Juiz de Campos mantém leilão do estádio do Goytacaz, com início nesta quinta-feira
10/08/2022 | 10h47
Aryzão, estádio do Goytacaz
Aryzão, estádio do Goytacaz / Foto: Genilson Pessanha
Segue mantido até o momento o leilão do estádio Ary de Oliveira e Souza, do Goytacaz. Em despachos com igual teor nas tardes dessa terça (9) e desta quarta-feira (10),  o juiz Eduardo Almeida Jerônimo, da 2ª Vara do Trabalho de Campos, negou o pedido de suspensão do certame, reforçando uma decisão de 8 de fevereiro. Desta forma, o leilão continua com início marcado para esta quinta (11), às 10h, se estendendo até a quarta (17) ou quinta-feira (18) seguinte. A defesa do Goyta ainda aguarda uma possível decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RJ) em solicitação paralela, além de preparar um pedido de revisão da decisão em primeira instância.
Na solicitação de suspensão do leilão feita em Campos, o Goytacaz havia considerado errada a avaliação de valor do Aryzão, estimado em 26.077.000,00. Todavia, no despacho da tarde dessa terça-feira, o juiz Eduardo Almeida Jerônimo citou a decisão de fevereiro, quando o recurso do Goyta à época foi considerado fora do prazo legal. Também reforçou que, no Processo do Trabalho, cabe ao oficial de Justiça avaliar bens penhorados, e que esta avaliação “está carregada de presunção de legitimidade, só podendo ser invalidada mediante prova robusta que comprove irregularidade na aplicação do conhecimento técnico” do oficial.
Tanto na terça quanto no despacho de mesmo teor nesta quarta, feito para corrigir uma falha material, o juiz também não acatou a alegação alvianil de que não seria necessário realizar o leilão, pois haveria outras formas de quitar a dívida. Segundo Eduardo, "nulidades não serão declaradas senão mediante provocação das partes, as quais deverão argüi-las à primeira vez em que tiverem de falar em audiência ou nos autos", o que não foi feito pelo clube após a penhora do estádio, ocorrida em julho de 2021. À época, o clube era defendido por outro escritório de advocacia.
Com os despachos de Eduardo, o atual advogado do Goytacaz, Fábio Bastos, passou a concentrar sua expectativa em possível manifestação do TRT/RJ, que também já havia sido acionado. Além do pedido inicial de suspensão do leilão, a defesa do Goyta ingressou com um mandado de segurança e emitiu ainda um ofício direcionado à presidente do órgão. O próximo passo da defesa, segundo o advogado Fábio Bastos, é emitir um pedido de revisão ao próprio juiz Eduardo Almeida Jerônimo, em Campos, por entender que alguns pontos não teriam sido abordados por ele.
Na segunda-feira, Fábio Bastos explicou ao blog uma das linhas de trabalho adotadas pela defesa no caso. 
— É público e notório que o Goytacaz tem mais de 50 processos em execução, dividas contraídas ao longo dos últimos anos. Todas as execuções que hoje estão em andamento são inerentes e já tiveram penhoras no estádio ocorridas no ano passado. No ano de 2022, não houve nenhuma efetiva penhora no imóvel que esteja já sem qualquer tipo de possibilidade de discussão. Nesse caso específico, trata-se de um processo com valor muito alto e que não há, como no outro, uma possibilidade de simplesmente negociarmos o valor. Então, entra em um contexto que a nova gestão do Goytacaz está fazendo, de realizar o levantamento de todas as dividas do clube e apresentar um plano de pagamento utilizando-se, inclusive, da lei da SAF. Então, há um pedido feito ao Tribunal, que está no seu início, no sentido de reunir todas as dividas do Goytacaz. Caso haja o deferimento, que estamos esperando uma decisão a qualquer momento, são suspensas todas as execuções contra o Goytacaz, reunindo-se tudo numa central de execuções, no Rio de Janeiro, para que dali se promova o pagamento de todos os credores” — disse Fábio.
O processo trabalhista que motivou o leilão do Aryzão foi movido por José Aluisio Peixoto Barreto, gerente de futebol do Goytacaz de janeiro de 2012 a outubro de 2015. Em dezembro de 2017, uma decisão da juíza Raquel Pereira Farias de Moreira, então titular da 2ª Vara do Trabalho de Campos, definiu como R$ 315.535,57 mil o valor da causa. A quantia inclui salários não pagos em julho, agosto, setembro e outubro de 2015, além de parte do de junho do mesmo ano, mais férias, 13°s salários, horas extras, FGTS, aviso prévio e danos morais. O início do leilão está marcado para esta quinta, com término da primeira etapa às 10h de quarta-feira. Não havendo lance igual ou superior a 26.077.000,00, o certame será prorrogado até o dia seguinte, também às 10h, com a concretização da venda pelo maior lance efetuado. A realização está prevista para o site www.paulobotelholeiloeiro.com.br, sob realização do leiloeiro público Paulo Botelho. O leilão também inclui as edificações anexas à sede do Goyta, como lojas.
No final de fevereiro deste ano, também tendo como advogado Fábio Bastos, o Goytacaz conseguiu reverter na Justiça um leilão do estádio que estava marcado para março. Na época, o clube iniciou pagamento de dívidas ao ex-preparador de goleiros Sérgio Henrique Souza de Oliveira, efetuando cerca de 30%, e criou um calendário de quitações do restante até totalizar o valor da ação, em torno de R$ 32 mil. A decisão favorável foi dada pelo juiz Luis Guilherme Bueno Bonin, da 4ª Vara do Trabalho de Campos.
*Matéria atualizada às 19h25 para acrescentar despacho de igual teor ao anterior e novo posicionamento do Goytacaz 
Compartilhe
Por dívida trabalhista, estádio do Goytacaz tem início de leilão marcado para quinta-feira; clube tenta reverter
08/08/2022 | 16h49
Estádio Ary de Oliveira e Souza, o Aryzão
Estádio Ary de Oliveira e Souza, o Aryzão / Foto: Rodrigo Silveira
Mais uma vez, um processo trabalhista contra o Goytacaz volta a colocar em risco a posse do estádio Ary de Oliveira e Souza. Por determinação do juiz Eduardo Almeida Jerônimo, da 2ª Vara do Trabalho de Campos, está marcado para a próxima quinta-feira (11) o início do leilão do Aryzão, prosseguindo até a quarta (17) ou quinta-feira seguinte (18), por meio eletrônico. Situado à rua dos Goytacazes, no Centro de Campos, o estádio está avaliado em R$ 26.077.000,00. A defesa do Goyta já se mobilizou e aguarda decisão judicial para tentar reverter a caso.
O processo trabalhista que motivou a determinação do leilão foi movido por José Aluisio Peixoto Barreto, gerente de futebol do Goytacaz de janeiro de 2012 a outubro de 2015. Em dezembro de 2017, uma decisão da juíza Raquel Pereira Farias de Moreira, então titular da 2ª Vara do Trabalho de Campos, definiu como R$ 315.535,57 mil o valor da causa. A quantia inclui salários não pagos em julho, agosto, setembro e outubro de 2015, além de parte do de junho do mesmo ano, mais férias, 13°s salários, horas extras, FGTS, aviso prévio e danos morais.
No final de fevereiro deste ano, o Goytacaz conseguiu reverter na Justiça um leilão do estádio que estava marcado para março. Na época, o clube iniciou pagamento de dívidas ao ex-preparador de goleiros Sérgio Henrique Souza de Oliveira, efetuando cerca de 30%, e criou um calendário de quitações do restante até totalizar o valor da ação, em torno de R$ 32 mil. A decisão favorável foi dada pelo juiz Luis Guilherme Bueno Bonin, da 4ª Vara do Trabalho de Campos. O advogado do Goyta tanto na ocasião quanto agora, Fábio Bastos, espera nova decisão favorável.
— É público e notório que o Goytacaz tem mais de 50 processos em execução, dividas contraídas ao longo dos últimos anos. Todas as execuções que hoje estão em andamento são inerentes e já tiveram penhoras no estádio ocorridas no ano passado. No ano de 2022, não houve nenhuma efetiva penhora no imóvel que esteja já sem qualquer tipo de possibilidade de discussão. Nesse caso específico, trata-se de um processo com valor muito alto e que não há, como no outro, uma possibilidade de simplesmente negociarmos o valor. Então, entra em um contexto que a nova gestão do Goytacaz está fazendo, de realizar o levantamento de todas as dividas do clube e apresentar um plano de pagamento utilizando-se, inclusive, da lei da SAF. Então, há um pedido feito ao Tribunal, que está no seu início, no sentido de reunir todas as dividas do Goytacaz. Caso haja o deferimento, que estamos esperando uma decisão a qualquer momento, são suspensas todas as execuções contra o Goytacaz, reunindo-se tudo numa central de execuções, no Rio de Janeiro, para que dali se promova o pagamento de todos os credores— disse Fábio Bastos ao blog.

Paralelamente, há uma tentativa de parecer favorável a nível local. "Também já foi conversado com o juiz titular da 2ª Vara do Trabalho de Campos, que é onde está este processo do leilão, no sentido de requerer a ele que suspenda o leilão, tendo como ponto de partida esse pedido de centralização das execuções, mas também outros aspectos técnicos envolvendo o imóvel, no sentido de que a avaliação está abaixo do valor correto e no sentido de que há outras formas de realizar o pagamento. Não precisa leiloar o estádio. Então, a gente espera também uma decisão neste sentido a qualquer momento", destacou o advogado.
Pela decisão atualmente em vigor, caso o Goytacaz não consiga reverter, o leilão terá início às 10h desta quinta-feira, indo até as 10h do próximo dia 17. Não havendo lance igual ou superior ao valor estimado, o certame será prorrogado até o dia seguinte, às 10h, com a concretização da venda pelo maior lance efetuado. A realização está prevista para o site www.paulobotelholeiloeiro.com.br, sob realização do leiloeiro público Paulo Botelho. O leilão também inclui as edificações anexas à sede do Goyta, como lojas.
Compartilhe
Procissão do Santíssimo Salvador volta a acontecer após dois anos dando lugar a carreata
06/08/2022 | 17h43
Procissão do Santíssimo Salvador
Procissão do Santíssimo Salvador
Após ser substituída por carreata nos dois últimos anos em decorrência da pandemia da Covid-19, voltou a acontecer na tarde deste sábado (6) a tradicional procissão em honra ao Santíssimo Salvador, em Campos. O evento foi realizado e acompanhado por centenas de pessoas na praça central da cidade, com início por volta das 16h20.

