Goyta terá Bebeto para atrair investidores
- Atualizado em 07/11/2019 21:44
O tetracampeão do mundo Bebeto, atual deputado estadual no Rio, é a principal vitrine do Goytacaz para atrair recursos na temporada de 2020. A partir de janeiro, a empresa G-7 Football Investment, que além de Bebeto tem à frente o ex-jogador e atual empresário Gilberto Melo, deve começar a imprimir “um modelo de gestão profissional e voltada para o mercado”, segundo Daniel Coelho, um dos diretores da empresa.
O contato entre o clube e a empresa foi feito pelo presidente Dartagnan Fernandes, que encaminhou o contrato de gestão para ser analisado pela diretoria alvianil. Gilberto Melo também esteve em Campos em 2017 quando foi gestor de futebol do Americano em 2014.
Em entrevista, Coelho destacou que o Goytacaz precisa ser forte dentro e fora de campo, a partir de uma relação cordial, mas também profissional, com as entidades como a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). Ele citou o êxito do Bragantino ressaltou que o clube precisa investir nas divisões de base para também ter como fonte de receita a transferência de atletas.
— Temos um plano de negócios voltado para o mercado. Fazer futebol sem recursos é praticamente impossível. Mas é preciso um choque de gestão. Vejam o exemplo do Bragantino, líder absoluto do Campeonato Brasileiro da Série B. Vamos montar um elenco competitivo, mas também investir nas divisões de base para fazer do Goytacaz um clube formador de talentos. A transferência de pelo menos dois jogadores a cada ano representará uma fundamental fonte de receitas para o clube — disse Daniel Coelho.
Sobre o papel do tetracampeão mundial, Daniel Coelho informa que Bebeto será uma figura fundamental. “Bebeto será fundamental para atrair investidores para o projeto. Além de Bebeto, temos outras pessoas vitoriosas em suas carreiras, executivos de alto gabarito e trânsito no mercado para trazer recursos".
Sobre a situação financeira do Goytacaz, Daniel Coelho adiantou que a G-7 vai também buscar amortizar as dívidas do clube, sobretudo as de curto prazo, hoje na casa de R$ 3 milhões. "Sabemos das dificuldades que o Goytacaz atravessa e, dentro deste plano de negócios, vamos buscar amortizar a dívida para que o clube possa ter uma vida orçamentária tranquila e tocar o seu dia a dia”, disse.
Ainda segundo Daniel Coelho, tanto Dartagnan Fernandes quanto diretores terão acesso para fazer avaliações, sugerir ou indicar também atletas para o clube. “Estamos pensando grande, através do nosso marketing queremos resgatar o orgulho do torcedor e buscar resultados”.
O gestor afirmou ainda que o projeto contempla, num primeiro momento, o objetivo de levar o Goytacaz de volta à Série A, depois buscar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS