Senador da República Esteve em Itaperuna
31/07/2019 | 19h38
BNB 1ª Mão
O senador Randolfe Rodrigues, do Partido Rede Solidariedade, esteve em Itaperuna, no sábado recente, na formatura de Medicina da Unig. Na foto, ele e o ex-presidente da Câmara Municipal local, Alexandre da AutoEscola.
ft excl
Comentar
Compartilhe
2020 Vem Aí
31/07/2019 | 19h22
BNB 1ª Mão
Reuniões de Olho no Futuro
Ontem, terça-feira, 30 de julho, mais uma ocorreu em uma residência na subida do Morro dos Médicos: Estiveram lá Décio Macedo, Isaac Siqueira, João Neto, Alexandre Seródio, Fátima Lima, José Geraldo Pardal Esposti, Luisa Monteiro, Fernanda Malafaia, Henrique Couto, Stephanie Martins Victor
ia Pillar, Arthur Boechat, Djalma Zanon, Vinícius Bastos e Sara Ribeiro.

Comentar
Compartilhe
Comando de Policiamento de Área e os Números da Segurança
31/07/2019 | 19h10
Em coletiva à imprensa no auditório da 6 RISP, na tarde desta quarta-feira , dia 31, o Comandante do 6 Comando de Policiamento de Área, Coronel Vollmer e o Diretor do 6 Departamento de Polícia de Área, o delegado civil Geraldo Rangel, divulgaram os dados oficiais dos indicadores estratégicos de criminalidade de todo Norte/ Noroeste Fluminense, que foram reduzidos comparados ao 1º semestre de 2018. Essa é a segunda vez (a primeira foi no 1 semestre de 2015), que a 6 RISP atingiu todas as metas de redução dos indicadores estratégicos de criminalidade no estado, no Prêmio Produtividade – RISP´s (6º CPA e 6ª DPA) e no Prêmio Produtividade das AISP´s, que contempla o 8º BPM, 29º, 32 , 36º BPM, 134 DP, 146º DP, 138ª DP, 139ª DP, 140ª DP, 143ª DP, 144ª DP, 148ª DP, 121ª DP, 122ª DP, 123ª DP, 128ª, 130ª DP, 135ª DP, 136ª DP, 137ª DP, 142ª DP e 155ª DPA.

Em toda área do 6º RISP, houve uma redução de 31% na letalidade violenta, em 20% no roubo de rua, em 35% no roubo de veículo e em 25% no roubo de carga. No AISP 8 (Campos, São Fidélis, São Francisco e São João da Barra), houve uma redução de 26 % na letalidade violenta, em 19% no roubo de rua, em 16% no roubo de veículo e em 15% no roubo de carga.
Na AISP 29 (Itaperuna, Laje do Muriaé, Porciúncula, Natividade, Varre- Sai, Bom Jesus do Itabapoana, São José de Ubá, Cardoso Moreira e Italva), a letalidade violenta foi reduzida em 34%, o roubo de rua em 50% e o roubo de carga em 100% comparado ao esmo período do ano passado.
Na AISP 32 (Macaé, Rio das Ostras, Conceição de Macabu, Casimiro de Abreu, Quissamã e Carapebus) houve uma redução de 43 % na letalidade violenta, em 13% no roubo de rua, em 43% no roubo de veículo e em 29% no roubo de carga.

E, na AISP 36 (Santo Antônio de Pádua,Itaocara, Aperibé, Miracema, Cambuci e São Sebastião do Alto), a letalidade violenta foi reduzida em 35%, o roubo de rua em 20%, o roubo de veículo em 33% e o roubo de carga em 75%. Os dados comparados ao mesmo período (janeiro a junho) do ano anterior.
Para o Comandante do 6º CPA, Cel PM Vollmer e o Diretor da 6 DPA, o delegado civil Dr. Geraldo Rangel, o prêmio é resultado de um trabalho árduo e conjunto entre as polícias militar e civil. “ Sem a integração entre a PM e a Civil esse resultado não seria possível. Vamos continuar trabalhando duro para no 2 semestre diminuirmos mais ainda a criminalidade em todo norte e noroeste fluminense”, afirmou o comandante do 6 CPA.