Além da procissão, o Dia do Santíssimo Salvador também foi marcado por missas às 6h30, 7h30, 10h, 13h30, 15h e 16h, na Catedral. Após a procissão, o bispo titular da Diocese de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrería Paz, fará cerimônia de benção aos quatro cantos da cidade no palco montado na praça, onde a cantora Aline Brasil se apresenta às 21h. Antes, às 20h, será realizado show da banda Só Por Ti, Jesus. A festa do Santíssimo Salvador é realizada pela Diocese de Campos.

Na parte profana, a Prefeitura de Campos viabilizou o retorno dos shows com apelo nacional. O sambista Xande de Pilares atraiu grande público na noite dessa sexta-feira (5), superlotado a praça. No domingo (7) será a vez de Thiago Martins, às 22h. Durante todo os dias, também atraem muitas pessoas as barraquinhas de doces e os tradicionais bolinhos de bacalhau e pastéis comercializados.
 
Compartilhe
Xande de Pilares lota praça abrindo retorno dos shows nacionais à Festa de São Salvador
06/08/2022 | 00h11
Xande de Pilares se apresentou na noite desta sexta
Xande de Pilares se apresentou na noite desta sexta / Foto: Reprodução/Instagram
Após dois anos sem a Exposição Agropecuária e os shows da Festa do Santíssimo Salvador acontecerem em decorrência da pandemia da Covid-19, o fato de os eventos estarem sendo realizados simultaneamente não vai impedir que ambos tenham grande público. É o que indicou o show do sambista Xande de Pilares, na noite desta quinta-feira (5), marcando o retorno das atrações de apelo nacional à festa do Padroeiro de Campos. Os últimos shows nacionais no evento haviam acontecido em 2015.

Na mesma noite em que Xande se apresentou na praça do Santíssimo Salvador, o Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos (FRC) recebeu shows dos grupos Pixote e Os Barões da Pisadinha. Na quinta-feira (4), o cantor sertanejo Gusttavo Lima superlotou o espaço, com possível (e provável) quebra de recorde histórico de público da 61ª Expo Agro. Neste sábado (6), será a vez da dupla Jorge e Mateus, com Zé Vaqueiro fechando a programação no domingo (7).

A presença de Xande de Pilares na 370ª Festa do Santíssimo Salvador foi adiantada pelo blog em 19 de julho e confirmada pela Prefeitura de Campos no dia 27. As outras atrações do palco principal serão a cantora católica Aline Brasil, às 21h deste sábado, e o ator e cantor Thiago Martins, às 22h de domingo.

A Festa do Santíssimo Salvador é realizada pela Diocese de Campos, com shows viabilizados pela Prefeitura, gratuitos ao público. Já a Expo Campos tem realização da Excess Produções em parceria com a FRC, havendo venda de ingressos.
Compartilhe
Tradicional bar Ao Gato Preto volta a fechar as portas
05/08/2022 | 11h12
Bar Ao Gato Preto fecha as portas
Bar Ao Gato Preto fecha as portas / Foto: Wellington Cordeiro
Primeiro bar tombado pelo Conselho de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural de Campos (Coppam) e com cerca de 100 anos de funcionamento, o Ao Gato Preto fechou novamente as portas. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira (5) pelo presidente da Associação de Imprensa Campista (AIC), Wellington Cordeiro, há muitos anos frequentador do estabelecimento.
Ao Gato Preto foi tombado como patrimônio imaterial histórico e cultural de Campos em 2014. Por conta de alto valor de aluguel do ponto, ele já havia fechado em março de 2019, no seu endereço histórico, à rua 21 de Abril, no Centro, dois meses após a morte do seu proprietário, José Carlos Barbosa. Zé Psiu, como José Carlos era popularmente conhecido, comandava o bar desde a década de 1980. O legado foi mantido pelo filho Paulo César Barbosa, que reabriu o Ao Gato Preto dias depois do fechamento, mas à rua Barão de Amazonas, quase na avenida XV de Novembro. Porém, agora o funcionamento foi novamente interrompido.
— A imortalidade do tombamento não foi suficiente para manter a "alma de boteco", e muitos dos frequentadores do antigo endereço não acompanharam a mudança do local. Não perdemos apenas um bar, mas sim um ambiente de promoção de cultura, que garantia uma convivência democrática, independente do status social, onde bebiam desde o empresário ao operário — lamenta Wellington Cordeiro.
— Num município que tem sua memória sendo apagada ao longo dos tempos, essa perda tem o sabor amargo que lembra o jiló que era um dos petiscos do bar. Na parede onde fotografias homenageavam os frequentadores falecidos, agora haverá de ter espaço para a foto da fachada do bar. Mas, dizem que a esperança nunca morre. Imaginemos o gato numa transmutação de se tornar uma fênix, com sua capacidade de renascimento. Por hora, o que nos resta é beber o morto e superar a ressaca da saudade — complementa o presidente da AIC.

Compartilhe
Campos passa a ter maior painel vertical de grafite do interior do Rio
04/08/2022 | 18h13
Grafites representam moradores do Pombal
Grafites representam moradores do Pombal / Foto: Rodrigo Silveira
Quem passar pela avenida Presidente Vargas chegando a Campos ou em direção a São Fidélis agora verá o maior painel vertical de grafite do interior do Rio de Janeiro. Com o término da retirada dos andaimes, foram entregues nesta quinta-feira (4) as três grandes artes em prédios do Conjunto Habitacional Guadalajara, o popular Pombal, que totalizam 252 metros quadrados e são assinadas pelo grafiteiros Andinho Ide, Pablo Malafaia e Jhony Misterbod, representando moradores dos prédios.

A realização do painel fez parte do Festival Efeito, que começou em 5 de julho e termina no próximo dia 12, quando vão acontecer oficinas de capacitação em uma escolas da Pecuária. As pinturas em si tiveram início no dia 12 de julho, sendo concluídas em aproximadamente três semanas. Dois dos grafites representam crianças (um menino, Thales, e duas meninas, as primas Ana Bárbara e Sophia). O terceiro tem como modelo uma idosa, Eliana, moradora mais antiga do Pombal.

O Festival Efeito é financiado pelo edital Rua Cultural, da secretaria estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro.
Artes foram feitas por Andinho Ide, Pablo Malafaia e Jhony Misterbod
Artes foram feitas por Andinho Ide, Pablo Malafaia e Jhony Misterbod / Foto: Rodrigo Silveira
Compartilhe
Loja virtual de Campos conquista segundo lugar no Prêmio Excelência em Papelaria - Presença digital
03/08/2022 | 16h41
Luisa Corrêa soma 2,6 milhões de seguidores nas redes sociais com a Luivins
Luisa Corrêa soma 2,6 milhões de seguidores nas redes sociais com a Luivins / Divulgação/Escolar Office Brasil
Fenômeno nas redes sociais pelos vídeos criativos com produtos da sua loja virtual Luivin's, voltada aos estudantes infanto-juvenis, a jovem empresária campista Luisa Corrêa teve grande reconhecimento na última segunda-feira (1º). Competindo na categoria presença digital, a Luivin's foi vice-campeã do Prêmio Excelência em Papelaria, que em seu primeiro ano já se tornou a principal premiação do ramo a nível nacional. O prêmio foi entregue durante a Escolar Office Brasil, maior feira de negócios de produtos para papelarias, escritórios e escolas das Américas, tendo reunido mais de 115 expositores no Expo Center Norte, em São Paulo. Estima-se que cerca de 12 mil pessoas passaram pelo local.
— Muito feliz com a premiação na categoria presença digital organizada pela Escolar Office Brasil. Gratidão — publicou a campista em seu perfil no Instagram.
Com 25 anos de idade, Luisa Corrêa, que também é advogada, soma 2,6 milhões de seguidores nas redes sociais da Luivin's, que é sediada no Alphaville, em Campos. São 1,4 milhões de seguidores somente no TikTok, com perfil criado em 2020, além de 585 mil no YouTube,  480 mil no Kwai, 132 mil no Instagram, 11,5 mil no Pinterest e 8 mil no Facebook. Suas vendas são realizadas para todo o Brasil. No Prêmio Excelência em Papelaria - Presença Digital, a empresa ficou atrás apenas da Papelaria Art Pel, de Poços de Caldas/MG.
Leia também:
Compartilhe
Campista é vice-campeã de evento nacional de fisiculturismo em Santa Catarina
03/08/2022 | 16h01
A campista Ludimila Silva Marcelino, atleta de fisiculturismo, conquistou um importante resultado no último sábado (30). Ela foi vice-campeã na categoria bikini open B do HorsePower Show, que teve sua primeira edição realizada em Balneário Camboriú/SC. Com organização da SC Fitness, o evento surgiu como um dos principais do país, reunindo atletas de destaque na modalidade.
— Essa conquista representa todo o meu esforço e a dedicação de sair da minha cidade sem patrocínio financeiro, com a cara e a coragem, junto aos meus pais, que foram e são meus únicos apoiadores, e com o meu personal e meu coach neste esporte tão difícil de crescer profissionalmente. Volto com a cabeça erguida e um troféu que só eu tenho em Campos, pois foi a primeira edição. Essa é a minha vitória — disse Ludmila.
Para o personal treinaer da campista, Lucas Soares, o segundo lugar obtido em Santa Catarina possui relevância para o cenário do fisiculturismo em Campos, que vem evoluindo em resultados fora da cidade e até em outros estados.
— A Ludmila foi para o Sul com a força de vontade e a segurança de que o nosso trabalho foi bem feito. É um gasto muito alto em cada competição e uma responsabilidade muito grande. É a realização de um sonho dela e também um sonho meu, como treinador, por estar ao lado dos melhores e voltar com um ótimo resultado — enfatiza o treinador.
Anteriormente, Ludmila já sido vice-campeã do Champion BRAFF, em 2020, e do o Musclecontest RJ, em 2021; além de ter obtido um terceiro lugar no Musclecontest SP, também no ano passado.
Compartilhe
Música da campista Karine vence o Festival da Canção de Cardoso Moreira
31/07/2022 | 12h34
Karine com o troféu do Fecam ao lado de Sandra de Sá
Karine com o troféu do Fecam ao lado de Sandra de Sá / Divulgação
A cantora e compositora campista Karine foi a vencedora do 24º Festival da Canção de Cardoso Moreira (FECAM), com sua música "Rio do não e do sim". Organizado pela Associação Movimento Cultural de Cardoso Moreira em parceria com a Prefeitura, o evento teve semifinal realizada na sexta-feira (29), com 20 músicas, das quais 10 avançaram para a final nesse sábado (30). Um show de Sandra de Sá fechou o evento.

