Cobrindo a Copa pela 11ª vez, campista Eraldo Leite é homenageado pela Fifa e pela AIPS
30/11/2022 | 12h37
Eraldo recebeu miniatura do troféu da Copa das mãos de Ronaldo
Eraldo recebeu miniatura do troféu da Copa das mãos de Ronaldo / Foto: Reprodução/Redes sociais
Cobrindo uma Copa do Mundo pela 11ª vez, o jornalista Eraldo Leite, natural de Campos e atuante na Rádio Globo, foi homenageado pela Fifa e pela Associação Internacional de Imprensa Esportiva (AIPS) em Doha, no Catar. A cerimônia aconteceu nessa terça-feira (29), tendo também como homenageados outros 10 brasileiros, todos com pelo menos oito coberturas de Copa no currículo. O recordista desta lista é Galvão Bueno, da TV Globo, com 13.
Intitulado "Jornalistas no Pódio", o evento é realizado pela AIPS desde 2012, com objetivo de celebrar a carreira de jornalistas e fotógrafos que se dedicam à cobertura esportiva.
— É importante relembramos e reconhecermos o comprometimento de todos os nossos colegas, que é o motivo principal de realizarmos essa premiação durante os eventos esportivos mais importantes. Em todo esse tempo, nossos colegas agradeceram pela iniciativa, que destaca a vitalidade da nossa profissão e celebra sua independência, pilar essencial do nosso trabalho — disse o presidente da AIPS, Gianni Merlo.
Além de membro da equipe de esportes da Rádio Globo, o campista Eraldo Leite é também presidente da Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro (Acerj).
Outros brasileiros homenageados na edição deste ano foram Galvão Bueno, João Ramalho e Luís Roberto, da TV Globo; Juca Kfouri, do UOL e da Folha de São Paulo; Wellington Campos, das Rádios Itatiaia e Tupi; Éder Luís, da Rádio Transamérica; Jorge Luiz Rodrígues, da Conmebol; Ozires Nadal, da Rádio Lagoa Dourada; Ricardo Caprioti, da Rádio Bandeirantes; e Pedro Ernesto, da Rádio Gaúcha. Ao todo, na Copa do Mundo do Catar, 82 profissionais de imprensa já possuem oito ou mais edições de Copa durante a carreira.
Comentar
Compartilhe