Fátima e Rafael unidos por Barra do Furado
05/01/2017 | 11h51
whatsapp-image-2017-01-05-at-11-31-40 A prefeita de Quissamã Fátima Pacheco recebeu o prefeito de Campos Rafael Diniz agora pela manhã. Na pauta, o complexo Farol-Barra do Furado. Leia a matéria completa na edição de amanhã da Folha da Manhã.  
Comentar
Compartilhe
Garotinho será julgado em Campos no próximo dia 25
04/01/2017 | 01h30
julgamento-garotinho julgamento-garotinho2 Por calúnia eleitoral e difamação eleitoral, o ex-prefeito, governador, deputado, secretário Anthony Garotinho será julgado no próximo dia 25, em Campos. A suposta calúnia foi contra o agora vice-governador Francisco Dornelles, que moveu Ação Penal contra o marido da ex-prefeita Rosinha. A queixa-crime foi ajuizada em 17/09/2014, no Supremo Tribunal Federal, tendo em vista que, na época dos fatos, Garotinho exercia mandato de Deputado Federal, possuindo, por consequência, foro por prerrogativa de função no Pretório Excelso. No entanto, com o final de seu mandato de Deputado Federal, a Exma. Ministra Rosa Weber determinou, à fl. 78, a remessa dos autos à Justiça Comum Estadual. Segundo o previsto, a audiência de instrução e julgamento será dia 25 próximo, às 11h, na sala de audiência da 4 Vara Cível. Digo previsto, porque, em se tratando do réu, tudo sempre pode mudar.
Comentar
Compartilhe
Em Quissamã, Fátima recebida por servidores
02/01/2017 | 03h33
[caption id="attachment_24422" align="aligncenter" width="300"]funcinarios-recepcionam-a-prefeita-fatima-foto-phillipe-moacyr-121 Foto: Philippe Moacir[/caption]

No primeiro dia de trabalho, a prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco, e o seu vice Marcelo Batista foram recebidos no pátio da sede administrativa por funcionários e pela Guarda Municipal. Eles cumprimentaram os servidores públicos, antes de dar as boas-vindas à equipe de trabalho e participar do café da manhã no hall da prefeitura.

Nos discursos de Fátima e Marcelo ficou evidenciada a importância dos servidores e a relação de transparência e diálogo que vão prevalecer em todos os setores administrativos. Fátima e Marcelo são servidores municipais concursados com mais de 20 anos de trabalho.

O vice-prefeito Marcelo Batista ressaltou que o momento é difícil, mas que depende da união e do respeito de todos para a construção de um novo amanhã. “O município só vai andar se continuarmos juntos, do jeito que estamos aqui hoje, isso é fundamental para que Quissamã ganhe. Estarei de portas abertas, não como vice-prefeito ou secretário, mas como amigo para servir Quissamã e a todos vocês”, destacou.

Para a prefeita Fátima Pacheco, a relação de transparência, acolhimento e respeito com os funcionários é fundamental para o trabalho da nova administração. Ela lembrou que muitas vezes foi questionada sobre sua escolha de concorrer à Chefia do Executivo, devido à situação crítica que o município enfrenta, mas sempre respondia aqui que na prefeitura tinha “ouro”, se referindo aos funcionários.

— Eu tenho encontrado, por parte dos funcionários, um acolhimento, uma mão estendida, uma vontade de trabalhar por dias melhores em prol da população. Nós já conversamos com inúmeras categorias profissionais e ainda temos muitas para falar, e tenho uma clareza muito grande do momento em que passa cidade, mas nós vamos trabalhar todos os dias ao lado de vocês —, disse.

(Fonte: Assessoria)

Comentar
Compartilhe
Crivella toma posse como prefeito do Rio
01/01/2017 | 01h43
[caption id="attachment_24371" align="aligncenter" width="300"]Reprodução O Globo Reprodução O Globo[/caption] Eleito prefeito do Rio de Janeiro com 1.700.030 votos, Marcelo Crivella (PRB) tomou posse neste domingo, dia 1º de janeiro, na Câmara Municipal, no Centro. O agora ex-senador iniciou o discurso saudando os vereadores, que também tomaram posse minutos antes, como "notáveis homens públicos conduzidos à Câmara pela soberania do povo". Como uma de suas primeiras medidas, está o decreto pelo qual titulares da Administração deverão apresentar uma proposta para redução de 50% nos cargos comissionados. A regra não se aplica para os profissionais da Secretaria municipal de Saúde e da nova secretaria municipal de Educação, Esportes e Lazer. Segundo a equipe do novo prefeito, a medida representará uma economia de R$ 300 milhões por ano ao município.
 Em pouco mais de meia hora no palanque, Crivella agradeceu a Deus, dizendo que a sua eleição não é "mérito pessoal", e sim, "uma graça". Também lembrou do apoio da família e reconheceu que, pela primeira vez, pode "se aproximar da Igreja Católica", citando nominalmente Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio.

O prefeito agradeceu aos políticos do seu partido, o PRB, na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa. Também ao PTN, partido que, ao lado do PR, fez coligação com o PRB "Marchou ao lado desde o primeiro momento", afirmou, citando o deputado federal Luiz Carlos Ramos, que será secretário de Relações Institucionais. O partido de Garotinho, que indicou o vice, MacDowell, entretanto, não foi citado.

Também agradeceu a mensagem "efusiva e de grande entusiasmo" enviada por Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, que segundo Crivella, é um "líder da nossa cidade que nos engradece e facilita a vida em Brasília". (Fonte: O Dia e O Globo)
Comentar
Compartilhe
500 mil motivos e articulações para presidência da Câmara
31/12/2016 | 11h26
imagem interrogaçao Um grupo de políticos de uma cidade do interior teria ido ao Rio de Janeiro esta semana, ao escritório de um advogado importante, onde teria encontrado com um determinado líder político. Lá, para garantir o poder onde ainda é possível, teriam sido apresentados para alguns até 500 mil motivos, além de promessa (real) de ajuda jurídica. Já em Campos... As articulações para a eleição da Mesa da Câmara estão a todo vapor. Um batalhão de advogados está tentando que suplentes tomem posse. Só para lembrar, a posse no Legislativo, até o momento, será de apenas 19 vereadores. Seis foram impedidos judicialmente. (Lembre aqui aqui e aqui. Os suplentes foram diplomados, mas, até agora, não tomarão posse. E, como mostrou o blog do Arnaldo Neto, Thiago Virgílio - um dos vereadores impedidos de tomar posse por decisão judicial em função das investigações sobre o "escandaloso esquema" envolvendo a utilização de Cheque Cidadão em troca de votos - postou no Facebook encontro com PRTB, PHS e PRP. Disse Arnaldo: "Como não é fácil acreditar em coincidências na política, o encontro ocorreu após o G5, com dois nomes do PHS (Enock Amaral e Marcelo Perfil) e dois do PRP (Jorginho Virgílio e Silvinho Martins), fechar apoio (aqui) a Marcão (Rede), candidato apoiado pelo prefeito eleito Rafael Diniz à presidência da Casa. O PRTB é partido do vereador Álvaro Cesar, que chegou a se lançar como postulante ao principal cargo da mesa diretora (aqui), mas teria desistido".  
Comentar
Compartilhe
Citado em delações, Jonas Lopes vai se licenciar do TCE
28/12/2016 | 03h48
[caption id="attachment_24316" align="aligncenter" width="300"]Ano passado, o Natal de Jonas Lopes foi na casa do casal Garotinho Ano passado, o Natal de Jonas Lopes foi na casa do casal Garotinho[/caption] Citado em delações de executivos da Andrade Gutierrez, o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), Jonas Lopes de Carvalho, vai se licenciar do cargo por três meses. A informação foi publicada na edição do Diário Oficial desta quarta-feira e assinada pelo vice-presidente do TCE, Aloysio Neves Guedes. Segundo a publicação, a licença de Jonas começará a contar a partir do dia 6 de março. Segundo os delatores, Lopes foi um dos favorecidos pelo esquema de pagamentos paralelos nas grandes obras do governo fluminense, revelado pela Operação Calicute, que prendeu o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral e outras sete pessoas. Um dos operadores investigados seria Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, o Doda, que teria a função de fazer a ligação do órgão com as empreiteiras. (Fonte: O Globo)
 
Comentar
Compartilhe
Teori nega pedido de Garotinho para publicar notícias como jornalista
19/12/2016 | 06h22
[caption id="attachment_16710" align="aligncenter" width="300"]Imagem blog Ralfe Reis Garotinho no extinto programa na rádio O Diário[/caption]   O pedido feito pelo ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho para voltar a publicar notícias foi negado pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Na reclamação, o político afirmava que estava tendo seu direito à livre manifestação tolhido sem razão. Teori discordou: “Nego seguimento ao pedido. Publique-se. Intime-se." As alegações sobre o suposto cerceamento foram apresentadas porque o ex-governador também é radialista, além de possuir uma rádio e um jornal, ambos chamados Diário.
Além desses meios de comunicação, Garotinho também tem um blog pessoal. O advogado do político, Fernando Fernandes, alega que seu cliente está sofrendo perseguição política ao ser impedido de exercer sua profissão, e embasa o argumento na prisão do jornalista e de outras 26 pessoas. Fernandes se refere à prisão ocorrida no dia 16 de novembro. Garotinho foi levado pela Polícia Federal acusado de oferecer a inserção no cadastro do programa social de moradia Cheque Cidadão aos eleitores de Campos dos Goytacazes em troca de votos. O auxílio governamental é de R$ 200 mensais. O ex-governador, que foi solto no dia 24 de novembro pelo Tribunal Superior Eleitoral, era secretário de governo da gestão de sua mulher, Rosinha Garotinho, prefeita de Campos. Na peça, Fernando Fernandes destaca que a decisão do TSE que libertou Garotinho não fala em momento algum sobre a produção de material jornalístico, apenas o impede de se comunicar com outros investigados. Na decisão, o juízo da 100ª Zona Eleitoral também obriga o ex-governador a apagar todo o material produzido relacionado à investigação. “O Poder Judiciário não pode obrigar um veículo de imprensa ou jornalista a apagar uma notícia sobre tema de interesse da coletividade em geral, vez que tal determinação incorre nitidamente em cerceamento a liberdade de imprensa, como também a liberdade de expressão garantida pela Carta Magna”, diz Fernandes.
 (Fonte: Consultor jurídico)
Comentar
Compartilhe
Garotinho conversa sobre Clarissa com quem também falou de material escolar
17/12/2016 | 05h26
[caption id="attachment_20713" align="aligncenter" width="300"]Clarissa quando selou apoio a Crivella Clarissa quando selou apoio a Crivella[/caption] Uma gravação telefônica interceptada pela Polícia Federal mostra a expectativa do ex-governador Anthony Garotinho de que a filha, a deputada federal Clarissa Garotinho (PRB-RJ), seja nomeada secretária de Assistência Social por Marcelo Crivella, prefeito eleito do Rio. Na conversa com um assessor do PR na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj), Garotinho cita um acordo firmado com Crivella para que a nomeação aconteça. Segundo ele, é uma secretaria “operacional”, importante para montar uma base para o partido. Em outro trecho, o ex-governador demonstra interesse de concorrer ao Senado em 2018. Durante a campanha à prefeitura, Crivella negou diversas vezes a negociação de cargos com Garotinho e procurou se distanciar do aliado. Na conversa, gravada em 31 de outubro, dia seguinte à eleição de Crivella, Garotinho conversa com um interlocutor identificado como Cleiton de Souza Rodrigues, assessor parlamentar do deputado estadual e prefeito eleito de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa (PR). O telefonema foi interceptado com autorização da Justiça, e o áudio faz parte dos autos do processo da Operação Chequinho.
O contato de Garotinho com o homem identificado como Cleiton Rodrigues, mostrado pelo Extra, já foi mostrado aqui no blog, em 18 de novembro.
Na conversa, Garotinho fala com ele a respeito de material escolar comprado pela prefeitura, mas que é distribuído gratuitamente: (Lembre aqui)
Comentar
Compartilhe
TRF manda Cabral voltar a ficar preso no Rio
16/12/2016 | 07h23
cabral O desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), Abel Gomes, concedeu liminar para o ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) voltar a ficar preso em Bangu 8, no Complexo de Gericinó, na Zona Oeste do Rio. A transferência do peemedebista para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba havia sido determinada pelo juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, Marcelo Bretas, por conta de denúncias de que o ex-governador tinha tratamento privilegiado no Complexo Penitenciário de Gericinó.
Na decisão, o desembargador fala que o retorno deve ser imediato e diz que não deve haver prejuízos às apurações das infrações eventualmente ocorridas durante as visitas a Cabral e bem como o prosseguimento no controle da manutenção da disciplina interna. (Fonte: O Globo)
 
Comentar
Compartilhe
Fátima e vereadores diplomados em Quissamã
15/12/2016 | 05h20
img_5190 Fátima Pacheco, ao lado com seu vice Marcelo Batista, foi diplomada hoje prefeita de Quissamã. Também foram diplomados os vereadores. A solenidade foi presidida pela juíza da 255 Zona Eleitoral, Márcia Regina Sales.
Comentar
Compartilhe
Próximo >
Sobre o autor

Suzy Monteiro

[email protected]