Sessão da Câmara tem troca de ofensas: de "papagaio" a "mentiroso" e "ignorante"
Aldir Sales 06/11/2019 21:39 - Atualizado em 07/11/2019 09:09
Cabo Alonsimar e José Carlos
Cabo Alonsimar e José Carlos / Folha da Manhã
O clima tenso durante a sessão da Câmara de Campos, nesta quarta-feira (6), acabou com troca de ofensas entre os vereadores José Carlos (DC) e Cabo Alonsimar (PTC). Os demais parlamentares precisaram se levantar para conter os ânimos dos dois colegas e o presidente da Casa, Fred Machado (Cidadania), cortou os microfones durante a discussão.
O debate acalorado começou depois que Ivan Machado (PTB) questionou o fato de uma emenda de sua autoria não ter sido colocada em votação dentro do projeto que institui programa de segurança do trabalho no município. Foi quando Alonsimar subiu à tribuna para falar sobre o assunto. Ele foi sucedido por José Carlos, que acusou o vereador do PTC de “jogar para a galera”.
— Cada vereador aqui é responsável pelo seu mandato, pelos seus atos, tem todo direito de falar, mas no momento o senhor não está acrescentando nada. Está tudo resolvido e você quer jogar para a galera. Você quer colocar o povo contra a Casa. Já estava resolvido, a dra. Renata Juncá (subsecretária municipal de Saúde) já tinha explicado que os dentistas não poderiam ser incluídos nesse projeto. Você só vai falar para tentar jogar para a galera. Não está acrescentando em nada. Nada! Está dando uma de papagaio, sendo repetitivo. Já foi tudo explicado. O senhor tem que aprender a ter alguma coisa positiva. Vir por vir na tribuna não resolve — afirmou José Carlos.
Na sequência, Alonsimar se exaltou e chamou o colega de “mentiroso”: “Vossa excelência é mentiroso. A doutora Renata não explicou para nós que não iriam entrar os cirurgiões dentistas. E eu estava lá. Só fiquei sabendo hoje (ontem) pelo doutor Ivan. E vossa excelência tem que me respeitar. Eu fui eleito pelo povo. Se eu venho aqui e uso a tribuna como não deveria usar, quem tem que avaliar é o povo e não vossa excelência. Vossa excelência tem que respeitar os 24 vereadores porque, senão, vou começar a baixar o nível. Paciência tem limite. Não é a primeira vez que vossa excelência... Já me chamou de palhaço. E eu tento engolir vossa excelência, como todos os outros 23 vereadores. Acho que até a excelência, quando se olha no espelho, tenta se engolir de tão ignorante que é. Se escorregar numa moita de capim, vai se alimentar — declarou Alonsimar.
Mesmo sem a palavra, José Carlos gritou que o vereador do PTC é “suplente”. Alonsimar retrucou e afirmou que foi eleito. Foi quando Fred Machado cortou o microfone. Mesmo assim, Cabo Alonsimar continuou falando e chegou a bater repetidas vezes na tribuna e pediu respeito.
Parte dos outros vereadores precisou se levantar para conter os ânimos e José Carlos foi afastado da confusão por Igor Pereira (PSB).
Quem também usou a palavra foi o presidente da Comissão de Ética da Câmara, Silvinho Martins (Patri). “Louvar sua atitude, (Fred), de mandar tirar de ata tudo isso da ata porque não é digno de vereador que recebe do erário público. Nós, vereadores, estamos aqui para discutir projetos, mas, acima de tudo, todo mundo tem que dar e receber respeito. Quando partir para o pessoal, vossa excelência foi feliz, tem que cortar a palavra e tirar de ata. Não estamos lidamos com criança e temos que discutir sobre o futuro”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS