratégicos do município.
4-Criação de um Consorcio Intermunicipal para construção de um Aterro Sanitário, coleta e tratamento de lixo nas cidades participantes.
5-Uso de geradores de energia solar em todos os prédios próprios da Administração Municipal.
6-Criação de um Plano Regional para cuidado e uso do Rio Muriaé.
7-Instalação de duas unidades das Escolas Cívico-Militares
.
8-Institucionalização do Método Fônico como regra na alfabetização da rede municipal.
9-Restauração Estética e Física das Praças, Avenidas, Calçadas e Ruas.
10-Reforço nos programas de Saúde da Família como método de Saúde Preventiva.
11-Criar Processos Eleitorais Próprios abertos a votação de todos os eleitores do município sob a fiscalização dos Conselhos Municipais competentes para escolha dos seguintes cargos: Comandante da Guarda Municipal; Diretor e Diretor-Adjunto das Escolas Municipais; Subprefeito.
12-Permitir a criação de novas subprefeituras segundo regulamento criado especificamente para isso e com a devida anuência popular.
13-Desregulamentar a cadeia produtiva do município e aplicar o possível corte de impostos dentro das possibilidades fiscais da administração.
14-Informatização dos serviços prestados pelo município.
15-Corte dos gastos com Cargos Comissionados e dos recebedores por RPA - Recibo de Pagamento Autônomo pela metade.
16-Unificar o regime jurídico dos servidores municipais com a criação e subsequente aplicação de um Plano Integrado de Cargos e Salários, Competências e Remuneração. Neste mesmo Plano já estabelecer o índice (IPCA, IGPM ou afins) como meio de reajuste anual dos salários (que deve incluir os aposentados).
17-Informe periódico e consolidado em audiência pública da arrecadação municipal por bairro, dos repasses estaduais e federais, do pagamento de impostos a União e ao Estado, assim como do gasto com a folha de pagamento. Na mesma audiência apresentar o relatório das contas dos convênios, seu montante, gastos, objetivo e expectativa de conclusão.
Movimento Avança Brasil – Leandro Rocha
Movimento Direita Itaperuna – Samuel Mattos
Movimento Itaperuna é Nossa Terra – Robson Júnior
Compartilhe
Novo Decreto da Pref de Itaperuna no Combate ao Covid-19
30/06/2020 | 19h31
BNB EM 1ª MÃO
A Prefeitura acaba de lançar o DECRETO Nº. 6273 DE 30 DE JUNHO DE 2020, que valerá até o dia 31 de Julho de 2020, prorrogando as medidas de contenção e combate ao Coronavírus. O decreto entra em vigor na data de publicação. Quem desejar ler na íntegra, estará no Diário Oficial do Município.
 
DECRETO 6273/2020 
Art. 17. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogando-se
todas as disposições em contrário.
Itaperuna/RJ, 30 de Junho de 2020.
VITOR MEIRELES GONÇALVES
Procurador Geral do Município
MARCUS VINÍCIUS DE OLIVEIRA PINTO
Prefeito Municipal de Itaperuna
 
Compartilhe
Sobre o autor

Nino Bellieny

[email protected]