Bernie Sanders desiste de candidatura à presidência dos EUA
- Atualizado em 08/04/2020 21:54
Em meio a crise causada pela pandemia do novo coronavírus, o senador social-democrata Bernie Sanders anunciou, nesta quarta-feira, que desistiu da corrida pela candidatura do Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos. Desta forma, o ex-vice-presidente Joe Biden deverá ser o representante da legenda que vai disputar nas eleições de novembro contra Donald Trump.
O anúncio oficial foi feito durante uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, onde o social-democrata afirmou que vai apoiar Biden na eleição contra Trump, a quem voltou a chamar de “o presidente mais perigoso” da história. Sanders reconheceu que não seria possível reverter a distância de seu adversário em relação ao número de delegados, já que há uma diferença de mais de 300 representantes entre os dois.
O senador disse que essa foi uma decisão “difícil e dolorosa”. Essa foi a segunda vez que o senador concorreu à presidência dos EUA. Em 2016, ele levou sua campanha até o final das primárias democratas, mas acabou perdendo para a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.
Sanders chegou a ser o favorito no início do ano nas prévias do partido, tendo bons resultados nas primeiras votações e liderando as pesquisas. Porém, após a reviravolta de Biden na primária da Carolina do Sul, o social-democrata passou a perder terreno para o centrista. Sua derrota foi ficando cada vez mais clara com os resultados da Superterça, em março, quando Biden atraiu apoio de outros ex-candidatos da ala mais centrista do partido.
(A.N.)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS