Lutando contra o câncer, Leozinho ganha festa de aniversário surpresa
Channa Vieira 15/05/2019 19:44 - Atualizado em 15/05/2019 20:01
Gabriel Farhat
Um coração feliz reconhece o amor na solidariedade. Leonardo Olegário, que completou 16 anos nessa terça-feira (14), foi responsável pela união de pessoas que, até então, nunca tinham se visto. Uma grande campanha, que mobilizou também a internet, foi iniciada após o adolescente, que é conhecido na cidade por vender bombons em bares e lanchonetes, ser diagnosticado com câncer (linfoma de Hodgkin), em março deste ano. Através da vaquinha online, feita em nome do Leozinho, como é carinhosamente chamado, ou até mesmo de doações pessoais, foi possível atender demandas para começar a luta contra a doença. Atualmente, Leozinho está em tratamento no Hemorio, na capital, onde já realizou seis sessões de quimioterapia. No dia em que completou mais um ano de vida, o pequeno guerreiro, mais uma vez, conseguiu ser o motivo de uma nova corrente de amor. O adolescente ganhou uma festa surpresa, onde tudo foi fruto de doação.
A festa, que teve tema do Flamengo, time do coração de Leozinho, reuniu cerca de 80 pessoas na noite de terça-feira, em uma hamburgueria na rua Barão da Lagoa Dourada, em Campos. Além dos colaboradores e familiares, o pequeno, que é morador da Portelinha, pôde comemorar a data especial com seus amigos de infância. Os cantores Gurgel e Davi Marins, junto com os músicos Douglas Pessanha e Carlos José, realizaram uma apresentação emocionante em homenagem ao aniversariante. O agito ficou por conta do DJ Rafa Carneiro, a quem Leozinho tem grande carinho.
Kelly Alves e Leozinho
Kelly Alves e Leozinho / Gabriel Farhat
Uma das grandes responsáveis por toda essa corrente de solidariedade, a psicóloga Kelly Alves, de 33 anos, sempre esteve presente na vida do adolescente, virando, inclusive, sua madrinha, após um convite da mãe do Leozinho, Charlene Olegário. Ela conheceu o pequeno nas ruas de Campos, onde ele vendia seus bombons para ajudar na renda familiar. Após o diagnóstico da doença, o laço de carinho só aumentou. A psicóloga esteve em todas as consultas, junto de Charlene, até a internação do adolescente no Rio de Janeiro. Na noite de terça, Kelly, mais uma vez, foi um dos elos para reunir todos para realizar a surpresa.
— Aos 14 dias de maio de 2003, em hora ignorada, nascia Leonardo Olegário. Essa hora só foi ignorada no registro aqui na terra, porque nos registros de Deus, no livro da vida, essa hora foi muito bem gravada. Nessa época, eu tinha 16 anos e jamais havia imaginado que tanta coisa aconteceria na minha vida e o Léo foi uma dessas surpresas. Uns 11, 12 anos depois, o Léo chegou numa mesa de bar me vendendo bombom e da minha vida nunca mais saiu. Também não imaginava que o ano de 2019 marcaria nossas vidas para sempre com o diagnóstico de um câncer. Doando e se doando de todas as formas. A festa do aniversário do Léo não foi só a comemoração de mais um ano de vida, mas a comemoração de uma nova vida — falou a psicóloga.
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, também participou da comemoração pelos 16 anos do Leozinho. O filho dela, Pedro Machado, foi quem criou a vaquinha online "Ajude Leozinho", que continua através do link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-leozinho.
 
 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS