Mania do campista
22/04/2019 | 07h35
Da série “Mania do Campista”: quando tem muita fome, afirma que a barriga está roncando.
Compartilhe
Busca de recursos
21/04/2019 | 08h19
A Lyra de Appolo vai, aos poucos, recompondo a sua sede, atingida por um incêndio nos anos 90. Sem verba pública, a corporação musical busca meios para investir em obras restauradoras do que restou do seu prédio localizado na Praça do Santíssimo Salvador.
Assim é que recebeu de Rodrigo Alzuguir 81 exemplares da biografia “Wilson Baptista - O Samba foi sua Glória!”, além de mais 20 exemplares do Cancioneiro Comentado (com 105 partituras) do compositor campista.
A doação de Alzuguir dará início a uma nova campanha para ajudar a Lyra de Apollo no processo de reestruturação e reabertura de sua sede: os livros serão vendidos e toda a renda revertida à centenária sociedade musical.
Compartilhe
Com ronco ou sem ronco?
20/04/2019 | 08h10
Anos 70.
o radialista José Salles vai ao Palácio Villa Maria, sede do governo, fazer uma entrevista, para a Campos Difusora, com o prefeito Raul Linhares sobre uma viagem que fizera à Brasília.
Raul, gozador, dirige-se a Salles, antes da primeira pergunta, e indaga:
— Você quer gravar aqui no gabinete ou com eu descendo do avião?
— Descendo do avião, prefeito? — estranha Salles.
Raul dirige-se para um ventilador de pé, daqueles grandes, antigos, que tem no gabinete e coloca um papel para roçar nas hélices do aparelho.
Com o barulho, Raul comenta:
— E aí? Não parece o ronco de um avião?
Compartilhe
Recado para a oposição
19/04/2019 | 07h19
Quando o assunto é a real possibilidade de redução dos royalties repassados aos estados e municípios produtores de petróleo, em favor dos não produtores, o prefeito de Campos, Rafael Diniz (PPS), deixa um recado para a oposição.
Em entrevista ao "Folha no Ar", programa da Folha FM, Rafael pregou a união da classe política, sob o argumento de que acima das diferenças partidárias está o interesse de todos os municípios fluminenses. “A queda de receita dos royalties vai ser um caos para o estado como um todo”, avalia.
No caso específico de Campos, Rafael Diniz admite que se o tributo dos royalties que ainda é repassado já é pequeno, perto do que o município recebia, “imagina se houver essa redistribuição”. Mas garantiu que se empenhará na defesa dos interesses da cidade e da região.
Presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), Rafael está mobilizando os prefeitos para lutar contra a redistribuição. “O debate é técnico e os nossos argumentos são fortes”, aponta.
Compartilhe
Salto de qualidade
18/04/2019 | 07h51
O RJ-2 InterTV Planície, com noticiário regional, teve um ganho de qualidade, agora sob o comando do jornalista Felipe Sáles, profissional formado pela Uniflu que passou pela redação do Jornal do Brasil, Globo, Extra.
Em 2007, Felipe Sáles foi premiado com o AMB de Jornalismo, da Associação dos Magistrados do Brasil, pela série de reportagens Fraude no exame da OAB, publicada com Juliana Rocha e Duilo Victor no Jornal do Brasil.
 
 
Compartilhe
Não fui. Mas anotei
17/04/2019 | 18h31
Anos 80.
Carlos Luciano, o Praxedes Barroso — que assinava uma coluna social no Monitor Campista de sucesso nos anos 60 e 70 — gostava de dizer que, no seu círculo de amizades, havia muita gente famosa.
Numa roda de amigos, alardeou que tinha recebido um telefonema da atriz italiana Cláudia Cardinalle, então no auge da fama e do esplendor físico, que visitava o Rio de Janeiro.
Alguém, numa de estimular a imaginação de Praxedes, indagou:
— E você foi ao jantar?
— Não fui. Mas anotei...
Fonte: "A imprensa de Campos pelo avesso - 400 gafes e pérolas"
Compartilhe
Todo cuidado é pouco...
16/04/2019 | 07h21
O drama dos campistas, nas idas ao Rio de Janeiro, agora é outro. A BR-101, entre Campos-Macaé, foi chamada durante anos de “Rodovia da Morte” pelo elevado índice de acidentes. A duplicação da pista reduziu estatística.
Mas, nos últimos meses, um trecho da BR-101, no traçado entre Campos-Rio, passou a ser chamado de “Rodovia do Medo”. Fica entre o Shopping São Gonçalo e o trevo de Manilha. Os assaltos ali são frequentes.
Um balanço da Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostra que, nos dois primeiros meses do ano, 196 veículos foram roubados na BR- 101. A PRF também registrou 40 roubos de carga.
Compartilhe
Tititi político
14/04/2019 | 08h29
Em entrevista dada à Folha da Manhã, domingo passado, o ex-prefeito Arnaldo Vianna expressou o desejo de conversar com Caio sobre as eleições de 2020. Mas a influência de Ilsan Vianna nas movimentações políticas do filho pode ter sido o motivo pelo qual Caio demorou cinco dias para procurar o pai. Mesmo após Arnaldo manifestar o desejo em apoiá-lo.
Antes de conversar com Arnaldo, Caio manteve encontros com outros políticos, como Rodrigo Bacellar e Geraldo Pudim. A conversa com o pai ocorreu na sexta-feira. Uma foto da reunião foi postada na rede social.
Vale lembrar que, na eleição de 2016, em que Caio foi candidato a prefeito, Arnaldo, que o lançou na disputa, se afastou da campanha, e passou a apoiar Pudim, porque Ilsan tomou as rédeas da campanha do filho.
A propósito, é tal a divergência entre Arnaldo e Ilsan que o ex-prefeito não fala o nome de sua ex-mulher. Só se refere a ela como a "mãe do meu filho".
Compartilhe
Memória de Campos
13/04/2019 | 08h35
O bairro da Pelinca, hoje cercado de edifícios, ainda guarda no seu cenário residências com esta, localizada na Rua Campos Sales. A casa, bem cuidada, remonta tempos da Pelinca antiga, em que se via muitas chácaras.
Compartilhe
Caos financeiro ameaça o município de Campos e região
12/04/2019 | 07h35
O drama de uma redução considerável do repasse dos royalties, a partir da mudança das regras atuais, volta a rondar, dez anos depois, as finanças do município de Campos e dos demais da região que produzem petróleo. O dia 20 de novembro próximo passa, portanto, a figurar no calendário com extrema preocupação.
Essa é a data em que o Supremo Tribunal Federal (STF) co-locará na pauta de julgamento a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) que pode validar lei de 2012 que diminui a fatia de royalties de estados e municípios produtores de petróleo em favor dos não produtores.
Em 2013, a pedido do Estado do Rio, a lei foi suspensa de forma liminar pela ministra Cármen Lúcia. Desde então, R$ 22 bilhões já foram pagos em royalties pelas antigas regras de distribuição, segundo a Confederação Nacional dos Municípios.
Presidente da Organização dos Municípios Produtores de Petróleo (Ompetro), Rafael Diniz já se mobiliza para que os seus prefeitos se posicionem de forma conjunta contra a mudança de critérios do repasse dos royalties, até porque, sustenta, a alteração das regras representa o caos financeiro para a região.
Compartilhe
Sobre o autor

Saulo Pessanha

[email protected]