— Esse é o segundo festival da minha vida, e ver uma música que escrevi com tanto carinho, especialmente para ele, ganhar o coração dos júris técnico e artístico me traz a sensação de que, sim: esse é o meu caminho! Independente dos tantos altos e baixos que nós artistas atravessamos, sonhar e acreditar é preciso — comemorou Karine no Instagram, dedicando a conquista aos pais, namorado, amigos e admiradores do seu trabalho.

As fases decisivas do Fecam reuniram composições oriundas de Cardoso Moreira, Campos, São Fidélis, Macaé, Itaocara, Arraial do Cabo, Três Rios, Niterói e Rio de Janeiro, além de cidades de outros estados, como Simão Pereira/MG, Belo Horizonte/MG, Governador Valadares/MG e Bombinhas/SC.

Perto de completar 25 anos, Karine já tem no currículo o EP "Cais", com músicas autorais. Uma delas, "Matilha", foi composta e interpretada em parceria com o sambista Xande de Pilares, que a apadrinhou após um show na praia Campista do Farol de São Thomé, em 2020. O álbum "Cais" está disponível em YouTube, Spotify, Deezer, iTunes Store, Apple Music e Amazon Music.
Leia também:
Compartilhe
Henrique e Diego, Di Propósito, Léo Magalhães e João Neto e Frederico na Exposição de São Fidélis
28/07/2022 | 12h10
Atrações da Expo São Fidélis
Atrações da Expo São Fidélis / Fotos: Divulgação
Estão definidos os shows da 12ª Exposição Agropecuária de São Fidélis, que vai acontecer de 25 a 28 de agosto, no Parque de Exposições da cidade. Já constam no Portal da Transparência da Prefeitura as contratações dos shows de Henrique e Diego, que vão se apresentar na primeira noite; Di Propósito, atração do dia 26; Léo Magalhães, no dia 27, e João Neto e Frederico, fechando o evento.

Em entrevista ao site SF Notícias no início do mês, o vice-prefeito de São Fidélis, José Willian, confirmou a realização da Expo São Fidélis, mas disse que as atrações ainda estavam sendo definidas, com negociações em andamento. Os contratos firmados passaram a constar esta semana no Portal da Transparência, inclusive já com as datas dos shows de Henrique e Diego e de Léo Magalhães. As datas das apresentações de Di Propósito e João Neto e Frederico foram apuradas pelo blog.

A Prefeitura de São Fidélis deve divulgar nos próximos dias a programação oficial.

Com cinco anos sem realização após a edição de 2013, a Expo São Fidélis voltou a acontecer em 2019, reduzida a três noites de shows. Em 2020 e 2021 o evento não pôde ser realizado, assim como em outros municípios, devido à pandemia da Covid-19.

Agenda:

25/08 (quinta-feira) - Henrique e Diego
26/08 (sexta-feira) - Di Propósito
27/08 (sábado) - Léo Magalhães
28/08 (domingo) - João Neto e Frederico
Compartilhe