Um desabamento previsível
30/09/2019 | 08h27
O desabamento da fachada de uma residência na Av. 28 de Março, esquina com a Rua das Palmeiras, nas proximidades do Parque Alzira Vargas, vale de alerta.
A casa exibia um quadro previsível de que suas paredes iriam ruir a qualquer momento, já que apresentavam grandes rachaduras e com inclinação para a rua.
E o desmoronamento ocorreu. Felizmente o estrago não deixou vítimas. O imóvel estava abandonado há anos.
Casas assim, com estrutura abalada, são vistas em diferentes pontos da cidade, mas, sobretudo, na área central. Elas representam um risco. A Prefeitura não pode se omitir. Deve agir antes que tragédias aconteçam.
Comentar
Compartilhe
O nível da Câmara Municipal de Campos é o pior de sua história
29/09/2019 | 10h20
Quem assiste atualmente as sessões plenárias na Câmara Municipal de Campos, e acompanhou as atividades ali em décadas passadas, não tem dúvida: o Legislativo local, quando era composto por 21 cadeiras, tinha mais qualidade nos seus quadros. Hoje, com 25 vereadores, a nossa Câmara Municipal detém certamente o pior nível de sua história.
A propósito, a Câmara de Vereadores de São João da Barra até que poderia ampliar o número de cadeiras de nove para 11 ou 13, com vigência a partir de 2021. Mas abriu mão de maior número. Fez bem.
Comentar
Compartilhe
O desafio de Arnaldo Vianna
28/09/2019 | 15h02
Ano: 2003
No Dia do Desafio, que consiste na mobilização do maior número possível de pessoas em uma mesma cidade praticando atividade física, Luiz Maurício, pelos microfones da Litoral FM, entrevista o prefeito Arnaldo Vianna.
Lá pelas tantas, Arnaldo pede que Luiz Maurício passe o dia sem fumar.
E destaca que o seu exemplo, ele, que é fumante, deva ser seguido.
— Que façam como eu. Hoje cedo peguei a carteira de cigarros e disse. Hoje eu não vou fumar...
Diante do olhar surpreso de Luiz Maurício, Arnaldo, gozador, arremata.
— Hoje eu não vou fumar... uma carteira só.
Comentar
Compartilhe
Médica Mirza Kury avalia impulsividade de Bolsonaro
27/09/2019 | 15h22
A impulsividade de Jair Bolsonaro falar o que deve, e mesmo o que não deve, à luz da avaliação da médica Mirza Kury — sua eleitora — tem uma explicação: o presidente é uma pessoa medular — a que fala as coisas sem pensar.
Ao programa “Folha no Ar”, da Folha FM, Mirza, em entrevista, disse que Bolsonaro necessita controlar a incontinência verbal. “Ele precisa deixar o estímulo chegar ao cérebro e pensar o que vai falar”.
Mirza ressalta que Bolsonaro se atropela nas suas falas ao responder sem cautela. “Quando ele para e pensa vejo que dá respostas inteligentes”.
A impulsividade de Jair Bolsonaro quando se expressa, observa Mirza, é explorada pela imprensa de uma maneira geral, “e ela bate muito em cima disso”.
Comentar
Compartilhe
Mais cargos na Câmara Municipal de Campos
27/09/2019 | 09h19
A estrutura organizacional da Câmara Municipal de Campos permite. Daí que vereadores estão desmembrando cargos comissionados de assessor em cargos de menor salário.
Comentar
Compartilhe
Se vira como pode...
26/09/2019 | 08h54
Sabe o pessoal que fica andando na área do Calçadão vendendo balas e outros tipos de doce por R$ 1? A estratégia multiplicou por diferentes pontos da cidade.
Os sinais luminosos, por exemplo, viraram um concorrido ponto de venda. É o chamado se vira como pode por conta do desemprego.
Comentar
Compartilhe
A cidade ganha
25/09/2019 | 13h10
A cidade vai ganhar mais uma farmácia. Fica na Beira-Valão, perto da Formosa. No local, funcionou o Cicle Bom Jesus. 
Comentar
Compartilhe
Questionada a desapropriação de terras em São João da Barra
24/09/2019 | 07h10
O deputado estadual Waldeck Carneiro (PT) enviou ofício à Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) solicitando informações sobre o Distrito Industrial de São João da Barra, onde funciona o Porto do Açu.
Waldeck já se reuniu com defensores públicos, a professora Ana Costa, da Universidade Federal Fluminense (UFF), que pesquisa há anos o Porto do Açu, e com representantes da própria Codin para se debruçar sobre o imbróglio.
Da Codin, Waldeck quer saber quantas foram as desapropriações e quem já recebeu as indenizações. Dessas, quantas foram pagas na íntegra e parcialmente. E quantas desapropriações ainda precisam ser feitas.
Comentar
Compartilhe
História divertida da imprensa de Campos
23/09/2019 | 07h03
O jornalista Hervé Salgado Rodrigues, diretor de A Notícia, sentia arrepios só de ouvir falar no nome de Godofredo Tinoco, também jornalista e escritor.
Na verdade, a inimizade tinha razões políticas. Godofredo foi getulista roxo e Hervé, integralista na juventude, odiava o getulismo.
O fato é que os dois se detestavam de tal forma que um dizia que se cruzasse com o outro não responderia pelos seus atos.
Mas cruzaram. Na subida da Av. 7 de Setembro, um passou ao lado do outro e nada aconteceu de ruim.
Um grupo de amigos dos dois, à distância, testemunhou. O poeta Laert Chaves saiu então com esta:
— Godofredo e Hervé não se viram. Estão cegos pelo ódio...
Comentar
Compartilhe
Templos católicos na Diocese de Campos alvo de vandalismo
22/09/2019 | 08h24
Os ataques e profanações a templos católicos na região não cessam. Em apenas três meses, sete igrejas foram alvo de vandalismo. Os casos se verificaram em Campos, com quatro ocorrências, e em Itaperuna, São Francisco do Itabapoana e em São João da Barra, com uma cada.
O bispo diocesano Dom Roberto Ferrería Paz, por meio de nota nas redes sociais, manifestou preocupação com mais uma igreja profanada - Capela de São Bartolomeu, no Parque São Silvestre. Disse, inclusive, que a liberdade de culto está sendo afetada.
Comentar
Compartilhe
Prenda-me, se não sou roubado
21/09/2019 | 17h20
  Já vi bicicletas e motos com corrente e cadeado para evitar o assédio dos amigos do alheio. Mas... carro, é a primeira vez.
Comentar
Compartilhe
Uma decisão ruim para o projeto de Gil Vianna se eleger prefeito de Campos
20/09/2019 | 06h57
Pré-candidato a prefeito de Campos, o deputado estadual Gil Vianna imaginava que entraria no processo eleitoral desfraldando duas bandeiras: a do presidente Jair Bolsonaro e a do governador Wilson Witzel. Já não pode. É preciso optar entre uma e outra por força de uma decisão do PSL, o seu partido.
O rompimento do PSL com o governador Wilson Witzel, por determinação de Jair Bolsonaro, mas com o filho Flávio, que é senador, dando a ordem, não deixa margem de escolha para Gil Vianna e os demais 11 deputados que compõem a bancada do partido na Alerj. É seguir um ou outro.
A briga de Bolsonaro com Witzel, com reflexo direto nas eleições de 2020, é ruim para Gil, inclusive sob o aspecto eleitoral. É que, certamente, alguém ligado ao governador vai se apresentar para ser candidato no PSC.
Gil Vianna, vale lembrar, já liderou o PSL na Alerj escolhido em fevereiro, no início da legislatura. Mas quatro meses depois deixou a função cumprindo um acordo de rodízio entre os 12 integrantes da bancada.
Outro motivo alegado por Gil, para deixar a liderança do PSL, é a corrida eleitoral pela Prefeitura de Campos em 2020. Disse que teria que ir todas as segundas ao Colégio de Líderes na Alerj, quando precisa estar mais perto de sua cidade.
O detalhe é que o PSL no Rio está entranhado no governo Witzel, o que suscita o seguinte questionamento: quantos deputados vão resistir em abrir mão de muitas boquinhas hoje usufruídas por seus afilhados políticos?
No seu blog, a jornalista Berenice Seara revela que, pelos cálculos extra-oficiais do governo, cerca de 150 pessoas ocupam cargos na administração estadual graças às indicações dos deputados do PSL
Atualização às 19h50 - O blog recebeu agora há pouco a seguinte nota da assessoria de Gil Vianna: "Independente de qualquer decisão partidária, o deputado estadual Gil Vianna esclarece que o seu compromisso é com o Estado do Rio de Janeiro, onde foi eleito com 28.636 votos. Diz que, na Alerj, continuará priorizando o trabalho em prol do Estado, sobretudo, pelo interior. O parlamentar reitera, ainda, sua pré-candidatura a prefeito do município de Campos, sua cidade natal e onde construiu sua história política".
Comentar
Compartilhe
E o repórter pegunta...
19/09/2019 | 07h05
Durante o lançamento de um CD, um repórter quis saber de Erasmo Carlos por que ele só falava de amor, se não pensava em compor músicas abordando, por exemplo, a defesa do meio ambiente.
O cantor respondeu calmamente:
— Eu poderia gravar mensagens ecológicas, bicho, mas as baleias não compram disco.
(Márcio Bueno)
Comentar
Compartilhe
Melhor assim...
18/09/2019 | 18h47
O registro que fiz na coluna que tenho na Folha da Manhã, sobre o desabafo do padre Moisés de Melo em sua página no Faceboox, de que estava encontrando dificuldades em administrar em certos hospitais, inclusive no Dr. Beda, o sacramento da unção de enfermos, alcançou um resultado positivo.
A diretoria do Hospital Dr. Beda entrou em contato com Moisés de Melo e abriu as portas do estabelecimento para que ele possa dar um conforto aos pacientes, levando a palavra de Cristo para os que sofrem
Comentar
Compartilhe
No Jardim São Benedito pode estar surgindo uma cracolândia
18/09/2019 | 07h05
O cenário no Jardim São Benedito está deprimente. Moradores de rua acamparam de vez ao lado da Igreja. Quem reside em casas e apartamentos na área, e mesmo quem caminha pela praça, teme pelo surgimento ali de uma cracolândia.
A Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social, comandada pelo vereador licenciado Marcão Gomes, deve se posicionar - enquanto é tempo. Hoje, se vivem ali 20 pessoas, daqui a pouco vão ser 30, 40. E só vai aumentando...
Muitos dos que acamparam nos últimos dias no Jardim São Benedito estavam abrigados em uma casa no entorno do Parque Alzira Vargas, chamada de República da UFF. O imóvel foi recentemente demolido.
Comentar
Compartilhe
E Garotinho acreditou que recebeu um presente de Paulo Maluf
17/09/2019 | 06h52
Sérgio Provisano, designer e artista gráfico, fazia parte da entourage de Anthony Garotinho, no seu primeiro governo como prefeito de Campos.
Atuando na Secretaria de Comunicação Social, Provisano gostava de pregar peças nos amigos. Um dia, ele e sua turma bolaram uma brincadeira com Garotinho, que custou a compra de um par de sapatos.
O prefeito paulista Paulo Maluf tinha lançado sua candidatura a presidente da República e, ao mesmo tempo, fez uma propaganda de um sapato da Vulcabras, o Passo Doble.
Provisano teve a idéia de comprar um sapato do mesmo modelo, do tamanho do pé de Garotinho, que foi entregue no gabinete, contendo um bilhete dizendo “Conto com seu apoio para nossa caminhada ao Planalto” com a assinatura como sendo a de Maluf.
Garotinho se surpreendeu, pois não tinha nenhuma relação pessoal e política com o prefeito paulista. Mas a peça foi tão bem armada que ficou na dúvida se era gozação ou coisa séria. O pior é que ninguém teve coragem de lhe contar a verdade.
