Festa-show-manifesto Cabaré Escândalo rola neste sábado, em Atafona! Saiba mais
04/01/2018 | 18h47
Cabaré Escândalo
Cabaré Escândalo / CasaDuna
Depois de promover, no Réveillon Saravá, um final de semana cheio de som de qualidade e gente animada, a CasaDuna, espaço de arte, memória e pesquisa de Atafona, sedia mais um final de semana cultural. Hoje, quinta-feira (4), às 20h, o cineclube da Casa exibe o filme “Bye Bye, Brasil”. Nesta sexta-feira (5), com play às 20h, acontecerá o Boteco Filosófico, com debate sobre temas da filosofia. No sábado (6), o espaço de cultura será palco para o evento “Cabaré Escândalo”, com apresentações de drags e outras atrações. E no domingo (7) a Casa Duna abre a exposição “Atafona: museu em processo”, às 16h, com bate-papo. Todas essas atividades possuem entrada franca, e o Cabaré Escândalo tem entrada livre mas com colaboração consciente – ou seja, a pessoa faz uma colaboração.
O cineclube da CasaDuna já vem acontecendo há algum tempo e agora no verão ele terá sessões semanais. Já o projeto Boteco Filosófico tem estreia programada para esta sexta-feira (5), e sua proposta principal é promover rodas de conversa sobre filosofia, bem descontraídas e acompanhadas de boas cervejas. Nesta sexta, a professora de filosofia Julia Naidin chega no Boteco trazendo temas da história da filosofia e da filosofia contemporânea.
Cineclube CasaDuna
Cineclube CasaDuna / CasaDuna
Já neste sábado (6), o idealizador de Cabaré Escândalo, Filipe Codeço, traz essa festa-show-manifesto que surge como uma necessidade de marcar posição na disputa diária pelo afetos, pelos imaginários e pelas narrativas que formam corpos e subjetividades.
“Cabaré Escândalo surge marcando posição numa disputa pela cultura que nos forma e que é edificada a cada dia. Ele é uma festa-show-manifesto em busca da desinvenção do país que mais mata pessoas LGBT no mundo. Do país do fundamentalismo religioso. Do país que tirou o amor da sua bandeira”, comentou Filipe, acrescentando: “Quis realizar esse projeto em Atafona, lugar especial em minha memória e alegoria incrível para uma força de desconstrução, num processo desenvolvido em parceria com artistas de São João da Barra e Campos. A primeira e fundamental parceria foi a CasaDuna e seus criadores, Fernando Codeço e Julia Naidin. A estes se juntaram Michelle Belcanto, Chris Kalli, Felipe Monda, Daniel Azeredo, Bec Flor, Victor Santana, Jaílza Mota e a participação especial de Reinaldo Dutra, vindo do Rio de Janeiro”.
E no domingo rola a abertura da exposição “Atafona: museu em processo”, com um bate-papo que está marcado para as 16h. Nessa primeira exposição, a CasaDuna apresenta seu acervo permanente, com o material histórico cuidado pelo poeta e artesão Jair Vieira nos últimos 40 anos na cidade. O espaço também vai mostrar registros iniciais do Projeto Muxuango, coordenado pelos pesquisadores João Almeida e André Pinto. Esse projeto pretende um trabalho de registro e investigação sobre os antigos moradores da Ilha da Convivência. A exposição também é composta por trabalhos fotográficos de Fred Alvim, Jéssica Filipo, Flavio Bacellar, Mariana Moraes, Rodrigo Sobrosa, Elisael Pereira Barros, Renata Lamenza e Victor Aquino.
“A proposta desta exposição parte da concepção do espaço de memória e cultura como um agente aberto, dinâmico e colaborativo. Damos início a um ‘mural interativo’ idealizado para receber fotos de família em Atafona, registros pessoais, objetos históricos, que possam ser deixados para a composição deste espaço de memória coletiva. ‘Atafona: museu em processo’ significa trazer a lembrança de que toda narrativa, cada escombro e cada história desta praia estão no processo de tornar-se vestígio, de dar o testemunho e o depoimento de um tempo vivido para um tempo que virá”, explicam Fernando Codeço e Julia Naidin, adicionando: “’Atafona: museu em processo’ fala também de uma exposição que se manterá em processo, aberta a novas propostas e contribuições. Contamos com a co-curadoria de André Pinto, museólogo e agente cultural local, que tanto nos ajudou com a datação do acervo do seu Jair, com o encanto das histórias sanjoanenses e com o amor pela terra”.
Acesse o site da CasaDuna, aqui. O Facebook, aqui nesse link. A Casa também tem Instagram. E o whatsapp é: (21) 996293032 // (21) 988023921
Réveillon na Duna.
Réveillon na Duna. / CasaDuna
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Thaís Tostes

[email protected]