Disputa da prefeitura de Campos com opções de esquerda e de direita
12/11/2019 | 07h25
As eleições de 2020 devem ter a possível participação do petroleiro José Maria Rangel, cujo perfil é declaradamente de esquerda. Filiado ao PT, Rangel é pré-candidato a prefeito. Para a mesma disputa, o movimento intitulado “Direita Campos” lançará um nome. O anúncio deve ser feito em meio a um ato público em data ainda não definida.
Entre a esquerda e a direita, a sucessão de Rafael Diniz, em que ele próprio estará no páreo, vai ter um leque de candidatos abrigados em diferentes siglas e tendências. A lista é farta — já beira uma dúzia de postulantes.
Tantos candidatos assim, disputando a prefeitura, só ocorreu em 1982. Naquelas eleições, vencida por Zezé Barbosa, em que obteve o terceiro mandato, dez nomes se colocaram no páreo.
Compartilhe
Sabedoria e simplicidade
11/11/2019 | 06h18
Compositor vitorioso, detentor dos principais prêmios no carnaval carioca, Aluisio Machado, 80 anos, é uma pessoa culta, politizada, que gosta de conversar e encanta os interlocutores pela sua simplicidade e sabedoria.
Na entrevista que concedeu ao jornalista Matheus Berriel, publicada na quinta-feira, na Folha da Manhã, Aluisio soltou esta pérola: “Minha paixão é samba, é música. Não tenho outra paixão, a não ser um galetinho de vez em quando”.
Ao falar de suas origens, Aluisio faz questão de dizer que é campista, nascido embaixo de uma árvore, em Guarus. “Foi a árvore que deu frutos”, brinca.
Compartilhe
Um campista cotado para a eleição de prefeito em Niterói
08/11/2019 | 17h51
O deputado Chico D´Ângelo (PDT-RJ) participou, com outros pré-candidatos, de uma reunião política com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT). O assunto foi a eleição de 2020 e Rodrigo revelou que escolherá, no mês de fevereiro ou março, o nome que terá o seu apoio na disputa sucessória.
Campista radicado na capital do antigo RJ, Chico D´Ângelo pode ser esse nome, já que é do mesmo partido de Rodrigo, foi eleito quatro vezes deputado federal e é uma boa vidraça pelo seu respeitado histórico político. Em um eventual 2º turno, pela condição de agregar o apoio de diferentes partidos, Chico teria chances efetivas de se eleger.
Compartilhe
Diante do microfone, uma dura resposta
08/11/2019 | 07h25
Um dia apareceu no programa de calouros de Ary Barroso uma jovem candidata negra, muito pobre, com uma roupa esquisitíssima, magérrima, com o cabelo todo desgrenhado...
Ary perguntou:
— Qual o seu nome, minha filha?
— Elza Soares — responde a então estranha caloura.
— E de que planeta você vem? — pergunta o apresentador tentando fazer graça e sem atinar para a resposta que ouviria.
— Eu venho do planeta fome!
(Márcio Bueno)
Compartilhe
Consumo de drogas é cada vez maior em Campos
07/11/2019 | 07h37
 O consumo de drogas em Campos cresce na proporção que apreensões, quando ocorrem, e são frequentes, se dão em quantidade cada vez maior. Reflexo do uso em escala ascendente. A situação é preocupante.
O reflexo de que a droga rola cada vez mais na cidade é o aumento da violência. Sobretudo na periferia, com facções se digladiando em busca do controle do tráfico.
A Polícia faz o papel dela. Mas é como enxugar gelo. Se prende um traficante hoje, no dia seguinte surgem três, quatro. A solução para conter a violência é uma só: evitar o uso de tóxico.
Compartilhe
Nem sempre se torce para ganhar...
06/11/2019 | 17h40
Coisas do futebol. A noite de hoje reserva um cenário inusitado. O torcedor do Flamengo querendo que o Vasco ganhe do Palmeiras. E o torcedor do Vasco não querendo tanto assim... Explica-se: uma vitória do Vasco praticamente dá o título ao Fla.
Compartilhe
Campista vitorioso no Carnaval do Rio homenageado em sua terra natal
06/11/2019 | 07h16
A Folha da Manhã prestou uma homenagem ontem, no Teatro Trianon, ao compositor Aluisio Machado, entregando-lhe o troféu “Folha Seca”, conferido a campistas que se tornaram vitoriosos fora dos limites da cidade.
E Aluisio, ligado ao Império Serrano, tem uma história gloriosa no carnaval do Rio. É autor de memoráveis sambas, como o “Bumbum Paticumbum Prugurundum”, feito com Beto Sem Braço.
Aluísio já recebeu seis vezes o Estandarte de Ouro, prêmio destinado aos destaques do Carnaval carioca. Neste ano venceu pela 14ª vez a disputa de samba do Império, escola que em 2020 desfilará na Série A (grupo de acesso).
Vale citar que Aluisio, 80 anos, é tão importante no mundo do samba que foi biografado pelo professor Luiz Ricardo Leitão, da UERJ. O livro reconstitui a trajetória artística do compositor.
Pela leitura, fica-se sabendo que Aluisio Machado, odiado nos anos 70 pelos militares, a quem seus versos soavam como uma “heresia”, filiou-se apenas ao glorioso partido alto.
Compartilhe
Médica quase é assaltada na rodovia Campos-Itaperuna
05/11/2019 | 06h58
As estradas estão muito perigosas. A médica Sandra Maria Teixeira dos Santos, viajando à noite pela BR-356 (Campos-Itaperuna), por pouco não foi assaltada. Jogaram uma pedra enorme embaixo do carro dela. O objetivo era atingir a roda para que o veículo parasse. Felizmente o intento não foi alcançado
Em Três Vendas, que fica na mesma BR-356, motoristas correm risco quando reduzem a velocidade no quebra-molas, momento que a bandidagem dá o bote. Sandra dos Santos acha que a fiscalização eletrônica cumpriria melhor papel. “Antes levar uma multa, se for o caso", diz ela.
Compartilhe
Da série "histórias da imprensa de Campos"
04/11/2019 | 07h27
Em meados de 1992, o jornalista Cilênio Tavares e o fotógrafo Roberto Menezes foram cobrir, para o jornal A Cidade, um evento do governo estadual no galpão da antiga Ceasa, em Guarus.
Dia de tempo fechado e muita trovoada. Pouco antes da solenidade, passam duas convidadas, numa beca invejável e uma delas dispara, falando alto: “Menina, soube agora que caiu uma chuva de granito no centro de Campos”.
Roberto não se aguentou e, em alto e bom som, mandou: “Vamos logo, vamos pro centro agora. Se caiu mesmo chuva de granito, não deve ter sobrado ninguém vivo pra contar a história”.
Compartilhe
De olho nos números
03/11/2019 | 21h26
A TV Globo colocou Flamengo e Corinthians como jogo único das 16h, o horário nobre do futebol aos domingos. Objetivo: impactar a audiência. 
Compartilhe
Sobre o autor

Saulo Pessanha

[email protected]