Colunista de Vinhos Esteve na ViniBraEXpo no Rio
30/06/2019 | 22h48
Coluna de Vinhos nº 5
Por João Ricardo Rodrigues
De 28 a 30 de junho, o shopping Via Parque na Barra da Tijuca – Rio de Janeiro  foi o palco da ViniBraExpo um evento feito para quem ama ou quer conhecer o mercado e os vinhos nacionais.
O propósito é aproximar o público dos grandes produtores nacionais, proporcionando aos enófilos* a oportunidade única de provar bebidas diferentes e ter acesso a muitos conhecimentos sobre o mundo dos vinhos.
Fotos-João Ricardo Rodrigues
O Brasil é um mercado em ascensão na venda de vinhos finos. De acordo com levantamento da Organização Internacional da Vinha e do Vinho, o Brasil está em 14º no ranking mundial da produção, com 340 milhões de litros produzidos em 2017.
Conforme análise do site Cuponation ainda há muito a ser explorado em nosso mercado. O Brasil aparece em 17º, com 330 milhões de litros consumidos pela população anualmente, o que equivale a aproximadamente 1,7 litro per capita, ou mais ou menos duas garrafas.
Fotos-João Ricardo Rodrigues
Estamos longe dos nossos hermanos argentinos que consomem em média 30 litros per capita.
 Durante esses três dias as pessoas puderam conhecer não apenas os espumantes, já famosos no mercado mundial pelas medalhas conquistadas, mas também os vinhos brancos e os tintos nacionais.
Fotos-João Ricardo Rodrigues
Além da degustação, foi possível participar de bate-papos com a bebida sendo o personagem principal.
Eventos assim são importantes para quebrar o paradigma que o Brasil não produz vinhos finos de qualidade. Hoje podemos encontrar no mercado vinhos brasileiros honestos a preços acessíveis e competitivos.
Na sessão de degustação encontramos diversas vinícolas que trouxeram o melhor dos terroirs brasileiros com destaques para as vinícolas do Rio Grande do Sul que eram a maioria, foi uma excelente oportunidade de degustar vários vinhos e observar as principais características de cada um, além de poder conversar com enólogos* e sommeliers* que representavam as diversas vinícolas.
 
Fotos-João Ricardo Rodrigues
 
Na Masterclass de Adolfo Lona, enólogo que em 1973 chegou ao RS trazido pela Martini e Rossi, principal testemunha a evolução da produção e comercialização dos vinhos e espumantes no Brasil, foi apresentada a história da produção no país, abordando as características de clima e solo que favorecem a produção de qualidade por aqui e os fatores que fazem do Brasil um dos países mais promissores em relação ao consumo de vinhos. 
Fotos-João Ricardo Rodrigues
 
A degustação de uma seleção mais do que especial feita pelo grande especialista, incluiu 5 representativos rótulos, com a exceção da Cabernet Franc, todas as outras uvas já apresentamos aqui na Coluna de Vinhos. 
Fotos-João Ricardo Rodrigues

 
A degustação de uma seleção mais do que especial feita pelo grande especialista, incluiu 5 representativos rótulos, com a exceção da Cabernet Franc, todas as outras uvas já apresentamos aqui na Coluna de Vinhos.
Angheben Pinot Noir, Serra Gaúcha, safra 2018
Aromas frutados, na boca é leve, de poucos e macios taninos e um final agradável e persistente.
  Merlot Vallontano, Serra Gaúcha, safra 2012
Aromas de framboesa, cereja negra e chocolate, equilibrado, com boa estrutura e complexidad
 Peruzzo Cabernet Franc, Campanha, safra 2013
Generoso e potente. A cor é vermelha intensa, com ligeira evolução, brilhante, seus aromas intensos são típicos e o sabor marcante da variedade, macio e persistente.
 Miolo Cabernet Sauvignon Reserva, Campanha, safra 2015
É um vinho de guarda, bem estruturado, que apresenta características próprias para o envelhecimentocom taninos presentes, boa estrutura e equilíbrio. Retrogosto com boa evolução e persistência.
 Vallontano Merlot Batalha Tannat, Campanha, safra 2016
Aromas nítidos a especiarias, frutas roxas e leve nota de cacau. Em boca, vinho de boa estrutura e volume, possui taninos firmes e finos, de final longo e persistente.
 O evento teve praça de alimentação, expositores de queijos e especiarias e uma loja de vinhos. 
Fotos-João Ricardo Rodrigues
 *Enólogo: é o responsável por toda a produção do vinho.
*Sommelier: possui o conhecimento não só sobre as características do fermentado, mas também sua correta harmonização.
*Enófilo: é toda aquela pessoa que apenas aprecia ou estuda sobre a nobre bebida.
Comentar
Compartilhe
Nota da Sec. de Assistência Social de Itaperuna
28/06/2019 | 22h58
BNB EXCLUSIVA
Durante a semana, o Blog falou em 1ª MÃO, sobre uma família acampada na Avenida Porto Alegre no Bairro Cidade Nova em Itaperuna e pediu ajuda. Eis a resposta oficial:
Nota de Esclarecimento 
Relatório sobre as atividades da Secretaria Municipal de Assistência
Social, Trabalho e Habitação de Itaperuna sobre os atendimentos ao casal que se encontra em situação de
rua, com uma barraca improvisada na Avenida Porto Alegre, em Itaperuna / RJ.
Prezado Jornalista Nino Belieny,
É importante inicialmente mencionar que o casal em tela, já era
conhecido dos equipamentos sociais da pasta da SMASTH, sendo ela do Estado da Bahia e ele de uma cidade do Noroeste Fluminense e encontravam-se até as últimas semanas devidamente abrigados por uma pessoa que tinha disposto de uma casa para tal. O casal tomou a decisão de sair da casa por desentendimento com a benfeitora.
Tão logo tomou conhecimento do ocorrido, a equipe do CREAS - Centro
Referenciado Especializado de Assistência Social dirigiu-se até o local para verificar e encontrou o casal já instalado na barraca. A senhora relatou, após o início do atendimento, que não tinha a intenção de voltar para seu Estado de origem e que esperaria, em Itaperuna, a liberação do filho, preso em uma Penitenciária do Estado do Rio, prevista para fim de agosto deste ano.
 
Na noite do dia 25/06 o casal recebeu alimentos e atenção, bem como
foram novamente apresentadas possíveis alternativas para a saída do casal das ruas, sendo reforçado pela senhora que não voltaria para seu Estado de origem até que o filho fosse liberado, para somente então todos voltarem para casa.
Embora veiculado pela imprensa local, as outras 03 (três) pessoas que estavam junto do casal são de Fervedouro MG e são vendedores de produtos de gesso, tendo
residência na cidade de origem e também automóvel, que se encontra estacionado próximo à
barraca.
Os mesmos relataram às equipes que voltariam para casa no dia 26/06 às 11:00 h, porém
não retornaram. A equipe do CREAS voltou no dia 26/06 às 12:00 h e encontrando os mesmos foi relatado por eles que voltariam ainda naquele dia para casa. Já no dia 27/06 os comerciantes de Fervedouro já não foram encontrados pela equipe do CREAS tendo sido informado que os mesmos retornaram a sua cidade de origem.
Verificadas as questões do casal em tela e cumpridos os protocolos, iniciou-se a parte legal e burocrática para as tratativas de ações do poder público frente à assistência
dos mesmos, sendo inclusive realizada pela equipe do CREAS a condução dos mesmos a médicos para um checkup.
No que diz respeito à alocação da família em uma casa, por meio do
Benefício Eventual do Aluguel Social, previsto na Lei 748/2016, o processo legal administrativo deadmissão no benefício eventual, após receber o parecer do Assistente Social, foi protocolado e
devidamente tramitado.
A previsão era de que a residência para o casal fosse liberada ainda
nesta sexta-feira, dia 28/06/2019, o que aconteceu. A equipe de apoio da SMASTH já estava
preparada inclusive para realizar a mudança da família tão logo o parecer final do processo fosse devidamente apensado ao processo.
Entende-se que as pessoas em situação de rua, em geral, possuem
vínculos afetivos fragilizados ou rompidos. Deste modo, o trabalho com este público específico não é a curto prazo. Vale ressaltar, que essa situação de pessoas em situação rua vem de gestões
anteriores e a atual gestão afirma o compromisso de trabalhar em prol também deste público com afinco e atenção que todas as pessoas merecem e terão.
 
Por fim, resta relatar que o casal já está devidamente alocado em uma casa, tendo recebido uma cesta básica, verdura, gás de cozinha, um fogão doado por um munícipe, cobertores, bem como uma cama também fruto de doação.
Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição.
Atenciosamente,
Micheli da Cruz Sales
Secretária da SMASTH
Comentar
Compartilhe
Como ficou o Pros em Itaperuna
28/06/2019 | 09h04
BNB 1ª MÃO
Desde ontem o Partido Republicano da Ordem Social tem novo comando na Cidade da Pedra Preta. Conectada à Família Garotinho, a nova executiva pode ser conferida abaixo. Quem comanda a agremiação no Estado do Rio é a deputada federal Clarissa Garotinho.
PRESIDENTE
ORLANDO CÉSAR LEMOS DE SOUZA
VICE
THIAGO PECLY DE GARCIA COUTINHO
1º VICE
ALEX SANDRO CRISOSTOMO BONDI
SEGUNDO VICE
JOÃO VITOR ROMER BONDI
SECRETÁRIO GERAL
RONALDO MARTINS DE ANDRADE
1ª SECRETÁRIA
SAYONARA FURTADO DE ANDRADE CASTRO
2º SECRETÁRIO
ANSELMO MARTINS GERMANO DA SILVA
 TESOUREIRO GERAL
WELINGTON PEREIRA MELLO
2º TESOUREIRO
PAULO WAGNER DE ALMEIDA UGATTI
 SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO
JORGE LUIZ ROCHA CAMPOS
 SECRETARIA DA MULHER
 CLAUDIA MAGNO ROCHA
 SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO
ELIEZER JORGE RODRIGUES
SECRETÁRIA DE FORMAÇÃO POLÍTICA
RITA DE CASSIA DA COSTA ALMEIDA
 
 
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
É Dura a Vida de Vereador
28/06/2019 | 08h36
BNB 1ª MÃO
Itaperuna-RJ
Eles têm sessão às segundas e quartas-feiras, exceto se caírem em dias de feriado. E para se recuperarem do esforço, dois recessos. Em janeiro e em julho. O próximo começa dia 17 e vai até 05 de agosto.
Comentar
Compartilhe
Abertura de Processo Seletivo para a Saúde-Itaperuna
27/06/2019 | 17h56
BNB de Olho
 A PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPERUNA-RJ, no uso de suas atribuições e com fundamento no artigo 37, inciso II da Constituição Federal Brasileira de 1988 com base nos dispositivos da Lei Orgânica Municipal, das Leis Municipais vigentes, torna pública a realização de Processo Seletivo de Provas e Títulos destinado ao preenchimento de vagas do quadro de servidores da Secretaria Municipal de Saúde e formação de cadastro de reserva, que dão respaldo legal e normatizam as condições estabelecidas no Edital.
 O Processo Seletivo Público se destina ao provimento de 374 VAGAS para empregos de Nível Superior, Nível Médio, Nível Médio Técnico e Nível Fundamental além de FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA para atendimento a novas vagas que surgirem durante a validade do Processo Seletivo.
 As inscrições se realizarão exclusivamente via Internet de 14h00min do dia 27 de junho de 2019 às 16h00min do dia 25 de julho de 2019, no site www.institutoconsulplan.org.br.
O valor da taxa de inscrição será:
a) R$ 70,00 (setenta reais) para os cargos de Nível Superior;
b) R$ 55,00 (cinquenta e cinco reais) para os cargos de Nível Médio e Médio Técnico;
c) R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) para os cargos de Nível Fundamental.
 As provas acontecerão em Itaperuna, nos dias 11 e 25 de Agosto. Os locais de realização da prova escrita para os quais deverão se dirigir os candidatos, serão divulgados a partir do dia 7 de agosto de 2019 (para o 1º dia de provas) e 21 de agosto de 2019 (para o 2º dia de provas) no endereço eletrônico www.institutoconsulplan.org.br.
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Treinamento de Direção Defensiva para Policiais
27/06/2019 | 09h11
BNB em cima de informações da Assessoria de Comunicação do CPA
Mais um curso de Direção Defensiva aos PMs do 6º CPA está acontecendo hoje. Idealizado e ministrado pelo chefe do Estado Maior do 6º CPA, coronel PM Castelano e pelo sargento PM Thadeu Aor, acontece desde o mês de maio em em todas Unidades do CPA (8º, 29º, 32º e 36º BPM), e também para policiais militares da PPM, BPRV, Guarda Municipal de Campos, bombeiros militares e policiais civis.
Até o momento 400 profissionais da Segurança Pública. Eles recebem orientações teóricas sobre  direção defensiva, ofensiva e evasiva, além do treinamento prático de técnicas para melhorar o desempenho em situações de risco, destreza na condução da viatura e redução de acidentes.
Nota do BNB
O treinamento constante de agentes de segurança pública é de de importância vital. Na hora da realidade, os mais treinados levam vantagens em reação condicionada e nas inúmeras variáveis a serem decididas em curto prazo de tempo, significando preservação e salvaguarda de vidas. Nota 10 para o 6º CPA.
Comentar
Compartilhe
Deputado do Noroeste Usa Experiência na AgroPec Estadual
27/06/2019 | 08h26
BNB de Olho
 Como está a Emater?
 A Comissão de Agricultura, Pecuária e Políticas Rurais da  Alerj, fez ontem uma audiência pública com o tema "A ação da Emater-Rio e a importância desta para o desenvolvimento rural do nosso estado".
O deputado Jair Bittencourt conduziu o encontro no Auditório Senador Nelson Carneiro, ao lado do Palácio Tiradentes. A Emater é vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura.
 O objetivo do encontro foi o de tomar conhecimento sobre programas e projetos em andamento, as ações dos extensionistas da empresa e a interlocução com os agricultores e pequenos produtores, bem como as perspectivas para o futuro.
Bittencourt foi secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento no governo anterior, com raro sucesso para um momento à época,  nada bom no geral.
 
 
Comentar
Compartilhe
Deputado Estadual Pede Reforma para Rodovia Estadual
26/06/2019 | 16h22
BNB 1ª MÃO
O deputado estadual Rodrigo Bacellar, do Solidariedade, solicitou ao DER-Departamento de Estrada e Rodagem, obras de reparo, manutenção e limpeza na RJ-228, especialmente no trecho que liga  o sub-distrito  de Conselheiro Josino ao 20º distrito, de Vila Nova, em Campos dos Goytacazes.
Devido ao grande fluxo de automóveis e caminhões, há constantes riscos de acidente.
A RJ-228 é tem 35 Km de extensão, liga o subdistrito de Conselheiro Josino, no entroncamento com a BR-101 ao distrito de Santa Maria de Campos, no entroncamento com a RJ-230. 
NOTA DO BNB
Conselheiro Josino tem porte para ser, mas ainda não é distrito de Campos dos Goytacazes, pertencendo à Vila Nova. É um antigo sonho da população local chegar à esta condição. Com a palavra os vereadores campistas. Alguns informativos de CEP-Código de Endereçamento Postal, registram CJ como se fosse um bairro de Vila Nova de Campos. Erradamente. 
Veja exemplo AQUI
Comentar
Compartilhe
Bomba na Câmara Municipal
26/06/2019 | 10h57
BNB 1ª Mão
Um grupo de vereadores articula um possível pedido de afastamento do prefeito interino de Itaperuna Rogerinho Bandoli Boechat, baseado na licitação do lixo dentre outras coisas.
Comentar
Compartilhe
Novo Delegado na 143ª DP
26/06/2019 | 10h16
BNB com Jorge Luiz
O novo titular da 143ª DP de Itaperuna chama-se Sérgio Elias Santana Júnior. A posse foi na tarde de ontem,  terça-feira, 25 de junho. Ele entra no lugar de Rodrigo Vinicius Andrade Maia, agora na 141ª em São Fidélis.


Comentar
Compartilhe
Família da Bahia Mora na Rua em Itaperuna
25/06/2019 | 12h00
BNB 1ª MÃO
Debaixo de árvores, na Avenida Porto Alegre, dois casais de Juazeiro-BA, com ajuda de itaperunenses ergueram um barraco, onde cozinham, alimentam-se e sobrevivem. Uma das mulheres, a mais nova, está grávida.
Qualquer tipo de ajuda será muito bem-vinda.
Fotos-NB
Fotos-NB
Fotos-NB
Comentar
Compartilhe
A História do Vinho Miolo
25/06/2019 | 08h33
Coluna de Vinhos nº 4- Exclusiva BNB
Por João Ricardo Rodrigues
Como já vimos A região vinícola doRio Grande do Sul possui 4 sub-regiõe conforme mapa abaixo:
 
 
 
 
Hoje falaremos um pouco sobre a sub-região da Campanha Gaúcha.
Ela se situa no extremo sul do país, cobrindo áreas fronteiriças com Uruguai e também com a Argentina, destacando-se os municípios de Santana do Livramento, Candiota, Bagé, Dom Pedrito e Quaraí.
Em 1973, Harold Olmos, pesquisador da Universidade da Califórnia Davis, identificou a região baseando-se em estudos de zoneamento vitícola, como de grande potencial e viabilidade para o plantio de uvas viníferas, o que culminou na implantação da Almadén em Santana do Livramento.
A partir dos anos 90 aos bons preços pagos pelas uvas despertou o interesse de pecuaristas da região que começaram a investir na vitivinicultura*.
De acordo com o perfil bioclimático, baseado no Anuário de Vinhos do Brasil, a Campanha só não é mais quente do que o Vale do São Francisco,(que pertence a outra classificação climática, tropical seco).
Aliás, a Campanha é a região de melhor índice de insolação e a menos úmida de toda a zona meridional do país, considerando as 5 grandes regiões vitivinícolas brasileiras de clima subtropical (Planalto Catarinense, Campos de Cima da Serra, Serra Gaúcha, Serra do Sudeste e a própria Campanha).
Destaques para algumas variedades cultivadas na Campanha: Tannat, Cabernet Sauvignon e Merlot entre as tintas e a Gewurztraminer e Viognier dentre as brancas.
  
Na escolha do vinho dessa semana busquei um que representasse bem a produção de vinhos gaúchos na Campanha Gaúcha, resultando numa tradicional vinícola e uma uva que poderia muito bem ser a nossa uva emblemática. 
A vinícola
A Miolo Wine Group é a maior exportadora de vinhos do Brasil, em suas 4 vinícolas produz uma média de 10 milhões de litros por ano. Sua história inicia em 1989, sendo reconhecida e premiada internacionalmente, entregando produtos em mais de 30 países.
A sede da vinícola fica em Bento Gonçalves no Vale dos Vinhedos que possui Denominação de Origem DO* e atua também na Campanha Meridional e Campos de Cima da Serra, no Rio Grande do Sul e ainda no Vale do São Francisco, na Bahia.
A Uva
A Merlot iniciou sua fama em meados de 1784, devido à crescente qualidade dos vinhos produzidos na Margem Direita do Rio Gironde, em Bordeaux. Atualmente é uma casta que se adapta bem a diversos terroirs, fator que ajudou a difundi-la pelo mundo vitivinícola, porém, é em solo frio e úmido que ela expressa todo o seu potencial.
A França é o país que lidera o cultivo, seguido por Estados Unidos, Espanha, Itália e outros países, como Chile, Austrália e até mesmo o Brasil. O Rio Grande do Sul e seus terroirs têm obtido excelentes resultados com a Merlot que, pela sua boa adaptabilidade ao solo, ao clima e trabalhada com a expertise de vinícolas como a Miolo, tem dado vida a tintos expressivos.
Os aromas dominantes da Merlot geralmente são framboesa, cereja negra, frutas cristalizadas, chocolate e cedro. Em climas frios, variam mais para groselhas e ameixas, enquanto nos quentes, tendem à frutas negras em geleia ou compota. Seus vinhos costumam ter cor vibrante, fruta em evidência, textura suave e sabor rico, com acidez média, bom corpo e taninos macios.
Para harmonizar, escolha pratos à base de queijos duros, carnes vermelhas com média untuosidade, como a fraldinha, maminha, filé-mignon, bife Ancho, carne suína que possua capa de gordura, como a picanha, molhos de massas à base de carnes, embutidos, queijos e cogumelos.
O vinho
Miolo Reserva Merlot, safra 2017, tinto seco.
Foto-JoãoRodrigues
Elaborado com uvas Merlot cultivadas em vinhedos próprios localizados na região da Campanha Meridional, este foi o primeiro vinho engarrafado pela Vinícola Miolo, em 1990.
Apresenta coloração intensa, com tonalidades púrpura e vermelho-rubi.
Aroma de tabaco, café torrado e framboesa.
Vinho encorpado e com ótima persistência no retrogosto.
É um vinho de guarda, bem estruturado, e que pode ser envelhecido por muitos anos.
Harmoniza bem com Carnes vermelhas e grelhados em geral, massas com molhos de cogumelos, funghi, bruschetas, polpetones e vitelas. Acompanha bem brodos, sopas e cremes, pizza, galetos e charcutaria. Também vai bem com queijos leves de massa amarela e mole tipo emmenthal.
Temperatura ideal de consumo: 16ºC.
 
* Vitivinicultura: A viticultura é definida como a ciência que estuda o cultivo da uva. Essa uva não tem só a finalidade de produzir vinhos, como também a produção de sucos, consumo em natura e a produção de uva passa.
Avinicultura, por sua vez é a ciência que tem como objetivo a produção de vinhos, como as duas se complementam, temos avitivinicultura como um conceito mais abrangente dessas definições
*Denominação de Origem (D.O.): estabelece que toda a produção de uvas e a elaboração dos vinhos sejam realizadas na região delimitada sob rigorosas regras técnicas, elevados padrões de qualidade e precisa avaliação sensorial de todos os vinhos.
Comentar
Compartilhe
O dia em que conversei com o criador
21/06/2019 | 20h27
BNB Perfil Exclusivo
Brumadinho-MG, 21 de junho de 2019
NinoBellieny
O homem à minha frente, sentado exatamente no único clarão de sol dentre as imensas árvores, é um criador.
A aparência ajuda. Barba e cabelos brancos semi longos, assemelha-se à clássica imagem de Deus pintada por Michelângelo na Capela Sistina.
A voz é firme, de tenor, pausada e os olhos viajantes por 120 países a ver de tudo sem cansar-se. Escolheu a beleza do todo, fosse escultura, tela, música, pessoas, plantas, animais e lugares.
Agora está no centro de um raio de sol e fala sobre o Brasil, política, acontecimentos, cidades, é uma enciclopédia humana, emana sabedoria e não tem uma sombra sequer de soberba ou arrogância. Ele é simples, e as mãos desenham no ar enquanto falam junto das palavras.
Um passarinho pousa na mesa próxima. O café está cheio de gente, a algaravia não atrapalha a fala do homem que já viu tudo e mais quer ver, não se cansou das paisagens, do mundo girando em volta.
Nascido em família de classe média, saiu da média e foi ao máximo. Gerou e gera empregos, divisas para o país, beleza para milhões de olhos, aquela tornada sua principal missão.
Estamos dentro de uma área de 140 hectares, onde árvores da Mata Atlântica convivem com espécies do mundo inteiro acalmando espíritos sedentos em busca das 23 galerias de arte, espalhadas no antes deserto como costumam ser as fazendas de gado.
Ao falar disto, a satisfação de quem recriou o Paraíso é clara.
O vento passeia em volta ciciando 'Inhotim, Inhotim" nas folhas das palmeiras furando o céu, dizendo aos anjos que, ainda, há esperança de uma nova terra.
A esposa do criador, na mesa ao lado, o olha com olhos de nuvens protetoras.
A manhã vai trocar de turno com a tarde, e eu preciso percorrer de novo os caminhos sem fim do lugar.
Bernardo Paz não tem pressa, nem mesmo quando o chamam. Ele tem foco e diplomacia para continuar o papo e quem vai sair sou eu.
Antes tiramos fotos e neste instante, um filamento da folha de uma pequena palmeira toca o ombro esquerdo dele. Estava explicada a conexão.
Foto: NB
Foto: NB
Palmeira em Inhotim
Palmeira em Inhotim
Arystela e Bernardo
Arystela e Bernardo
Foto: Arystela Rosa Paz
Foto: Arystela Rosa Paz
Agradecimentos:
Izabela Ventura-Assessora de Imprensa do Instituto Inhotim
Cristiano Maciel-Gerente de Operações Inhotim
Mônica Fátima-Guia Turística
Saiba mais sobre Inhotim AQUI
Comentar
Compartilhe
Saiba quais os Shows da 27ª Expo de Cardoso Moreira
18/06/2019 | 11h12
BNB 1ª MÃO
Comentar
Compartilhe
Marco Regulatório do Saneamento Básico: será?
18/06/2019 | 09h58
Projeto de Lei, aprovado no Senado, foi enviado à Câmara dos Deputados
 O Projeto de Lei 3.261/2019, também conhecido como Marco Regulatório do Saneamento Básico, aprovado no Senado no último dia 6, chega à Câmara dos Deputados. Para Luiz Gonzaga, presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (ABETRE), este é um momento decisivo para o fim dos lixões.
 "Temos visto uma resistência muito grande das prefeituras para que sejam prorrogados cada vez mais os prazos de erradicação. Haverá pressão muito grande na Câmara, mas não podemos mais esperar pelo fim dos lixões, que causam tanto mal ao meio ambiente e às pessoas".
 Segundo o presidente da Abetre, há alternativas para solucionar o fim dos lixões, o que invalida as afirmações municipais de que não há dinheiro para a utilização de aterros sanitários adequados. Além disso, há diversos movimentos regionais, como nas assembleias legislativas de São Paulo e do Rio de Janeiro, que também estão buscando soluções.
 
Comentar
Compartilhe
TRE-RJ Vai Fazer uma Audiência Pública
18/06/2019 | 09h50
O TRE-RJ vai promover a audiência pública "Diálogos Regionais para a Construção da Sistematização das Normas Eleitorais" no próximo dia 24, no Centro Cultural da Justiça Federal. Voltado para advogados, magistrados e demais juristas, o evento terá a participação do ministro do TSE Tarcísio Vieira de Carvalho Neto; do ministro do Superior Tribunal de Justiça Luis Felipe Salomão; do presidente do TRE-RJ, desembargador Carlos Santos de Oliveira; do vice-presidente e corregedor, desembargador Claudio Brandão de Oliveira; e da diretora da EJE-RJ, desembargadora eleitoral Cristiane Frota, entre outras autoridades.

A audiência pública faz parte do grupo de trabalho instituído pela Presidência do Tribunal Superior Eleitoral com o objetivo de colher contribuições da comunidade acadêmica e demais interessados na identificação de conflitos normativos, antinomias ou dispositivos da legislação eleitoral que se encontram tacitamente revogados. Ao fim do encontro, será elaborado um relatório com minuta de sistematização das normas vigentes.

Serviço:

Audiência pública "Diálogos Regionais para a Construção da Sistematização das Normas Eleitorais"

Dia: 24/06/2019

Horário: às 10h30

Local: Centro Cultural da Justiça Federal

Endereço: Av. Rio Branco nº 241 - Centro do Rio de Janeiro
Comentar
Compartilhe
Afinal, Rivotril Mata Mais do que Cocaína?
17/06/2019 | 05h48
BNB de Olho
Artigo de site especializado em checagem de notícias sobre Saúde esclarece
Em 23 de julho de 2017, ( reveja AQUI), este Blog republicou um artigo original do site psiconlinews.com, até então sem muita repercussão. Depois do BNB, rendeu milhares de acessos e igualmente comentários contra e a favor. Três dias após, sites famosos falavam sobre o mesmo assunto.
O Portal Drauzio Varela do UOL, postou um artigo de outro site, o Drops, (não conseguimos conectar nem achar no Google) esclarecendo o assunto. O BNB reproduz na íntegra:
Alguns veículos de mídia afirmaram que ansiolíticos como o benzodiazepínicos matam mais que cocaína e heroína. Mas será que essa afirmação é verdadeira? A resposta é não!
 Alprazolam, diazepam e clonazepam estão entre os remédios psiquiátricos mais comumente prescritos no mundo. Esses medicamentos são parte de uma classe de ansiolíticos chamada de benzodiazepínicos (BDZs).
 Os BDZs atuam como calmantes e são utilizados para tratar distúrbios de ansiedade e insônia, entre outros transtornos e doenças. Geralmente são prescritos por pouco tempo, já que seu uso prolongado pode causar dependência química.
 Diversos artigos, como por exemplo o publicado no portal “Saúde iG”, afirmaram que os benzodiazepínicos “matam mais que cocaína e heroína”.
 Será? A Drops conferiu!
 QUEM DISSE? Saúde iG, Rádio Globo, Exame, entre outros. O QUE DISSE? “Droga usada para controlar ansiedade e insônia mata mais que cocaína e heroína.”1
 
 QUANDO DISSE? 26/07/2017
 
 CHECAGEM: FALSO
 As matérias publicadas erram ao deixar de mencionar que o estudo reportado avaliou mortes causadas por BDZs em uma população específica de usuários de drogas injetáveis. Assim, os resultados dessa pesquisa não podem ser estendidos para a população em geral e é FALSO dizer que esses medicamentos matam mais que cocaína e heroína.
 CONTEXTO
 Medicamentos benzodiazepínicos (BDZs) agem no cérebro, reduzindo os sintomas de ansiedade, como os produzidos por ataques de pânico, sentimentos extremos de medo e preocupação ou insônia.2 Os BDZs também são usados na prática médica como relaxantes musculares, para induzir a sedação em cirurgias e outros procedimentos e no tratamento de convulsões e crises de abstinência de álcool. Exemplos de BDZs incluem drogas como diazepam, alprazolam e clonazepam, entre outras.3
 
Os BDZs comprovadamente possuem potencial de causar dependência química. Além disso, o usuário que faz uso prolongado de BDZs pode desenvolver tolerância à droga, aumentando sua necessidade de doses cada vez mais altas para obter o mesmo efeito. Por isso, esses medicamentos são normalmente recomendados apenas para uso ocasional ou por curto período de tempo4, sendo considerados seguros e eficientes nesse contexto, uma vez que seu uso inadequado pode resultar em overdose e até morte.5
 
A confusão em torno da comparação entre o número de mortes causadas pelos BDZ e o de mortes ocasionadas por drogas como heroína e cocaína começou logo após a publicação, em 2016, de um estudo canadense intitulado “O impacto do uso de benzodiazepínicos na mortalidade entre os usuários de polissubstância em Vancouver, Canadá”.
 
 
O QUE DIZ A CIÊNCIA
 
 
A leitura completa, criteriosa e atenta de todo o estudo citado nas reportagens revela que seu objetivo era identificar o efeito do uso de BDZs na mortalidade de um grupo de usuários de drogas injetáveis no Canadá.6 Entretanto, os veículos não mencionam essa característica, e erroneamente estendem os resultados da pesquisa para a população em geral.
 
Os dados encontrados pelos autores do estudo revelaram que, em usuários de múltiplas drogas, o consumo de BDZs foi mais consistentemente associado à mortalidade6, entre todos os fatores avaliados. Já se sabe que a interação de BDZs com opioides é perigosa e aumenta o risco de overdose. Nos EUA, mais de 30% das overdoses envolvendo essa classe de drogas também envolvem BDZs.3
 
Porém, isso não quer dizer que um paciente com uma prescrição médica adequada de remédio à base de benzodiazepina tem um risco de morte maior do que o de um usuário de heroína, como ficou implícito nas matérias citadas.
 
Em 2015, nos EUA, foram reportados 8.791 casos de overdose envolvendo BDZs7. Desses, 85% envolveram o consumo concomitante de opioides. Apenas 1.306 casos foram overdoses de BDZs sem associação com opioides. Esse número é inferior às mortes por overdose de heroína (12.989) e cocaína (6.784 mortes).
 
Os opioides, incluindo tanto os medicamentos legais como as drogas ilícitas, ainda são responsáveis pela maior parcela (63%) do total de mortes por overdose nos EUA.7
 
Ao checar as matérias do “iG Saúde”, “Rádio Globo” e “Exame”, a “Drops” não encontrou evidências que comprovem que o uso de medicamentos BDZz causa um número maior de mortes do que o consumo de drogas como heroína e cocaína. Sendo assim, é FALSO dizer que “Droga usada para controlar ansiedade e insônia mata mais que cocaína e heroína”1
 
 
 
REFERÊNCIAS
 
 
1 http://saude.ig.com.br/2017-07-26/ansiedade-droga-mata.html
 
2 https://www.nimh.nih.gov/health/topics/mental-health-medications/index.shtml
 
3 https://www.drugabuse.gov/drugs-abuse/opioids/benzodiazepines-opioids
 
4 http://www.camh.ca/en/hospital/health_information/a_z_mental_health_and_addiction_information/Benzodiazepines/Pages/default.aspx
 
5 https://www.canada.ca/en/health-canada/services/substance-abuse/prescription-drug-abuse/benzodiazepines.html
 
6 https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27252569
 
7 https://www.drugabuse.gov/sites/default/files/overdose_data_1999-2015.xls
 
 
Sobre o site:
Drops é a primeira plataforma brasileira dedicada exclusivamente a checar o grau de veracidade de notícias sobre saúde veiculadas na imprensa e nas redes sociais, baseados no fact checking e na busca por evidências científicas em publicações indexadas e instituições de referência. Visite: dropslab.org
 
 
NOTA DO BNB
A bula dos medicamentos citados ressalta os vários perigos. A de um dos mais consumidos, o Rivotril, pode ser lida clicando AQUI
Comentar
Compartilhe
Pinot Noir, A Mais Elegante das Uvas
16/06/2019 | 11h34
ExclusivoBNB-Coluna de Vinhos
Por João Ricardo Rodrigues
Como já vimos um dos segredos para se escolher um bom vinho é conhecer as características da uva e do terroir onde ela foi cultivada, assim você vai selecionando quais os vinhos mais agradáveis, diminuindo a chance de errar na compra.
Uma dica é degustar vinhos de uma mesma cepa* cultivadas em terroirs diferentes, sendo perceptível as diferenças mais marcantes.
Hoje falaremos sobre uma uva e uma vinícola das quais gosto muito, recomendo para quem está iniciando no mundo dos vinhos finos, pois é fácil de se beber e com preços acessíveis.
A vinícola
A Vinícola Luiz Argenta fica na cidade de Flores da Cunha-RS, seus vinhedos estão dentro da área que possui a certificação de Indicação Geográfica Altos Montes.
Homenageando o patriarca da família, foi fundada a Luiz Argenta Vinhos Finos, um empreendimento que reúne a tradição de um dos melhores terroirs do Brasil com as mais modernas técnicas de elaboração de vinhos finos.
Em 1999 iniciam o empreendimento adquirindo as terras da Granja União onde foram plantadas as videiras que deram origem aos primeiros vinhos finos do Brasil com projeto inovador e moderno. Já recebendo o título de uma das mais belas vinícola do mundo.
A primeira safra vinificada foi produzida em 2009 e atualmente cultiva 16 variedades de uva, dentre as quais destacamos Pinot Noir,  Chardonnay, Riesling, Moscato Giallo, Merlot, Cabernet Sauvignone e Cabernet Franc.
É possível realizar visitas, degustações orientadas, passeios, colheita das uvas, podas das vinhas e eventos fechados.
A uva
A uva Pinot Noir é uma das mais tradicionais da França, sendo considerada por muitos a mais elegante. Sua terra natal: a região de Côte de Nuits, na Borgonha.
Ela é responsável por vinhos lendários, como o “La Romanée-Conti” produzido em Vosne-Romanée, na Côte de Nuits, Leste da França. Ele é classificado como "Grand Cru" e é considerado o maior vinho da Borgonha e um dos melhores da França.
A Pinot Noir é considerada o contraponto daCabernet Sauvignon. Enquanto a Cabernet produz vinhos encorpados com muita intensidade, a Pinot Noir produz tintos mais leves e com mais aromas. Também pode ser usada no preparo de vinhos de mesa e espumantes e brancos.
Contudo, o Novo Mundo também sabe produzir excelentes vinhos a partir dessa uva. Em países como Chile, Nova Zelândia, Austrália, EUA e Brasil, costumam ser mais maduros, variando de medianos a encorpados, com grande sabor e boa persistência no palato.
Seus aromas mais comuns são amora, cereja, framboesa, especiarias, flores e ervas. Em idade mais avançada, também apresenta toques animais, couro e cogumelos secos.
Salvo raras exceções, os vinhos de Pinot Noir não são muito longevos. Atingem sua maturidade em torno de 8 a 10 anos e permanecem no auge por pouco tempo.
É muito versátil em termo de harmonização. O vinho tinto Pinot Noir combina bem com carnes magras, sopas, queijos brancos, como camembert brie, chocolate amargo, trufas e molho funghi.
 
 
O Vinho
Luiz Argenta LA Clássico Pinot Noir, safra 2018
 Direto do Rio Grande
Direto do Rio Grande / Foto-AnaluciaRodrigues
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Apresenta uma coloração clara, mantendo um tom entre o rosado e o violáceo cor típica da Pinot Noir.
Aroma
Combinação de frutas frescas (morango, framboesa, amora e cereja).
Em virtude dos taninos mais suaves da uva Pinot Noir, o sabor deste vinho é predominantemente fresco, delicado e elegante com um paladar sedoso, de fácil apreciação.
É um vinho tinto que mesmo durante o verão dos países tropicais pode ser apreciado, ou seja uma excelente pedida para um fim de tarde carioca, a temperatura ideal para servir é a 16ºC,e pode ser harmonizado com queijo brie.
 *Cepa – é o tronco da videira de onde brotam os rebentos e podem ser denominadas de diversas outras maneiras podendo ser chamadas de castas, uvas ou variedades. Cabernet Sauvignon, Merlote Malbec, por exemplo, são cepas que vieram de uma única espécie, a vitis vinifera.
 Ela é a mais conhecida e cultivada mundialmente e é possível dizer que existem mais de 10 mil cepas diferentes apenas dentro dessa única espécie.
 João Ricardo estudando o vinho da coluna de hoje
João Ricardo estudando o vinho da coluna de hoje / Foto-AnaluciaRodrigues
Comentar
Compartilhe
Dupla de Ex Mira na Pref de Itaperuna
15/06/2019 | 12h28
BNB 1ª MÃO
Uma dupla focada nas E-2020 está se formando em Itaperuna. Até aí nada demais, várias se formam e se deformam.
Esta é feita por um ex-prefeito e um ex-presidente de Câmara. E se a vaidade não entrar na parceria, pode vingar.
Reuniões já aconteceram.
O BNB dirá em breve.
Comentar
Compartilhe
Tem Poesia na Sexta
14/06/2019 | 10h22
BNB Exclusivo
Alvsaro Marcos Telles
Comentar
Compartilhe
STF Concede Liminar para Retorno de Prefeito
13/06/2019 | 10h03
BNB com O Dia
O presidente do Superior Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli, aceitou pedido de liminar para que o prefeito de Belford Roxo, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho (MDB), volte ao cargo. Ele estava afastado de suas funções no município da Baixada Fluminense desde o último dia 30 de abril, quando foi alvo de uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público estadual (MPRJ).
NOTA DO BNB
A liminar reforça esperança em prefeitos com situação semelhante no Estado do Rio
Comentar
Compartilhe
A Importância do Ausente na Festa de Italva
08/06/2019 | 10h16
BNB EXCLUSIVO
Ontem, sexta-feira, 7 de junho, à noite, na abertura da festa dos 33 anos de emancipação do querido município localizado no Noroeste Fluminense, uma frase entoada por uma voz feminina se destacou dentre os muitos discursos das autoridades:
"Queria agradecer a presença de quem não pode vir."
Comentar
Compartilhe
A Importância do Rótulo na Garrafa de Vinho
08/06/2019 | 09h52
BNB Coluna Vinhos
Por João Ricardo Rodrigues
Como analisar as informações dos rótulos dos vinhos
Continuando a nossa experiência com os vinhos do Rio Grande do Sul, iremos abordar um assunto importante principalmente para quem esta iniciando. Ao entrarmos em uma adega, loja de vinhos ou quando estamos em um restaurante nos deparamos com uma infinidade de marcas, tipos de uvas e outras informações que são importantes para a escolha de um bom vinho.
Para ganharmos confiança em nossas escolhas hoje vamos falar sobre a certidão de nascimento do vinho: o rótulo, feito para saber exatamente o que estamos comprando. É fundamental entender as principais informações contidas nele.
Tudo regido pelo art. 16 Decreto nº 8.198 de 2014.
Basicamente, existem dois tipos:
Rótulos de vinhos do Novo Mundo
Destacam principalmente o nome do vinho e a(s) uvas(s) que o compõem (Merlot, Cabernet Sauvignon, Chardonnay, entre outras). São comuns em vinhos de países como o Brasil, Argentina, Chile, África do Sul, Estados Unidos, Austrália, entre outros.
Rótulos de vinhos do Velho Mundo
Destacam o produtor e a região onde as uvas foram cultivadas (Bordeaux, Champagne, Rioja, Chianti, entre outras).
São comuns em vinhos de países como a França, Itália, Espanha, Portugal, dentre outros.
Como o nosso foco são os vinhos do Rio Grande do Sul, iremos no ater nesse momento somente aos rótulos do Novo Mundo.
Começando:
Nome do vinho
O nome geralmente ganha grande destaque no rótulo, principalmente em vinhos do Novo Mundo.
Muitas vinícolas possuem diversas linhas de vinhos e, para melhor identifica-las, cada linha recebe seu próprio nome.
Nome do produtor
O nome do produtor muitas vezes aparece com destaque e pode ser uma grande empresa ou uma pequena vinícola familiar.
Alguns produtores não dão um nome específico aos seus vinhos, utilizando apenas o nome da própria vinícola, muitas vezes seguido pelo nome da uva e safra.
Tipo de Uva
Muitos vinhos (principalmente do Novo Mundo) apresentam no rótulo uma ou mais uvas que foram utilizadas em sua produção.
Isto ajuda o consumidor a ter uma noção do estilo e sabor do vinho que está comprando, além, é claro, dos pratos que podem harmonizar com ele.
Se produzido com duas ou mais uvas, é nomeado como vinho de corte ou assemblage *A região onde o vinho foi produzido ganha mais destaque em rótulos de vinhos do Velho Mundo, onde indica, muitas vezes, a qualidade superior de um vinho.
Além da região de origem, muitos vinhos dão destaque às sub-regiões – áreas menores com solos e micro-climas de características particulares que encontram-se dentro de regiões maiores.
Geralmente, quanto mais específica a origem das uvas, podendo ser uma sub-região ou até mesmo um determinado vinhedo, mais refinado o vinho e maior o seu preço.
A safra indica o ano em que as uvas foram colhidas.
É uma informação muito importante, já que alguns vinhos podem melhorar com o tempo, enquanto outros perdem suas melhores características.
De modo geral, a maioria dos vinhos brancos e rosés devem ser consumidos dentro de 2 ou 3 anos, enquanto a maioria dos tintos em até 5 anos.
Existem também os vinhos de guarda, aqueles que podem evoluir por muitos anos e até mesmo décadas.
Os vinhos que não apresentam a safra no rótulo, como a maioria dos vinhos espumantes e vinhos do Porto, são aqueles produzidos com uvas colhidas em diferentes anos.
Premiações
Essas medalhas são dadas em diversas competições que acontecem ao redor do mundo onde os vinhos são avaliados por juízes que são experts na indústria do vinho: há blogueiros, imprensa especializada e até mesmo profissionais com títulos de Master of Wine e Master Sommelier, que são as graduações máximas que se pode atingir como especialista em vinho.
Grau Alcoólico
Quantidade de álcool presente na bebida, varia de acordo com vários aspectos de cada vinho.
Volume da garrafa
Expressa a quantidade de bebida na garrafa: a mais comum é de 750 ml.
Tipo de Vinho
Como já vimos temo os vinhos de mesa e finos e outras especificações que veremos com mais detalhes em outras avaliações
Bom essas são as informações básicas, algumas vinícolas colocam no verso da garrafa o contra-rótulo com mais informações sobre a vinícola, harmonizações, métodos de produção e outras.
A cada vinho aqui apresentado iremos postar a analise do rótulo.
Bom, vamos ao vinho de hoje:
Produzido pela Cordelier de Fante, industria de bebidas localizada na maior cidade produtora de vinhos do Brasil: Flores da Cunha, na Serra Gaúcha, o Equilibrium Cordelier safra 2013, é um corte tinto composto de Cabernet Sauvignon, Merlot e Ancellotta, com estágio de 12 meses em barricas de carvalho.
João Ricardo Rodrigues
Avaliação
Surpreendeu-me, entrega bem mais do que custa. De cara mostra um forte aroma floral, confirmado no palato, depois de um tempo aparecem especiarias, fruta madura, que justificam seu nome: Equilíbrio.
Apesar de o aroma ser o carro chefe, não deixa a desejar no paladar. Mantém as notas aromáticas com bons taninos integrados, álcool e acidez na medida e boa personalidade.
Macio, final médio e saboroso. O rótulo indica que tem potencial de guarda, mas não paguei pra ver, quem sabe na próxima.
Harmonizei com picanha na tábua, mas também pode ser com queijos de massa dura, massas com molhos fortes, pizzas, carnes vermelhas e carnes de caça.
 
* Vinhos de corte ou vinhos de “assemblage”:
Como já vimos, os vinhos feitos com apenas uma variedade de uva são chamados varietais ou monocastas. Já os vinhos elaborados com mais de uma uva são chamados de vinhos de corte ou vinhos de “assemblage” (traduzindo do francês, mistura).
Mas para que se misturar as uvas para se fazer um vinho? Cada uva tem suas características e dão origem a vinhos de sabores, aromas e cores diferentes. Misturando na quantia certa as proporções de algumas uvas, podemos obter mais cor, mais corpo, menos acidez, mais equilíbrio…
Ou seja, o que quisermos. Essa é na verdade a grande arte do enólogo. Saber com exatidão as características de cada uva e fazer os assemblages de maneira a elaborar vinhos equilibrados e que traduzam a personalidade da vinícola e do terroir da região.
*Vinho adquirido no Emporium Gourmet – Boa Vista Roraima.
Comentar
Compartilhe
STJ Também Mantêm Afastamento de Prefeito
07/06/2019 | 11h11
BNB de Olho
Matéria publicada originalmente em a Tribuna NF (Clique em cima do nome do site e leia a matéria inteira)
O Presidente do STJ-Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, negou na noite da recente quinta-feira um pedido de liminar impetrado pela defesa do prefeito afastado de Itaperuna Dr. Marcus Vinícius.
 
 
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
URGENTE! Advogados do Prefeito Ainda no TJRJ
05/06/2019 | 17h01
 EM 1ª MÃO
Resta ao Prefeito MV o julgamento do agravo de instrumento, recurso que toda a vez que se tem uma decisão com a qual o autor não concorde, ele pede à uma instancia superior uma revisão da decisão tomada pela inferior.
O que foi julgado hoje foi um agravo interno da decisão que não suspendeu a liminar do juízo da Vara da Fazenda Publica de Itaperuna e afastou MV
O agravo de instrumento ainda será julgado pela 2ª Câmara do TJRJ.
Ainda não se sabe quando.
REVEJA NOTA ANTERIOR AQUI
Comentar
Compartilhe
Prefeito Teve o Recurso Julgado
05/06/2019 | 16h33
BNB de 1ª MÃO
Rio/Itaperuna
Acabou o julgamento no TJRJ. Eis o resultado:
Marcus Vinícius de Oliveira Pinto não conseguiu desta vez. Hoje foi julgado o agravo interno e negado.
Ainda restam outros caminhos jurídicos.
COMO ESTE AQUI
Comentar
Compartilhe
Vereador Repudia Corte de Árvores
05/06/2019 | 14h27
BNB de Olho
Nota de Repúdio do vereador Glauber Bastos à justificativa da Prefeitura de Itaperuna sobre o corte das árvores na Av. Zulamith Bittencourt.
(Reveja a nota da PMI AQUI)
 
Ótimo presente para a população nesse 5 de junho Dia Mundial do Meio Ambiente. Em vez de estar plantando árvores estão justificando o corte de árvores. Isso já é lamentável.
 
Mas vamos lá: Demorou mas até que enfim uma nota!
 
A galeria pluvial é subterrânea e eles poderiam fazer outro trajeto SIM!! Já consultei engenheiros, arquitetos e especialistas e até funcionários da empresa que estão fazendo a obra. Eles fizeram esse trajeto porque fica mais barato cortar árvores do que mudar o curso que vai de encontro a um duto da cedae que passa na avenida.
 
7 árvores foram cortadas em compensação a empresa doou 10 mudas para cada árvore cortada. Muito pouco. Isso é uma vergonha!!
 
Para cada árvore daquela deveria ser obrigado essa empresa plantar mais de 100 mudas na cidade. Fazer um viveiro e trazer reparos suficientes do dano gerado ao meio ambiente e a história de nossa cidade.
 
Ficou muito fácil para empresa que comanda essa obra cortar árvores! Vão querer cortar mais se isso não for mudado! Sou a favor da obra mas sou contra essa forma que estão fazendo! Lamentável.
 
Em vez de cortar árvores temos que plantar árvores. Aprendemos isso na escola. Triste realidade desse desmando em Itaperuna.
Comentar
Compartilhe
Nota da Sec de Ambiente Sobre Corte de Árvores na Avenida
05/06/2019 | 10h57
NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria Municipal do Ambiente - SEMAI, da Prefeitura de Itaperuna, informa que, em virtude das obras de drenagem da BR 356, realizadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, que atravessa toda extensão do município, foram cortados sete vegetais da espécie Oiti na Av Zulamith Bitencourt, próximo ao Hotel Ibis.
A Secretaria esclarece que a autorização foi avaliada e o local foi vistoriado pelo engenheiro florestal da Secretaria para o corte desses vegetais, já que não havia condições de modificação do projeto de passagem dos dutos de drenagem e, assim, impossibilitando a empresa dar continuidade aos trabalhos.
Esclarece também que a ação se fez necessária uma vez que os subsolos nas outras laterais da avenida estão com rochas, cabos telefônicos, elétricos, e redes de água e esgoto, por isso, a retirada das árvores foi autorizada e compensada pela empresa com 70 mudas de árvores doadas à Secretaria.
A administração atual não está omissa aos projetos e ações que afetem a população itaperunense e o desenvolvimento da cidade, e também trabalha em conjunto com a empresa responsável, onde busca estabelecer critérios que reduzam os impactos ambientais, sociais e de locomoção.

#PrefeituradeItaperuna
Foto das árvores cortadas, divulgada ontem nas redes sociais abertas e privadas.
 Local de onde foram retiradas as árvores
Local de onde foram retiradas as árvores / Foto Sem Autor Definido

#Itaperuna
Comentar
Compartilhe
Julgamento do Prefeito Vai ser hoje à tarde
05/06/2019 | 10h48
BNB de Olho
Como em uma final de Copa do Mundo a cidade de Itaperuna vai acompanhar o julgamento do prefeito temporariamente afastado, Marcus Vinícius de Oliveira Pinto.
O Tribunal de Justiça vai julgar a partir das 13:30h de hoje, o mérito do recurso do agravo de instrumento impetrado pela defesa do prefeito para retornar à cadeira de 01 do município.
BNB com informações do site do TJRJ e do Jornal Independente, Ereci Rosa.
Comentar
Compartilhe
Trio se Encontra no Rio para pensar as eleições municipais no Noroeste
04/06/2019 | 20h23
BNB 1ª MÃO
Reuniram-se hoje no Palácio Guanabara, sede do Governo Estadual, no Rio, Roberto Motta, assessor especial do governador Wilson Witzel-PSC e segundo suplente de Deputado Federal do PSC-RJ, o arquiteto & urbanista Guilherme Fonseca, (integrante da transição do governador como coordenador da área de Saneamento) e Alessandro Martello Panno, secretário geral do PSC Nacional e presidente estadual do partido. 

Na pauta o principal assunto: eleições municipais do ano que vem em Porciúncula, Noroeste Fluminense.
Foto: AMP
Comentar
Compartilhe
Como Está o Partido de Bolsonaro em Itaperuna
04/06/2019 | 08h37
BNB 1ª MÃO

No rumo das eleições municipais de 2020 o PSL, partido do Presidente da República Jair Bolsonaro, começou a viabilizar o Conservadorismo na Cidade da Pedra Preta. A coalização que compõe o Diretório é feita pelos movimentos populares Sociedade 7 de Setembro, Direita Itaperuna e Avança Itaperuna.

A Presidência no município é exercida pelo ativista político e professor Robson de Almeida Junior, filho do ex-vereador Robson de Almeida. Os  demais são: Roosevelt Ferreira Bauer, médico; Renato Alves da Cruz, empresário; Ivandir Carvalho de Faria, professor; Waddington Sharman Fernander Pereira, estudante de Direito; Leonardo Fonseca de Souza, taxista; Valéria Nazareth de Oliveira Godoi, também professora e instrutora de Libras.

Embora o Governo Federal esteja em uma queda de braço com a Educação, no município de Itaperuna a categoria comanda o partido.
Ontem foi noite de mais uma reunião dos grupos.
Comentar
Compartilhe
Ambulatório do CAPS é Arrombado
03/06/2019 | 09h04
BNB 1ª Mão
O local é onde funciona o Centro de Assistência Psicossocial da Prefeitura de Itaperuna-CAPS, próximo ao HSJA-Hospital São José do Avaí,Rua Rui Barbosa, Centro, e amanheceu vandalizado. O respeitado GAT do 29º BPM está resguardando a área até a chegada da perícia.
Segundo funcionários, foram destruídos mobiliários e alimentos, causando uma bagunça generalizada e forte prejuízo, sem até o momento, sinal de furto, além de uma agressiva pichação contra um político em evidência na cidade.
O repórter policial Jorge Luiz também acompanha o caso. 
 
 
Comentar
Compartilhe
Põe na Ata Presidente!
03/06/2019 | 08h34
BNB Exclusivo
Monica Console Monteiro*
 
Põe na ata, presidente!
O povo está carente!
O povo está doente!
O mosquito é competente
e o poder é negligente.
 
Põe na ata, presidente!
Que a cidade está esburacada,
emendada, empoeirada
e ignorada.
 
Põe na ata, presidente!
Que a política atualmente
não escuta a nossa gente,
Ou faz que não entende
E o povo vive descrente.
 
Põe na ata, presidente!
Que o povo é inteligente
E está de olho nessa gente
Que em 2020 quer ser reincidente
 
Põe na ata, presidente!
Que o povo está cansado
De ser enganado e negado
E por isso, não vai ficar parado.
 
Põe na ata, presidente!
Que o momento é decadente
Quem pode não nos defende
Mas exclui e ofende.
 
Põe na ata, presidente!
Que o povo é prudente
E cansou de ser indigente
Nesta terra sem “agente”.
 
Põe na ata, presidente!
Que o momento é urgente
E diz pra essa gente
Que o povo é exigente.
 
*Mônica é graduada em Pedagogia
Comentar
Compartilhe
A Poesia das Segundas
03/06/2019 | 08h27
BNB Exclusivo
Alvaro Marcos Telles
Alvaro MT
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Para acompanhar a Poemisa, acesse:
 
www.facebook.com/alvaro.m.teles
www.instagram.com/alvaromarcosteles/
Comentar
Compartilhe
Nota Oficial da SecSaúde sobre Suposta Venda de Consultas
01/06/2019 | 16h33
BNB de Olho
Caso ocorreu esta semana, reveja AQUI . Abaixo o comunicado da Secretaria e da Prefeitura:
Comentar
Compartilhe
O Fantástico Rio Grande dos Vinhos
01/06/2019 | 11h55
BNB COLUNA
JOÃO RODRIGUES*
A convite do meu amigo Nino Bellieny, irei escrever para o seu Blog sobre uma coisa que gosto muito, que é tomar um bom vinho.
Há algum tempo venho escrevendo sobre os vinhos do Rio Grande do Sul, minha terra natal.
O Rio Grande devido à colonização europeia e clima propicio ao plantio das videiras sempre teve a tradição na produção de vinhos, principalmente os de mesa e a partir da década de 90 as vinícolas começaram a investir na produção de vinhos finos aos quais eu dedicarei a minha atenção.
O mundo dos vinhos é vasto, tanto em variedades, sabores, aromas e outras tantas especificidades que fazem parte da degustação da bebida de Baco. Ao longo de nossas experiências irei relatar aqui no blog.
Mas sempre lembrando, “que o bom vinho é aquele que bebemos com os nossos amigos”.
O Rio Grande do Sul é o estado brasileiro com condições climáticas mais favoráveis para a vinicultura de qualidade, estando sua parte centro sul inserida na faixa teoricamente perfeita para esse fim, genericamente definida entre os paralelos 30º e 50º.
Entretanto, o regime de chuvas reinante no estado é geralmente mais volumoso que o desejado, levando por vezes os vinhedos a um excesso de umidade justamente no final da maturação das uvas. 
 
 
 Adega em Roraima, foto feita pelo autor do texto
Adega em Roraima, foto feita pelo autor do texto / João Rodrigues
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A região vinícola do Rio Grande do Sul possui 4 sub-regiões: Campanha Gaúcha, Campos de Cima da Serra, Serra do Sudeste e Serra Gaúcha.
 
 Vamos começar por uma vinícola da região mais conhecida que é a Serra Gaúcha, a Vinícola Casa Perini localizada no Vale Trentino na cidade de Farroupilha entre as belas colinas e videiras que compõem o cenário deste terroir*.
O vinho escolhido foi um varietal* da uva Tannat, safra 2017.Um pouco sobre a uva Tannat; A variedade Tannat é proveniente da França, mais precisamente de uma região localizada próxima aos Pirineus, chamada Madiran e atualmente ela é reconhecida com a uva emblemática* do Uruguai, onde também é chamada de Harriague.
Essa casta tem se adaptado com perfeição a região da Campanha Gaúcha, caracterizada pelo Bioma Pampa com longas horas de sol, fazendo com que a planta concentre açúcares e matéria corante, conseguindo equilibrar sua elevada carga tânica.
Devido sua alta concentração de taninos*, é amplamente utilizada em cortes, geralmente com as famosas Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon, onde geralmente resulta em exemplares ricos em aromas e sabores, buscando sempre deixá-la mais delicada.
Outra forma de suavizar seus taninos é a clássica passagem por barricas de carvalho, onde diversas reações ocorrerão para que o resultado possa ser o mais equilibrado possível.
Vamos ao vinho; característico da uva tannat apresenta muita cor, aromas intensos lembrando baunilha e frutas vermelhas, na boca tem a presença marcante dos taninos , porém agradável no final, harmonizei com presunto cozido e queijo gouda temperado, mas também harmoniza bem com carnes vermelhas.
*Terroir: é uma palavra francesa sem tradução em nenhum outro idioma. Significa a relação mais íntima entre o solo e o micro-clima particular, que concebe o nascimento de um tipo de uva, que expressa livremente sua qualidade, tipicidade e identidade em um grande vinho, sem que ninguém consiga explicar o porquê.
*Vinho varietal: são elaborados a partir de uma única variedade de uva ou com grande predominância de uma mesma variedade são denominados vinhos varietais. *Uvas emblemáticas: apresentam pontos em comum, são sempre importantes no país ou região que as adotou, mas não necessariamente no país de origem; seu nome vem estampado nos rótulos dos vinhos.
*Taninos: Trata-se de um polifenol presente na casca e nas sementes da uva e que, quando mantidas em contato com o mosto, é transmitido ao vinho, trazendo a sensação de adstringência ao paladar. Os taninos são presentes nas cascas e no engaço das uvas.Vinho degustado na adega Casa Freitas em Boa Vista – RR.
INGLÊS
João Rodrigues *
At the invitation of my friend Nino Bellieny, I will write to your blog about something that I like very much, that is to take a good wine. For some time now I've been writing about the wines of Rio Grande do Sul, my native land.
The Rio Grande due to the European colonization and favorable climate for the planting of the vines always had the tradition in the production of wines, mainly the ones of table and from the decade of 90 the wineries began to invest in the production of fine wines to which I will dedicate my attention.
The world of wines is vast, both in varieties, flavors, aromas and other specificities that are part of the tasting of the Bacchus drink and throughout our experiences I will report here on the blog.
But always remembering, "that good wine is the one we drink with our friends".
Rio Grande do Sul is the Brazilian state with more favorable climatic conditions for quality viniculture, with its south central part inserted in the theoretically perfect range for this purpose, generically defined between the 30º and 50º parallels.
However, the rainfall regime prevailing in the state is generally more voluminous than desired, sometimes leading the vineyards to an excess of moisture at the very end of ripening of the grapes.
The wine region of Rio Grande do Sul has four subregions: the Gaúcha Campaign, Campos de Cima da Serra, the Serra do Sudeste and the Serra Gaúcha. Let's start with a winery of the most known region that is the Serra Gaúcha, the Vinícola Casa Perini located in the Trentino Valley in the city of Farroupilha between the beautiful hills and vines that make up the scenery of this terroir *. The wine chosen was a varietal * of the Tannat grape, 2017 vintage.
A little about the Tannat grape; The Tannat variety comes from France, more precisely from a region located near the Pyrenees called Madiran and is currently recognized with the emblematic grape of Uruguay, where it is also called Harriague. This caste has been perfectly adapted to the region of the Gaucha Campaign, characterized by the Pampa Biome with long hours of sun, causing the plant to concentrate sugars and coloring matter, managing to balance its high tannic load.
Due to its high concentration of tannins, it is widely used in cuts, usually with the famous Merlot, Cabernet Franc and Cabernet Sauvignon, where it usually results in specimens rich in aromas and flavors, always seeking to make it more delicate.
Another way to soften your tannins is the classic passage through oak barrels, where various reactions will occur so that the result can be as balanced as possible.
Let's go to the wine; characteristic of the grape tannat presents a lot of color, intense aromas resembling vanilla and red fruits, in the mouth has the remarkable presence of the tannins, however pleasant in the end, harmonized with cooked ham and tempered gouda cheese, but also harmonizes well with red meat.
* Terroir: is a French word without translation in any other language. It means the most intimate relationship between the soil and the particular micro-climate, which conceives the birth of a type of grape, which freely expresses its quality, typicality and identity in a great wine, without anyone being able to explain why.
* Varietal wine: are made from a single grape variety or with a large predominance of the same variety are called varietal wines.
* Flagship grapes: they have points in common, they are always important in the country or region that adopted them, but not necessarily in the country of origin; its name is stamped on wine labels.
* Tannins: It is a polyphenol present in the bark and the seeds of the grape and that, when kept in contact with the must, is transmitted to the wine, bringing the sensation of astringency to the palate. The tannins are present in the bark and in the grapes. Wine tasted in the Casa Freitas winery in Boa Vista - RR.
* João is a gaucho from Santo Ângelo, MBA in Public Management, Lieutenant of the Brazilian Army, Commands & Special Forces, has carried out missions and courses in several continents.
Comentar
Compartilhe