Viajar é Preciso
10/08/2022 | 23h50

 

Por Gabriela Quintanilha 

 

Andando pelas ruas do meu bairro e observando cada detalhe entre o passado e o presente, pude perceber riquezas em ambos, desde uma árvore linda e mega colorida ou o contraste da arquitetura e estilo. 

Nada mais íntimo que nossa casa , já perceberam? Lugar de lembrança, afetos , cheiro de café coado na hora e conversar entre familiares. Lugar de aconchego ou refúgio . De silêncio para outros .

Vejo que nem sempre a correria nos permite ter esse olhar sobre nossas vidas. 

Somos sugados por essa geração que impera a tecnologia. E a estar em todos os lugares ou redes sociais. Será uma fuga da realidade?

Me pergunto ,qual tempo do seu dia você se dedica?

A vida mesmo acontece fora das redes sociais e em off. O abraço afetuoso é presencial. Os encontros são nas esquinas da vida e encontrar alguém conhecido e conversar por horas não tem preço .

É necessário um equilíbrio e uma reflexão contínua sobre a vida agora, o hoje. A vida é um sopro e vamos nos dedicar a quem amamos. 

Bora viajar?

Gabriela Quintanilha
Psicóloga

Compartilhe
Viajar é Preciso
10/08/2022 | 22h13

 

Por Gabriela Quintanilha 

 

Andando pelas ruas do meu bairro e observando cada detalhe entre o passado e o presente, pude perceber riquezas em ambos, desde uma árvore linda e mega colorida ou o contraste da arquitetura e estilo. 

Nada mais íntimo que nossa casa , já perceberam? Lugar de lembrança, afetos , cheiro de café coado na hora e conversar entre familiares. Lugar de aconchego ou refúgio . De silêncio para outros .

Vejo que nem sempre a correria nos permite ter esse olhar sobre nossas vidas. 

Somos sugados por essa geração que impera a tecnologia. E a estar em todos os lugares ou redes sociais. Será uma fuga da realidade?

Me pergunto ,qual tempo do seu dia você se dedica?

A vida mesmo acontece fora das redes sociais e em off. O abraço afetuoso é presencial. Os encontros são nas esquinas da vida e encontrar alguém conhecido e conversar por horas não tem preço .

É necessário um equilíbrio e uma reflexão contínua sobre a vida agora, o hoje. A vida é um sopro e vamos nos dedicar a quem amamos. 

Bora viajar?

Gabriela Quintanilha
Psicóloga

Compartilhe
Empregos Cresceram em Itaperuna-RJ
04/08/2022 | 10h03

Com G1 e Blog do {Angelo) Lorenzini 

Segundo a Firjan, ofertas de emprego aumentaram em Itaperuna-RJ. O setor que mais empregou foi o da construção civil, com 2121 vagas só no primeiro semestre de 2022. Um  aumento de quase 300%, comparado ao mesmo período de 2021.

Os dados são da plataforma Retratos Regionais da Firjan. Ao todo, foram gerados nos primeiros seis meses 2.307 empregos. Um total em todo o Noroeste Fluminense, de 3.245 empregos no período – tendo a Indústria e Construção como principal destaque (+2.382).

Em Itaperuna, o segundo setor que mais gerou oportunidades foi o de serviços, com 262 novas vagas.

)Lorenzini 

Segundo a Firjan, ofertas de emprego aumentaram em Itaperuna-RJ. O setor que mais empregou foi o da construção civil, com 2121 vagas só no primeiro semestre de 2022. Um  aumento de quase 300%, comparado ao mesmo período de 2021.

Os dados são da plataforma Retratos Regionais da Firjan. Ao todo, foram gerados nos primeiros seis meses 2.307 empregos. Um total em todo o Noroeste Fluminense, de 3.245 empregos no período – tendo a Indústria e Construção como principal destaque (+2.382).

Em Itaperuna, o segundo setor que mais gerou oportunidades foi o de serviços, com 262 novas vagas.

Compartilhe
Coisas da Vida
03/08/2022 | 18h57

Artigo de Gabriela Quintanilha 

Com o passar do tempo podemos aprender novos caminhos e descobertas incríveis sobre nós ou escolher ficar em casa reclamado do passado …. Com ressentimento, mágoas e desculpas já antigas.

Escolho o caminho da vida , de me reiventar e buscar novas versões minhas. Temos habilidades que às vezes ficam adormecidas no decorrer da vida e meu compromisso com as minhas verdades.
De fazer o que gosto e fazer novos caminhos  e o aprendizado é uma constante.  

Será a busca pelo conhecimento e versões minhas ? O que me move? 

O que te move? A fé na vida me leva a lugares desconhecidos e me fazem crescer como ser humano e pessoa. Me fazem acreditar e confiar . 

 Um dos maiores desafios da vida  é  e ter leveza nas ações. Seja curtindo um happy hour , escutando sua música favorita ou assistindo um filme de emocionar ou de te levar ao riso solto .   …. 

Aprende a ter leveza é uma tarefa diária . 

Bora ?

Gabriela Quintanilha
Psicóloga

Compartilhe
Nota Oficial sobre Explosão de GNV no Rio
02/08/2022 | 11h39

NOTA OFICIAL FENIVE SOBRE ACIDENTE COM GNV
FEDERAÇÃO NACIONAL DA INSPEÇÃO VEICULAR EMITE NOTA SOBRE EXPLOSÃO DE GNV NO RIO DE JANEIRO NA TERÇA-FEIRA A Federação Nacional da Inspeção Veicular (Fenive) lamenta profundamente a morte do senhor Mário Magalhães da Penha, 67 anos, vítima de uma fatalidade ocorrida na terça-feira (26) em um posto de combustíveis no Rio de Janeiro. O cilindro de gás natural veicular estourou durante o abastecimento do veículo. Magalhães chegou a ser encaminhado ao hospital, mas veio a falecer na madrugada desta quarta-feira (27), menos de 24 horas depois do episódio.

A Fenive se solidariza com os amigos e familiares da vítima e está colaborando com as autoridades para que as causas deste sinistro sejam esclarecidas, para que, definitivamente, isto não mais aconteça. O sistema GNV é seguro. Mas há procedimentos a serem adotados na instalação e manutenção do sistema. O levantamento preliminar realizado por especialistas em inspeção veicular que foram até o local do acidente mostrou que o cilindro presente no carro envolvido no acidente não é o mesmo que havia sido inspecionado no veículo em 2021. A inspeção veicular periódica é uma das exigências legais para que o carro que passou pela conversão possa circular regularmente.

Conforme apontaram as análises preliminares, o cilindro que estourou teria sido retirado de um veículo que havia sido roubado em 2016. Como pode ser observado na foto anexa, é provável que o cilindro tenha passado por incêndio e, depois de ter sido repintado e adulterado, foi instalado no veículo. Não é possível afirmar se o proprietário do veículo tinha ciência disto. Outras afirmações só serão possíveis depois do resultado final da perícia. A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A Fenive tem procurado o Inmetro desde 2018 para que sejam desenvolvidas ferramentas sistêmicas integradas para melhorar o controle dos sistemas GNV instalados, mas sem sucesso. O Inmetro tem ciência dos dados apurados com o aplicativo GNV Legal.

Compartilhe
Nota Oficial sobre Explosão de GNV no Rio
02/08/2022 | 09h24

NOTA OFICIAL FENIVE SOBRE ACIDENTE COM GNV
FEDERAÇÃO NACIONAL DA INSPEÇÃO VEICULAR EMITE NOTA SOBRE EXPLOSÃO DE GNV NO RIO DE JANEIRO NA TERÇA-FEIRA A Federação Nacional da Inspeção Veicular (Fenive) lamenta profundamente a morte do senhor Mário Magalhães da Penha, 67 anos, vítima de uma fatalidade ocorrida na terça-feira (26) em um posto de combustíveis no Rio de Janeiro. O cilindro de gás natural veicular estourou durante o abastecimento do veículo. Magalhães chegou a ser encaminhado ao hospital, mas veio a falecer na madrugada desta quarta-feira (27), menos de 24 horas depois do episódio.

A Fenive se solidariza com os amigos e familiares da vítima e está colaborando com as autoridades para que as causas deste sinistro sejam esclarecidas, para que, definitivamente, isto não mais aconteça. O sistema GNV é seguro. Mas há procedimentos a serem adotados na instalação e manutenção do sistema. O levantamento preliminar realizado por especialistas em inspeção veicular que foram até o local do acidente mostrou que o cilindro presente no carro envolvido no acidente não é o mesmo que havia sido inspecionado no veículo em 2021. A inspeção veicular periódica é uma das exigências legais para que o carro que passou pela conversão possa circular regularmente.

Conforme apontaram as análises preliminares, o cilindro que estourou teria sido retirado de um veículo que havia sido roubado em 2016. Como pode ser observado na foto anexa, é provável que o cilindro tenha passado por incêndio e, depois de ter sido repintado e adulterado, foi instalado no veículo. Não é possível afirmar se o proprietário do veículo tinha ciência disto. Outras afirmações só serão possíveis depois do resultado final da perícia. A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A Fenive tem procurado o Inmetro desde 2018 para que sejam desenvolvidas ferramentas sistêmicas integradas para melhorar o controle dos sistemas GNV instalados, mas sem sucesso. O Inmetro tem ciência dos dados apurados com o aplicativo GNV Legal.

Compartilhe
Nota Oficial sobre Explosão de GNV no Rio
02/08/2022 | 09h24

NOTA OFICIAL FENIVE SOBRE ACIDENTE COM GNV
FEDERAÇÃO NACIONAL DA INSPEÇÃO VEICULAR EMITE NOTA SOBRE EXPLOSÃO DE GNV NO RIO DE JANEIRO NA TERÇA-FEIRA A Federação Nacional da Inspeção Veicular (Fenive) lamenta profundamente a morte do senhor Mário Magalhães da Penha, 67 anos, vítima de uma fatalidade ocorrida na terça-feira (26) em um posto de combustíveis no Rio de Janeiro. O cilindro de gás natural veicular estourou durante o abastecimento do veículo. Magalhães chegou a ser encaminhado ao hospital, mas veio a falecer na madrugada desta quarta-feira (27), menos de 24 horas depois do episódio.

A Fenive se solidariza com os amigos e familiares da vítima e está colaborando com as autoridades para que as causas deste sinistro sejam esclarecidas, para que, definitivamente, isto não mais aconteça. O sistema GNV é seguro. Mas há procedimentos a serem adotados na instalação e manutenção do sistema. O levantamento preliminar realizado por especialistas em inspeção veicular que foram até o local do acidente mostrou que o cilindro presente no carro envolvido no acidente não é o mesmo que havia sido inspecionado no veículo em 2021. A inspeção veicular periódica é uma das exigências legais para que o carro que passou pela conversão possa circular regularmente.

Conforme apontaram as análises preliminares, o cilindro que estourou teria sido retirado de um veículo que havia sido roubado em 2016. Como pode ser observado na foto anexa, é provável que o cilindro tenha passado por incêndio e, depois de ter sido repintado e adulterado, foi instalado no veículo. Não é possível afirmar se o proprietário do veículo tinha ciência disto. Outras afirmações só serão possíveis depois do resultado final da perícia. A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A cidade do Rio de Janeiro conta com uma lei municipal que prevê verificação do selo GNV para que o veículo seja abastecido (Lei 7.024/2021). Tudo indica que esta legislação não foi cumprida pelo estabelecimento, apesar de estar em vigor.

Dados de junho de 2022 da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) mostram que existem mais de 2,6 milhões de veículos com GNV (Gás Natural Veicular) instalados no Brasil.

O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de veículos com GNV, provavelmente pela cultura criada, com grande rede de abastecimento de combustível e desconto no IPVA. São mais de 1,6 milhão de veículos registrados com o combustível gasoso.

