FN Adventure - Trail Run em Santo Amaro
28/09/2021 | 20h59
<div style="text-align: justify;">No pr&oacute;ximo dia 17 de outubro, em corrida feita para 100 atletas, num evento j&aacute; cancelado algumas vezes por conta da pandemia, a FN Adventure desta vez vai de fato fluir.</div> <div style="text-align: justify;">O evento ser&aacute; realizado em Santo Amaro - ja realizei algumas por l&aacute; na &eacute;poca da Campos Run - num local que j&aacute; tem tradi&ccedil;&atilde;o em corrida de rua, em percurso de 6km com largada &agrave;s 8h30.</div> <div style="text-align: justify;">O organizador da prova e a prova merecem ser prestigiados pelos amantes da corrida, em especial nesta &eacute;poca de car&ecirc;ncia na modalidade, onde um pequeno evento mas feito com o cora&ccedil;&atilde;o, vai ser uma grande festa.</div> <div style="text-align: justify;">Informa&ccedil;&otilde;es adicionais, via whatsapp, para o n&uacute;mero 22999924729 com as inscri&ccedil;&otilde;es ja no fim, em informa&ccedil;&atilde;o pr&eacute;via do organizador da prova. Bons treinos!</div> <div>&nbsp;</div>
Comentar
Compartilhe
Prova na montanha tem mesmo que ir treinar na montanha?
25/09/2021 | 17h07
<div style="text-align: justify;">V&aacute;rias provas retornando pelo Pa&iacute;s, Maratonas, meias, 10km e 5km mais algumas ultras. No exterior, segue o mesmo caminho, possibilitando as assessorias e atletas melhorar demandas assim como aumentar a fideliza&ccedil;&atilde;o dos clientes com objetivos claros e definidos, que s&atilde;o as provas com datas marcadas.</div> <div style="text-align: justify;">Neste universo de retorno das provas acompanho um movimento sempre repetitivo, que &eacute; o treinamento para provas de aventura - a Xc B&uacute;zios &eacute; um exemplo bem claro nesta modalidade por aqui - onde parece que todos partem para as montanhas buscando "adaptar" o organismo para as subidas e descidas da programada aventura.</div> <div style="text-align: justify;">Muitos que estavam parados na corrida me parecem que de repente fazem uma muta&ccedil;&atilde;o de local de treinos, subindo e descendo ladeiras, morros mais corridas em trilhas em busca de cruzar o p&oacute;rtico encantado mais inteiro. Ser&aacute;?</div> <div style="text-align: justify;">Bem, imagino que todos fa&ccedil;am isso em busca da interessante Especificidade - que &eacute; um Princ&iacute;pio do Treinamento Desportivo de fato muito importante mesmo, mas por vezes aplicado de forma errada, ou em momento inoportuno.</div> <div style="text-align: justify;">Ser&aacute; que neste in&iacute;cio n&atilde;o seria hora de desenvolver melhorias para o organismo em face da import&acirc;ncia de treinos que estimulem a capilariza&ccedil;&atilde;o, o aporte de gorduras como combust&iacute;vel principal, a melhora da eje&ccedil;&atilde;o de sangue pela cavidade esquerda do cora&ccedil;&atilde;o, dentre outros benef&iacute;cios, em detrimento de treinos com elevada frequ&ecirc;ncia card&iacute;aca, focados da fisiologia central e n&atilde;o perif&eacute;rica?&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Se me perguntassem o que fazer tamb&eacute;m n&atilde;o saberia responder de imediato, tendo que fazer um estudo mais detalhado de cada um. Mas certamente daria a possibilidade de trabalhar muito mais o sistema perif&eacute;rico que o central, e tudo seria feito com muito mais conforto e seguran&ccedil;a.&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Um contraponto para quebrar alguns paradigmas estabelecidos que repetimos muito mais dos que refletimos a respeito. Outro exemplo interessante &eacute; o aumento de volume em 10% semanal como fator de seguran&ccedil;a.</div> <div style="text-align: justify;">Ah, mais este assunto vai ficar para um dos pr&oacute;ximos posts.&nbsp;Bons treinos!</div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;</div>
Comentar
Compartilhe
Corrida de longa distância não constrói bons ossos. E agora, quem poderá nos salvar?
05/09/2021 | 22h13
<div style="text-align: justify;"><em>&Eacute; do conhecimento comum que esportes de resist&ecirc;ncia, especificamente corrida de longa dist&acirc;ncia, n&atilde;o s&atilde;o f&aacute;ceis para o esqueleto. Como disse o renomado especialista em les&otilde;es por estresse &oacute;sseo, o Professor Stuart Warden, "nem todos os atletas t&ecirc;m bons esqueletos e a corrida de longa dist&acirc;ncia n&atilde;o constr&oacute;i bons ossos"! Al&eacute;m de dar um tempo para que o corpo se recupere, poucas s&atilde;o as a&ccedil;&otilde;es, como o aumento da hidrata&ccedil;&atilde;o, que os treinadores podem incentivar para promover uma melhor sa&uacute;de &oacute;ssea em seus atletas. Mas, primeiro, vamos explorar os tipos comuns de estresse &oacute;sseo e como eles ocorrem.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Por que acontecem les&otilde;es por estresse &oacute;sseo</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Acredita-se que as les&otilde;es por estresse &oacute;sseo ocorram a uma taxa de aproximadamente 20% ao ano em corredores e geralmente s&atilde;o causadas por algum tipo de erro de carregamento. Existem v&aacute;rios fatores de risco com rela&ccedil;&atilde;o a les&otilde;es &oacute;sseas, incluindo dieta, sexo, altera&ccedil;&otilde;es no volume e intensidade do treinamento e hist&oacute;rico de les&otilde;es &oacute;sseas por estresse. Infelizmente, quando um atleta sofre uma les&atilde;o, &eacute; prov&aacute;vel que experimente outra.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Les&otilde;es por estresse &oacute;sseo v&ecirc;m em uma ampla gama - de dores nas canelas moderadamente sintom&aacute;ticas (ou s&iacute;ndrome de estresse tibial medial) a uma fratura por estresse substancial e dolorosa.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Se voc&ecirc; pudesse ver atrav&eacute;s do corpo humano e apenas olhar para os ossos de um corredor, (ou de qualquer pessoa), voc&ecirc; veria um grande n&uacute;mero de microfissuras. Todas essas microfissuras teriam idades diferentes e s&atilde;o consideradas perfeitamente saud&aacute;veis. Cada corrida causa um pequeno dano aos nossos ossos, mas geralmente, esse dano &eacute; reparado pelo corpo. O tempo de reparo varia de acordo com a gravidade, com a mineraliza&ccedil;&atilde;o completa levando at&eacute; um ano.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Sa&uacute;de &Oacute;ssea e Hidrata&ccedil;&atilde;o</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>V&aacute;rios fatores podem promover uma boa sa&uacute;de &oacute;ssea. Isso inclui exerc&iacute;cios pliom&eacute;tricos, otimiza&ccedil;&atilde;o do sono, recupera&ccedil;&atilde;o estrat&eacute;gica, bem como a manuten&ccedil;&atilde;o de uma dieta equilibrada. Mas um fator essencial frequentemente esquecido &eacute; a hidrata&ccedil;&atilde;o.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Apesar da falta de estudos abundantes abordando les&otilde;es por estresse &oacute;sseo e hidrata&ccedil;&atilde;o, existem algumas evid&ecirc;ncias que oferecem informa&ccedil;&otilde;es valiosas sobre a sa&uacute;de &oacute;ssea e estrat&eacute;gias de hidrata&ccedil;&atilde;o para atletas.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Um artigo, publicado no Journal of Sports Sciences, estudou o impacto das pr&aacute;ticas de controle de peso na sa&uacute;de &oacute;ssea de j&oacute;queis. Este estudo descobriu que cerca de metade dos j&oacute;queis da amostra sofria de osteopenia (baixa densidade &oacute;ssea). Os j&oacute;queis tamb&eacute;m estavam cronicamente desidratados. Como tal, parece haver uma correla&ccedil;&atilde;o entre baixa densidade &oacute;ssea e desidrata&ccedil;&atilde;o, mas existem algumas conting&ecirc;ncias a serem observadas.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Em primeiro lugar, correla&ccedil;&atilde;o n&atilde;o &eacute; causa - &eacute; improv&aacute;vel que a desidrata&ccedil;&atilde;o fosse a &uacute;nica causa da baixa densidade &oacute;ssea entre esses j&oacute;queis. No entanto, pode ser um fator contribuinte ao lado de dietas pouco saud&aacute;veis e d&eacute;ficit cr&ocirc;nico de energia resultante, que geralmente resulta em densidade &oacute;ssea reduzida. Al&eacute;m disso, &eacute; importante observar que o treinamento do j&oacute;quei &eacute; muito diferente do dos corredores, portanto n&atilde;o podemos tirar conclus&otilde;es sobre os tipos de esporte de forma eficaz.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Outro estudo, publicado no British Journal of Sports Medicine, intitulado &lsquo;Preocupa&ccedil;&otilde;es com a nutri&ccedil;&atilde;o e hidrata&ccedil;&atilde;o da jogadora de futebol feminino&rsquo;, encontrou resultados semelhantes, apesar de considerar o tipo de esporte diferente. Os atletas em estudo estavam cronicamente subalimentados e sub-hidratados. Como resultado, o estudo concluiu que "essa desidrata&ccedil;&atilde;o afeta negativamente a habilidade".</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Correr n&atilde;o &eacute; t&atilde;o t&eacute;cnico quanto o futebol, mas sabemos que uma quebra de forma pode causar patinagem excessiva, o que se qualifica como um erro de carregamento. Isso torna mais prov&aacute;vel uma les&atilde;o &oacute;ssea por estresse. Como tal, &eacute; razo&aacute;vel concluir que se pode reduzir a probabilidade de sofrer uma les&atilde;o por estresse &oacute;sseo treinando em um estado bem hidratado.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Tirar conclus&otilde;es</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Se voc&ecirc; est&aacute; pensando em pedir ao seu atleta para alterar substancialmente sua estrat&eacute;gia de hidrata&ccedil;&atilde;o durante o treinamento, voc&ecirc; precisa considerar os pr&oacute;s e os contras. Essa mudan&ccedil;a far&aacute; com que eles se sintam menos confort&aacute;veis durante a corrida? Isso os colocar&aacute; em maior risco de hiponatremia? De modo geral, aumentar a hidrata&ccedil;&atilde;o raramente &eacute; uma coisa ruim, mas conversar com seu atleta e agir com cautela aumentar&aacute; suas chances de sucesso.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Se o seu atleta est&aacute; em maior risco ou sofreu uma les&atilde;o &oacute;ssea por estresse, voc&ecirc; pode errar ao optar por uma estrat&eacute;gia de hidrata&ccedil;&atilde;o um pouco mais agressiva. No entanto, &eacute; recomendado tamb&eacute;m emparelhar isso com a avalia&ccedil;&atilde;o de sua otimiza&ccedil;&atilde;o de carga, marcando exerc&iacute;cios pr&eacute;-habituais e discutindo melhorias na dieta.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Fonte: <a href="https://www.trainingpeaks.com/coach-blog/hydration-bone-stress-injuries/">Training Peaks</a></em></div>
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marcos Almeida

[email protected]