Empatia em tempos de crise do coronavírus
30/04/2020 | 20h11
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;"><em>Para a ci&ecirc;ncia, empatia &eacute; uma habilidade socioemocional de m&uacute;ltiplas faces. Tem um lado biol&oacute;gico e heredit&aacute;rio, determinado por sequ&ecirc;ncias do genoma humano j&aacute; identificadas. Os beb&ecirc;s desde muito cedo conseguem discernir o sorriso do pranto, imitando-os para refletir a emo&ccedil;&atilde;o que observaram. A express&atilde;o da empatia &eacute; interpessoal: o sorriso do beb&ecirc; acompanha o sorriso da m&atilde;e. Ambos vivenciam a mesma emo&ccedil;&atilde;o.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>A empatia pode ser modulada pela sociedade, capaz de ensinar as pessoas a calibrar a viv&ecirc;ncia emocional compartilhada com outros. Para os profissionais de sa&uacute;de, essa habilidade calibrada &mdash; o chamado controle executivo da empatia &mdash; &eacute; essencial para o bem cuidar. Os pacientes se sentem acolhidos quando percebem o compartilhamento solid&aacute;rio de suas dores por parte dos m&eacute;dicos, enfermeiros e outros cuidadores.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>No entanto, raramente os curr&iacute;culos escolares incluem habilidades socioemocionais como essa. E nem sempre as faculdades da &aacute;rea da sa&uacute;de ensinam aos estudantes as t&eacute;cnicas de modular a empatia no n&iacute;vel necess&aacute;rio para melhor atender os pacientes. H&aacute; estudos que mostram melhores n&iacute;veis de glicemia e colesterol em pacientes diab&eacute;ticos tratados por m&eacute;dicos emp&aacute;ticos, e aumento da imunidade de pacientes com quadros gripais severos quando percebem o compartilhamento emocional dos profissionais de sa&uacute;de com as suas dores.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Uma recente revis&atilde;o dos estudos sobre empatia esclarece os mecanismos neurais subjacentes. Quando um m&eacute;dico interage com um paciente em sofrimento, ambos ativam as vias neurais da dor de modo semelhante &mdash; dos neur&ocirc;nios sensoriais que inervam os pulm&otilde;es, por exemplo, at&eacute; as regi&otilde;es perceptuais do c&oacute;rtex cerebral. Mas h&aacute; um momento em que a percep&ccedil;&atilde;o dolorosa tem que gerar comportamentos.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Os pacientes produzem movimentos de retra&ccedil;&atilde;o motora, vocaliza&ccedil;&otilde;es e choro. Nos profissionais de sa&uacute;de n&atilde;o pode ser assim: &eacute; preciso controlar esses comportamentos e, ao contr&aacute;rio, liberar as a&ccedil;&otilde;es de compreens&atilde;o e cuidado terap&ecirc;utico. Nesse momento, as regi&otilde;es cerebrais ativas em pacientes e m&eacute;dicos se tornam distintas, e estes entram em a&ccedil;&atilde;o para curar ou mitigar sintomas.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Em momentos de crise como o que vivemos, tudo se subverte. O sofrimento das pessoas &eacute; extremo, e a press&atilde;o emp&aacute;tica sobre os profissionais de sa&uacute;de pode se tornar insustent&aacute;vel, transformando-se em estresse e burnout.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Os momentos de crise revelam tamb&eacute;m as pessoas desprovidas de empatia. Forme-se um grupo familiar conduzido sem empatia, ou pior, com frieza e crueldade, e os comportamentos desviantes se tornam prevalentes. Se forem pessoas p&uacute;blicas, como ocorre atualmente no Brasil, o estrago pol&iacute;tico e social passa a ser enorme.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Esse &eacute; outro ensinamento que poderemos levar da crise que nos assola, para melhor conduzir a reconstru&ccedil;&atilde;o que nos aguarda. Precisamos inserir as habilidades socioemocionais na educa&ccedil;&atilde;o de nossas crian&ccedil;as e jovens, inclusive os profissionais de sa&uacute;de. E fomentar a pesquisa cient&iacute;fica &agrave; altura da import&acirc;ncia que a empatia tem para nossa vida.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>ROBERTO LENT</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Neurocientista, professor em&eacute;rito da UFRJ e pesquisador do Instituto D'Or</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Fonte: <span style="color: #000080;"><a style="color: #000080;" href="https://blogs.oglobo.globo.com/a-hora-da-ciencia/post/empatia-em-tempos-de-crise-do-coronavirus.html?utm_source=newsletter&amp;utm_medium=email&amp;utm_campaign=newscorona">Jornal o Globo (Blogs)</a></span></em></div>
Comentar
Compartilhe
Qualidade de vida: definição
29/04/2020 | 12h12
<div style="text-align: justify;">Sobre o t&iacute;tulo do &uacute;ltimo post (aqui), onde sempre fico em d&uacute;vida com o excesso de cita&ccedil;&otilde;es do termo Qualidade de Vida, e seu real significado. Abaixo, tento explicar a sua defini&ccedil;&atilde;o e o meu entendimento sobre.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida (QV) indica o n&iacute;vel das condi&ccedil;&otilde;es b&aacute;sicas e suplementares do ser humano. Estas condi&ccedil;&otilde;es envolvem desde o bem-estar f&iacute;sico, mental, psicol&oacute;gico e emocional, os relacionamentos sociais, como fam&iacute;lia e amigos, e tamb&eacute;m a sa&uacute;de, a educa&ccedil;&atilde;o e outros par&acirc;metros que afetam a vida humana.</div> <div style="text-align: justify;">Existe um m&eacute;todo cient&iacute;fico utilizado para medir a qualidade de vida das pessoas. Por exemplo, a Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de (OMS) elaborou um question&aacute;rio para verificar o n&iacute;vel da qualidade de vida dos diferentes grupos sociais, de diferentes pa&iacute;ses e culturas.</div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;Esse question&aacute;rio &eacute; composto por seis dom&iacute;nios centrais: o f&iacute;sico, o psicol&oacute;gico, o do n&iacute;vel de independ&ecirc;ncia, o das rela&ccedil;&otilde;es sociais, o do meio ambiente e o dos aspectos religiosos.</div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;O IDH - &Iacute;ndice de Desenvolvimento Humano - &eacute; um modo de medir a qualidade de vida nos pa&iacute;ses, comparando a riqueza, a qualidade do processo de alfabetiza&ccedil;&atilde;o, a educa&ccedil;&atilde;o, a expectativa m&eacute;dia de vida, o &iacute;ndice de natalidade e mortalidade, entre outros fatores.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida foi um conceito criado pelo economista J.K. Galbraith, em 1958, que veicula uma vis&atilde;o diferente das prioridades e efeitos dos objetivos econ&ocirc;micos de tipo quantitativo.</div> <div style="text-align: justify;">De acordo com este conceito, as metas pol&iacute;tico-econ&ocirc;micas e sociais n&atilde;o deveriam ser perspectivadas tanto em termos de crescimento econ&ocirc;mico quantitativo e de crescimento material do n&iacute;vel de vida, mas sim de melhoria em termos qualitativos das condi&ccedil;&otilde;es de vida dos homens.</div> <div style="text-align: justify;">Por&eacute;m, Isso s&oacute; seria poss&iacute;vel atrav&eacute;s de um melhor desenvolvimento de infraestrutura social, ligado &agrave; supress&atilde;o das disparidades, tanto regionais como sociais, &agrave; defesa e conserva&ccedil;&atilde;o do meio ambiente, e etc.</div> <div style="text-align: justify;">Para garantir uma boa qualidade de vida, deve-se ter h&aacute;bitos saud&aacute;veis, cuidar bem do corpo, ter uma alimenta&ccedil;&atilde;o equilibrada, relacionamentos saud&aacute;veis, ter tempo para o lazer e v&aacute;rios outros h&aacute;bitos que fa&ccedil;am o indiv&iacute;duo se sentir bem.</div> <div style="text-align: justify;">Essas a&ccedil;&otilde;es acarretam boas consequ&ecirc;ncias para o indiv&iacute;duo, que passa a usar o humor para lidar com situa&ccedil;&otilde;es de stress, e fazer com que sinta que tem controle sobre sua pr&oacute;pria vida.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida &eacute; diferente de padr&atilde;o de vida, e muitas pessoas confundem os termos. Padr&atilde;o de vida &eacute; uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e servi&ccedil;os que determinada pessoa ou grupo pode ter acesso.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida no trabalho</div> <div style="text-align: justify;">O conceito da qualidade de vida aplicado no mercado de trabalho (QVT &eacute; a sigla de Qualidade de Vida no Trabalho), significa mensurar o n&iacute;vel de satisfa&ccedil;&atilde;o do profissional em compara&ccedil;&atilde;o &agrave; fun&ccedil;&atilde;o desempenhada dentro de determinada empresa, ou seja, o modo como este est&aacute; posicionado e &eacute; reconhecido dentro da sua entidade empregat&iacute;cia.</div> <div style="text-align: justify;">Existem v&aacute;rios m&eacute;todos para propiciar um aumento do desenvolvimento das rela&ccedil;&otilde;es humanas dentro do &acirc;mbito do trabalho, seja na &aacute;rea gerencial, na infraestrutura, na sa&uacute;de e etc.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida e sa&uacute;de</div> <div style="text-align: justify;">Geralmente, sa&uacute;de e qualidade de vida s&atilde;o dois temas muito relacionados, uma vez que a sa&uacute;de contribui para melhorar a qualidade de vida dos indiv&iacute;duos e esta &eacute; fundamental para que um indiv&iacute;duo ou comunidade tenha sa&uacute;de.</div> <div style="text-align: justify;">Qualidade de vida e alimenta&ccedil;&atilde;o</div> <div style="text-align: justify;">A qualidade de vida tamb&eacute;m est&aacute; relacionada com os h&aacute;bitos alimentares.</div> <div style="text-align: justify;">Ter uma alimenta&ccedil;&atilde;o saud&aacute;vel e equilibrada &eacute; muito importante para o bem-estar de um indiv&iacute;duo. Quando o organismo recebe as quantidades ideais dos nutrientes e vitaminas que precisa, a sua sa&uacute;de fica equilibrada e, consequentemente, a sua qualidade de vida melhora.</div> <div style="text-align: justify;">Em s&iacute;ntese, QV &eacute; um termo muito aberto para ser definido como. Como exemplo cito que um simples banho est&aacute; incluso na defini&ccedil;&atilde;o da palavra, ou seja, s&atilde;o muitos os itens que a definem.</div> <div style="text-align: justify;">Como por exemplo posso citar tamb&eacute;m o treinamento nas suas mais variadas modalidades. Todas proporcionam QV, &eacute; inerente &agrave; a&ccedil;&atilde;o - a n&atilde;o ser que esta venha a trazer problemas, estress, ou algum tipo de desgaste. Mas em linhas gerais, o treinamento faz parte de um dos itens que podem proporcionar qualidade, de vida. Bons treinos.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div>
Comentar
Compartilhe
Por que?
28/04/2020 | 19h57
<div style="text-align: justify;">Por que profissionais de sa&uacute;de citam muito a palavra "qualidade de vida" visto ser um termo t&atilde;o amplo no sentido <em>latu sensu</em> da palavra?</div> <div style="text-align: justify;">Por que profissionais de sa&uacute;de citam muito "bem estar f&iacute;sico e mental" se somos um organismo &uacute;nico e indivis&iacute;vel? Por que? Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias (3)
27/04/2020 | 12h13
<div style="text-align: justify;">As diretrizes abaixo, constru&iacute;das pelo Cref - Conselho Regional de Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica - dizem respeito ao processo de reabertura das academias, onde todos os procedimentos foram constru&iacute;dos por &oacute;rg&atilde;os competentes da &aacute;rea-&nbsp;Ecad, Cref e grandes redes de Fitness do Pa&iacute;s - que buscam sinergia para quando o processo for reiniciado, embora a indefini&ccedil;&atilde;o ainda esteja bem presente, em todos os segmentos ou quase todos (alguns j&aacute; funcionam "sem problemas"). Bons treinos!</div> <div style="text-align: justify;"><strong>CREFs Reabertura academias 2020</strong></div> <div style="text-align: justify;"><em>Para preservar a sa&uacute;de dos frequentadores de academias sugerimos que, ap&oacute;s os &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos autorizarem a sua reabertura, todas as academias sigam estes procedimentos de seguran&ccedil;a durante as 4 (quatro) primeiras semanas. O objetivo &eacute; reduzir o risco de contamina&ccedil;&atilde;o do COVID-19 dentro das unidades. DEPOIS DESSE PER&Iacute;ODO, &Eacute; POSS&Iacute;VEL VOLTAR &Agrave; NORMALIDADE DA OPERA&Ccedil;&Atilde;O, assim esperamos.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>Esse material foi constru&iacute;do seguindo as orienta&ccedil;&otilde;es e as informa&ccedil;&otilde;es dos &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos, tais como Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de (OMS) e o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de. Tamb&eacute;m foi tomado como base o hist&oacute;rico de regi&otilde;es onde o pico da pandemia j&aacute; passou e o processo de reabertura das academias j&aacute; est&aacute; sendo realizado, como na China e outros locais da Europa. Para preservar a sa&uacute;de dos frequentadoresde academias, </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>LIMPEZA GERALDAS UNIDADES:</em></div> <div><em>1/Disponibilizar recipientes com &aacute;lcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as &aacute;reas da academia (recep&ccedil;&atilde;o, muscula&ccedil;&atilde;o, peso livre, salas de coletivas, piscina, vesti&aacute;rios, kids room, etc). Durante o hor&aacute;rio de funcionamento da academia, fechar cada &aacute;rea de 1 a 2 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfec&ccedil;&atilde;o dos ambientes.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>2/Posicionar kits de limpeza em pontos estrat&eacute;gicos das &aacute;reas de muscula&ccedil;&atilde;o e peso livre, contendo toalhas de papel e produto espec&iacute;fico de higieniza&ccedil;&atilde;o para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como colchonetes, halteres e m&aacute;quinas. No mesmo local, deve haver orienta&ccedil;&atilde;o para descarte imediato das toalhas de papel.</em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>3/USO OBRIGAT&Oacute;RIO DE EQUIPAMENTO DE PROTE&Ccedil;&Atilde;O INDIVIDUAL (EPIs) PARA FUNCION&Aacute;RIOS, PERSONAL TRAINERS E TERCEIRIZADOS: Devem ser seguidas todas as orienta&ccedil;&otilde;es da Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial de Sa&uacute;de para usodesse equipamento. M&aacute;scaras (por recepcionistas, professores, equipe de limpeza, gerentes e terceiros)&nbsp;</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>4/SE ALGUM COLABORADOR APRESENTAR FEBRE ALTA junto com algum outro sintoma de COVID-19, informar imediatamente &agrave; ger&ecirc;ncia local.&nbsp;3/NO CASO DO USO DE LEITOR DE DIGITAL PARA ENTRADA NA ACADEMIA, deve-se disponibilizar um recipiente de &aacute;lcool em gel a 70% ao lado da catraca. Al&eacute;m disso, o cliente deve ter a op&ccedil;&atilde;o de acessar &agrave; academia comunicando &agrave; recepcionista seu n&uacute;mero de matr&iacute;cula ou seu CPF, para que n&atilde;o precise tocar no leitor digital. </em></div> <div><em>5/ LIMITAR A QUANTIDADE DE CLIENTES QUE ENTRAM NA ACADEMIA: ocupa&ccedil;&atilde;o simult&acirc;nea de 1 cliente a cada 4 m2 (&aacute;reas de treino, piscina e vesti&aacute;rio). </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>6/DELIMITAR COM FITA O ESPA&Ccedil;O em que cada cliente deve se exercitar nas &aacute;reas de peso livre e nas salas de atividades coletivas. Cada cliente deve ficar a 1,5 m de dist&acirc;ncia do outro. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>7/UTILIZAR APENAS 50% DOS APARELHOS DE C&Aacute;RDIO, ou seja, deixar o espa&ccedil;amento de um equipamento sem uso para o outro. Fazer o mesmo com os arm&aacute;rios. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>8/ LIBERAR A SA&Iacute;DA DE &Aacute;GUA no bebedouro somente para uso de garrafas pr&oacute;prias &raquo; </em></div> <div><em>Procedimentos de Reabertura das Academias </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>9/REALIZAR O CONGELAMENTO DOS PLANOS de clientes acima de 60 anos de idade, quando solicitado. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>10/ RENOVAR TODO O AR DO AMBIENTE, DE ACORDO COM A EXIG&Ecirc;NCIA DA LEGISLA&Ccedil;&Atilde;O (pelo menos, 7 vezes por hora), e fazer a troca dos filtros de ar, no m&iacute;nimo 1 vez por m&ecirc;s, usando pastilhas adequadas para higieniza&ccedil;&atilde;o nas bandejas do aparelho. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>11/ COMUNICAR PARA OS CLIENTES TRAZEREM AS SUAS PR&Oacute;PRIAS TOALHAS para ajudar na manuten&ccedil;&atilde;o da higiene dos equipamentos. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>12/ EXP&Ocirc;R AOS CLIENTES TODOS OS MANUAIS DE ORIENTA&Ccedil;&Atilde;O que possam ajudar a combater a contamina&ccedil;&atilde;o do COVID-19. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>13/ CAPACITAR TODOS OS COLABORADORES em como orientar os clientes sobre as medidas de preven&ccedil;&atilde;o. </em></div> <div><em>Procedimentos de Reabertura das Academias </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>Recomeda&ccedil;&otilde;es para piscina:</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>1/Disponibilizar, pr&oacute;ximo&nbsp; &agrave; entrada da piscina, recipiente de &aacute;lcool em gel a 70% para que os clientes usem antes de tocar na escada ou nas bordas da piscina. </em></div> <div style="text-align: justify;"><em>2/ Exigir o uso de chinelos no ambiente de pr&aacute;ticas aqu&aacute;ticas.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>3/Disponibilizar, na &aacute;rea da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua toalha de forma individual. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>4/ Ap&oacute;s o t&eacute;rmino de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Comunica&ccedil;&atilde;o com funcion&aacute;rios, personal trainers e tercerizados: Eles devem receber as devidas orienta&ccedil;&otilde;es sobre: </em></div> <div><em>Utiliza&ccedil;&atilde;o dos EPIs para trabalho. </em></div> <div><em>Limpeza das m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o (como lav&aacute;-las e com qual frequ&ecirc;ncia). O mesmo vale para higieniza&ccedil;&atilde;o com &aacute;lcool em gel. </em></div> <div><em>Utiliza&ccedil;&atilde;o do term&ocirc;metro. </em></div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>Comunica&ccedil;&atilde;o com clientes: Divulgar os comunicados com orienta&ccedil;&otilde;es para clientes sobre: </em></div> <div><em>1/Higieniza&ccedil;&atilde;o das m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o e/ou &aacute;lcool em gel a 70% (como e com qual frequ&ecirc;ncia). 1Uso de garrafa de &aacute;gua individual. 2Uso de toalha individual.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>3/Restri&ccedil;&atilde;o de que n&atilde;o ser&aacute; autorizada a entrada de clientes nem funcion&aacute;rios e terceirizados com temperatura acima de 37.8 &deg;C. </em></div> <div><em>Gr&aacute;fico com a frequ&ecirc;ncia di&aacute;ria por hor&aacute;rio.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>4/Recomenda&ccedil;&atilde;o para que os clientes evitem hor&aacute;rios de pico e se programem para treinar em hor&aacute;rios alternativos.</em></div>
Comentar
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias (2)
26/04/2020 | 21h49
<div style="text-align: justify;">Importante esclarecer: n&atilde;o estou solicitando a reabertura das academias, agora. O que estou fazendo, &eacute; divulgando premissas visando dar ferramentas para quando o poder p&uacute;blico determinar a reabertura, no momento que for mais adequado a cada munic&iacute;pio. E que seja feito com normas razo&aacute;veis e que propiciem seguran&ccedil;a para os alunos quererem voltar a treinar. Bons treinos!<br /><br /><br /></div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;</div>
Comentar
Compartilhe
Procedimentos de Reabertura de Academias
25/04/2020 | 17h53
<div>&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">As academias ainda est&atilde;o fechadas mas &eacute; importante que estejam preparadas para quando reabrirem, pois seguir&atilde;o protocolos visando garantir a seguran&ccedil;a de seus alunos e colaboradores, assim que os &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos autorizarem a sua reabertura.&nbsp;Neste post, recomenda&ccedil;&otilde;es da ACAD (Associa&ccedil;&atilde;o Brasileira de Academias).<br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Para preservar a sa&uacute;de dos frequentadores de academias,&nbsp;sugerimos que todas sigam estes procedimentos de seguran&ccedil;a durante as 4 (quatro) primeiras semanas, a partir do momento em que os &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos autorizarem a sua reabertura, a fim de reduzir o risco de contamina&ccedil;&atilde;o do COVID-19 dentro de suas unidades.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Esse material foi constru&iacute;do seguindo as orienta&ccedil;&otilde;es e as informa&ccedil;&otilde;es dos &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos, tais com Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de (OMS) e o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de. Tamb&eacute;m foi tomado como base o hist&oacute;rico de regi&otilde;es onde o pico da pandemia j&aacute; passou e o processo de reabertura das academias &aacute; est&aacute; sendo realizado, como na China e outros locais da Europa.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em><strong>-LIMPEZA GERAL DAS UNIDADES:</strong></em><br /><em>1/Disponibilizar recipientes com &aacute;lcool em gel a 70% para uso por clientes e colaboradores em todas as &aacute;reas da academia (recep&ccedil;&atilde;o, muscula&ccedil;&atilde;o, peso livre, salas de coletivas, piscina, vesti&aacute;rios, kids room, etc).</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-2/Durante o hor&aacute;rio de funcionamento da academia, fechar cada &aacute;rea de 1 a 2 vezes ao dia por, pelo menos 30 minutos, para limpeza geral e desinfec&ccedil;&atilde;o dos ambientes.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-3/Posicionar kits de limpeza em pontos estrat&eacute;gicos das &aacute;reas de muscula&ccedil;&atilde;o e peso livre, contendo toalhas de papel e produto espec&iacute;fico de higieniza&ccedil;&atilde;o para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como colchonetes, halteres e m&aacute;quinas. No mesmo local, deve haver orienta&ccedil;&atilde;o para descarte imediato da toalhas de papel.</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em><strong>-USO OBRIGAT&Oacute;RIO DE EQUIPAMENTO DE PROTE&Ccedil;&Atilde;O INDIVIDUAL (EPIs) PARA FUNCION&Aacute;RIOS, PERSONAL TRAINERS E TERCEIRIZADOS:</strong></em><br /><em>-M&aacute;scaras (por recepcionistas, professores, equipe de limpeza, gerentes e terceiros).</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Devem ser seguidas todas as orienta&ccedil;&otilde;es da Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial de Sa&uacute;de para uso desse equipamento.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em><strong>-Medidas operacionais preventivas: </strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-1/RECOMENDA-SE MEDIR COM TERM&Ocirc;METRO DO TIPO ELETR&Ocirc;NICO &Agrave; DIST&Acirc;NCIA A TEMPERATURA DE TODOS OS ENTRANTES. Caso seja apontada uma temperatura superior a 37.8 &deg;C, recomenda-se n&atilde;o autorizar a entrada da pessoa na academia, incluindo clientes colaboradores e terceirizados.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-2/SE ALGUM COLABORADOR APRESENTAR FEBRE ALTA junto com algum outro sintoma de COVID-19, informar imediatamente &agrave; ger&ecirc;ncia local.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-3/NO CASO DO USO DE LEITOR DE DIGITAL PARA ENTRADA NA ACADEMIA, deve-se disponibilizar um recipiente de &aacute;lcool em gel a 70% ao lado da catraca. Al&eacute;m disso, o cliente deve ter a op&ccedil;&atilde;o de acessar &agrave; academia comunicando &agrave; recepcionista seu n&uacute;mero de matr&iacute;cula ou seu CPF, para que n&atilde;o precise tocar no leitor digital.</em><br /><br /><em>-4/LIMITAR A QUANTIDADE DE CLIENTES QUE ENTRAM NA ACADEMIA: ocupa&ccedil;&atilde;o simult&acirc;nea de 1 cliente a cada 4 m&sup2; (&aacute;reas de treino, piscina e vesti&aacute;rio).</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-5/DELIMITAR COM FITA O ESPA&Ccedil;O em que cada cliente deve se exercitar nas &aacute;reas de peso livre e nas salas de atividades coletivas. Cada cliente deve ficar a 1,5 m de dist&acirc;ncia do outro.</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-6/UTILIZAR APENAS 50% DOS APARELHOS DE C&Aacute;RDIO, ou seja, deixar o espa&ccedil;amento de um equipamento sem uso para o outro. Fazer o mesmo com os arm&aacute;rios.</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-7/LIBERAR A SA&Iacute;DA DE &Aacute;GUA no bebedouro somente para uso de garrafas pr&oacute;prias</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-8/REALIZAR O CONGELAMENTO DOS PLANOS de clientes acima de 60 anos de idade, quando&nbsp;solicitado.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-9/RENOVAR TODO O AR DO AMBIENTE, DE ACORDO COM A EXIG&Ecirc;NCIA DA LEGISLA&Ccedil;&Atilde;O (pelo menos, 7 vezes por hora), e fazer a troca dos filtros de ar, no m&iacute;nimo 1 vez por m&ecirc;s, usando pastilhas adequadas para higieniza&ccedil;&atilde;o nas bandejas do aparelho.</em><br /><br /><em><strong>-10/COMUNICAR PARA OS CLIENTES TRAZEREM AS SUAS PR&Oacute;PRIAS TOALHAS para ajudar na manuten&ccedil;&atilde;o da higiene dos equipamentos.</strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-11/EXP&Ocirc;R AOS CLIENTES TODOS OS MANUAIS DE ORIENTA&Ccedil;&Atilde;O que possam ajudar a combater a contamina&ccedil;&atilde;o do COVID-19.</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-12/CAPACITAR TODOS OS COLABORADORES em como orientar os clientes sobre as medidas de preven&ccedil;&atilde;o.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em><strong>-Recomeda&ccedil;&otilde;es para piscina:</strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-1/Disponibilizar, pr&oacute;ximo &agrave; entrada da piscina, recipiente de &aacute;lcool em gel a 70% para que os clientes usem antes de tocar na escada ou nas bordas da piscina. </em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-2/Exigir o uso de chinelos no ambiente de pr&aacute;ticas aqu&aacute;ticas.</em><br /><br /><em>-3/Disponibilizar, na &aacute;rea da piscina, suportes para que cada cliente possa pendurar sua toalha de forma individual. </em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-4/Ap&oacute;s o t&eacute;rmino de cada aula, higienizar as escadas, balizas e bordas da piscina.</em><br /><br /><em><strong>-Comunica&ccedil;&atilde;o com funcion&aacute;rios, personal trainers e tercerizados: Eles devem receber as devidas orienta&ccedil;&otilde;es sobre: </strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Utiliza&ccedil;&atilde;o dos EPIs para trabalho.</em><br /></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Limpeza das m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o (como lav&aacute;-las e com qual frequ&ecirc;ncia). O mesmo vale para higieniza&ccedil;&atilde;o com &aacute;lcool em gel.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-Utiliza&ccedil;&atilde;o do term&ocirc;metro.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em><strong>-Comunica&ccedil;&atilde;o com clientes: Divulgar os comunicados com orienta&ccedil;&otilde;es para clientes sobre:</strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><em>-1/Higieniza&ccedil;&atilde;o das m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o e/ou &aacute;lcool em gel a 70% (como e com qual frequ&ecirc;ncia).</em><br /><em>-2/Uso de garrafa de &aacute;gua individual.</em><br /><em>-3/Uso de toalha individual.</em><br /><em>-4/Restri&ccedil;&atilde;o de que n&atilde;o ser&aacute; autorizada a entrada de clientes nem funcion&aacute;rios e terceirizados com temperatura acima de 37.8 &deg;C.</em><br /><em>-5/Gr&aacute;fico com a frequ&ecirc;ncia di&aacute;ria por hor&aacute;rio.</em><br /><em>-6/Recomenda&ccedil;&atilde;o para que os clientes evitem hor&aacute;rios de pico e se programem para treinar em hor&aacute;rios alternativos.</em></div> <div style="text-align: justify;">Agora &eacute; aguardar para ver como na pr&aacute;tica ir&atilde;o ser implementadas estas orientac&otilde;es pelo per&iacute;odo de 4 semanas ap&oacute;s a reabertura das academias. Mas, seguramente, o funcionamento n&atilde;o ser&aacute; por algum tempo como era antes.</div> <div style="text-align: justify;">Importante pontuar, o que &eacute; de bom grado a todos, alunos e profissionais que frequentam e trabalham nestes espa&ccedil;os, se adequarem de forma r&aacute;pida a estas novas pr&aacute;ticas que visam seguran&ccedil;a para todos. Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Recomendações futuras para a retomada das academias
24/04/2020 | 20h56
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Quando as academias retornarem muitas mudan&ccedil;as ter&atilde;o que ser feitas para que todos possam se exercitar com seguran&ccedil;a. Algumas medidas foram j&aacute; definidas, neste primeiro momento, mas muito possivelmente sofrer&atilde;o mudan&ccedil;as ao longo do processo.</div> <div style="text-align: justify;">As academias ainda est&atilde;o fechadas mas &eacute; importante que estejam preparadas para quando reabrirem, pois seguir&atilde;o protocolos visando garantir a seguran&ccedil;a de seus alunos e colaboradores, assim que os &oacute;rg&atilde;os p&uacute;blicos autorizarem a sua reabertura.</div> <div style="text-align: justify;">Vou elencar, nos pr&oacute;ximos posts, manuais de recomenda&ccedil;&otilde;es de v&aacute;rios &oacute;rg&atilde;os que legislam nesta &aacute;rea como a Acad (Associa&ccedil;&atilde;o Brasileira de Academias), Cref (Conselho Regional de Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica), Fiesp, Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de e OMS.</div> <div style="text-align: justify;">Tamb&eacute;m foi tomado como base as primeiras regi&otilde;es atingidas pelo Convid-19 - China, Singapura, Hong Kong - onde o pico da doen&ccedil;a j&aacute; passou e o processo de retomada das mais de 5 mil academias j&aacute; est&aacute; sendo realizado com seguran&ccedil;a.</div> <div style="text-align: justify;">Lembrando que estas s&atilde;o recomenda&ccedil;&otilde;es futuras para as quatro primeiras semanas ap&oacute;s a retomada das atividades. Segue. Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Desburocratizando o movimento
22/04/2020 | 11h08
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Tenho visto com muito bons olhos toda a cena que gira pelas redes sociais em torno do movimento, pessoas se exercitando sem medo de ser felizes, em busca de sa&uacute;de, como sempre falo, no seu sentido mais amplo.&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Acredito que para se movimentar - correr, dan&ccedil;ar, caminhar, nadar... - n&atilde;o seja necess&aacute;rio obrigatoriamente, como querem crer muitos colegas, ter a presen&ccedil;a de um professor de educa&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica do contr&aacute;rio daqui a pouco at&eacute; para caminhar teremos que estar presentes - a n&atilde;o ser que o caso seja muito especial, fato que na maioria das vezes n&atilde;o &eacute;.</div> <div style="text-align: justify;">E digo mais, vejo vantagens nas pessoas que se exercitam por conta pr&oacute;pria, livres, sem ajuda profissional - importante frisar que este seria o cen&aacute;rio ideal mas nem todos tem acesso a um profissional gabaritado.</div> <div style="text-align: justify;">Como exemplos posso citar (1) a "desburocratiza&ccedil;&atilde;o" do movimento (sem precisar, ao meu ver, complicar para que o cidad&atilde;o possa se exercitar); e (2) por ser uma porta de entrada para a sistematiza&ccedil;&atilde;o da atividade f&iacute;sica, onde o "atleta" possa ter a oportunidade de gostar e ir em busca de servi&ccedil;os mais completos, como uma academia ou assessoria esportiva, tornando o este segundo momento bom para todos.</div> <div style="text-align: justify;">Portanto, deixa o povo treinar, &eacute; muito mais perigoso eles ficarem sentados nas poltronas da vida, na t&atilde;o falada e pouco respeitada "zona de conforto". Bons treinos!&nbsp;</div>
Comentar
Compartilhe
Bem legal (2) ou, Mais um!
21/04/2020 | 21h23
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Sobre o <span style="color: #3366ff;"><strong><a style="color: #3366ff;" href="http://www.folha1.com.br/_conteudo/2020/04/blogs/sermotriz/1260618-bem-legal.html">post anterior</a>,</strong></span>&nbsp;onde dei o meu destaque para os professores Enoque e Andr&eacute; Ribas pelo envolvimento bem legal em que est&atilde;o encarando este momento nada agrad&aacute;vel, transformando lim&atilde;o em limonada, esqueci de mencionar (e que tamb&eacute;m merece um salve pela <strong>a&ccedil;&atilde;o, criatividade e empolga&ccedil;&atilde;o</strong>), o professor <strong>Tadeu Medina</strong> que est&aacute; mandando muito nas redes sociais, sabendo valorizar seu curr&iacute;culo nesta &eacute;poca de pandemia.<strong> Os caras est&atilde;o voando</strong>, rs. Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Bem legal
21/04/2020 | 17h40
<div style="text-align: justify;">Bacana &agrave; cena relacionada ao movimento que se revelou durante esta epidemia do convid-19 - interessante observar que de fato aquela velha m&aacute;xima que diz <strong>"&eacute; na crise que o homem cresce"</strong> realmente funciona.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Enoque e Andr&eacute; Ribas</strong>, aos quais acompanho mais de perto, para mim, tem sido os destaques frente aos que tenho visto.</div> <div style="text-align: justify;">Bem legal, souberam capitalizar com muita <strong>simpatia, a&ccedil;&atilde;o e compet&ecirc;ncia</strong>&nbsp;se destacando nas aulas on-line, com um misto de artistas/atletas - muita criatividade em conjunto com um f&ocirc;lego de campe&atilde;o.</div> <div style="text-align: justify;">Bacana demais mesmo. Parab&eacute;ns a todos os envolvidos pelo conjunto da obra. <strong>Bons treinos!</strong></div>
Comentar
Compartilhe
Atletas de elite e a saúde são concorrentes?
20/04/2020 | 21h41
<div style="text-align: justify;">Ou&ccedil;o dizer que o esporte de elite e a sa&uacute;de s&atilde;o mutuamente concorrentes, ou seja, que, no topo do esporte, os atletas est&atilde;o num limite t&atilde;o grande de overtraining que ningu&eacute;m pode ser considerado saud&aacute;vel.</div> <div style="text-align: justify;">Eu n&atilde;o concordo com isso, e na verdade diria que os atletas que s&atilde;o capazes de obter consistentemente os melhores resultados s&oacute; conseguem faz&ecirc;-lo por ter uma base geral de sa&uacute;de muito forte por tr&aacute;s deles.<br /><br />De fato, absorver um programa de treinamento de alto n&iacute;vel e responder a esse programa exige uma constitui&ccedil;&atilde;o muito forte. Atletas que n&atilde;o possuem essa constitui&ccedil;&atilde;o se v&ecirc;em perpetuamente sobrecarregados ou lesionados.</div> <div style="text-align: justify;">Mas o que entra nessa constitui&ccedil;&atilde;o do super-atletas &eacute; algo que pode ser desenvolvido?<br /><br />Com viv&ecirc;ncias em atletas de todos os n&iacute;veis, do ex-sedent&aacute;rio ao atleta de desempenho, eu percebo dois atributos muito importantes no processo de treinamento:<br /><br />1. Recupera&ccedil;&atilde;o de treinamento<br /><br />2. Resposta ao treinamento<br /><br />O primeiro, em &uacute;ltima an&aacute;lise, determina quanto treinamento um atleta pode absorver ao longo de uma semana, m&ecirc;s ou ano ( e a cada dia, importante frisar, temos mais este controle, enquanto treinador).</div> <div style="text-align: justify;">O segundo determina quanta aptid&atilde;o o atleta obt&eacute;m de uma determinada carga de treinamento. Essas duas qualidades dependem amplamente do atleta ter um 'sistema saud&aacute;vel', o que, por sua vez, depende de o atleta ter uma vida saud&aacute;vel (parei de beber este ano de 2020 e a melhora foi consider&aacute;vel, em todos os meus aspectos da vida)!<br /></div> <div style="text-align: justify;">Vou me aprofundar nessas duas qualidades fundamentais em um pouco mais.<br /><br />O que determina a rapidez com que um atleta se recupera de uma determinada dose de treinamento espec&iacute;fico?<br /><br />Bem, considerando que a maioria dos eventos competitivos depende muito da capacidade do atleta de gerar energia a partir de a&ccedil;&uacute;car (glic&oacute;lise), a taxa na qual um atleta &eacute; capaz de reabastecer suas 'reservas de a&ccedil;&uacute;car' depois de um per&iacute;odo exaustivo de treinamento espec&iacute;fico &eacute; certamente um fator importante em como eles se recuperam rapidamente e s&atilde;o capazes de iniciar o pr&oacute;ximo per&iacute;odo de treinamento espec&iacute;fico.<br /></div> <div style="text-align: justify;">O que determina essa taxa de reposi&ccedil;&atilde;o de a&ccedil;&uacute;car no corpo &eacute; a insulina.<br /><br />O principal papel da insulina &eacute;, em resposta &agrave; alimenta&ccedil;&atilde;o, abrir os port&otilde;es das c&eacute;lulas musculares esgotadas para que possam ser reabastecidas. O problema surge quando as lojas est&atilde;o sempre cheias, ou seja, o atleta tem muito a&ccedil;&uacute;car em sua dieta.<br /><br />Depois de algumas vezes isso acontecer, a insulina perde a motiva&ccedil;&atilde;o para enviar a mensagem, ou seja, o corpo se torna resistente &agrave; insulina.<br /><br />Atletas que trabalham em competi&ccedil;&otilde;es do tipo "A" podem ter alguns dos sistemas gluco-cortic&oacute;ides mais bagun&ccedil;ados do mercado.</div> <div style="text-align: justify;"><br />Al&eacute;m disso, se seu corpo est&aacute; queimando a&ccedil;&uacute;cares preferencialmente, h&aacute; uma boa chance de que seu pequeno mensageiro de insulina esteja cansado de dar voltas e quando voc&ecirc; mais precisa dele para realmente recuperar as reservas de glicog&ecirc;nio no m&uacute;sculo, n&atilde;o tem.<br /><br />Existem tr&ecirc;s aplica&ccedil;&otilde;es pr&aacute;ticas importantes aqui que servir&atilde;o para melhorar sua base de sa&uacute;de:<br /> <br />1. N&atilde;o coma a&ccedil;&uacute;car quando seu corpo n&atilde;o precisar deles<br /><br /> <br />2. No in&iacute;cio da temporada, minimize os momentos em que seu corpo precisa, ou seja, evite treinamento excessivamente estressante (depletivo). Em caso de d&uacute;vida, v&aacute; no mais f&aacute;cil. Mas Z1 e Z2 s&atilde;o os focos.<br /><br />3. TENTE priorizar no in&iacute;cio da temporada sua vida para que minimize os estressores que n&atilde;o s&atilde;o de treinamento que, sem d&uacute;vida, afetam sua recupera&ccedil;&atilde;o das demandas de treinamento espec&iacute;fico. Ao menos, tente.<br /><br />Um segundo papel importante da insulina na recupera&ccedil;&atilde;o &eacute; que ela serve como um 'interruptor' entre anabolismo e catabolismo no organismo, ou seja, serve como um mensageiro importante para dizer ao corpo para mudar de 'quebrar' o corpo para 'construir' o corpo. Um atleta resistente &agrave; insulina tamb&eacute;m &eacute; resistente ao reparo e crescimento do corpo!<br /><br />Atletas que est&atilde;o perpetuamente inundados de cortisol devido a um treinamento excessivamente estressante (intenso) ou a uma vida excessivamente estressante, nunca experimentam o 'interruptor' que lhes permite reconstruir o corpo depois de derrub&aacute;-lo - um processo que &eacute; o cerne do treinamento eficaz !<br /><br />A literatura tem esmiu&ccedil;ado e provado que o intervalo na resposta do treinamento a uma determinada carga de trabalho entre os atletas que levam uma vida mais estressante e aqueles que vivem da maneira mais simples pode chegar a 50%, ou seja, pode ser necess&aacute;rio o dobro do treinamento para obter o mesmo benef&iacute;cio de condicionamento f&iacute;sico quando um atleta tem outros estressores para lidar.</div> <div style="text-align: justify;">Obviamente, esses atletas tamb&eacute;m exibem um perfil de recupera&ccedil;&atilde;o lento e n&atilde;o podem tolerar o mesmo n&iacute;vel de treinamento. Certamente n&atilde;o podem tolerar o dobro do treinamento necess&aacute;rio para acompanhar o ritmo de um atleta com um 'sistema saud&aacute;vel'.<br /><br />Felizmente, esses exemplos ilustram a import&acirc;ncia de come&ccedil;ar com uma forte 'base de sa&uacute;de'. Atletas que t&ecirc;m sistemas metab&oacute;licos/end&oacute;crinos muito saud&aacute;veis se recuperam muito mais rapidamente e se beneficiam mais do estresse espec&iacute;fico do treinamento quando &eacute; a hora certa.</div> <div style="text-align: justify;">Bons treinos!</div> <div style="text-align: justify;">Fonte em aux&iacute;lio no texto:&nbsp;<a href="https://www.alancouzens.com/">Alan Couzens, M.Sc. (Sports Science)</a></div>
Comentar
Compartilhe
Medidores de freqüência cardíaca no pulso: avaliação
19/04/2020 | 20h09
<div style="text-align: justify;">H&aacute; alguns anos, dispositivos &oacute;pticos capazes de medir a freq&uuml;&ecirc;ncia card&iacute;aca usando a tecnologia LED v&ecirc;m aparecendo no mercado.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;">O m&eacute;todo usado por esses monitores &eacute; chamado Fotopletismografia (PPG) e consiste em detectar as varia&ccedil;&otilde;es no fluxo sangu&iacute;neo que ocorrem em cada batimento, medindo a quantidade de luz que &eacute; absorvida e/ou refletida sob a pele.</div> <div style="text-align: justify;">Os dispositivos geralmente s&atilde;o colocados no pulso ou no antebra&ccedil;o do atleta com os emissores de LED em contato com a pele. Embora a t&eacute;cnica seja relativamente simples, &eacute; muito dif&iacute;cil obter medi&ccedil;&otilde;es precisas da frequ&ecirc;ncia card&iacute;aca, pois existem diferentes vari&aacute;veis que afetam bastante a medida.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div style="text-align: justify;">Abaixo, fatores que s&atilde;o intervenientes para que a leitura deste tipo de dispositivo, apesar de estar avan&ccedil;ado bastante, colabore para que a leitura n&atilde;o seja fidedigna.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Temperatura ambiente</strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div>Baixas temperaturas, especialmente abaixo de 10-12 graus, afetam os capilares subd&eacute;rmicos, dificultando as medi&ccedil;&otilde;es feitas pelo monitor de freq&uuml;&ecirc;ncia card&iacute;aca.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><strong>Varia&ccedil;&otilde;es r&aacute;pidas na frequ&ecirc;ncia card&iacute;aca</strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div>Varia&ccedil;&otilde;es r&aacute;pidas na frequ&ecirc;ncia card&iacute;aca tamb&eacute;m podem afetar a precis&atilde;o da medi&ccedil;&atilde;o. Temos um exemplo t&iacute;pico quando realizamos intervalos curtos de alta intensidade (HIIT), nos quais a freq&uuml;&ecirc;ncia card&iacute;aca aumenta muito rapidamente. Nesses casos, muitos monitores &oacute;pticos s&atilde;o incapazes de acompanhar essas varia&ccedil;&otilde;es, de modo que a freq&uuml;&ecirc;ncia card&iacute;aca medida &eacute; atrasada em v&aacute;rios segundos a partir da atual.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><strong>Ru&iacute;do &oacute;ptico</strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div>Existem diferentes elementos que introduzem ru&iacute;do no sinal &oacute;ptico, dificultando a detec&ccedil;&atilde;o do ritmo card&iacute;aco. Qualquer sinal de luz adicional recebido pelos LEDs impedir&aacute; a opera&ccedil;&atilde;o correta, da&iacute; a import&acirc;ncia do posicionamento correto dos sensores. Al&eacute;m disso, o movimento do atleta durante a corrida tamb&eacute;m afetar&aacute; a medi&ccedil;&atilde;o, especialmente quando ocorrer o "efeito cruzado", que consiste em uma interpreta&ccedil;&atilde;o incorreta do pulso card&iacute;aco pelos sensores quando a cad&ecirc;ncia da corrida &eacute; igualada &agrave; freq&uuml;&ecirc;ncia card&iacute;aca.</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><strong>Cor da pele</strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div>Os seres humanos t&ecirc;m uma gama muito diversificada de tons de pele e com diferentes n&iacute;veis de absor&ccedil;&atilde;o de luz. A pele escura absorve muito mais luz do que a pele clara, dificultando a realiza&ccedil;&atilde;o de medi&ccedil;&otilde;es precisas. Da mesma forma, existem muitos problemas nas medi&ccedil;&otilde;es em peles tatuadas ou muito peludas.</div> <div style="text-align: justify;">Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Treinamento x Tecnologias (2)
17/04/2020 | 21h28
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Ainda continuando o assunto sobre Treinamento x Tecnologias, iniciado <em><span style="color: #003300;"><a style="color: #003300;" href="http://www.folha1.com.br/_conteudo/2020/04/blogs/sermotriz/1260425-treinamento-x-tecnologias.html">aqui</a></span></em>, prossigo por acreditar ser um &oacute;timo tema como ser tamb&eacute;m extremamente atual, visto a tecnologia nos aproximar dos atletas, entendendo o seu organismo, com suas respectivas m&eacute;tricas de performance que nos facilita pr&aacute;xis dando qualidade ao trabalho chamado Treinamento Desportivo.</div> <div style="text-align: justify;">Esses avan&ccedil;os tecnol&oacute;gicos imp&otilde;em ao atleta e t&eacute;cnico esportivo do s&eacute;culo 21 um ambiente de trabalho com possibilidades impens&aacute;veis h&aacute; apenas uma d&eacute;cada. As ferramentas que dispomos atualmente para monitorar, medir, avaliar e analisar nossos atletas nos permitem ganhar efici&ecirc;ncia, otimizando bastante cada um dos processos que fazem parte do treinamento esportivo. No entanto, essa oferta excessiva de dispositivos e ferramentas dificulta a sele&ccedil;&atilde;o dos meios realmente &uacute;teis.</div> <div style="text-align: justify;">Nesse ambiente, precisamos ser capazes de selecionar as ferramentas que possuem um grau de validade suficiente para que possam ser incorporadas ao nosso modelo de trabalho. As informa&ccedil;&otilde;es que obtemos devem ser contrastadas e apoiadas por estudos de controle que garantam sua utilidade e veracidade, sem nos deixar levar pelo entusiasmo da novidade do mais recente "dispositivo revolucion&aacute;rio". Bons treinos!</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div><em>Bem-vindos ao TrainingPeaks. </em></div> <div><em>Descobri essa ferramenta h&aacute; alguns anos pela minha assessoria e posso dizer, sem nenhum medo de exagero, que ela mudou completamente minha forma de encarar o treinamento justamente por ultrapassar a fronteira que separa os dados de suas respectivas an&aacute;lises. </em></div> <div><em>O TrainingPeaks &eacute; uma plataforma que se integra a praticamente todos os smartwatches existentes, de Garmin a Suunto, digerindo os seus dados treino a treino e transformando-os em informa&ccedil;&atilde;o &uacute;til. </em></div> <div><em>Ele mostra, em ess&ecirc;ncia, quatro indicadores correlacionados: </em></div> <div><em>TSS, ou Training Stress Score. Cada sess&atilde;o de treino que fizer ser&aacute; convertida em TSS, uma esp&eacute;cie de base para toda e qualquer an&aacute;lise de esfor&ccedil;o feita pela plataforma. Tudo contribui para o TSS: dura&ccedil;&atilde;o, intensidade, percurso etc. &Eacute; a partir dele que conseguimos ter uma ideia mais clara da efici&ecirc;ncia do treino por meio de outras tr&ecirc;s m&eacute;tricas: fadiga, condicionamento e forma.</em></div> <div><em>Fadiga (ou ATL): &Eacute; uma m&eacute;dia exponencialmente ponderada dos TSS dos &uacute;ltimos 7 dias. Quanto maior a fadiga, maior o estresse que seu corpo estar&aacute; e, portanto, menos ele conseguir&aacute; performar bem. Por outro lado, &eacute; justamente uma fadiga alta que garante a qualidade do treinamento no longo prazo uma vez que o estresse muscular &eacute; o respons&aacute;vel por faz&ecirc;-lo mais forte. </em></div> <div><em>Condicionamento (ou CTL): &Eacute; uma m&eacute;dia exponencialmente ponderada dos TSS dos &uacute;ltimos 42 dias, refletindo os efeitos dos treinos nos &uacute;ltimos tr&ecirc;s meses. Um fitness alto, portanto, significa um corpo forte, preparado para enfrentar picos de estresse maiores em uma prova. </em></div> <div><em>Forma (ou TSB): &Eacute; a subtra&ccedil;&atilde;o direta do Condicionamento pela Fadiga. Ou seja: se seu condicionamento estiver em 150 TSS e sua fadiga, em 165, sua forma ser&aacute; de -15. Por que isso &eacute; relevante? Porque uma forma negativa significa que sua capacidade de performance no dia imediatamente seguinte ser&aacute; mais baixa do que deveria; uma forma positiva, por outro lado, mostrar&aacute; que voc&ecirc; est&aacute; mais apto a ter resultados melhores.</em></div> <div><em>&Eacute; aqui que tudo fica interessante: como o TrainingPeaks j&aacute; &eacute; utilizado por milhares de atletas de todos os n&iacute;veis e esportes em todo o mundo, h&aacute; par&acirc;metros claros de onde se deve estar por fase do treinamento.</em></div> <div><em>Sabe-se, por exemplo, que manter a forma em n&iacute;veis intensamente baixos (menores que -15) por tempo demais pode acabar gerando overtraining ou alguma les&atilde;o; que a faixa ideal para se melhorar o condicionamento gira entre -10 e +10 de forma; e at&eacute; que h&aacute; n&uacute;meros espec&iacute;ficos de condicionamento que voc&ecirc; deve buscar caso deseje competir no alto n&iacute;vel em provas de corrida, ciclismo, nata&ccedil;&atilde;o ou triathlon.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Fonte:&nbsp;<a href="https://blogkeeprunning.com.br">https://blogkeeprunning.com.br</a></em></div>
Comentar
Compartilhe
Cancelada!
16/04/2020 | 17h12
<div style="text-align: center;">Mais uma prova de grande relev&acirc;ncia no Pa&iacute;s cancelada diante da situa&ccedil;&atilde;o atual. Abaixo, <span style="color: #993300;"><em><a style="color: #993300;" href="http://ironmanbrasil.com.br/novo/rio/">comunicado</a></em></span> da empresa que organiza o IronMan 70.3, etapa Rio de Janeiro. Bons treinos!</div> <div><em>Prezado Atleta,</em><br /><br /><em>Tendo a sa&uacute;de e seguran&ccedil;a da nossa comunidade como uma prioridade, e baseados nas diretrizes e recomenda&ccedil;&otilde;es das ag&ecirc;ncias de sa&uacute;de em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; pandemia do COVID-19, o Ita&uacute; BBA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro 2020, marcado para o dia 21 de Junho de 2020, ser&aacute; cancelado.</em><br /><br /><em>Este tem sido um per&iacute;odo muito dif&iacute;cil mundialmente e reconhecemos que esta decis&atilde;o gera uma decep&ccedil;&atilde;o junto &agrave; nossa fam&iacute;lia do triathlon.</em><br /><br /><em>Todos os atletas inscritos no Ita&uacute; BBA IRONMAN 70.3 Rio de Janeiro 2020 ter&atilde;o seis op&ccedil;&otilde;es listadas abaixo.</em><br /><br /><em>Transfer&ecirc;ncia sem custos adicionais para a prova Ita&uacute; BBA IRONMAN 70.3 Florian&oacute;polis 2020 (12 de julho)</em><br /><br /><em>Transfer&ecirc;ncia sem custos adicionais para a prova Ita&uacute; BBA IRONMAN 70.3 Macei&oacute; 2020 (2 de agosto)</em><br /><br /><em>Transfer&ecirc;ncia sem custos adicionais para a prova Ita&uacute; BBA IRONMAN 70.3 Fortaleza 2020 (22 de novembro)</em><br /><br /><em>Cr&eacute;dito para inscri&ccedil;&atilde;o no Ita&uacute; BBA IRONMAN Brasil 2020 (16 de Agosto)</em><br /><br /><em>Transfer&ecirc;ncia sem custos adicionais para qualquer IRONMAN 70.3 no Brasil em 2021</em><br /><br /><em>Cr&eacute;dito para inscri&ccedil;&atilde;o no IRONMAN Brasil 2021</em></div>
Comentar
Compartilhe
Treinamento x Tecnologias
16/04/2020 | 05h58
<div style="text-align: justify;"><em>&Eacute; praticamente imposs&iacute;vel, hoje, dissociar treinamento de tecnologia. Com Stravas e Garmins e Suuntos t&atilde;o largamente utilizados, a capta&ccedil;&atilde;o de dados referentes a todo um per&iacute;odo de treinos se tornou quase t&atilde;o natural quanto o pr&oacute;prio ato de correr. </em><br /><br /><em>A quest&atilde;o que aparece, no entanto, &eacute; outra: o que fazer com esses dados? Se o objetivo &eacute; t&atilde;o somente enxergar em uma tela a quantifica&ccedil;&atilde;o do suor que voc&ecirc; deixou no asfalto ou na trilha, tudo bem: n&atilde;o &eacute; mesmo preciso muito esfor&ccedil;o de an&aacute;lise. Mas se, por outro lado, o objetivo for utilizar esses dados para melhorar o seu condicionamento f&iacute;sico e, consequentemente, sua performance, a&iacute; tudo muda de figura. </em><br /><br /><em><strong>Nesse caso, os aplicativos mais populares, se usados de maneira isolada, tendem mais a atrapalhar do que a ajudar. Quer um exemplo? Imagine que voc&ecirc; esteja se preparando para bater um recorde pessoal em uma prova qualquer e, al&eacute;m das planilhas que estiver seguindo, acabe naturalmente se baseando nos dados do seu Strava. Por l&aacute;, voc&ecirc; n&atilde;o apenas ver&aacute; o seu pr&oacute;prio desempenho, como tamb&eacute;m o de outros amigos ou atletas que segue - e facilmente acabar&aacute; seduzido a se for&ccedil;ar mais e mais e mais a cada treino para poder "bat&ecirc;-los". O resultado natural disso? Cansa&ccedil;o. Que pode se transformar em queda de performance. Que far&aacute; voc&ecirc; instintivamente se for&ccedil;ar ainda mais. Que piorar&aacute; ainda mais o quadro at&eacute; que ele se configure em um overtraining ou at&eacute; mesmo em uma les&atilde;o.</strong> </em><br /><br /><em>H&aacute; incont&aacute;veis exemplos nessa mesma linha que atestam o perigo da tecnologia para o exerc&iacute;cio - <strong>mas isso n&atilde;o quer dizer que n&atilde;o haja vantagens a serem colhidas. Diria mais, at&eacute;: saber aliar a tecnologia certa ao treinamento &eacute; at&eacute; fundamental para se otimizar a performance.</strong> </em><br /><br /><em>Mas, para isso, deve-se ir al&eacute;m de ferramentas sociais que medem desempenho e captam dados e mergulhar fundo na possibilidade de se interpret&aacute;-los.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>CONTINUA NO PR&Oacute;XIMO POST</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Fonte:<span style="color: #ffff00;"><a style="color: #ffff00;" href="https://blogkeeprunning.com.br/">Keep Running Blog</a></span></em></div>
Comentar
Compartilhe
Dicas para escolher seu tênis de corrida
14/04/2020 | 11h28
<div style="text-align: justify;">Principais quesitos quando busco um t&ecirc;nis para correr, por ordem de import&acirc;ncia:</div> <div style="text-align: justify;">1-Conforto (um n&uacute;mero acima do seu &eacute; sempre bem-vindo).</div> <div style="text-align: justify;">2-T&ecirc;nis com menor Drop para treinos r&aacute;pidos e mais consistentes, com melhor amortecimento, para treinos longos.</div> <div style="text-align: justify;">3-Ter&ccedil;o anterior do cal&ccedil;ado tem que ser bem flex&iacute;vel, o que indica que ele se adapta bem aos movimentos dos p&eacute;s.</div> <div style="text-align: justify;">4-Tipo de pisada? Esque&ccedil;a (ao meu ver)!!! N&atilde;o significa nada, apenas se vc possuir uma supina&ccedil;&atilde;o/prona&ccedil;&atilde;o muito severa, justificando tal peocupa&ccedil;&atilde;o.</div> <div style="text-align: justify;">5-Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Perguntas mais frequentes sobre exercício físico e a COVID-19
13/04/2020 | 22h56
<div style="text-align: justify;"><em><a href="http://www.medicinadoesporte.org.br/">Informe 4 da Sociedade Brasileira de Medicina do Exerc&iacute;cio e do Esporte (SBMEE) -</a></em></div> <div style="text-align: justify;">Perguntas mais frequentes sobre exerc&iacute;cio f&iacute;sico e a COVID-19</div> <div style="text-align: justify;">S&atilde;o Paulo, 13 de abril de 2020</div> <div style="text-align: justify;">A Sociedade Brasileira de Medicina do Exerc&iacute;cio e do Esporte (SBMEE) vem cumprindo seu papel representativo dos especialistas em Medicina do Exerc&iacute;cio e do Esporte, bem como exercendo sua fun&ccedil;&atilde;o social, divulgando</div> <div style="text-align: justify;">Informes e Notas, a respeito da COVID-19, dentro da &aacute;rea de atua&ccedil;&atilde;o da especialidade.</div> <div style="text-align: justify;">Esta publica&ccedil;&atilde;o atualiza informa&ccedil;&otilde;es contidas nas respostas &agrave;s perguntas mais frequentes a n&oacute;s enviadas, iniciadas em nosso Informe 3, de 30/03/2020.</div> <div style="text-align: justify;">Contamos, nesse atual informativo, com a parceria da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) e Associa&ccedil;&atilde;o Brasileira para o Estudo da Obesidade e da S&iacute;ndrome Metab&oacute;lica (ABESO).</div> <div style="text-align: justify;">1) A dist&acirc;ncia m&iacute;nima de 1 metro entre pessoas, que algumas institui&ccedil;&otilde;es recomendam, &eacute; v&aacute;lida para qualquer situa&ccedil;&atilde;o, incluindo o exerc&iacute;cio ao ar livre?</div> <div style="text-align: justify;">Resposta: Diferentes institui&ccedil;&otilde;es, no pa&iacute;s e no mundo, t&ecirc;m orientado uma dist&acirc;ncia m&iacute;nima preventiva, de 1 a 2 metros. Obviamente, &eacute; uma recomenda&ccedil;&atilde;o geral, que consegue englobar a grande maioria das situa&ccedil;&otilde;es cotidianas de contato interpessoal, desde conversas at&eacute; filas, e que normalmente envolvem muito baixa movimenta&ccedil;&atilde;o e/ou deslocamentos. Contudo, n&atilde;o h&aacute; uma recomenda&ccedil;&atilde;o consensual e espec&iacute;fica sobre um distanciamento m&iacute;nimo para exerc&iacute;cios f&iacute;sicos ao ar livre. Dessa forma, em localidades onde n&atilde;o haja proibi&ccedil;&atilde;o legal decretada por autoridade competente, a melhor recomenda&ccedil;&atilde;o &eacute; a realiza&ccedil;&atilde;o individual dessa pr&aacute;tica&nbsp;e, de prefer&ecirc;ncia, isoladamente, sempre evitando aglomera&ccedil;&otilde;es (o que pode ser melhor controlado em locais conhecidos e pr&oacute;ximos da resid&ecirc;ncia) e com o maior distanciamento social poss&iacute;vel.</div> <div style="text-align: justify;">2) Vi na imprensa que o distanciamento adequado entre pessoas &eacute; maior que o normalmente recomendado, quando se est&aacute; em movimento, como no exerc&iacute;cio de caminhada, corrida ou pedalar ao ar livre. Isso procede?</div> <div style="text-align: justify;">Resposta: Repercutiu na imprensa um &uacute;nico e recente estudo belgo/holand&ecirc;s, que sugeriu, para essas situa&ccedil;&otilde;es citadas, uma eventual inefic&aacute;cia da dist&acirc;ncia m&iacute;nima interpessoal, recomendada pela maioria das institui&ccedil;&otilde;es. Isto porque haveria a possibilidade de uma pessoa se exercitando, em movimento, ter contato com eventual &ldquo;nuvem&rdquo; de got&iacute;culas expelidas por algu&eacute;m infectado e treinando &agrave; sua frente. Dependendo da atividade e sua velocidade de deslocamento (e at&eacute; do vento, bem como sua dire&ccedil;&atilde;o), o distanciamento precisaria ser maior, podendo variar e chegar at&eacute;, pelo menos, 20 metros. Apesar de servir de alerta, cabe lembrar que essa pesquisa n&atilde;o foi submetida para publica&ccedil;&atilde;o em nenhuma revista cient&iacute;fica, n&atilde;o tendo passado pela necess&aacute;ria an&aacute;lise e crivo editoriais, pois os autores optaram por sua divulga&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica direta para, segundo eles, agilizar a divulga&ccedil;&atilde;o. Certamente, mais pesquisas sobre isso s&atilde;o necess&aacute;rias, para endossar essas conclus&otilde;es. Por isso, n&atilde;o havendo proibi&ccedil;&atilde;o legal para a pr&aacute;tica, o exerc&iacute;cio ao ar livre, de forma individualizada e isolada, com os devidos cuidados (ver pergunta anterior), ainda &eacute; a recomenda&ccedil;&atilde;o mais prudente.</div> <div style="text-align: justify;">3) Pratico surf, que &eacute; um esporte individual e pode ser praticado sem contato f&iacute;sico. Qual o motivo para ser proibido, como temos visto em alguns locais?</div> <div style="text-align: justify;">Resposta: Desde o in&iacute;cio desta pandemia, recomendamos atividades ao ar livre e lembramos os seus benef&iacute;cios na sa&uacute;de f&iacute;sica e mental, desde que realizadas com os cuidados preventivos. Entretanto, pode haver proibi&ccedil;&atilde;o decretada por autoridade competente, em certas localidades. Nesse caso, onde estes gestores, avaliando a evolu&ccedil;&atilde;o local da doen&ccedil;a, entendam ser preciso maior rigor nas restri&ccedil;&otilde;es de mobilidades social, n&atilde;o se trata mais de seguir recomenda&ccedil;&otilde;es gerais, desta ou aquela institui&ccedil;&atilde;o (inclusive a SBMEE), mas de cumprir a lei vigente.&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Essas decis&otilde;es de fechamento de praias, assim como das atividades nelas praticadas, t&ecirc;m uma avalia&ccedil;&atilde;o mais ampla de fatores influenciadores, tais como: o aumento de pessoas circulando, de diversas formas, em vias p&uacute;blicas; a imprevisibilidade de ocorrer um fluxo simult&acirc;neo de praticantes para um mesmo lugar; a chance de atrair n&atilde;o-praticantes para esse local; a dificuldade de libera&ccedil;&atilde;o seletiva de atividade espec&iacute;fica, onde outras pr&aacute;ticas s&atilde;o comumente realizadas e poderiam tamb&eacute;m argumentar que seguiriam as mesmas recomenda&ccedil;&otilde;es preventivas &ndash; tudo resultando em potenciais e indesej&aacute;veis aglomera&ccedil;&otilde;es. Como estes fatores podem variar num pa&iacute;s de dimens&otilde;es continentais e com diferentes est&aacute;gios evolutivos da pandemia, recomendamos que antes de sair para praticar o surfe ou outras atividades ao ar livre, seja consultada a legisla&ccedil;&atilde;o local vigente quanto &agrave; eventual restri&ccedil;&atilde;o da pr&aacute;tica em sua cidade.</div> <div style="text-align: justify;">4) Tenho excesso de peso e, como parte do meu tratamento, me foi recomendado o exerc&iacute;cio f&iacute;sico. Ser&aacute; que isto pode piorar a minha imunidade?</div> <div style="text-align: justify;">Resposta: Sabemos que pessoas com excesso de peso, especialmente obesos, apresentam maior risco para formas graves de COVID-19. Tal condi&ccedil;&atilde;o, presente em cerca de 55% da popula&ccedil;&atilde;o brasileira, deve ter seu tratamento tamb&eacute;m mantido durante o per&iacute;odo de restri&ccedil;&atilde;o de mobilidade social. Isto inclui seguir fazendo o exerc&iacute;cio f&iacute;sico que lhe foi recomendado, adaptando aos locais permitidos ou vi&aacute;veis, e respeitando a prescri&ccedil;&atilde;o adequada ao seu estado de sa&uacute;de e n&iacute;vel de condicionamento. Como se sabe, pessoas ativas, cronicamente, apresentam melhora do sistema imunol&oacute;gico. Isso significa dizer que voc&ecirc; pode, com seguran&ccedil;a, manter seu treino e, simultaneamente, sua perda de peso. Apenas tome cuidado com dietas muito restritivas, as chamadas VLCDs (Very Low Calorie Diets; em portugu&ecirc;s, dietas com calorias muito reduzidas). Estas n&atilde;o devem ser feitas at&eacute; o fim da pandemia, pois podem ser debilitantes. Portanto, seguir perdendo peso, de forma moderada, sem exageros, &eacute; bem-vindo. Equil&iacute;brio &eacute; a palavra de ordem, sempre com orienta&ccedil;&atilde;o m&eacute;dica e de profissionais especializados envolvidos.</div> <div style="text-align: justify;">5) Como o exerc&iacute;cio pode auxiliar no risco de evolu&ccedil;&atilde;o para formas graves de COVID-19, em pessoas com Diabetes?</div> <div style="text-align: justify;">Resposta: Se voc&ecirc; ou algum familiar &eacute; portador de Diabetes, seja tipo 1 ou 2, tamb&eacute;m tem um risco maior, infelizmente, de evolu&ccedil;&atilde;o para formas graves da doen&ccedil;a. A not&iacute;cia boa &eacute; que a solu&ccedil;&atilde;o est&aacute; nas suas pr&oacute;prias m&atilde;os. Basta controlar a glicose adequadamente que os riscos reduzem bastante. A&iacute; &eacute; que se insere o exerc&iacute;cio f&iacute;sico. Considerado um dos pilares do tratamento do Diabetes, ele melhora as taxas de glicose no sangue e faz a insulina (que atua nesse controle) funcionar melhor no seu organismo. Sendo assim, siga com o seu programa de atividade f&iacute;sica, afinal de contas, &ldquo;exerc&iacute;cio &eacute; rem&eacute;dio&rdquo;. Lembre-se: o bom controle metab&oacute;lico &eacute; a chave para voc&ecirc; se proteger e o exerc&iacute;cio f&iacute;sico &eacute; base do seu tratamento. Demais Informes e Notas referentes ao novo coronav&iacute;rus, anteriormente publicados pela SBMEE, podem ser encontrados nas seguintes m&iacute;dias:</div> <div style="text-align: justify;">- Site: <a href="http://www.medicinadoesporte.org.br">www.medicinadoesporte.org.br</a></div> <div style="text-align: justify;">- Instagram: @sbmee</div> <div style="text-align: justify;">- Facebook: sociedadebrasileiramedicinaexercicioesporte</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Importante lembrar que nem tudo que reluz &eacute; ouro. Estudo para ser reconhecido e direcionado ao consumo tem que ser validado. Assim se resume &agrave; ci&ecirc;ncia. Bons treinos</strong></div>
Comentar
Compartilhe
Expectativa x Realidade
11/04/2020 | 11h00
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">O <span style="color: #003300;"><em><strong><a style="color: #003300;" href="http://ironmanbrasil.com.br/novo/">IRONMAN&reg;</a></strong></em></span> - marca registrada - &eacute; o maior circuito de triathlon do mundo, com mais de 170 provas distribu&iacute;das pelos 5 continentes, sendo 6 delas no Brasil.</div> <div style="text-align: justify;">S&atilde;o 5 provas na dist&acirc;ncia de 70,3 milhas (meio ironman) e uma na dist&acirc;ncia de 140.6 (ironman full), com datas (ser&aacute; que v&atilde;o acontecer mesmo?) que seguem abaixo.</div> <div style="text-align: justify;">Lembrando que as datas de todas estas provas j&aacute; sofreram altera&ccedil;&otilde;es diante da pandemia ao qual estamos passando. Esta &eacute; a expectativa, mas ser&aacute; a realidade?</div> <div style="text-align: justify;">-Rio de Janeiro - 21/6 (70.3)</div> <div style="text-align: justify;">-Florian&oacute;polis - 12/7 (70.3)</div> <div style="text-align: justify;">-Macei&oacute; - 2/8 (70.3)</div> <div style="text-align: justify;">-Florian&oacute;polis - 16/8 (140.6)</div> <div style="text-align: justify;">-S&atilde;o Paulo - 6/9 (70.3)</div> <div style="text-align: justify;">-Fortaleza - 22/11 (70.3)</div> <div style="text-align: justify;">Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Ciência e Arte
09/04/2020 | 21h40
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Nesta &eacute;poca atual, quando discorremos sobre Treinamento Desportivo, sobretudo sobre controle de treinos, fato fundamental para entregar uma boa performance, via assessoria esportiva, em busca de qualidade nos servi&ccedil;os prestados,&nbsp;<strong><em>n&atilde;o d&aacute; mais</em></strong> para ficar no treino presencial, ou on-line, somente de forma intuitiva - a intui&ccedil;&atilde;o &eacute; uma das pernas neste quesito, mas a ci&ecirc;ncia tem que andar junto, durante todo o processo.</div> <div style="text-align: justify;">Por muito tempo - quando digo muito tempo, me refiro at&eacute; h&aacute; alguns anos atr&aacute;s - os treinos eram feitos somente pela intui&ccedil;&atilde;o - fiz tbm desta forma, confesso - mas era uma outra &eacute;poca, onde n&atilde;o t&iacute;nhamos os mecanismos atuais que nos fazem ficar bem pr&oacute;ximos do atleta e que para mim, estar pr&oacute;ximo, avaliando cada passo, &eacute; o grande barato deste processo.&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Hoje, com uma infinidade de ferramentas especificas - <strong>Training Peaks</strong>,&nbsp;<strong>HRV Training e etc. </strong>-<strong>&nbsp;</strong>que&nbsp;s&atilde;o apenas alguns dos exemplos aos quais utilizo&nbsp; - fica infinitamente mais f&aacute;cil o controle das m&eacute;tricas do atleta, como disse antes, me deixando ficar bem pr&oacute;ximo dele, possibilitando "enxergar por dentro", de cada um.</div> <div style="text-align: justify;">N&atilde;o h&aacute; mais espa&ccedil;o para o achismo, em detrimento da ci&ecirc;ncia, onde o mago de cada um que &eacute; o seu professor, &eacute; o cara que tem o poder de trabalhar po&ccedil;&otilde;es ideais em busca dos objetivos de cada um, assegurando possibilidades, que v&atilde;o desde a diminui&ccedil;&atilde;o do stress, possibilitando menos les&otilde;es, passando pela carga ideal de treinos e indo at&eacute; o entendimento do que acontece fora do ambiente da planilha, que como bem diz Marcos Hallack - que trabalha com estas m&eacute;tricas, sendo talvez o precursor por aqui - esta carga &eacute; maior que a pr&oacute;pria carga de treinos, chamada de stress da vida.</div> <div style="text-align: justify;">Alguns exemplos: para quer quer controle total da rotina motriz, pensando na sua condi&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica atual e futura, temos a m&eacute;trica denominada <strong>CTL</strong> (que &eacute; o fitness do atleta, a sua capacidade f&iacute;sica); se quiser avan&ccedil;ar para a carga total de treinos, avalia-se o <strong>TSS</strong>; j&aacute; para ter uma vis&atilde;o sobre a fadiga acumulada, vamos de <strong>TSB</strong>; seguindo, para avaliar a sa&uacute;de geral do indiv&iacute;duo, vamos de <strong>HRV</strong>, que &eacute; a variabilidade da FC. ufa!</div> <div style="text-align: justify;">O que n&atilde;o d&aacute; mais &eacute; ouvir discursos de treinadores que se pautam somente numa suposta arte esquecendo da ci&ecirc;ncia, que juntas, se tornam imbat&iacute;veis, ou ao menos, quase.</div> <div style="text-align: justify;">Por <a href="https://www.youtube.com/watch?v=eM9oEwNXJyg"><span style="color: #00ff00;"><strong><em>AQUI</em></strong></span></a>, uma bela aula de Marcos Hallack (educador pedag&oacute;gico <strong>Training Peaks</strong> e a maior refer&ecirc;ncia no Pa&iacute;s desta ferramenta) sobre o <em><strong>Stress da Vida,</strong></em> que &eacute; aferida pela <strong>Variabilidade da Freq&uuml;&ecirc;ncia Card&iacute;aca</strong>.</div> <div style="text-align: justify;">Vale cada ensinamento do mestre, para um melhor entendimento de tudo que eu escrevi acima. Bons treinos!</div> <div style="text-align: justify;">&nbsp;</div>
Comentar
Compartilhe
Senhor!
09/04/2020 | 12h34
<div style="text-align: justify;">&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;">Todos que competem no triathlon, sejam em provas curtas, m&eacute;dias ou longas, tem como sonho principal participar no Ironman do Hava&iacute;. Mas como o&nbsp;sistema de vagas &eacute; muito disputado, ou extremamente disputado, &eacute; bem complicado conseguir realizar tal desejo.</div> <div style="text-align: justify;">Pensando nisso, imagino, o Ironman tem um Programa chamado <strong><span style="color: #333300;"><a style="color: #333300;" href="https://www.ironman.com/kona-legacy">Legacy,</a></span></strong> que visa dar oportunidades aos atletas que n&atilde;o sejam assim t&atilde;o competitivos, mas que sejam bem regulares, para que possam realizar esse sonho.</div> <div style="text-align: justify;">Para se candidatar ao programa, os atletas devem ter completado 12 Ironmans da bandeira <span style="background-color: #ffffff; color: #993300;"><em><a style="background-color: #ffffff; color: #993300;" href="https://www.ironman.com/">IRONMAN</a></em></span>, sendo um deles nos &uacute;ltimos dois anos, nunca ter competido no Mundial do Hava&iacute; e ainda estar inscrito para um evento no ano corrente. Senhor!</div> <div style="text-align: justify;">Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Coronavírus: saiba quais esportes podem ser praticados ao ar livre
08/04/2020 | 18h11
<div style="text-align: justify;"><strong>Corroborando com o que venho defendendo h&aacute; dias, sobre o bom senso na hora de praticar exerc&iacute;cios ao ar livre, e seguindo diretrizes de importantes &oacute;rg&atilde;os de sa&uacute;de, como a OMS (Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial de Sa&uacute;de) e a SBMEE (Sociedade Brasileira de Medicina do Exerc&iacute;cio e Esporte), esta mat&eacute;ria do Jornal O Globo, resume bem o que venho defendendo. Segue!</strong></div> <div style="text-align: justify;"><em>&Eacute; cientificamente comprovado que a pr&aacute;tica de exerc&iacute;cios f&iacute;sicos estimula o sistema imunol&oacute;gico, e eles se tornam ainda mais importantes em tempos de pandemia do novo coronav&iacute;rus. Mas a vida ativa esbarra no isolamento social, principal recomenda&ccedil;&atilde;o das autoridades de sa&uacute;de para evitar a prolifera&ccedil;&atilde;o da doen&ccedil;a. Especialistas explicam que, para equilibrar a atividade f&iacute;sica respeitando as diretrizes de distanciamento, &eacute; preciso bom senso. Para isso, a corrida &eacute; a op&ccedil;&atilde;o mais saud&aacute;vel e f&aacute;cil de se praticar respeitando a recomenda&ccedil;&atilde;o de evitar aglomera&ccedil;&otilde;es.</em>&nbsp;</div> <div style="text-align: justify;"><em>Um documento da Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial da Sa&uacute;de (OMS) sobre como se manter ativo durante a crise sanit&aacute;ria recomenda passeios a p&eacute; ou de bicicleta, mas sem desrespeitar o distanciamento f&iacute;sico para evitar a propaga&ccedil;&atilde;o do v&iacute;rus. O texto ressalta a import&acirc;ncia de lavar as m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o antes de sair, no local e assim que chegar em casa, ou utilizar &aacute;lcool em gel quando isso n&atilde;o for poss&iacute;vel.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>CORRIDA E CAMINHADA</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>O pr&oacute;prio ministro da sa&uacute;de Henrique Mandetta, em entrevista coletiva na &uacute;ltima segunda-feira, recomendou a sa&iacute;da para a pr&aacute;tica de exerc&iacute;cios. O ministro destacou que o momento atual n&atilde;o &eacute; de lockdown - que seria o fechamento total das pessoas em casa, medida adotada em alguns pa&iacute;ses -, o que seria &ldquo;muito pior&rdquo;, e que &eacute; permitido sair para caminhar ou correr, mas que muitas pessoas n&atilde;o pode estar juntas, ao mesmo tempo, em um mesmo lugar.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; N&atilde;o vemos nenhum sentido na proibi&ccedil;&atilde;o de andar na quadra, no parque. &Eacute; importante fazer uma caminhada de 30 minutos. Vai fazer bem para a pessoa, seu estado f&iacute;sico e emocional &mdash; opinou o secret&aacute;rio-executivo do Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de, Jo&atilde;o Gabbardo.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>ANDAR DE BICICLETA</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>O m&eacute;dico do esporte Rafael Trindade concorda. Segundo ele, n&atilde;o h&aacute; problemas em se exercitar ao ar livre num lugar isolado, mas ele recomenda evitar parques e ciclovias.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Eventualmente eu tenho sa&iacute;do de bicicleta no inicio da noite nas ruas menos movimentadas. Tenho usado um tecido no rosto para evitar espalhar o v&iacute;rus por onde estou passando. Assim, tamb&eacute;m evito colocar a m&atilde;o no nariz e na boca &mdash; conta o especialista da Da Vita Servi&ccedil;os M&eacute;dicos.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Ele explica que os sintomas da Covid-19 podem demorar at&eacute; duas semanas para se manifestarem, e uma pessoa que contraiu o v&iacute;rus pode propaga-lo sem ainda saber que est&aacute; doente. Por isso, &eacute; fundamental seguir as instru&ccedil;&otilde;es das autoridades de sa&uacute;de locais sobre as restri&ccedil;&otilde;es no n&uacute;mero de pessoas e evitar o uso de equipamentos p&uacute;blicos nos exerc&iacute;cios ao ar livre.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>SURFE, NATA&Ccedil;&Atilde;O E REMO</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Com o acesso &agrave;s praias vetado em estados como Rio de Janeiro e Pernambuco como medida para evitar a aglomera&ccedil;&atilde;o de pessoas, a pr&aacute;tica esportes como stand up paddle e surfe ficou menos acess&iacute;vel e, portanto, n&atilde;o recomendada nestes lugares. A nata&ccedil;&atilde;o ainda &eacute; uma boa op&ccedil;&atilde;o para os especialistas, mas com alguns cuidados.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Se houver acesso &agrave; piscina, a nata&ccedil;&atilde;o individual &eacute; uma &oacute;tima op&ccedil;&atilde;o por causa do efeito de relaxamento da &aacute;gua, mas &eacute; necess&aacute;rio ser feito em piscina aberta, pois o confinamento propicia a prolifera&ccedil;&atilde;o do v&iacute;rus &mdash; explica Rafael Trindade.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Para quem tiver acesso a um lago ou represa isolados, caiaque e remo tamb&eacute;m s&atilde;o recomendados, mas o gasto cal&oacute;rico &eacute; menor.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>T&Ecirc;NIS</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Jogar t&ecirc;nis pode ser uma op&ccedil;&atilde;o, desde que jogado sozinho, contra a parede, mas em quadras abertas. Toda disputa entre advers&aacute;rios envolve alguma troca, e a bolinha poderia ser um fator de contamina&ccedil;&atilde;o cruzada.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>TREINO AER&Oacute;BICO</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>No caso de pessoas acostumadas a fazer atividade de alto gasto cal&oacute;rico mas que durante o isolamento n&atilde;o podem sair para pratic&aacute;-las ao ar livre em seguran&ccedil;a, os m&eacute;dicos recomendam explorar o treino funcional ao inv&eacute;s do aer&oacute;bico.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Se tiver uma esteira ou um cicloerg&ocirc;metro, fica mais f&aacute;cil fazer em casa algo mais pr&oacute;ximo do que j&aacute; est&aacute; acostumado. Se n&atilde;o, procure fazer algum tipo de gin&aacute;stica funcional, com a devida orienta&ccedil;&atilde;o profissional &mdash; disse Jos&eacute; Kawazoe, especialista em Cardiologia e Medicina do Exerc&iacute;cio e do Esporte.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Trindade explica que &eacute; bom evitar exerc&iacute;cios aer&oacute;bicos em casa, porque eles demandam muito do sistema respirat&oacute;rio:</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Se voc&ecirc; estiver com o v&iacute;rus, vai infectar todo o ambiente &mdash; afirma ele.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>PRECAU&Ccedil;&Otilde;ES PARA GRUPOS DE RISCO</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Para Kawazoe, &eacute; importante que todos procurem se manter fisicamente ativos, principalmente pessoas dos grupo de risco. Exerc&iacute;cios f&iacute;sicos auxiliam no controle de algumas condi&ccedil;&otilde;es cr&ocirc;nicas, como diabetes e hipertens&atilde;o, mas, diante de um cen&aacute;rio de incertezas sobre o v&iacute;rus, &eacute; necess&aacute;rio uma avalia&ccedil;&atilde;o caso a caso.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Existem opini&otilde;es bem divergentes entre os m&eacute;dicos. Se a pessoa tem condi&ccedil;&otilde;es de caminhar num local seguro e isolado, n&atilde;o tem porque fizer n&atilde;o (corrigindo: n&atilde;o fazer). Mas na Lagoa &agrave;s 9h da manh&atilde;, por exemplo, &eacute; imposs&iacute;vel n&atilde;o tem ningu&eacute;m por perto. Por isso &eacute; importante as recomenda&ccedil;&otilde;es das autoridades e ter bom senso &mdash; disse.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Al&eacute;m disso, a OMS n&atilde;o recomenda a pr&aacute;tica de exerc&iacute;cios em caso de febre, tosse e dificuldade em respirar.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>&mdash; Exerc&iacute;cio &eacute; importante para muita gente n&atilde;o s&oacute; f&iacute;sica como mentalmente. O problema &eacute; o olhar da sa&uacute;de p&uacute;blica sobre isso. Se voc&ecirc; permite e incentiva que todos saiam de suas casas para caminhar n&oacute;s n&atilde;o vamos mais ter o cumprimento do distanciamento social. &Eacute; muito dif&iacute;cil fazer recomenda&ccedil;&otilde;es individuais quando o cen&aacute;rio exige colabora&ccedil;&atilde;o coletiva &mdash; opina o infectologista Renato Kfouri, da Sociedade Brasileira de Pediatria.</em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Confira na &iacute;ntegra as recomenda&ccedil;&otilde;es da OMS de como realizar atividades f&iacute;sicas de forma segura durante a pandemia de Covid-19 (dada em primeira m&atilde;o <strong><a href="http://www.folha1.com.br/_conteudo/2020/04/blogs/sermotriz/1260076-recomendacoes-de-atividade-fisica-via-oms-se-e-para-seguir-a-ciencia-seguiremos.html">aqui</a></strong> no blog): N&atilde;o se exercite se tiver febre, tosse e dificuldade em respirar. Fique em casa e descanse, procure atendimento m&eacute;dico e ligue com anteced&ecirc;ncia. Siga as instru&ccedil;&otilde;es da sua autoridade sanit&aacute;ria local. Se voc&ecirc; for a um parque ou espa&ccedil;o p&uacute;blico aberto para caminhar, correr ou se exercitar, pratique sempre o distanciamento f&iacute;sico e lave as m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o antes de sair, quando chegar aonde est&aacute; indo e assim que chegar em casa. Se &aacute;gua e sab&atilde;o n&atilde;o estiverem dispon&iacute;veis imediatamente, use esfregar as m&atilde;os &agrave; base de &aacute;lcool. Siga as instru&ccedil;&otilde;es da sua autoridade de sa&uacute;de local em rela&ccedil;&atilde;o a quaisquer restri&ccedil;&otilde;es ao n&uacute;mero de pessoas com voc&ecirc; e / ou restri&ccedil;&otilde;es ao uso de equipamentos p&uacute;blicos para brincadeiras ou exerc&iacute;cios ao ar livre. Se voc&ecirc; n&atilde;o &eacute; regularmente ativo, comece devagar e com atividades de baixa intensidade, como caminhadas e exerc&iacute;cios de baixo impacto. Comece com quantidades mais curtas, como 5 a 10 minutos, e aumente gradualmente at&eacute; 30 minutos ou mais continuamente durante algumas semanas. &Eacute; melhor e mais seguro permanecer ativo por per&iacute;odos curtos com mais freq&uuml;&ecirc;ncia do que tentar permanecer ativo por longos per&iacute;odos quando voc&ecirc; n&atilde;o est&aacute; acostumado. Escolha a atividade certa para reduzir o risco de les&otilde;es e aproveitar a atividade. Escolha a intensidade certa de acordo com seu estado de sa&uacute;de e n&iacute;vel de condicionamento f&iacute;sico. Voc&ecirc; deve poder respirar confortavelmente e manter uma conversa enquanto pratica atividades f&iacute;sicas de intensidade leve e moderada. </em></div> <div style="text-align: justify;"><em>Fonte: <a href="https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus-servico/coronavirus-saiba-quais-esportes-podem-ser-praticados-ao-ar-livre-em-tempos-de-pandemia-1-24357203">Jornal O Globo</a></em></div> <div style="text-align: justify;"><strong><em>Bons treinos!</em></strong></div>
Comentar
Compartilhe
Recomendações de atividade física, via OMS (se é para seguir a ciência, seguiremos)
07/04/2020 | 11h57
<div style="text-align: justify;">Seja ativo durante o COVID-19, esta &eacute; a premissa da Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial de Sa&uacute;de, &oacute;rg&atilde;o respons&aacute;vel, como o pr&oacute;prio nome diz, pela sa&uacute;de no mundo e que est&aacute; tendo um papel fundamental durante esta epidemia ao qual estamos passando.</div> <div style="text-align: justify;">Importante frisar que, se &eacute; para trabalhar seguindo os protocolos da ci&ecirc;ncia, e respeitando os grupos de risco, este &eacute; o caminho, ou seja, se manter em movimento dentro e fora de casa (com seguran&ccedil;a), a nossa sa&uacute;de, na sua forma mais ampla, vai agradecer. A fonte da mat&eacute;ria est&aacute; <em><strong><a href="https://www.who.int/news-room/q-a-detail/be-active-during-covid-19">aqui.</a></strong></em></div> <div style="text-align: justify;"><strong>O que &eacute; atividade f&iacute;sica?</strong></div> <div style="text-align: justify;">A atividade f&iacute;sica inclui todas as formas de recrea&ccedil;&atilde;o ativa, participa&ccedil;&atilde;o esportiva, ciclismo e caminhada, al&eacute;m de atividades realizadas no trabalho, em casa e no jardim. N&atilde;o precisa ser exerc&iacute;cio ou esporte - brincar, dan&ccedil;ar, jardinar e at&eacute; limpar a casa e fazer compras pesadas faz parte de ser fisicamente ativo.</div> <div>Durante a pandemia do COVID-19, quando muitos de n&oacute;s somos muito restritos em nossos movimentos, &eacute; ainda mais importante que pessoas de todas as idades e habilidades sejam o mais ativas poss&iacute;vel. Mesmo uma pequena pausa da sess&atilde;o, fazendo 3-5 minutos de movimento f&iacute;sico, como caminhar ou alongar, ajudar&aacute; a aliviar a tens&atilde;o muscular, aliviar a tens&atilde;o mental e melhorar a circula&ccedil;&atilde;o sangu&iacute;nea e a atividade muscular. A atividade f&iacute;sica regular tamb&eacute;m pode ajudar a dar uma rotina ao dia e ser uma maneira de manter contato com a fam&iacute;lia e os amigos.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Por que precisamos disso?</strong></div> <div style="text-align: justify;">Atividade f&iacute;sica regular beneficia o corpo e a mente. Ele pode reduzir a press&atilde;o alta, ajudar a controlar o peso e reduzir o risco de doen&ccedil;as card&iacute;acas, derrame, diabetes tipo 2 e v&aacute;rios tipos de c&acirc;ncer. Tamb&eacute;m melhora a for&ccedil;a &oacute;ssea e muscular e aumenta o equil&iacute;brio, a flexibilidade e a aptid&atilde;o. Para os idosos, atividades que melhoram o equil&iacute;brio ajudam a evitar quedas e les&otilde;es. Para as crian&ccedil;as, a atividade f&iacute;sica regular ajuda a apoiar o crescimento e o desenvolvimento saud&aacute;veis e reduz o risco de doen&ccedil;a mais tarde na vida. Por meio da atividade regular, as crian&ccedil;as podem desenvolver habilidades fundamentais de movimento e construir relacionamentos sociais.</div> <div style="text-align: justify;">A atividade f&iacute;sica regular tamb&eacute;m melhora a sa&uacute;de mental e pode reduzir o risco de depress&atilde;o, decl&iacute;nio cognitivo e atrasar o aparecimento de dem&ecirc;ncia - e melhorar os sentimentos gerais de bem-estar.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Quanta atividade f&iacute;sica &eacute; recomendada?</strong></div> <div style="text-align: justify;">A OMS tem recomenda&ccedil;&otilde;es detalhadas sobre a quantidade de atividade f&iacute;sica que pessoas de todas as idades devem fazer para beneficiar sua sa&uacute;de e bem-estar. (dispon&iacute;vel aqui para crian&ccedil;as menores de 5 anos e aqui para jovens, adultos e idosos) Aqui est&atilde;o os n&iacute;veis m&iacute;nimos que recomendamos:</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Beb&ecirc;s com menos de 1 ano precisam ser fisicamente ativo v&aacute;rias vezes ao dia.</strong></div> <div style="text-align: justify;">Crian&ccedil;as menores de 5 anos devem passar pelo menos 180 minutos por dia em atividades f&iacute;sicas, com crian&ccedil;as de 3 a 4 anos sendo moderada ou vigorosamente ativas por uma hora por dia.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Crian&ccedil;as e adolescentes de 5 a 17 anos</strong></div> <div style="text-align: justify;">Todas as crian&ccedil;as e adolescentes devem fazer pelo menos 60 minutos por dia de atividade f&iacute;sica de intensidade moderada a vigorosa, incluindo atividades que fortale&ccedil;am m&uacute;sculos e ossos, pelo menos 3 dias por semana.</div> <div style="text-align: justify;">Adultos com mais de 18 anos deve realizar um total de pelo menos 150 minutos de atividade f&iacute;sica de intensidade moderada ao longo da semana, ou pelo menos 75 minutos de atividade f&iacute;sica de intensidade vigorosa ao longo da semana, incluindo atividades de fortalecimento muscular 2 ou mais dias por semana.</div> <div style="text-align: justify;">Idosos com mobilidade reduzida devem fazer atividade f&iacute;sica para melhorar o equil&iacute;brio e evitar quedas em 3 ou mais dias por semana.</div> <div style="text-align: justify;">Mas qualquer atividade f&iacute;sica &eacute; melhor que nenhuma. Comece com pequenas quantidades e aumente gradualmente a dura&ccedil;&atilde;o, a frequ&ecirc;ncia e a intensidade ao longo do tempo.</div> <div style="text-align: justify;">Ser ativo durante a pandemia do COVID-19 &eacute; um desafio para todos n&oacute;s. Como as oportunidades de ser fisicamente ativo parecem ser mais restritas, &eacute; ainda mais importante planejar todos os dias as formas de ser ativo e reduzir o tempo gasto sentado por longos per&iacute;odos. Simplificando, &eacute; um momento cr&iacute;tico para garantir que todos nos movamos mais e sentemos menos.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Ent&atilde;o, como posso me manter seguro durante o exerc&iacute;cio no COVID-19?</strong></div> <div style="text-align: justify;">N&atilde;o se exercite se tiver febre, tosse e dificuldade em respirar. Fique em casa e descanse, procure atendimento m&eacute;dico e ligue com anteced&ecirc;ncia. Siga as instru&ccedil;&otilde;es da sua autoridade sanit&aacute;ria local.</div> <div style="text-align: justify;">Se voc&ecirc; puder passear a p&eacute; ou de bicicleta, pratique sempre o distanciamento f&iacute;sico e lave as m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o antes de sair, quando chegar aonde est&aacute; indo e assim que chegar em casa. Se &aacute;gua e sab&atilde;o n&atilde;o estiverem dispon&iacute;veis imediatamente, use esfregar as m&atilde;os &agrave; base de &aacute;lcool.</div> <div style="text-align: justify;"><strong><em>Se voc&ecirc; for a um parque ou espa&ccedil;o p&uacute;blico aberto para caminhar, correr ou se exercitar, pratique sempre o distanciamento f&iacute;sico e lave as m&atilde;os com &aacute;gua e sab&atilde;o antes de sair, quando chegar aonde est&aacute; indo e assim que chegar em casa. Se &aacute;gua e sab&atilde;o n&atilde;o estiverem dispon&iacute;veis imediatamente, use esfregar as m&atilde;os &agrave; base de &aacute;lcool. Siga as instru&ccedil;&otilde;es da sua autoridade de sa&uacute;de local em rela&ccedil;&atilde;o a quaisquer restri&ccedil;&otilde;es ao n&uacute;mero de pessoas com voc&ecirc; e / ou restri&ccedil;&otilde;es ao uso de equipamentos p&uacute;blicos para brincadeiras ou exerc&iacute;cios ao ar livre.</em></strong></div> <div style="text-align: justify;">Se voc&ecirc; n&atilde;o &eacute; regularmente ativo, comece devagar e com atividades de baixa intensidade, como caminhadas e exerc&iacute;cios de baixo impacto. Comece com quantidades mais curtas, como 5 a 10 minutos, e aumente gradualmente at&eacute; 30 minutos ou mais continuamente durante algumas semanas. &Eacute; melhor e mais seguro permanecer ativo por per&iacute;odos curtos com mais freq&uuml;&ecirc;ncia do que tentar permanecer ativo por longos per&iacute;odos quando voc&ecirc; n&atilde;o est&aacute; acostumado.</div> <div style="text-align: justify;">Escolha a atividade certa para reduzir o risco de les&otilde;es e aproveitar a atividade. Escolha a intensidade certa de acordo com seu estado de sa&uacute;de e n&iacute;vel de condicionamento f&iacute;sico. Voc&ecirc; deve poder respirar confortavelmente e manter uma conversa enquanto pratica atividades f&iacute;sicas de intensidade leve e moderada.</div> <div style="text-align: justify;"><strong>Como me mantenho ativo dentro e fora de casa?</strong></div> <div style="text-align: justify;">Tente reduzir os longos per&iacute;odos de tempo sentados, seja para trabalhar, estudar, assistir TV, ler ou usar m&iacute;dias sociais ou jogar jogos usando telas. Reduza a sess&atilde;o por longos per&iacute;odos fazendo pausas curtas de 3 a 5 minutos a cada 20 a 30 minutos. Simplesmente levante-se e estique-se ou, melhor ainda, d&ecirc; um passeio pela casa, suba e des&ccedil;a as escadas ou entre no jardim. Movendo-se e alongando voc&ecirc; pode melhorar sua sa&uacute;de e bem-estar. Para mais id&eacute;ias e ilustra&ccedil;&otilde;es de trechos saud&aacute;veis, consulte aqui.</div> <div style="text-align: justify;">Defina uma rotina regular para ser ativo todos os dias, planejando uma atividade f&iacute;sica ou um intervalo de exerc&iacute;cios sozinho, participando de uma aula on-line ou estabelecendo um hor&aacute;rio para ser ativo on-line com seus amigos ou colegas. Criar um hor&aacute;rio espec&iacute;fico para ser ativo ajuda a garantir que voc&ecirc; fa&ccedil;a sua atividade f&iacute;sica di&aacute;ria. Coloque um tempo no seu di&aacute;rio e isso ajudar&aacute; a lembr&aacute;-lo. Continue com ele, pois isso o ajudar&aacute; a criar uma rotina regular e a se adaptar a novas formas de trabalhar, estudar e viver em fam&iacute;lia sob as restri&ccedil;&otilde;es do COVID-19</div> <div style="text-align: justify;">Seja ativo com sua fam&iacute;lia e amigos, conectar-se com outras pessoas pode ajudar voc&ecirc; e sua fam&iacute;lia em casa e em outros lugares a passar tempo juntos e ser ativos. <strong><em>Planejar o tempo para ser ativo com seus filhos com jogos ativos em casa, passeios nos parques ou andar de bicicleta pode ser uma maneira de toda a fam&iacute;lia relaxar, ficar juntos e ser ativa e saud&aacute;vel enquanto estiver em casa.</em></strong></div> <div style="text-align: justify;">Defina metas de Ativo para voc&ecirc; e sua fam&iacute;lia, escolhendo um tipo espec&iacute;fico de atividade, hora do dia e / ou n&uacute;mero de minutos que voc&ecirc; far&aacute; todos os dias. Fa&ccedil;a com que cada membro da fam&iacute;lia escolha seu pr&oacute;prio objetivo, o que representa um desafio, mas &eacute; realista com a ajuda da fam&iacute;lia ou amigos e motiva&ccedil;&atilde;o. Registre seu progresso em um gr&aacute;fico semanal de atividades e, se achar que isso ajudaria, recompense-se com algo que voc&ecirc; valoriza.</div> <div style="text-align: justify;">Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Aliviando a Alma
06/04/2020 | 15h41
<div style="text-align: justify;">Apesar da crise que estamos passando, onde todas as pessoas do mundo est&atilde;o sendo afetadas, alterando a rotina de trabalho, lazer, conviv&ecirc;ncia com a fam&iacute;lia, amigos, viagens e outras, num per&iacute;odo que nos leva a refletir os verdadeiros valores da vida, algumas atividades que ainda s&atilde;o permitidas tomaram uma propor&ccedil;&atilde;o ainda maior do que tinham e que no momento tornaram-se ainda mais imprescind&iacute;veis.</div> <div style="text-align: justify;">Algumas destas atividades do cotidiano e que por muitas das vezes est&atilde;o ao nosso alcance, onde seguramente n&atilde;o damos a sua real valoriza&ccedil;&atilde;o - ou at&eacute; damos mas como temos em abund&acirc;ncia... -&nbsp; algumas parecem que se destacaram diante das demais se valorizando muito neste per&iacute;odo cinza.</div> <div style="text-align: justify;">Correr, caminhar, pedalar, fazer gin&aacute;stica em casa, subir e descer escadas, ouvir m&uacute;sica, tocar um instrumento, desenhar, pintar, conversar (em especial ou muito em especial por redes sociais), s&atilde;o atividades que tem se destacado durante este per&iacute;odo de confinamento e que prometem, pelos dias que seguem, se mostrar ainda mais fundamentais.</div> <div style="text-align: justify;">A torcida agora &eacute; que acabe o mais depressa poss&iacute;vel esta pandemia, para que voltemos a "nossa vida normal" e que esta vida dita normal inclua todos estes itens acima citados, que tornemos mais simples o nosso cotidiano, que possamos valorizar estes momentos, que possamos estar mais pr&oacute;ximos das pessoas que amamos, curtindo coisas simples e que nos fazem felizes - como um caf&eacute; sem pressa em casa, uma leitura com foco, uma atividade f&iacute;sica que nos alivia a alma. Oremos!</div> <div>Bons treinos!</div>
Comentar
Compartilhe
Convid-19 x Exercícios ao ar livre - Recomendações da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte
05/04/2020 | 19h23
<div style="text-align: justify;"><em><strong><a href="http://www.medicinadoesporte.org.br/wp-content/uploads/2020/03/informe300320.pdf">Informe 3 da Sociedade Brasileira de Medicina do Exerc&iacute;cio e do Esporte</a></strong></em>&nbsp;- &nbsp;(<span style="background-color: #ffffff;"><strong><a style="background-color: #ffffff;" href="http://www.medicinadoesporte.org.br/">SBMEE</a></strong>).</span></div> <div>As decreta&ccedil;&otilde;es de quarentena, pelo poder executivo de diferentes &acirc;mbitos (municipal, estadual ou federal) - n&atilde;o s&oacute; no Brasil, mas no mundo - t&ecirc;m diferentes proibi&ccedil;&otilde;es de mobilidade social, dependendo da localidade ou regi&atilde;o, com maior ou menor rigor, em momentos diversos, conforme a avalia&ccedil;&atilde;o da situa&ccedil;&atilde;o local, pelos seus &oacute;rg&atilde;os competente.</div> <div>Sempre que houver decreta&ccedil;&atilde;o de lei regulat&oacute;ria de uma quarentena, incluindo proibi&ccedil;&atilde;o de exerc&iacute;cio ao ar livre, isto deve ser, obviamente, cumprido.</div> <div>Mas por hora para n&oacute;s, campistas, h&aacute; recomenda&ccedil;&atilde;o mas n&atilde;o proibi&ccedil;&atilde;o, em especial se levando em conta a import&acirc;ncia do movimento para a sa&uacute;de mental, dentre outras in&uacute;meras e reconhecidas vantagens.</div> <div>Cabe a cada um, neste momento delicado, cumprir as normas de seguran&ccedil;a que seguem nas recomenda&ccedil;&otilde;es do @sbmee, pois seguran&ccedil;a agora &eacute; fundamental, assim como o movimento.</div> <div>BONS TREINOS!</div> <div>Atualizado &agrave;s 20h25 com link para acessar a SBME em novo local</div> <div>Atualizado &agrave;s 20h29 com novo t&iacute;tulo</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;<br /></div>
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marcos Almeida

[email protected]