Juiz que interditou Ninho do Urubu para menores é campista
13/02/2019 | 06h35
O juiz Pedro Henrique Alves proferiu hoje a sentença que suspendeu a entrada, permanência e participação de crianças e adolescentes no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, em virtude da trágica morte de 10 menores, jogadores da base de clube, na semana passada.
Ele é nascido em Campos e fez longa carreira na cidade, se destacando e alçando vôos mais altos no Rio, respondendo atualmente pela 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso na Comarca da Capital, sendo o cargo mais importante na 1ª instância nesta área no estado.
A decisão do juiz atende parcialmente a um pedido feito pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ), interditando, na prática, o clube para menores, impondo multa de R$ 10 milhões ao Flamengo por descumprimento e de R$ 1 mihão ao presidente do clube, Rodolfo Landim. Confira mais detalhes aqui.
Pedro Henrique Alves se graduou na Faculdade de Direito de Campos (FDC), em 1990. Desde então colecionou aprovações em inúmeros concursos públicos na década de 90, entre eles para Defensor Público (1994) e Delegado da Polícia Federal (1994). Em 1997 passou em concurso para juiz de direito no Tribunal de Justiça do Rio, cargo que exerce há 21 anos.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Christiano Abreu Barbosa

[email protected]