Verão aquece economia em SJB
- Atualizado em 04/01/2020 11:56
Nos dois primeiros meses do ano, população sanjoanense mais que triplica, devido a alta temporada de verão
Nos dois primeiros meses do ano, população sanjoanense mais que triplica, devido a alta temporada de verão / Secom - SJB
Verão é tempo de sol, praia, festa e também de aquecer a economia. Em São João da Barra, destino mais badalado do Norte Fluminense na alta temporada, a população de 40 mil habitantes mais que triplica nos dois primeiros meses do ano. Resultado: mais dinheiro circulando, mais empregos, mais negócios. E o clima é de otimismo, principalmente depois do movimento registrado na virada do ano, tanto nas praias quanto na cidade. Setores como os de alimentação e hospedagem apostam em um crescimento de 30%, o que representa 10% a mais que no ano passado.
A chegada dos turistas beneficia comerciantes e prestadores de serviços, impulsionando outras atividades e fazendo a economia girar. A expectativa da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico é de que este seja o melhor verão dos últimos anos.
— Há um otimismo porque a economia nacional dá sinais de recuperação, o que acaba refletindo de forma positiva no movimento da alta temporada. Além disso, a Prefeitura investiu em uma programação ampla de eventos, contribuindo para atrair mais turistas, e São João da Barra vive um bom momento na área do empreendedorismo — enumera o superintendente de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, Osvaldo Barreto.
A Associação Sanjoanense de Ambulantes (ASA) confirma a expectativa. A entidade reúne 92 famílias que esperam ansiosas a alta temporada para aumentar o faturamento. E neste verão deve triplicar. “Já começamos com um movimento muito bom no réveillon, ainda melhor que no ano passado. Será certamente o dobro em relação a 2019”, prevê a presidente da ASA, Ângela Amaral.
A prefeita Carla Machado destaca a importância da programação de eventos para ajudar a impulsionar a economia neste período. “O verão é bom para os sanjoanenses e para quem nos visita. Temos muitas atrações, culminando com o nosso carnaval, que é um grande orgulho para o município. Por isso elaboramos uma programação especial e cuidamos também da infraestrutura para proporcionar segurança e conforto para quem vive aqui e para quem nos visita”, afirma.
Expectativa de empresários da rede hoteleira é de 100% de ocupação nos finais de semana, impulsionada pela programação
Expectativa de empresários da rede hoteleira é de 100% de ocupação nos finais de semana, impulsionada pela programação / Secom - SJB
Rede hoteleira aposta em lotação máxima
São João da Barra tem uma oferta de quatro mil leitos nos hotéis e pousadas. Metade é ocupada o ano todo por trabalhadores do Porto do Açu. Para este verão, a estimativa é de 100% de ocupação nos finais de semana. No réveillon, o movimento foi considerado surpreendente.
A programação de shows da Prefeitura é apontada como a maior responsável pela procura em alta. “Foi muito bom no fim do ano. Com isso, a expectativa é ótima para os próximos fins de semana. Os shows ajudam bastante”, afirma Laís Gomes, responsável pelas reservas na Pousada Portobello. Cristian de Oliveira, gerente da Pousada Maramar, concorda que os shows fizeram a procura por reservas crescer consideravelmente. “Muitos turistas aguardam a divulgação da programação. Lotamos no réveillon e acredito que de agora em diante será sempre assim”, prevê.
Das 18 suítes da Pousada Cassino, 16 foram ocupadas na virada do ano. “Muito bom o movimento. Com a programação de verão, a tendência é de aumento nas reservas”, afirma a gerente Criscilane Falcão. Dono da Pousada Kactus, em Chapéu de Sol, Leonardo Andrade também está otimista. O movimento foi bom durante o ano por causa do contrato fechado com empresas que atuam no Porto do Açu, mas agora começam a chegar também os turistas da alta temporada. “A programação de eventos tem sido um grande atrativo e a economia nacional deu uma melhorada, o que deve fazer o movimento superar o do ano passado”.
Contratações para garantir bom atendimento
Dona de um dos 50 restaurantes do município, Maria Benedita Valiengo Stellet já precisou contratar, até agora, mais cinco funcionários. O Lalillus, em Grussaí, que é complexo também com pousada, deve mais que dobrar o movimento em janeiro e fevereiro. “O ano começou um pouco difícil no cenário nacional e estávamos apreensivos, mas a economia começou a dar sinais de melhora e o movimento bom neste início já é reflexo disso. Estamos otimistas”.
Para as imobiliárias a alta temporada também trouxe bons negócios. A Criattive, de Grussaí, que trabalha com aluguéis em todo o município, fechou contrato com 45 casas para a temporada de verão. A maior parte de 28 de dezembro até depois do carnaval. Os valores nas praias vão de R$ 6,5 mil a R$ 25 mil e a procura é grande. “A procura tem sido muito boa este ano e continua durante o mês de janeiro”, afirma o corretor João Vitor Gonçalves Rangel, dono da Criattive, que nesta sexta-feira, 3, só tinha duas casas disponíveis para aluguel”.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS