Obras na BR-356 começaram para valer
31/01/2019 | 18h16
EM1ª MÃO
Um pedido do advogado e analista político Angelo Lorenzini à deputada federal Soraya Santos passou a ganhar o mundo real hoje pela manhã. O Blog NB foi o 1º a contar isso em edição do ano passado.
A cargo da empresa especializada Neovia, o trecho da Br-356 dentro da cidade de Itaperuna, no sentido Unig-Caiçaras, será totalmente reasfaltado, incluindo estruturas de drenagem, principalmente em frente à rodoviária interestadual, local comumente alagado em dias de chuva mais prolongada.
NA FOTO, A DEPUTADA SORAYA E ANGELO
O pedido de Lorenzini, baseado em profundo conhecimento da cidade, para onde veio nos anos 1990,na implantação da Unig, contou com apoio de Felipe Nogueira de Freitas, incluindo viagem à Brasilia para aceleração das medidas.
Em recente programa diário ans redes sociais, a deputada Soraya já tinha declarado em entrevista,  ser Angelo Lorenzini seu representante no Noroeste.
E começou bem, a cidade e os milhares de usuários inclusive de outros estados, agradecem.
Lorenzini e Soraya Santos
Veja também: O caso dos bebês trocados AQUI
Comentar
Compartilhe
Justiça autoriza Exumação de Bebê por Suspeita de Troca em Maternidade
30/01/2019 | 15h16
EM 1ª MÃO
A 1ª Vara de Família da Comarca de Campos dos Goytacazes-RJ, autorizou a exumação do corpo de um bebê falecido em 03 de dezembro de 2017, para exames de DNA, já que os pais suspeitam que filha tenha sido trocada na maternidade*, uma das mais tradicionais da cidade.
 As dúvidas da família só aumentam desde o óbito, principalmente depois do acesso aos comprovantes oficiais, constatando a existência de dois números de prontuários diferentes para a mesma recém-nascida, ato proibido pelo Código de Ética Médica.
 Segundo Michele Teles de Azevedo e Ted Pereira Marques de Souza, a recém-nascida fora encaminhada à UtiNeonatal, acompanhada de um pediatra e duas técnicas de enfermagem, com quadro de desconforto respiratório. Entretanto, foi declarado óbito causado por um quadro infeccioso e inatividade cerebral.
 A família fala da dificuldade de acesso ao quadro clínico da filha e de um pedido de  transferência para outra unidade hospitalar: "Quando nossa filha seria transferida para um hospital particular, recebemos uma ligação de um número restrito, informando que Lorenna havia morrido", lamenta a mãe.
 E Michele continua "O pior é a angustia no peito, já faz mais de um ano que não durmo direito, não sei se enterrei minha filha. Se eu estiver certa, e coração de mãe não se engana, minha filha está viva."
 O corpo está sepultado no cemitério de Cardoso Moreira, cidade onde os pais do bebê moram.
* Por enquanto, o processo ainda em segredo judicial, portanto o nome da maternidade não será divulgado.

NOTA DO BNB
O Blog agradece aos colegas da Imprensa que cumprem a ética citando a fonte.
Comentar
Compartilhe
Anjos de Azul: PMs Salvam mais uma Criança
30/01/2019 | 14h34
Quando os Falcões Azuis transformam-se em Anjos Azuis
BNB em cima de texto do Setor de Comunicações do 29º BPM
Ninguém sai de casa tendo certeza do que vai acontecer, porém em algumas profissões o fator surpresa é muito mais abrangente, como com a Polícia Militar por exemplo.
Na recente segunda, às 16:30, Lucas, da Rua Manoel Laxe Gouveia, no Bairro Aeroporto, Itaperuna, digitou nervosamente o 190 da PM,  dizendo que o filho Joaquim de apenas 21 dias engasgara-se e estava sem os sinais vitais.
 Atendido pela 3º sargento Bruna, por quem foi tranquilizado e orientado,  Lucas fez a Manobra de Heimlich*: minutos depois o bebê recobraria os sentidos.
 
 
À essa altura, o 1º sargento PM Gomes e o cabo PM Costa, já tinham seguido para o endereço e levaram a criança acompanhada pelos pais à UPA local. Bem medicado, Joaquim já está em casa.
 
 
Segundo a Sargento Bruna, por mais experiência que se tenha, não há como não se emocionar em casos assim. “Eu chorei, mas me contive para manter a calma daquele pai e orientá-lo."
 
 
 
 
 
 
 
NOTA DO BNB
Não é a primeira vez na história do 29º BPM emergências desse tipo, resolvidas com sucesso, mas cada uma delas é um excelente motivo para comemorar e agradecer o empenho dos militares.
O QUE É A MANOBRA DE HEIMLICH
É considerado o melhor método pré-hospitalar de desobstrução das vias aéreas superiores com corpo estranho. O procedimento foi descrito a primeira vez pelo médico norteamericano Henry Heimlich em 1974 e induz uma tosse artificial, que ajuda a expelir o objeto causador do engasgo.
 
 
Comentar
Compartilhe
Manifesto dos Mulçumanos do Brasil sobre Brumadinho
28/01/2019 | 17h48
A Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (FAMBRAS) – entidade representativa do Islam no país – manifesta seu pesar às vítimas da tragédia humana e ambiental ocorrida na última sexta-feira em Brumadinho-MG e presta solidariedade com todos os que sofrem em decorrência deste fato.
A FAMBRAS, há quatro décadas, atua nos âmbitos religioso, social, cultural, econômico e diplomático, tendo como foco a promoção do ser humano e sua dignidade – aliás, uma das premissas islâmicas.
Desta forma, entende que a valorização da vida – e também a preservação dos recursos naturais - devem estar acima de qualquer interesse, e que todos os esforços devem ser feitos nesta direção, envolvendo, sobretudo, uma legislação rigorosa, que atue de forma preventiva a fim de evitar catástrofes como as de Mariana e, agora, Brumadinho.
Conclamamos às autoridades envolvidas no caso que se dediquem ao máximo para que a justiça amenize, de alguma forma, a dor de quem perdeu seus entes queridos e seus lares. E que Deus, em sua infinita bondade, receba com misericórdia as vítimas fatais, console seus entes queridos, e ajude na recuperação dos que ainda estão hospitalizados ou que precisam recomeçar suas vidas após as perdas.
 
 
Federação das Associações Muçulmanas do Brasil
 
 
 
 
 
 
Sobre a FAMBRAS
A Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - FAMBRAS, foi criada há quase 40 anos. Atua nos âmbitos religioso, social, cultural, econômico e diplomático. Dentro destas esferas, desenvolve projetos que contemplam a divulgação do Islam e ações educacionais, culturais e assistenciais - tanto em benefício dos muçulmanos como das comunidades carentes do Brasil.
Outras preocupações da FAMBRAS são ajudar a manter vivas as práticas do Islam e combater o preconceito aos muçulmanos por meio da informação.
O trabalho da Federação conta com o reconhecimento de renomadas instituições nacionais e internacionais. O apoio da FAMBRAS Halal - a primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979 – tem sido determinante para a concretização e ampliação dos projetos a cada ano.
A certificadora é líder de mercado e realiza auditorias, abate, inspeção, supervisão de produtos e implantação do Sistema de Garantia Halal junto a indústrias e frigoríficos interessados em comercializar seus produtos especialmente para países árabes.
 
 
Comentar
Compartilhe
Como Foi 2018 para o Porto do Açu
28/01/2019 | 17h05
Grupo Prumo encerra 2018 com novos negócios no Complexo do Açu
 O ano de 2018 foi de importantes marcos para a Prumo, grupo econômico multinegócios responsável pelo desenvolvimento do Complexo do Açu, o maior complexo portuário, industrial e energético do Brasil, localizado em São João da Barra, no Norte Fluminense. Ao longo do último ano, o Açu recebeu 2.535 embarcações, 6% a mais do que o movimentado em 2017. Desde que começou a operar, em 2014, o porto já recebeu mais de 6 mil embarcações.

Um dos principais destaques do ano foi o início da construção da primeira térmica da empresa Gás Natural Açu (GNA), parceria do Grupo Prumo, BP e Siemens. A empresa está desenvolvendo no Açu o maior parque termelétrico da América Latina, com investimentos de R$ 8 bilhões na instalação de terminal de regaseificação e duas térmicas a gás que, juntas, vão gerar 3GW de energia.

Para se ter uma ideia, isso é o suficiente para abastecer 14 milhões de residências, que é o equivalente ao consumo residencial dos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, juntos. A 1ª térmica, que começou a ser construída em março de 2018 e gera atualmente 1.800 postos de trabalho, deve iniciar a operação em 2021, e a segunda térmica, em 2023.

Para o CEO da Prumo Logística, José Magela, o hub de gás no Açu pode viabilizar o escoamento da produção do gás associado do pré-sal. “Viabilizar o escoamento do petróleo e do gás é essencial para que o Brasil alcance os números de produção que estão projetados. Neste contexto, o Complexo do Açu representa uma nova alternativa de segurança energética e abastecimento para o país, dando opções para que o gás e o petróleo cheguem ao mercado, e gerando energia”, afirmou.

Confiante no crescimento do mercado, a Açu Petróleo (parceria do Grupo Prumo e da Oiltanking) também anunciou novos projetos para os próximos cinco anos. Com a previsão de crescimento de 70% da produção de petróleo nos próximos 10 anos, será necessária uma logística eficiente para dar suporte à exportação, que deve mais que dobrar neste mesmo período. Neste cenário, a Açu Petróleo irá desenvolver no Complexo do Açu o 1º terminal privado de tancagem do Brasil, offshore e onshore, que contará com os serviços de armazenagem, tratamento, blending e de-watering.

Em operação desde 2016, a Açu Petróleo realiza operações ship to ship em seu terminal no Porto do Açu. Somente em 2018 foram 40 operações deste tipo, o que representa uma alta de 235%, se comparado com o resultado do ano anterior. Com isso, a empresa totalizou 61 operações desde o início das suas atividades. Entre as operações, 9 foram realizadas com navios do tipo VLCC (Very Large Crude Carrier), que tem capacidade de armazenamento de até 2 milhões de barris de petróleo bruto. Para poder operar com este tipo de navio, a empresa investiu R$ 400 milhões em dragagem para aprofundar seu terminal para 25 metros e passou a ter o único terminal privado no país (T-OIL) com capacidade para receber navios tipo VLCC.

Já a Dome, joint venture entre o Grupo Prumo e a GranIHC, reforçou em 2018 sua vocação para ser um cluster de subsea. Um dos exemplos foi a parceria com a TechnipFMC para a instalação de uma spoolbase para construção de linhas rígidas. A base, que começa a ser construída no 1º semestre deste ano, será um importante ativo para o atendimento das demandas de subsea. Na unidade serão realizadas atividades de recebimento dos tubos rígidos, armazenagem, movimentação, soldagem e revestimento das linhas.

Em 2018, a Dome também realizou warm staking do navio sonda West Carina, da Seadrill. Isso significa que o navio sonda estava parado no terminal, porém com todas as suas funções operacionais ativas e a tripulação a bordo, para que pudesse entrar em operação rapidamente – o que aconteceu em dezembro do último ano. Além da atracação da unidade, a Dome também realizou de forma integrada serviços logísticos, de integridade, de reparo e de manutenção da unidade.

Além disso, a Porto do Açu Operações (parceria do Grupo Prumo e do Porto da Antuérpia) e o Grupo Aeropart - Participações Aeroportuárias, assinaram contrato para a instalação do Heliporto do Açu. Com área total de 210 mil m² e destinado especificamente para o uso de helicópteros que atenderão às plataformas offshore na região, incluindo as bacias de Campos e Espírito Santo, o Heliporto contará com 20 posições para o estacionamento de aeronaves.

Outro destaque foi a operação do Terminal Multicargas (T-MULT), administrado pela Porto do Açu Operações e que, durante o ano, registrou vários recordes operacionais. O terminal encerrou o ano com 655 mil toneladas movimentadas, uma alta de 16% se comparado ao ano anterior e 12 vezes mais do que o movimentado em 2016, quando o terminal foi inaugurado. Ainda durante o último ano, o T-MULT recebeu mais de 22 mil carretas e 22 embarcações, operando 7 produtos diferentes para um total de 15 clientes, o dobro do atendido no ano passado.
Além disso, o terminal atingiu níveis internacionais de produtividade, com um recorde de descarregamento de cerca de 22 mil ton/dia. Além dos materiais que o terminal já opera, como bauxita, coque, carvão, carga geral e de projetos, em 2018 o T-MULT movimentou cargas inéditas, como pás eólicas, gipsita e sucata. O terminal ainda possui licença para operar veículos e está desenvolvendo um projeto para criar a infraestrutura necessária para a movimentação de contêineres.
ComunicaPrumo
Comentar
Compartilhe
De novo a Morte como Tema
27/01/2019 | 14h33
NinoBellieny
Eu não consigo mais escrever sobre a perda de tantos amigos, cada um deles vai levando partes do teclado, obstruindo arquivos, destruindo canetas, rasgando cadernos, alagando olhos, ressecando corações.
É a minha forma de dizer a falta que fazem e farão. E costumo dizer em vida, mas essa cegueira humana de só enxergar depois da ausência também me acomete.
O crescer da idade é o diminuir dos caros amigos, pois não existem amigos baratos, sendo assim, amigo não seria.
Não precisa ser um de convivência diária, não precisa ser presente. Pode ter desenhado uma única vez um sorriso e já terá clareado para sempre o caminho.
Eu não consigo mais escrever as perdas, os danos, os planos voando para longe. Eu sei da Maldição do Poeta, a que faz dele um ser parabólico, recebendo todas as dores, somando-as com as suas e explodindo todos os dias uma pedreira.
Pagando o alto preço de nem sempre ser compreendido, com ou sem talento, pois poetas podem ser ruins para uns e excelentes para outros, não deixando de serem.
Jamais serei metade de Drummond nem um terço de Neruda. E daí? Não pedi para ser nem quero, mas a poesia não é uma droga da qual se livra com vontade e tratamento. Não existem clínicas de reabilitação para poetas.
Enquanto isso vão sumindo na neblina das manhãs os amigos, os parentes, os prezados, os respeitados, os tudo e todos de grande importância para mim.
Eu não poderei escrever sobre a minha morte, óbvio como um relâmpago nas noite da montanha. Imagino quem sobre ela teria tempo e coração para tanto.
E antes que as palavras escorreguem no abismo da pieguice, eu paro.
Não consigo mais escrever sobre a morte dos amigos.
Pelo menos hoje não.

Comentar
Compartilhe
Cine Memória
27/01/2019 | 12h59
NinoBellieny*
Ao escrever sobre a partida para as estrelas da amiga Cláudinha Arenari, (rever AQUI), uma tempestade de recordações veio à minha casa. Ao procurar pela etiqueta da butique Via Veneno, e o cartão de visitas da Pipes Surf Shop, procurei nos meus arquivos reais, agendas, diários, fotos, e assim encontrei outros tesouros pessoais, aliás todos parte de um perfil chamado MuVi-MuseuVirtual, feito por mim e diversos amigos, com fotos de paisagem, gente e objetos, das cidades de Campos dos Goytacazes, ( incluindo distritos), Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna, Cachoeiro de Itapemirim, Rio, Cardoso Moreira, Macaé e até de Foz do Iguaçu onde também morei nos Anos 1990. 
A página era bem visitada e foi matéria de jornais e revistas. Nada adiantou. Com a morte do Orkut, ela foi junto. Nessa Era Digital, fotos são tiradas por uma única pessoa, às milhares por dia. Reveladas instantaneamente, são postadas nas redes ou arquivadas em celulares, tablets e semelhantes, sem nenhuma garantia de existirem em um futuro não muito distante.
Essa desmemória não faz muita diferença no imediato, porém como serão as recordações?
A qualidade das fotos impressas nem sempre é a mesma das feitas ao modo antigo, porém de longe é a melhor alternativa, guardando-as apropriadamente. Profissionais do setor, artistas gráficos, fotógrafos experimentados, sabem disso. São as exceções .
No mais, a produção é ilimitada, mas feita para acabar, como aliás tudo é, mas não tão rápido por favor.
Acabou o relacionamento? Apagam-se as fotos. Não gostou do visual? Deleta, faz outra, faz outra deleta.
Isso explica a descalcificação do amor, afinal, a própria mente se adapta a apagar com facilidade as dores e os prazeres de se olhar um retrato. Adapta-se superficialmente, nas profundezas da alma não sobra luz com tanta confusão.
Retrato... dizíamos: "Vamos tirar um retrato?" e dizemos: "Vamos fazer uma selfie?" e a fazemos. 
Para daqui a pouco dissolver-se, como amores líquidos, ditos por Zygmunt Bauman, pensador de profunda sensibilidade, ao perceber sabiamente e saber descrever, a sociedade fluída, que não cria formas definidas e fixas, transformando-se o tempo todo, gerando incompreensões, egoísmos, tristezas e depressões, o ser voltado somente para si mesmo, sem conseguir reconhecer um lugar que seja dele, mas em parceria constante com os que estão em volta, não para trocar curtidas, compartilhamentos e comentários, mas afeto genuíno.
*Na imagem abaixo, um recorte do jornal Folha da Manhã, de 7 de janeiro de 1982, coluna da Marcia Angela, em que ela agrade a um leitor. Leitor este agora revelado, querida Márcia: eu.
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
A Morte de Um ícone da Juventude Campista
26/01/2019 | 07h57
Claudinha Arenari  representa para mim e muitos outros, uma fase lendária, romântica, libertária e eterna de uma juventude dos Anos 1970/1980, surfista de sonhos e rock’n’roll.
Na Via Veneno, loja ultrapop de propriedade dela com Sandra Caetano, tive a chance de expor na vitrine meus poemas. Ao lado, a Pipes, do Garibaldi, uma das primeiras surf shops de Campos, ambas na galeria do hoje extinto Cine Dom Marcelo, de Jorginho Mothé, na Rua 13 de Maio, 63.
Etiqueta ( Relíquia pessoal)
Etiqueta ( Relíquia pessoal) / Foto NinoBllny
Para um adolescente do interior do interior,(Morro do Côco), era como entrar dentro da Revista Pop, da Editora Abril, a primeira a narrar o universo jovem alternativo, remanescente da Era Hippie.
Relíquias pessoais: Cartão de visitas
Relíquias pessoais: Cartão de visitas / Foto NinoBllny
Ali fiz amigos pra vida, como Eduardo Caetano, Garibaldi, Antonio Luiz Baldan, Sandrinha, Maruza, Olga Acosta, Pigmeu, Nelsinho Meméia, Arthur Gomes, Marissol Lopes, Magu Marinelli, Julio Arenari( irmão de Cláudia), Edinho Black, Silvana Siqueira, Dorinha Viana, Cerqueira, Ricardo, Silvaninha, Tina Coutinho, Fernando Belo, Ricardo Barreto (Bolô) e Malagueta, ( depois converteria-se Hare Krishna), que mostrou ao Fernandinho Gomes meus trabalhos e estes passaram a ser publicados na sessão Corações & Mentes, da badalada coluna Mistura Fina na Folha da Manhã.
Assim também uma crônica minha saiu na pioneira Visual Surf, na época a bíblia do esporte no Brasil. Tudo eu devo à Claudia. Portas se abriram, janelas ventaram, amores surgiram, embora com ela, só mesmo paixão platônica, admiração e gratidão.
Etiqueta( Relíquia pessoal)
Etiqueta( Relíquia pessoal) / Foto NinoBllny
Ao ler a notícia no Facebook e no Blog Opiniões, de Aluysio Abreu Barbosa, ( Folha da Manhã Online) tive devolvido meus melhores anos, de campeonatos de surf e tae-kwon-do, de meninas lindas e ensolaradas, de amigos descolados, de uma juventude dourada.
Eu jamais desejaria na hoje surpreendentemente chuvosa Itaperuna, escrever sobre a morte de Cláudia Arenari, por isso o céu chorou comigo.
Comentar
Compartilhe
Ex-Comandante do 29º BPM Itaperuna Assume o 12º em Niterói
24/01/2019 | 06h53
A Volta Por Cima
Sylvio Guerra, tenente-coronel PM, assumiu desde o dia 15 de janeiro recente, o comando do 12º BPM, Niterói-Centro. Ele já foi subcomandante do 35º, Itaboraí, comandou o 36º em Santo Antônio de Pádua de onde saiu para ser comandante do 29º, Itaperuna, onde deixou inúmeros amigos e abriu os portões do quartel para eventos comunitários e benemerentes, conseguindo integrar cidadão e polícia. Depois dirigiu o Cadastro de Pagamento da PM e recentemente, destacou-se no Estado-Maior do Comando de Policiamento Especializado.
Detalhes afetivos: o pai dele, coronel Sylvio Guerra, foi comandante deste mesmo 12º, o primeiro batalhão em que o filho começou a carreira e retorna agora como comandante. 
Sylvio é vibrador, operacional, de linha de frente, parte para cima, junto da tropa em quaisquer circunstâncias, disse um ex-comandado seu,  que pediu anonimato, e completa: por onde passa policiais e população criam vínculos fortes  e íntegros com ele. Niterói merece um comandante deste naipe.
BNB em cima de informações de O Fluminense
Comentar
Compartilhe
Itaperuna e a Geração de Empregos em 2018
23/01/2019 | 20h10
O Globo Online publicou hoje uma lista de municípios, baseada em dados do Ministério da Economia, em que aparecem o número de empregos formais gerados entre janeiro e dezembro de 2018.
Itaperuna ficou na faixa azul-escuro, considerada alta pelo ranking do Estado do Rio.
+ 469  carteiras assinadas no período estudado.
Confira AQUI
Comentar
Compartilhe
Município Abre Seletiva para Bolsas de Estudos em Faculdade
23/01/2019 | 19h50
Serão 50 bolsas bancadas pela municipalidade. 
A Prefeitura de Paraíba do Sul-RJ, por meio das Secretarias Municipais de Educação, Administração/ Planejamento e de Assistência Social/ Direitos Humanos, abriu as inscrições ao processo seletivo para Bolsas de Estudos de Ensino Superior na Faculdade Redentor em um dos cinco cursos oferecidos pela instituição: Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção e Serviço Social.
 
 O presente edital é destinado à criação de um cadastro de reserva para a concessão de bolsas de estudo integrais (100%) para estudantes em cursos de graduação, na modalidade presencial.
 Poderão concorrer a bolsa candidatos que tenham renda familiar de até 2 salários mínimos per capita e pontuação superior ou igual a 580 pontos no ENEM de 2017 ou 2018.
 Para se inscrever os candidatos precisam entregar cópia das documentações exigidas no edital num envelope lacrado no período de 14 a 21 de janeiro de 2019, no horário das 9h às 16 horas, na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, localizada na Rua Heinz G. Well, 36, Centro, Paraíba do Sul. O edital está disponível no site pelo AQUI
Transcrito com edição, do site paraibadosul.rj.gov.br
Comentar
Compartilhe
Posse de Armas de Fogo Trará Mais Segurança?
23/01/2019 | 10h26
No último 15 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que altera regras para facilitar a posse de armas de fogo, ou seja, a possibilidade de o cidadão guardar o equipamento em sua residência ou estabelecimento comercial, visando o aumento de segurança da população.
Mas o que os brasileiros acham disso?

Um estudo da Toluna, empresa fornecedora líder de insights do consumidor para a economia sob demanda, mostra que a maioria dos pesquisados, 54%, não acreditam que esse decreto que facilita a posse de armas deixará a população mais segura, contra 39% que acreditam na maior segurança e 7% que não souberam opinar sobre o tema.

Além disso, o estudo perguntou sobre, se esse maior acesso às armas, diminuirá ou aumentará a violência no país. Para 61% dos pesquisados, a medida irá aumentar a violência, para 29% irá diminuir e 10% preferiram não dar uma opinião.

Para que serve a arma de fogo
O estudo também perguntou qual a principal utilidade das armas de fogo compradas. Para 40% ela serve para proteger a família de perigos externos, 16% dizem que querem deixar seu estabelecimento comercial mais seguro, 26% querem poder agir caso algum bandido o ataque e 45% dos que responderam a essa pergunta não acham necessário possuir armas de fogo.

Entre os respondentes, 91% disseram que não possuem arma de fogo, 8% afirmaram que possuem e 1% preferiu não responder.

Link para o estudo: clique AQUI

Nota ao editor
(Pesquisa realizada no dia 17 de janeiro de 2019 com 428 pessoas das classes A, B e C, segundo critério de classificação de classes utilizado pela Abep – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, onde pessoas da classe C2 tem renda média domiciliar de R$ 1.625 por mês)






OSherlock Communications Jonas Souza
Consultant
(11) 95489-9394






Comentar
Compartilhe
Concurso para o Tribunal de Justiça de Santa Catarina
21/01/2019 | 10h49
O Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) está divulgando o edital de nº 2/2019 correspondente ao Concurso Público para prover cinco oportunidades e composição de cadastros reservas na função de Juiz Substituto. O concurso TJSC terá realização pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos - Cebraspe/CESPE.
 
 
São cinco oportunidade em concorrência para Juiz Substituto, sendo 3 destas oportunidades de concorrência universal, uma para portadores de deficiência e uma para afrodescendentes.
 
 
Para participar da oportunidade, há a necessidade de apresentar curso superior em Direito e 3 anos de exercício posterior a obtenção do nível de bacharelado em Direito. A remuneração é de R$ 28.883,98.
 
 
Para se inscrever, os interessados devem acessar o site http://www.cespe.unb.br/concursos/tj_sc_19_juiz. O prazo de inscrição compreende às 10h de 18 de janeiro até às 18h de 18 de fevereiro de 2019.
 
 
Os concorrentes que não tiverem o acesso à internet podem fazer uso do ponto disponível pelo CEBRASPE na MICROCAMP Unidade Florianópolis, que se localiza na Rua Tiradentes, nº 111, esquina com a Rua Nunes Machado, nº 94, no Centro de Florianópolis.
 
 
Os custos de taxas são de R$ 280,00, e podem requisitar a isenção de taxas.
 
 
A classificação dos candidatos será realizada mediante prova objetiva, prova discursiva, prova prática de sentença cível e criminal, sindicância de vida pregressa e investigação social, exame de sanidade física e mental, exame psicotécnico, prova oral e avaliação de titulações.
 
 
A avaliação objetiva (P1) durará por, no máximo, 5h e será procedida em dia previsto de 28 de abril de 2019, no período vespertino. A avaliação terá o valor de 10 pontos e composição de 100 questões, com divisão em 3 blocos.
 
 
A aprovação na avaliação objetiva correspondem aos acertos de, pelo menos, 30% das questões de cada bloco e, no mínimo, 60% de toda a avaliação.
 
 
A avaliação discursiva (P2) será constituída por 5 questões envolvendo noções gerais de Direito, formação humanística e demais pontos do programa determinado da função de Juiz Substituto do TJSC. Cada uma das questões deve ter respostas em até 30linhas. A avaliação terá o valor de 10 pontos e cada questão o valor de 2 pontos.
 
 
A aprovação na avaliação discursiva será àqueles que alcançarem o valor mínimo de 6 pontos.
 
 
A avaliação prática (P3) de sentença será constituída por um sentença cível e uma sentença criminal.
 
 
A avaliação oral (P4) terá o envolvimento de um ponto do programa específico para esta avaliação, de acordo com previsão de edital. A fase terá o valor de 10 pontos, tendo aprovação aqueles que alcançarem o valor mínimo de 6 pontos.
 
 
Os examinadores terão até 15min para arguições de cada matéria requisitada pelo concorrente. Em período da arguição, o concorrente pode fazer consultas de códigos ou legislação sem anotações.
 
 
As avaliações de titulações (P5) terá o valor de até 10 pontos, sendo aceitos os títulos.
 
 
Para critério de desempate, haverá a adoção dos seguintes ordenados:
 
 
- faixa etária igual ou maior que 60 anos, até a última data de inscrição no concurso, de acordo com o Estatuto do Idoso;
- nota das 2 avaliações escritas somadas (P2 + P3);
- nota da prova oral (P4);
- nota da prova objetiva (P1);
- nota da avaliação de titulações (P5);
- maior idade;
- atividade de função de jurado.
 
 
O certame é válido por vinte e quatro meses, a contar o resultado final homologado e pode ter prorrogação por mais dois anos, uma vez.
Origem da Informação: concursosabertos.com.br
Comentar
Compartilhe
Porto do Açu Literalmente Bombando
20/01/2019 | 09h41
Açu Petróleo encerra 2018 com 61 operações ship-to-ship
Companhia prevê crescimento das atividades em 2019
  A Açu Petróleo, parceria da Prumo Logística com a Oiltanking, realizou 40 operações de transbordo de petróleo em 2018, o que representa uma alta de 235%, comparando ao ano de 2017. Com esse avanço, a empresa totaliza 61 operações desde o início das suas atividades. Esse rápido crescimento representa um marco para a empresa, que começou a operar recentemente, em agosto de 2016.
 
Foto-ComunicAçu

Além disso, em 2018 a Açu Petróleo realizou sua 1º operação com navios do tipo VLCC (Very Large Crude Carrier), que tem capacidade de armazenamento de até 2 milhões de barris de petróleo bruto. Em 2018, 9 VLCCs realizaram operações de transbordo no Terminal. Para poder operar com este tipo de navio, a empresa investiu cerca de R$ 400 milhões em dragagem de aprofundamento do canal e da bacia de evolução para 25 metros. Com isso, o T-OIL passou a ser o único terminal privado no país com capacidade para receber navios tipo VLCC.
 
No final do ano, a Açu Petróleo ainda recebeu as certificações de conformidade emitidas pela ABS (American Bureau of Shipping) para o seu sistema de Gestão da Qualidade - ISO 9001: 2015, Gestão Ambiental ISO 14001:2015 e Gestão de Saúde e Segurança - ISO 45001:2018 - antiga OHSAS 18001.
 
“No Terminal da Açu Petróleo, a operação de transbordo é realizada em área abrigada por quebra-mar, possibilitando uma operação rápida e segura, sendo muito pouco afetada por condições climáticas adversas, que se reflete em um menor custo global para os nossos clientes. Esse é o nosso diferencial”, afirmou Victor Bomfim, CEO da Açu Petróleo. O terminal tem capacidade para realizar três operações de transbordo de petróleo simultaneamente e é licenciado para movimentar até 1,2 milhão de barris de petróleo/dia.
 
Para 2019, as expectativas são de crescimento das operações e de novos investimentos. “Com a retomada da indústria de O&G e a previsão de crescimento de 70% da produção de petróleo no Brasil nos próximos 10 anos, será necessária uma logística eficiente para dar suporte à curva crescente de exportação, que deve mais que dobrar neste mesmo período. Neste cenário, além das operações de transbordo que já oferecemos, iremos dar início aos trabalhos de investimento em um Parque de Tancagem de óleo cru no Terminal, que também deverá contar com os serviços de tratamento, blending e de-watering”, destacou o executivo.
Comentar
Compartilhe
Nota de Falecimento
19/01/2019 | 20h46
Faleceu hoje à tarde,  Antônio Rodrigues Ferraz Sobrinho, natural de Boa Ventura, distrito de Itaperuna, pai do empresário Toninho Ferraz- presidente da Tony Lar- e de Josias Ferraz, dentre outros filhos.
O velório acontece na igreja Adventista em frente ao Colégio Aquarela, próxima ao Hotel Star. O sepultamento será amanhã, domingo, às 10h, em local ainda não definido pela família.
ATUALIZADO
O enterro será às 10h deste domingo, 20 de janeiro, no Cemitério Jardim das Orquídeas,  na Saída Sul de Itaperuna, direção a Campos, BR-356
 
 
Comentar
Compartilhe
Secretaria de Saúde Começa a Guerra contra o mosquito da dengue
19/01/2019 | 10h40
Poe Lael Santos
Confira os mitos e verdades sobre a doença:
 1 - Quem já teve dengue uma vez não terá mais a doença.
MITO. Existem quatro subtipos do vírus da dengue, e uma pessoa pode desenvolver a doença ao ser infectada com um subtipo com o qual não teve contato anteriormente.
2 - Todas as pessoas precisam fazer exames de sangue para diagnosticar a doença.
MITO. O diagnóstico pode ser feito apenas pelo exame clínico, e os exames de sangue só são indicados para quadros suspeitos de potencial gravidade, ou quando há dúvida no diagnóstico.
3 - O Aedes aegypti só circula durante o dia.
MITO. O inseto não tem hábitos específicos relacionados a períodos do dia para circular, e pode picar tanto durante o dia quanto à noite.
4 - Só é preciso se preocupar com a proliferação do mosquito durante o período de chuvas.
MITO. O mosquito pode se reproduzir a partir de ovos depositados em água parada como garrafas, pneus, caixas d’agua, entre outros recipientes. Períodos de estiagem são particularmente perigosos pelo hábito de armazenamento de água.
5 - Ao identificar sintomas como fortes dores no corpo, dor de cabeça, vômitos e náuseas constantes, é necessário procurar atendimento em uma Unidade de Saúde.
VERDADE. A dengue pode ser confundida com outras viroses como a gripe, e o diagnóstico é importante para definir o tratamento.
6 - É possível evitar a dengue. VERDADE. Manter a casa livre de possíveis focos de proliferação do mosquito e orientar vizinhos a fazer o mesmo pode evitar que o inseto esteja próximo de você. Repelentes também são indicados.
7 - Se não for diagnosticada a tempo, a doença pode levar a pessoa à morte.
VERDADE. A doença, principalmente a dengue hemorrágica, pode agravar o quadro clínico do paciente se não diagnosticada e tratada a tempo.
8 - O tratamento consiste basicamente na hidratação e no uso de sintomáticos.
VERDADE. A medida mais importante no tratamento é a ingestão de líquidos, que evita as complicações da doença, e o controle dos sintomas. Importante lembrar que o uso de ácido-acetilsalicílico (AAS) é contra-indicado por aumentar o risco de sangramentos.
 
 
Sabe-se ainda que o mosquito Aedes Aegypti voa a uma altura média de 1 metro e 20 centímetros, e que o seu horário preferido para o ataque é entre 07h30m às 10h e 15h30m às 20h, o que não significa que ele possa picar noutras horas.
Há ainda algumas coisas que precisam ser desmitificadas:
 
 
1 - AR CONDICIONADO E VENTILADORES MATAM O MOSQUITO - MENTIRA!
Quando se usa o ar condicionado a temperatura e a umidade baixam, isso inibe o mosquito. Ele tem mais dificuldade para detectar onde estará a possível vítima de sua picada. Porém não morrerá. Estes aparelhos apenas espantam o mosquito que poderá voltar em outro momento quando eles estiverem desligados.
 
 
2 – PARA MATAR OS OVOS DO MOSQUITO BASTA SECAR OS RESERVATÓRIOS DE ÁGUA PARADA - MENTIRA!
Não é apenas o simples ato de secar os reservatórios de água parada que irá impedir o mosquito da dengue de se reproduzir. É preciso limpar o local também, pois o ovo ainda pode ser manter "vivo" por mais de um ano sem água.
 
 
3 – REPELENTES SÃO FUNDAMENTAIS NO COMBATE À DENGUE - MENTIRA!
Repelentes, velas de citronela ou andiroba, ao contrário do que muita gente pensa, não têm muito efeito no combate à dengue, pois têm efeito indeterminado e temporário.
 
 
4 - TOMAR VITAMINA B AFASTA O MOSQUITO - MENTIRA!
Apesar de ser verdade que o mosquito é atraído de acordo com a respiração e o gás carbônico exalado pela pessoa, a ingestão de vitamina B - alho ou cebola também - (que têm cheiro eliminado pela pele) não é uma medida eficaz de combate à dengue.
Tomar vitamina B pode afastar mosquito, mas isso não dura muito e também irá variar de acordo com o metabolismo de cada pessoa, podendo até não ter efeito algum.
 
 
5 – QUALQUER PICADA DO MOSQUITO TRANSMITE A DOENÇA - MENTIRA!
Primeiramente é necessário que o mosquito esteja contaminado. Além disso, cerca de metade das pessoas picadas não desenvolvem a doença. Entre 20 e 50% vão desenvolver formas subclínicas da doença. Ou seja, sem apresentar sintomas. Mesmo assim, é importante em caso de dúvida ou qualquer suspeita procurar o posto de saúde mais próximo.
 
 
6 – BORRA DE CAFÉ NA ÁGUA DAS PLANTAS MATA OS OVOS DO MOSQUITO - MENTIRA!
Não há comprovação de eficácia da borra de café na água das plantas e sobre a terra no combate ao mosquito. Pelo contrário, já foi verificado na prática que a larva do Aedes aegypti se desenvolve na água suja de borra de café. Ao invés de usar a borra, tente eliminar os pratos dos vasos, ou coloque areia até as bordas deles de forma a eliminar a água. Lave também os pratos com bucha e sabão semanalmente. Isso é eficaz contra a dengue.
 
 
7 – AS LARVAS DO MOSQUITO SÓ SE DESENVOLVEM EM ÁGUA LIMPA - MENTIRA!
Os ovos do mosquito também podem se desenvolver em água suja e parada. Hoje se discute até se as fêmeas do Aedes têm realmente a preferência pela água limpa. Então para combater a dengue, o importante é acabar com qualquer reservatório de água parada, seja limpa ou suja.
 A PALAVRA DO SECRETÁRIO
A Secretaria de Saúde de Itaperuna vai tomar todas as medidas para evitar um surto. O secretário Oliver Trajano Barros revelou preocupação e disse que vai mobilizar uma Força Tarefa como nunca antes vista em Itaperuna: "Não vamos perder a batalha contra este mosquitinho. Temos toda a infraestrutura de combate. As campanhas de informação já têm sido há um bom tempo intensificadas, e agora vamos colocar um batalhão nas ruas para que o nosso trabalho tenha o melhor êxito possível. Vale reiterar que o resultado positivo depende da conduta de cada cidadão.".
Comentar
Compartilhe
Guardião dos Lagos, 25º BPM Condecora Policiais
18/01/2019 | 17h38
25º BPM divulga os números da Produtividade Policial dos Últimos meses e homenageia policiais que mais se destacaram

Comandante do 25ºBPM
Tenente Coronel Dantas

Subcomandante 25ºBPM
Major Oliveira


Na manhã de hoje, sexta-feira dia 18 de janeiro, o 25ºBPM- Cabo Frio, responsável pelo policiamento ostensivo dos 07 municípios que compõem a Região dos Lagos, promoveu uma solenidade de premiação aos policiais que mais se destacaram nos últimos meses de 2018.

Oportunidade ideal para divulgação dos números da alta produtividade policial da Unidade desde o dia 10 de agosto de 2018, data da Posse de Comando do Tenente Coronel Dantas, até o dia 17 de janeiro de 2019, sendo contabilizado pela Seção de B.O.P.M:

- 771 prisões/apreensões de marginais da lei e menores infratores;
- 168 armas de fogo apreendidas com destaque para a apreensão de 01 Fuzil calibre .223 em São Pedro da Aldeia;
- 570 quilos e 233 gramas de drogas apreendidas, entre cocaína, maconha e crack, ou seja, mais de meia tonelada de drogas apreendidas;
- 1776 munições de diversos calibres;
- 4028 veículos removidos por infrações de trânsito;
- 185 máquinas "caça-níqueis" apreendidas;
- R$ 43.401,00 apreendidos;

A solenidade contou com a presença do prefeito de Búzios, André Granado, representantes da Força Aeronaval da Marinha, do Corpo de Bombeiros, do delegado titular da 126ª D.P, Cabo Frio, das presidentes dos Conselhos Comunitários de Segurança de Cabo Frio e Arraial do Cabo.
Foram comemorados os 29 anos de criação do 25ºBPM, sendo homenageados 61 policiais, destaques de ocorrências e 01 policial que está indo para reserva. Ainda foi entregue o Certificado "Amigo do 25ºBPM" a 03 colaboradores da sociedade civil organizada, que estão sempre estabelecendo parcerias com o Batalhão em prol da Segurança Pública da Região dos Lagos.

E para festejar ao final, serviu-se churrasco para os policiais e familiares.
Comentar
Compartilhe
Agência Para Escritores
18/01/2019 | 17h21
Uma agência especializada em soluções em comunicação e agenciamento literário para autores nacionais e internacionais além de pessoas e empresas ligadas ao segmento da cultura, entretenimento e gastronomia, tem feito sucesso e principalmente, provocado sucesso para seus agenciados.
É a Agência Aspas e Vírgulas. E um dos talentos acaba de chegar: a jornalista e escritora Cristina Serra.

Cristina tem bem sucedida carreira de sucesso no jornalismo com mais de 30 anos de atuação, sendo mais de 25 vividos na Rede Globo. Atuou como repórter, apresentadora e correspondente internacional em Nova Iorque, além de atuações na Revista Veja, Jornal do Brasil e GloboNews, além de ter participado da criação do canal My News no YouTube.
O LIVRO

Em Tragédia em Mariana: A história do maior desastre ambiental do Brasil (Ed. Record), seu primeiro livro-reportagem recém-lançado, Cristina esmiúça documentos, procedimentos e condutas sem se afastar da dimensão humana, do componente individual, particular, a memória dos que morreram, a dor dos que restaram, os sonhos – ainda duvidosos – dos que gostariam de recomeçar.

A agência Aspas e Vírgulas vau cuidar do posicionamento da autora e de suas obras na imprensa, além de eventos e palestras ligados à carreira de escritora.

Cristina está disponível para entrevistas, palestras e eventos literários.


Nomes como Rick Bonadio, Rafael Cortez, Bruno Peres e Bruna Stamato compõe o time de agenciados da Aspas. Que tal você também?

Contatos através de e-mail ou telefone:

[email protected]

(11) 2021-4036
Comentar
Compartilhe
Novo Comandante do 29º BPM Itaperuna
16/01/2019 | 19h16
Em 1ª Mão
Na próxima terça-feira, 22 de janeiro, às 10:30h, assume o comando do 29º BPM- Itaperuna, o tenente-coronel Wagner Mello da Silva. Ele comandou o 26º em Petrópolis e anteriormente o 31º BPM, Recreio, no Rio de Janeiro.
 
Comentar
Compartilhe
O Direito de Usar Armas
16/01/2019 | 18h55
Agora as armas já podem ser usadas em casa, temos direto a posse por decreto, mas o que é isso?
 
Artigo de  Cássio Faeddo 
 
O presidente Jair Bolsonaro assinou em 15/01/19 o Decreto nº 9.685, que alterou o Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003.
 
O Decreto nº 9.685 dispõe de requisitos para a posse de armas.
 
E quais as diferenças entre um decreto do Poder Executivo e uma Lei?
 
Para a validade de uma lei há requisitos de apresentação, tramitação no Poder Legislativo, aprovação, sanção presidencial e publicação.
 
O Decreto regulamentar, por sua vez, é uma norma jurídica expedida pelo chefe do Poder Executivo com a intenção de detalhar disposição geral de uma lei.
 
Dessa forma, o Decreto Regulamentar viabiliza a aplicação da Lei em casos concretos, conforme o artigo 84, inciso IV, da Constituição da República.
 
Se o Poder Legislativo tivesse que se ocupar com as minúcias de um regulamento jamais uma lei seria aprovada em tempo razoável. E não se pode perder de vista que regulamentar o exercício de lei é ato próprio de gestão do Executivo.
 
É importante esse esclarecimento. Desconhecendo tais diferenças, o cidadão comum pode entender que reside na Presidência da República poderes supraconstitucionais como extinguir um órgão do Poder Judiciário (como recente se noticiou sobre a Justiça do Trabalho), armar cidadãos do dia para noite etc.
 
Essa impressão, de fato, não deve nem interessar ao próprio Poder Executivo, dada a possibilidade de frustrações relativas a morosidade de aprovação de medidas com forte impacto na opinião pública, como maioridade penal, por exemplo.
 
E o que informa o Decreto nº 9.685?
Em linhas gerais afirma que pode possuir armas moradores de cidades em que os índices anuais de homicídio superem a taxa de 10 a cada 100 mil habitantes, sem deixar mencionar moradores em áreas rurais.
 
Também dispõe sobre a possibilidade de posse das armas para servidores públicos que exercem funções com poder de polícia e proprietários de estabelecimentos comerciais ou industriais.
 
A novidade reside no fato da presunção de veracidade da declaração do cidadão de que necessita possuir uma arma.
Críticas já foram realizadas sobre a possibilidade de crimes em ambiente doméstico, além da possibilidade de acidentes, especialmente com crianças.
 
Igualmente, há críticas sobre a renúncia ao poder discricionário do agente público, em virtude de ser o cidadão que declarará atender os requisitos para a posse de armas. Ou seja, que necessita de uma arma.
 
Destaque-se sobre o tema que os Estados Unidos da América tem servido como paradigma para justificar várias declarações e medidas tomadas no âmbito nacional.
 
No que se refere a questão das armas o direito americano foi dado como referência, em que pese o direito americano ser fundamentado no “common law” e o brasileiro no “civil law”, portanto, basicamente o primeiro fundamenta-se nos precedentes de tribunais e o direito pátrio na lei escrita.
 
Prosseguindo. O tema é tratado na Constituição dos EUA.
A 2ª Emenda declara: Sendo necessária à segurança de um Estado livre a existência de uma milícia bem organizada, o direito do povo de possuir e usar armas não poderá ser infringido. (“A well regulated Militia, being necessary to the security of a free State, the right of the people to keep and bear Arms, shall not be infringed.”)
 
É fato que estamos falando de um texto que nos remete ao Século XVIII, ano de 1791
.
Os EUA formaram-se a partir da vontade de Estados independentes que se aglutinaram para formar um país. No Brasil, de forma oposto, o Estado Nacional organizou-se a partir de um desejo federal central.
 
A par dessa característica de formação, vimos que há naquele país a habitualidade histórica na posse de armas para proteção individual e do patrimônio do cidadão.
 
Mesmo com tais características históricas, e diante de incontáveis tragédias, discute-se com fervor, também naquele país, o livre acesso às armas.
 
Portanto, há sensíveis diferenças entre os países.
 
Aguardemos o desenrolar dos acontecimentos em face do regulamento modificado pela Presidência da República.
Quem é CÁSSIO FAEDDO
 
Advogado com especialização nas áreas de Direito Empresarial, Direito do Turismo, Negócios Hoteleiros e Responsabilidade Civil Empresarial. Mestre em Direitos Fundamentais. Pós-graduado em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho.
 
Professor das disciplinas jurídicas,
 
Professor universitário desde 1998 tendo lecionado nas Faculdades Hebraico Brasileira Renascença, Anhembi-Morumbi, Unibero, CENTRO UNIVERSITÁRIO DO SENAC e Faculdades Torricelli, nos cursos de Administração, Comércio Exterior, Gestão Hoteleira, Gestão em Negócios Securitários.
 
www.faeddo.com.br - [email protected]
 
Comentar
Compartilhe
Assaltos à Mão Armada Continuam na BR-356
03/01/2019 | 13h18
Viajar pela BR-356 tem sido há um longo tempo uma atividade perigosa não só pelas curvas da estrada, mas principalmente pelos assaltos, quase todos no mesmo trecho, em torno da localidade campista 3 Vendas, limite com o município de Cardoso Moreira.
É possível ver uma viatura da PM no local, mas Polícia Rodoviária Federal é uma raridade. A rodovia não tem muito movimento, especialmente à noite e a facilidade para os marginais é tentadora.
Foi o que aconteceu no último final de semana, quando dois homens em uma moto abordaram o carro em que estavam um casal e a filha, apontaram uma arma de fogo, pararam o veículo, roubaram diversos pertences pessoas e evadiram-se em seguida.
Não foi a primeira vez e infelizmente, tudo indica não ser a última.
BNB em cima de informações do site da Rádio Itaperuna 96 FM
Comentar
Compartilhe
PM de Cabo Frio dá Exemplo durante Virada de Ano
02/01/2019 | 19h56
 EXCLUSIVO
 
 
 Réveillon em paz na Região dos Lagos
 O Réveillon da Região dos Lagos foi o mais movimentado dos últimos anos, só em Cabo Frio, apenas nas areias da popular Praia do Forte, 800 mil pessoas comemoraram a chegada de 2019. Um pouco mais de 2 milhões de pessoas foi a soma das 67 praias protegidas pelo guarda-sol do 25º BPM.
 Não houve um registro sequer de homicídio, arrastão, latrocínio ou baleados na noite de 31/12 para 01/01.
O comandante do Batalhão sediado em Cabo Frio, tenente coronel Dantas disse que o policiamento preventivo foi posicionado nos pontos mais frequentados das cidades, alcançando o resultado esperado.
Algumas medidas como a apreensão de 18 equipamentos de som (caixas e carrinhos) nas areias da Praia do Forte, a remoção de mais 20 veículos e 01 prisão por furto, contribuíram para garantir a ordem pública do Réveillon 2019.
 TOLERÂNCIA ZERO
O 25º BPM, conhecido como o Guardião da Região dos Lagos supera-se à cada ano, com profissionais experientes e vibradores em suas funções, colhendo resultados cada vez mais vitoriosos, sem perder a gentileza necessária quando no atendimento aos que a procuram. Uma das ações positivas é a distribuição de pulseiras para menores, onde ficam nome, endereço e telefone e de real uso caso as crianças se percam.
O subcomandante do 25, major Leonardo Oliveira considera que o codinome Guardião da Região dos Lagos é bem adequado, afinal tudo é planejado com muita inteligência e bravura. "Coragem e amor pelo que fazem, não faltam aos Falcões Azuis do nosso batalhão", completa Oliveira.
Comentar
Compartilhe
A Minha Vida, o Presidente e as Nossas Vidas
02/01/2019 | 11h31
EXCLUSIVO PARA O BNB-BLOGNINOBELLIENY
Por Heitor Antônio da Silva*
 Quero dizer que o ano de 2018, apesar dos problemas e doenças, coisas naturais a todos os viventes, foi um bom ano. Nele sentimos bem de perto o quanto Deus nos ama. Deu provas disso nos sustentando, socorrendo, enxugando nossas lágrimas, renovando nossas esperanças e sobretudo concedendo novas oportunidades.
Pessoalmente passei por momentos preocupantes, mas a Bíblia diz: “muitas são as aflições do justo, mas o Senhor as livra de todas”. Não quero parecer pretensioso com o emprego da palavra “justo”. Não há justiça alguma em mim, mas fui justificado pelo sangue de Cristo Jesus. Entro em 2019 na certeza de que continuarei sendo sustentado, terei minhas lágrimas enxugadas.
Sigo... continuarei seguindo a Cristo e sobreviverei a mais um ano. Desejo, pois, a todos , que perseverem na dependência do Senhor. Todos continuaremos com problemas, mas todos seremos socorridos. Continuemos na luta. Não estamos sozinhos. Deus está conosco. O que precisamos fazer? Tão somente buscar ao Senhor, porque “perto está o Senhor de todos os que o buscam, que o buscam em verdade”. Que Deus abençoe a todos.
A POSSE
Ontem tivemos um dia de exaltação nacional: a posse do novo presidente, Jair Bolsonaro e do vice, Antonio Mourão. Tudo muito bonito. Confesso que foi a primeira posse pela qual verdadeiramente me interessei. Um belo e magestoso cerimonial, discursos perfeitos, etc.
A posse dos ministros e dos comandantes militares foi deveras emocionante. Tudo bem. Era o que esperávamos e creio que também merecemos: um governo sério, independente, formado por uma plêiade de gente da melhor espécie. Estou cheio de esperança e creio que a maioria do nosso povo também. Mas tem alguma coisa ainda por considerar:

 Governar um país da melhor maneira possível depende sobretudo de Deus. Apenas Ele tem os planos certos, os caminhos acertivos, e dispõe de todos os recursos, sobretudo os humanos. Os homens, por melhores que sejam são apenas instrumentos na mão o Criador.
Somos ferramentas. O problema é que somos ferramentas vivas, com vontade, e quantas vezes resistimos às intenções do nosso Deus. Para que tudo dê certo, toda a equipe terá que trabalhar afinada... com Deus.
Se tudo der certo, terá sido por terem deixado Deus agir. Se não for assim, o fracasso será mais um fator de amargura. Eu sou otimista e convido a todos os meus amigos a nos curvarmos diante de Deus, em súplica pelo governo, que me parece, em termos políticos, a nossa última esperança.
*Heitor é pastor batista, professor e doutor em Psicanálise 
Comentar
Compartilhe