Criado em 2009, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados é um modelo de gestão por desempenho, que tem como principal objetivo desencadear ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime e estabelecer as metas para a redução da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade em todo o estado do Rio de Janeiro.
Comentar
Compartilhe
Presidente do Cidadania Visita Partido em Itaperuna
20/07/2019 | 13h40
BNB 1ª MÃO
No final da tarde de ontem, 19 de julho, Comte Bittencourt, presidente estadual do Cidadania 23 (ex-PPS), esteve em Itaperuna, reunindo-se com a presidente municipal do partido na cidade, Fernanda Malafaia e demais filiados  como Alessandre Seródio, o ex-secretário de cultura, Henrique Couto e Vinícius Bastos, presidente do Grupo de Escoteiros de Itaperuna. Na reunião, além de assuntos partidários, foram discutido os rumos do grupo #aforçadaNOSSAcidade.
 
 
Selfie
 
Comentar
Compartilhe
Quanto custa um bom vinho
14/07/2019 | 18h04
BNB
Coluna de Vinhos
Por João Ricardo Rodrigues
A Dica da semana

Quanto custa um bom vinho? Essa pergunta sempre entra em pauta quando falamos da bebida
de Baco!

Aquele ditado “quanto mais caro melhor” não é uma premissa quando escolhemos um vinho,
muitos têm um preço alto demais por mera especulação de mercado ou marketing, em diversas
degustações às cegas* realizadas por especialistas, esses acabaram por avaliar vinhos de preços
menores como de qualidade superior. A verdade é que teremos diversas variáveis que
influenciam a nossa escolha; como gosto, situação econômica, o momento da apreciação do
vinho (especial ou no dia-a-dia) e outras que são de aspectos pessoais que influenciam na
disposição de se pagar mais ou menos por um vinho.

Um fator que influência diretamente os preços dos vinhos são os tributos ou subsídios
praticados nos locais onde as vinícolas estão instaladas, um estudo realizado pela crítica
britânica de vinhos Jancis Mary Robinson concluiu que os custos médios da produção do vinho
na Europa ficam entre 8£ e 40£, para os vinhos brasileiros que tem uma tributação maior e
muitos produtores estão aportando grandes somas em investimento, poderemos encontrar vinhos
honestos em sua qualidade na faixa de R$ 50 a R$ 180,00.

Antes de comprar o seu vinho pesquise e compare os preços, lembrando que se consumido em
um restaurante o preço será bem maior devido aos custos de serviços estarem agregados ao
valor final, alguns restaurantes permitem que o cliente leve o seu vinho, porém cobram a taxa de
rolha que é um adicional cobrado dos clientes, por levarem o seu próprio vinho de casa para
serem consumidos no estabelecimento.
Outra solução para não errar é frequentar eventos ou confrarias onde seja possível degustar
diversos vinhos de variados preços, regiões e uvas diferentes adquirindo a expertise necessária
para identificar vinhos confiáveis a preços justos.

O Terroir
Hoje saímos um pouco da rota dos terroirs mais conhecidos do Rio Grande do Sul para
conhecermos uma região que fica no noroeste do estado, antes dominada pelo cultivo da
soja e do milhoe que hoje envolve vários produtores da vitivinicultura.
A proximidade com o Rio Uruguai, influência o ciclo da videira que inicia alguns dias
antes do que nas regiões vitivinícolas tradicionais do Sul do Brasil, consequentemente a
colheita se dá também algumas semanas antes, essa precocidade na produção das uvas
evita as chuvas que ocorrem, normalmente, a partir do mês de abril e que podem
prejudicar a fase de maturação e colheita da uva.
A região também apresenta uma boa amplitude térmica, diferença da temperatura do dia para a noite chegando a ultrapassar a casa do 8° C favorecendo as altas intensidades de cor dos vinhos tinto, bem como a perfeita maturação dos taninos da uva.

A Uva
A Malbec é uma uva tinta originária da região de Cahors e também presente em Bordeaux na
França onde é utilizada para produção de vinhos de corte. É uma casta muito semelhante a
Merlot, e com a mesmas características de cor rubi violácea, sabor maduro de frutas secas e
especiarias; no paladar nota-se um leve adocicado, devido principalmente aos taninos redondos
e elevado teor alcoólico que alcança. Capaz de produzir vinhos de guarda; sendo que em menos de 3 anos apresenta vinhos desequilibrados, onde álcool, acidez e taninos guerreiam contra o consumidor.
Os mais envelhecidos, se foram bem produzidos, apresentarão grande harmonia, bom corpo, e
longo fim de boca (com leve amargor). Harmoniza-se com carnes vermelhas, churrasco,
feijoada, e queijos fortes, pois tem taninos fortes, mas não agressivos.
Encontrou condições excelentes na Argentina que é responsável por 57% da produção mundial
se tornando a uva emblemática do pais, a Malbec argentina por características do terroir produz
vinhos frutados, muito macios, de bom corpo, cor escura e tânicos, para serem consumidos
ainda jovens.

A Vinícola
Localizada na cidade de Crissiumal a Vinícola Weber é uma vinícola boutique*, que
elabora vinhos com qualidade e tipicidade. Quando tudo começou, a produção de vinhos
acontecia no porão de casa, e era destinada apenas para amigos e familiares, essa
tradição foi sendo passada de pai para filho, até chegar nas mãos do atual proprietário, Sr
Décio Weber, que resolveu arriscar um pouco mais, e produzir um volume maior para o
comércio local.
No ano de 2000 a vinícola foi inaugurada com foco na elaboração de lotes pequenos de
vinhos e espumantes.
A Vinícola é aberta para visitação com agendamento prévio.

O Vinho
VINHO INSTANTES MALBEC, SAFRA 2017
No visual, possui coloração rubi intensa com lagrimas esparsas.
Aromas de café tostado, madeira verde, um leve mentolado e um toque de framboesa.
Em boca apresenta taninos bem macios, corpo mediano, persistência razoável e notasse uma
breve passagem por madeira.
Temperatura ideal de 16 a 18 C.
Teor alcoólico 13 % Vol.
Somente 2300 garrafas produzidas.
Preço médio entre R$ 58,00 e R$ 75,00

*Vinícola boutique: caracteriza-se pela produção limitada,ao contrário das vinícolas que
produzem em grande escala,os pequenos produtores deste tipo de vinho investem muito mais
tempo e cuidados no tratamento da uva, sem que sejam necessários processos “mirabolantes” de
vinificação.
*Degustação às cegas: é quando os degustadores não sabem qual é o vinho que irão
experimentar. Pode ser realizada por profissionais em concursos ou para artigos de revistas
especializadas ou como forma instrutiva para que possamos notar as características do vinho
sem ser influenciado pelas informações do rótulo.
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu Faz Campanha do Agasalho
11/07/2019 | 10h45
BNB de Olho
Com a chegada deste período mais rigoroso do inverno, o Complexo do Porto do Açu promoveu uma campanha para arrecadação de peças de frio entre os colaboradores do empreendimento. O grupo de voluntariado AbrAÇU recolheu 500 itens, que foram doados nesta semana em que a região litorânea do Norte Fluminense registrou a menor temperatura dos últimos 20 anos. As doações, que incluíram casacos, mantas, meias e outras peças de inverno, beneficiaram idosos do Retiro São João Batista, em São João da Barra; adolescentes do Projeto Cativar, em Campos; e moradores de rua assistidos pelo Projeto Alegria.
 
“Somando os três públicos atendidos pelas doações do Complexo, esta ação do AbrAÇU está atingindo cerca de 130 pessoas. Para nós, que idealizamos e incentivamos o programa de voluntariado do Porto, é uma satisfação enorme perceber a adesão de colaboradores das diferentes empresas instaladas no Açu. Como maior negócio em desenvolvimento na região, temos o compromisso de engajar nosso time nas boas práticas sociais”, afirmou a coordenadora de Responsabilidade Social da Porto do Açu, Izabel Sousa.
 
Um dos grupos que mais sofre neste período de baixas temperaturas é o de moradores de rua. Por isso, a doação de peças de frio é uma das ações mais significativas do Projeto Alegria, atuante há oito anos, em Campos. Segundo Natalie Poppolino, uma das responsáveis pelo projeto, as doações do Complexo serão encaminhadas a cerca de 80 pessoas, que vivem na região central da cidade: “Toda doação é bem-vinda e funciona como um cuidado e um alento para quem vive em situação de rua. A vida sem um lar é muito difícil e, durante o inverno, ela se torna ainda mais complicada. Valorizamos muito iniciativas como a do AbrAÇU”, ressaltou.
 
As doações também foram bem recebidas pelos 37 idosos do Retiro São João Batista, que ainda aproveitaram a visita da equipe de Responsabilidade Social da Porto do Açu para jogar conversa fora, durante o café da manhã: “Somos muito gratos pelo apoio que o Complexo do Açu sempre nos dá. Nossos velhinhos ficam muito felizes ao serem presenteados e, ainda mais, quando têm um momento de troca e interação com quem vem visitá-los. Ações como esta não têm preço”, disse Lenilda de Souza, gerente do abrigo.
 
Participaram desta última ação do AbrAÇU as empresas Porto do Açu Operações, Gás Natural Açu – GNA, Andrade Gutierrez, Siemens, TechnipFMC e NOV. Em algumas companhias, a campanha de arrecadação continua, o que tornará o número de doações e beneficiados ainda maior. Com esta Campanha do Agasalho, o Programa de Voluntariado do Porto do Açu já soma 12 ações realizadas desde sua criação, em 2017. Ao longo deste período, aproximadamente 1.600 pessoas foram beneficiadas e mais de 90 colaboradores se engajaram nas atividades em prol da população local.
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Partido da Direita Vai Apresentar Executiva
11/07/2019 | 10h33
BNB 1ª MÃO
Comentar
Compartilhe
RedMed abre 1ª Turma de Internato Médico
11/07/2019 | 10h26
BNB 1ª MÃO
Mais um momento histórico para o curso de Medicina da UniRedentor, fundado em 2015: a abertura do 1º Internato, um estágio supervisionado em regime integral.
O evento foi no auditório da Unidade-Mãe em Itaperuna, na tarde do dia 8 de julho, com a presença de representantes oficiais do CREMERJ- Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro, responsáveis pela entrega de carteiras específicas para cada um dos alunos do internato, além da coordenação do curso, dos professores que atuarão como preceptores dos internos e integrantes da reitoria da Uniredentor.
Um novo ciclo do curso de Medicina se abre para os que, durante os 04 anos percorridos até agora, aprenderam forte conteúdo teórico e prático, gabaritando-os ao Internato Médico, em condições ideais para uma intensa prática clínica exigida na formação médica.
 Um dia de grande importância para alunos, professores e direção, avançando na história da Medicina brasileira com muita competência e seriedade.
Comentar
Compartilhe
Jornalista Ganha Ação Contra Calúnia e Difamação
10/07/2019 | 20h17
BNB
O jornalista Adilson Ribeiro moveu um processo contra Calunia e Difamação recentes e um video gravado pelos autores, foi a retratação exigida legalmente. 
PARA VER CLIQUE AQUI
Comentar
Compartilhe
Vinhos Especiais: A Serra do Sudeste
06/07/2019 | 09h47
BNB Exclusivo
Disciplina, amor ao vinho, boa vontade e conhecimento do colunista garantem sucesso deste espaço semana após semana.
Coluna de Vinhos Nº 6
Por João Ricardo Rodrigues
SA Serra do Sudeste
Seguindo na apresentação das sub-regiões vinícolas do Rio Grande do Sul, vamos conhecer um pouco da Serra do Sudeste, região de campos com relevo de ondulações suaves ou moderadas chamadas coxilhas, que só recentemente começou a se dedicar ao setor vitivinícola.
A Serra do Sudeste possui cerca de 30 municípios, sendo que os principais nomes da viticultura são Encruzilhada do Sul, Pinheiro Machado e Candiota (esta, mesmo próxima a Bagé é considerada como pertencente à Serra do Sudeste e não Campanha).
O marco histórico se dá com os estudos de zoneamento (que estabelecem o perfil do terroir e sua vocação viticultural) se deu nos anos 70, através do Instituto de Pesquisas Agrícolas-RS, seguido da implantação de vinhedos pela Cia. Vinícola Riograndense na década de 80.
Reconhecida sua natural vocação para o plantio de uvas viníferas nos anos 90, está sub-região se tornou um polo experimental, hoje contando com 44 cultivares diferentes e teve nos anos 2000 sua efetiva "brotação" (para usar um termo vitícola).
A Serra do Sudeste se transformou, pouco a pouco, numa área de plantio que abastecia com uvas as vinícolas de outras regiões, sobretudo a Serra Gaúcha, sendo, portanto, mais uma região vitícola do que vinícola. As únicas vinícolas que elaboram seus vinhos na região são a Bodega Czarnobay, fundada em 2012 em Encruzilhada do Sul e a Terrasul, em Pinheiro Machado.
Do ponto de vista da noção de terroir, está sub-região possui solos de origem granítica e sedimentar, com presença de calcário e pobre em elementos orgânicos, lembrando que as boas videiras dão em todo o mundo da vitivinicultura, os melhores frutos em condições naturalmente difíceis.
As uvas que melhor se adaptaram lá foram as tintas Cabernet Sauvignon, Merlot e Tempranillo, mas merecem destaque os esforços feitos com Tannat, Touriga Nacional, Alicante Bouschet e Ancelotta. Entre as castas brancas, a Chardonnay, a Sauvignon e Pinot Gris (ou Pinot Grigio).
Hoje em dia, podemos destacar o investimento local de vinícolas como Casa Valduga, Angheben, Lídio Carraro, Chandon do Brasil e Cooperativa Aliança. A Miolo, com a chegada de novos investidores, estabeleceu parceria com a Bueno Bellavista Estate, em Candiota.
Trata-se, portanto, de uma região ainda em sua fase inicial de florescimento que deve ao longo dos anos, com muitos estudos e provas, chegar a um caráter próprio de identidade.
 
A Uva
ATempranilloé uma casta de uva para a produção de vinho tinto especialmente, oriunda da Península Ibérica, especificamente daEspanha, onde sua presença é predominantee da qual se tornou a uva nobre, seu nome vem da palavra espanhola “temprano”, que significa “cedo”, e faz referência ao seu amadurecimento precoce, pois normalmente é uma das primeiras uvas tintas a ser colhida, uma faceta que a torna versátil e apta para ser cultivada em climas diferenciados.
No Brasil, a uva Tempranillo vem sendo plantada na região de Campanha e na Serra do Sudeste no Rio Grande do Sul, onde já podemos encontrar exemplares que surpreendem os paladares.
Seus vinhos, geralmente, são ricos e mesclam elegância com robustez; evidenciam a presença marcante de frutas vermelhas e sabor picante; são aromáticos, bem estruturados e desenvolvem complexidade com a idade e com amadurecimento em barricas de carvalho.
A Tempranillo é versátil: bem como grande parte das uvas tintas, ela pode ser vinificada sozinha ou em corte, resultando, de qualquer maneira, em vinhos mais redondos, aveludados e complexos. Sua harmonização vem de encaixe perfeito com carnes defumadas ou grelhadas, queijos, massas e pratos da cozinha Mexicana.
 
A Vinícola
A Lidio Carraro é uma vinícola boutique de propriedade familiar, de descendentes de imigrantes italianos que se dedica no ramo da viticultura há mais de cinco gerações. Inspirada na busca pela identidade e excelência do vinho brasileiro e comprometida a elaborar somente vinhos de Primeira Linha.
A Lidio Carraro surgiu no mercado quebrando paradigmas, com uma filosofia Purista, de resgate à essência e a integridade do vinho, todo o processo da Lidio Carraro é conduzido com o mínimo de interferência e o máximo respeito à expressão natural da uva e do terroir de origem
.
A vinícola possui dois terroirs privilegiados no Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves e na Serra do Sudeste, em Encruzilhada do Sul.
Em 2001 a Lidio Carraro iniciou o mapeamento das parcelas e escolha do material genético ideal para a implantação dos primeiros vinhedos no município de Encruzilhada do Sul, na Serra do Sudeste do Rio Grande do Sul. Inicialmente as cepas escolhidas foram as “clássicas” Chardonnay, Pinot Noir, Merlot, Cabernet Sauvignon e Tannat, seguidas de variedades novas para verificar a adaptação e potencial como Malbec, Tempranillo, Touriga Nacional, Teroldego, Nebbiolo, entre outras ao longo dos anos.
É possível visitar a vinícola ao longo do ano para conhecer um pouco mais sobre a história da vinícola e da família Carraro, além de apreciar a linda paisagem. A visita é seguida de uma degustação e você pode conhecer a loja e comprar os vinhos que são produzidos ali mesmo.
 
O Vinho
LIDIO CARRARO DÁDIVAS TEMPRANILLO 2018
A cor apresenta um vermelho rubi com reflexos violáceos.
O aroma faz lembrar de frutas negras como a ameixa, chocolate e um leve aroma de couro.
Apresenta uma boa acidez e muito encorpado, sem ser pesado possui taninos aveludados e um sabor incrível de frutas vermelhas.
Temperatura recomendada 16° C
Teor alcoólico 14% vol
Fotos_-Analúcia Rodrigues
 
 
 
Como é um vinho jovem com poder de guarda sugiro a utilização do decanter* por pelo menos 1 hora.
O uso do decanter com este tipo de vinho expõe a bebida ao oxigênio, acelerando sua maturidade e ressaltando suas qualidades aromáticas e de sabor, suavizando a sensação dos taninos no nosso paladar.
 
 
Quem disse que vinho não harmoniza com hambúrguer?
A juventude, a intensidade aromática e os sabores de frutas vermelhas do vinho casam muito bem com a riqueza de sabores do cheese salada, com a fruta levemente ácida do tomate e frutado doce do ketchup.
Fotos_-Analúcia Rodrigues
 
Vinho adquirido na loja online da Vinícola Boutique Lidio Carraro
https://loja.lidiocarraro.com/vinhos-tintos/lidio-carraro-dadivas-tempranillo-2018
Fotos_-Analúcia Rodrigues
 
 
*O decanter foi criado para otimizar a experiência de degustação do vinho. Ele pode ser feito em diversas formas e materiais, porém, seu modelo tradicional apresenta uma base bem espaçosa e é feito de vidro.
Suas duas principais funções são:auxiliar na decantação dos pequenos sedimentos que ficam depositados no fundo das garrafas efacilitar a oxigenação do vinho.
DICA DA COLUNA
Evento importante sobre vinhos na Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio. Confira clicando AQUI
Comentar
Compartilhe
Estagiários Reclamam Atraso de Salários
05/07/2019 | 11h14
BNB 1ª MÃO
Estagiários da Prefeitura de Itaperuna enviaram um pedido de socorro ao BNB. Há 2 meses os provimentos estão sem bater na conta. São universitários de Direito, Enfermagem e outros, num total de 30.
Fontes da Prefeitura asseguraram que o pagamento será feito na próxima terça, 9 de julho
Comentar
Compartilhe
Prefeito MV Manda Recado Nas Redes Sociais
05/07/2019 | 11h01
BNB de Olho
VITÓRIA CONTRA A CÂMARA MUNICIPAL
Afastado temporariamente do poder, ele escreveu hoje no perfil do Facebook
A Verdade vai aparecendo, as máscaras vão caindo, as intenções vão sendo reveladas.
Ganhamos a primeira causa contra a injustiça que tentam contra nós.
A presidência da câmara de vereadores tentou o nosso impeachment de forma ilegal e abusiva, e não foi dessa vez que ela conseguiu.
Em breve toda a verdade será esclarecida, continuarei em silêncio e oração.
Marcus Vinícius de Oliveira Pinto
O recado de MV foi em cima da vitória dele descrita abaixo:
 
 
Comentar
Compartilhe
Reuniões Políticas Feito Festas Julhinas
05/07/2019 | 10h46
BNB 1ª MÃO
Itaperuna-RJ
Ontem em algum lugar da Cidade da Pedra Preta, Alessandre Seródio, Henrique Couto, Fernanda Malafaia e Nanita Pillar se encontraram para delineamento de ideias e alinhamento de ações, de olho em 2020.
Henrique Couto, Nanita Pillar, Alexandre Seródio e Fernanda Malafaia
Henrique Couto, Nanita Pillar, Alexandre Seródio e Fernanda Malafaia / FT-XX
Comentar
Compartilhe
A Cidade que não Reluz
05/07/2019 | 10h34
BNB EXCLUSIVO
Artigo de Nathalia Schwartz

Estamos novamente vivenciando a era da vaidade onde imperam o egoísmo e as tribulações no executivo e legislativo , nos encontramos no retrocesso em uma guerra de farrapos.

Onde estão a ética moral e profissional daqueles que foram eleitos para defender os interesses do povo?
Antigamente política era sinônimo de respeito, famílias eram admiradas por terem políticos renomados que faziam pelos munícipes.
A política atual baseia-se em perseguições , degradações , traições ; diversos covardes de colarinho branco com olhares frios.
O poder toma conta da vaidade, daqueles que não demonstram capacidade nenhuma para colocar uma cidade nos trilhos do desenvolvimento.

“Em qualquer atividade política o homem tem que saber a hora certa para tomar a decisão. Quando dizemos que o pior momento da política é o momento da vitória. Vaidade e arrogância em política são a véspera do fracasso. O político se quebra quando ultrapassa o limite da lei.”,
A política está entre os homens, é de um com os outros. Isso é imperativo nas sociedades ,com diversos interesses em jogo. Portanto, a política não pode ser exclusividade de castas, porém deve ser ambiente de convivência e comunicação de cidadãos diferentes em nossa cidade.
Ademais, a política deveria interessar a todos, pois é dela que o status de cidadão ganha concretude, mas atualmente só é de interesse daqueles que imperam e tramam a queda daqueles que estiverem no poder.
Para se perceber a estagnação do progresso local – e nomeio o termo ‘estagnação’ por gostar tanto da cidade e fazer destas poucas linhas uma análise misericordiosa, rechaçando, desta feita, o rótulo ‘involução’ – basta comparar nossa cidade com qualquer município de mesmo porte do eixo, e perceber as grandes diferenças, apenas observando o campo urbanístico. É gritante o nosso atraso. Ficamos para trás. Bem distante.

Algumas regiões da cidade parecem que retornaram à Idade Média: lama, buraco, lixo, ruas sem calçamento, sem pavimentação mínima e sem iluminação pública no período noturno. É a esculhambação da esculhambação, total, ampla e irrestrita.
Como diria Fernando Pessoa:
A política é um erro de vaidade daqueles que nascem para cocheiros.

Comentar
Compartilhe
Miracema no Mapa do Poder Do Rio
04/07/2019 | 13h36
BNB 1ª MÃO
Jadir Brandão, homem de confiança do governador do Rio, Wilson Witzel, está hoje na Princesinha do Noroeste, organizando o PSC - Partido Social Cristão de Itaperuna.
Na foto, ele está dentre Cláudio Bandoli de Itaperuna e Rogério Garcia, que foram recepcioná-lo.
Brandão é de trato afável e vem ganhando o respeito dos partidários. Rogério Garcia, depois de um tempo longe dos holofotes políticos, está animado. É segunda foto dele hoje no BNB-Blog Nino Bellieny.
Foto;AG
Comentar
Compartilhe
Rogério Garcia e Odacir Texeirão
04/07/2019 | 12h39
BNB 1ª MÃO
O ex-presidente da CM de Itaperuna e o empresário do ramo de comestíveis se reuniram ontem. E as línguas de fogo vão se assanhar hoje com a foto exclusiva aqui no BNB.
Comentar
Compartilhe
Arte na Praça, Prefeitura Se Movimenta
02/07/2019 | 10h36
BNB de Olho
Arte na Praça: programa da Prefeitura de Itaperuna, reunindo várias secretarias, para incentivar a arte, a cultura e a educação, com atividades variadas ao ar livre nas praças da cidade. Dia 04 de julho a partir das 18h será a vez da Praça Nilo Peçanha, mais conhecida como do Camelô, receber a banda Sambralia.
Comentar
Compartilhe