Adiamento da Série B1, cancelamento da Copa Rio e prorrogação do recesso da Ferj afetam clubes campistas
Matheus Berriel 25/03/2020 18:57 - Atualizado em 25/03/2020 19:04
Presidentes de Goytacaz e Campos, Dartagnan Fernandes e Márcio Reinaldo, e supervisor do Americano, Leandro Ferreira
Presidentes de Goytacaz e Campos, Dartagnan Fernandes e Márcio Reinaldo, e supervisor do Americano, Leandro Ferreira / Fotos: Folha da Manhã e Reprodução/Facebook
Presidentes dos dois clubes campistas afetados pelo adiamento da Série B1 do Campeonato Estadual, Goytacaz e Campos Atlético, respectivamente, Dartagnan Fernandes e Márcio Reinaldo comentaram a medida anunciada terça-feira (24) pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ), em virtude da pandemia do coronavírus. Inicialmente prevista para o final de maio, a competição não poderá começar antes de 28 de junho. A Copa Rio, que seria disputada pelo Goyta, está oficialmente cancelada. Nesta quarta (25), a Ferj estendeu o recesso de todas as suas atividades até 30 de abril, refletindo no Americano, que disputa o Grupo Z da Série A.
— Neste momento, as decisões estão sendo sensatas de acordo com o que vem acontecendo no mundo. Mas, entendo que alguma revisão do cancelamento da Copa Rio pode haver, isto caso os clubes interessados se unam. O adiamento da Série B1 está dentro do previsto, pois iria começar em 25 de maio e foi adiada em apenas um mês. Portanto, dentro do planejamento, nada anormal. Os clubes podem se adequar dentro deste adiamento — disse o presidente do Goytacaz. Dartagnan Fernandes informou ainda não haver definição de data para a apresentação do novo elenco, que foi adiada.
No Campos Atlético Associação, a montagem do elenco se desenha nos bastidores. Foi o que indicou o presidente Márcio Reinaldo, concordando com o adiamento da Série B1.
— A gente acata as determinações. Estamos passando por um problema muito sério pelo coronavírus, e a gente sabe que é inviável ter competições. Como muitas coisas estão sendo adiadas, não seria diferente com as competições da Ferj. A gente vê com bons olhos, isso não atrapalha em nada. Só vamos adiar a apresentação, convocação de atletas. Mas, nos bastidores, via telefone, estamos sempre falando com os atletas que temos intenção de chamar para o clube. Precisamos esperar essa fase passar, para haver um posicionamento concreto e a gente fazer o nosso planejamento — afirmou Márcio Reinaldo.
Com a Série A ainda paralisada, o Americano segue sem poder encerrar sua temporada. Embora já tenha confirmado presença na Seletiva da Série A em 2021, ainda tem um jogo por fazer no Grupo Z, contra o America, em Cardoso Moreira, sem definição de data. Há um imbróglio a respeito dos jogadores com contrato perto do fim.
— A gente esperava que a coisa iam normalizar agora, depois do dia 30. Com isso, a gente não ia renovar os contratos de alguns atletas que estariam com contrato vencendo. Se o jogo fosse no início de abril, provavelmente a gente não iria usar esses atletas, acredito que seriam aproveitados alguns do sub-20. Porém, com essa prorrogação para junho, a gente ainda não decidiu o que vai acontecer — disse o supervisor Leandro Ferreira.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS