Cotado para ministro da Cultura, Jorge Coutinho fala ao blog sobre expectativa
19/06/2017 18:50 - Atualizado em 19/06/2017 18:53
Cotado para o ministério da Cultura, o presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Rio de Janeiro (Sated-RJ) e membro do Conselho de Comunicação do Congresso Nacional, Jorge Coutinho, falou há pouco, por telefone, sobre a a campanha em torno de seu nome e que conta com apoios de peso: O presidente do PMDB Afro do Rio de Janeiro, Nayt Júnior, o ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), e o coordenador da bancada fluminense do partido na Câmara, o deputado federal Altineu Côrtes.
- Fico muito feliz com toda esta mobilização, que é um reconhecimento por todo trabalho que desenvolvi ao longo dos anos. Mas fico feliz, também, com manifestações como as que recebi hoje, de comunidades. Mostra que as pessoas ainda conseguem acreditar em algo e se identificar. De qualquer forma, quem bate o martelo é o presidente Temer.
Coutinho lembrou que gravou em Campos Ganga Zumba, de Cacá Dieguez e música de Moacir Santos e interpretação de Nara Leão: "Já corri muito pelos canaviais daí", disse, prometendo uma visita à cidade.
O cargo de ministro da Cultura está vago desde sexta-feira, quando João Batista de Andrade, interino no posto desde a renuncia do deputado Roberto Freire (PPS-SP), anunciou o desligamento.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    Sobre o autor

    Suzy Monteiro

    suzy@fmanha.com.br