Incêndio destrói Museu Nacional no Rio
02/09/2018 | 09h08
Um incêndio de grandes proporções está consumindo o Museu Nacional, localizado na Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro. A instituição foi fundada por Dom João VI em 1818 e tem acervo de 20 milhões de peças e o mais antigo fóssil humano encontro no país.
Bombeiros de três quartéis tentam controlar as chamas que atingem os três andares do prédio histórico desde as 19h30, mas parece que ainda está longe de acabar.
 São 200 anos de história literalmente virando cinzas. Um dia muito triste para todos nós, brasileiros.
O Museu contém um acervo histórico desde a época do Brasil Império. Destacam-se em exposição:
 A coleção egípcia, que começou a ser adquirida pelo imperador Dom Pedro I;
A coleção de arte e artefatos greco-romanos da Imperatriz Teresa Cristina;
As coleções de Paleontologia que incluem o Maxakalisaurus topai, dinossauro proveniente de Minas Gerais;
O mais antigo fóssil humano já encontrado no país, batizada de "Luzia", pode ser apreciado na coleção de Antropologia Biológica, entre outros.
Reprodução G1 e TV Globo
Reprodução G1 e TV Globo
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Suzy Monteiro

[email protected]