Pequenos investidores na regio caem em armadilha da pirmide financeira
Paulo Renato Pinto Porto 12/01/2021 15:43 - Atualizado em 12/01/2021 18:17
Seduzidos pela oferta de ganhos extras e atraentes na movimentação produtiva de suas economias, moradores de Campos, Cardoso Moreira, Italva e Itaperuna foram atraídos para a armadilha do perigoso sistema de pirâmides. A denúncia foi publicada no blog do Nino Bellieny, hospedado na Folha 1, por um morador de Cardoso Moreira que há cerca de 15 dias fez um aporte de R$ 13 mil na esperança de receber 10% a mais no investimento.
O cardosense, que preferiu não revelar o nome, está desesperado porque a empresa Consultoria Bitcoin, suspeita de operar o esquema, não atende seus telefonemas ou responde suas tentativas de contato por e-mails.
A tal consultoria já foi alvo de outras denúncias em matérias de sites como o Suno Research, especializado em bitcoins e finanças pessoais, informações sobre investimentos de renda variável e orientações ao pequeno e médio investidor.
Enquanto isso, outros pequenos investidores que caíram na esparrela continuam tentando recuperar os investimentos, oferecendo a maravilhosa engenhoca de ganhos elevados para outros incautos.
Um investidor que pediu sigilo afirma que os que estão no prejuízo agora buscam recrutar outras pessoas para captação de recursos com amigos. “A pessoa entra no esquema, recebe 10% e começa captar recursos com amigos, repassa 3% e fica com 7%”, disse.
Em matéria publicada em agosto deste ano, o Suno informa ter apurado que a Consultoria Bitcoin é uma suposta empresa que oferece ganhos fixos de 10% ao mês, com um aporte mínimo, inicial, de R$ 10 mil segundo informações de um cliente que foi abordado para participar do negócio.
Além do ganho garantido ser muito alto e independente das normais variações do mercado de capitais, mesmo que de criptomoedas como o bitcoin, a companhia sob CNPJ 22.087.767/0001-32 não consta registrada como operadora financeira nem como trading. A Consultoria Bitcoin é identificada apenas como uma empresa especializada em consultoria em Tecnologia da Informação (TI).
Dentre os serviços prestados constam em seu CNPJ: consultoria em informática, hardware e em análise de sistemas. Ou seja, não informa nada sobre o que está presente em seu contrato social quanto a aplicação de dinheiro dos clientes em mercado financeiro de criptomoedas.
O site que consta no contrato da companhia “consultoriadebitcoin.com” não está no ar e a empresa não possui outro endereço virtual atrelado a ela.
A reportagem da Folha tentou também falar com a empresa por vários meios, como telefone e WhatsApp, mas sem êxito. Não houve retorno após insistentes contatos.
O endereço em Cabo Frio é na avenida Júlia Kubitschek, 16, Edifício Premier Center, sala 212. Registrada como microempresa, tem como sócio majoritário Glaidson Acácio dos Santos.
Além de não ter um site próprio, nos papéis timbrados utilizados para os contratos não indica nenhum telefone, e-mail ou perfil de rede social. Em Campos, a filial funcionava no Edifício Lumina Tower.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS