Novos mitos do esporte
29/12/2020 | 19h31
<div>Ap&oacute;s antigos mitos no esporte - exerc&iacute;cio abdominal tira barriga, dentre outros - temos algumas novas falsas premissas, que seguem.</div> <div>-T&eacute;nis e seus tipos de pisadas tem muita import&acirc;ncia</div> <div>-Treino &eacute; na areia significa que o treino &eacute; de base</div> <div>-Corrida se melhora com educativos</div> <div>-S&atilde;o Silvestre &eacute; Maratona</div> <div>-Triathlon s&atilde;o tr&ecirc;s esportes</div> <div>-Sensa&ccedil;&otilde;es durante performance s&atilde;o os melhores instrumentos de avalia&ccedil;&atilde;o</div> <div>-Desenhar treinos sem viv&ecirc;ncia pr&aacute;tica</div> <div>-No pain no gain</div> <div>-Vou te ensinar a correr...</div> <div>Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Praça do Flamboyant vira lixão na atual gestão!!!
25/12/2020 | 18h41
<div style="text-align: justify;"><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/12/25/170x96/1_img_6127-1718514.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fe65c0cf33f3', 'cd_midia':1718514, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/12/25/img_6127-1718514.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '551', 'cd_midia_h': '635', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:551px;height:635px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/12/25/img_6127-1718514.jpg" alt="" width="551" height="635"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;">Um dos locais de maior acesso pela popula&ccedil;&atilde;o na cidade destinada ao lazer e ao tempo livre - crian&ccedil;as, jovens e idosos - sendo um verdadeiro o&aacute;sis nesta &eacute;poca de pandemia, com a possibilidade das mais variadas pr&aacute;ticas esportivas, desde&nbsp;Tai Chi Chuan - com uma grande participa&ccedil;&atilde;o de idosos - mais atividades livres e personalizadas, virou local de desova de lixo dos mais variados.</div> <div style="text-align: justify;">Muitas reclama&ccedil;&otilde;es j&aacute; foram feitas, gerando inclusive abaixo assinado dos moradores e frequentadores da pra&ccedil;a, tentando diretamente com a atual gest&atilde;o na prefeitura, mas para variar n&atilde;o foi atendida (o que talvez explique um dos motivos da derrota do atual prefeito na sua fracassada tentativa de reelei&ccedil;&atilde;o, que foi n&atilde;o ouvir a populac&atilde;o).</div> <div style="text-align: justify;">A nota j&aacute; foi dada anteriormente (<a href="http://www.folha1.com.br/_conteudo/2020/12/blogs/pontodevista/1268305-coleta-seletiva-vira-lixao-em-praca-no-flamboyant.html#disqus_thread">aqui</a>), no vizinho Ponto de Vista, blog mais lido da cidade e com informa&ccedil;&otilde;es sempre em primeira m&atilde;o, mostrando o descaso total dos atuais governantes.</div> <div style="text-align: justify;">Com esta promissora mudan&ccedil;a de gest&atilde;o, todos n&oacute;s, frequentadores e prestadores de servi&ccedil;os na respectiva pra&ccedil;a, acreditamos que o problema ser&aacute; definitivamente resolvido, visto a menos de 1km j&aacute; existir um lix&atilde;o em local mais apropriado.&nbsp;Na torcida por aqui por dias melhores para todos. Bons treinos.</div>
Comentar
Compartilhe
Fim de ano e distanciamento social agravam depressão em idosos
25/12/2020 | 17h33
<div style="text-align: justify;">No grupo de risco da pandemia da Covid-19, a popula&ccedil;&atilde;o idosa pode sentir sintomas de depress&atilde;o se agravarem no fim do ano.</div> <div>Por recomenda&ccedil;&otilde;es da OMS (Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de) e de m&eacute;dicos infectologistas, os idosos devem refor&ccedil;ar o isolamento social para evitar a contamina&ccedil;&atilde;o pelo novo coronav&iacute;rus. Afinal, pessoas com mais de 60 anos e com comorbidades tendem a sofrer os efeitos mais graves da doen&ccedil;a.</div> <div>&ldquo;O problema &eacute; que o idoso tamb&eacute;m &eacute; do grupo de risco de sa&uacute;de mental&rdquo;, diz Leandro Valiengo, psiquiatra do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Cl&iacute;nicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de S&atilde;o Paulo).</div> <div>Mesmo fora do contexto da pandemia, essa popula&ccedil;&atilde;o j&aacute; enfrenta doen&ccedil;as causadas pelo envelhecimento, perda de parceiros e de amigos de longa data, al&eacute;m de lidar com quest&otilde;es psicol&oacute;gicas que envolvem a pr&oacute;pria finitude.</div> <div>Nos &uacute;ltimos meses, inseridas no isolamento social provocado pela pandemia, essas preocupa&ccedil;&otilde;es se tornaram mais urgentes.</div> <div>&ldquo;Os idosos est&atilde;o enfrentando uma diminui&ccedil;&atilde;o da intera&ccedil;&atilde;o social, que geralmente &eacute; maior nessa &eacute;poca do ano. Isso acaba agravando os sintomas de depress&atilde;o e de ansiedade&rdquo;, observa Valiengo.</div> <div>O psiquiatra explica que a depress&atilde;o no idoso costuma ser mais grave do que no resto da popula&ccedil;&atilde;o. &ldquo;S&atilde;o depress&otilde;es mais cr&ocirc;nicas, que duram mais tempo.&rdquo;</div> <div>Valiengo &eacute; coordenador de uma pesquisa que utiliza a estimula&ccedil;&atilde;o magn&eacute;tica transcraniana (EMTr) para tratar depress&atilde;o em idosos. &Eacute; uma tecnica nao invasiva que utiliza campos magneticos para estimular pequenas regioes do cerebro por inducao eletromagnetica.</div> <div>&ldquo;A estimula&ccedil;&atilde;o magn&eacute;tica transcraniana pode ser uma boa alternativa de tratamento para quem n&atilde;o sente melhora mesmo com o uso de medicamentos&rdquo;, explica Valiengo.</div> <div>A depress&atilde;o em idosos pode se manifestar de diversas formas que v&atilde;o al&eacute;m dos sintomas t&iacute;picos da doen&ccedil;a, como a tristeza profunda e o des&acirc;nimo. A falta de mem&oacute;ria, por exemplo, &eacute; um ind&iacute;cio que pode ser confundido com dem&ecirc;ncia e dificultar o diagn&oacute;stico da doen&ccedil;a.</div> <div>Para minimizar os efeitos que a solid&atilde;o pode provocar nesse per&iacute;odo, especialmente para aqueles que est&atilde;o distantes da fam&iacute;lia e dos amigos, Valiengo indica encontros virtuais, por meio de aplicativos, ou liga&ccedil;&otilde;es telef&ocirc;nicas.</div> <div>O m&eacute;dico, no entanto, ressalta que sintomas depressivos cont&iacute;nuos devem ser avaliados por profissionais da sa&uacute;de mental, como psiquiatras e psic&oacute;logos.</div> <div style="text-align: justify;">Fonte: <em><a href="https://saudemental.blogfolha.uol.com.br/">Blog Sa&uacute;de Mental</a></em></div>
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marcos Almeida

[email protected]