Suspeito de matar jovem de SJB em Vila Velha é detido, mas liberado por falta de provas
01/07/2017 14:13 - Atualizado em 01/07/2017 15:11
A Polícia Militar do Espírito Santo deteve na madrugada deste sábado (1) um morador de rua apontado como suspeito de assassinar a jovem Luiza Mariano Silva, 23 anos, na última quinta-feira (29), em Vila Velha, devido à semelhança com o retrato falado divulgado nessa sexta-feira (30). A sanjoanense cursava Psicologia na Universidade Vila Velha e foi encontrada morta dentro do banheiro de uma lavanderia, seu local de trabalho. Familiares da vítima chegaram a divulgar uma foto do suspeito, que estava preso no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da cidade. No entanto, o jornal Gazeta Online (aqui) informou que o homem havia sido liberado no final da manhã — o que gerou revolta dos internautas.
De acordo com a Gazeta, “de fato, um homem foi preso às 2h da madrugada deste sábado, próximo de Itaparica. Um morador de rua, de 23 anos, com a fisionomia semelhante ao retrato falado divulgado pela Polícia Civil, foi abordado por seguranças de um estabelecimento, que mostraram a imagem do retrato para ele e disseram que o suspeito era parecido com o rapaz. O homem reconheceu a semelhança e disse que aguardaria a chegada da polícia, 'para confirmar sua inocência'. A Polícia Militar foi chamada, prendeu o morador de rua e o encaminhou para a carceragem do DPJ de Vila Velha”.
O suspeito nega o crime e diz ter álibi que confirma que ele estava limpando o quintal de uma moradora de Itaparica na última quinta. À Gazeta, o delegado de plantão informou que a semelhança com o retrato falado da Polícia Civil não é suficiente para manter o homem preso. “Não temos um mandado de prisão expedido e nem qualquer tipo de prova que ligue o acusado ao crime. Ele só é parecido com o retrato, mas sequer confessa ter participado do crime”, afirmou ao jornal capixaba.
A brutal morte da jovem sanjoanense continua sendo investigado. O blog tentou contato, por telefone, com a DPJ de Vila Velha para mais informações, mas não obteve êxito.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS