Comércio lojista aposta no Dia dos Namorados
- Atualizado em 07/06/2019 09:29
Genilson Pessanha
O comércio lojista de Campos já se prepara para as vendas de presentes no Dia dos Namorados, considerada a terceira principal data do calendário comercial, na quarta-feira, dia 12. Para atrair consumidores, os lojistas apostam nas promoções e na renovação do estoque dos produtos, além de formas de pagamento atrativas para atender à clientela.
“A expectativa é de que o consumidor gaste com presentes entre R$ 100 a R$ 200. O importante é não deixar a data passar em branco”, disse o presidente da Associação Comercial e Industrial (Acic), Leonardo Castro de Abreu. Alguns namorados já começaram a fazer a pesquisa de preço do presente.
A aposentada Rogéria Pessanha, casada há 34 anos, explica que, ao longo destas três décadas, nunca deixou de receber ou dar o presente para o marido, João Batista da Silva. “Meus três filhos já estão casados e sempre passamos a importância de celebrar essas datas comemorativas, não pelo ato de dar ou receber o presente, mas demonstrar carinho e respeito” concluiu Rogéria.
— O momento ainda é de retomada da economia, com a criação de novos empregos e automaticamente fomentando a economia local. Acredito que o momento é de aumento das vendas. No mês de maio, o Dia das Mães, já demonstrou esse crescimento, e esperamos que o Dia dos Namorados também movimente o comércio. Será um ano de pequenas lembranças, mas já é um bom recomeço para aquecer as vendas — destacou Leonardo.
Para o economista e professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Alcimar Chagas, o comércio campista já vem registrando um crescimento.
— Tanto que, no mês de março, foram criados 19 empregos novos e, no mês de abril, mais que dobrou, passando para 50, e a expectativa é de que continue crescendo com o início da safra da cana. Todos estes fatores refletem no consumo e nas vendas para o Dia dos Namorados, e que continuem em crescimento para os próximos meses. A economia local iniciou o ano mais dinâmico no que diz respeito à geração de empregos. De janeiro a abril, o Campos gerou 1.428 novas vagas. No entanto, o comércio apresentou crescimento a partir de março — destacou.
São Paulo — O comércio paulista deve ter um Dia dos Namorados com movimento fraco, na previsão da Federação do Comércio do Estado (Fecomércio-SP). “Vai ser o Dia dos Namorados da lembrancinha”, resume o assessor econômico da Federação, Guilherme Dietze. Segundo ele, “com o desemprego em alta e a pouca oferta de crédito, os casais devem ir às compras em busca de presentes que não causem impacto no orçamento”. (A.N. e P.R.P.P.)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS