Painel Político - 23/07/2021
23/07/2021 | 07h54
Memória de Campos 
Esta casa na foto lembra a cidade de outros tempos e certamente traz boas recordações para muitos campistas. O seu estilo, uma jóia para os saudosistas, não é único na Rua Tenente Coronel Cardoso (antiga Formosa). Mas a conservação é elogiável.
Wladimir Garotinho almoça com Eduardo Paes e leva Bruno Dauaire
O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), recebeu esta semana, para um almoço, o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (PSD). À mesa, estava também o deputado Bruno Duauire (PSC), ex-secretário estadual de Desenvolvimento Social.
Dauaire é convidado para ingressar no PSD
O registro foi feito pela jornalista Berenice Seara no seu blog. Ela revela que, no almoço, Eduardo Paes aproveitou para formular um convite para que Dauaire dispute a reeleição pelo PSD.
Quase sozinho no PSC após saída do governador
Berenice lembrou, em sua postagem, que, integrante da base governista, Bruno Dauaire ficou praticamente sozinho no PSC depois que o governador Cláudio Castro ingressou no PL.
PSD acena com vaga
Vale citar que o prefeito Eduardo Paes, ao assumir o PSD, herdou uma bancada de cinco deputados estaduais. Mas nem todos devem permanecer no partido.
O Globo e a disputa com a Folha de S. Paulo
O Globo volta a colocar, em suas páginas, que é o mais lido do país. Na edição de hoje, traz que ampliou sua liderança entre os jornais brasileiros com o maior número de assinantes em junho.
À frente, segundo órgão de pesquisa da Folha e do Estadão
Na matéria, o Globo revela dados do Instituto Verificador de Comunicação (IVC) em que atingiu 377.105 em circulação total (soma de assinaturas digitais e impressas e vendas avulsas). Depois aparecem a Folha de S.Paulo (357.480) e o Estado de S.Paulo (232.840).
Mourão contradiz Bolsonaro e diz que haverá eleição mesmo sem voto impresso
O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou ontem que é "lógico" que o Brasil terá eleições no ano que vem mesmo sem a aprovação do voto impresso, defendido pelo presidente Jair Bolsonaro. Mourão disse que o país não é uma "república de banana" e questionou quem iria "proibir eleição". (Globo online)
Olho na TV porque é tempo de Olimpíadas
A cerimônia de abertura das Olimpíadas de Tóquio está sendo exibida pela TV Globo, o SporTV e o Bandsports. Um show. Era previsível. O fato é que vale conferir toda a programação deste evento tão grandioso. Mas isto para quem pode, dispondo, digamos, de tempo livre.
Da série “Mania do Campista”:
O campista, quando compra um carro 0 km, mantém o plástico protetor dos bancos. É para que saibam do feito.
Alvo preferencial nos atos contra Bolsonaro
A Folha de S. Paulo informa que Arthur Lira (PP-AL) será alvo preferencial dos atos nacionais contra Jair Bolsonaro, marcados para este sábado (24).
Cúmplice do genocídio
Internamente, segundo a matéria da Folha, a palavra de ordem que tem sido disseminada entre os organizadores é a de que o presidente da Câmara deve ser tratado como cúmplice do genocídio pandêmico e das ameaças golpistas.
Pedidos de impeachment engavetados
Lira aparecerá em faixas e cartazes. Ele é criticado por, entre outros motivos, não dar andamento a mais de 100 pedidos de impeachment.
ATUALIZAÇÃOM ÁS 9h53min
Email do blog: [email protected]
Compartilhe
Painel Político - 22/07/2021
22/07/2021 | 07h36
     
Bolsonaro é intocável para grande partes de eleitores campistas
 As eleições de 2022 vão se aproximando. E o presidente Jair Bolsonaro parece intocável para uma parcela expressiva da população de Campos. Quer checar? Ocupe as redes sociais e faça qualquer crítica mais dura ao seu governo, e mesmo a ele, no plano pessoal.
Fui criticado pela postagem
A defesa sobre as ações de Bolsonaro, seja qual for, aqui e ali, é farta e imediata. Dia desses apenas questionei pelo Facebook se Bolsonaro estaria politizando uma crise de soluço, quando apareceu em foto, sem camisa, no leito de um hospital. Fui criticado pela postagem.
Uso da doença para tirar proveito próprio
Avalio que não é preciso entender de marketing político para concluir o seguinte: Bolsonaro, mal na fita, na avaliação popular, por ene motivos, procurou, com a publicação da foto, tirar proveito da própria desgraça.
Pravalece o quanto pior, melhor
 É verdade que a imagem é de péssimo gosto. Mas, no caso, prevaleceu o quanto pior, melhor. Ou seja, a intenção era colocar Bolsonaro como mártir, ele que está em campanha pela reeleição desde que foi empossado.
Defesa de interesses da Igreja Universal do Reino de Deus
Na seção “Leitores”, no Globo, Nivaldo A. Lemos escreveu que é possível dimensionar a estreiteza das relações do governo Bolsonaro com a Igreja Universal. "Sem nenhum pudor, por motivos puramente eleitoreiros, o general Hamilton Mourão foi a Angola defender os interesses particulares do empresário da fé Edir Macedo”.
Agrada os companheiros de Armas?
Nivaldo fecha a carta com a seguinte indagação: “será que a patriótica missão cumprida pelo general enche de orgulho os seus companheiros de armas?”.
Compositores que fizeram história
A Folha da Manhã traz uma matéria de Matheus Berriel sobre o lançamento do livro “Três poetas do samba-enredo: compositores que fizeram a história no carnaval”, da pesquisadora Rachel Valença, o jornalista Leonardo Bruno e o dramaturgo Gustavo Gasparani.
Um campista entre os bambas
Um dos compositores citados no livro é o campista Aluisio Machado, 82 anos, da Império Serrano. Os outros são Hélio Turco, 82, da Mangueira e David Corrêa, da Portela, que morreu em maio de 2021, aos 82 anos.
Marca negativa em tempos de pandemia
 Cartórios de Registro Civil apontam uma marca negativa: nunca se morreu tanto e se nasceu tão pouco em um primeiro semestre como em 2021 no RJ. Daí que pela primeira vez houve um crescimento vegetativo negativo no estado em um semestre completo.
Maior da história
Os cartórios fluminenses registraram 99.104 óbitos até o final do mês de junho. O número, que já é o maior da história em um primeiro semestre, é 54,4% maior que a média histórica de óbitos no Estado do Rio.
Quanto mais frio, melhor
Está frio em Campos. A temperatura caiu como não acontecia há muito tempo. Mas, mesmo com a pandemia do coronavírus, há quem saia fazendo turismo em busca de cidades mais frias pelo Brasil afora.
Caminho fundo para a violência em Campos
Volto a registrar. Alguma providência há que ser tomada pelas forças de segurança da cidade. Sim, porque a bandidagem está fazendo caminho fundo na Rua Baronesa da Lagoa Dourada para roubo na Ong Orquestrado a Vida.
Quantidade de furtos vai aumentando
Vejam que, em apenas dois meses, a entidade foi invadida e furtada oitos vezes. Entre os itens levados pelos criminosos estão caixas de ferramentas, cadeiras, escadas, transformador, bicicletas e ventiladores.
Todo cuidado (ainda) é pouco
A médica Cláudia Jacyntho, pelas redes sociais, alerta: a pandemia não acabou. Cita que mesmo com a média de morte caindo é preciso manter cuidados de proteção e vacinar quase todos ou todos (“quem dera”) vacináveis.
Com terrorismo não dá
Cláudia ressalta que não é preciso tocar terror para a população se vacinar. “Já foi demonstrado que nosso povo não funciona com terrorismo. Aliás, o terror muitas vezes funciona às avessas”.
Da série previsão previsível 
Não é preciso ser nenhum analista de futebol para cravar: o campeão da Libertadores sairá do Brasil. Arrisco cravar Palmeiras ou Flamengo. Os dois são candidatos também ao título do Campeonato Brasileiro. Favoritos, digamos.
Seleção do Brasil pode retribuir os 7 a 1 
É tamanha a superioridade da seleção brasileira sobre a alemã (um banho de bola) que é possível arriscar que o Brasil vai impor uma goleada, superando, quem sabe, o placar de 7 a 1 que levou na Copa do Mundo, no Mineirão.
Placar para fazer história
O jogo é nas Olimpíadas. Não tem, é verdade, o peso de uma Copa do Mundo. Mas um vitória esmagadora sobre a Alemanha faz história. A partida está no intervalo. Por ora, 3 a 0. E o Brasil ainda perdeu um penalti.
Atualização às 10h31
O palpite furou. O Brasil não goleou. Coisas do futebol.  A Alemanha reagiu no segundo tempo.
Email do blog: [email protected]
 
 
 
 
s
Compartilhe
Painel Político - 21/07/2021
21/07/2021 | 08h34
Governador Cláudio Castro e a receita infalível: obras por votos
Candidato a novo mandato, o governador Cláudio Castro (PL) vai interiorizar as suas ações administrativas. É uma forma eficaz de torná-lo conhecido visando às eleições de 2022. E nada melhor do que é dando que se recebe por uma vitória nas urnas. No caso, obras por votos.
Venda da Cedae turbina os cofres do governo
Vale dizer que a administração de Cláudio Castro ganhou um forte empurrão: os bilhões obtidos com a privatização da Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos), o que livra o seu governo de enfrentar sérias restrições orçamentárias.
Presença em Campos na festa do Santíssimo Salvador
Com dinheiro no caixa, Castro poderá ampliar os investimentos nos municípios e se aproximar dos prefeitos. Assim é que instalará um gabinete itinerante em Campos entre os dias 5 e 7 de agosto. Não por acaso a sua estada na cidade será justo no período de festa do Padroeiro.
Wladimir Garotinho e Rodrigo Bacellar como aliados
Afinado com o projeto de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Castro conta em Campos com dois aliados de peso eleitoral: o prefeito Wladimir Garotinho (PSD) e Rodrigo Bacellar (Solidariedade). Dono de um mandato na Alerj, Bacellar comanda a Secretaria Estadual de Governo.
Momento de divergências políticas
No período que estiver em Campos, Cláudio Castro vai estar acompanhado de perto pelos dois políticos. O detalhe é que o momento de Wladimir e Bacellar é de divergências, fomentadas lá atrás nas eleições municipais.
Novos horizontes para a cultura em Campos
O presidente da Câmara Municipal de Campos, Fábio Ribeiro (PSD), no seu artigo publicado hoje, na Folha da Manhã, destaca a aprovação, recente, pelo Legislativo, do Plano Municipal de Cultura. O plano, cita ele, engavetado pelo governo passado, foi instituído pelo Executivo atual, através da lei 9.065.
Uma década de desenvolvimento
Fábio Ribeiro, no seu artigo, revela que o município de Campos passa agora a contar com um plano de gestão para uma década de desenvolvimento de políticas públicas culturais em curto, médio e longo prazo.
Bolsonaro e Lula minimizam 3ª via
Líderes em intenção de voto, mas também em rejeição, nas pesquisas eleitorais para 2022, Bolsonaro e Lula, revela o Globo, se uniram ontem nas críticas à movimentação de diversos partidos por uma "terceira via" — uma candidatura que rivalize com os dois nas eleições presidenciais de 2022.
Um sem o outro derrete
Na Folha de S. Paulo, o jornalista Ruy Castro já disse: “Exceto o próprio Bolsonaro, ninguém mais do que Lula quer ver Bolsonaro em 2022, e vice-versa. Um sem o outro derrete. Daí Bolsonaro repisa a corrupção do PT para esconder a de seu governo. Já Lula silencia quanto à corrupção de Bolsonaro para que o vento não a atire de volta contra si".
Lula precisa de Bolsonaro
Ruy Castro, que é um escritor consagrado, assinala que Lula abstém-se até de uma acusação que Bolsonaro nunca poderia devolver-lhe: a de comandar um governo assassino. "Lula precisa de Bolsonaro vivo – e candidato”, pontua. 
Lindbergh visita Campos de olho em 2022
A coluna "Ponto Final", da Folha da Manhã, informa que o ex-senador Lindberth Farias, que é vereador no Rio, e pré-candidato a deputado federal nas eleições de 2022, estará em Campos na segunda e na terça-feira da semana que vem, quando dará entrevista ao programa "Folha no Ar", na Folha FM 98.3.
A mesma solução para o mesmo problema
No futebol brasileiro é assim. Após alguns resultados ruins, o clube aposta em uma solução: a troca do treinador. O Vasco acaba de fazê-lo. Contratou Lisca Doido, o mesmo que disse "Não" ao Botafogo. Menos mal que o contrato vai só até o fim do ano. Se der certo, renova.
Risco de cair para a 3ª Divisão
O Botafogo perdeu mais uma, mesmo atuando no Estádio Nilton Santos. O adversário foi o Goiás. Daí que o clube buscou uma solução. A mesma de sempre: contratou um novo treinador. O nome da vez é Enderson Moreira. Caberá a ele livrar o "Glorioso", que não vence há cinco jogos, de cair para a 3ª Divisão.
Anedotário -1
Lendário político mineiro, José Maria Alkmin chegou a ser vice-presidente da República. Bom de conversa, se tornou conhecido pela rapidez em tomar providências, mesmo as mais difíceis de solução.
Anedotário -2
Alkmin ouvia o pedido (do eleitor, do parlamentar, fosse quem fosse), pegava o telefone e dizia: “Ligue para Fulano, por favor”. E dava um nome, precedido de um doutor ou de uma doutora.
Anedotário -3
Pouco depois, o telefone tocava e José Maria Alkmin atendia. Pedia que a reivindicação fosse logo resolvida e ressaltava seu apreço por quem a havia pedido.
Anedotário -4
Todos saíam felizes da audiência. Nunca souberam que o telefone da casa de Alckmin não era ligado à rede. (De Carlos Brickmann)
Email do blog: [email protected]
 
 
Compartilhe
Painel Político - 19-07-2021
19/07/2021 | 16h19
Ponto de encontro de gerações de campistas será reaberto no Rio
Por muitos anos uma ida ao Rio, a trabalho, ou sob qualquer outra motivação, com incursão ao centro da cidade, não podia passar sem que se batesse ponto no Amarelinho, com chope na mesa, claro.
Ao fim de atos políticos na Cinelândcia, um Chope no Amarelinho
No tradicionalíssimo bar Amarelinho era possível campistas que não se viam há tempos se esbarrarem, ou se encontrarem ali, sobretudo em tardes-noites de manifestações nas imediações, ponto final para muitos atos de cunho político.
Bar será reaberto pelo dono da rede Belmonte
Hoje, o Globo anuncia que depois de não deixar fechar o Nova Capela, na Cinelândia, o empresário Antonio Rodrigues, dono da rede Belmonte, vai reabrir o Amarelinho.
Local será repaginado, mas manterá mesma cara
O bar, um dos ícones da cultura e boemia cariocas, fundado em 1921, cita Ancelmo Góis, na matéria, será totalmente reformado. Continuará com o mesmo nome e deve abrir em setembro, depois de repaginado: "Mas com a mesma cara", diz o novo dono do espaço.
Registro no blog
Christiano Abreu Barbosa registra no seu blog "Ponto de Vista", hospedado aqui na Folha1, a reabertura do Amerelinho.
Simonet Tebet pinto como pré-candidato à sucessão de Bolsonaro
Com atuação destacada na CPI da Covid, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) surge como alternativa a Bolsonaro e Lula nas eleições presidenciais de 2022.
Teste para caminhar como terceira via
A Folha de S.Paulo informa que o movimento é feito em paralelo ao de outros partidos de centro e que resolveram colocar já, a pouco mais de um ano das eleições, o nome dos seus pré-candidatos na rua como forma de testar qual deles poderia representar uma "terceira via" viável.
Grupo é integrado por vários partidos
Nove partidos formaram grupo de WhatsApp e estudam se unir em torno de alternativa para 2022. Além do MDB, participam DEM, Solidariedade, PV, Podemos, PSL, Cidadania, PSDB e Novo.
Anvisa libera estudo com terceira dose da AtraZeneca
A Folha Uol acaba de divulgar que a Anvisa deu aval hoje para dois novos estudos clínicos: um deles envolvendo uma terceira dose da vacina contra Covid da AstraZeneca e outro para testes que avaliem a segurança e a eficácia de um remédio chamado Proxalutamida.
Quatro semana de intervalo
O estudo sobre a eficácia da terceira dose da AstraZeneca deve ser feito com participantes que receberam duas doses do imunizante com quatro semanas de intervalo entre elas. A previsão é que esse grupo receba uma terceira dose de 11 a 13 meses após a segunda dose.
Nova cloroquina 
O remédio Proxalutamida, chamado de "nova Cloroquina de Bolsonaro", é um bloqueador de hormônios masculinos inicialmente testado para tumores de mama e próstata e alvo de estudos recentes para o tratamento da Covid.
Vasco já demitiu o técnico
O time do Vasco é ruim. Mas a diretoria prefere demitir o técnico, a fazer contratações. Hoje Marcelo Cabo ganhou cartão vermelho. Não resistiu à sequência de resultados ruins. A gota dágua foi o empate com o Náutico. Informação do Globo online.
Email do blog: [email protected]
Compartilhe
Painel Político - 18-07-2021
18/07/2021 | 08h07
Rodrigo Bacellar almoça com um grupo de vereadores
Secretário estadual de Governo, o deputado Rodrigo Bacellar participou, ontem, de um almoço com um grupo de vereadores de Campos, ocasião em que manteve uma conversa sobre projetos para a cidade.
Conversa gira sobre o trabalho em parceria
Pelas redes sociais, Bacellar colocou que no encontro se falou “sobre a importância da maturidade e do trabalho em parceria”. Na visita a Campos, o secretário vistoriou a UPA e esteve em Conselheiro Josino e Vila Nova.
Acordo difícil para a definição de um nome
Partidos de centro-esquerda e centro-direita discutem uma terceira via para as eleições presidenciais de 2022. Não se sabe por quanto tempo vai rolar a contenda. Mas o palpite é que não haverá um acordo. A coisa pega no principal: a definição do nome.
Não vingou em Campos nas eleições de 1992
Mesmo no âmbito municipal, acordos com vistas às eleições são difíceis. Em 1992, em que Sérgio Mendes, o nome apoiado pelo então prefeito Anthony Garotinho era favorito para ganhar a Prefeitura de Campos, a oposição tentou se unir. Não conseguiu.
Reuniões aconteceram no sítio de Aluizio de Castro
Na época, no sítio em Grussaí do saudoso deputado Aluizio de Castro, reuniões foram feitas entre pretendentes à Prefeitura. O objetivo era definir um só candidato para enfrentar Mendes, então já pontuando na frente em pesquisa do Ibope.
Entendimentos não prosperam pela vaidade 
Mas a discussão empacou. Sobretudo na definição do nome que representaria o grupo como o candidato a prefeito. Prevaleceu a vaidade de uns e outros. O resultado é que não houve acordo. E Sérgio Mendes foi eleito já no 1º turno.
Em 1988 candidatura de Garotinho lucrou com falta de acordo
Não esquecer que quatro anos antes, ou seja, em 1988, Amaro Gimenes, um estreante na política partidária, recusou-se a ser candidato a vice de Rockfeller de Lima, que se elegera duas vezes prefeito de Campos. Amaro dizia que tinha votos para se eleger prefeito. Não tinha.
Urnas confirmam que Amaro Gimenes não tinha cacife político 
Com o racha da união Rockfeller/Amaro, em uma eleição de um turno só, o beneficiado foi Garotinho. E as urnas confirmaram que Amaro tinha votos para ser candidato a vice, não cabeça de chapa. Ele ficou atrás de Rock.
Um dos destaques na CPI
Uma boa presença na CPI da Covid é a de Fabiano Contarato (Rede). Delegado da Polícia Civil, sabe inquirir. O senador deve ir para o PDT e ser candidato a governador do Espírito Santo nas eleições de 2022.
CPI acabará em pizza
Hoje, na Folha de S. Paulo, Elysio Ernesto Matos Alecrin, leitor do jornal, escreveu que está pessimista quanto ao resultado da CPI da Covid. "Infelizmente vai dar em pizza. Pizza fechada, um calzone, recheado com negacionismo, insensatez, desumanidade e corrupção. E vai ser servida fria".
Energia solar avança em Campos pela alta nas contas da Enel
Está crescendo em Campos a busca da energia solar como alternativa para aliviar os custos com a eletricidade. A procura aumentou especialmente por um motivo: a alta nas contas da Enel, distribuidora de energia elétrica no RJ.
Alternativa que avança no país 
Vale citar que a Associação Brasileira de Energia Solar aponta que o país acaba de ultrapassar a marca de meio milhão de conexões de geração própria de energia a partir da fonte solar fotovoltaica.
Time na conta do chá
O Fluminense possui um time apenas razoável. Mesmo completo. Mas achou que poderia vencer do Grêmio colocando uma equipe cheia de reservas. De olho em um jogo da Libertadores na terça-feira, o Flu perdeu no Maracanã para o último colocado. 
Já o Botafogo...
O time da estrela solitária permitiu a virada do Brusque, ontem à noite, em Santa Catarina. Pelo elenco, não acredito que o Botafogo suba para a Série A. A diretoria achou que a solução estaria na troca do técnico. Trocou. E continua perdendo...
Email do blog: [email protected]
Compartilhe
Painel Político - 17-07-2021
17/07/2021 | 08h01
Rosinha Garotinho abre loja de bolos caseiros
Ex-governadora e ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho abre na próxima segunda-feira, às 9h, na Rua Vigário João Carlos, 65 (centro), uma loja de bolos caseiros, que serão vendidos inteiros ou em fatias. Por conta da pandemia, não haverá inauguração festiva. As portas serão normalmente abertas ao público.
Refrigerante Guaracamp vai ser lançado pela ex-governadora
Rosinha também estará abrindo, no mesmo espaço, a Distribuidora Rosa, que será representante para o Norte e Noroeste do RJ do refrigerante Guaracamp. Pelas redes sociais, Anthony Garotinho diz que o Guaracamp já é sucesso no Rio em vários sabores e tamanhos. 
Memórias da lojista Neuza Mignot
A comerciante campista Neuza Mignot, pessoa muito querida, concluiu o livro “Retalhos da Vida”. É de memórias, no qual relata sua infância, juventude e vida adulta. Falta ser impresso.
Livro reúne crônicas
Escrito em 2020, já na pandemia, e às vésperas de Neuza Mignot completar 90 anos, o livro reúne crônicas que trazem um pouco da família, da cidade e do comércio local.
Porto do Açu abre espaço dedicado à educação ambiental
O Porto do Açu deu início ontem à implantação da sede da Reserva Particular do Patrimônio Natural Caruara, em São João da Barra. O anúncio acontece no mês em que a Caruara comemora nove anos e vai integrar ainda mais a comunidade à reserva ambiental.
Espaço com visitação do público
A unidade será um polo de conservação, sustentabilidade, educação e atração turística na região, com a criação de uma área de lazer de uso público em consonância com o Plano de Manejo e em defesa do meio ambiente.
Deputado Chico D´Ângelo cobra abertura do processo de impeachment
O deputado Chico D´Ângelo (PDT-RJ) voltou a se posicionar quanto ao impeachment de Jair Bolsonaro. Sustenta que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), precisa ouvir a população e dar andamento ao processo.
D´Ângelo diz que não fala da boca para fora
D´Ângelo salienta que não fala do impeachment da boca para fora: “A percepção de que Bolsonaro é incompetente, e de que tem um governo corrupto, já se reflete na opinião de 70% dos brasileiros”, pontua o parlamentar.
Recursos dos Royalties para extensão rural
O deputado Zé Silva (Solidariedade-MG) apresentou um projeto que destina recursos dos royalties devidos pela produção de petróleo e gás natural do pré-sal para a assistência técnica e extensão rural.
Christino Áureo declara apoio
A proposta de Zé Silva tem o apoio do deputado Christino Áureo (PP-RJ): “Os extensionistas no Estado do Rio precisam de estrutura e capacitação e merecem recursos dos royalties do petróleo em favor da agricultura familiar”, justifica.
Pré-candidato a governador, Rodrigo Neves visita Campos
No páreo para a disputa do governo do Rio, Rodrigo Neves (PDT) esteve ontem em Campos. Veio acompanhado do secretário de Ciência e Tecnologia de Niterói, Caio Vianna, que é pré-candidato à Câmara dos Deputados nas eleições de 2022.
Agenda inclui bispo emérito 
Rodrigo se reuniu com o reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Raúl Palacio, e com o bispo emérito Dom Roberto Gomes Guimarães. Também participou de um almoço com lideranças políticas na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
Sugestão para aumentar receita sem alterar Código Tributário
Entidades do setor produtivo de Campos entregaram ontem ao secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcelo Mérida, documento contendo sugestões para aumento na arrecadação de impostos sem que haja alteração no Código Tributário. 
Fundão eleitoral com muito dinheiro para 2022
O aumento do fundo eleitoral para o patamar de R$ 5,7 bilhões, já aprovado pelo Congresso, tornará a campanha eleitoral em 2022 a mais cara já realizada. A matéria está no Globo. O posto hoje pertence ao pleito de 2014, quando, em valores já corrigidos pela inflação, foram gastos R$ 6,3 bilhões pelos candidatos.
Recorde deve ser batido 
Como a legislação permite também o financiamento via fundo partidário e doações de pessoas físicas, a probabilidade de que o recorde seja ultrapassado é real. Em 2014, ainda havia a possibilidade de doação empresarial.
César Maia deve ser destronado do comando do DEM 
Berenice Seara informa no seu blog "Extra, Extra" que termina nesta segunda-feira (19) o prazo para os deputados estaduais e federais do DEM do Rio opinarem sobre a intenção da executiva nacional do partido em promover uma intervenção no estado — e destronar o presidente regional, Cesar Maia.
Nacional sinaliza para intervenção
Segundo Berenice, a nacional do DEM argumenta que, depois da expulsão de Rodrigo Maia, o grupo político de Cesar perdeu as condições de liderar o partido na campanha de 2022 — e alerta para a possibilidade de baixo rendimento eleitoral, uma das condições no regimento do partido para a intervenção.
Anedotário -1
Poeta e trocadilhista, Laert Chaves sentiu-se incomodado por um bando de moleques que rodeava o Soldado Desconhecido. O monumento fica na Praça do Santíssimo Salvador em homenagem aos expedicionários.
Anedotário -2
Quando um dos moleques fez pipi na base do monumento, Laert chamou a atenção de um guarda municipal que estava nas imediações.
— Seu guarda, olha ali!
Anedotário -3
Ante a indiferença do policial, Laert Chaves desabafou:
— Então o senhor é apenas um guarda-vestido...
Email do blog: [email protected]
Compartilhe
Memória de Campos
16/07/2021 | 16h02
O tempo do bonde em Campos, cujo fim aconteceu nos anos 60, é refletido nesta foto em preto e branco. O bonde (modelo fechado) flagrado na rua dos Goytacazes (antiga Rua do Gás), cruzando a Rua Ipiranga, fazia uma linha circular, passando pelo Capão e Parque João Maria. O terminal de embarque era na Praça do Santíssimo Salvador, bem em frente à Panificação Pão Quente, ao lado da Catedral Diocesana.
Na época, o transporte público na cidade também era formado por ônibus/lotação. Mas o bonde tinha a preferência. Bons tempos. No fundo da foto, aparece o casarão da família Martins. Era uma chácara, com uma sede que se mantém preservada pelo herdeiro, o advogado Elmar Rodrigues Martins.
Compartilhe
Painel Político - 15/07/2021
15/07/2021 | 08h06
Cabeça branca reforça quadro de apoio a Wladimir Garotinho na Câmara Municipal
O governo Wladimir Garotinho ganha um reforço, no âmbito Legislativo, de um quadro político que pode ser chamado de “cabeça branca”. E é literal, já que o médico Edson Batista (PTB) tem, e não é de hoje, os cabelos grisalhos.
Bagagem positiva
Cabeça branca é um jargão que sinaliza para o político com experiência. E bagagem, diga-se, positiva, é o que não falta a Edson Batista. Ele, inclusive, presidiu a Câmara de Vereadores por duas vezes.
Ocupa o sexto mandato
Com 75 anos, o médico Edson Batista é o primeiro suplente do PROS, e ocupa a vaga de Juninho Virgílio, exercendo o sexto mandato no Legislativo municipal. Juninho foi nomeado para exercer o cargo de secretário de Governo.
Petista de carteirinha
A professora Ana Almeida Costa, eleita diretora da unidade em Campos da Universidade Federal Fluminense (UFF), é uma petista de carteirinha. Já foi, inclusive, presidente do diretório local do Partido dos Trabalhadores.
Vitória folgada
Ana Costa disputou a eleição na UFF enfrentando e ganhando por larga margem de votos de dois concorrentes. Um deles é o atual diretor, Roberto Rosendo, cujo mandato à frente da instituição termina no dia 20 deste mês.
Que fase, a do Botafogo!
E o Botafogo, hein?! Não por acaso chamado de Glorioso, por tantas conquistas em sua história, levou um "Não" de... Lisca. O treinador foi cortejado pelo clube. Mas decidiu colocar no seu currículo que um dia recusou ser técnico do Botafogo, mesmo com o alvinegro aceitando pagar o salário que ele pediu.
Protestos em Cuba impulsionam disputa entre lulistas e bolsonaristas 
O Globo registra hoje que a repercussão dos protestos em Cuba reativou uma disputa ideológica entre o presidente Bolsonaro e o ex-presidente Lula que, na avaliação de cientistas políticos, vinha sendo evitada pelo petista e pode atrapalhar os esforços por uma aliança ampla contra o atual governo.
Retórica da Guerra Frita 
Na matéria, especialistas apontam que enquanto Lula procura resgatar diretrizes de política externa de seus dois mandatos, a “retórica da Guerra Fria” alimentada por Bolsonaro se alinha à postura mais rígida adotada atualmente pelos Estados Unidos e por países europeus aliados contra o regime cubano.
Jovem Pan vai se tornar TV
O presidente da Jovem Pan, Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, conhecido como Tutinha, confirmou a ida da emissora de rádio para a TV. A informação é do site Comunique-se.
Sinal aberto
Na publicação, o dono da Jovem Pan detalha que o plano é expandir a empresa a todos os canais possíveis, incluindo o canal televisivo, em sinal aberto e planos de TV por assinatura.
Bolsonaro usa a internação
Na Folha de S. Paulo, o colunista Igor Gielow escreve que Bolsonaro usa internação para ressuscitar figura de mártir contra Lula. "Presidente sai de cena em momento de pressão extrema, quando temia inclusive prisão do filho", observa.
Mártir político
Na avaliação de Igor Gielow, a internação repentina de Jair Bolsonaro, apesar dos sinais externos de deterioração física dos últimos dias, fez ressurgir uma das personas prediletas do entorno do presidente:"a do mártir político".
Para acabar com o soluço de Bolsonaro
O Globo, na seção de cartas, traz hoje a que foi enviada por Gilda de Aquino. Ela diz que uma boa forma de acabar com os soluços de Bolsonaro é o Congresso votar logo o impeachment. "Com esse susto, passará logo o soluço dele, e, para nós, será a solução".
Jornal Hoje despenca em audiência
Daniel Castro registra no UOl que o Jornal Hoje não para de perder ibope na Grande São Paulo. Na sexta-feira (9), marcou 8,4 pontos de média e registrou recorde negativo pelo segundo dia consecutivo. Apesar de ser exibido de madrugada, em um horário com menos televisores ligados, o Jornal da Globo deu 8,5 de média e foi mais visto do que o noticioso transmitido durante a tarde.
Anedotário -1
Anos 60. O divórcio era o assunto em debate na Câmara Municipal de Campos. O padre Antônio Ribeiro do Rosário, depois de citar Cristo e São Paulo, e de ser contestado por Jonas Lopes de Carvalho e Ary Bueno, dois divorcistas, deu o próprio exemplo para os colegas vereadores.
Anedotário - 2
Da tribuna, o padre Rosário falou, de forma categórica:
— Graças a Deus jamais pequei contra a castidade. A carne nunca foi por mim cobiçada!
Anedotário - 3
No plenário, João de Almeida Filho rascunhou a seguinte quadra:
"Rosário não come carne,
como qualquer profano,
apenas assim procede,
por ser... vegetariano".
Email do blog: [email protected]om.br
Compartilhe
Painel Político - 14/07/2021
14/07/2021 | 07h31
Nem Bolsonaro, nem Lula. A busca por alternativa
No cenário para as eleições de 2022, em meio às desistências de Amoedo e Huck, sete partidos de centro-esquerda e centro-direita se reuniram em Brasília para debater uma 3ª via de forma a fugir de duas ameaças: Bolsonaro e Lula, os favoritos nas pesquisas de intenção de voto. Mas não fecharam com um nome. O consenso é difícil.
Debate ganha corpo
De qualquer forma, no caminho em busca de uma opção que não passe por Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, o debate ganha corpo. Daí que vale a leitura do que escreveu, na Folha de S. Paulo, a filósofa e escritora Catarina Rochamonte.
Engodo neolulista
 Rochamonte colocou que em meio aos escombros do governo Bolsonaro, “ganha força o engodo neolulista como se o esquecimento do mensalão e do petrolão pudesse ser algo além do retrocesso e entorpecimento coletivo”.
Defensor de ditaduras
Catarina Rochamonte disse mais: “Aquele que se pinta de alma mais honesta deste país, quer se colorir também de democrata, quando, na verdade, é um autocrata dentro de seu próprio partido, além de ardoroso defensor de ditaduras, desde que sejam de esquerda”.
Sabotagem do impeachment
 Sobre o debate do impeachment de Bolsonaro, Rochamonte considera que a luta não é monopólio da esquerda, mas imperativo moral da nação. “Os que a querem restringir a um único campo ideológico traem, com tal atitude, sua falta de espírito democrático”.
Covid não dá trégua
O blog lamenta a perda do advogado Rinaldi Mata, um amigo. Mais uma vítima da Covid. Ele foi vereador em São João da Barra nos anos 90, eleito com os votos do antigo sertão. Daí que teve papel importante à época da emancipação de São Francisco de Itabapoana, justo quando presidia a Câmara Municipal.
Trajetória vitoriosa
O ex-prefeito Hydekel Freitas, de Duque de Caxias, que faleceu na segunda-feira (12), nasceu em Porciúncula. Morador na Baixada Fluminense, cumpriu uma trajetória política vitoriosa nos anos 70 e 80, quando também se elegeu deputado federal e senador.
Disputa com Rockfeller de Lima
Hydeckel ocupou uma vaga no Senado como suplente de Afonso Arinos. Na eleição de 1986, conseguiu ficar na primeira suplência, ganhando do campista Rockfeller de Lima. Com a morte de Arinos, assumiu a cadeira do jurista.
Não havia carona 
Na época, a suplência de um senador era definida no voto. Podiam concorrer, em uma mesma chapa, dois candidatos. O que tivesse mais votos ficava na primeira suplência. O cenário hoje é diferente. O senador eleito leva um suplente em sua garupa.
Ingresso dos Garotinhos no PSL
O ex-governador Anthony Garotinho, junto com Rosinha, está em vias de se filiar ao PSL, após o ingresso, no partido, de sua filha. Deputada federal, Clarissa deixará o PROS. Alega que a legenda rompeu com o regimento ao retirá-la da presidência estadual.
Convivência difícil 
O detalhe é que Garotinho e família devem estar atentos para as companhias com as quais conviverão no PSL. É certo que uma delas, recém-chegada ao partido, está de olho na vaga de candidato na eleição presidencial.
Tarefa inglória na jornada eleitoral
Trata-se do apresentador de TV José Luiz Datena. Ele já ingressou no PSL. O próximo passo da sigla é lançá-lo pré-candidato à Presidência. Convenhamos que pedir voto para o Datena suceder ao Bolsonaro é tarefa inglória.
Risco existe. Datena depois de Bolsonaro?
Datena está longe de representar uma opção para quem não deseja votar em Bolsonaro ou no Lula. Pode ser até que o PSL não o lance. Mas o risco existe. E os Garotinhos devem avaliar que pedir voto para Datena é indigesto.
PSD aposta em Rodrigo Pacheco
O jornalista Carlos Brickmann revela hoje, em seu blog, que está decidido: o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, deixa em breve seu atual partido, o DEM, para se filiar ao PSD, de Gilberto Kassab. E, pelo PSD, deve ser candidato à Presidência da República, tentando abrir caminho entre bolsonaristas e petistas.
Não pula em piscina vazia
A avaliação de Brickmann é que Kassab jamais pulou em piscina vazia. "É um político de rara habilidade e todos os que atuam no ramo aprenderam a respeitar seu faro e seu raciocínio sobre o Poder".
Provas que levam à cassação
A Folha de S. Paulo destaca hoje em manchete principal que o ministro do STF, Alexandre de Moraes decidiu compartilhar as provas com o TSE, reforçando as ações que podem levar à cassação da chapa Bolsonaro-Mourão.
Bolsonaro internado
Agora pela manhã, revela a Folha Uol, Bolsonaro foi internado para exames e a reunião com os chefes do Legislativo e Judiciário foi cancelada. Ele está há dias com uma crise de soluços. Ainda não há boletim médico. Bolsonaro vem aparentando desconforto e está visivelmente abatido há vários dias.
Email do blog: [email protected]
Compartilhe
Respira por aparelhos
13/07/2021 | 09h24
Gosto de ler a seção de cartas de leitores dos jornais. Hoje, por exemplo, Vicente Limongi Netto, de Brasília (DF), tem uma publicada no Globo que vale uma conferida:
"Negacionistas e bolsonaristas membros da confraria das rachadinhas lamentam informar que, em razão dos números do Datafolha, Bolsonaro encontra-se intubado na unidade intensiva do gabinete dos horrores, e o governo está respirando por aparelhos. O quadro político do paciente é desesperador. Familiares do chefe da nação e generais adoradores das boquinhas palacianas voltam suas preces e últimas esperanças aos remédios dos insaciáveis cientistas de goelas profundas do Centrão".
Compartilhe
Sobre o autor

Saulo Pessanha

[email protected]