Temer passa por cirurgia em SP para desobstrução da uretra
14/12/2017 | 00h00
O presidente Michel Temer passou por procedimento de desobstrução da uretra na tarde desta quarta-feira (13), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Segundo informações da GloboNews, o procedimento demorou pouco mais de uma hora e acabou por volta de 17h30. O presidente passa bem. Os médicos informaram que Temer terá de usar uma sonda para normalizar todo o funcionamento da uretra.
Alta do presidente vai depender da adaptação dele a essa sonda. Em nota, o Planalto informou: "O presidente Michel Temer foi internado, na tarde desta quarta-feira (13) no Hospital Sírio Libanês, com quadro de dificuldade urinária e diagnóstico de estreitamento uretral. Ele foi submetido a procedimento cirúrgico de pequeno porte, que ocorreu com sucesso. O tempo de recuperação é de até 48 horas."
No início da noite, o Planalto informou que o presidente deve retornar nesta quinta a Brasília, onde pretende discutir com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), a data de votação da reforma da Previdência.
Em outubro, o presidente da República passou por uma cirurgia na próstata no Sírio-Libanês. Na ocasião, ele foi internado no hospital com quadro de retenção urinária por hiperplasia benigna da próstata.
Temer já havia realizado exames urológicos na última segunda (11), no posto de saúde do Palácio do Planalto.
Além da cirurgia na próstata, Temer passou, em novembro, por uma angioplastia de três artérias coronárias. O procedimento também foi realizado no Sírio-Libanês.
Fonte: G1
Compartilhe
SJB consegue curso de extensão em Geologia pela UFRJ para professores
13/11/2017 | 16h40
Dunas
Dunas / Paulo Pinheiro
A secretaria de Educação e Cultura de São João da Barra está com inscrições abertas para o curso de extensão em Geologia, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), para professores da rede municipal.
As inscrições começaram nesta segunda-feira, 13, e seguem até a sexta-feira, 17, através do endereço eletrônico: [email protected], com as seguintes informações: no campo assunto escrever: inscrição para o curso de Extensão em Geologia; além de nome completo do professor, instituição de ensino e disciplina que leciona.
Após a seleção, a coordenação Pedagógica do segundo segmento, responsável pelo curso, entrará em contato com os aprovados. No total são 48 vagas, divididas da seguinte forma: 23 vagas para professores da disciplina de Geografia, 13 vagas para História e 12 vagas para Ciências. O curso acontecerá nos dias 23, 24 e 25 de novembro, das 9h às 17h.
Compartilhe
"Sinfonia das Orquestras" no palco do Teatro Trianon
03/10/2017 | 15h55
"Orquestrando a Vida" / Antônio Filho - Divulgação
Um concerto diferente irá reunir todas as orquestras da ONG Orquestrando a Vida, nesta quarta-feira (4), às 20h, no Teatro Municipal Trianon. Os ingressos custam apenas R$ 10 e estão à venda na sede da entidade, que funciona à rua Baronesa da Lagoa Dourada, 147. O atendimento acontece das 9h às 11h30 e das 14h às 17h. O evento tem o apoio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.
No palco, 250 crianças e adolescentes mostrarão o seu potencial. Eles são alguns dos frutos dos 21 anos de trabalho da Orquestrando a Vida. Além da emoção apresentada nos números musicais, performances e surpresas também estarão no roteiro do espetáculo que vem sendo preparado ao longo dos dois últimos meses.
— Apresentar nossos grupos no Trianon é uma tradição que nos enche de orgulho. São 19 anos utilizando aquele palco para exibir talentos da nossa terra que, gratuitamente, aprendem a magia da música. Esperamos pelo público, nesta quarta — convida o presidente da Orquestrando a Vida, maestro Jony William.
As crianças e adolescentes assistidos pela ONG Orquestrando a Vida se mostram empolgados com a nova apresentação no palco do Teatro Trianon. A expectativa gera um misto de alegria e muita preocupado para que tudo dê certo. (A.N.)
Compartilhe
Kelly Queen de volta ao Ratinho com sua irreverência
01/10/2017 | 17h29
A humorista campista Kelly Queen participará do programa do Ratinho nesta segunda-feira, ao vivo, no SBT, a partir das 22h. Kelly Queen é reconhecida por seu talento não só em Campos e promete agitar o programa com sua irreverência e figurino extravagante. Kelly já participou por duas vezes do programa Raul Gil (SBT), do Gilberto Barros (RedeTv), programa Legendários (RecordTv) e também do programa do Ratinho. A humorista recebe o convite de voltar ao programa no SBT e vai arrebentar.
Compartilhe
Prefeito em nova reunião na Caixa para negociar herança da "venda do futuro"
21/09/2017 | 23h27
Divulgação
O prefeito Rafael Diniz e o procurador geral do município José Paes Neto estiveram nesta quinta-feira (21) reunidos com diretores da Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro. O encontro foi marcado por mais uma rodada de diálogos que a prefeitura de Campos vem tendo com a CEF em relação à antecipação dos royalties feita pela gestão passada, a chamada “venda do futuro”.
Mais informações na edição da Folha desta sexta-feira.
Compartilhe
Setor sucroenergético em pauta no RioAgro Cana
20/09/2017 | 16h52
Usinas e produtores rurais de Campos e região se reúnem nesta quinta-feira (21), a partir das 8h, na Universidade Federal Rural do Rio (UFRRJ), quando estarão discutindo com especialistas em agronegócio da cana mais potencialidades e oportunidades para o setor. Tudo isso dentro do maior evento sucroenergético do Estado do Rio, o RioAgro Cana, organizado pelo Sindicato das Indústrias Sucroenergéticas do Estado do Rio (Siserj) e as empresas Fatore e Smartt Mídia.
Como proposta para expansão da produção da cana-de-açúcar no estado, a palavra de ordem é inovação, aliada à tecnologia e ao conhecimento, sementes que o RioAgro Cana lançará neste dia, a partir de diferentes painéis de trabalho. Entre eles, “Produção, Mercado e Crédito Rural”, “Recuperação de Canaviais”, “Inovação”, “Irrigação e Recursos Hídricos na expansão da produção”, entre outros.
O presidente do Siserj, Frederico Paes, destaca a oportunidade aberta a produtores de Campos e região. “Estamos trazendo para o produtor de cana do Estado do Rio tecnologias e técnicas que estão sendo aplicadas em grandes centros produtores”, explica Frederico Paes.
Inovação - No campo, tecnologia e inovação vão oferecer demonstrações práticas e pioneiras para o segmento. É o caso da máquina colheitadeira de cana, desenvolvida em conjunto por pesquisadores brasileiros e alemães, que será mostrada pela primeira vez em terras brasileiras. “A colheitadeira foi desenvolvida em uma universidade alemã com consultoria de produtores e entidades de pesquisa do Rio, por um convênio com o programa Rio Rural do estado”, pontua Frederico Paes.
Outra inovação é o uso de sobrevoo com drones para identificação, com coordenadas GPS, de falhas de plantio em canaviais. “Vamos mostrar uma tecnologia que grandes centros aplicam e que o produtor em Campos poderá ter acesso, para ampliar a produtividade e reduzir perdas”, finaliza Frederico Paes, referindo-se à técnica desenvolvida na Uenf que será exposta no evento.
Confira a programação completa:
Abertura
08h30 – Solenidade de abertura do evento com autoridades públicas do Município e do Estado.
– Assinatura do Projeto AgroCana.
Painel Produção, Mercado e Crédito Rural
09h00 – Marcel Cardoso (Superintendente de Planejamento do Município de Campos) e Tito Inojosa (presidente da Asflucan) – Exposição do programa Agrocana.
09h15 – Marcos Dias (presidente da OCB, Organização das Cooperativas do Brasil) – Organização por sistema de cooperativas na produção rural.
09h30 – Banco do Brasil – Crédito Rural e Plano Safra.
09h45 – Ricardo Inojosa – Perspectiva do mercado do açúcar e do álcool
Painel Recuperação de Canaviais
10h15 – Dr. Josil de Barros Carneiro Júnior (UFRRJ) – Potencial de novas variedades para a região.
10h45 – Dr. Willian Pereira (UFRRJ) – Produção de mudas de cana, velhos e novos conceitos.
Painel Inovação
11h15 – Dr. José Carlos Mendonça (UENF) e o eng. agrônomo Conrado Aguiar Barreto – Identificação e recuperação de falhas com uso de drone.
11h45 – Demonstração de campo do uso de drone.
Painel Irrigação e Recursos Hídricos na expansão da produção
14h00 – Dr. Paulo César Molina – Necessidade Hídrica, qualidade das águas e sistemas de distribuição para cana-de- açúcar.
14h30 – Dr. Leonardo Ubiali Jacinto – Nova tecnologia de barra irrigadora, com baixo custo e redução de consumo de água.
Painel Inovação
15h00 – Colheitadeira Projeto Alemanha – Lançamento de nova colheitadeira para pequenos e médios produtores. Apresentação da equipe conjunta do projeto, com técnicos alemães, da Pesagro, UFRRJ e do programa Rio Rural.
Compartilhe
Goyta vence o Cano e garante vaga na elite do futebol carioca após 25 anos
16/09/2017 | 14h50
Reprodução
Por Paulo Renato Pinto Porto
Tudo azul! Deu Goytacaz em Friburgo, onde foi disputado o maior clássico do interior do estado do Rio de Janeiro e um dos mais tradicionais do país, entre Americano e o time da rua do Gás. Luquinha marcou no final da partida e garantiu a volta à elite do futebol carioca ao Alvianil, após 25 anos.
Confira lances da partida
Oito minutos de jogo em Friburgo. O Goytacaz ataca, o Americano se defende em seu campo. O empate leva o alvinegro ao acesso à Série A.
Vinte minutos de jogo, e o árbitro dá o tempo técnico. Em maior número no estádio, a torcida do Goytacaz empurra o time, que parte pra cima, mas o Americano se defende bem e busca explorar os contra-ataques. Até agora nenhuma das equipe criaram chances reais de gol. Jogo muito estudado e tenso.
Americano melhorou após o tempo técnico. Trama de ataque do alvinegro que trabalha a bola no contra-ataque e culmina no pé de Rafinha que chuta na trave, aos 25 minutos. Primeira grande de gol levanta a torcida do alvinegro. Aos 26, Espinho bate firme levando susto ao goleiro Paulo Henrique.
Aos 29 minutos, o Americano volta a levar perigo. Paulo Henrique faz grande defesa.
Aos 34 minutos, primeiro lance de perigo para o Goytacaz. Galhardo cobra falta na lateral da área, próximo a linha de fundo. Adilson dá um tapinha na bola, desvia e impede o cabeceio do zagueiro Edson, na pequena área.
Aos 46, o Americano erra na saída de bola, Leandro Cruz recupera a redonda e chuta de média distancia para uma boa defesa do goleiro Adilson.
Termina o primeiro tempo com o placar de 0 a 0, em Nova Friburgo. O Goytacaz teve mais posse de bola, mas o Americano joga pelo regulamento, está sabendo administrar o resultado que lhe interessa e ainda explora bem os contra-ataques, tendo levado perigo em duas oportunidades ao gol do rival. A torcida do Americano faz um bonito espetáculo no Eduardo Guinle.
Começa o segundo tempo em Friburgo de Americano 0x0 Goytacaz. No Goytacaz, o zagueiro Edson sentiu e foi substituído por Lucas.
Aos 6 minutos, o Americano quase marca, em cobrança de falta de Paulo Roberto, que levou tremendo susto ao goleiro Paulo Henrique.
O jogo começa a ficar mais ríspido. Aos 9 minutos, Jefinho (Goytacaz) faz falta dura em Geovani (Americano), que deixa o campo, sendo substituído por Daniel.
Em Campos, bares oferecem a transmissão pela internet através da TV Ferj aos seus clientes. Outros ligam os aparelhos de rádio em alto e bom som para alvinegtros e alvi-anis torcerem.
Aos 16 minutos, o técnico João Carlos faz a primeira substituição no Americano, saindo Paulo Roberto e entrando Wederson, o Nunu.
O Americano valoriza cada minuto. Paulo Roberto demora sair do campo para a entrada do Nunu.
Tempo técnico, aos 20 minutos. Paulo Henrique, técnico do Goyta, gesticula muito ao instruir seus jogadores. O time não cria chances, o Americano se defende bem e joga com inteligência.
No Goytacaz, Paulo Henrique tenta tornar o time mais ofensivo. Sai Jefinho, entra Luquinha.
O tempo vai passando, o jogo fica mais tenso e nervoso. O Goytacaz tenta encaixar o ataque, o Americano se defende. Até Jairo Paraíba recua nas proximidades da área.
São 28 minutos, o Americano sai para o jogo tem três escanteios a favor e o Goytacaz consegue se safar. Paulo Henrique dá uma bronca na defesa.
O tempo avança em Friburgo, são 37 minutos do segundo tempo. No Goytacaz, o técnico Paulo Henrique substitui Leandro Cruz por Mário Pierre. No Americano, sai Jairo Paraíba, entra Romarinho.
O jogo caminha para o seu final, o tempo ficando mais curto para o Goytacaz A torcida do Americano grita “Canooooo!!!, A do Goytacaz meio que desanimada...
Galhardo e Wederson se estranham apoós uma falta do jogador do Goytacaz. Jogo nervoso. O arbitro dá cinco minutos de acréscimos.
Goooool do Goytacaz, Luquinha após um cruizamento de Almir. O Americano agora tem cinco minutos para resolver sua vida. A torcida alvi-anil vai à loucura em Friburgo.
O Americano se manda para frente tentando o empate. Até o goleiro Adilson está na área. A galera alvi-anil, que estava quietinha, explode em Friburgo. O Azul vai se classificando com gol no finalzinho. Luquinha, que já tinha cartao amarelo, é expulso. O Goyta, agora com 10, se fecha.
Torcedores do Goytacaz que iam assistir o jogo em Nova Friburgo foram detidos, em Macuco, por policiais militares portando armas de fogo e bombas caseiras. Dentro de instantes, mais informações. Os dois times estão em campo para a decisão da Série B1.
A bola rola em Nova Friburgo. O jogo atrasou em tres minutos em razão da demora do time do Goytacaz para entrar no campo de jogo.
Compartilhe
Parklet que era construído na orla de Grussaí é furtado
08/09/2017 | 17h48
Reprodução Instagram
Um legado do Encontro Regional de Estudantes de Arquitetura (EREA), que acontece no Balneário de Atafona. Era o que os integrantes do Nós Coletivo Criativo, junto com os participantes do EREA, queriam deixar na orla da praia de Grussaí, em São João da Barra, com a construção de um Parklet, que é uma espécie de praça sustentável. Só que antes mesmo da conclusão da estrutura, que seria nesta sexta-feira, todo o material já montado foi furtado.
Confira a nota oficial
“Ontem, os integrantes do Nós Coletivo Criativo, junto com os participantes do EREA Goytacá (Encontro Regional de Estudantes de Arquitetura), por meio de uma Oficina do evento, iniciou a construção de um Parklet na orla da Praia de Grussaí, em São João da Barra/RJ.
Para quem ainda não conhece, os Parklets são uma espécie de extensão das calçadas, onde são construídas estruturas a fim de criar espaços de lazer e convívio em locais destinados, anteriormente, ao estacionamento de carros. Destacamos que, para execução deste projeto, contamos com a Prefeitura de São João da Barra, que autorizou a construção do Parklet e, inclusive, nos incentivou e acreditou em nós, Arquitetos e Urbanistas e estudantes de Arquitetura e Urbanismo.
Foi um dia muito agradável, de trabalho duro e contamos com a ajuda de mais de 50 colaboradores (estudantes e arquitetos), de várias partes do país. Ontem, durante a execução do espaço, recebemos diversos comentários de moradores do entorno, dizendo que gostaram da proposta e de estarmos construindo, gratuitamente, algo para aquela comunidade. Inclusive, essa é uma das propostas do EREA: deixar algum legado para a comunidade que o abriga durante os dias do evento (que está acontecendo no Balneário de Atafona).
Hoje, quando chegamos ao local para concluir a construção do Parklet, o mesmo estava vazio e já não havia mais nada do que foi construído. Durante a madrugada, alguém foi ao local com um carro do tipo caminhonete, cortou os lacres que usamos para fixar o local, retirou a estrutura inteira e levou-a em uma FIAT STRADA (COR PRATA), ou seja, ROUBOU o Parklet que estávamos construindo para a comunidade local.
Os Arquitetos e Urbanistas do Nós Coletivo, junto com os estudantes que participaram da execução do espaço e a Comissão Organizadora do EREA Goytacá estão muito tristes com o ocorrido, pois, além de todo trabalho que tivemos, em vão, a comunidade que já estava gostando do ambiente ficará sem ele! Uma pessoa privou o direito de todos usarem o espaço que preparávamos com tanto carinho, amor e dedicação.
Pedimos desculpas à comunidade local por, infelizmente, não termos tempo e material para (re)construir. | @noscoletivo”
Compartilhe
Justiça determina que Câmara comunique vacância no cargo de vereador em Campos
25/07/2017 | 18h16
O juiz Diego Ziemiecki, da 3ª Vara Cível de Campos, determinou que o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcão Gomes (Rede), comunique ao plenário, na próxima sessão ordinária ou extraordinária, o motivo pelo qual o terceiro suplente convocado, Thiago Soares Godoy, não tomou posse na vaga do vereador Jorge Magal, afastado há mais de 50 dias, ou conste em ata a declaração da extinção do mandato. Na decisão, foi fixada multa pessoal no valor de R$ 2 mil por cada sessão realizada, em caso de descumprimento. Magal foi condenado na Chequinho, que investiga o uso do Cheque Cidadão na compra de votos. Nesta terça, opresidente da Câmara, Marcão Gomes, disse que só vai se posicionar após tomar conhecimento oficial do teor da decisão.
O magistrado concedeu, parcialmente, a liminar no mandado de segurança ajuizado por Roberta de Paula Oliveira Lima Moura, quarta suplente pela coligação Frente Republicana Social Trabalhista (PR/PTB/PSD), que reivindica sua convocação para assumir o cargo.
— É caso de deferimento parcial do pleito liminar, visto que a concessão da tutela é no sentido de que o presidente da Câmara promova o cumprimento da norma procedimental e não a imediata convocação da impetrante para tomar posse como vereadora da municipalidade, o que poderá a vir ser uma consequência, mas não seu efeito imediato — considerou.
De acordo com parágrafo 1° do art. 136 do regimento interno da Câmara, nos casos de vacância no cargo de vereador, o suplente tem prazo de 15 dias para assumir o cargo vago, após ser convocado por ato executivo. Caso não se manifeste durante o prazo ou não apresente justificativa, o presidente da Câmara tem que comunicar ao plenário na primeira sessão convocada para apreciar o motivo apresentado pelo candidato ou constar em ata a declaração da extinção do mandato. Nessa hipótese, será convocado o próximo suplente.
Compartilhe
A caminho de Campos, corpo de dentista será sepultado em Vila Nova
21/07/2017 | 13h57
Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará
Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará / Divulgação
O corpo do dentista campista Diego Mothé, de 30 anos, morto em acidente de moto ocorrido nessa quinta-feira (20), em Ourilândia do Norte, no Pará, Norte do Brasil, já foi liberado e está a caminho de Campos. Segundo amigos próximos da vítima, o corpo deve chegar ao município ainda neste sábado (22) para o velório que, inicialmente, acontecerá na casa dele, na Pecuária. O sepultamento, ainda sem hora e data previstas, deve acontecer na localidade de Vila Nova, lugar de origem da família de Diego.
Formado na Faculdade de Odontologia de Campos (FOC), Diego se mudou para o Norte do Brasil, onde se dedicava como dentista na secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). A família da vítima mora na Pecuária, em Campos, onde ele costumava vir periodicamente. Na rua onde Diego morava em Campos, muitos amigos de infância estão consternados. Um deles, Eduardo Guedes, disse que todos tinham muito orgulho do trabalho escolhido por Diego e que ele planejava voltar para Campos no mês de agosto, onde trabalharia em seu próprio consultório. Nas redes sociais, Eduardo prestou sua última homenagem ao amigo:
— “E aquele adeus não pude dar...” Você foi, é e sempre será muito amado. É difícil te ver ir sem nem poder ter dado um último abraço. Quantas coisas combinamos e não pudemos fazer? Não sei o que estou sentindo, só sei que dói demais — lamentou.
O acidente - De acordo com informações extraoficiais, passadas pelo hospital e pela funerária da cidade, o acidente aconteceu na PA 279, estrada que fica a 10 km da área central do município e que dá acesso a Catete, onde fica uma reserva indígena. Diego foi encontrado por um morador, por volta das 5h, caído à beira da rodovia com a motocicleta. As causas do acidente ainda são apuradas já que, inicialmente, não houve testemunhas e nenhum outro veículo foi localizado. A hipótese é de que Diego tenha perdido o controle da direção do veículo e sofrido o acidente sozinho.
  • Diego Mothé

    Diego Mothé

  • Diego Mothé

    Diego Mothé

  • Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará

    Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará

  • Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará

    Ele trabalhava em tribos indígenas no Pará

Compartilhe
Sobre o autor

Rodrigo Gonçalves

[email protected]