GNV é combustível limpo, que pode representar até 40% de economia de dinheiro em relação aos combustíveis líquidos, dependendo do motor, uso e preço dos combustíveis. Os sistemas modernos proporcionam bom desempenho do motor, com economia e segurança. O sistema de GNV é seguro. Os componentes são certificados pelo Inmetro e passam por rigorosos testes de confiabilidade. Cilindros de GNV, por exemplo, podem ser alvejados por projéteis de fuzil, sem estourar, e suportam pressões muito maiores que aquelas do abastecimento.

Em geral, o GNV é instalado nos veículos usados, através de um processo simples de modificação veicular: cidadão solicita autorização prévia ao Detran, realiza a instalação do kit em oficina homologada pelo Inmetro, para então realizar a inspeção veicular em empresas acreditadas pelo Inmetro e licenciadas pela Senatran (ITL – Instituição Técnica Licenciada). A Fenive tem procurado o Inmetro desde 2018 para que sejam desenvolvidas ferramentas sistêmicas integradas para melhorar o controle dos sistemas GNV instalados, mas sem sucesso. O Inmetro tem ciência dos dados apurados com o aplicativo GNV Legal.

Compartilhe
Novo Sub-Secretário
28/07/2022 | 07h00

DE PRIMEIRA - Chama-se Flávio Costa o novo sub-secretário de Saúde de Cardoso Moreira-RJ e assume o cargo a partir de 1 de agosto próximo. 

Compartilhe
S.O.S Rio Paraíba do Sul
28/07/2022 | 00h48

CNB DE PRIMA- Segurança Hídrica para a Metrópole
A revitalização do Rio Paraíba do Sul e alternativas para o abastecimento da Metrópole
A Secretaria Especial de Integração Metropolitana, do Município do Rio reunirá, na próxima quinta-feira (28/7), às 16h, no Palácio da Cidade, secretários de Meio Ambiente ou órgãos correlatos, entidades governamentais e sociedade civil para discutir sobre a Segurança hídrica e os desafios de abastecimento para a Metrópole Fluminense.
No foco dos debates o Rio Paraíba do Sul. Considerado o principal manancial de abastecimento da Região Metropolitana, o rio Paraíba do Sul concentra o provimento de 74% da população do Estado do Rio de Janeiro.
A revitalização ambiental do Rio Paraíba do Sul é fundamental, bem como ações de segurança hídrica que discuta o controle e monitoramento de acidentes industriais e de transportes de cargas perigosas, por isso estamos abrindo debates que possibilitem a busca de soluções. – comenta o Secretário de Integração Metropolitana Alberto Szafran. ( Texto: Cláudia Argento) 

Compartilhe
OS DESTAQUES de Julho pela Coluna NB
27/07/2022 | 14h21

Exclusiva- A lista dos destaques do mês de julho é pequena se comparada às anteriores, e com justificativas, tendência a ser seguida a partir desta:                                                         Alberto Miranda-O  blogueiro é revelação com o seu Blog Atualiza Itaperuna./ Zé Carlos de Melo- Desde o retorno ao solo itaperunense tem mantido-se em evidência e popularidade./ Marcus Vinícius de Oliveira Pinto-Como coordenador de pré-campanha, reaparece firme./ Oliver de Barros Trajano- Também é destaque como coordenador de pré-campanha./ Fernando Tirula de Mello- O secretário de Fazenda de CardosoMoreira-RJ foi impecável na organização da ExpoAgropec da cidade./ André Raeli-Mesmo longe de Itaperuna-RJ, continua representando muito bem a Educação da terra natal./ Adilsinho Ribeiro Filho- Em pouco tempo no programa do pai na 103FM, é revelação no rádio./Victor Pavan- O CEO do Hospital São Vicente de Paulo, de B.J. do Itabapoana, vem dando um show de competências. O HSVP já é potência regional./ Aline Gama- Empossada recentemente como pró-reitora da Uniredentor, permanece humilde, capacitada e talentosa.

Compartilhe
Sobre o autor

Nino Bellieny

[email protected]