Imagens do dia da suposta agressão a Garotinho foram editadas, diz perícia
19/01/2018 | 14h27
Segundo perícia feita pelo Ministério Público do Rio, as imagens do circuito interno da cadeia pública José Frederico Marques no dia em que o ex-governador Anthony Garotinho (PR) diz ter sido agredido foram editadas. Peritos do Dedit (Divisão de Evidências Digitais e Tecnologia) do MP-RJ apontaram três fragilidades nas imagens usadas pela Seap (Secretaria de Administração Penitenciária) para afirmar que não houve invasão à cela do ex-governador.
De acordo com a promotoria, o conjunto de gravações do caso apresentou "interrupções atípicas", imagem congelada e evidência de "interferência humana" na captação dos vídeos.
Garotinho foi preso no dia 22 de novembro e ficou detido, inicialmente, na galeria A com outros presos. O ex-governador Sérgio Cabral (MDB), seu rival político, ficava na C até ser transferido para Curitiba nesta quinta (18).
No dia seguinte, ele foi levado para a galeria B, uma ala que estava desativada. Único preso no local, ele afirma ter sido agredido na madrugada do dia 24. Segundo seu relato, um homem bateu em seu joelho com um porrete e pisou em seu pé.
"Depois apontou uma pistola dizendo: 'Você não vai morrer hoje para não sujar para o lado do pessoal ali', apontando para a galeria do pessoal da Lava Jato", afirmou Garotinho.
Garotinho registrou queixa e foi transferido para Bangu 8, onde ficou em uma cela monitorada 24h.
(Informações da Folha de S. Paulo)
Compartilhe
Truck Center: Porto do Açu assina contrato com Petrobras Distribuidora
19/01/2018 | 10h00
Porto do Açu divulgou, ontem, a assinatura de contrato definitivo com a Petrobras Distribuidora (BR) para fornecimento de combustível para veículos e equipamentos, por meio da instalação e operação de um ponto de abastecimento no Complexo Portuário. Também foi assinado entre as empresas contrato definitivo de prestação de serviços para a operação de um terminal de triagem de caminhões que acessam o empreendimento. Ambos os contratos terão duração de 10 anos a partir do início das operações do Truck Center.
A área destinada ao ponto de abastecimento, de aproximadamente 5 mil m², contará com estrutura de tanques para fornecimento de combustível, com venda direta para as empresas instaladas no Complexo Portuário. O terminal de triagem de caminhões terá área inicial de 15 mil m², com 80 vagas para caminhões, prédio administrativo e área de conveniência para os caminhoneiros.
“Com a parceria com a BR, poderemos contar com a experiência de uma das principais empresas do setor de distribuição de combustíveis. O desenvolvimento do Truck Center do Porto do Açu irá gerar mais eficiência operacional e segurança dentro do empreendimento”, garantiu José Magela, presidente da Prumo Logística, empresa que desenvolve e opera o Porto do Açu.
A estrutura de triagem fará a gestão da fila de caminhões para acesso ao Porto do Açu e aos terminais portuários do empreendimento. O projeto já contempla áreas de expansões, que serão feitas de acordo com o aumento do número de caminhões.
Para o desenvolvimento e implantação do Truck Center, a Porto do Açu está negociando com potenciais investidores, que irão construir a infraestrutura e superestrutura necessárias.
DCIM100MEDIADJI_0091.JPG
DCIM100MEDIADJI_0091.JPG
Compartilhe
MP ajuiza ação de improbidade contra ex-prefeita de Bom Jesus
19/01/2018 | 09h47
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva do Núcleo Itaperuna, ajuizou, na terça-feira (16/01), ação civil pública por improbidade administrativa contra a ex-prefeita de Bom Jesus de Itabapoana Maria das Graças Ferreira Motta, o ex-secretário de obras do município e marido da ex-prefeita, Miguel Ângelo Barbosa Motta, o arquiteto do município Leopoldo Guilherme Laborne Mathias e os sócios da empresa Indústrias Reunidas Bom Jesus Luiz Fernando Boechat Garcia e Dina Maria Borges do Couto Garcia.
Segundo a ação, os réus fraudaram e se beneficiaram de ilegalidades, superfaturamento e violação à Lei de Licitações e Contratos na execução de obras de revitalização no Centro de Bom Jesus, referente ao contrato administrativo nº 28/2010. Foram encontradas ilicitudes como superfaturamento, ausência de especificação dos itens e estimativa dos preços praticados.
Na planilha orçamentária apresentada pela empresa vencedora, destaca-se uma única “luminária” no valor exorbitante de R$ 825 mil e uma fonte luminosa ornamental interativa que custou ao contribuinte de Bom Jesus mais de R$ 149 mil.
Ao analisar a execução do contrato administrativo, o Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE/MPRJ) verificou que até itens com alusão à tabela do Boletim Mensal de Custo da Empresas de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP) foram superfaturados no equivalente à 49.713,94 UFIRs, que atualmente representa aproximadamente R$ 159 mil.
O texto da ação descreve, ainda, que materiais e serviços, sem especificações e nem código EMOP ou qualquer outra estimativa de preço, chegam ao valor exorbitante de R$ 1.177 milhão. O total de despesas públicas ilegais supera R$ 1.33 milhão.
Além disso, os peritos do GATE/MPRJ, em vistoria ao local das obras, constataram que não foram realizados diversos serviços previstos na planilha orçamentária, no projeto básico, contratados e pagos pelo erário.
Em pedido liminar o Ministério Público do Estado requer a decretação de indisponibilidade de bens dos envolvidos no valor total de duas vezes o valor do dano, ou seja, mais de R$ 2.66 milhões.
(Fonte: Ascom MPRJ)
Compartilhe
Polo Agroalimentar terá energia solar
19/01/2018 | 03h17
O Polo Agroalimentar do Norte Fluminense, lançado terça-feira (16), em Campos, será alimentado, em parte, por energia solar.
O superintendente de Agricultura e Pecuária, Nildo Cardoso, obteve ontem, no Rio, com o deputado André Corrêa, placas de energia solar para o Polo. Mais um passo em direção à concretização do espaço.
Pelo projeto, o Polo Agroalimentar vai concentrar a comercialização e distribuição de gêneros alimentícios diversos em um raio de 200 quilômetros, chegando a municípios da Região dos Lagos, Região Serrana e partes dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, gerando emprego e renda para todos os municípios envolvidos.
Compartilhe
Confira a informação da Prefeitura sobre a reunião com vereadores de situação
18/01/2018 | 22h38
Foi infrutífera a reunião dos vereadores do G6 e demais bancada de situação sobre a taxa de iluminação pública. Para residências não haverá mudanças, apenas algumas pontuais. Já para o comércio e indústria, foi reafirmado que houve discrepâncias.
Confira, abaixo, o release da Prefeitura de Campos sobre a reunião com vereadores:
O prefeito Rafael Diniz recebeu na tarde desta quinta-feira (18), em seu gabinete, vereadores da bancada governista. Na pauta, temas referentes à Contribuição para Custeio do Serviço de Iluminação Pública (Cosip). O prefeito destacou que o município arrecadava cerca de R$ 800 mil, por mês, com a Cosip e gastava quase R$ 3 milhões com iluminação pública. Assim como ocorre em diversos municípios, foi necessária uma revisão dos valores para tornar o serviço autossuficiente. Além disso, ele lembrou que a Prefeitura tem uma dívida com a Enel que chega a quase R$ 11 milhões.
 
Ao lado do Procurador Geral do Município, José Paes Neto, que explicou todas as questões técnicas, o prefeito ressaltou que foram identificadas discrepâncias de percentuais, no que diz respeito às classes 2 e 3, respectivamente, comercial e industrial. A equipe técnica responsável já está fazendo as adequações na planilha e após resultado da análise e modificações, 35% dos consumidores das classes 2 e 3, comercial e industrial, vão pagar menos do que o valor praticado nos anos anteriores.
 
O prefeito recebeu em seu gabinete os vereadores Jorginho Virgílio (PRP), Silvinho Martins (PRP), Enock Amaral (PHS), Marcelo Perfil (PHS), Igor Pereira (PSB), Marcos Bacelar (PDT) e Cláudio Andrade (PSDC), Abdu Neme (PR), Marcão (Rede) Fred Machado (PPS), Abu (PPS), Pastor Vanderly (PRB), Roberto Pinto (PTC), José Carlos (PSDC), Genásio (PSC), Álvaro César (PRTB) e Neném (PTB).
 
Nos próximos dias, o governo irá disponibilizar uma estrutura para avaliar casos pontuais que necessitem de ajustes e já existe uma força tarefa para garantir, o mais rápido possível, a prestação de um serviço de excelência, inclusive em pontos que hoje não contam com iluminação pública.
 
Para dar continuidade ao processo licitatório, o governo aguarda a liberação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) para fazer a publicação do edital e, posteriormente, a contratação da empresa.
Compartilhe
Prefeita Francimara no Solidariedade
18/01/2018 | 20h19
A prefeita de São Francisco de Itabapoana, Francimara Barbosa Lemos, e o marido Frederico vão se filiar ao Solidariedade. Francimara foi eleita em 2016 pelo PSB.
O convite para mudança de partido foi formalizado pelo deputado Áureo, que esteve nesta quinta-feira no município, durante as comemorações de aniversário da cidade. A posse acontece dia 2 de março.
Compartilhe
Reunião termina, vereadores não falam e Prefeitura vai emitir nota
18/01/2018 | 20h06
A reunião solicitada pelos vereadores do G6 - Jorginho Virgilio (PRP), Silvinho Martins (PRP), Enock Amaral (PHS), Marcelo Perfil (PHS), Igor Pereira (PSB) e Marcos Bacelar (PDT) - além do vereador da base Cláudio Andrade (PSDC) com o prefeito Rafael Diniz (PPS) sobre o aumento da iluminação pública aconteceu na tarde desta quinta-feira, de portas fechadas.
Após o encontro, os vereadores saíram sem falar com a imprensa. A posicionamento, ao que parece comum entre vereadores e Prefeitura, será emitido através de nota da superintendência de Comunicação.
A informação inicial é que o município irá rever apenas discrepância identificada na cobrança de 40% dos estabelecimentos comerciais e industriais. Portanto, não há nenhuma previsão de mudança nas contribuições residenciais.
(Informações do jornalista Aldir Sales)
Compartilhe
Ministro da Educação em Campos dia 22 para inauguração no IFF
18/01/2018 | 17h45
O Ministro da Educação, Mendonça Filho, vai inaugurar segunda-feira, dia 22 de janeiro, o edifício de oito andares situado entre as ruas Dr. Siqueira e Barão da Lagoa Dourada, no Parque Dom Bosco, em Campos dos Goytacazes. O prédio será o sétimo bloco composto por salas e laboratórios do Campus Campos Centro do Instituto Federal Fluminense. A informação foi postada foi facebook do reitor do IFF Fluminense Jefferson Manhães.
Compartilhe
Petrobras quer transferir campos de petróleo da Bacia de Campos para Espírito Santo
18/01/2018 | 15h04
A Petrobras planeja levar para o Espírito Santo, diversos campos de petróleo da Bacia de Campos. Entre eles o Roncador e Albacora Leste. No passado, quando comandada por dirigentes ligados ao PT e ao PMDB, a estatal já havia feito o mesmo com diversos campos do litoral fluminense para viabilizar a unidade da Petrobras em Santos. Os técnicos veem suposta influência política na transferência da gestão desses ativos.
A Petrobras nega influência política no episódio e posiciona que o Conselho de Administração da empresa aprovou em outubro de 2017 a reestruturação nas áreas operacionais de Exploração de Produção e de Refino e Gás Natural. E sustenta que haverá uma economia de 35 milhões por ano e redução de 11% no número de funções gerenciais, "mas nenhuma demissão vai ocorrer".
(Da coluna Esplanada, do jornal O Dia)
Compartilhe
Sobre o autor

Suzy Monteiro

[email protected]