Comentar
Compartilhe
Apoio dos Garotinho na eleição de Wilson Witzel rende de frutos
16/09/2019 | 07h20
A família Garotinho colhe frutos pelo resultado das urnas na eleição para o governo do Rio. Matéria publicada pelo Globo revela que o apoio a Wilson Witzel no 2º turno rendeu cargos para os Garotinho. Mas a posição deles foi pontuada em duas frentes.
No 1º turno, com a sua candidatura ao governo do estado barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base na Lei da Ficha Limpa, Anthony Garotinho declarou apoio ao senador Romário. Isto em que pese as críticas que recebeu do ex-jogador.
Garotinho fechou com Romário alegando que tomara a decisão após ser alertado por seus advogados de que a chance de obter uma vitória no julgamento do recurso contra a sua inelegibilidade, após a eleição, caso fosse eleito, seria muito pequena.
Como Romário não foi para o 2º turno, Garotinho decidiu-se pelo apoio a Witzel. Hoje, parte do seu grupo tem participação no governo. “Tínhamos um adversário em comum: Eduardo Paes”, justifica a deputada Clarissa Garotinho (PROS-RJ).
A propósito, na matéria do Globo é revelado que, no governo Wilson Witzel, o marido de Clarissa, Marco Antonio Alvite Vazquez, é assessor chefe da subsecretaria adjunta da gestão do Turismo, com salário de R$ 10 mil.
Clarissa faz a defesa da nomeação: “Marcos foi convidado pelo secretário Otávio Leite. É formado em hotelaria, trabalhou no setor. Ele não é político, nunca se candidatou a nada. É um cargo técnico”.
Comentar
Compartilhe
Ponto comum entre o Bar Luiz, no Rio, e o Bar São Jorge, em Campos
15/09/2019 | 07h40
O encerramento das atividades do Bar Luiz, na Rua da Carioca, no Rio, está sendo tão sentido quanto foi o fechamento do Bar São Jorge na Av. 7 de Setembro, em Campos, nos anos 80.
Esses bares transformaram-se, ao longo de muitos anos, em ponto de encontro de jornalistas, intelectuais e boêmios de todos os calibres.
O Bar São Jorge, dos irmãos Aland e Almir Ferreira, era, na verdade, mais mercearia do que bar. Daí que os bebuns tinham que se acomodar apenas em quatro ou cinco mesas. E só podiam beber até às 22h, hora do fechamento.
No bar, rolavam muitas histórias divertidas. Almir Ferreira alimentava o repertório, inclusive com os trocadilhos que costumava fazer para clientes amigos.
Certa feita, em conversa com o jornalista Prata Tavares, Almir comentou: “A Rússia, de Corbachov, está bem mais avançada dos que os EUA, de Ronald Reagan, em matéria de irrigação”.
Diante da interrogação de Prata, Almir Ferreira finalizou: “Enquanto Ronald rega, o Gorba chove...”.
Comentar
Compartilhe
Bradesco é mau que nem o pica-pau
14/09/2019 | 08h23
O Bradesco, veja só, colocou em toda a extensão da parte da frente de sua agência, no Calçadão, um gradil (de ferro) para impedir que pessoas que aguardam a abertura do banco ocupem o espaço, sentadas na mureta, cena que era comum ali.
Vale dizer que boa parte do público que espera a abertura da agência, junto às portas de acesso, é constituída por idosos. A decisão do Bradesco é simplesmente deplorável.
Comentar
Compartilhe
Campista que deu nome a prédio morre em São Paulo
13/09/2019 | 18h33
Faleceu, nesta sexta-feira, Salete Pessanha de Paula, que residia em São Paulo. O registro de sua morte corre nas redes sociais, ela que era uma pessoa querida, de muitas amizades em Campos, sua terra natal. Aqui, ela estudou no Colégio Auxiliadora. 
O pai de Salete, o saudoso comerciante Ramiro Alves Pessanha Filho, construiu, nos anos 80, o até então maior prédio residencial em Campos e o batizou com o nome da filha. É o Edifício Salete, localizado na Rua Ipiranga.
