Em Nova Iorque, "Spider" volta ao octógono do UFC
07/02/2017 21:56 - Atualizado em 11/02/2017 13:47
Divulgação
Anderson Silva / Divulgação
Anderson Silva está de volta ao octógono. O brasileiro enfrentará, no próximo sábado, Derek Brunson, no UFC 208, em Nova Iorque, Estados Unidos. Os últimos anos não foram fáceis para Silva. Depois de quebrar a perna na revanche contra Chris Weidman, em dezembro de 2013, o ex-campeão dos pesos-médios demorou mais de um ano para retornar. Pegou um ano de suspensão ao falhar em exames antidoping consecutivos, sendo forçado a desistir de uma luta em Curitiba, com uma semana de antecedência, por causa de uma cirurgia na vesícula biliar. Aceitou enfrentar Daniel Cormier, em julho de 2016, com apenas dois dias de antecedência, e perdeu.
Seu treinador Rogério Camões está otimista. “Graças a Deus, o Anderson está sem problema, sem lesão, 100%, com uma motivação que parece o começo, parece um garoto que queria muito lutar”, diz.
O adversário sabe que o brasileiro vive dias distantes da sua grande fase, mas não economiza no respeito à sua trajetória, ressaltando que toda atenção é pouco. “Ele é muito perigoso, provavelmente, o cara mais perigoso do MMA. Anderson está um pouco mais velho, mas não acho que isso influencie em nada”, afirma Derek Brunson.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    BLOGS - MAIS LIDAS