Murillo Gouvêa em dia de homenagem também a Caputi
22/06/2023 | 06h17
Divulgação
Com a presença do deputado federal Murillo Gouvêa (União), a Câmara de São João da Barra promoveu, nessa quarta-feira (21), a sessão solene de entrega dos Títulos de Cidadania Sanjoanese e da Medalha ao Mérito Barão de Barcelos, esta última recebida pelo ex-vereador Carlos Alberto Alves Maia (Caputi), pai da prefeita Carla Caputi, também presente à cerimônia.
A solenidade aconteceu no Clube da Terceira Idade, onde, ao todo, foram entregues 48 Títulos de Cidadania Sanjoanense. Outros quatro deputados foram homenageados, mas não compareceram ao evento, justificando a ausência e enviando representantes: a federal Dani Cunha (União), e os estaduais Andrezinho Ceciliano (PT), Flávio Serafin (Psol) e Dani Balbi (PCdoB).
Cada vereador podia indicar até cinco nomes para o título de cidadania, mas no caso do itaperunense Murillo Gouvêa, todos os noves parlamentares sanjoanenses assinaram o projeto de resolução ao deputado, que tem buscado em Brasília apoio para tentar minimizar os impactos da erosão marítima em Atafona.
Divulgação
— Receber o título de cidadão sanjoanense é uma grande honra. O meu carinho pela cidade vem de muitos anos, e após nos envolvermos diretamente na luta pela solução do caso de Atafona, minha identificação só aumentou. Vamos trabalhar noite e dia pelo cidadão e para mostrar que todos têm representante em Brasília, na Câmara Federal — disse Gouvêa, antes de receber da solenidade. Depois postou em sua redes sociais. "Recebendo o Título de Cidadão Sanjoanense com muito orgulho, por pedido unânime dos vereadores de São João da Barra".
O deputado tem conseguido reuniões em ministérios de Brasília para tratar sobre a situação de Atafona. No dia 17 do mês passado, Murillo levou uma comitiva de políticos sanjoanenses, entre eles a prefeita e os nove vereadores, até o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.
Com o compromisso do ministro em investir em Atafona, Gouvêa prometeu a destinar uma emenda parlamentar de R$ 1,8 milhão para financiar um do Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), que deverá ser feito pelo geógrafo marinho Eduardo Bulhões, da Universidade Federal Fluminense (UFF). O assunto também foi tratado na semana passada por Murillo no Departamento de Oceano e Gestão Costeira do Ministério do Meio Ambiente.
Reconhecimento a ex-vereador de quatro mandatos
Divulgação
Ponto alto da solenidade dessa quarta, foi a entrega da Medalha ao Mérito Barão de Barcelos. "Agradeço todos os vereadores por me darem a honraria de receber o título de Barão de Barcelos, que foi Domingos Alves de Barcelos Cordeiro. Ele recebeu de Dom Pedro II esse título e, para quem não sabe, começou com um engenho em Barcelos e daí veio a construção da usina. Então, está sendo uma alegria muito grande, para mim, esta noite", disse o ex-vereador de quatro mandatos, Caputi.

O evento contou com a presença de várias autoridades. A prefeita contou que sente orgulho do pai por vários motivos. "Desde pequena, sempre acompanhei papai fazendo suas vendas, buscando o nosso sustento e me ensinando a ser tudo o que eu sou, falando sempre muito reto com a gente, falando acerca da palavra, da honestidade, da simplicidade, do valor ao trabalho. O que eu sou vem muito de você que me ensinou a ser uma pessoa reta, comprometida, que dá valor às coisas e às pessoas. Você é merecedor de tudo isso e muito mais", disse Carla Caputi.

A deputada estadual Carla Machado (PT) também acompanhou a cerimônia e ressaltou a amizade de anos com Caputi. "A gente vem na luta há muitos anos, e o que posso falar é que os vereadores fizeram uma escolha muito acertada, valorizando a prata da terra, aqueles que gostam de trabalhar", comentou.

— A Medalha Barão de Barcelos é a maior honraria do Legislativo e, nada mais gratificante que homenagear não só um ex-vereador, mas um cara do bem, que sempre buscou ajudar as pessoas, um homem que sempre se reinventou e nunca fugiu da luta — destacou o presidente da Casa, Alan de Grussaí.

Criada em 1999, a Medalha Barão de Barcelos homenageia sanjoanenses com relevantes serviços prestados ao município. Já os títulos de cidadania são conferidos pelos vereadores a pessoas de outras cidades, em reconhecimento e ligação que têm, de alguma forma, com o município, ajudando no seu crescimento.
Com informações da Ascom da Câmara de SJB.
Comentar
Compartilhe
Murillo Gouvêa e Andrezinho Ceciliano terão título de cidadão sanjoanense
19/06/2023 | 05h59
Divulgação
O deputado federal Murillo Gouvêa (União) e o estadual André Luiz Ramalho Ceciliano, o Andrezinho Ceciliano (PT), estão entre as pessoas que receberão o Título de Cidadania Sanjoanense.
A solenidade será nesta quarta-feira (21), no Clube da Terceira Idade de São João da Barra, às 19h, quando também ocorrerá a entrega da Medalha ao Mérito Barão de Barcelos, ao ex-vereador Carlos Alberto Alves Maia, mais conhecido como Caputi, pai da prefeita Carla Caputi (sem partido).
No caso do Título de Cidadania Sanjoanense, o objetivo da comenda é prestar homenagem a pessoas que tenham relevantes serviços prestados ao município. Cada vereador pode indicar até cinco nomes, mas no caso do itaperunense Murillo Gouvêa, todos os noves parlamentares sanjoanenses assinaram o projeto de resolução (nº 019/2023) concedendo o título ao deputado, que tem buscado em Brasília apoio para tentar minimizar os impactos da erosão marítima em Atafona.
— Receber o título de cidadão sanjoanense é uma grande honra. O meu carinho pela cidade vem de muitos anos, e após nos envolvermos diretamente na luta pela solução do caso de Atafona, minha identificação só aumentou. Vamos trabalhar noite e dia pelo cidadão e para mostrar que todos têm representante em Brasília, na Câmara Federal — disse Gouvêa, cuja assessoria acredita não ser possível a sua presença na cerimônia de entrega, justamente pela semana de pautas importantes.
O deputado tem conseguido reuniões em ministérios de Brasília para tratar sobre a situação de Atafona. No dia 17 do mês passado, Murillo levou uma comitiva de políticos sanjoanenses, entre eles a prefeita e os nove vereadores, até o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes.
Com o compromisso do ministro em investir em Atafona, Gouvêa prometeu a destinar uma emenda parlamentar de R$ 1,8 milhão para financiar um do Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), que deverá ser feito pelo geógrafo marinho Eduardo Bulhões, da Universidade Federal Fluminense (UFF). O assunto também foi tratado na semana passada por Murillo no Departamento de Oceano e Gestão Costeira do Ministério do Meio Ambiente.
Já Título de Cidadania Sanjoanense para Andrezinho Ceciliano (PT) está sendo concedido pelo presidente da Câmara de SJB, Alan de Grussaí (Cidadania), que mantém uma boa relação com o deputado e sua equipe na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), já presidida pelo pai de Andrezinho, André Ceciliano (PT), atual secretário Especial de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República.
— Assim como o pai dele, o deputado estadual Andrezinho tem muito a contribuir para o nosso município. O pai dele, enquanto esteve à frente da Alerj, ajudou muito São João da Barra, enviando milhões em recursos durante a pandemia. E agora em Brasília continua sendo amigo da gente — disse Alan.
Como acontece todos os anos, 45 pessoas (confira aqui) serão homenageadas pelos parlamentares, isso sem contar a Medalha ao Mérito Barão de Barcelos que será dada ao ex-vereador Caputi. Ele concorreu pela primeira vez em 2000, pelo PC do B e saiu vitorioso com 567 votos. Na eleição seguinte (2004), já filiado ao PMDB, foi o vereador mais votado (968 votos). Caputi exerceu novamente o mandato de vereador de 2009 a 2012. Nas eleições de 2016, obteve 1.255 votos e retornou ao Legislativo para cumprir o seu quarto e último mandato. Atualmente, reside em seu sítio em Cajueiro.
Caputi
Caputi / Divulgação
— Estou feliz e agradeço à Câmara por essa homenagem. Sempre procurei fazer política com honestidade, com palavra, preocupado com a população. Sempre procurei passar para os meus filhos que a honestidade é a principal coisa na vida. Aprendi isso com meu pai — disse Caputi.
A Medalha ao Mérito Barão de Barcelos foi criada em 1999, com o objetivo de homenagear sanjoanenses que tenham relevantes serviços prestados ao município. Já os títulos de cidadania são conferidos pelos vereadores a pessoas de outras cidades. É um reconhecimento pelo trabalho e vida de cidadãos que não nasceram em São João da Barra, mas têm uma ligação forte com o município e ajudam no seu crescimento de alguma forma.

— Esta Casa já homenageou vários nomes ao longo desses anos e, para esta edição, vamos homenagear nosso amigo Caputi, que foi vereador por quatro mandatos, um ser humano exemplar e que muito lutou pelo nosso município enquanto esteve aqui no Legislativo — ressalta o presidente da Câmara.
Comentar
Compartilhe
No Rio, governadores do Sul e Sudeste debatem Reforma Tributária com presidente da Câmara dos Deputados
19/05/2023 | 08h08
Castro recebe governadores no Rio
Castro recebe governadores no Rio / Governo do Estado RJ
O governador Cláudio Castro recebeu, nesta sexta-feira (19), no Palácio Guanabara, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e representantes dos estados que fazem parte do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud) para discutir com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a Reforma Tributária. Participaram também o secretário extraordinário da Reforma Tributária, Bernard Appy; o coordenador do Grupo de Trabalho sobre a reforma, deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG); e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da proposta, além de parlamentares da bancada fluminense.
Cláudio Castro reafirmou o apoio dos estados do Cosud à reforma, reforçando a importância de que a nova legislação tributária respeite o Pacto Federativo, garantindo a autonomia de estados e municípios para que possam ter as suas necessidades atendidas. Para o governador, a mudança será fundamental para atrair investimentos, alavancar o crescimento econômico do país e reduzir as desigualdades sociais.
— Colocamos as inquietudes dos estados do Cosud com relação à reforma, como a necessidade da apresentação de estudos técnicos, e os pontos em que os estados podem colaborar. Cada decisão tomada mexe no dia a dia dos estados e esse diálogo é fundamental. O espírito federativo tem que reinar na reforma — afirmou o governador do Rio.
— Estamos falando de uma matéria que afetará, com certeza, todos os estados. Olhamos aqui para a parte que atinge as receitas do Espírito Santo. Precisamos nos adaptar ao modelo caótico que temos hoje no sistema tributário brasileiro, criando iniciativa de desenvolvimento baseada na gestão lógica do ICMS. Neste momento, estamos trabalhando numa visão genérica, sem levar em consideração as particularidades de cada estado, e isso tem nos angustiado — reforçou Renato Casagrande.
Os integrantes do Cosud reiteraram o apoio aos princípios orientadores da reforma, como a tributação no destino, a base ampla e a simplificação das obrigações para os contribuintes.
Segundo Arthur Lira, a Reforma Tributária deve entrar na pauta ainda no primeiro semestre. “Essa é uma oportunidade de ampliar o debate e a Câmara vem cumprindo o seu papel, trazendo as partes interessadas para a discussão”, disse o presidente da Câmara dos Deputados.
Participaram da reunião o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande; a vice-governadora de Santa Catarina, Marilisa Boehm; o vice-governador do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza; os secretários de Fazenda do Rio de Janeiro, Leonardo Lobo; do Paraná, Renê Garcia; de São Paulo, Samuel Kinoshita; de Minas Gerais, Gustavo Barbosa; do Espírito Santo, Marcelo Altoé; de Santa Catarina, Cleverson Siewert; e do Rio Grande do Sul, Itanielson Cruz, além de deputados federais e estaduais do Rio.
Fonte: Governo do Estado RJ
Comentar
Compartilhe
Cláudio Castro recebe governadores para reunião com Arthur Lira sobre Reforma Tributária
18/05/2023 | 06h26
Governador Cláudio Castro ressaltou importância de investimentos
Governador Cláudio Castro ressaltou importância de investimentos / Divulgação
Governadores e representantes do Sul e do Sudeste serão recebidos pelo governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, nesta sexta-feira (18), para debater a Reforma Tributária com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), no Palácio Guanabara. Partiparão também do encontro o secretário extraordinário da Reforma Tributária, Bernard Appy; o coordenador do Grupo de Trabalho sobre a reforma, o deputado federal Reginaldo Lopes; e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, relator da proposta.
Às 15h, está prevista uma coletiva de imprensa para avlaiação da primeira audiência pública do Grupo de Trabalho da Reforma Tributária da Câmara dos Deputados com governadores.


Comentar
Compartilhe
Murillo Gouvêa recebe prefeita e vereadores para encontro com ministro sobre Atafona
15/05/2023 | 04h33
Divulgação
Há cerca de um mês, ao participar dos festejos de Nossa Senhora da Penha, em Atafona, o deputado federal Murillo Gouvêa (União) esteve na área onde o mar avança e prometeu a um grupo de políticos sanjoanenses que iria tentar, em Brasília abrir um canal para debater o problema e tentar uma solução. Nesta quarta-feira (17), o primeiro passo será dado em uma reunião com o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, às 14h.
Uma comitiva formada pela prefeita de São João da Barra, Carla Caputi (sem partido) e os nove vereadores do município, entre eles o presidente da Câmara, Alan Barreto. “Estou bastante otimista com a pauta. O avanço do mar em Atafona (SJB) é um problema que precisa unir a todos para que a gente possa conseguir esta obra que é muito importante e esperada. A expectativa é sempre positiva”, comentou Alan.
A luta para minimizar os impactos provocados pela erosão marítima na foz do rio Paraíba do Sul é uma luta de décadas e já destruiu centenas de casas. Já há estudos feitos no local, inclusive pelo Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), na época conseguidos pelo então deputado estadual Roberto Henriques. O levantamento foi feito há cerca de dez anos e, por isso, a proposta é discutir a elaboração de uma nova pesquisa que possa permitir o uso de tecnologias já aplicadas em alguns lugares do Brasil para o engodamento da faixa de areia, como aconteceu no litoral do Espírito Santo.
Tanto Carla Caputi, quanto os vereadores já estão no Rio nesta segunda-feira, onde também têm agendas. Quem também faz parte da comitiva é a secretária de Meio Ambiente de SJB, Marcela Toledo, o geógrafo marinho e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Eduardo Bulhões, e o secretário do Comitê do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana, João Siqueira, que também se reuniu com o deputado Murillo Gouvêa, logo após a posse para tratar também sobre as demandas relacionadas às cheias e estiagens no Norte e Noroeste Fluminense.
— Nós vamos tratar de duas agendas lá em Brasília, uma com os vereadores e prefeitura com o ministério; e outra é a questão das enchentes, um relatório das cheias do Pomba e do Muriaé, que causa o problema nas cidades. Estamos indo eu e o tenente-coronel da Defesa Civil Estadual, porque esse trabalho é em conjunto com a Defesa Civil. Fizemos um trabalho inédito muito consistente feito de março para cá, um levantamento e uma análise dessas cheias, os impactos, o prejuízo, etc. Nós vamos apresentar isso Brasília para ver se eles fazem alguma ação aqui, em parceria com o estado, municípios. Vamos falar dos danos pelas secas também à agricultura, pecuária... formulamos um documento e faremos uma apresentação lá em Brasília — relatou João Siqueira.
Ao participar do Folha no Ar, da Folha FM 98.3, no último dia 28, o deputado Murillo comentou sobre o encontro com o Comitê do Baixo Paraíba e também sobre o que iria buscar por Atafona em Brasília.
— Avançamos com um grupo para a gente tentar buscar uma saída com a bancada do Rio para resolver a questão do avanço lá na praia. Eu fiz um compromisso com os vereadores lá, fiz um compromisso com as lideranças lá. O projeto, se eu não me engano, fica em R$ 4 milhões. Esse ano, eu destino verba do nosso gabinete para fazer o projeto. E a partir do ano que vem a gente entra numa força-tarefa com outros deputados, articulando com todo mundo lá. Uma semente nós vamos plantar lá. Eu não posso afirmar que nós vamos resolver. Mas, uma semente do nosso mandato nós vamos mandar para lá, porque é importantíssimo — falou à Folha FM.
Comentar
Compartilhe
Após aprovação de contas de Rosinha, Wladimir reforça pacificação com Bacellar
16/03/2023 | 09h25
Wladimir postou foto com Bacellar
Wladimir postou foto com Bacellar / Reprodução-Instagram
Após a aprovação das contas da sua mãe na Câmara, o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (sem partido), fez questão de postar uma mensagem fortalecendo laços com o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Rodrigo Bacellar (PL), na manhã desta quinta-feira (16). Na foto postada, em que os dois aparecem abraçados, alguns detalhes chamam a atenção como o reflexo no vidro que parece revelar a presença no encontro dos vereadores Helinho Nhaim (Adir), primo do prefeito, e o presidente da Câmara de Campos e irmão de Rodrigo, Marquinho Bacellar (SD).
O Blog tentou confirmar a presença dos dois e quando a foto foi tirada. A especulação é de que a imagem tenha sido registrada na última terça-feira, mesmo dia em que o prefeito também postou a foto do seu encontro com o governador Cláudio Castro, usando uma roupa bem semelhante (veja abaixo). Também na mesma terça, Marquinho e Helinho não participaram da sessão da Câmara. Após o término da sessão por volta das 18h, eles se reuniram com aliados na Casa. Fontes ligadas a Helinho confirmam que ele estava no Rio de Janeiro.

Além dos 13 vereadores da base, as contas de 2016 da ex-prefeita Rosinha Garotinho (União) tiveram votos favoráveis de quatro edis do grupo oposição/ independentes: Helinho Nahim (Agir), Bruno Vianna (PSD), Luciano Rio Lu (PDT) e Marquinho do Transporte (PDT), articulados pelo deputado Rodrigo a pedido do governador Cláudio Castro, como o próprio Helinho fez questão de falar na tribuna.

Postagem de Wladimir
Postagem de Wladimir / Reprodução-Instagram


As contas da ex-prefeita haviam sido reprovadas em 2018, na legislatura passada, mas a votação foi anulada em 2021 pela maioria dos vereadores que estão neste mandato na Casa. Com parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio de Janeiro, as contas precisavam de, pelo menos, 17 votos para reverter a recomendação pela rejeição.
Wladimir em reunião no Palácio Guanabara
Wladimir em reunião no Palácio Guanabara / Reprodução - Instagram
Comentar
Compartilhe
Após aprovação de contas de Rosinha, Wladimir reforça pacificação com Bacellar
16/03/2023 | 08h45
Wladimir postou foto com Bacellar
Wladimir postou foto com Bacellar / Reprodução-Instagram
Após a aprovação das contas da sua mãe na Câmara, o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (sem partido), fez questão de postar uma mensagem fortalecendo laços com o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Rodrigo Bacellar (PL), na manhã desta quinta-feira (16). Na foto postada, em que os dois aparecem abraçados, alguns detalhes chamam a atenção como o reflexo no vidro que parece revelar a presença no encontro dos vereadores Helinho Nhaim (Adir), primo do prefeito, e o presidente da Câmara de Campos e irmão de Rodrigo, Marquinho Bacellar (SD).
O Blog tentou confirmar a presença dos dois e quando a foto foi tirada. A especulação é de que a imagem tenha sido registrada na última terça-feira, mesmo dia em que o prefeito também postou a foto do seu encontro com o governador Cláudio Castro, usando uma roupa bem semelhante (veja abaixo). Também na mesma terça, Marquinho e Helinho não participaram da sessão da Câmara. Após o término da sessão por volta das 18h, eles se reuniram com aliados na Casa. Fontes ligadas a Helinho confirmam que ele estava no Rio de Janeiro.

Além dos 13 vereadores da base, as contas de 2016 da ex-prefeita Rosinha Garotinho (União) tiveram votos favoráveis de quatro edis do grupo oposição/ independentes: Helinho Nahim (Agir), Bruno Vianna (PSD), Luciano Rio Lu (PDT) e Marquinho do Transporte (PDT), articulados pelo deputado Rodrigo a pedido do governador Cláudio Castro, como o próprio Helinho fez questão de falar na tribuna.

Postagem de Wladimir
Postagem de Wladimir / Reprodução-Instagram



As contas da ex-prefeita haviam sido reprovadas em 2018, na legislatura passada, mas a votação foi anulada em 2021 pela maioria dos vereadores que estão neste mandato na Casa. Com parecer contrário do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio de Janeiro, as contas precisavam de, pelo menos, 17 votos para reverter a recomendação pela rejeição.
Wladimir em reunião no Palácio Guanabara
Wladimir em reunião no Palácio Guanabara / Reprodução - Instagram
Comentar
Compartilhe
Câmara fecha ano com sessão solene e homenagem a Paulo Albernaz
14/12/2018 | 12h14
Paulo Albernaz
Paulo Albernaz / Arquivo
As sessões ordinárias da Câmara deste ano se encerram na última quarta-feira (12), mas na próxima segunda-feira (17) haverá uma solene no plenário da Casa, às 17h, para a entrega de mais honrarias a pessoas e instituições de Campos. Antes, às 16h30, haverá uma homenagem ao ex-deputado e ex-vereador Paulo Albernaz. Será descerrada uma placa que dará o nome do político à sala reuniões da Casa de Leis.
A homenagem foi possível depois que os vereadores aprovaram, por unanimidade, em outubro deste ano, um Projeto de Resolução encaminhado pela Mesa Executiva, sugerido pelo vereador e segundo vice-presidente da Câmara Municipal, Jorginho Virgilio (PRP). Paulo de Souza Albernaz morreu em 20 de abril deste ano.
Albernaz foi deputado estadual, por quatro mandatos, vereador por outras cinco e presidiu o Legislativo campista. O político é autor da Indicação Legislativa que permitiu a reforma e o acostamento da RJ 216, que liga a cidade à praia de Farol de São Tomé, quando foi deputado, além de autor da lei do Passe Livre dos Estudantes e dos Idosos, quando foi vereador, entre tantas outras leis importantes.
Após a sessão solene, será iniciado oficialmente o recesso na Câmara até o dia 15 de fevereiro, quando já estará à frente da presidência da Câmara, o vereador Fred Machado (PPS), atual líder do governo.
Comentar
Compartilhe
Justiça determina que Câmara comunique vacância no cargo de vereador em Campos
25/07/2017 | 06h13
O juiz Diego Ziemiecki, da 3ª Vara Cível de Campos, determinou que o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcão Gomes (Rede), comunique ao plenário, na próxima sessão ordinária ou extraordinária, o motivo pelo qual o terceiro suplente convocado, Thiago Soares Godoy, não tomou posse na vaga do vereador Jorge Magal, afastado há mais de 50 dias, ou conste em ata a declaração da extinção do mandato. Na decisão, foi fixada multa pessoal no valor de R$ 2 mil por cada sessão realizada, em caso de descumprimento. Magal foi condenado na Chequinho, que investiga o uso do Cheque Cidadão na compra de votos. Nesta terça, opresidente da Câmara, Marcão Gomes, disse que só vai se posicionar após tomar conhecimento oficial do teor da decisão.
O magistrado concedeu, parcialmente, a liminar no mandado de segurança ajuizado por Roberta de Paula Oliveira Lima Moura, quarta suplente pela coligação Frente Republicana Social Trabalhista (PR/PTB/PSD), que reivindica sua convocação para assumir o cargo.
— É caso de deferimento parcial do pleito liminar, visto que a concessão da tutela é no sentido de que o presidente da Câmara promova o cumprimento da norma procedimental e não a imediata convocação da impetrante para tomar posse como vereadora da municipalidade, o que poderá a vir ser uma consequência, mas não seu efeito imediato — considerou.
De acordo com parágrafo 1° do art. 136 do regimento interno da Câmara, nos casos de vacância no cargo de vereador, o suplente tem prazo de 15 dias para assumir o cargo vago, após ser convocado por ato executivo. Caso não se manifeste durante o prazo ou não apresente justificativa, o presidente da Câmara tem que comunicar ao plenário na primeira sessão convocada para apreciar o motivo apresentado pelo candidato ou constar em ata a declaração da extinção do mandato. Nessa hipótese, será convocado o próximo suplente.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Rodrigo Gonçalves

[email protected]

Arquivos