Recordar é viver
02/05/2020 | 19h00
Vídeo do atleta de futevôley, Paulo Feijó (aqui) - um craque - em bons tempos no passado. Bons treinos!
Compartilhe
Empatia em tempos de crise do coronavírus
30/04/2020 | 20h12
 
Para a ciência, empatia é uma habilidade socioemocional de múltiplas faces. Tem um lado biológico e hereditário, determinado por sequências do genoma humano já identificadas. Os bebês desde muito cedo conseguem discernir o sorriso do pranto, imitando-os para refletir a emoção que observaram. A expressão da empatia é interpessoal: o sorriso do bebê acompanha o sorriso da mãe. Ambos vivenciam a mesma emoção.
 
A empatia pode ser modulada pela sociedade, capaz de ensinar as pessoas a calibrar a vivência emocional compartilhada com outros. Para os profissionais de saúde, essa habilidade calibrada — o chamado controle executivo da empatia — é essencial para o bem cuidar. Os pacientes se sentem acolhidos quando percebem o compartilhamento solidário de suas dores por parte dos médicos, enfermeiros e outros cuidadores.
 
No entanto, raramente os currículos escolares incluem habilidades socioemocionais como essa. E nem sempre as faculdades da área da saúde ensinam aos estudantes as técnicas de modular a empatia no nível necessário para melhor atender os pacientes. Há estudos que mostram melhores níveis de glicemia e colesterol em pacientes diabéticos tratados por médicos empáticos, e aumento da imunidade de pacientes com quadros gripais severos quando percebem o compartilhamento emocional dos profissionais de saúde com as suas dores.
 
Uma recente revisão dos estudos sobre empatia esclarece os mecanismos neurais subjacentes. Quando um médico interage com um paciente em sofrimento, ambos ativam as vias neurais da dor de modo semelhante — dos neurônios sensoriais que inervam os pulmões, por exemplo, até as regiões perceptuais do córtex cerebral. Mas há um momento em que a percepção dolorosa tem que gerar comportamentos.
 
Os pacientes produzem movimentos de retração motora, vocalizações e choro. Nos profissionais de saúde não pode ser assim: é preciso controlar esses comportamentos e, ao contrário, liberar as ações de compreensão e cuidado terapêutico. Nesse momento, as regiões cerebrais ativas em pacientes e médicos se tornam distintas, e estes entram em ação para curar ou mitigar sintomas.
 
Em momentos de crise como o que vivemos, tudo se subverte. O sofrimento das pessoas é extremo, e a pressão empática sobre os profissionais de saúde pode se tornar insustentável, transformando-se em estresse e burnout.
 
Os momentos de crise revelam também as pessoas desprovidas de empatia. Forme-se um grupo familiar conduzido sem empatia, ou pior, com frieza e crueldade, e os comportamentos desviantes se tornam prevalentes. Se forem pessoas públicas, como ocorre atualmente no Brasil, o estrago político e social passa a ser enorme.
 
Esse é outro ensinamento que poderemos levar da crise que nos assola, para melhor conduzir a reconstrução que nos aguarda. Precisamos inserir as habilidades socioemocionais na educação de nossas crianças e jovens, inclusive os profissionais de saúde. E fomentar a pesquisa científica à altura da importância que a empatia tem para nossa vida.
ROBERTO LENT
 
Neurocientista, professor emérito da UFRJ e pesquisador do Instituto D'Or
Compartilhe
Qualidade de vida: definição
29/04/2020 | 12h12
Sobre o título do último post (aqui), onde sempre fico em dúvida com o excesso de citações do termo Qualidade de Vida, e seu real significado. Abaixo, tento explicar a sua definição e o meu entendimento sobre.
Qualidade de vida (QV) indica o nível das condições básicas e suplementares do ser humano. Estas condições envolvem desde o bem-estar físico, mental, psicológico e emocional, os relacionamentos sociais, como família e amigos, e também a saúde, a educação e outros parâmetros que afetam a vida humana.
Existe um método científico utilizado para medir a qualidade de vida das pessoas. Por exemplo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) elaborou um questionário para verificar o nível da qualidade de vida dos diferentes grupos sociais, de diferentes países e culturas.
 Esse questionário é composto por seis domínios centrais: o físico, o psicológico, o do nível de independência, o das relações sociais, o do meio ambiente e o dos aspectos religiosos.
 O IDH - Índice de Desenvolvimento Humano - é um modo de medir a qualidade de vida nos países, comparando a riqueza, a qualidade do processo de alfabetização, a educação, a expectativa média de vida, o índice de natalidade e mortalidade, entre outros fatores.
Qualidade de vida foi um conceito criado pelo economista J.K. Galbraith, em 1958, que veicula uma visão diferente das prioridades e efeitos dos objetivos econômicos de tipo quantitativo.
De acordo com este conceito, as metas político-econômicas e sociais não deveriam ser perspectivadas tanto em termos de crescimento econômico quantitativo e de crescimento material do nível de vida, mas sim de melhoria em termos qualitativos das condições de vida dos homens.
Porém, Isso só seria possível através de um melhor desenvolvimento de infraestrutura social, ligado à supressão das disparidades, tanto regionais como sociais, à defesa e conservação do meio ambiente, e etc.
Para garantir uma boa qualidade de vida, deve-se ter hábitos saudáveis, cuidar bem do corpo, ter uma alimentação equilibrada, relacionamentos saudáveis, ter tempo para o lazer e vários outros hábitos que façam o indivíduo se sentir bem.
Essas ações acarretam boas consequências para o indivíduo, que passa a usar o humor para lidar com situações de stress, e fazer com que sinta que tem controle sobre sua própria vida.
Qualidade de vida é diferente de padrão de vida, e muitas pessoas confundem os termos. Padrão de vida é uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e serviços que determinada pessoa ou grupo pode ter acesso.
Qualidade de vida no trabalho
O conceito da qualidade de vida aplicado no mercado de trabalho (QVT é a sigla de Qualidade de Vida no Trabalho), significa mensurar o nível de satisfação do profissional em comparação à função desempenhada dentro de determinada empresa, ou seja, o modo como este está posicionado e é reconhecido dentro da sua entidade empregatícia.
Existem vários métodos para propiciar um aumento do desenvolvimento das relações humanas dentro do âmbito do trabalho, seja na área gerencial, na infraestrutura, na saúde e etc.
Qualidade de vida e saúde
Geralmente, saúde e qualidade de vida são dois temas muito relacionados, uma vez que a saúde contribui para melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e esta é fundamental para que um indivíduo ou comunidade tenha saúde.
Qualidade de vida e alimentação
A qualidade de vida também está relacionada com os hábitos alimentares.
Ter uma alimentação saudável e equilibrada é muito importante para o bem-estar de um indivíduo. Quando o organismo recebe as quantidades ideais dos nutrientes e vitaminas que precisa, a sua saúde fica equilibrada e, consequentemente, a sua qualidade de vida melhora.
Em síntese, QV é um termo muito aberto para ser definido como. Como exemplo cito que um simples banho está incluso na definição da palavra, ou seja, são muitos os itens que a definem.
Como por exemplo posso citar também o treinamento nas suas mais variadas modalidades. Todas proporcionam QV, é inerente à ação - a não ser que esta venha a trazer problemas, estress, ou algum tipo de desgaste. Mas em linhas gerais, o treinamento faz parte de um dos itens que podem proporcionar qualidade, de vida. Bons treinos.
 
 
Compartilhe
Por que?
28/04/2020 | 19h57
Por que profissionais de saúde citam muito a palavra "qualidade de vida" visto ser um termo tão amplo no sentido latu sensu da palavra?
Por que profissionais de saúde citam muito "bem estar físico e mental" se somos um organismo único e indivisível? Por que? Bons treinos!
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias (3)
27/04/2020 | 12h13
As diretrizes abaixo, construídas pelo Cref - Conselho Regional de Educação Física - dizem respeito ao processo de reabertura das academias, onde todos os procedimentos foram construídos por órgãos competentes da área- Ecad, Cref e grandes redes de Fitness do País - que buscam sinergia para quando o processo for reiniciado, embora a indefinição ainda esteja bem presente, em todos os segmentos ou quase todos (alguns já funcionam "sem problemas"). Bons treinos!
CREFs Reabertura academias 2020
Para preservar a saúde dos frequentadores de academias sugerimos que, após os órgãos públicos autorizarem a sua reabertura, todas as academias sigam estes procedimentos de segurança durante as 4 (quatro) primeiras semanas. O objetivo é reduzir o risco de contaminação do COVID-19 dentro das unidades. DEPOIS DESSE PERÍODO, É POSSÍVEL VOLTAR À NORMALIDADE DA OPERAÇÃO, assim esperamos.
 
Esse material foi construído seguindo as orientações e as informações dos órgãos públicos, tais como Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde. Também foi tomado como base o histórico de regiões onde o pico da pandemia já passou e o processo de reabertura das academias já está sendo realizado, como na China e outros locais da Europa. Para preservar a saúde dos frequentadoresde academias,
 
LIMPEZA GERALDAS UNIDADES:
1/Disponibilizar recipientes com álcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as áreas da academia (recepção, musculação, peso livre, salas de coletivas, piscina, vestiários, kids room, etc). Durante o horário de funcionamento da academia, fechar cada área de 1 a 2 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes.
 
2/Posicionar kits de limpeza em pontos estratégicos das áreas de musculação e peso livre, contendo toalhas de papel e produto específico de higienização para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como colchonetes, halteres e máquinas. No mesmo local, deve haver orientação para descarte imediato das toalhas de papel.
 
3/USO OBRIGATÓRIO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIs) PARA FUNCIONÁRIOS, PERSONAL TRAINERS E TERCEIRIZADOS: Devem ser seguidas todas as orientações da Organização Mundial de Saúde para usodesse equipamento. Máscaras (por recepcionistas, professores, equipe de limpeza, gerentes e terceiros) 
4/SE ALGUM COLABORADOR APRESENTAR FEBRE ALTA junto com algum outro sintoma de COVID-19, informar imediatamente à gerência local. 3/NO CASO DO USO DE LEITOR DE DIGITAL PARA ENTRADA NA ACADEMIA, deve-se disponibilizar um recipiente de álcool em gel a 70% ao lado da catraca. Além disso, o cliente deve ter a opção de acessar à academia comunicando à recepcionista seu número de matrícula ou seu CPF, para que não precise tocar no leitor digital.
5/ LIMITAR A QUANTIDADE DE CLIENTES QUE ENTRAM NA ACADEMIA: ocupação simultânea de 1 cliente a cada 4 m2 (áreas de treino, piscina e vestiário).
 
6/DELIMITAR COM FITA O ESPAÇO em que cada cliente deve se exercitar nas áreas de peso livre e nas salas de atividades coletivas. Cada cliente deve ficar a 1,5 m de distância do outro.
 
7/UTILIZAR APENAS 50% DOS APARELHOS DE CÁRDIO, ou seja, deixar o espaçamento de um equipamento sem uso para o outro. Fazer o mesmo com os armários.
 
8/ LIBERAR A SAÍDA DE ÁGUA no bebedouro somente para uso de garrafas próprias »
Procedimentos de Reabertura das Academias
 
9/REALIZAR O CONGELAMENTO DOS PLANOS de clientes acima de 60 anos de idade, quando solicitado.
 
10/ RENOVAR TODO O AR DO AMBIENTE, DE ACORDO COM A EXIGÊNCIA DA LEGISLAÇÃO (pelo menos, 7 vezes por hora), e fazer a troca dos filtros de ar, no mínimo 1 vez por mês, usando pastilhas adequadas para higienização nas bandejas do aparelho.
 
11/ COMUNICAR PARA OS CLIENTES TRAZEREM AS SUAS PRÓPRIAS TOALHAS para ajudar na manutenção da higiene dos equipamentos.
 
12/ EXPÔR AOS CLIENTES TODOS OS MANUAIS DE ORIENTAÇÃO que possam ajudar a combater a contaminação do COVID-19.
 
13/ CAPACITAR TODOS OS COLABORADORES em como orientar os clientes sobre as medidas de prevenção.
Procedimentos de Reabertura das Academias
 
Recomedações para piscina:
1/Disponibilizar, próximo  à entrada da piscina, recipiente de álcool em gel a 70% para que os clientes usem antes de tocar na escada ou nas bordas da piscina.
2/ Exigir o uso de chinelos no ambiente de práticas aquáticas.
3/Disponibilizar, na área da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua toalha de forma individual.
 
4/ Após o término de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina.
 
Comunicação com funcionários, personal trainers e tercerizados: Eles devem receber as devidas orientações sobre:
Utilização dos EPIs para trabalho.
Limpeza das mãos com água e sabão (como lavá-las e com qual frequência). O mesmo vale para higienização com álcool em gel.
Utilização do termômetro.
 
Comunicação com clientes: Divulgar os comunicados com orientações para clientes sobre:
1/Higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool em gel a 70% (como e com qual frequência). 1Uso de garrafa de água individual. 2Uso de toalha individual.
3/Restrição de que não será autorizada a entrada de clientes nem funcionários e terceirizados com temperatura acima de 37.8 °C.
Gráfico com a frequência diária por horário.
4/Recomendação para que os clientes evitem horários de pico e se programem para treinar em horários alternativos.
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias (2)
26/04/2020 | 21h49
Importante esclarecer: não estou solicitando a reabertura das academias, agora. O que estou fazendo, é divulgando premissas visando dar ferramentas para quando o poder público determinar a reabertura, no momento que for mais adequado a cada município. E que seja feito com normas razoáveis e que propiciem segurança para os alunos quererem voltar a treinar. Bons treinos!


 
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias
25/04/2020 | 17h53
 
As academias ainda estão fechadas mas é importante que estejam preparadas para quando reabrirem, pois seguirão protocolos visando garantir a segurança de seus alunos e colaboradores, assim que os órgãos públicos autorizarem a sua reabertura. Neste post, recomendações da ACAD (Associação Brasileira de Academias).
-Para preservar a saúde dos frequentadores de academias, sugerimos que todas sigam estes procedimentos de segurança durante as 4 (quatro) primeiras semanas, a partir do momento em que os órgãos públicos autorizarem a sua reabertura, a fim de reduzir o risco de contaminação do COVID-19 dentro de suas unidades.
-Esse material foi construído seguindo as orientações e as informações dos órgãos públicos, tais com Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde. Também foi tomado como base o histórico de regiões onde o pico da pandemia já passou e o processo de reabertura das academias á está sendo realizado, como na China e outros locais da Europa.
-LIMPEZA GERAL DAS UNIDADES:
1/Disponibilizar recipientes com álcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as áreas da academia (recepção, musculação, peso livre, salas de coletivas, piscina, vestiários, kids room, etc).
-2/Durante o horário de funcionamento da academia, fechar cada área de 1 a 2 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes.
-3/Posicionar kits de limpeza em pontos estratégicos das áreas de musculação e peso livre, contendo toalhas de papel e produto específico de higienização para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como colchonetes, halteres e máquinas. No mesmo local, deve haver orientação para descarte imediato da toalhas de papel.
-USO OBRIGATÓRIO DE EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIs) PARA FUNCIONÁRIOS, PERSONAL TRAINERS E TERCEIRIZADOS:
-Máscaras (por recepcionistas, professores, equipe de limpeza, gerentes e terceiros).
-Devem ser seguidas todas as orientações da Organização Mundial de Saúde para uso desse equipamento.
-Medidas operacionais preventivas:
-1/RECOMENDA-SE MEDIR COM TERMÔMETRO DO TIPO ELETRÔNICO À DISTÂNCIA A TEMPERATURA DE TODOS OS ENTRANTES. Caso seja apontada uma temperatura superior a 37.8 °C, recomenda-se não autorizar a entrada da pessoa na academia, incluindo clientes colaboradores e terceirizados.
-2/SE ALGUM COLABORADOR APRESENTAR FEBRE ALTA junto com algum outro sintoma de COVID-19, informar imediatamente à gerência local.
-3/NO CASO DO USO DE LEITOR DE DIGITAL PARA ENTRADA NA ACADEMIA, deve-se disponibilizar um recipiente de álcool em gel a 70% ao lado da catraca. Além disso, o cliente deve ter a opção de acessar à academia comunicando à recepcionista seu número de matrícula ou seu CPF, para que não precise tocar no leitor digital.

-4/LIMITAR A QUANTIDADE DE CLIENTES QUE ENTRAM NA ACADEMIA: ocupação simultânea de 1 cliente a cada 4 m² (áreas de treino, piscina e vestiário).
-5/DELIMITAR COM FITA O ESPAÇO em que cada cliente deve se exercitar nas áreas de peso livre e nas salas de atividades coletivas. Cada cliente deve ficar a 1,5 m de distância do outro.
-6/UTILIZAR APENAS 50% DOS APARELHOS DE CÁRDIO, ou seja, deixar o espaçamento de um equipamento sem uso para o outro. Fazer o mesmo com os armários.
-7/LIBERAR A SAÍDA DE ÁGUA no bebedouro somente para uso de garrafas próprias
-8/REALIZAR O CONGELAMENTO DOS PLANOS de clientes acima de 60 anos de idade, quando solicitado.
-9/RENOVAR TODO O AR DO AMBIENTE, DE ACORDO COM A EXIGÊNCIA DA LEGISLAÇÃO (pelo menos, 7 vezes por hora), e fazer a troca dos filtros de ar, no mínimo 1 vez por mês, usando pastilhas adequadas para higienização nas bandejas do aparelho.

-10/COMUNICAR PARA OS CLIENTES TRAZEREM AS SUAS PRÓPRIAS TOALHAS para ajudar na manutenção da higiene dos equipamentos.
-11/EXPÔR AOS CLIENTES TODOS OS MANUAIS DE ORIENTAÇÃO que possam ajudar a combater a contaminação do COVID-19.
-12/CAPACITAR TODOS OS COLABORADORES em como orientar os clientes sobre as medidas de prevenção.
-Recomedações para piscina:
-1/Disponibilizar, próximo à entrada da piscina, recipiente de álcool em gel a 70% para que os clientes usem antes de tocar na escada ou nas bordas da piscina.
-2/Exigir o uso de chinelos no ambiente de práticas aquáticas.

-3/Disponibilizar, na área da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua toalha de forma individual.
-4/Após o término de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina.

-Comunicação com funcionários, personal trainers e tercerizados: Eles devem receber as devidas orientações sobre:
-Utilização dos EPIs para trabalho.
-Limpeza das mãos com água e sabão (como lavá-las e com qual frequência). O mesmo vale para higienização com álcool em gel.
-Utilização do termômetro.
-Comunicação com clientes: Divulgar os comunicados com orientações para clientes sobre:
-1/Higienização das mãos com água e sabão e/ou álcool em gel a 70% (como e com qual frequência).
-2/Uso de garrafa de água individual.
-3/Uso de toalha individual.
-4/Restrição de que não será autorizada a entrada de clientes nem funcionários e terceirizados com temperatura acima de 37.8 °C.
-5/Gráfico com a frequência diária por horário.
-6/Recomendação para que os clientes evitem horários de pico e se programem para treinar em horários alternativos.
Agora é aguardar para ver como na prática irão ser implementadas estas orientacões pelo período de 4 semanas após a reabertura das academias. Mas, seguramente, o funcionamento não será por algum tempo como era antes.
Importante pontuar, o que é de bom grado a todos, alunos e profissionais que frequentam e trabalham nestes espaços, se adequarem de forma rápida a estas novas práticas que visam segurança para todos. Bons treinos!
Compartilhe
Recomendações futuras para a retomada das academias
24/04/2020 | 20h56
 
Quando as academias retornarem muitas mudanças terão que ser feitas para que todos possam se exercitar com segurança. Algumas medidas foram já definidas, neste primeiro momento, mas muito possivelmente sofrerão mudanças ao longo do processo.
As academias ainda estão fechadas mas é importante que estejam preparadas para quando reabrirem, pois seguirão protocolos visando garantir a segurança de seus alunos e colaboradores, assim que os órgãos públicos autorizarem a sua reabertura.
Vou elencar, nos próximos posts, manuais de recomendações de vários órgãos que legislam nesta área como a Acad (Associação Brasileira de Academias), Cref (Conselho Regional de Educação Física), Fiesp, Ministério da Saúde e OMS.
Também foi tomado como base as primeiras regiões atingidas pelo Convid-19 - China, Singapura, Hong Kong - onde o pico da doença já passou e o processo de retomada das mais de 5 mil academias já está sendo realizado com segurança.
Lembrando que estas são recomendações futuras para as quatro primeiras semanas após a retomada das atividades. Segue. Bons treinos!
Compartilhe
Desburocratizando o movimento
22/04/2020 | 11h08
 
Tenho visto com muito bons olhos toda a cena que gira pelas redes sociais em torno do movimento, pessoas se exercitando sem medo de ser felizes, em busca de saúde, como sempre falo, no seu sentido mais amplo. 
Acredito que para se movimentar - correr, dançar, caminhar, nadar... - não seja necessário obrigatoriamente, como querem crer muitos colegas, ter a presença de um professor de educação física do contrário daqui a pouco até para caminhar teremos que estar presentes - a não ser que o caso seja muito especial, fato que na maioria das vezes não é.
E digo mais, vejo vantagens nas pessoas que se exercitam por conta própria, livres, sem ajuda profissional - importante frisar que este seria o cenário ideal mas nem todos tem acesso a um profissional gabaritado.
Como exemplos posso citar (1) a "desburocratização" do movimento (sem precisar, ao meu ver, complicar para que o cidadão possa se exercitar); e (2) por ser uma porta de entrada para a sistematização da atividade física, onde o "atleta" possa ter a oportunidade de gostar e ir em busca de serviços mais completos, como uma academia ou assessoria esportiva, tornando o este segundo momento bom para todos.
Portanto, deixa o povo treinar, é muito mais perigoso eles ficarem sentados nas poltronas da vida, na tão falada e pouco respeitada "zona de conforto". Bons treinos! 
Compartilhe
Bem legal (2) ou, Mais um!
21/04/2020 | 21h23
 
Sobre o post anterior, onde dei o meu destaque para os professores Enoque e André Ribas pelo envolvimento bem legal em que estão encarando este momento nada agradável, transformando limão em limonada, esqueci de mencionar (e que também merece um salve pela ação, criatividade e empolgação), o professor Tadeu Medina que está mandando muito nas redes sociais, sabendo valorizar seu currículo nesta época de pandemia. Os caras estão voando, rs. Bons treinos!
Compartilhe
Sobre o autor

Marcos Almeida

[email protected]