Projeto "EPA!" incentiva arte entre estudantes
Jhonattan Reis 19/06/2017 17:36 - Atualizado em 25/06/2017 00:00
Estudantes da rede municipal de ensino poderão desenvolver suas habilidades nas artes cênicas, visuais e musicais com o projeto “EPA!” (Escola de Prática Artística). De acordo com a diretora de Animação Cultural da secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes (Smece), Manuela Félix, o curso funcionará como um pré-técnico em artes, com ensino de prática e teoria de cada vertente artística. O objetivo do “EPA!” é capacitar os alunos para apresentações culturais e atuações em programas artísticos da cidade. O projeto foi desenvolvido por servidores da Smece, em parceria com a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL).
Segundo Manuela Félix, o curso terá três anos de duração e será dividido em quatro módulos: teatro, dança, artes visuais e música. Inicialmente, serão contemplados 80 alunos, de 7 a 16 anos.
— Os estudantes serão pré-selecionados nas escolas municipais, a partir do próximo dia 10 de julho. Eles, então, passarão por uma audição no Teatro de Bolso Procópio Ferreira, que será nos dias 24 e 25 de julho. Os aprovados na audição começarão as aulas, no próprio Teatro de Bolso, no dia 14 de agosto, uma segunda-feira. As aulas acontecerão em dois turnos: manhã e tarde. As crianças que estudam de manhã farão o curso à tarde e vice-versa — disse.
Ainda de acordo com ela, os professores do curso são todos servidores da Smece e possuem especialização em artes.
— Esses animadores já trabalham com artes em escolas municipais. Nessas escolas, haverá uma pré-seleção dos que vão fazer a audição no Teatro de Bolso. Nas escolas em que não há trabalho de animação, os animadores farão visitas para também fazer a pré-seleção. Assim, nenhuma escola ficará de fora. Quem for de escola municipal que não tem animação cultural e se interessar também pode ir direto à sede da secretaria de Educação, na sala de Animação Cultural, e fazer a inscrição para a audição diretamente.
Manuela Félix explicou, ainda, sobre como será o curso.
— Dos 80 alunos que teremos inicialmente, serão 20 de cada área (teatro, dança, artes visuais e música). Todos os estudantes irão passar por oficinas em todas as áreas. No entanto, cada um terá mais tempo de aulas naquela vertente que for a mais forte dele, na que ele mais se destacar.
Também há perspectiva de que o projeto vire, no futuro, um curso técnico.
— O projeto “EPA!” é um pré-técnico. Futuramente, pensamos em transformá-lo em um curso técnico para poder contribuir para a formação técnica artística dessas crianças, profissionalizar esses alunos — comentou Manuela.
A diretora de Animação Cultural da Smece falou que a ideia de realizar o projeto “EPA!” surgiu em 2015.
— Partiu diretamente do setor de Animação Cultural, que teve a ideia de fazer esse projeto em parceria com o Teatro de Bolso. Só que à época o projeto não ganhou atenção e a gente não teve condições de seguir em frente. Então, logo no início desta gestão, já levamos o projeto novamente. Ele foi reapresentado em abril, foi bem aceito e agora estamos começando — falou Manuela, que comentou, ainda, em relação à importância do “EPA!” para a cidade.
— A cidade passa a poder trabalhar melhor o incentivo às artes em relação às crianças. A gente já tem animadores culturais em escolas municipais. Porém, eles trabalham somente no período escolar e, neste período, não dá tempo de realizar um trabalho muito aprofundado. É mais uma introdução àquelas áreas. Não dá para formar aluno em artes na escola municipal. Agora, já com a “EPA!”, as crianças terão oportunidade para trabalharem melhor a arte e seguirem em frente. É uma forma de levar adiante o trabalho feito nas escolas, sendo que ainda contribui para formação de plateia. É um resgate cultural que a gente faz — relatou.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS