Valor das empresas será depositado em juízo para pagar salários dos rodoviários
11/10/2017 | 21h23
A Prefeitura de Campos endureceu o discurso e vai depositar em juízo, na próxima segunda-feira, o valor devido aos consórcios das empresas de ônibus para que seja repassado diretamente aos funcionários. A Prefeitura quer o retorno de 100% da frota a partir desta quinta-feira. Caso isso não aconteça, será acionado o comando da Polícia Militar.
A medida foi informada hoje, em reunião entre o secretário da Transparência e Controle, Felipe Quintanilha, e o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), Renato Siqueira, com representantes dos consórcios do transporte público, Sindicato dos Rodoviários e alguns funcionários, para tratar do movimento grevista que continua, apesar de uma decisão judicial, em favor do Município, e que prevê a circulação de 60% da frota.
Felipe Quintanilha destaca que é preciso que o transporte público funcione e informou que o valor devido, pela prefeitura, aos consórcios, referente ao fechamento de setembro, será consignado em juízo, na próxima segunda-feira (16), para que seja repassado diretamente aos funcionários.
— O que a gente espera é que eles compreendam e voltem à operação 100%, já nesta quinta-feira, 12 de outubro, para que possamos discutir juntos os próximos passos do novo desenho do transporte — disse o secretário.
A greve já dura três dias. Ontem, a Justiça determinou o retorno de 60% da frota. Saiba mais sobre a greve no Folha1.
Compartilhe
Carla: "Estamos começando a reconstruir São João da Barra"
11/10/2017 | 21h00
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, participou de uma série de inaugurações esta semana. Hoje, foi a vez da ampliação e reforma da Escola Chrisanto Henrique de Souza e Reforma do PU da praia do AÇU.
Carla disse que se sentiu na obrigação de concorrer à prefeitura por ter feito uma indicação errada, referindo-se ao ex-prefeito Neco, que teve o apoio dela em 2012, com quem depois rompeu. Contou que encontrou a situação de tal forma que, quando um paciente precisou de carro para tratamento em São Paulo, ela autorizou a pegar o que atendia ao prefeito. Porém, o veículo estava sem condições de uso.
Ela disse que, aos poucos, tem conseguido pagar as dívidas deixadas pela gestão anterior e retomar a reconstrução do município.
Lamentou, também, o que não conseguiu fazer, como o retorno do Cartão Cidadão, criado por ela, ou o Cartão Universitário, mas garantiu que voltarão.
Confira o vídeo postado na página de Helena Coelho no Facebook.
Compartilhe
Juiz rejeita segundo recurso de Garotinho contra a sentença da Chequinho
11/10/2017 | 19h28
O juiz Ricardo Coimbra, da 76 Zona Eleitoral, negou Embargos de Declaração interposto pelo ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, que questionava decisão anterior sobre o próprio recurso. Foi a segunda vez que Garotinho apresentou Embargos contra a condenação. A primeira quando o juiz ainda era Ralph Manhães, que negou em 29 de setembro.
Garotinho alegava obscuridade na apreciação da incompetência do Juízo, ausência da mídia das gravações telefônicas e que os embargos de declaração suspendem o prazo recursal.
Os argumentos foram rejeitados por Coimbra, como é possível conferir na imagem acima.
Só para lembrar, Embargos de Declaração é um recurso pelo qual uma das partes de um processo judicial pede ao juiz (ou tribunal) que esclareça determinado(s) aspecto(s) de uma decisão proferida quando há alguma dúvida, omissão, contradição.
 
Compartilhe
Câmara sem quórum para sessão outra vez
11/10/2017 | 17h41
Pela terceira sessão seguida, a Câmara Municipal de Campos não obteve quórum para ser iniciada.
O vice-presidente José Carlos (PSDC) fez a chamada, mas apenas os vereadores Jorginho Virgílio (PRP), Roberto Pinto (PTC), Abdu Neme (PR), Enock Amaral (PHS), Igor Pereira (PSB), Thiago Ferrugem (PR), Linda Mara (PTC), Genásio (PSC) e Fred Machado (PPS) estiveram presentes.
Por falar em falta de quórum, nem o vereador Thiago Virgílio (PTC), que ontem reclamou da não realização da sessão, compareceu.
Atualização:
Pouco antes das 20h, o vereador Thiago Virgílio, que não estava presente na hora da chamada, postou um vídeo junto com a vereadora Linda Mara, no plenário da Câmara, falando sobre o problema dos familiares de pacientes de Home Care. Ele se disse envergonhado por não haver sessão uma vez. De novo, porém, esqueceu, que quando era da base governista a falta de quórum era constante. 
Segundo levantamento realizado pela Câmara a pedido do blog, de janeiro a outubro de 2016 deixaram de ser realizadas 17 sessões. Este ano, no mesmo período foram cinco: Quatro por falta de quórum e uma por falecimento do irmão do vereador José Carlos. Lógico que uma falta não justifica a outra, mas é sempre bom lembrar de como era a situação em um passado bem recente.
Compartilhe
Comércio de Campos não funcionará segunda-feira
11/10/2017 | 10h53
O comércio de Campos não irá funcionar na próxima segunda, dia 16. O feriado é pelo dia do comerciario. A informação é da CDL.
.
Compartilhe
Com apenas três vereadores de oposição, Câmara não tem quórum para sessão
10/10/2017 | 19h15
Por falta de quórum, a Câmara de Campos não teve sessão hoje mais uma vez.
Apenas nove vereadores compareceram:
Cinco da base governista: O presidente Marcão Gomes (Rede), Marcos Bacellar (PDT), Jorginho Virgílio (PRP), Neném (PTB) e Enock Amaral (PHS).
Três de oposição: Linda Mara Silva (PTC), Miguelito (PSL) e Thiago Virgílio (PTC).
Um independente: Jorge Rangel (PTB).
No facebook, o vereador Thiago Virgílio, um dos presentes hoje, reclamou da falta de quórum e disse que tratava-se de uma ação do governo para que não houvesse sessão.
Porém, o presidente Marcão argumenta:
- Se todos os vereadores de oposição tivessem comparecido, teria quórum. 
A oposição tem sete vereadores: Além dos três que compareceram, são da bancada Thiago Ferrugem (PR), Kellinho (PR), Ozéias (PSDB) e Josiane Morumbi.
Para haver sessão são necessários 13 vereadores.
Só para lembrar, no mesmo período do ano passado, a Câmara de Campos não realizou 17 sessões. Este ano, até agora foram quatro: Três por falta de quórum e uma pelo falecimento do irmão do vereador José Carlos, semana passada.
Em contato por telefone, Thiago Ferrugem classificou de "conversa fiada" a alegação do presidente Marcão Gomes de que a sessão não ocorreu porque a oposição não estava presente:
"Todos os dias o presidente abre a sessão 17h30, 18h. Eu estava em um evento da Prefeitura no Trianon, a convite da presidente da FMIJ, Suellen André de Souza, como ex-presidente da Fundação. Às 17h15, 17h20 no máximo estava na Câmara, encontrei a vereadora Josiane no elevador e recebemos a informação de que não houve sessão. Foi uma manobra sim para evitar discussões importantes. Amanhã (quarta-feira) estaremos lá.
Atualização nas informações.
Compartilhe
Justiça determina que 60% dos ônibus voltem a circular
10/10/2017 | 16h37
A Justiça do Trabalho de Campos determinou, na tarde desta terça-feira (10), que 60% dos ônibus voltem às atividades para garantir assim o atendimento mínimo dos usuários do transporte público de Campos. Caso a medida seja descumprida, a pena estipulada é de R$ 10 mil por dia para cada sindicato. A liminar ainda garante que a determinação seja cumprida imediatamente.
O documento cita ainda que o transporte coletivo é considerado atividade essencial. Sendo assim, a lei obriga que as entidades sindicais ou os trabalhadores comuniquem aos usuários com antecedência mínima de 72 horas de paralisação.
(Fonte: Blog do Bastos)
A greve dos rodoviários começou ontem (9), parando 100% da frota, o que é proibido por lei. O dia foi de muito transtorno para aqueles que foram surpreendidos pela paralisação. Confira a matéria na Folha 1.
Compartilhe
Garotinho assume pré-candidatura ao Governo do Estado
10/10/2017 | 12h57
Após sair da prisão domiciliar no dia 26, o ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho voltou às atividades normais w ao sonho que acalenta há anos: Ser governador. 
Depois de dizer que não havia decidido se iria concorrer, ele assumiu a pré-candidatura em uma postagem no blog sobre reunião do PR.
Garotinho afirmou que assina a pré-candidatura,dia 19.
Compartilhe
Delator do TCE, Jonas Neto quer continuar advogando
10/10/2017 | 10h51
O advogado Jonas Lopes Neto, delator do esquema de propina no Tribunal de Contas do Estado (TCE), no Superior Tribunal de Justiça (STJ) quer manter a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio. O pedido foi feito pelo defensor dele, Gustavo Teixeira. Alegou que a delação de Neto prestou um serviço à sociedade.
O Conselho da OAB-RJ, formado por 180 membros, vai decidir o caso inédito no mês que vem. Neto e o pai, Jonas Lopes, ex-presidente do TCE, são os principais delatores sobre a corrupção na Corte.
(Da coluna Justiça e Cidadania, da jornalista Adriana Cruz, do Jornal O Dia)
Obs.:
Vale lembrar que Jonas Neto é um dos cinco denunciados por envolvimento em esquema de venda de decisões da Corte de contas, com a participação de outros conselheiros.
A denúncia no Inquérito 1133, protocolada em agosto, foi assinada pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio, e foi enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Além de Jonas, foram denunciados seu pai Jonas Lopes de Carvalho Filho, o Joninhas, Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, Álvargo José Galliez Novis e Edimar Moreira Dantas.
Segundo a delação do próprio pai, Jonas chegou a receber, em seu escritório, no Centro do Rio, parcela de propina referente a contratos firmados por empreiteiras em obras do Estado do Rio. O TCE deveria fiscalizar as contas públicas.
Jonas Filho foi indicado ao TCE pelo ex-governador Anthony Garotinho. Jonas Neto era advogado dele até pouco antes da delação.
Compartilhe
Sessão solene hoje na Câmara pelos 50 anos da Faculdade de Medicina de Campos
10/10/2017 | 10h34
A Faculdade de Medicina de Campos (FMC) completa 50 anos e tem extensa programação esta semana. E hoje, às 19h, acontece sessão solene na Câmara dos Vereadores. Confira a programação completa na imagem acima.
Compartilhe
Sobre o autor

Suzy Monteiro

[email protected]