Quissamã oferece auriculoterapia para quem deseja parar de fumar
- Atualizado em 13/08/2019 14:39
Cecom Quissamã
Em 29 de agosto comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo. Em Quissamã, a secretaria municipal de Saúde vem realizando diversas ações de luta ao tabagismo em todas as Unidades de Saúde da Família (USF's). No Centro, por exemplo, passou a ser oferecido recentemente aos pacientes tratamento com a auriculoterapia. As ações no local acontecem às quartas-feiras, a partir de 8h30.
A enfermeira gerente da USF Centro, Alessandra Campos, explicou como funciona o método e quais os benefícios.
— A auriculoterapia é uma terapia natural, que consiste na estimulação de pontos nas orelhas. O corpo humano pode ser representado na orelha, no formato de um feto, e, por isso, cada ponto se refere a um órgão específico. Assim, quando esse ponto é estimulado, é possível tratar problemas ou aliviar sintomas nesse mesmo órgão. Neste grupo de tabagismo, sempre buscamos trabalhar os pontos de ansiedade, fome, vício/manias, e também as queixas do paciente, mediante suas particularidades — afirmou.
Segundo Alessandra, com a diminuição dos números de cigarros diários e até mesmo a cessação do mesmo, o paciente começa a sentir mais o sabor dos alimentos e tem prazer em ingeri-los.
— Para tanto, trabalhamos os pontos fome, ansiedade, por exemplo, como citado. Realizamos semanalmente este encontro com objetivo de avaliar o progresso do tratamento. A escuta individualizada se faz necessária, visto que cada um possui as suas particularidades. A princípio, esta prática está sendo aplicada ao Grupo de Tabagismo, onde, por orientação do Ministério da Saúde, atuamos com o método cognitivo-comportamental durante quatro semanas consecutivas. Após este período, cada paciente é avaliado no âmbito individual — acrescentou.
As atividades são acompanhadas pelo Programa de Tabagismo e pela Estratégia de Saúde da Família, por meio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), com apoio de psicólogo e nutricionista. Os interessados em participar devem comparecer à unidade mais próxima ou ao Centro de Saúde para tratamento, que tem uma abordagem em grupo ou individual.
Fonte: Prefeitura de Quissamã.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS