CNJ afirma que Wilson Witzel não está inelegível
15/10/2018 | 16h32
O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) confirmou nesta segunda-feira (15) que foi aberto um procedimento de revisão disciplinar contra o ex-juiz federal e candidato ao Governo do Estado Wilson Witzel (PSC). No entanto, segundo o CNJ, o processo foi arquivado no último dia 25 de setembro e não configura o enquadramento na Lei da Ficha Limpa.
Adversário de Witzel no segundo turno, Eduardo Paes (DEM) postou em suas redes sociais que o ex-juiz estaria respondendo a um processo disciplinar quando pediu exoneração do cargo e que isso, de acordo com a Lei da Ficha Limpa, o tornaria automaticamente inelegível.
Porém, segundo o CNJ, não há nenhum processo administrativo em andamento contra o candidato do PSC e que a revisão disciplinar 0002704-88.2015.2.00.0000 foi arquivada em 25 de setembro, após ser julgada na sessão plenária do dia 20 do mesmo mês.
Em nota, o CNJ ainda explicou que a Lei da Ficha Limpa diz que "os magistrados e os membros do Ministério Público que forem aposentados compulsoriamente por decisão sancionatória, que tenham perdido o cargo por sentença ou que tenham pedido exoneração ou aposentadoria voluntária na pendência de processo administrativo disciplinar, pelo prazo de 8 (oito) anos". No entanto, "como a revisão disciplinar é uma classe processual distinta do processo administrativo disciplinar, de acordo com o Artigo 43 Regimento Interno do CNJ, a decisão do CNJ não implica a inelegibilidade prevista em lei eleitoral do candidato citado na demanda".
A desembargadora Fernanda Xavier de Brito, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), já havia determinado que Eduardo Paes retirasse o conteúdo das suas redes sociais e concedeu direito de resposta a Witzel, sob o risco de multa entre R$ 5 e R$ 50 mil, caso a decisão não seja cumprida por Paes.
Em nota, a assessoria de Wilson Witzel informou que "nunca houve processo disciplinar aberto contra o então juiz Wilson Witzel, nem no Tribunal Regional Federal da 2ª Região e nem no Conselho Nacional de Justiça". "No TRF-2, o pedido de representação contra o então juiz foi arquivado por ampla maioria, 10 votos a 3, sem sequer ter havido a abertura do processo, como consta no acórdão proferido pelo Tribunal. O que foi arquivado pelo CNJ em setembro foi exatamente o pedido da revisão desse arquivamento, e não o processo em si (que nunca houve). O candidato é ficha limpa, não descumpre a lei, sua candidatura foi aprovada pelo Ministério Público Eleitoral e foi homologada pelo TRE-RJ segundo todos os trâmites da legislação eleitoral".
Compartilhe
Primeiro debate entre Paes e Witzel mantém clima quente da campanha
11/10/2018 | 12h51
O primeiro debate entre os candidatos ao Governo do Estado no segundo turno, organizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) e pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação, nesta quinta-feira (11), na capital, manteve o clima quente da campanha entre Eduardo Paes (DEM) e Wilson Witzel (PSC). Os dois trocaram farpas, mas, diferente do primeiro turno, o embate ficou mais regionalizado e o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi pouco citado.
Líder nas pesquisas de intenção de voto no primeiro turno, Paes foi o alvo preferencial dos primeiros debates, mas o resultado das urnas no último domingo (8), com menos da metade dos votos de Witzel, fez o ex-prefeito do Rio mudar de estratégia e partir para o ataque.
Durante a semana, o ex-juiz federal atribuiu ao candidato do DEM a responsabilidade por fake news contra sua campanha e ameaçou dar voz de prisão ao vivo a Paes caso ele cometesse alguma injúria. Wilson Witzel chegou a comentar que a candidatura do rival estava escorada por uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) depois que Eduardo Paes foi condenado em segunda instância na Justiça Eleitoral por uso do plano diretor da cidade do Rio de Janeiro na campanha de Pedro Paulo à sua sucessão em 2016. Paes pediu direito de resposta e ironizou.
— O senhor cometeu várias injúrias, mas fica tranquilo que não vou lhe dar voz de prisão. Não sou autoritário — disse.
Na sequência, Witzel pediu novo direito de resposta e afirmou citou seu passado como juiz federal para dizer que nunca foi autoritário em sua vida.
Confira o debate completo:
Compartilhe
Wilson Witzel ameaça dar voz de prisão a Eduardo Paes ao vivo
09/10/2018 | 17h29
O ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) surpreendeu ao arrancar na reta final da campanha para o Governo do Estado e ultrapassar o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM), somando 41,3% dos votos nos último domingo. A campanha para o segundo turno começou oficialmente na tarde de segunda-feira (08), mas nesta terça (09), Witzel subiu o tom. Ele acusou Paes de "espalhar 'fake news'" e ameaçou dar voz de prisão ao adversário ao vivo.
— Essas fake news que estão ocorrendo hoje, você vai ser responsabilizado por todas — disse Witzel.
Em seguida, Witzel ameaçou mandar prender Eduardo Paes em pleno debate, caso alguma acusação seja feita pelo ex-prefeito do Rio. "Se você falar mentira ao vivo, eu vou te dar voz de prisão" concluiu.
Em resposta, o candidato do DEM considerou as declarações do ex-magistrado como "calúnia" e negou as acusações. "É uma calúnia. Vou ouvir a calúnia dele, não vou dar voz de prisão a ele, e vou dizer que é uma mentira, não estou produzindo fake news. O ex-juiz vai ter que aprender que, quando estamos na vida pública, a gente é o tempo todo arguido sobre o que já fizemos. Não só pelos adversários, mas pela imprensa e população".
Compartilhe
Confira os mais votados em todos os municípios do Norte e Noroeste
08/10/2018 | 22h02
Confira a lista dos mais votados para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual em todos os municípios das regiões Norte e Noroeste Fluminense.
APERIBÉ
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.366 (65,36%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 3.477 (56,79%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.202 (19,63%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.016*
- César Maia (DEM): 2.650
Deputado federal
- Hugo Leal (PSD): 368*
Deputado estadual
- Adriano da Máquina (SD): 657
 
 
BOM JESUS DO ITABAPOANA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 11.667 (57,15%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 8.316 (45,99%)
- Eduardo Paes (DEM): 4.688 (25,92%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 10.923*
- César Maia (DEM): 8.284
Deputado federal
- Dra. Andreia Pádua (PTB): 1.598
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 1.965*
 
 
CAMBUCI
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.673 (53,65%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 3.425 (43,84%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.367 (17,50%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.233*
- César Maia (DEM): 2.800
Deputado federal
- Glauber Braga (Psol): 1.386*
Deputado estadual
- Wanderson Nogueira (Psol): 1.203
 
 
CAMPOS
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 131.431 (55,19%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 76.432 (38,63%)
- Romário (Pode): 37.139 (18,77%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 106.436*
- César Maia (DEM): 52.414
Deputado federal
- Wladimir Garotinho (PRP): 30.795*
Deputado estadual
- Abu (PPS): 15.143
 
 
CARAPEBUS
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.870 (59,46%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 1.891 (26,24%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.746 (24,23%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.802*
- César Maia (DEM): 2.505
Deputado federal
- Bernard Tavares (PSD): 2.532
Deputado estadual
- Franciane Motta (MDB): 887*
 
 
CARDOSO MOREIRA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.599 (58,37%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 2.755 (38,68%)
- Eduardo Paes (DEM): 2.123 (29,81%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.281*
- César Maia (DEM): 3.141
Deputado federal
- Daniela do Waguinho (MDB): 1.233
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 876*
 
 
CONCEIÇÃO DE MACABU
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 5.741 (50,13%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 3.620 (36,26%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.997 (20%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 5.056*
- César Maia (DEM): 3.207
Deputado federal
- Luciano Leal Tavares (SD): 1.995
Deputado estadual
- Chico Machado (PSD): 1.282
 
 
ITALVA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 5.338 (67,70%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 3.625 (50,02%)
- Eduardo Paes (DEM): 2.057 (28,38%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.653*
- César Maia (DEM): 3.555
Deputado federal
- Daniela do Waguinho (MDB): 939*
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 1.382*
 
 
ITAOCARA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 9.216 (68,46%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 6.895 (57,4%)
- Eduardo Paes (DEM): 2.078 (17,30%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 8.484*
- César Maia (DEM): 5.199
Deputado federal
- Christiano Áureo (PP): 1.029*
Deputado estadual
- Ronildo Sessenta (PSL): 1.754
 
 
ITAPERUNA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 34.559 (66,32%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 25.394 (53,94%)
- Eduardo Paes (DEM): 6.911 (14,68%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 32.288*
- César Maia (DEM): 17.486
Deputado federal
- Alfredão (PSD): 8.278
Deputado estadual
- Rogerinho (Patri): 7.702
 
 
LAJE DO MURIAÉ
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 2.039 (40,31%)
Governador
- Eduardo Paes (DEM): 1.653 (35,56%)
- Wilson Witzel (PSC): 1.254 (26,98%)
Senador
- César Maia (DEM): 2.273
- Flávio Bolsonaro (PSL): 1.925
Deputado federal
- Alfredão (PSD): 278
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 661*
 
 
MACAÉ
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 60.503 (55,82%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 36.165 (56,79%)
- Romário (Pode): 15.185 (16,02%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 51.454*
- Arolde de Oliveira (PSD): 30.261*
Deputado federal
- Felício Laterça (PSL): 13.034
Deputado estadual
- Welberth Rezende (PPS): 18.998*
 
 
MIRACEMA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 7.364 (50,7%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 5.749 (44,79%)
- Eduardo Paes (DEM): 2.807 (21,87%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 6.555*
- César Maia (DEM): 5.748
Deputado federal
- Felipe Bornier (Pros): 1.852
Deputado estadual
- Coronel Fabrício (Pros): 1.195
 
 
NATIVIDADE
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.567 (53,63%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 3.588 (48,19%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.490 (20,01%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.061*
- César Maia (DEM): 3.218
Deputado federal
- Walney Rocha (Patri): 1.101
Deputado estadual
- Marcelo Simão (PP): 1.307
 
 
PORCIÚNCULA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 4.190 (46,79%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 2.763 (35,74%)
- Eduardo Paes (DEM): 2.142 (27,71%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 3.729*
- César Maia (DEM): 3.520
Deputado federal
- Christino Áureo (PP): 582
Deputado estadual
- Guilherme Fonseca (DEM): 2.072
 
 
QUISSAMÃ
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 5.706 (48,12%)
Governador
- Eduardo Paes (DEM): 3.402 (32,56%)
- Wilson Witzel (PSC): 2.772 (26,53%)
Senador
- César Maia (DEM): 4.631
- Flávio Bolsonaro (PSL): 4.480*
Deputado federal
- Rodrigo Maia (DEM): 898*
Deputado estadual
- Armando Carneiro (PV): 3.217
 
 
SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 14.815 (64,87%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 12.234 (59,94%)
- Eduardo Paes (DEM): 3.882 (19,02%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 13.531
Deputado federal
- Daniela do Waguinho (MDB): 2.145
Deputado estadual
- Beto da Farmácia (MDB): 7.738
 
 
SÃO FIDÉLIS
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 13.266 (65,79%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 9.432 (51,9%)
- Eduardo Paes (DEM): 3.048 (16,77%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 12.011*
- César Maia (DEM): 7.209
Deputado federal
- Ricardo Barcelos (Avante): 1.879
Deputado estadual
- Henrique de Mutango (Pode): 3.338
 
 
SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 14.411 (62,53%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 6.562 (32,91%)
- Eduardo Paes (DEM): 5.620 (28,18%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 11.737*
- César Maia (DEM): 8.522
Deputado federal
- Aureo (SD): 2.921
Deputado estadual
- Renato Roxinho (PRTB): 5.735
 
 
SÃO JOÃO DA BARRA
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 13.521 (56,54%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 6.279 (30,58%)
- Eduardo Paes (DEM): 5.956 (29,01%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 10.575*
- César Maia (DEM): 8.787
Deputado federal
- Daniela do Waguinho (MDB): 1.549
Deputado estadual
- Bruno Dauaire (PRP): 3.526*
 
 
SÃO JOSÉ DE UBÁ
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 3.207 (60,64%)
Governador
- Eduardo Paes (DEM): 2.361 (48,09%)
- Wilson Witzel (PSC): 1.814 (36,95%)
Senador
- César Maia (DEM): 3.017
- Flávio Bolsonaro (PSL): 2.697
Deputado federal
- Aureo (SD): 1.270
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 1.531
 
 
VARRE-SAI
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 3.070 (56,46%)
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 1.794 (37,6%)
- Eduardo Paes (DEM): 1.200 (25,15%)
Senador
- Flávio Bolsonaro (PSL): 2.836*
- César Maia (DEM): 2.438
Deputado federal
- Zé Augusto Nalin (DEM): 595
Deputado estadual
- Jair Bittencourt (PP): 920
Compartilhe
Campos: Witzel com 38,54% e Bolsonaro 55,20%; Wladimir o deputado mais votado
07/10/2018 | 22h17
Com 100% das urnas apuradas em Campos, o ex-juiz federal Wilson WItzel (PSC) foi o candidato a governador mais votado no município, com 38,54% do eleitorado. Já na disputa pelo Palácio do Planalto, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) obteve 55,20% dos votos campistas.
Em uma disputa com tempero de 2020, Wladimir Garotinho (PRP) foi o candidato a deputado federal mais votado em Campos, com 30.795 votos, seguido por Marcão Gomes (PR), com 29.044, e Caio Vianna (PDT), com 18.900.
GOVERNADOR
- Wilson Witzel (PSC): 38,63%
- Romário (Pode): 18,77%
- Eduardo Paes (DEM): 16,27%
- Tarcísio Motta (Psol): 8,64%
- Márcia Tiburi (PT): 5,82%
- Pedro Fernandes (PDT): 5,40%
- Indio da Costa (PSD): 5,26%
- Marcelo Trindade (Novo): 0,64%
- André Monteiro (PRTB): 0,34%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0,22%
PRESIDENTE
- Jair Bolsonaro (PSL): 55,19%
- Fernando Haddad (PT): 16,95%
- Ciro Gomes (PDT): 13,88%
- Geraldo Alckmin (PSDB): 4,56%
- Cabo Daciolo (Patri): 3,55%
- Marina Silva (Rede): 1,98%
- Henrique Meirelles (MDB): 1,14%
- João Amoêdo (Novo): 1,03%
- Alvaro Dias (Pode): 0,82%
- Guilherme Boulos (Psol): 0,63%
- José Maria Eymael (DC): 0,16%
 
 
- Vera Lúcia (PSTU): 0,06%
- João Goulart Filho (PPL): 0,05%
Compartilhe
São Francisco: Witzel com 32,91% e Bolsonaro 62,53%
07/10/2018 | 21h53
Com 100% das urnas apuradas em São Francisco de Itabapoana, o resultado das eleições no município é o seguinte:
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 32,91%
- Eduardo Paes (DEM): 28,18%
- Romário (Pode): 14,80%
- Indio da Costa (PSD): 11,89%
- Márcia Tiburi (PT): 4,44%
- Tarcísio Motta (Psol): 3,05%
- Pedro Fernandes (PDT): 2,87%
- Marcelo Trindade (Novo): 0,24%
- André Monteiro (PRTB): 0,41%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0,08%
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 62,53%
- Fernando Haddad (PT): 17,88%
- Ciro Gomes (PDT): 8,26%
- Geraldo Alckmin (PSDB): 4,47%
- Cabo Daciolo (Patri): 4,09%
- Marina Silva (Rede): 1,30%
- Henrique Meirelles (MDB): 0,84%
- Alvaro Dias (Pode): 0,62%
- João Amoêdo (Novo): 0,43%
- Guilherme Boulos (Psol): 0,29%
- José Maria Eymael (DC): 0,10%
- João Goulart Filho (PPL): 0,06%
- Vera Lúcia (PSTU): 0,03%
Compartilhe
Cardoso Moreira: Witzel com 38,68% e Bolsonaro 58,37%
07/10/2018 | 21h15
Com 100% das urnas apuradas em Cardoso Moreira, o resultado das eleições no município é o seguinte:
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 38,68%
- Eduardo Paes (DEM): 29,81%
- Romário (Pode): 12,82%
- Pedro Fernandes (PDT): 5,88%
- Indio da Costa (PSD): 5,48%
- Márcia Tiburi (PT): 4,48%
- Tarcísio Motta (Psol): 2,42%
- André Monteiro (PRTB): 0,20%
- Marcelo Trindade (Novo): 0,14%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0,10%
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 58,37%
- Fernando Haddad (PT): 21,78%
- Ciro Gomes (PDT): 10,97%
- Geraldo Alckmin (PSDB): 3,38%
- Cabo Daciolo (Patri): 2,11%
- Henrique Meirelles (MDB): 0,93%
- Marina Silva (Rede): 0,66%
- Alvaro Dias (Pode): 0,49%
- Guilherme Boulos (Psol): 0,33%
- João Amoêdo (Novo): 0,27%
- José Maria Eymael (DC): 0,09%
- Vera Lúcia (PSTU): 0,08%
- João Goulart Filho (PPL): 0,05%
Compartilhe
Conceição de Macabu: Witzel com 36,26% e Bolsonaro chega a 50,13%
07/10/2018 | 20h32
Com 100% das urnas apuradas em Conceição de Macabu, o resultado das eleições no município é o seguinte:
Governador
- Wilson Witzel (PSC): 36,26%
- Eduardo Paes (DEM): 20%
- Romário (Pode): 13,45%
- Márcia Tiburi (PT): 9,09%
- Tarcísio Motta (Psol): 8,10%
- Indio da Costa (PSD): 6,33%
- Pedro Fernandes (PDT): 5,56%
- Marcelo Trindade (Novo): 0,59%
 
 
- André Monteiro (PRTB): 0,41%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0,22%
Presidente
- Jair Bolsonaro (PSL): 50,13%
- Fernando Haddad (PT): 23,64%
- Ciro Gomes (PDT): 15,22%
- Geraldo Alckmin (PSDB): 3,69%
- Cabo Daciolo (Patri): 2,98%
- João Amoêdo (Novo): 1,44%
- Marina Silva (Rede): 0,98%
- Alvaro Dias (Pode): 0,65%
- Henrique Meirelles (MDB): 0,63%
- Guilherme Boulos (Psol): 0,45%
- José Maria Eymael (DC): 0,10%
- João Goulart Filho (PPL): 0,06%
- Vera Lúcia (PSTU): 0,03%
Compartilhe
Datafolha: Witzel empata com Romário na segunda colocação
06/10/2018 | 19h21
A última pesquisa Datafolha para o Governo do Estado mostra um cenário improvável há duas semanas: Eduardo Paes (DEM) continua liderando com 27%, mas o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) empatou numericamente nos votos válidos com Romário (Pode) na segunda colocação, com 17%. Confira os números:
- Eduardo Paes (DEM): 27%
- Romário (PODE): 17%
- Wilson Witzel (PSC): 17%
- Indio (PSD): 13%
- Tarcísio Motta (PSOL): 12%
- Pedro Fernandes (PDT):6%
- Marcia Tiburi (PT): 4%
- Marcelo Trindade (NOVO): 2%
- André Monteiro (PRTB): 1%
- Luiz Eugênio Honorato (PCO): 0%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0%
 
 
Segundo o Datafolha, o cenário com os votos totais é o seguinte:
- Eduardo Paes (DEM): 23%
- Romário Faria (Podemos): 15%
- Wilson Witzel (PSC): 14%
- Indio (PSD): 11%
- Tarcísio Motta (PSOL): 10%
- Pedro Fernandes (PDT): 5%
- Marcia Tiburi (PT): 3%
- Marcelo Trindade (Novo): 1%
- André Monteiro (PRTB): 1%
- Dayse Oliveira (PSTU): 0%
- Luiz Eugenio (PCO): 0%
- Brancos/nulos: 10%
- Não sabe/Não respondeu: 4%
 
 
No único cenário de segundo turno testado pelo instituto, Eduardo Paes venceria Romário com 14% de vantagem:
- Eduardo Paes 45% x 31% Romário (branco/nulo: 24%, não sabe: 1%)
Compartilhe
Garotinho anuncia apoio a Romário
05/10/2018 | 19h52
Sem poder concorrer a governador depois de ser barrado pela Lei da Ficha Limpa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Anthony Garotinho (PRP) anunciou na noite desta sexta-feira (05), através de um vídeo nas redes sociais, que vai apoiar a candidatura Romário (Pode), a quem chamou de despreparado durante a campanha. O político campista também declarou que irá pedir votos para Lindbergh Farias (PT), que concorre à reeleição ao Senado. Assim como o "baixinho", o petista também era um desafeto do ex-governador.
Ao lado da esposa Rosinha Garotinho, o político campista retirou o adesivo de sua campanha e colou o de Romário. Emocionados, os dois disseram que o candidato do Podemos se comprometeu com as bandeiras defendidas pelo casal. "Uma senhora veio me dizer que está decepcionada comigo, mas vou dizer os motivos pelos quais escolhi o Romário. Ele tem origem humilde, é um homem do povo, certamente saberá fazer o que é correto, sendo bem orientado; ele também se comprometeu a defender nossas bandeiras, a defender o interior, a fazer obras na Baixada Fluminense".
Garotinho voltou a atacar o grupo do ex-governador Sérgio Cabral e defendeu a candidatura de Lindbergh Farias ao Senado. "Ele é quem pode defender o nosso estado contra o esquema do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e do seu pai, César Maia (também candidato a senador)".
 
 
Compartilhe
Sobre o autor

Aldir Sales

[email protected]