Marcas que se foram
09/01/2018 | 19h17
A crise econômica que se abateu no país, no estado e no município de meados de 2015 para cá gerou o fechamento de vários negócios e lojas. Ao contrário do movimento de chegada de marcas à cidade da década anterior, o atual estágio é de saída delas daqui.
Um bom exemplo disto é o segmento de fast-food. Deixaram a cidade recentemente KFC, Habib´s, Casa do Pão de Queijo a agora Domino's Pizza (confira aqui). Além disto, Subway e Spoleto continuam, mas reduziram o número de unidades. Enquanto isto as marcas próprias vem crescendo, como Meu Burger e Columbia.
Compartilhe
Fechou as portas
09/01/2018 | 18h06
As unidades do Spoleto e da Domino's Pizza da Avenida Pelinca encerraram as suas atividades. Em seu lugar o empresário Daniel Thuin abrirá o Columbia Alameda, unidade de sua marca própria Columbia, uma steakhouse e choperia que terá também self-service de churrasco para almoço executivo.
As obras estão em andamento e a abertura do Columbia Alameda, anunciado aqui em primeira mão no finalzinho de 2017, está prevista para a segunda quinzena de fevereiro.
A loja da Domino's Pizza era a única da franquia em Campos. A marca de pizzas permanecerá na região, com unidades em Macaé, Rio das Ostras e Cabo Frio, todas de outros franqueados.
Já o Spoleto permanecerá em Campos com uma unidade, localizada no Boulevard Shopping, também de propriedade de Daniel Thuin, que tem ainda uma loja desta marca no Shopping Plaza Macaé, em Macaé. Ele é ainda franqueado em Campos do Bob´s e do Rei do Mate.
Compartilhe
Aberta a temporada de empregos para a construção da 1ª termelétrica do Açu
08/01/2018 | 11h42
A Prumo Logística anunciou hoje que a Gás Natural Açu (GNA), sua subsidiária, fechou contrato com um  consórcio formado por Siemens e Andrade Gutierrez para a construção da primeira usina termelétrica no Porto do Açu, a UTE GNA I.
O consórcio será responsável pelas soluções de engenharia, suprimentos e construção da térmica, que terá capacidade instalada próxima a 1,3 GW. A previsão é que as obras sejam iniciadas ainda neste primeiro trimestre do ano.
Os candidatos a vagas para as obras devem enviar o seu curriculum vitae para o e-mail currí[email protected]. Já as vagas para a UTE GNA I, para quando a termelétrica entrar em operação, serão divulgadas futuramente no portal vagas.com/prumologistica.
A instalação da termelétrica é parte do Açu Gas Hub, projeto em desenvolvimento no Complexo Portuário do Açu, cujo objetivo é constituir uma solução logística para o recebimento, processamento, consumo e transporte de gás natural produzido nas Bacias de Campos e Santos, assim como importação e armazenagem de GNL importado.
Compartilhe
Fechou as portas
08/01/2018 | 10h31
O sempre atento jornalista Saulo Pessanha registrou ontem em sua coluna, na edição impressa da Folha da Manhã, que a Casa do Pão de Queijo encerrou as suas atividades no Boulevard Shopping. Era a única loja da franquia em Campos e no interior do estado.
Compartilhe
Não é uma tragédia
05/01/2018 | 19h46
Não é uma tragédia
* Por Marcos Piangers

Essas coisas acontecem. Um jovem adoece no verão. Um senhor é atropelado por um táxi. A biópsia aponta que o tumor é maligno. Essas coisas acontecem todo dia. E todos os dias saímos de casa achando que jamais acontecerá conosco. Uma doença leva embora um pai. O médico comunica um exame preocupante. Uma moto atravessa um sinal fechado. Todos os dias isso acontece. E todos os dias nossos planos são os mesmos. Trabalho, almoço; trabalho, jantar.

Não acho que seja uma tragédia quando essas coisas acontecem com a gente. Dizemos: “que tragédia, morreu tão cedo”. Não acho que seja uma tragédia. Acho que a vida é um amontoado de caos e coincidência. Acho que hoje estamos aqui e amanhã não estamos mais.

Uma tragédia é não agradecer por esse tempinho que estamos aqui. Uma tragédia é não valorizar a vida em família. Uma tragédia é trocar o sorriso do nosso filho pelo celular. Um passeio em família, pelas preocupações do trabalho. Uma tragédia é não abraçar as pessoas hoje. Uma tragédia é passar a vida em branco. Uma tragédia é achar que um dia vamos ser felizes, não hoje. Uma tragédia é achar que não vai acontecer com a gente. E a vida vai ficando para depois. Um dia eu mudo de emprego. Um dia eu digo que gosto dela. Um dia eu faço uma viagem. Um dia eu vou ser voluntário nesse projeto.

Não acho que seja uma tragédia uma jovem cheia de planos descobrir uma doença grave. Acho uma tragédia quando aprendemos a valorizar o que temos só depois de perder. Acho uma tragédia não termos ido ainda para aquela viagem dos nossos sonhos. Acho uma tragédia viver de aparências. Acho uma tragédia ter comprado coisas achando que isso seria felicidade. Acho uma tragédia trabalhar em algo que você odeia. Acho uma tragédia você passar a vida brigado com alguém.

A morte não é uma tragédia. Tragédia é não ter vivido.

* Publicado na Revista Versar

Compartilhe
Tem que capinar
05/01/2018 | 18h38
O mato em volta da ciclovia da Avenida Artur Bernardes está muito alto, notadamente no trecho entre o "Trevo do Índio" e a Beira-Valão, enfeiando uma das mais importantes entradas da cidade e o principal local de prática esportiva ao ar livre dos campistas.
Compartilhe
Enterro de Lino será no domingo
05/01/2018 | 13h04
O casal estava de férias no Caribe
O enterro de Francelino França, o Lino França, será na manhã de domingo, em Niterói. Lino faleceu em 31 de dezembro, último dia de 2017, em Curaçao, país insular que é um paraíso caribenho. Ele é filho de Maria da Graça Kury, a Gracinha Kury, campista que foi Miss Estado do Rio e que morreu um julho do ano passado (relembre aqui).
Lino França passava as férias de fim de ano no Caribe com sua noiva e morreu mergulhando na véspera do reveillón, em fato noticiado aqui na terça-feira. Após dias agradáveis em cenário paradisíaco, ele fez um mergulho comum, superficial, com máscara e snorkel. Curaçao, com águas límpidas e translúcidas de cor azul-turquesa e fauna marinha exuberante é considerado um dos melhores lugares de mergulho do mundo.
Enquanto Lino mergulhava, sua noiva, Joana Sobral, foi buscar um caiaque. Quando ela voltou, em questão de minutos, ele já estava sem vida no mar. Após a morte de sua mãe, em julho passado, Lino, que sofreu bastante durante o luto, passou a apresentar convulsões.
Depois de superados os trâmites burocráticos, a família de Lino encontrou dificuldades para fazer o traslado do corpo em vôo comercial para o Brasil. A questão foi solucionada com a cessão, por parte de um casal amigo da família, de um avião particular.
O corpo tem previsão de chegada no Rio às 05h00 de amanhã. Ele será velado em Niterói e o enterro ocorrerá na manhã do domingo. Além da noiva, Lino, ao falecer tragicamente aos 27 anos, deixa o pai, José Eduardo França, e o irmão, José Eduardo França Júnior.
Compartilhe
Fechou as portas
04/01/2018 | 20h23
Conforme foi noticiado em primeira mão aqui pelo Blog dos Jornalistas, no Terceira Via, a Casa X fechou as portas em Campos. A casa de festas, uma franquia da apresentadora Xuxa, funcionava no bairro do Jóquei.
A última festa realizada pela casa de festas em Campos foi no dia 17 de dezembro, no final do ano passado. Os ex-proprietários da franquia na cidade venderam os equipamentos para uma empresária do interior paulista, que está montando uma Casa X em Sorocaba.
A vinda da Casa X para cá tinha sido anunciada aqui, em primeira mão, em maio de 2013.
Compartilhe
Copiar e colar
04/01/2018 | 14h19
Negócio com baixa barreira de entrada, não para de surgir restaurante japonês pela cidade, reforçando a máxima que em Campos pouco se cria, tudo se copia. Embora alguns (não muitos) se destaquem pelo sabor, diversidade não é sinônimo de qualidade e a pulverização acaba atrapalhando todo mundo. Aí, não fica bom para ninguém.
Compartilhe
No Rio
03/01/2018 | 20h03
Em um encontro no Rio, Índio da Costa, secretário de Infraestrutura da cidade do Rio, se reuniu com o presidente da Federação de CDLs do Estado, Marcelo Mérida, e com o deputado federal Paulo Feijó, para debater uma agenda de desenvolvimento com o intuito de apoiar a geração de empregos e o empreendedorismo.
O objetivo é integrar forças e idéias para a retomada econômica do Estado, através do esforço de diferentes correntes políticas e econômicas na atualidade. O setor lojista pretende ser um dos protagonistas neste processo e não mais um mero coadjuvante.
Compartilhe
Sobre o autor

Christiano Abreu Barbosa

[email protected]