Prata da casa
20/08/2019 | 20h41
O Prof. Msc. Anderson Morales, do curso em Educação Física ISECENSA, foi convidado para participar como palestrante em uma mesa redonda sobre “Monitoramento e Controle de Carga no Exercício de Endurance e Força” no V Congresso da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Traumatologia Esportiva (SBRATE 2019). O evento aconteceu no Windsor Barra, no Rio de Janeiro, nos dias 16 e 17 de agosto com a participação de quatro convidados internacionais e mais de 100 palestrantes nacionais. Durante os dois dias, o congresso foi palco de importantes discussões na área da Traumatologia Esportiva debatendo a prevenção, diagnóstico e tratamento de lesões ortopédicas em cada modalidade esportiva. Bons treinos!
Compartilhe
Resultados do Desafio Raposo de Corridas
19/08/2019 | 21h45
Segue registro sobre os resultados do duríssimo Desafio Raposo de Corridas, evento realizado nos dias 17 e 18 de agosto, em Raposo, município de Itaperuna.
Cerca de 350 inscritos participaram do maior evento de corrida da região, o Desafio Raposo de Corridas. O evento se realizou nos últimos sábado e domingo, oferecendo várias modalidades de corrida Trail Run 21 Km (solo), Trail Run 8Km (solo), Cross Country 5 Km e a Corrida Infantil. No sábado e no domingo a programação foi aberta com a missa campal celebrada pelo Padre Wellington, logo após a novidade da programação, que foi a prova Active Sênior (Corrida somente para acima de sessenta anos).
Com nível técnico altíssimo, houve a presença de atletas que estiveram no pódio em outras edições. A prova mais importante da programação foi o Trail Run 21 Km solo, que foi vencida pelo atleta Wilson da Silva Araujo (Exército/Projeto Godoy), cravando 1:48:08. Wilson quebrou seu próprio recorde, que era de 1:57:00. O resultado foi muito comemorado pelo corredor e toda equipe do projeto. Leonardo Torres (Torres Trail Run de Niterói) foi o segundo, com o tempo de 1:51:08 e Luiz Vagner Batista (Projeto Godoy) completou o pódio, com a marca de 1:55:32. No feminino, prova de 21km, a vitória foi de Gerlane Alves Barbosa da equipe Corpo e Saúde de Guaçuí/ES, com o tempo de 2:35:14, em segundo Creusa Helena da equipe Atletas de Cristo de Porciúncula/RJ, e em terceiro Silvane Aparecida da equipe Muriaé Corre Comigo de Muriaé/MG .
A sensação este ano foi a grande participação da categoria infantil, com destaque para a maior equipe que foi a da Escola Municipal Madalena Magacho com cerca de 25 atletas, sendo que muitos deles saíram vencedores.
Fechando a programação no domingo foi realizada a missa campal pelo pároco Padre Wellington e logo após lá estavam perfilados os atletas da prova Active Senior (acima de sessenta anos), que causaram grande admiração no público presente.
Finalizando a programação o padre Wellington agradeceu ao Professor Godoi e toda sua equipe por não medirem esforços em realizar um evento deste porte, que proporcionou a todos um final de semana em que foram consagradas as riquezas da natureza do local e principalmente o cuidado com o corpo através da atividade física ou seja, uma festa, a festa da saúde.
Os demais resultados vocês poderão encontrar no site www.desafioraposo.com.br e em www.cronotag.com.br.
Bons treinos!
Compartilhe
VII Jornada científica de Educação Física
16/08/2019 | 14h28
Será realizada nos dias 2 e 3 de setembro de 2019, no ISECENSA, a VII Jornada Científica de Educação Física, destinada principalmente a estudantes e profissionais de Educação Física (aqui).
Trata-se de importante evento científico que serve à demonstração de que Campos dos Goytacazes também está na vanguarda da pesquisa acadêmica e da produção de conhecimento na área da educação física. Segue a programação.
Dia 2 de setembro:
Das 8h às 12h. Mini-curso. Profª Dra. Rossana Pugliese
- Estimulação Aquática para Bebês
Das 14h às 18h. Mini-curso. Prof. Dr. Gilmar Weber Senna
- Prescrição e Controle das Variáveis do Treinamento Neuromuscular
18h30min. Cerimônia de abertura.
Das 19h às 20h. Palestra. Prof. Dr. Vernon Furtado
- Estimulação Cerebral, Exercício e Atividade Física Podem Ajudar Doentes de Alzheimer?
20h15min. Lançamento do Livro. Drª Rossana Pugliese
- Bebê Aquático
Das 21h30 às 22h30. Mesa Redonda. Drª Rossana Pugliese, Dr. Vernon Furtado, Dr. Maurício Calomeni
- Psicomotricidade e o Desenvolvimento Motor da Criança
 
Dia 3 de setembro:
Das 14h às 18h, Profª Andreza Manhães
- Clínica de Badminton: da Escola ao Treinamento Desportivo
Das 18h30 às 19h30. Apresentações Orais de Trabalhos Científicos
Das 20h às 21h30. Mesa Redonda
Dr. Luiz Fernando Miranda, Prof. Esp. Patrícia Carla Batista Peixoto, Prof. Ms. Anderson Morales
- Emagrecimento e Treinamento de Alta Intensidade
21h30. Encerramento
Excelente oportunidade para quem tem sede de saber sobre o movimento. Vale conferir.
Bons treinos!
Compartilhe
Juntos e misturados!
15/08/2019 | 11h46
É melhor correr mais rápido ou correr mais distâncias? Esse questionamento, que teima em angustiar grande parte dos atletas, é o título/tema de recente artigo do jornalista Alex Hutchinson, da Outside USA, que se encontra publicado aqui.
Depois de citar pesquisas que apontam cada uma das mencionadas variáveis de treinamento e de refletir sobre casos concretos – especialmente o resultado da prova masculina de 5.000 metros nas Olimpíadas de 1964, em Tóquio –, o articulista especializado em esportes sugere que o melhor que se tem a fazer é trabalhar tanto a intensidade quanto o volume.
Eis, a propósito, as didáticas palavras finais de Alex Hutchinson, sem grifos no original:
“Na prática, acho que o desejo de coroar uma única variável como a mais importante provavelmente não é muito útil. Isso me lembra um exemplo que o fisiologista Michael Joyner, da Mayo Clinic, às vezes cita: a final dos 5.000 metros masculinos nas Olimpíadas de 1964 em Tóquio. A corrida foi vencida por Bob Schul, que treinou praticamente exclusivamente com treinos de intervalo de duas vezes ao dia. O vice-campeão foi Harald Norpoth, que corria de mais de 160 quilômetros por semana de distância. O bronze foi para Bill Dellinger, que mais tarde treinou na Universidade de Oregon e fez uma mistura de intervalos e corridas mais longas e lentas. Exatamente um segundo separou os três homens.
Uma lição a ser tirada dessa corrida é que há muitos caminhos que levam ao mesmo pódio. Os grupos de Gibala e Bishop concordam que a intensidade e o volume são eficazes no desencadeamento de adaptações mitocondriais e na melhora da resistência. Qual deles você considera mais importante, provavelmente depende de seus objetivos (vencer corridas, melhorar a saúde) e preferências pessoais. Algumas pessoas adoram longas e descontraídas corridas ou caminhadas; outros amam a adrenalina de ir com força, ou simplesmente querem acabar com isso. Se você aumenta a intensidade ou o volume para extremos suficientes, Joyner sugere, que você provavelmente pode mais ou menos maximizar as adaptações fisiológicas que você é capaz de obter com o exercício.
Para mim, está dizendo que o atleta daquela corrida de 1964, cuja formação mais se parece com o que os atletas modernos escolheram, é Dellinger, que fez um pouco de tudo. Como o debate sobre o Bispo-Gibal ilustra, há argumentos fisiológicos que apoiam o volume e a intensidade. Mas fazer sempre a mesma coisa pode deixá-lo louco. Se você for olhar para além de estudos que duram apenas algumas semanas ou meses e perguntar qual variável de treinamento é a mais importante para sustentar um compromisso vitalício com a aptidão física, então eu colocaria em votação ‘todas as opções acima’”.
Conclusão, segundo o artigo publicado na Outside USA: nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Mesclar intensidade (correr rápido) e volume (correr longas distâncias), tudo junto e misturado - ainda que cada um a seu tempo, mas sempre com a indispensável orientação de um educador físico -, pode ser uma boa estratégia de treinamento.
Bons treinos!
Compartilhe
Capixaba de Ferro
14/08/2019 | 06h16
O Capixaba de Ferro foi criado no dia 13 de maio de 2016. O Espírito Santo tem um grupo muito grande de triatletas de longa distância, e com um terreno perfeito para a pratica da modalidade, o criador do evento, decidiu chamar 30 atletas amadores experientes para fazer o primeiro triathlon Iron Distance do estado.
Dia 7 de setembro de 2016, 25 atletas cruzaram o pórtico de chegada na Praia da Costa em Vila Velha, apoiados por seus familiares e amigos, entrando pra história do triathlon Capixaba como os primeiros triatletas a se tornarem Capixaba de Ferro, realizando o primeiro triathlon Iron Distance em solo Espírito-santense.
Neste fim de semana (17) vai acontecer a 4ª edição oficial deste emblemático evento. Alguns atletas de Campos estarão por lá em busca de diversão. Por aqui, estaremos na torcida. Bons treinos!
Compartilhe
Lenda e realidade - a fascinante maratona de Atenas
12/08/2019 | 10h47
Uma das mais duras, lendárias e fascinantes provas do atletismo é a maratona. História, superação, movimento, romance e drama se misturam.
Eis um pouco do que se sabe a respeito da origem da maratona (aqui):
"Reza a lenda que, no ano de 490 a.C., quando os soldados atenienses partiram para a planície de Marathónas para combater os persas na Primeira Guerra Médica, suas mulheres ficaram ansiosas pelo resultado porque os inimigos haviam jurado que, depois da batalha, marchariam sobre Atenas, violariam suas mulheres e sacrificariam seus filhos. Ao saberem dessa ameaça, os gregos deram ordem a suas esposas para, se não recebessem a notícia da sua vitória em 24 horas, matar seus filhos e, em seguida, suicidarem-se.
 Os gregos ganharam a batalha, mas a luta levou mais tempo do que haviam pensado, de modo que temeram que elas executassem o plano. Para evitar isso, o general grego Milcíades ordenou a seu melhor corredor, o soldado e atleta Fidípedes, que corresse até Atenas, situada a cerca de 40 km dali, para levar a notícia. Fidípedes correu essa distância tão rapidamente quanto pode e, ao chegar, conseguiu dizer apenas "vencemos", e caiu morto pelo esforço.
 No entanto, Heródoto conta – no que é considerada por historiadores modernos como apenas uma versão romanceada – que, na realidade, Fidípedes foi enviado antes da batalha a Esparta e outras cidades gregas para pedir ajuda, e que tivera de correr duzentos e quarenta quilômetros em dois dias, voltando à batalha com os reforços necessários para vencer os persas. Só depois disso, teria corrido até Atenas para anunciar a vitória e então morrer pelo esforço.
 Seja como for, cerca de 2400 anos mais tarde, em 1896, quando da criação dos primeiros Jogos Olímpicos da Era Moderna, Fidípides foi homenageado com a criação dessa prova, cuja distância foi estipulada em cerca de 40 km – a distância aproximada de Maratona a Atenas – mas que desde 1921 tornou-se oficialmente de 42,195 km, depois de ser disputada nesta distância em Londres 1908".
Mas a lenda pode se tornar realidade. Basta ter preparação adequada e condições de estar na Grécia no próximo dia 10 de novembro. Dá para experimentar um pouco do que Fidípedes sentiu e participar da maratona de Atenas. A prova começa na cidade de Maratona e termina no Estádio Olímpico de Panathinaiko, em Atenas, reeditando, em grande medida, o trajeto original percorrido pelo soldado grego há milênios. Inscrições ainda abertas (aqui).
Mesmo que não seja viável, por qualquer motivo, participar da prova de Atenas, vale a experiência de se preparar adequadamente para uma maratona e realizá-la com saúde, seja onde for e inspirado pela fascinante lenda.
Bons treinos!
Compartilhe
Mudou!
11/08/2019 | 22h32
A Dez Milhas Garoto, que era dia 1º de setembro, mudou para o dia 29 do mesmo mês. Já a Corrida Garotada, vai ser um dia antes, 28 de setembro. Abaixo, comunicado da organização: 

“Visando proporcionar maior participação de atletas de outros estados e evitar conflitos com grandes provas no calendário nacional de corrida de rua, a Nestlé e Chocolates Garoto optaram por realizar a 10 Milhas Garoto em 29 de setembro de 2019 e 17º Corrida Garotada em 28 de setembro de 2019”. 
As inscrição pode ser feita por aqui: www.dezmilhasgaroto.com.br
Bons treinos!
Compartilhe
Novo colaborador do blog
09/08/2019 | 21h14
O corredor, Maratonista e Promotor de Justiça - não necessariamente nesta ordem - Victor Queiroz, com uma escrita de característica fina, que instiga boas reflexões acerca do movimento humano, é o mais novo colaborador do blog.
Seja bem-vindo, Victor, o Ser Motriz te recebe de braços abertos, boas passadas e com pace baixo. Sucesso nesta caminhada em busca de informar e motivar as pessoas numa época em que o sedentarismo ainda domina o mundo. Bons treinos!
Compartilhe
Sucesso!
08/08/2019 | 05h22
Se depender do entusiasmo dos competidores, o IRONMAN® 70.3® São Paulo, programado para o dia 10 de novembro, na Cidade Universitária de São Paulo – USP, será um sucesso antes mesmo de sua estreia. Exatamente uma semana após a abertura das inscrições, a prova atingiu seu limite de atletas, com 1700 confirmações. Esse é o melhor exemplo da importância de uma etapa do Circuito IRONMAN® 70.3® em uma das mais importantes cidades do mundo.

A disputa paulista contará com um expressivo número de triatletas que farão sua estreia na distância 70.3, ou seja 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida. Isso porque aproveitarão a chance de competir em casa – São Paulo é o maior centro do país na prática do triatlo -, fortalecendo ainda mais o esporte.

“Estamos muito contentes com essa receptividade. Atingir o limite técnico em tão pouco tempo e em sua estreia são fatos que comprovam a importância da capital paulista no cenário esportivo. Estamos ansiosos por essa estreia e vamos fazer uso de toda nossa experiência e profissionalismo para garantir uma experiência incrível aos inscritos”, destaca Carlos Galvão, CEO da Unlimited Sports, organizadora do prova

O IRONMAN 70.3 São Paulo oferecerá 30 vagas aos atletas para o IRONMAN® 70.3® World Championship, programado para os dias 28 e 29 de novembro de 2020, em Taupõ, na Nova Zelândia. O IRONMAN® 70.3® São Paulo será o quinto do gênero no país, ao lado de Florianópolis (SC), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ) e Fortaleza (CE).

A etapa paulista terá a parte da natação, com uma volta, na Raia Olímpica da Cidade Universitária de São Paulo. Em seguida, duas voltas em um circuito de bike na Marginal Pinheiros, e finalizando com três voltas de corrida dentro do campus da USP. O desafio, que tem o limite de 8 horas de duração, promete ser um evento emocionante para o público, que poderá acompanhá-lo gratuitamente.

Além de reunir competidores, o IRONMAN® 70.3® São Paulo ainda contribuirá com a economia da cidade. São esperados cerca de oito mil pessoas durante os cinco dias do evento, o que deve gerar cerca de 19,2 milhões em movimentação econômica. Rede hoteleira, de restaurantes, lojas e shoppings serão beneficiados com os visitantes, confirmando a força do evento e do esporte de alto nível.

Programação

Local – Universidade de São Paulo (USP) – Portão 1: Praça Prof. Reynaldo Porchat, S/N – Butantã

CEPEUSP – Centro de Praticas Esportivas da Universidade de São Paulo

7 de novembro – USP

14h – 19h – EXPO IRONMAN® – Cepeusp
14h – 18h – Entrega de kits – Expo (Cepeusp)
8 de novembro – USP

9h – 19h – EXPO IRONMAN® – Cepeusp
9h – 18h – Entrega de kits expo (Cepeusp)
10h – Congresso Técnico online*
português / inglês Youtube – Unlimited Sports Brasil
16h – 17h – Plantão de dúvidas sobre o Congresso Técnico com os diretores de prova – Stand do SAC (Expo)
*Assistir ao Congresso Técnico no canal da Unlimited Sports no Youtube é obrigatório.

9 de novembro – USP

9h – 19h – EXPO IRONMAN® – Cepeusp
9h – 12h – Entrega de kits EXPO(Cepeusp)
10h – 11h – Plantão de dúvidas sobre o Congresso Técnico com os diretores de prova Stand do SAC (EXPO)
14h – 19h – Bike Check-in
14h – 15h – números 1301 – 1650
15h01 – 16h – números 1001 – 1300
16h01 – 17h – números 0701 – 1000
17h01 – 18h – números 0401 – 0700
18h01 – 19h – números 0001 – 0400 – Transição (pista de atletismo)
10 de novembro – USP

8h – 20h – EXPO IRONMAN® – Cepeusp
5h -6h25 – Acesso dos atletas à área de transição (pista de atletismo)
6h45 – 7h20 – Largada faixa etária em ondas
6h45 – M 35-39 / M 50-54
6h52 – M 18-24 / m 40-44 ao 458) / m 55+
6h59 – M 30-34 (a-j) / M 45-49 (a-j)
7h06 – M 25-29 / M 35-39
7h13 – M 30-34 / M 40-44 / M 45-49
7h20 – todas as mulheres – Raia Olímpica
12h – Premiação – top 3 – chegada (pista de atletismo)
13h – 16h – Bike Check-out – transição (pista de atletismo)
13h – 16h – Achados e perdidos – transição (pista de atletismo)
19h – Premiação faixa etária – pista de atletismo
20h – Distribuição de vagas IRONMAN® 70.3® world Championship 2020 – pista de atletismo
** programação sujeita à alteração até a exibição do congresso técnico online.
Bons treinos!
Compartilhe
Dia do maratonista
07/08/2019 | 12h06
O dia 7 de agosto é considerado o dia do maratonista. Trata-se de uma homenagem ao atleta etíope Abebe Bikila, que nasceu no dia 7 de agosto de 1932 e venceu duas maratonas olímpicas (Roma em 1960 e Tóquio em 1964), sendo considerado por gente do ramo como um dos maiores maratonistas de todos os tempos.
“Se você quer correr, corra 1 milha. Se quer mudar sua vida, corra uma maratona”, disse Emil Zatopek, famoso corredor tcheco da década de 50.
Mas o que leva uma pessoa a se desdobrar física e mentalmente, e correr 42.195 metros? O que se busca? Ganhar medalha? Conhecer outros lugares? Dar exemplo? Conhecer a si mesmo? Conhecer outras pessoas? Levar uma vida mais saudável e contemplativa? Ou tudo isso e muito mais? Impossível responder com exatidão.
O fato é que treinar para correr, especialmente as longas distâncias, é uma experiência transformadora, como já disse Zatopek, que nos permite chegar cada vez mais perto das respostas a todas as perguntas que nos fazemos.
A vida é uma maratona.
Parabéns a todos os corredores, e em especial aos maratonistas. Bons treinos!
Compartilhe
Sobre o autor

Marcos Almeida

[email protected]

Marcos Almeida é assessor esportivo, especialista em Ciência da Musculação e mestre em Ciência da Motricidade Humana.