Comentar
Compartilhe
Cinco dos seis últimos governadores do RJ atrás das grades
13/09/2019 | 07h02
Sérgio Cabral, Luiz Fernando Pezão, Anthony Garotinho, Rosinha Matheus e ... Índio da Costa. Sim, se Índio tivesse ganho a eleição em 2018 para o governo, e o Estado do Rio alcançaria a marca de ter cinco, dos seis últimos governadores, presos. A exceção seria Benedita da Silva.
Índio da Costa, é verdade, poderia ter ido mais longe da política, ele que foi candidato a vice-presidente da República na eleição de 2010 na chapa liderada por José Serra.
Índio ficou pouco tempo atrás das grades. Ontem, por decisão do desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), foi solto.
Comentar
Compartilhe
Câmara Municipal de Campos gasta R$ 5 mil/mês só em cafezinho
12/09/2019 | 07h05
A Câmara Municipal de Campos, que é presidida pelo vereador Fred Machado, publicou, no Diário Oficial, extrato contratando “empresa especializada” para fornecimento de café, açúcar e adoçante, visando atender o próprio Legislativo e a Escola Municipal de Gestão (EMUGLE).
O valor do contrato é de R$ 62.242,50 (sessenta e dois mil duzentos e quarenta e dois reais e cinquenta centavos), pelo prazo de 12 meses, o que dá mais de R$ 5 mil/mês.
O curioso é que o contrato estabelece o fornecimento apenas de café, açúcar e adoçante, não abrangendo qualquer complemento que envolva pão, bolo, biscoito.
Comentar
Compartilhe
Você é de esquerda?
11/09/2019 | 17h23
 No início de carreira, o jornalista Ricardo Boechat foi trabalhar com Ibrahim Sued. Assim que chegou ao escritório do colunista, Boechat foi indagado:
— Você é de esquerda?
Ciente de que estava diante de um entusiasta declarado do regime militar, Boechat achou melhor sair pela tangente:
— Só se for da esquerda festiva, Seu Ibrahim.
A gracinha saiu pela culatra:
— Esses são os piores! — devolveu o Turco, na primeira das incontáveis broncas com as quais lhe ensinaria as artes e armadilhas do ofício.
(Aziz Ahmed)
Comentar
Compartilhe
Fechou as portas
11/09/2019 | 07h09
Efeito da crise? O Kantão do Líbano, no Plaza Shopping, no centro de Campos, fechou as portas. Mas vai de vento em popa na área da Pelinca/Parque Tamandaré.
Comentar
Compartilhe
Planície Hotel passa por obras para ser reaberto
10/09/2019 | 15h14
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          
O Planície Hotel, o mais prestigiado por turistas de poder aquisitivo maior em visita a Campos entre 1950 e 1990, está fechado há anos. Mas retomará as atividades. Todo o prédio está sendo restaurado. Inclusive, o novo grupo que comandará o hotel já alugou um espaço no térreo para uma rede de óticas.
O Planície Hotel foi erguido por Arthur Cardoso Filho, que também teve um papel decisivo na história do Americano, Jockey Club, Fundação Rural e Cooperleite. Localizado na Rua 13 de Maio, o Planície, até ser fechado, nos anos 1990, atraia muitas pessoas da cidade para um espaço que funcionava no terraço do hotel: o Cabana´s, bar anexo ao restaurante.
Antes do Planície, os principais hotéis na cidade ocupavam prédios centenários.
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Obra parada
10/09/2019 | 07h07
Uma unidade da rede Bristol Easy Hotel, na Rua Coronel Francisco Manhães, ao lado do Edifício Salete, está com as obras suspensas há algum tempo. Efeito da Crise?
Comentar
Compartilhe
E no 7 de Setembro...
09/09/2019 | 17h07
E no fim de semana, de comemorações da Semana da Pátria, com o céu cinzento, uma pomba, que simboliza a paz, pousou no capacete do Soldado Desconhecido, monumento que fica na Praça do Santíssimo Salvador erigido para homenagear os soldados que morreram na Segunda Guerra.
Comentar
Compartilhe
E não falta dinheiro...
09/09/2019 | 06h49
Falta dinheiro para ciência e pesquisa. Mas o Orçamento prevê aumento de 48% no Fundo Eleitoral. O PT, de Luiz Inácio Lula da Silva, e o PSL, de Jair Bolsonaro, terão R$ 250 milhões, cada, em 2020.
Comentar
Compartilhe
Garotinho não abandona o velho discurso
08/09/2019 | 07h37
Quando deixou o presídio de Benfica, na manhã de quarta-feira, depois de novamente preso passar a noite ali, o ex-governador Anthony Garotinho revelou, a jornalistas, que se tivesse recebido propina da Odebrecht “não precisava morar de aluguel no Flamengo”.
Garotinho quis dizer que é um homem de poucas posses. Os campistas conhecem bem o discurso. Afinal, desde os anos 80 se acostumaram a ouvir dele a versão de que só possui “uma casinha na Lapa, fruto de herança”.
Comentar
Compartilhe
Flagrante da vida real
07/09/2019 | 09h22
Hoje, feriado nacional, os garis que fazem a limpeza no entorno do Jardim São Benedito não trabalham. Mas esse morador de rua, que tem como ganha-pão dar uma "olhadinha" nos carros que estacionam ali, arregaçou as mangas e passou uma vassoura na área em que atua. Viva!
Comentar
Compartilhe
Rádio Tupi acaba com o programa "Fala, Garotinho"
06/09/2019 | 15h49
De Ancelmo Gois, no Globo:
A Rádio Tupi decidiu acabar, ontem, com o programa "Fala , Garotinho", que ia ao ar nas manhãs de sábado e domingo. O programa era apresentado pelo ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho.
Comentar
Compartilhe
Eber Silva já foi eleito com apoio de Garotinho. Mas pulou do barco
06/09/2019 | 07h08
De todos os políticos com base eleitoral em Campos que se elegeram com o apoio de Anthony Garotinho, seja para a Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e mesmo a Prefeitura, não há um que não esteja rompido com ele. O último que pulou do barco foi o pastor Eber Silva, da 2ª Igreja Batista. .
Antes de Eber, romperam com Garotinho os ex-deputados federais Carlos Alberto Campista e Geraldo Pudim, os ex-estaduais Fernando Leite, Paulo César Martins e Roberto Henriques e o ex-prefeito Arnaldo Vianna. Pudim também ganhou uma cadeira na Alerj.
Eber Silva foi eleito deputado federal em 1998, com o decisivo apoio de Garotinho. Em 2002, buscou um mandato na Alerj. Não se elegeu. Voltou a ser candidato em 2014 e em 2018, também para a Alerj e ainda no grupo garotista. Foi derrotado.
Para as eleições de 2020, Eber Silva, que está à frente do DEM em Campos, aguarda orientações do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, sobre o posicionamento do partido. Por ora, só prepara a nominata de candidatos a vereador.
Eber faz, inclusive, planos de eleger três nomes para Câmara Municipal. Sobre a participação do DEM na eleição de prefeito, o pastor revela que a legenda comporá uma chapa majoritária, que pode passar, inclusive, por candidatura própria.
Comentar
Compartilhe
TCE não é o paraíso, mas é sonho do deputado Rodrigo Bacellar
05/09/2019 | 06h56
Darcy Ribeiro dizia que o Senado é melhor do que o paraíso, porque, para chegar lá, não é preciso morrer. “Um senador trabalha pouco, ganha muito, participa de sessões plenárias duas vezes por semana, não tem a responsabilidade de governar e administrar — só de discursar e votar, se quiser”, ponderava Darcy.
Alcançar um cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) está longe de chegar ao paraíso. Mas o posto é um projeto ambicionado por muitos deputados eleitos para a Assembleia Legislativa do RJ.
O campista Rodrigo Bacellar, que cumpre o primeiro mandato na Alerj, é um que sonha com o TCE. E está no páreo para ocupar a cadeira de Aloysio Neves, preso por corrupção e que será aposentado compulsoriamente em fevereiro de 2020.
No novo Estado do Rio, após a fusão RJ-GB, apenas Joninhas Lopes de Carvalho, de Campos, conseguiu assento no TCE-RJ, com a sinalização do então governador Anthony Garotinho.
Agora surge Rodrigo Bacellar, que está no páreo. E na briga pela vaga no TCE-RJ, enfrentará um concorrente doméstico: o deputado Chico Machado, de Macaé.
Comentar
Compartilhe
Motivo de sobrevivência
04/09/2019 | 18h24
Fernanda Montenegro, cujo talento e postura pessoal atraem adjetivos positivos como um imã, falava sobre seu relacionamento com o marido, Fernando Torres, em entrevista à xará Fernanda Young.
A exibição foi pelo canal a cabo GNT, em 2007. A atriz disse que ambos (ela e marido) tinham sido jovens, muitos jovens, e que fizeram tanta merda, mas tanta merda, que a entrevistadora nem seria capaz de imaginar.
E, na sua opinião, era exatamente por isso que sobreviveram juntos:
— Como você sabe, a merda aduba.
(Márcio Bueno)
Comentar
Compartilhe
Motivo de sobrevivência
04/09/2019 | 18h22
Fernanda Montenegro, cujo talento e postura pessoal atraem adjetivos positivos como um imã, falava sobre seu relacionamento com o marido, Fernando Torres, em entrevista à xará Fernanda Young.
A exibição foi pelo canal a cabo GNT, em 2007. A atriz disse que ambos (ela e marido) tinham sido jovens, muitos jovens, e que fizeram tanta merda, mas tanta merda, que a entrevistadora nem seria capaz de imaginar.
E, na sua opinião, era exatamente por isso que sobreviveram juntos:
— Como você sabe, a merda aduba.
(Márcio Bueno)
Comentar
Compartilhe
Vai deixar morrer?
04/09/2019 | 07h20
O Centro Universitário Fluminense (Uniflu), que congrega a Faculdade de Direito de Campos (FDC) e a Faculdade de Filosofia (Fafic), precisa fazer a poda das fruteiras existentes na área da instituição, que abriga um estacionamento com lavagem de carros.
As árvores estão tomadas por erva-de-passarinho. Se a poda não for feita, elas vão ser levadas à morte.
Comentar
Compartilhe
Refugiados venezuelanos vivem da apicultura em Campos
03/09/2019 | 15h45
Um casal de refugiados venezuelanos que se fixou em Campos está usando o conhecimento em apicultura para ter um rendimento na produção de mel e geleia. O resultado é bom. No município, que registra uma grande presença de abelhas, cerca de 600 pedidos de retirada de colmeias são feitos por ano. A InterTV Planície veiculou matéria sobre o assunto no InterTV Rural.
Comentar
Compartilhe
Recado de alerta
02/09/2019 | 16h40
No fechamento das edições dos jornais, todo cuidado é pouco na titulação das matérias.
A Agência JB distribuía a coluna do Armando Nogueira para jornais de todo o país. Como o Pacheco, editor de um dos clientes do Nordeste, reclamou que não havia recebido o texto na semana anterior, os redatores foram orientados a encaminhar a coluna diretamente para ele, com um recado de alerta.
Por Armando Nogueira costumar usar frases e títulos criativos, nos textos, no dia seguinte a coluna foi publicada com o título:
“TODAS AS CÓPIAS PARA O PACHECO”.
O curioso é que nenhum leitor reclamou.
(Telmo Wambier)
Comentar
Compartilhe
Superbom vai sair do Shopping Boulevard
02/09/2019 | 07h09
Sabe o terreno onde era a Vasa (concessionária Volkswagem) e que fica na Av. 28 de Março em frente ao Shopping Avenida 28, hoje abrigando um parque de diversões? Vai sediar mais uma filial do SuperBom, que deixará o Shopping Boulevard por falta de acordo na locação do espaço.
Comentar
Compartilhe
Mania do campista
01/09/2019 | 08h20
Da série “Mania do Campista”: dizer que salta do ônibus, ao invés de falar que desembarca.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Saulo Pessanha

[email protected]