Reitor do IFF anuncia anulação de prova da tarde
20/03/2017 21:36 - Atualizado em 21/03/2017 12:27
Prova
Após polêmica envolvendo perguntas iguais em provas aplicadas em dois turnos diferentes, no último domingo, no concurso público do Instituto Federal Fluminense (IFF), a instituição resolveu anular a avaliação feita na parte da tarde apenas para os cargos de nível superior. Candidatos que prestaram concurso para atuar em diversas áreas, reclamaram que as provas de português e legislação, de nível superior, continham as mesmas questões.
— Eu fiz para o cargo de jornalista, à tarde, mas quem fez para automação, de manhã, respondeu às mesmas questões nas duas disciplinas — disse uma candidata.
Em nota, o IFF informou que logo que o Instituto tomou “conhecimento das possíveis irregularidades em algumas provas, especialmente àquelas relacionadas com a repetição das questões para os cargos de nível superior nos turnos da manhã e da tarde, veio a público informar que estava apurando os fatos com rigor e adotando as medidas cabíveis junto à Metrópole Soluções Empresariais, organizadora do processo seletivo”.
Segundo reitor do IFF, Jefferson Azevedo, o equívoco ainda está sendo apurado, mas a decisão da suspensão foi tomada após reunião com a Metrópole para dar condições de igualdade entre os candidatos. 
"Nós já detectamos que as provas de nível superior têm as mesmas questões na área de língua portuguesa e legislação. Em tese isso não é problema, o problema é que como houve prova de nível superior na parte da manhã para professores e na parte da tarde para técnico administrativo, quem fez na parte da tarde para nível superior, automaticamente não tem a questão inédita, então houve uma falha grave da empresa que foi contratada por meio de licitação pública, porque ela ao saber que havia prova pela manhã e a tarde, não tomou esse cuidado, entendendo como se fosse tudo no mesmo horário", disse o reitor. 
Nesta terça-feira começarão as fases de recurso. O reitor pede que qualquer outra falha constatada pelos candidatos seja comunicada, imediatamente, para que as medidas sejam tomadas. 
O IFF aplicou, no último domingo (19), as provas do concurso para professor e técnico-administrativo em educação. Foram 7.573 candidatos inscritos para concorrer a 16 vagas com salários que vão de R$ 1.834,69 a R$ 4.234,77, além de outros benefícios.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    BLOGS - MAIS LIDAS