PM refora aes para conter crimes em So Francisco de Itabapoana
caro Abreu Barbosa 13/01/2021 08:01 - Atualizado em 13/01/2021 08:23
Com a chegada do verão, é grande a procura pelas praias da região. A criminalidade faz o mesmo caminho, deixando seus rastros de pólvora, drogas e sangue e assustando a população. Em 2021, após um ano de recordes positivos conquistados por meio da atuação do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM) na redução da criminalidade, os primeiros 12 dias do ano chamam a atenção para o município de São Francisco de Itabapoana, que já contabiliza dois homicídios e três baleados.
O comandante do 8º BPM, tenente-coronel Luiz Henrique Barbosa, diz agir para inibir e estancar a criminalidade violenta no município. A prefeita de São Francisco de Itabapoana, Francimara Azeredo, já deu sua resposta desde o primeiro dia do ano, quando anunciou a criação da secretaria municipal de Segurança e Ordem Pública e Defesa Civil.
“O anteprojeto de lei para criação da pasta está em fase final de redação para, posteriormente, ser encaminhada e analisada pela Câmara Municipal”, informa a Procuradoria-Geral do Município. O objetivo é “prevenir e reduzir a criminalidade e violência e promover a segurança dos espaços públicos”.
Além disso, a Prefeitura de São Francisco de Itabapoana esclarece que a Empresa Municipal de Trânsito (Emtransfi) e a Guarda Civil Municipal (GCM) têm atuado em parceria com a Polícia Militar. Um exemplo aconteceu no último final de semana, quando as corporações atuaram em conjunto e realizaram operações nas praias de Guaxindiba e Santa Clara.
Operações são previstas também pelo comandante do 8º BPM. “Diante dos dois homicídios que tivemos — um na Ilha dos Mineiros e um em Santa Clara, onde uma senhora acabou sendo baleada de raspão — nós adotamos medidas de ajustes operacionais e de análise. Ocupamos a Ilha dos Mineiros, reforçamos o policiamento e sempre buscamos melhorar os indicadores de criminalidade. Nesse final de semana já reformulamos o planejamento e aumentamos o policiamento de São Francisco. Com certeza conseguiremos estancar a criminalidade — disse o tenente-coronel Luiz Henrique Barbosa, destacando que as prisões feitas na área foram todas de “elementos oriundos de Guarus”.
Em Farol — O primeiro homicídio no litoral de Campos neste ano aconteceu na noite de segunda-feira (11), quando um homem foi atingido por tiros de calibre 12 no tórax e no rosto, em Farol de São Thomé. Esse foi o quarto assassinato registrado no município em 11 dias de 2021.
Mortes em Santa Clara e Ilha dos Mineiros
Uma onda de violência que começou cedo em 2021. No terceiro dia do ano, um jovem de 22 anos, identificado como Carlos Augusto de Souza Rodrigues Filho, foi encontrado morto no banco do motorista de seu carro, numa rua afastada de Santa Clara, com três tiros na cabeça.
Três dias depois, também em Santa Clara, uma travesti de 28 anos foi alvo de disparos de arma de fogo. Um dos tiros a atingiu no braço. A tentativa de homicídio aconteceu próximo a um bar e a vítima foi socorrida para o Hospital Ferreira Machado (HFM), em Campos.
No dia 8 de janeiro, um adolescente de 15 anos foi preso portando uma pistola Imbel calibre 9 mm, na rua da Jaca, no Centro de SFI, local conhecido como ponto de tráfico de drogas na região. Na mesma manhã, um rapaz foi baleado enquanto passava de moto pela rua do Dil, também no Centro de SFI. Ele foi socorrido para o Hospital Ferreira Machado.
Na manhã do dia 9, uma idosa foi atingida por um tiro de raspão na cabeça e um jovem foi assassinado, na Ilha dos Mineiros. A mulher, de 55 anos, foi atingida na cabeça por uma bala perdida. Ela já recebeu alta do hospital. O alvo dos disparos era J.S.P, de 28 anos, que morreu no local. Os atiradores estavam em um carro e fugiram do local, não sendo localizados.
Todos esses crimes foram registrados na 147ª Delegacia de Polícia (São Francisco de Itabapoana), onde seguem em investigação, e motivaram um reforço no policiamento no município.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS