CVC foi preso enquanto tomava café com familiares em pousada do ES
19/01/2023 | 01h17
Divulgação
O líder da Direita Campos Carlos Victor Carvalho, o CVC, estava hospedado com familiares em uma pousada de Guaçuí, no Sul do Espírito Santo, quando foi preso na manhã desta quinta-feira (19), suspeito de financiar e organizar o ato antidemocrático que gerou a depredação dos prédios dos Três Poderes, em Brasília, no último dia 8.

Ele estava foragido desde segunda-feira (16), quando se tornou alvo da operação da Polícia Federal que prendeu outras duas pessoas pela mesma suspeita, também por mandados de prisão.

Na pousada, uma das mais caras de Guaçuí, que fica a cerca de 150 km de Campos, ele estava tomando café da manhã com duas mulheres e um homem no momento da prisão, todos identificados como familiares dele. A informação é de que tanto o suspeito, quanto os demais chegaram ao local durante a madrugada, que fica na sede do município, pela entrada de Alegre.

A Polícia Federal já trabalhava com a hipótese de CVC estar escondido no ES, já que no último fim de semana ele estava na praia capixaba de Guarapari com a família. Alguns veículos de imprensa chegaram a noticiar que ele se apresentaria espontaneamente na PF, em Campos, o que não ocorreu, resultando em sua procura até esta quinta.

CVC chegou à delegacia de Campos por volta das 12h30 e prestará depoimento. Ainda não há informações sobre para onde será levado.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Rodrigo Gonçalves

[email protected]

Arquivos