Rafael anuncia criação de Centro de Segurança Alimentar com refeições gratuitas
31/10/2018 | 17h11
O prefeito Rafael Diniz (PPS) acaba de anunciar a criação de um programa municipal - o Centro de Segurança Alimentar e Nutricional - que ofertará alimentação gratuita para a população em situação de pobreza. Além do café da manhã e almoço, a ideia é ofertar, também, o jantar.
O anúncio foi feito ao lado da secretária de Desenvolvimento Humano e Social, Sana Guimenes.
Ano passado, por falta de verba, a Prefeitura encerrou as atividades do restaurante popular a R$ 1, que era estadual, mas foi municipalizado no final do governo Rosinha, já em plena crise econômica.
 Agora, de acordo com o projeto - que assim que finalizados os detalhes será enviado à Câmara - as refeições serão gratuitas. E ainda haverá cursos profissionalizantes, entre outras atividades.
* Atualização no texto.
Confira abaixo o vídeo com o anúncio:
Comentar
Compartilhe
Marcão: "Eu ser candidato de nossa cidade com maior número de votos no estado deve causar dor de cabeça na tropa rosa"
31/10/2018 | 15h33
Presidente da Câmara de Campos, o vereador Marcão Gomes (PR) negou que o processo que contesta sua mudança de partido vá ser julgado na próxima segunda-feira (5) pelo TRE.
De acordo com Marcão, o que será julgado é uma série de agravos ainda pendentes. Só depois, seu processo estará maduro para ser julgado. De qualquer forma, Marcão disse que está confiante na vitória.
"A informação que temos do processo é que existem agravos regimentais pendentes de julgamento. O que provavelmente pelo volume de processos durante o pleito eleitoral deve estar indo a pauta na próxima semana. Aguardaremos o julgamento desses agravos para posteriormente verificar o próximo passo do processo. Reitero que a movimentação feita na troca de partido foi em obediência a legislação eleitoral, isso está sendo demostrado nos autos do processo".
Sobre o boato espalhado em redes sociais de que poderia renunciar, Marcão foi categórico:
"Mais um fake news praticado pelo ex-vereador Albertinho que acumula condenações na justiça", disse citando decisão da Justiça para que o ex-parlamentar apagasse postagens sobre Marcão (Lembre no Arnaldo Neto). E acrescentou: "O fato de ter sido o candidato de nossa cidade com maior número de votos no estado nessas eleições deve estar causando dor de cabeça na tropa rosa" 
Arquivo
Arquivo / Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Bolsonaro define 15 ministérios
31/10/2018 | 15h20
A estrutura do Ministério do governo Jair Bolsonaro (PSL) já está quase totalmente montada. Até agora, segundo informações, já estão definidas 15 pastas, o que significa uma redução de quase 50% das atuais 29 pastas do governo Michel Temer (MDB). Este número, conforme informações de aliados, ainda pode chegar a 17.
 Confira como devem ser os ministérios de Bolsonaro:
 1) Casa Civil - assumindo funções do Governo
 2) Economia - fusão de Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior
 3) Defesa
 4) Saúde
 5) Ciência e Tecnologia (com ensino superior)
 6) Educação, Esportes e Cultura
 7) Trabalho
 8) Minas e Energia
 9) Justiça e Segurança
 10) Integração Nacional ( com Cidades e Turismo)
 11) Infraestrutura, englobando Transportes
 12) Gabinete de Segurança Institucional
 13) Desenvolvimento Social (com Direitos Humanos)
 14) Relações Exteriores
 15) Agricultura e Meio Ambiente
 
Comentar
Compartilhe
Witzel e Pezão têm primeira reunião após a eleição
30/10/2018 | 12h29
O governador eleito Wilson Witzel (PSC) fez uma visita de cortesia na manhã desta terça-feira ao governador Luiz Fernando Pezão, no Palácio Laranjeiras. Eles combinaram a primeira reunião de transição governamental para esta quarta-feira (31/10), às 13h, no Palácio Guanabara.
 Um decreto de Pezão, publicado hoje no Diário Oficial, instituiu a comissão de transição governamental, formada pelos secretários da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Pimentel, Fazenda e Planejamento, Luiz Claudio Gomes, e Governo, Affonso Monnerat. Por parte do governador eleito, o coordenador geral da transição será José Luiz Cardoso Zamith.
Comentar
Compartilhe
Palestra sobre Wilson Batista hoje no Instituto Histórico
30/10/2018 | 12h04
O Instituto Histórico e Geográfico de Campos dos Goytacazes recebe nesta terça-feira, a partir das 18h, palestra sobre o compositor Wilson Batista. O palestrante será o jornalista e pesquisador Chico de Aguiar.
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Confira o resultado final das eleições gerais 2018 no Rio e Brasil
29/10/2018 | 23h32
Segundo turno 
PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA
Jair Bolsonaro (PSL) - ELEITO
55,13% - 57.797.847 votos
 Fernando Haddad (PT)
44,87% - 47.040.906 votos
TOTAL - 115.933.451
VÁLIDOS - 104.838.753 (90,43%)
BRANCOS - 2.486.593 (2,14%)
NULOS - 8.608.105 (7,43%)
ABSTENÇÕES - 31.371.704 (21,30%)
GOVERNADORES
 Rio de Janeiro
Wilson Witzel (PSC) ELEITO
59,87% - 4.675.355 votos
Eduardo Paes (DEM)
40,13% - 3.134.400 votos
TOTAL - 9.416.708
VÁLIDOS - 7.809.755 (82,94%)
BRANCOS - 346.970 (3,68%)
NULOS - 1.259.983 (13,38%)
ABSTENÇÕES - 2.984.852 (24,07%)
São Paulo
João Doria (PSDB) ELEITO
51,75% - 10.990.350 votos
Marcio França (PSB)
48,25% - 10.248.740 votos
TOTAL
25.837.462
VÁLIDOS - 21.239.090 (82,20%)
BRANCOS - 1.054.978 (4,08%)
NULOS - 3.543.394 (13,71%)
ABSTENÇÕES - 7.195.323 (21,78%)
Minas Gerais
Romeu Zema (NOVO) ELEITO
71,80%
Antonio Anastasia (PSDB)
28,20%
Rio Grande do Sul
 Eduardo Leite (PSDB) ELEITO
53,62%
José Ivo Sartori (MDB)
46,38%
Distrito Federal
Ibaneis (MDB) ELEITO
69,79%
Rodrigo Rollemberg (PSB)
30,21%
Acre
Gladson Cameli (PP) ELEITO
53,71%
Marcus Alexandre (PT)
34,54%
Alagoas
Renan Filho (MDB) ELEITO
77,30%
Josan Leite (PSL)
11,06%
Amapá
Waldez (PDT) ELEITO
52,35%
Capi 40 (PSB)
47,65%
Amazonas
Wilson Lima (PSC) ELEITO
58,50%
Amazonino Mendes (PDT)
41,50%
Bahia
Rui Costa (PT) ELEITO
75,50%
Zé Ronaldo (DEM)
22,26%
Ceará
Camilo (PT) ELEITO
79,96%
General Theophilo (PSDB)
11,30%
Espírito Santo
Renato Casagrande (PSB) ELEITO
55,49%
Manato (PSL)
27,22%
Goiás
Ronaldo Caiado (DEM) ELEITO
59,73%
Daniel Vilela (MDB)
16,14%
Maranhão
Flávio Dino (PC do B) ELEITO
59,29%
Roseana Sarney (MDB)
30,07%
Mato Grosso
Mauro Mendes (DEM) ELEITO
58,69%
Wellington Fagundes (PR)
19,56%
Mato Grosso do Sul
Reinaldo Azambuja (PSDB) ELEITO
52,35%
Juiz Odilon (PDT)
47,65%
Pará
Helder (MDB) ELEITO
55,43%
Marcio Miranda (DEM)
44,57%
Paraíba
João (PSB) ELEITO
58,18%
Lucélio Cartaxo (PV)
23,41%
Paraná
Ratinho Junior (PSD) ELEITO
59,99%
Cida Borghetti (PP)
15,53%
Pernambuco
Paulo Câmara (PSB) ELEITO
50,70%
Armando Monteiro (PTB)
35,99%
Piauí
Wellington Dias (PT) ELEITO
55,65%
Dr. Pessoa (dr. Zezim) SOLIDARIEDADE
20,48%
Rio Grande do Norte
Fatima Bezerra (PT) ELEITO
57,60%
Carlos Eduardo (PDT)
42,40%
Rondônia
Coronel Marcos Rocha (PSL) ELEITO
66,34%
Expedito Junior (PSDB)
33,66%
Roraima
Antonio Denarium (PSL) ELEITO
53,34%
Anchieta (PSDB)
46,66%
Santa Catarina
Comandante Moisés (PSL) ELEITO
71,09%
Gelson Merísio (PSD)
28,91%
Sergipe
Belivaldo (PSD) ELEITO
64,72%
Valadares Filho (PSB)
35,28%
Tocantins
Mauro Carlesse (PHS) ELEITO
57,39%
Carlos Amastha (PSB)
31,19%
SENADORES RIO
 Com 100% dos votos apurados, o deputado Flávio Bolsonaro recebeu 4.380.418 votos, o equivalente a 31,36% dos votos válidos. O deputado federal Arolde de Oliveira obteve 2.382.265 votos, o equivalente a 17,06% dos votos válidos.
 DEPUTADOS FEDERAIS
Helio Fernando Barbosa Lopes (PSL) - 4,47% 345.234
Marcelo Freixo (PSOL) - 4,44% 342.491
Alessandro Molon (PSB) - 2,95% 227.914
Carlos Jordy (PSL) - 2,64% 204.048
Flordelis (PSD) - 2,55%196.959
Daniela do Waguinho (MDB)- 1,77%136.286
Otoni de Paula (PSC)- 1,56% 120.498
Luiz Lima (PSL)- 1,49%115.119
Talíria Petrone (PSOL) - 1,39% 107.317
Delegado Antônio Furtado (PSL) - 1,35% 104.211
Dr. Luizinho (PP) - 1,34% 103.745
Sóstenes (DEM) - 1,22% 94.203
Rodrigo Maia (DEM) - 0,96% 74.232
Jandira Feghali (PC do B) - 0,93% 71.646
Aureo (SOLIDARIEDADE) - 0,89% 68.414
Wagner Montes (PRB) - 0,85% 65.868
Rosangela Gomes (PRB) - 0,83% 63.952
Hugo Leal (PSD) - 0,82% 63.561
Sargento Gurgel (PSL) - 0,80%62.089
Vinícius Farah (MDB) - 0,75% 57.707
Major Fabiana (PSL) - 0,75%57.611
Pedro Paulo (DEM) - 0,73% 56.646
Altineu Cortes (PR) - 0,72% 55.367
Gutemberg Reis (MDB) - 0,71% 54.573
Paulo Ganime (NOVO) - 0,69% 52.983
Marcelo Calero (PPS) - 0,65% 50.533
Luiz Antônio (DC) - 0,65% 50.284
Soraya Santos (PR) - 0,63% 48.328
Christino Aureo (PP) - 0,61% 47.101
Felício Laterça (PSL) - 0,61% 47.065
Márcio Labre (PSL) - 0,61% 46.934
Juninho do Pneu (DEM) - 0,58% 45.087
Benedita da Silva (PT) - 0,58% 44.804
Lourival Gomes (PSL) - 0,54% 41.307
Glauber Braga (PSOL) - 0,52% 40.199
Wladimir Garotinho (PRP) - 0,51% 39.398
Chris Tonietto (PSL) - 0,50% 38.525
Alexandre Serfiotis (PSD) - 0,49% 37.526
Clarissa Garotinho (PROS) - 0,46% 35.131
Professor Joziel (PSL) - 0,44% 34.274
Daniel Silveira (PSL) - 0,41% 31.789
Gelson Azevedo (PHS) - 0,37% 28.216
Chico D'angelo (PDT) - 0,34% 26.417
Chiquinho Brazão (AVANTE) - 0,33% 25.817
Paulo Ramos (PDT) - 0,33% 25.557
Jean Wyllys (PSOL) - 0,31% 24.295
DEPUTADOS ESTADUAIS
Confira abaixo a lista completa
Rodrigo Amorim (PSL): 140.666 votos
Marcio Canella (MDB): 110.167
Alana Passos (PSL): 106.253
Alexandre Knopoloch (PSL): 103.639
Coronel Salema (PSL): 99.459
Samuel Malafaia (DEM): 83.784
André Corrêa (DEM): 66.881
Lucinha (PSDB): 65.735
Renata Souza (PSOL): 63.937
Danniel Librelon (PRB): 63.767
Rosenverg Reis (MDB): 63.450
Flavio Serafini (PSOL): 61.754
Max (MDB): 59.672
Delegado Carlos Augusto (PSD): 56.969
Tia Ju (PRB): 56.766
Rosane Felix (PSD): 53.644
Carlos Macedo (PRB): 53.397
Gustavo Tutuca (MDB): 49.952
Luiz Paulo (PSDB): 49.012
Delegada Martha Rocha (PDT): 48.949
Zeidan (PT): 48.807
Marcio Pacheco (PSC): 48.317
André Ceciliano (PT): 46.893
Thiago Pampolha (PDT): 46.137
Franciane Motta (MDB): 45.123
Jorge Felippe Neto (PSD): 43.099
Dionisio Lins (PP): 40.910
Mônica Francisco (PSOL): 40.631
Anderson Moraes (PSL): 40.540
Filipe Soares (DEM): 40.308
Luiz Martins (PDT): 38.449
Carlos Minc (PSB): 38.416
Fabio Silva (DEM): 36.820
Dr Deodalto (DEM): 35.991
Gustavo Schmidt (PSL): 34.869
Eliomar Coelho (PSOL): 34.836
Renato Cozzolino (PRP): 33.597
Vandro Familia (Solidariedade): 33.315
Enfermeira Rejane (PC do B): 33.003
Jair Bittencourt (PP): 32.656
Carlo Caiado (DEM): 32.435
Welberth Rezende (PPS): 31.725
Renato Zaca (PSL): 31.627
Marcos Muller (PHS): 31.512
Waldeck Carneiro (PT): 31.358
Marcus Vinícius - Neskau (PTB): 30.454
Gil Vianna (PSL): 28.636
Dani Monteiro (PSOL): 27.982
Filippe Poubel (PSL): 27.832
Doutor Serginho (PSL): 26.906
Pedro Brazão (PR): 26.846
Chicão Bulhões (Novo): 26.335
Rodrigo Bacellar (Solidariedade): 26.135
Bebeto Tetra (Pode): 25.917
Marcelo do Seu Dino (PSL): 25.497
Anderson Alexandre (Solidariedade): 25.384
Val Ceasa (Patriota): 25.259
Bruno Dauaire (PRP): 24.800
Marcos Abrahão (Avante): 24.261
João Peixoto (DC): 23.951
Valdecy da Saúde (PHS): 23.307
Márcio Gualberto (PSL): 23.169
Chiquinho da Mangueira (PSC): 22.141
Pedro Ricardo (PSL): 22.006
Léo Vieira (PRTB): 20.751
Alexandre Freitas (Novo): 20.234
Marcelo Cabeleireiro (DC): 18.003
Sub Tenente Bernardo (PROS): 16.855
Giovani Ratinho (PTC): 13.234
Marina (PMB): 12.294
Comentar
Compartilhe
Jair Bolsonaro é eleito novo presidente do Brasil
28/10/2018 | 19h25
O deputado federal e ex-capitão do Exército Jair Bolsonaro (PSL) foi eleito hoje novo presidente da República.
Em seu primeiro pronunciamento, Bolsonaro afirmou que irá governar “seguindo os ensinamentos de Deus, ao lado da Constituição e inspirado em grandes líderes mundiais”.
 “Vamos fazer um governo que possa colocar o nosso Brasil em um lugar de destaque. Temos tudo para ser uma grande nação. Temos condições de governabilidade, todos os compromissos serão cumpridos”, garantiu.
 Bolsonaro disse ainda que o país não poderia flertar com “o comunismo, com o socialismo e com o extremismo de esquerda”.
Comentar
Compartilhe
Wilson Witzel é novo governador do Estado do Rio
28/10/2018 | 19h24
O ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC)  foi eleito governador do Estado do Rio, quebrando uma hegemonia do PMDB no território fluminense que durou mais de 20 anos.
Witzel recebeu 59,87% (4.675.355 votos) contra 40,13% de Eduardo Paes, DEM, (3.134.400 votos)
Atualização com resultado total.
 
Comentar
Compartilhe
Conheça os governadores eleitos no segundo turno
28/10/2018 | 17h43
O empresário Ibaneis Rocha (MDB) foi eleito governador do Distrito Federal. Esse é o primeiro resultado deste segundo turno.
 Com 80% das urnas apuradas, Ibanies já tem 70% dos votos válidos. O atual governador, Rodrigo Rollemberg aparece com 29% dos votos.
 Até o momento, 8% das urnas presidenciais foram apuradas. O resultado, porém, só sai às 19h, quando o Acre encerra sua votação.
 
 
Conheça os demais governadores eleitos:
 Sergipe
Com 85% das urnas apuradas, o governador Belivaldo Chagas (PSD) está matematicamente reeleito em Sergipe com 64,3% dos votos.
 Ele derrotou o candidato Valadares Filho (PSB), que aparece com 64,3%.
Santa Catarina
Comandante Moisés (PSL) - 71,09%
Gelson Merísio (PSD) - 28,91%
Rio Grande do Norte 
A senadora Fátima Bezerra (PT) é a nova governadora eleita.
 Com 87% das urnas apuradas no estado, a candidata aparece com 57,4% dos votos, enquanto o adversário, Carlos Eduardo (PDT), tem 42%.
 Fátima foi a única mulher na disputa para o cargo de governador em 2018.
Minas Gerais
O estreante na política Romeu Zema (Novo) venceu o segundo turno para o governo de Minas Gerais, com 71,4% dos votos válidos. Ex-governador e senador da República, Antonio Anastasia (PSDB) ficou em segundo lugar, com 28,6 dos votos válidos.
Amapá
 O governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), foi reeleito no segundo turno.
 Com 96,8% das urnas apuradas, ele aparece com 52,3% dos votos, contra 47,6% de João Capiberibe (PSB).
Rio Grande do Sul
Eduardo Leite (PSDB) - 53,40%
 José Ivo Sartori (MDB) - 46,60%
Rio de Janeiro
Wilson Witzel (PSC) - 59,66%
 Eduardo Paes (DEM) - 40,34%
Pará 
Com 90.54% das urnas apuradas, o candidato Helder Barbalho (MDB) foi eleito governador com 55,24% dos votos válidos. Seu adversário, Marcio Miranda (DEM), está com 44,76%. Os votos brancos somam 1,97% e os nulos, 9,68%. Até o momento, a abstenção registrada é 23,21%.
São Paulo
O candidato João Doria (PSDB) foi eleito hoje (28) governador do estado de São Paulo. Ele disputou o segundo turno da eleição com Márcio França (PSB).
 Com 91% das urnas apuradas, o tucano aparece com 51,8% dos votos, contra 48,1% de França.
Amazonas
Com 83% das urnas apuradas, o candidato Wilson Lima (PSC) está matematicamente eleito governador do Amazonas, com 60,15% dos votos válidos. Amazonino Mendes (PDT) ficou com 39,85%. Os votos brancos somam 1,12% e os nulos, 6,3%. Até o momento, a abstenção registrada é 20,03%.
 
 
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Ministra Cármen Lúcia defere liminar e impede intervenções em universidades
27/10/2018 | 12h02
A ministra Carmén Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu medida cautelar para suspender atos judiciais e administrativos em universidades contra a livre manifestação de pensamento. A decisão ocorre no momento em que várias universidades públicas foram alvo de ações policiais e de fiscais eleitorais. A medida tem caráter de urgência para impedir que a ocorrência de atos semelhantes aos registrados nos últimos dias.
Segundo as decisões judiciais expedidas, as ações policiais e administrativas baseavam-se na fiscalização de supostas propagandas eleitorais irregulares. Estudantes, professores e entidades educacionais, no entanto, viram as ações como censura.
De acordo com a ministra, a decisão tem carácter de urgência para evitar que as ações deflagradas nos últimos dias se multipliquem. A medida foi enviada ao presidente do STF, Dias Toffoli, que poderá submeter a decisão ao plenário. Além de suspender as decisões judiciais, Cármen Lúcia defendeu a liberdade de expressão.
“Os efeitos de atos judiciais ou administrativos, emanados de autoridade pública que possibilite, determine ou promova o ingresso de agentes públicos em universidades públicas e privadas, o recolhimento de documentos, a interrupção de aulas, debates ou manifestações de docentes e discentes universitários, a atividade disciplinar docente e discente e a coleta irregular de depoimentos desses cidadãos pela prática de manifestação livre de ideias e divulgação do pensamento nos ambientes universitários ou em equipamentos sob a administração de universidades públicas e privadas e serventes a seus fins e desempenhos.”
A ministra Cármen Lúcia condena ações totalitárias, afirmando que “toda forma de autoritarismo é iníqua”. “Pior quando parte do Estado. Por isso, os atos que não se compatibilizem com os princípios democráticos e não garantam, antes restrinjam o direito de livremente expressar pensamentos e divulgar ideias são insubsistentes juridicamente por conterem vício de inconstitucionalidade.”
Comentar
Compartilhe
O País que eu quero
26/10/2018 | 23h29
Encerrando os trabalhos da cobertura da campanha eleitoral, volto (ou pretendo voltar, se não tiver alguma edição extraordinária rsrs) somente no domingo, quando conheceremos nosso novo governador e o novo presidente da República. O que eu desejo para todos nós está nesta música. Espero que a gente consiga seguir em frente e que  NOSSA VOZ seja ouvida. Viva o Brasil! Viva a liberdade! Viva o povo brasileiro!
Comentar
Compartilhe
Câmara de SFI notifica ex-prefeito sobre parecer do TCE
26/10/2018 | 15h40
A Câmara de São Francisco de Itabapoana notificou, na manhã desta sexta-feira, o ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana (SFI) Pedro Jorge Cherene Junior, mais conhecido por Pedrinho Cherene. Cherene tem 15 dias corridos para apresentar por escrito a defesa em relação ao parecer prévio contrário do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) à aprovação das contas dele de 2016. Caso o Legislativo mantenha o entendimento, Cherene ficará inelegível por oito anos.
De acordo com o Legislativo, o ex-prefeito estava sendo procurado há 10 dias para realização da notificação.
 Segundo o procurador da Casa de Leis, o advogado Maxsuel Barros, depois deste período, a Comissão de Finanças e Orçamento terá até 15 dias para emitir um parecer, cujo resultado será publicado, através de decreto legislativo, e encaminhado à Secretaria da Câmara, que marcará a data da votação.
 “Para iniciar a sessão será necessário o quórum qualificado, que é a presença de pelo menos nove vereadores. O ex-prefeito será notificado previamente para, caso queira, fazer sustentação oral de defesa pessoalmente ou por intermédio de algum representante legal com tempo estipulado de 30 minutos. Para mudar o parecer do TCE, ou seja, aprovar as contas de Pedrinho Cherene, será necessária maioria qualificada, que são ao menos nove votos”, explicou o procurador, acrescentando:
 “Caso as contas do ex-prefeito sejam reprovadas pela Câmara Municipal, Pedrinho Cherene ficará inelegível por oito anos. O resultado da votação será comunicado ao TCE, conforme determina a legislação”, finalizou Barros.
 Irregularidades nas contas – As irregularidades constatadas pelo TCE nas contas de 2016 de Cherene foram as seguintes: déficit financeiro de R$ 3.072.430,11; saída de recursos da conta do Fundeb sem a devida comprovação; e assunção de obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro do mandato, ou que tenha parcelas a serem pagas sem que haja suficiente disponibilidade de caixa para sua cobertura. O conselheiro substituto Marcelo Verdini Maia ainda enumerou 11 impropriedades, 14 determinações e duas recomendações.
 (Fonte: Assessoria Câmara de SFI)
Comentar
Compartilhe
TRF2 nega pedido de Garotinho para afastar desembargador
26/10/2018 | 12h44
Sem ter muito o que fazer após ser barrado pela Justiça Eleitoral e sai da corrida ao Governo do Estado, o ex-governador Anthony Garotinho (PRP) anda dedicando seu tempo a criticar Eduardo Paes (DEM). Depois de excluído do processo eleitoral, chegou a insinuar que poderia apoiar Wilson Witzel (PSC), conforme fossem suas propostas.
Enquanto isso, continua acumulando derrotas na Justiça: Quinta-feira, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) negou, por unanimidade, pedido de Garotinho para afastar o desembargador Marcello Granado, que havia questionado a parcialidade do desembargador, argumentando que era era favorável ao candidato ao Palácio Guanabara, o ex-juiz Witzel. Granado replicou no Facebook postagem do procurador de Justiça Marcelo Rocha Monteiro sobre uma entrevista de Witzel a um jornal.
Garotinho pretendia que Granado fosse retirado do processo no qual foi condenado por quadrilha armada a quatro anos e seis meses de reclusão em regime semiaberto. Para o desembargador Abel Gomes, o Granado apenas compartilhou em seu perfil a postagem do promotor. Gomes explicou que o ex-juiz fala na matéria sobre questão jurídica envolvendo a legítima defesa e que, por isso, o promotor de justiça a replicou com o comentário “até que enfim um candidato que conhece o Código Penal”.
Gomes entendeu que a motivação do magistrado, que é professor de direito processual penal, foi acadêmica e não política: “A postagem não representa manifestação de apoio político ou engajamento em campanha eleitoral e nem sequer demonstra inclinação para votar no candidato Wilson Witzel”, concluiu.
O TRF-2 confirmou condenação de Garotinho por envolvimento no esquema investigado na Operação Segurança Pública S.A. O caso envolve a nomeação de policiais civis, que assumiam delegacias da Zona Oeste, para favorecer o contrabando de peças para máquinas de apostas e permitir a exploração do jogo ilegal, pelo grupo comandado pelo contraventor Rogério Andrade. Garotinho está em liberdade, graças a uma liminar do ministro Ricardo Lewandowski, do STF.
(Fonte: O Dia) 
 
 
Comentar
Compartilhe
Outubro Rosa: HEAA realiza mutirão para prevenção e diagnóstico do câncer de mama
26/10/2018 | 12h21
O Hospital Escola Álvaro Alvim, referência em tratamento oncológico em Campos, vai realizar neste sábado (27), a partir das 7h, um mutirão de mastologia visando a prevenção e diagnóstico precoce de câncer de mama em 200 mulheres que se inscreveram previamente na unidade de saúde.
 Para esta ação, que integra a programação do projeto Outubro Rosa, o setor de Oncologia do HEAA mobilizou uma equipe de 10 médicos ginecologistas e mastologistas, estudantes da Faculdade de Medicina de Campos — que fazem residência no hospital, técnicos e pessoal de apoio administrativo, somando cerca de 50 pessoas, que dedicarão seu dia para este atendimento, com a missão de contribuindo para diminuir a fila de espera dos hospitais.
 Além das consultas com os médicos especialistas do hospital, todas as pacientes que tiverem indicação, serão encaminhadas para exames complementares, como a principal ferramenta de diagnóstico, a mamografia. “As pacientes que apresentarem alteração na mama durante a avaliação clínica, serão agendadas para fazer a mamografia — explicou o administrador da unidade, Flávio Hoelzle.
 “Iremos orientar as pacientes quanto a necessidade de uma atenção maior à saúde, com mudança em alguns hábitos de vida, como a realização do autoexame, a necessidade de se fazer mamografia periodicamente, além da prática de exercícios físicos e de se evitar o abuso de bebidas alcoólicas e alimentos gordurosos”, informou o ginecologista Abdalla Dib Chacur.
 Para o chefe da Oncologia do HEAA, Dr. Frederico Paes Barbosa, a atividade é de grande importância na prevenção ao câncer de Mama. “É sempre emocionante participar de mutirões como este e perceber que as pacientes tiveram a oportunidade de uma investigação precoce de câncer de mama, o que faz toda a diferença numa possibilidade de constatação da doença e necessidade de tratamento”, informou o médico.
 Durante o mutirão, a equipe do programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (Paismca) da SMS estará orientando as mulheres presentes, por meio de rodas de conversa e distribuição de material informativo, sobre a doença, prevenção, diagnóstico e tratamento.
 O mutirão este ano encerra a campanha, que já ofereceu a 18 pacientes, tratamentos estéticos ofertados pela empresa parceira, o SPA das Sobrancelhas e uma exposição fotográfica “Luz, Câmera e Inspiração” tendo as pacientes oncológicas como modelos. No dia 23 de outubro, aconteceu um grande evento no auditório do HEAA para marcar a Campanha do Outubro Rosa, com palestras, sorteios de brindes e apresentações culturais. Esta ação do HEAA, contou com diversos parceiros da iniciativa privada, além do apoio da Secretaria Municipal de Saúde.
(Fonte: Assessoria)
Comentar
Compartilhe
Datafolha: Diferença entre Bolsonaro e Haddad cai 6 pontos
25/10/2018 | 19h09
O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (25) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado nesta quarta-feira (24) e quinta-feira (25) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.
 Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:
 Jair Bolsonaro (PSL): 56%
Fernando Haddad (PT): 44%
No levantamento anterior, Bolsonaro tinha 59% e Haddad, 41%.
 Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 Votos totais
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 Jair Bolsonaro (PSL): 48%
Fernando Haddad (PT): 38%
Em branco/nulo/nenhum: 8%
Não sabe: 6%
Rejeição
O Datafolha também levantou a rejeição dos candidatos. O instituto perguntou: “E entre estes candidatos a presidente, gostaria que você me dissesse se votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum em”:
 Os resultados foram:
 Jair Bolsonaro
 Votaria com certeza – 46%
Talvez votasse – 9%
Não votaria de jeito nenhum – 44%
Não sabe – 2%
Fernando Haddad
 Votaria com certeza – 37%
Talvez votasse – 9%
Não votaria de jeito nenhum – 52%
Não sabe – 2%
Número dos candidatos
O Datafolha também perguntou “Qual número você vai digitar na urna eletrônica para confirmar/ anular seu voto para presidente?”. As respostas foram:
 Jair Bolsonaro
 Menções corretas – 94%
Não sabe o número do candidato – 5%
Menções incorretas – 1%
Fernando Haddad
 Menções corretas – 93%
Não sabe o número do candidato – 6%
Menções incorretas – 1%
Decisão do voto
A pesquisa também apontou qual o grau de decisão em relação ao voto:
 Jair Bolsonaro
 Está totalmente decidido a votar em... - 94%
Seu voto ainda pode mudar - 6%
Fernando Haddad
 Está totalmente decidido a votar em... - 91%
Seu voto ainda pode mudar - 9%
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro
Registro no TSE: BR-05743/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo"
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.
Comentar
Compartilhe
Datafolha: Diferença entre Paes e Witzel cai para 12 pontos
25/10/2018 | 19h03
O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (25) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Rio de Janeiro. O levantamento foi realizado entre quarta-feira (24) e quinta-feira (25) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.
 Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:
Wilson Witzel (PSC): 56%
Eduardo Paes (DEM): 44%
Na pesquisa anterior, Witzel tinha 61% e Paes, 39%.
 Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 Votos totais
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 Wilson Witzel (PSC): 47%
Eduardo Paes (DEM): 37%
Em branco/nulo: 11%
Não sabe: 6%
No levantamento anterior, Witzel tinha 50% e Paes, 33% dos votos totais.
 Rejeição
A pesquisa questionou: "E entre estes candidatos a governador, gostaria que você me dissesse se votará com certeza, talvez vote ou não votará de jeito nenhum em (nome do candidato)".
 Veja as respostas:
 Votará com certeza:
 Wilson Witzel (PSC): 41%
Eduardo Paes (DEM): 32%
Talvez vote:
 Wilson Witzel (PSC): 17%
Eduardo Paes (DEM): 14%
Não votará de jeito nenhum:
 Wilson Witzel (PSC): 39%
Eduardo Paes (DEM): 52%
Não sabe:
 Wilson Witzel (PSC): 2%
Eduardo Paes (DEM): 2%
Definição do voto
O Datafolha fez, ainda, a seguinte pergunta: "Em relação ao seu voto você diria que:"
 Wilson Witzel (PSC):
 Está totalmente decidido a votar em: 88%
O voto ainda pode mudar: 12%
Eduardo Paes (DEM):
 Está totalmente decidido a votar em: 80%
O voto ainda pode mudar: 20%
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 1.481 eleitores em 42 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 24 a 25 de outubro
Registro no TRE: RJ-03785/2018
Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.
Comentar
Compartilhe
Vox Populi: Bolsonaro lidera em votos válidos e rejeição
25/10/2018 | 12h33
Nova pesquisa Vox Populi divulgada nesta quinta-feira mantém praticamente todos da anterior, do último dia 19. A maior diferença é o percentual de rejeição que, ao candidato Jair Bolsonaro (PSL) aumentou 2%, passando de 38% para 40%. Já a rejeição a Fernando Haddad (PT) se manteve estável (41%). Nos votos válidos – excluídos os brancos, nulos, ninguém ou não sabem ou não responderam -, Bolsonaro tem 53% e Haddad 47%. A margem de erro e 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.
Na estimulada, o ex-ministro da Educação está com 39%, apenas 5 pontos atrás do ex-militar, que aparece com 44%. A pesquisa tem 12% dos entrevistados pensando em votar em branco ou nulo e outros 5% que não souberam responder. As entrevistas foram realizadas nos dias 22 e 23, segunda e terça-feira, depois da denúncia de uso de dinheiro empresarial de caixa 2 para financiar disparo de fake news em massa para atacar Haddad e beneficiar Bolsonaro. A denúncia está sendo investigada pelo TSE.
 Definidos e indefinidos
A três dias da eleição, a sondagem traz um crescimento dos que responderam já estar decididos a votar em Fernando Haddad, de 90% para 94%. Entre os que dizem votar em branco ou nulo, o índice de decisão subiu de 76% para 83% em relação ao levantamento feito uma semana antes, nos dias 16 e 17. Esse segmento do eleitorado ainda tem 17% de entrevistados que consideram a possibilidade de mudar de opinião nos próximos dias.
 A decisão de voto em Bolsonaro está estável na casa de 93%. Outros 7% dos eleitores do candidato admitem que ainda podem mudar de ideia.
 No cenário espontâneo, em que o entrevistador não apresenta um nome ao eleitor pesquisado, 43% respondem Bolsonaro, 37% Haddad. Outros 13% dizem que não pretendem votar em nenhum deles, e mais 7% não sabem.
 O maior percentual de rejeição contra Bolsonaro foi registrado no Nordeste (59%). Já os eleitores do Sudeste e do Sul rejeitam mais Haddad (48%).
 Estratificação
No cenário estimulado, o Nordeste, região onde o candidato petista apresentou os maiores percentuais de intenção de voto durante toda a corrida presidencial, aumentou o número de eleitores que pretendem votar em Haddad: de 57% para 60%.
 Os percentuais de intenção de voto em Haddad também oscilaram entre os homens (de 35% para 37%), enquanto o eleitorado masculino de Bolsonaro caiu de 53% para 49%. Entre os públicos jovem e adulto, as intenções de voto pouco mudaram em uma semana, mas entre os chamado “maduros”, a variação de Haddad foi de 37% para 41% a de Bolsonaro caiu de 48% para 43%.
 O ex-militar cresceu 3 pontos entre as eleitoras de 36% para 39%, enquanto o petista oscilou de 42% para 40%. Entre as mulheres está também a maior taxa (21%) dos que respondem nenhum ou não saber.
 A variação positiva de Fernando Haddad foi de 45% para 50% entre os entrevistados com renda até dois salários mínimos, enquanto Bolsonaro cresceu mais entre os mais ricos de 52% para 59%.
 Metologia
A pesquisa CUT/Vox Populi realizou 2.000 entrevistas pessoais e domiciliares com eleitores de 16 anos ou mais, residentes em em 121 municípios, em áreas urbanas e rurais, de todos os estados e do Distrito Federal. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o intervalo de confiança é de 95%.
Comentar
Compartilhe
Grupo dispara morteiros na porta de Eduardo Paes
25/10/2018 | 11h37
Por volta das 2 horas dessa madrugada, soltaram uma bateria de morteiros muito forte em frente ao prédio onde mora Eduardo Paes, assustando e acordando os vizinhos. Foi obra de um grupo que disparou os rojões e saiu correndo.
 (Fonte Ancelmo Gois, O Globo)
Comentar
Compartilhe
Ibope: Haddad ultrapassa Bolsonaro em São Paulo
24/10/2018 | 19h07
O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, ultrapassou o seu adversário no segundo turno, Jair Bolsonaro (PSL), e lidera a intenção de voto na capital paulista, com 51% dos votos válidos, segundo pesquisa eleitoral do Ibope. O capitão reformado do Exército tem 49%.
 No primeiro turno, o petista perdeu para o candidato do PSL. O ex-prefeito de São Paulo teve 19,7% dos votos paulistanos, contra 44,58% de Bolsonaro.
 No interior paulista, no entanto, Bolsonaro lidera vantagem. Ele tem 71% dos votos válidos, e Haddad, 29%.
 
Comentar
Compartilhe
Sessões da Câmara voltam para tarde a partir de semana que vem
24/10/2018 | 13h05
Os vereadores de Campos aprovaram, na sessão desta quarta-feira, o Projeto de Resolução 0185/2018, que dá nova redação ao caput do Art. 337 da Resolução número 8.683, alterando o horário das sessões ordinárias do Legislativo, que volta para as 17h. A aprovação foi por unanimidade.
 Também por unanimidade, foi aprovado o Projeto de Resolução número 0189/2018, que dispõe sobre contingência em 30% referente ao valor mensal das remunerações brutas dos cargos em comissão e função gratificada. Entre os motivos para o contingenciamento, estão a queda de receita e os gastos decorrentes de rescisões de pessoal em função das mudanças provocadas pelo caso Chequinho.
 De acordo com levantamento da Câmara, até julho último, o prejuízo provocado pelas mudanças com cassação de mandatos dos vereadores da Chequinho já ultrapassava R$ 1,1 milhão. Lembre no Folha1.
 
 
Comentar
Compartilhe
Ibope: Eduardo Paes vira e lidera na capital com 52% dos votos válidos
23/10/2018 | 22h14
O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) virou a disputa com Wilson Witzel (PSC) na capital, segundo a pesquisa Ibope divulgada na noite desta terça-feira. O candidato tem 52% dos votos válidos entre os cariocas, contra 48% do ex-juiz federal. No levantamento anterior, Witzel vencia por 55% a 45% na cidade do Rio. A pesquisa foi encomendada pelo GLOBO e pela TV Globo. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.
 Ainda segundo dados do Ibope, Witzel lidera nas outras regiões do estado, mas viu sua vantagem diminuir. Na periferia do Grande Rio, a diferença caiu oito pontos percentuais. O ex-juiz marcou 60% dos votos válidos, enquanto Paes chegou a 40%. Já no interior, Witzel tem 61% e Paes tem 39%. O levantamento anterior do Ibope foi feito entre os dias 15 e 17 de outubro.
 Saiba mais sobre Ibope no Arnaldo Neto.
Comentar
Compartilhe
Depois dos EUA, nem o céu é o limite para HGG/Sta Rosa
23/10/2018 | 17h58
Em julho do ano passado, mostrei AQUI, o caso de campistas que, em viagem aos Estados Unidos, gritavam "HGG/Santa Rosa" enquanto circulavam por uma cidade americana.
Mas, como para nossa criatividade nem o céu é o limite, eis que surgiu nesta terça-feira (23), outro vídeo, desta vez com um grupo de mulheres visitando a cabine de um avião e pedindo para o piloto falar que o avião vai para "HGG/Santa Rosa" e, ainda, "alô, Farol". O que ele, muito solícito, faz.
O vídeo já viralizou nas redes sociais.
Comentar
Compartilhe
Mais cinco aprovados em concursos da Prefeitura são convocados por decisão da Justiça
23/10/2018 | 12h57
O Diário Oficial desta terça-feira (23) traz uma série de convocações, por determinação da Justiça. de aprovados em concursos para a Prefeitura de Campos.
ANDREIA AZEREDO DE SOUZA DA SILVA, aprovada no concurso público de 2012 para Técnica em Farmácia 
MARILANE GONÇALVES DOS SANTOS; aprovada no concurso público de 2008 para Agente Comunitário de Saúde
GUSTAVO FERREIRA DA SILVA RIBEIRO, aprovado no concurso de 2014 para cargo de Inspetor de Alunos
MARINÊS DA SILVA GAMA, aprovada no concurso de 2012 para o cargo de Professor II
WHASEN PEREIRA DE PALMA, cargo de Inspetor de Alunos, concurso de 2014
Todos têm 30 dias para comparecerem à Prefeitura levando a documentação que consta no DO.
Comentar
Compartilhe
Marina Silva declara apoio a Fernando Haddad
22/10/2018 | 19h13
A ex-senadora Marina Silva (Rede) declarou nesta segunda-feira apoio ao candidato Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições. Em nota pública, Marina escreveu que vê no projeto político de Jair Bolsonaro (PSL) "risco imediato" contra a "estrutura de proteção ambiental", "os direitos e a diversidade existente na sociedade" e "as regras democráticas".
 Marina também faz críticas a dirigentes petistas que, segundo ela, "construíram um projeto de poder pelo poder, pouco afeito à alternância democrática", que infla realizações e não reconhece erros. E termina dizendo que a candidatura petista "pelo menos" "não prega a extinção dos direitos dos índios, a discriminação das minorias, a repressão aos movimentos, o aviltamento ainda maior das mulheres, negros e pobres". A nota termina declarando voto crítico e reafirma que seu partido será oposição em qualquer resultado
 Marina Silva terminou o primeiro turno deste ano em oitavo lugar, com pouco mais de um milhão. A Rede terá em 2019 uma deputada federal e cinco senadores no Congresso. Há duas semana ela afirmou que faria oposição a qualquer que seja o governo eleito.
 
 
Comentar
Compartilhe
Pesquisa CNT/MDA: Bolsonaro 57%, Haddad 43% dos votos válidos
22/10/2018 | 14h25
Pesquisa eleitoral CNT (Confederação Nacional do Transporte)/MDA mostra Jair Bolsonaro (PSL) com 57% dos votos válidos na disputa à Presidência da República, contra 43% de Fernando Haddad (PT). Contabilizando o total de votos, Bolsonaro tem 48,8% e Haddad 36,7%. Outros 11% declararam voto branco ou nulo, e 3,5% estão indecisos.
O levantamento mostra maior rejeição a Haddad do que a Bolsonaro.
De acordo com a pesquisa, 51,4% dos eleitores não votariam de jeito nenhum em Haddad e 31,2% dizem que ele é o único em quem votariam. Em relação a Bolsonaro, 42,7% não votariam nele de jeito nenhum e 41,5% afirmam que ele é o único em quem votariam.
Para 74,4%, Jair Bolsonaro vai vencer a eleição para presidente da República. Já 14,6% acham que Haddad vencerá.
O levantamento foi feito entre os dias 20 e 21 de outubro. Foram ouvidas 2.002 pessoas em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.
A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-00346/2018.
(Fonte: Folha de S. Paulo)
Comentar
Compartilhe
Prefeitura de Campos convoca mais 20 professores substitutos
22/10/2018 | 14h01
A secretaria municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece) publicou no Diário oficial desta segunda-feira (22) mais uma chamada para professores substitutos aprovados no Processo Seletivo Simplificado 2018 para contratação temporária (AQUI). Foram mais 20 convocados para a vaga de Professor II (25h), aproximando de 500 este ano, incluindo as demais categorias.
Os selecionados deverão comparecer à sede da Smece, impreterivelmente, na quarta-feira (24), na parte da manhã, portando documentos pessoais (Cédula de Identidade; CPF; Título de Eleitor com comprovação de regularidade com a Justiça Eleitoral; Documentação comprobatória de nível de escolaridade e formação para o cargo pretendido; 01(uma) foto colorida 3X4 recente; Carteira de Trabalho (cópia da parte da foto frente e verso); Certificado de Reservista ou Dispensa de Incorporação, para os candidatos do sexo masculino; Certidão de Nascimento dos filhos menores de 18 anos; Cartão PIS/PASEP; Comprovante de Residência; Certidão Negativa de Antecedentes Criminais; e habilitação para a função pretendida).
Após esta etapa, haverá o encaminhamento para escolha de local de atuação, que acontecerá na quinta-feira (25).
 
 
Aqueles que faltarem, sem justificativa, serão considerados desistentes. A Smece fica na Praça Cinco de Julho, 60 (prédio da antiga Estação Ferroviária). As chamadas ocorrem de acordo com a demanda das unidades de ensino, seguindo a ordem de classificação.
(Fonte: Supcom)
 
Comentar
Compartilhe
Pezão anuncia hoje 61 novas escolas profissionalizantes em tempo integral
22/10/2018 | 10h43
Nesta segunda-feira (22/10), o governador Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Estado de Educação, Wagner Victer, vão anunciar as novas Escolas em Tempo Integral Profissionalizantes da rede estadual que oferecerão Ensino Médio Profissionalizante de Técnico de Administração com ênfase em Empreendedorismo. No total, serão 61 novas unidades escolares que já terão matrículas abertas, a partir do dia 31 outubro, no portal Matrícula Fácil (www.matriculafacil.rj.gov.br).
Na ocasião, também estarão presentes o Presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), Wagner Siqueira; o Presidente do Conselho Regional de Administração (CRA), Leocir Dal Pai; e o Diretor-Geral do SEBRAE do Rio de Janeiro, Cezar Vasquez.
O Secretário Wagner Victer informou que com essas novas 61 unidades, o estado Rio de Janeiro alcançará a marca de 241 Escolas em Tempo Integral Profissionalizantes funcionando em 88 dos 92 municípios e que, em muitos casos, estão sendo aproveitadas estruturas do passado, que estavam subutilizadas, como dezenas de CIEPs (Brizolões). Das 61 novas escolas nessa modalidade, 26 serão Brizolões (CIEPs). Com isso, além do ganho pedagógico e de desenvolvimento dos alunos, o projeto também se torna uma ação de resgate desses patrimônios que estavam subutilizados.
– Esse total de 241 escolas em Tempo Integral Profissionalizantes é equivalente a cerca de 26% das unidades do ensino médio da nossa rede. Ou seja, nos últimos quatro anos, teremos implantado mais Escolas em Tempo Integral Profissionalizantes, 105% a mais, do que o acumulado (117 escolas) deste modelo implantadas em toda história dos Estados que por fusão formaram o atual Estado do Rio de Janeiro – destacou Victer.
Comentar
Compartilhe
Clarissa Garotinho pode perder vaga na Câmara?
22/10/2018 | 01h49
Com 10 vezes menos votos que 2014, a deputada federal Clarissa Garotinho (Pros) foi reeleita graças a votação de Otoni de Paula (PSC), que recebeu 120.498 votos e "puxou" a filha do casal Garotinho - ela recebeu 35.131 votos.
Mas ela pode enfrentar outro dissabor e nem assumir o próximo mandato.
O ex-prefeito de Maricá e presidente estadual do PT, Whashington Quaquá, terá julgado recurso em que tenta carimbar seu passaporte para Brasília. Ele recebeu 74.175 votos e foi o mais votado da coligação PT-PCdoB. Porém, teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) por cinco votos a um, mas garantiu o nome nas urnas por meio de uma liminar concedida pelo TSE no último dia 16 de setembro.
A entrada de Quaquá pode retirar a vaga de Clarissa. Ela teve a pior média partidária levando-se em conta o quociente eleitoral e por isso perderia a cadeira.
 O detalhe é que, durante a campanha, Clarissa ganhou reforço orçamentário no valor de R$ 700 mil do próprio PT.
Se isso realmente acontecer, a região perderia um deputado e a família Garotinho ficaria representada apenas por Wladimir.
(Fontes: Site: Lei Seca Maricá e O Globo)
Comentar
Compartilhe
Caminhada neste domingo alerta para importância da prevenção ao câncer
20/10/2018 | 13h11
A importância da prevenção ao câncer é o tema da caminhada que acontece neste domingo, dia 21, a partir das 9h, com saída da na Praça da República (atrás da Rodoviária do centro) e parada no Jardim São Benedito, onde ocorrerá uma AÇÃO GLOBAL.
O evento será realizado pela AMUNNF – Associação das mulheres do Norte e Noroeste Fluminense - em parceria com a ONG Mulheres que Fazem – RJ, Grupo Amigas Guerreiras (Grupo de Apoio a Mulheres com Câncer), Instituto Missionário Aviva Senhor a Sua Obra (ASSO).
O objetivo é conscientizar a população sobre a importância da prevenção contra o câncer, conhecimentos e serviços essenciais voltados à área da saúde.
No Jardim São Benedito haverá vários stands como o de Saúde bucal, Nutrição, Enfermagem, Entretenimento, Saúde alternativa, Espaço da beleza, Orientação psicológica e Stand para doação de cabelo.
ADQUIRA SUA CAMISA:
99834-2075
Priscilla
Comentar
Compartilhe
"WhatsAppgate": TSE instaura para investigar compra de disparos por aplicativo de mensagem
19/10/2018 | 22h34
O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Jorge Mussi, decidiu nesta sexta-feira (19) instaurar a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) em que a Coligação O Povo Feliz de Novo pede que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declare o candidato Jair Bolsonaro (PSL) inelegível por oito anos por abuso do poder econômico e uso indevido de meios de comunicação digital. A coligação é integrada pelos partidos PT, PCdoB e PROS.
 Mussi rejeitou os pedidos cautelares feitos pela autora relativos à busca e apreensão de documentos na sede da empresa Havan e na residência do proprietário da companhia, Luciano Hang, o depósito de documentação contábil, financeira, administrativa e de gestão referentes a possíveis atividades e gastos que o empresário tenha realizado no sentido de contribuir, direta ou indiretamente, para a campanha do candidato Jair Bolsonaro.
 O ministro negou ainda a quebra do sigilo bancário de Hang, bem como das empresas de tecnologia e desenvolvimento de software citadas na ação apresentada pela coligação.
 O corregedor-geral também indeferiu o pedido para que o TSE determinasse à empresa WhatsApp a apresentação, no prazo de 24 horas, de um plano de contingência para suspender o disparo em massa de mensagens ofensivas ao candidato Fernando Haddad e aos partidos que integram a coligação, sob pena de suspensão de todos os serviços do aplicativo de mensagem até o cumprimento da determinação.
 “Apesar da previsão legal de concessão de liminares antes mesmo da oitiva da parte contrária, postergando-se o contraditório, essa medida deve ser acompanhada de muita cautela no caso concreto e concedida em caráter excepcional, de forma a prestigiar as garantias constitucionais”, afirmou Mussi. Ele abriu prazo de cinco dias para que os representados apresentem defesa, caso queiram.
Disparo de mensagens
 De acordo com a ação apresentada pela Coligação O Povo Feliz de Novo, Jair Bolsonaro estaria se beneficiando diretamente de empresas de disparo de mensagens em massa via WhatsApp, contratadas por empresários que apoiam o candidato, fato que configuraria conduta vedada pela legislação eleitoral.
 A autora da ação acrescenta que as mensagens disparadas constituem fake news contra seu candidato a presidente, Fernando Haddad, e buscam desequilibrar o pleito. “Resta evidente o abuso de poder econômico na medida em que a campanha do candidato representado ganha reforço financeiro que não está demonstrado nos gastos oficiais de arrecadação eleitoral”, afirma no pedido inicial. “Não é crível atribuir apenas à militância orgânica de Jair Bolsonaro e Hamilton Maurão a capacidade de produzir e disseminar com tamanha eficácia todas as notícias falsas editadas em detrimento da coligação (do PT)”, acrescenta.
 A ação é baseada em reportagem da Folha de S. Paulo, publicada nesta quinta-feira (18), que revelou supostos indícios de que foram comprados pacotes para disparo de mensagens em massa no WhatsApp contra o PT e a Coligação O Povo Feliz de Novo. A sigla afirma que a reportagem do jornal teve acesso a contratos firmados entre empresas privadas, as quais pertenceriam a pessoas que publicamente apoiam o candidato Jair Bolsonaro, dentre elas o proprietário da Havan Lojas, Luciano Hang.
  Além disso, a PGR (Procuradoria-Geral da República) divulgou nota afirmando que pediu inquérito para investigar criminalmente empresas que possam ter sido contratadas para disseminar notícias contra candidatos. A PGR pediu investigação sobre as duas campanhas, de Bolsonaro e do petista Fernando Haddad.
  
 
 
Comentar
Compartilhe
Rafael Diniz inaugura 12ª escola municipal reformada
19/10/2018 | 20h30
A Escola Municipal José Giró Faísca ganhou uma nova sede nesta sexta-feira. Após quase 10 anos funcionando em um imóvel alugado, a unidade escolar passou reforma completa e ampliação e foi inaugurada pelo prefeito Rafael Diniz.
É a 12ª a passar por reparos no governo Rafael Diniz. No local são atendidos mais de 200 estudantes de Educação Infantil e primeiro segmento de Ensino Fundamental e agora conta com salas amplas, banheiros novos e acessíveis, laboratório de informática, refeitório, parquinho, jardim e toda estrutura necessária.
Comentar
Compartilhe
Eleições: WhatsApp notifica agências e bane milhares de contas
19/10/2018 | 16h28
O WhatsApp notificou extrajudicialmente as agências Quickmobile, Yacows, Croc services e SMS Market, determinando que parem de fazer envio de mensagens em massa e de utilizar números de celulares obtidos pela internet, que as empresas usavam para aumentar o alcance dos grupos na rede social. A empresa também baniu as contas do WhatsApp associadas a essas agências. Reportagem publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, quinta-feira (18), mostrou que empresas bancaram uma campanha de mensagens anti-PT com pacotes de disparos em massa. A prática é ilegal, pois se trata de doação de campanha por empresas, vedada pela legislação eleitoral, e não declarada. O valor gasto chegaria a R$ 12 milhões.
O senador eleito pelo Rio, Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidenciável Jair Bolsonaro, disse que sua conta no WhatsApp foi reativada nesta quinta-feira, 19, depois de ter sido bloqueada. O WhatsApp informou em nota que a conta tinha sido suspensa há alguns dias por comportamento de spam.
O TSE convocou uma coletiva esta tarde para falar sobre o assunto, mas remarcou para domingo a tarde.
Comentar
Compartilhe
Deputado Paulo Feijó passa por cirurgia e já recupera-se no quarto
19/10/2018 | 15h54
Nota da assessoria de Paulo Feijó:
Informamos que após procedimento cirúrgico o deputado federal Paulo Feijó se encontra sob observação e em plena recuperação. Segue a nota do Hospital Dr. Beda com maiores informações da Direção Clínica.
 BOLETIM MÉDICO
 O paciente Paulo Feijó foi submetido a uma cirurgia na quinta-feira (18/10) no Hospital Dr. Beda, para uma desobstrução intestinal, depois de a anomalia ser diagnostica no curso de uma consulta de rotina. A cirurgia foi bem sucedida e o pós-operatório transcorre normalmente com o paciente lúcido, havendo apenas uma momentânea restrição quanto a alimentação. Ele se encontra em um apartamento particular do Hospital Dr. Beda e alta médica será definida após avaliação do pós-operatório nos próximos dias.
 
 
Direção Clinica do Hospital Dr. Beda
Comentar
Compartilhe
Deputado Paulo Feijó passa mal e é internado às pressas
19/10/2018 | 12h33
O deputado Paulo Feijó (PR) foi internado em um hospital particular de Campos, após passar mal e ser levado às pressas.
Segundo informações ainda não confirmadas, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva, UTI.
 A assessoria do deputado informou que divulgará uma nota nesta tarde.
Comentar
Compartilhe
Outubro Rosa: HEAA realiza evento com palestra e confraternização dia 23
19/10/2018 | 12h16
O Hospital Escola Álvaro Alvim (HEAA) realiza, na próxima terça-feira, dia 23, um evento para marcar o Outubro Rosa.
  A abertura, às 10h, será com o coordenador do Setor de Oncologia do HEAA, Dr. Frederico Barbosa. Em seguida, haverá momento de oração com Alex Caetano. Prosseguindo, palestra com Anna Carolina Fernandes, sob o tema "A minha história". O encerramento será com música e poesia, através do médico Dr. Antônio de Pádua.
Comentar
Compartilhe
Vox Populi: Bolsonaro 53% e Haddad 47% dos votos válidos
19/10/2018 | 11h14
Pesquisa feita pelo instituto Vox Populi e divulgada nesta sexta-feira mostra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) com 53% dos votos válidos e seu adversário Fernando Haddad (PT) com 47%. O levantamento foi feito na terça-feira e quarta-feira, antes, portanto, da publicação das denúncias envolvendo a prática de crime eleitoral da campanha de Bolsonaro, por meio do financiamento empresarial da distribuição em massa de fake news via listas de WhatsApp.
 No voto estimulado, Haddad lidera na região Nordeste, vencendo Bolsonaro por 57% a 27%. Nas demais regiões, o presidenciável do PSL lidera, alcançando 21 pontos percentuais de vantagem sobre o adversário nas regiões Sudeste e Sul.
 Em termos absolutos, Bolsonaro aparece com 44% e Haddad com 39%. Brancos e nulos somam 12% e outros 5% disseram não saber. A pesquisa foi contratada pela CUT e contou com 2 mil entrevistas aplicadas em 120 municípios. A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo desconfiança de 95%. A sondagem foi registrada no TSE com o número BR-08732/2018.
 
 
Comentar
Compartilhe
Prefeitura esclarece fake news sobre cursos e mamografia
19/10/2018 | 10h24
A Prefeitura de Campos dos Goytacazes esclarece que não procedem as informações de inscrição para cursos no Centro Administrativo José Alves de Azevedo e de exames de mamografia na Praça da República.
É importante ressaltar que o município tem vários programas de qualificação profissional, gerenciados pela Superintendência Municipal de Trabalho e Renda, pela Fundação Municipal da Infância e Juventude, pela superintendência de Igualdade Racial, pela secretaria de Educação, pela secretaria de Desenvolvimento Humano e Social e conta, também, com o Espaço da Oportunidade, nos altos da Rodoviária Roberto Silveira. As aberturas de vagas são frequentes e sempre divulgadas através do portal da Prefeitura.
Já com relação à mamografia, dentro da Campanha Outubro Rosa, através da Secretaria de Saúde, foram disponibilizadas 1,4 mil vagas cuja marcação é feita em qualquer UBS da cidade, após consulta com um ginecologista.
Não caia em fake news! Todas as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Campos são noticiadas em seu Portal oficial (www.campos.rj.gov.br).
Comentar
Compartilhe
Processo seletivo para residência médica no HFM
18/10/2018 | 22h09
A direção do Hospital Ferreira Machado (HFM) abriu inscrição para processo seletivo do primeiro ano do programa de residência médica em Medicina Intensiva. As inscrições devem ser feitas, de forma presencial ou por meio de procuração, no Centro de Estudos, situado no 4º andar do HFM, até o dia 30 de novembro, das 10h às 16h. São ofertadas 5 vagas.
 De acordo com o coordenador médico do Centro de Terapia Intensiva (CTI) do HFM, Elbo Batista Júnior, que também irá coordenar o curso de residência, o programa de residência médica em Medicina Intensiva é pioneiro em Campos. “O programa de residência já estava aprovado há pelo menos três anos, mas nunca havia sido implementado de fato. A residência vai acontecer no HFM, mas dentro da proposta de especialização os profissionais também atuarão em outras unidades que possuem atendimentos de UTI que o Ferreira ainda não abrange. O curso terá duração de 24 meses”, explicou ao ressaltar que o CTI passou por uma inspeção do Ministério da Educação (MEC), que autorizou a abertura das cinco vagas.
 Para concorrer a uma vaga, os interessados devem possuir residência em Anestesiologia, ou Clínica Médica, ou Cirurgia Geral, ou Infectologia, ou Neurologia (2 anos) reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). O processo de seleção será composto por duas fases: prova objetiva de múltipla escolha e entrevista com análise e arguição de currículo. A prova está marcada para o dia 18 de dezembro, às 8h, no Centro de Estudos, e terá duração de quatro horas. O resultado da primeira fase será divulgado no portal da Prefeitura de Campos, no dia 3 de janeiro de 2019.
 Já a segunda fase está prevista para acontecer no dia 7 de janeiro de 2019, às 8h, no Centro de Estudos do HFM. A classificação final do processo seletivo será divulgada no portal da Prefeitura no dia 15 de janeiro de 2019. E os resultados finais, após os julgamentos dos recursos, serão divulgados exclusivamente no portal da Prefeitura de Campos a partir do dia 24 de janeiro de 2019.
 O CTI do Hospital Ferreira Machado possui 30 leitos divididos em quatro ilhas estruturadas em sistema de box que oferece mais privacidade ao paciente. O setor conta com a atuação de uma equipe multidisciplinar composta por médicos intensivistas, cardiologistas e clínicos gerais, além de enfermeiros, fisioterapeutas, odontólogos, assistentes sociais, psicólogos, técnicos de enfermagem e pessoal de apoio administrativo.
Comentar
Compartilhe
Datafolha: Witzel 61%, Paes 39%
18/10/2018 | 19h14
O Datafolha divulgou nesta quinta-feira (18) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Rio de Janeiro. O levantamento foi realizado na quarta-feira (17) e quinta-feira (18) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.
 Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:
 Wilson Witzel (PSC): 61%
Eduardo Paes (DEM): 39%
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 Votos totais
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 Wilson Witzel (PSC): 50%
Eduardo Paes (DEM): 33%
Em branco/nulo: 11%
Não sabe: 6%
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 1.486 eleitores em 42 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 17 e 18 de outubro
Registro no TRE: RJ-05090/2018
Contratantes da pesquisa: TV Globo e Folha de S.Paulo
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.
Comentar
Compartilhe
Ibope: Witzel 60%, Paes 40%
17/10/2018 | 19h38
O Ibope divulgou nesta quarta-feira (17) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para governador no Rio de Janeiro. O levantamento foi realizado entre segunda-feira (15) e quarta-feira (17) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.
 Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:
 Wilson Witzel (PSC): 60%
Eduardo Paes (DEM): 40%
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 Votos totais
Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 Wilson Witzel (PSC): 51%
Eduardo Paes (DEM): 34%
Em branco/nulo: 9%
Não sabe: 5%
Rejeição
A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Rio de Janeiro que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:”
 Eduardo Paes
 Com certeza votaria nele para governador - 21%
Poderia votar nele para governador - 18%
Não votaria nele de jeito nenhum - 48%
Não o conhece o suficiente para opinar - 11%
Não sabem ou preferem não opinar - 2%
Wilson Witzel
 Com certeza votaria nele para governador - 40%
Poderia votar nele para governador - 14%
Não votaria nele de jeito nenhum - 18%
Não o conhece o suficiente para opinar - 26%
Não sabem ou preferem não opinar - 2%
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 1512 eleitores em 43 municípios
Quando a pesquisa foi feita: 15 a 17 de outubro
Registro no TSE: BR-01312/2018
Registro no TRE: RJ-04021/2018
Contratantes da pesquisa: TV Globo e Editora Globo, que edita o jornal “O Globo”.
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos.
Comentar
Compartilhe
Debate entre Witzel e Paes com muitas acusações e poucas propostas
17/10/2018 | 12h59
Muitas trocas de acusações e poucas propostas marcaram o debate entre os candidatos ao Governo do Estado, o ex-juiz Wilson Witzel (PSC) e ex-prefeito Eduardo Paes (DEM), realizado nesta quarta-feira. O evento foi promovido pelos jornais O Globo e Extra e revista Época, com apoio institucional do banco digital Modalmais e da Fecomércio-RJ. Um dos problemas mais graves do Estado – a Saúde – foi deixado de lado. Porém, os problemas financeiros e o acordo de recuperação fiscal foram tratados.
O encontro foi quase todo dominado pelo impacto da popularidade do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) nas campanhas, divergências sobre Segurança Pública, “relações espúrias”, além das consequências deixadas pelo esquema de corrupção do ex-governador Sérgio Cabral (MDB). Paes chamou Cabral de “criminoso condenado”.
Paes questionou Witzel sobre o fato de o ex-magistrado ter deixado o Espírito Santo após receber ameaças e perguntou como ele pretendia enfrentar o crime organizado no Rio se ficou com medo em outro estado.
Witzel afirmou que mudou por questões profissionais: “O Espírito Santo é um estado extremamente violento, tomado pelo tráfico de drogas. Fui juiz lá na vara criminal e coloquei muita gente na cadeia, políticos. Em momento nenhum eu fui intimidado, não tenho medo de ser intimidado, tanto que fiquei mais dois anos. A decisão de vir ao Rio foi profissional. Se tivesse sido intimidado eu sairia imediatamente”.
Porém, no último debate do primeiro turno, ao ser chamado de “frouxo” pelo então candidato Romário pela mesma questão, Witzel chegou a afirmar que deixou o Espírito Santo por temer por sua vida e de sua família.
O ex-prefeito do Rio também questionou sobre a relação do ex-juiz e Mário Peixoto, sócio do presidente afastado da Alerj, Jorge Picciani, e com o advogado Luiz Carlos Azenha, que defendeu o traficante Nem.
O candidato do PSC afirmou que eles não fazem parte de sua campanha e que não é ele quem tem “presidiário de estimação”.
Em direito de resposta concedido pelos organizadores, Paes negou qualquer relação pessoal com o ex-governador e disse que era apenas institucional:
- Você diz que eu tenho relação com Sergio Cabral e Lula, que estão presos. Eu não tenho relação com presidiário nenhum. Eu não tenho nenhuma acusação, estou há 25 anos na política, e na política a gente precisa conviver com gente que nem sempre a gente concorda. Eu não tenho casa de praia, iate, nenhum desses benefícios. O Sergio Cabral é um criminoso condenado – disse e acrescentou que o ex-governador Cabral deve ressarcir o Estado do Rio.
Eduardo Paes também afirmou que Witzel está sendo apoiado por Marcelo Crivella (PRB), prefeito do Rio, o que o candidato do PSC disse desconhecer.
Comentar
Compartilhe
Outubro Rosa: Beleza e superação em exposição de fotografias
17/10/2018 | 12h11
Dentro da programação do Outubro Rosa, o Hospital Escola Álvaro Alvim (HEAA) convida para a exposição da fotógrafa Tatiana Gomes, que volta com sua mostra de imagens de pacientes em tratamento de câncer de mama.
As fotos trazem emoção, beleza e superação. A exposição Luz, Câmera, Inspiração será aberta sexta-feira, dia 19, às 19h, no Boulevard Shopping.
Comentar
Compartilhe
PP do Rio com Bolsonaro e Paes
16/10/2018 | 15h27
O PP do Rio de Janeiro, liderado por Francisco Dornelles, decidiu apoiar Jair Bolsonaro para a Presidência e Eduardo Paes para o governo do estado.
(Fonte: Blog Lauro Jardim)
Leia abaixo a íntegra da nota de Francisco Dornelles, presidente do Partido Progressista do
Estado do Rio de Janeiro:
 Rio de Janeiro, 16 de outubro de 2018.
 A Comissão Executiva Nacional do Partido Progressista autorizou a Comissão Executiva do Partido, em cada Estado, definir o seu posicionamento na eleição do dia 28 de outubro para Presidente da República e Governador do Estado.
Em decorrência dessa autorização, a Comissão Executiva do Partido Progressista do Rio de Janeiro decidiu:
 1) Cumprimentar a Ministra Rosa Weber, Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, e o Desembargador Carlos Eduardo Fonseca Passos, Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, pela maneira firme e democrática como conduziram as eleições no país e no Estado do Rio de Janeiro.
 2) Reiterar seu compromisso de defesa da constituição e dos direitos fundamentais da pessoa humana – livre manifestação do pensamento, liberdade de imprensa e liberdade religiosa.
 3) Reiterar seu compromisso com políticas de crescimento econômico, justiça social, fortalecimento de Estados e Municípios, bem como um Estado voltado para área social, transferindo as atividades empresariais para o setor privado.
 4) Por fidelidade a estas políticas, o Partido Progressista do Rio de Janeiro decidiu apoiar Jair Bolsonaro para Presidente da República e Eduardo Paes para Governador do Estado do Rio de Janeiro.
FRANCISCO DORNELLES
Presidente do Partido Progressista do Estado do Rio de Janeiro
 
 
Comentar
Compartilhe
Wladimir pode deixar PRP?
15/10/2018 | 18h42
Recém eleito para o primeiro mandato como deputado federal, Wladimir Garotinho poderá trocar o PRP por uma nova casa partidária. Isso porque o PRP foi um dos partidos que não atingiu a chamada cláusula de barreira nas últimas eleições, que o impedirá de ter acesso ao tempo de TV e a recursos públicos do fundo partidário. O filho do casal de ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho estaria negociando com várias legendas, cujos nomes tenta manter sob sigilo.
Wladimir admite que recebeu contato de algumas legendas, mas diz que ainda é cedo para pensar nesta questão:
“Apesar de ter recebido contato de alguns partidos ainda é cedo para tratar desse assunto. Quem plantou essa nota quer causar um mal estar que não existe. Por mais que o PRP não tenha alcançado a cláusula de desempenho, foi a legenda que me deu a oportunidade de disputar. Qualquer decisão será tomada em diálogo maduro dos possíveis cenários e caminhos que a legenda venha a adotar daqui em diante”, afirma.
(Fonte: Crusoé)
Comentar
Compartilhe
PDT com Eduardo Paes, Pedro Fernandes com Witzel
15/10/2018 | 14h24
O PDT declarou apoio, nesta segunda-feira, ao candidato Eduardo Paes (DEM), que concorre ao Governo do Estado. Já o candidato derrotado Pedro Fernandes declarou apoio a Wilson Witzel (PSC) e já caminhou com ele esta manhã. Pedro chegou a fazer "dobradinha" em debates com Eduardo Paes e teve seu nome ventilado como possível secretário.
Porém...
A expressiva votação de Witzel, que chegou ao segundo turno à frente de Paes, surpreendeu e mexeu com o mundo político.
Na caminhada, Pedro, que teve quase 467 mil votos, afirmou ter várias afinidades com Witzel.
Já o PDT...
Em nota assinada pelo presidente do partido, Carlos Lupi, a legenda justifica o apoio a Paes, entre outros pontos, em função da defesa da democracia e das liberdades individuais.
Confira a nota abaixo:
A Direção Estadual do PDT-RJ decide, em face aos compromissos assumidos abaixo, declarar apoio à candidatura de Eduardo Paes no segundo turno das eleições ao Governo do Estado do Rio.
 
 
Defesa da Democracia e das liberdades individuais;
Defesa da soberania nacional;
Respeito absoluto à diversidade;
Desenvolver em todo Estado do Rio programa de educação inspirado nos Cieps, levando escola pública, de qualidade e em tempo integral para todos os municípios fluminenses;
Não privatizar a Cedae;
Entendemos que o atual momento que vive o Estado do Rio exige, de todos nós, defensores incansáveis da democracia, um Governador com experiência comprovada em funções públicas, e, acima de tudo, que defenda as liberdades individuas e a democracia para que possamos, juntos, colocar o Estado no Rio nos trilhos do desenvolvimento novamente.
 
 
Carlos Lupi
 
 
 
 
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Deputado reeleito, João Peixoto realiza culto de agradecimento
14/10/2018 | 18h14
O deputado estadual João Peixoto  (PSDC) participa de culto em agradecimento a sua vitória, daqui a pouco, às 19h, na Assembléia de Deus Central  - Parque Leopoldina. João explicou seu sétimo mandato.
Comentar
Compartilhe
TSE quer combater fake news
11/10/2018 | 11h03
Os integrantes do Conselho Consultivo sobre Internet e Eleições reuniram-se por cerca de três horas e meia nesta quarta-feira (10), na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília (DF), para fazer um balanço de suas ações, discutir o impacto das chamadas fake news no primeiro turno das eleições e apresentar propostas para combater a disseminação de notícias falsas durante o segundo turno do pleito. Marcaram ainda para o dia 22 de outubro uma nova reunião, com representantes de plataformas de redes sociais e empresas de checagem de informação.
 O evento contou com a presença da presidente do TSE, ministra Rosa Weber. Ela agradeceu a participação dos integrantes do Conselho e o trabalho desenvolvido por todas as instituições que o compõem na busca de soluções para tratar do problema das notícias falsas no processo eleitoral. “A disseminação das fake news é um fenômeno deletério, prestando um imenso desserviço aos cidadãos, razão pela qual merece esforço de todos nós – cidadãos, instituições e plataformas de redes sociais – no sentido de comprometimento com a verdade dos fatos e a não proliferação de notícias falsas”, afirmou Rosa Weber.
 A presidente do TSE anunciou que um grupo, composto por servidores do TSE, atuará no segundo turno do pleito deste ano para identificar as notícias falsas que buscam atingir a imagem da Justiça Eleitoral.
 No encontro, foi proposto que o Conselho Consultivo tenha caráter permanente em razão das eleições futuras e se reúna a cada 30 dias.
 
 
Comentar
Compartilhe
Deputado eleito, Gil Vianna realiza missa em agradecimento
10/10/2018 | 18h49
O deputado estadual eleito Gil Vianna (PSL) participa, daqui a pouco, às 19h, de missa na igreja São Francisco na rua 13 de maio próximo ao Vip Center.
Será de ação de graças pela sua vitória.
Gil Vianna - divulgação
Gil Vianna - divulgação
Comentar
Compartilhe
Pessoas com autismo terão atendimento prioritário
10/10/2018 | 17h45
Na sessão da Câmara desta quarta-feiram foi aprovado o projeto de lei que torna obrigatório o atendimento preferencial às pessoas com autismo e seus acompanhantes em supermercados, agência bancaria e casa lotérica, restaurante, bares, lojas em geral e similares.
O autor do projeto é o vereador Cabo Alonsimar (PTC), que justifica a iniciativa, lembrando que o autista é considerado pessoa com deficiência, e assim sendo, para todos os efeitos legais ele já tem direito ao beneficio de preferência no atendimento em estabelecimentos, muitos destes não têm conhecimento sobre esta norma: "Além disso, existe também a dificuldade de identificar e diagnosticar uma pessoa com Transtorno do Espectro Autista, pois esta, aparentemente, possui um estereótipo normal".
Pelo projeto, haverá um cadastramento das pessoas com este transtorno, que terão uma carteira para apresentação nestes locais.
Comentar
Compartilhe
Por unanimidade, TRE mantém cassação da prefeita de Italva
10/10/2018 | 15h52
Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manteve a decisão de primeira instância e cassou o mandato da prefeita de Italva Margareth do Joelson e de seu vice Bruno Silva de Souza, o Bruninho.
O plenário do TRE manteve a decisão do juiz eleitoral Rodrigo Pinheiro Rebouças, proferida em dezembro do ano passado. De acordo com a sentença, ficou comprovado que houve promessa de emprego para eleitores em troca dos votos nos réus e ainda houve pagamento de exame médico em troca de pedido de votos.
A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) que levou à cassação de Margareth é movida por Leonardo Orato Rangel, o Léo Pelanca (PSC), que concorreu a prefeito e perdeu com uma diferença de 141 votos.
A prefeita ainda pode entrar com Embargos de Declaração e Recurso Especial junto ao TRE, que não mudam o teor da decisão colegiada.
Ela também pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas fora do cargo.
Advogado de Léo, Carlo Eduardo Ferraz destacou a importância da decisão.
O espaço está aberto à defesa da prefeita.
 
 
Comentar
Compartilhe
Lewandowski dá HC preventivo a Garotinho para evitar prisão
10/10/2018 | 00h29
O ministro do STF, Ricardo Lewandowski, deu um habeas corpus para Anthony Garotinho, suspendendo uma eventual execução da pena de prisão em regime semiaberto.
A condenação por formação de quadrilha armada havia ocorrido no começo de setembro, a pouco mais de um mês do primeiro turno das eleições para o governo do estado.
 A decisão de Lewandowski vale até que haja uma decisão transitada e julgada.
 O ministro determinou ainda que, caso houvesse um alvará de prisão, que ele fosse imediatamente recolhido.
 Como está fora da corrida pelo Governo do Estado após ter o registro indeferido pelo TSE por outra condenação, Garotinho corria o risco de ser preso nos próximos dias.
(Fonte: Blog do Lauro Jardim, jornal O Globo)
O ex-governador do Rio teve a condenação mantida, por 3 votos a 0, pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) pelo crime de formação de quadrilha armada em 4 de setembro último.
 
 
A pena de 2010, que em 1ª instância era de 2 anos e 6 meses de reclusão, em regime aberto, foi ampliada para 4 anos e 6 meses e houve mudança para o regime semiaberto, quando o preso dorme na cadeia. Mesmo assim, o início da pena é em regime fechado.
 
 
Garotinho e o ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins foram condenados no processo que investigou esquema de corrupção envolvendo delegados acusados de receber propina para facilitar a exploração de jogos de azar no estado, em 2008.
 
 
Comentar
Compartilhe
Estado antecipa salários de setembro para todos os servidores
09/10/2018 | 18h48
O governo do Estado vai antecipar o depósito dos salários de setembro para todos os 455.570 servidores ativos, inativos e pensionistas de todas as categorias. O pagamento será efetuado nesta quinta-feira (11/10), nono dia útil do mês de outubro. O calendário de pagamentos determina que os depósitos ocorram no décimo dia útil.
 A antecipação é resultado do incremento da arrecadação tributária prevista para o período. Será depositado pela Secretaria de Estado de Fazenda o valor líquido de R$ 1,7 bilhão. Os pagamentos serão efetuados ao longo do dia, mesmo após o término do expediente bancário.
 
Comentar
Compartilhe
As vitórias de Marcão
09/10/2018 | 15h43
Como na política nem sempre ganhar significa levar, ainda que não eleito e ficando na primeira suplência, o presidente da Câmara de Campos, Marcão Gomes (PR), acumulou vitórias como resultado da campanha a deputado federal.
Recebeu 40.901 votos, sendo 28.959 votos em Campos. Marcão teve votação superior a 12 deputados federais eleitos. No Estado, por exemplo, chegou à frente dos filhos do casal Garotinho, Wladimir (PRP) e Clarissa (Pros). Wladimir obteve 39.398 votos e foi eleito. Com 35.131 votos, Clarissa só entrou graças a Otoni de Paula (PSC), eleito com 120.498 votos.
Ele também venceu o filho do prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), Marcelo Crivella Filho, que não foi eleito e ficou na sexta suplência de seu partido com apenas 35.677.
Na sessão de hoje na Câmara, Marcão agradeceu os votos recebidos, falou de sua experiência durante a campanha, viajando por toda Campos e vários municípios do Estado. Ouviu, segundo ele, como maior demanda da população, a necessidade de emprego.
Marcão também relatou os diversos telefonemas e mensagens recebidas durante a segunda-feira. Entre elas, dos dois deputados eleitos pelo seu partido, Altineu Côrtes e Soraya Santos. Finalizou sua fala, repetindo o slogan do vereador e amigo Genásio (PSC): "Grandes coisas estão por vir".
Comentar
Compartilhe
Jornalista estreia com pé direito na política
08/10/2018 | 20h33
Primeira candidata vegana do Estado, a jornalista Thaís Tostes (Rede) saiu vitoriosa desta eleição. Não conseguiu uma cadeira na Alerj, mas a estreante na política obteve 2.485 votos - segunda maior votação no Estado no seu partido. Tudo isso, segundo conta, com investimento de apenas R$ 800,00, sem tempo de tv e rádio.
Com a luta dedicada aos animais e à juventude de periferia, Thaís afirma que não vai parar por aí. Participará das eleições de 2020 e tentará, de novo, a Alerj em 2022. Confira abaixo o vídeo de agradecimento da candidata:
Comentar
Compartilhe
Filhos de ex-caciques políticos do Estado não se elegem
08/10/2018 | 15h34
Filhos dos caciques políticos que dominaram o Estado do Rio nas últimas décadas foram rejeitados nas urnas na eleição de domingo.
Marco Antônio Cabral (filho do ex-governador Sérgio Cabral, preso desde novembro de 2016 e já condenado a mais de 180 anos de prisão), Leonardo Picciani (filho do presidente licenciado da Alerj, Jorge Picciani, preso desde novembro de 2017) e Danielle Cunha (filha do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, preso desde outubro de 2016). Nenhum deles conseguiu uma vaga no Congresso.
 Todos os três eram candidatos a deputado federal e receberam um repasse milionário do MDB, partido dos três, para financiar as campanhas. Leonardo e Marco Antônio ganharam R$1,5 milhão,enquanto Danielle recebeu R$2 milhões, mas nem isso foi suficiente.
 Entre os três, o que chegou mais perto de conseguir uma vaga no Congresso foi Leonardo Picciani, com 38 mil votos. Marco Antônio conseguiu 19,6 mil votos, enquanto Danielle conseguiu 13 mil.
Outro
Outro que não elegeu o herdeiro foi Marcelo Crivella (PRB). Seu filho Marcelinho Crivella, também não conseguiu uma vaga na Câmara representando o Rio de Janeiro. Ele concorria pelo PRB.
 
 
Comentar
Compartilhe
Wladimir Garotinho: Está nascendo um novo líder?
08/10/2018 | 15h07
Na família Garotinho, o grande vitorioso nas eleições deste ano é o filho do casal Garotinho, Wladimir. E não apenas por ter conquistado uma cadeira na Câmara Federal. Preterido pelo pai na eleição passada - de 2014 - para dar espaço a um aliado, Wladimir assumiu a campanha de Bruno Dauaire, a quem elegeu deputado estadual.
Quatro anos depois, ele disputava com a irmã, Clarissa, o mesmo cargo - deputado federal. Ela tentava a reeleição. Conseguiu, mas com um resultado impressionantemente aquém do anterior, quando fez 335.061 votos e ficou entre os três mais votados do Estado: Atrás de Jair Bolsonaro e à frente de Eduardo Cunha.
No pleito desse domingo, Clarissa obteve 35.131 votos e só entrou graças a Otoni de Paula (PSC), eleito com 120.498 votos.
Já Wladimir, superou a irmã em número de votos - 39.398 - e ainda fez dobradinha com Bruno Dauaire (PRP), que foi reeleito com 24.800 votos.
Com o pai e a mãe inelegíveis e com multiplicação de problemas judicias, Wladimir se confira a nova liderança do grupo político criado por seu pai?
Atualização:
Questionado pela Folha da Manhã, Wladimir negou o “título” de liderança do grupo político criado pelo pai há mais de 30 anos: “O líder do grupo continua o mesmo, Garotinho”.
Comentar
Compartilhe
Estados começam a conhecer seus governadores
07/10/2018 | 18h53
O ex-governador do Espírito Santo Renato Casagrande (PSB) foi eleito para o governo do Estado com 55,37% dos votos.
 O principal oponente, Carlos Manato (PSL), obteve 27,44% dos votos. Com 94% das urnas apuradas, houve ainda 7,95% de votos nulos, 5,18% de brancos e 19,46% de abstenções.
O primeiro governador a ser eleito foi Ratinho Júnior (PSD), do Paraná, com 57%. Em segundo ficou Cida Borghetti (PP): 18%.
Tocantins
O atual governador Mauro Carlesse (PHS) foi reeleito para mais quatro anos com 57,21% dos votos no estado.
 O principal oponente, Carlos Amastha (PSB), obteve 31,25% dos votos. Com 93%das urnas apuradas, houve ainda 13,34% de votos nulos, 1,75% de brancos e 20,07% de abstenções.
Goiás
Ronaldo Caiado (DEM) é o novo governador eleito de Goiás. A vitória do democrata em primeiro turno foi confirmada na noite deste domingo (7), com 77,91% das urnas apuradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No momento em que sua eleição foi garantida, Caiado contava com 1.403.369 de votos, totalizando 60,89% dos votos válidos.
Ceará
Camilo (PT) - 77,87% - 2.533.320 votos
 General Theophilo (PSDB) - 12,59% -  409.710 votos
Bahia
O governador Rui Costa (PT) está reeleito. O petista obteve 75,88% dos votos válidos, contra 21,81% do principal oponente, José Ronaldo (DEM). Com 78% das urnas apuradas, houve ainda 14,36% de votos nulos, 3,91% de brancos e 21% de abstenções.
Mato Grosso
Mauro Mendes, do DEM, foi eleito. Com 92% das urnas apuradas, o candidato tinha 772.501 mil votos, o que corresponde a 58,81% dos votos válidos, contra 19,58% do segundo colocado Wellington Fagundes (PR).
Paraíba
João Azevêdo (PSD) foi eleito com 58,13% dos votos. O principal opositor, Lucélio Cartaxo (PT), obteve 23,38% dos votos. Com 95% das urnas apuradas, houve ainda 16,22% de votos nulos, 16,22% de brancos e 14,97% de abstenções.
Piauí 
O governador Wellington Dias (PT) foi reeleito com 55,23% dos votos. O principal opositor, Dr. Pessoa (Solidariedade), obteve 20,74% dos votos. Com 95% das urnas apuradas, houve ainda 9,9% de votos nulos, 3,19% de brancos e 15,77% de abstenções.
Maranhão
Flávio Dino (PCdoB) foi reeleito com 59,45% dos votos. A principal opositora, Roseana Sarney (MDB), obteve 29,44% dos votos. Com 89% das urnas apuradas, houve ainda 9,62% de votos nulos, 2,94% de brancos e 20,79% de abstenções.
Pernambuco
Paulo Câmara (PSB) foi reeleito com 50,61% dos votos. O principal opositor, Armando Monteiro (PTB), obteve 36,01% dos votos. Com 99% das urnas apuradas, houve ainda 23,02% de votos nulos, 6,86% de brancos e 17,9% de abstenções.
Acre
O senador Gladson Cameli (PP) foi eleito com 53,59% dos votos. O principal opositor, Marcus Alexandre (PT), obteve 34,68% dos votos. Com 94,39% das urnas apuradas, houve ainda 4,3% de votos nulos, 1,63% de brancos e 19,07% de abstenções.
 
 
 
 
 
 Segundo turno
Rio de Janeiro
WILSON WITZEL (PSC) - 41,25 % - 2.997.781 votos
Eduardo Paes (DEM) - 19,49 % - 1.416.256 votos
 Distrito Federal
Ibaneis (MDB)
41,97%
633.659 votos
 Rodrigo Rollemberg (PSB)
13,94%
210.452 votos
 Mato Grosso do Sul
Reinaldo Azambuja (PSDB), com 44,64% dos votos, e Juiz Odilon (MDB) com 31,73%.
 Com 95% das urnas apuradas, houve ainda 7,88% de votos nulos, 4,66% de brancos e 21,21% de abstenções.
Rio Grande do Sul
 Eduardo Leite (PSDB)
35,49%
 José Ivo Sartori (MDB)
31,42%
 Santa Catarina 
Gelson Merísio (PSD)
31,05%
 1.092.438 votos
 Comandante Moisés (PSL)
29,87%
 1.050.787 votos
Sergipe
Belivaldo (PSD)
40,41%
 361.856 votos
 Valadares Filho (PSB)
21,51%
 192.577 votos
 Amapá
Waldez (PDT)
47,98% - 131.254 votos
 Davi (DEM)
33,95% - 92.872 votos
Rio Grande do Norte
Segundo turno entre Fatima Bezerra (PT), com 45,87% dos votos, e Carlos Eduardo (PDT), com 32,65%. Com 96% das urnas apuradas, houve ainda 13,23% de votos nulos, 4,39% de brancos e 17,16% de abstenções.
Roraima
ANTONIO DENARIUM (PSL)
42,30 % - 102.156 votos
ANCHIETA (PSDB) 
38,31 % - 92.519 votos
Rondônia
Segundo turno entre Expedito Junior (PSDB), com 31,63% dos votos, e Coronel Marcos Rocha (PSL) com 24,09%. Com 99% das urnas apuradas, houve ainda 7,97% de votos nulos, 4,04% de brancos e 22,35% de abstenções.
Sergipe
Segundo turno entre Belivaldo (PSD), com 40,83% dos votos, e Valadares Filho (PSB) com 21,49%.
 Com 99% das urnas apuradas, houve ainda 17,85% de votos nulos, 5% de brancos e 18,83% de abstenções.
São Paulo
Segundo turno entre João Doria (PSDB), com 31,76% dos votos, e Marcio França (PSB) com 21,49%.
 
 
Com 99,01% das urnas apuradas, houve ainda 13,65% de votos nulos, 6,94% de brancos e 21,55% de abstenções.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ronaldo Caiado (DEM) é o novo governador eleito de Goiás. A vitória do democrata em primeiro turno foi confirmada na noite deste domingo (7), com 77,91%  das urnas apuradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No momento em que sua eleição foi garantida, Caiado contava com 1.403.369  de votos, totalizando 60,89% dos votos válidos.
 
 
Comentar
Compartilhe
Eleições Rio: Wilson Witzel lidera com Eduardo Paes em segundo
07/10/2018 | 18h26
Wilson Witzel (PSC)
42,02%
 228.417 votos
 Eduardo Paes (DEM)
19,26%
 104.731 votos
 Tarcísio Motta (PSOL)
12,21%
 66.356 votos
 Romário (PODE)
8,42%
 45.758 votos
Marcia Tiburi (PT)
5,53%
 30.067 votos
 Pedro Fernandes (PDT)
5,41%
 29.408 votos
 Indio (PSD)
5,05%
 27.440 votos
 Marcelo Trindade (NOVO)
1,54%
8.363 votos
André Monteiro (PRTB)
0,35%
 1.905 votos
 Dayse Oliveira (PSTU)
0,22%
 1.210 votos
 Garotinho (PRP)
0,00%
 0 votos
Luiz Eugênio Honorato (PCO_
0,00%
 0 votos
TOTAL - 658.343
VÁLIDOS
543.655 (82,58%)
BRANCOS
31.973 (4,86%)
NULOS
75.517 (11,47%)
ABSTENÇÕES
203.575 (23,40%)
Eleito / 2º Turno (resultados matematicamente definidos).
A fonte das informações desta página é o Tribunal Superior Eleitoral. Segundo esclarece o TSE, o candidato que aparece com 0 (zero) voto pode não ter tido seus votos validados devido à sua situação jurídica ou à do seu partido. Para consultar a situação do candidato, acesse http://divulgacandcontas.tse.jus.br
Comentar
Compartilhe
Na primeira urna apurada, Witzel 34 votos, Paes e Romário 6
07/10/2018 | 17h43
A apuração para Governo do Estado já teve início. Na primeira urna apurada no Estado do Rio, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC) teve 34 votos. o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) e o senador Romário (Podemos) têm 6 votos cada um.
Boca de urna do Ibope aponta o ex-juiz, que declarou apoio a Bolsonaro, com 39% disputando o segundo turno da eleição para governador do Rio com Eduardo Paes (DEM). O ex-juiz federal disparou no levantamento. O ex-prefeito da capital tem 21%. Terceiro colocado, Tarcísio Motta (PSOL) aparece com 15% e Romário (Podemos), que esteve na segunda colocação das sondagens durante toda a campanha, teve 9%.
 
 
Comentar
Compartilhe
TRE nega liminar a Wladimir para retirar postagem de Jorginho em apoio a Marcão e João Peixoto
06/10/2018 | 17h55
E como nem tudo é fake news, o desembargador Luiz Fernando de Andrade Pinto indeferiu liminar para retirada de postagens no face do vereador Jorginho Virgílio, de apoio aos candidatos Marcão Gomes (PR) e João Peixoto (PSDC). O autor da ação é o também candidato a federal Wladimir Garotinho (PRP), que alegou ter havia impulsionamento de postagens por parte do vereador - o que é proibido por lei.
Na decisão, o desembargador afirma que um dos links não leva a qualquer conteúdo e os demais, embora façam menção aos candidatos, não indicam contratação de impulsionamento. 
* O espaço está aberto aos envolvidos para posicionamentos.
O próprio Wladimir foi vítima de fake news esta semana, quando circulou a informação de que sua candidatura estaria indeferida, o que é mentira.
 
Comentar
Compartilhe
TRE determina retirada de pesquisa irregular contra Marcão Gomes
06/10/2018 | 16h52
O desembargador do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Luiz Fernando de Andrade Pinto, determinou a retirada de postagens nas redes sociais que citavam o candidato a deputado federal Marcão Gomes (PR) em uma pesquisa irregular - sem registro do TSE. A pesquisa irregular estava sendo disseminada por pessoas ligadas ao grupo político do ex-governador Garotinho.
Examinadas as postagens e constatada a irregularidade, o desembargador deferiu tutela de urgência e determinou a retirada imediata das postagens no perfil do radialista Carlos Cunha.
O Blog do Arnaldo Neto também falou sobre o assunto.
 
Não é a primeira decisão da Justiça sobre ataques a Marcão. Esta semana, foi deferida liminar para retirada de propaganda irregular e notícia falsa veiculada na página do ex-vereador Albertinho.
Comentar
Compartilhe
Garotinho e Rosinha declaram apoio a Romário e Lindbergh
05/10/2018 | 19h57
Impedido de concorrer à eleição de 7 de outubro por decisão judicial, o ex-governador Anthony Garotinho (PRP) acaba de declarar apoio a Romário (Podemos), candidato ao Governo do Estado. Ao lado dele, a esposa Rosinha, por várias vezes chegou a chorar.
Garotinho disse que a eleição dos dois candidatos será a vitória do Rio de Janeiro e uma resposta aos ataques que vem sofrendo, inclusive do Judiciário. 
O casal também declarou apoio ao senador Lindbergh Farias (PT), candidato à reeleição.
Garotinho teve o registro de candidatura rejeitado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por uma condenação colegiada no TJ por improbidade administrativa. Ele chegou a conseguir uma liminar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para manter a campanha, mas o plenário derrubou a liminar, manteve o indeferimento do registro e impediu que ele continuasse a campanha (Lembre AQUI). Desde então ele vem tentando no STF e no STJ reverter a situação, sem sucesso.
Comentar
Compartilhe
MP Eleitoral quer multa para Rosinha por enquete ilegal no Facebook
05/10/2018 | 17h55
A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Rio de Janeiro entrou com ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pedindo multa entre 50 mil e 100 mil UFIR (R$ 165 mil a R$ 300 mil) para a ex-governadora do Rio de Janeiro, Rosinha Garotinho, por ter publicado no Facebook uma pesquisa de opinião sem registro na Justiça Eleitoral sobre candidatos a governador do Rio. Na ação, a divulgação de pesquisa sem registro sobre a preferência de eleitores é apontada como uma violação da legislação eleitoral, que exige o registro das pesquisas de opinião pública até cinco dias antes da divulgação.
 O TRE julgará ainda o pedido da PRE para serem removidas imediatamente a enquete de Rosinha e sua réplica na página do Facebook de Thiago Virgilio, ex-vereador de Campos dos Goytacazes que renunciou à candidatura a deputado estadual. No registro que a Justiça Eleitoral exige das pesquisas eleitorais, devem constar informações como quem contratou a pesquisa e a metodologia e período de sua realização.
 Se o pedido da procuradora regional eleitoral auxiliar Adriana de Farias for acolhido, a veiculação da enquete sujeita Rosinha Garotinho a multa de R$ 1 mil por dia em que o conteúdo continuar publicado na internet.
* O espaço está aberto à defesa de Rosinha e Thiago Virgílio.
 (Fonte: PRE)
 
Comentar
Compartilhe
Paraná Pesquisas: Bolsonaro avança três pontos e chega a 34,9%; Haddad sobe 1 e tem 21,8%
05/10/2018 | 13h00
Levantamento feito pelo Paraná Pesquisas e contratado pela revista Crusoé mostra Jair Bolsonaro (PSL) na liderança com 34,9% das intenções de voto. No levantamento anterior, divulgado em 26 de setembro, ele tinha 31,2%. Já Fernando Haddad aparece em 2º lugar, passado de 20,2% para 21,8% neste levantamento. Considerando os votos válidos, que excluem brancos, nulos e indecisos, Bolsonaro chega a 40,9% e Haddad a 25,6%. A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais e foi feita de 2 a 4 de outubro.
 Bolsonaro teria 47,1 % da preferência em um eventual segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto contra Fernando Haddad, do PT, que ficaria com 38,1% dos votos totais, de acordo com pesquisa do instituto Paraná Pesquisas divulgada nesta sexta-feira.
 No levantamento anterior do Paraná Pesquisas, do final de setembro, Bolsonaro tinha vantagem numérica de 44,3 a 39,4 % sobre Haddad em um eventual segundo turno entre ambos, que lideram todas as pesquisas de intenção de voto para o primeiro turno de domingo, com Bolsonaro em primeiro e Haddad em segundo.
A sondagem da Paraná Pesquisas foi comprada pela Empiricus pelo valor de R$ 67.500,00. Foram entrevistados 1.080 eleitores entre os dias 2 e 4 de outubro. A pesquisa está registrada no TSE sob o nº BR-08437/2018.
 
 
Comentar
Compartilhe
DataPoder: Bolsonaro 33%, Haddad 27% dos votos válidos
05/10/2018 | 12h52
Levantamento do DataPoder360 realizado nos dias 3 e 4 de outubro de 2018 (últimas 4ª e 5ª feiras) indica que Jair Bolsonaro (PSL) chega a 33% dos votos válidos –aqueles que excluem brancos, nulos e indecisos na pesquisa. Fernando Haddad (PT) tem 27% dos votos válidos, segundo o DataPoder360. Na estimulada, Bolsonaro tem 30%, Haddad tem 25% e Ciro 15%.
 Em terceiro dos válidos está Ciro Gomes (PDT), que tem 16% dos votos válidos, 11 pontos atrás de Haddad.
 Geraldo Alckmin (PSDB), que teve a campanha com quase 50% do tempo de rádio e TV no horário eleitoral, segue com desempenho fraco. Pontuou apenas 8% dos votos válidos no DataPoder360.
 Henrique Meirelles (MDB) está com 3%, a mesma taxa de Marina Silva (Rede). João Amoêdo (Novo) e Guilherme Boulos (Psol) registram 2%. Alvaro Dias (Podemos) está com 4%.
 Uma surpresa entre os candidatos pouco competitivos foi o Cabo Daciolo (Patriota). Depois de sua aparição em debates recentes e inúmeros “memes” na internet, ele saiu quase de quase zero a 3% em duas semanas.
 Na comparação com o levantamento anterior do DataPoder360, Bolsonaro avançou 4 pontos nos chamados votos totais –de 26% a 30%.
 Haddad cresceu 3 pontos, de 22% para 25%. Ciro foi de 14% para 15%. Alckmin, de 6% para 7%.
 A pesquisa entrevistou 4.000 pessoas em 375 cidades em todas as unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. O registro na Justiça Eleitoral é BR-07142/2018. E foi realizada por meio de ligações para telefones celulares e fixos. Segundo o DataPoder360, nenhuma classe social é excluída do levantamento, uma vez que cerca de 90% dos brasileiros têm acesso a telefone. Ainda de acordo com o instituto, o sistema faz discagens aleatórias e de maneira parametrizada para atingir comunidades de todas os segmentos demográficos. Como cada telefone está atribuído a um CEP, é possível atingir áreas de alto, médio e baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
 Voto das mulheres
A pesquisa mostrou também que o voto feminino também continua sendo muito relevante para o desfecho desta Eleição 2018. Entre os eleitores indecisos, que dizem votar branco ou nulo, as mulheres são 6% – contra apenas 1% dos homens. Entre os candidatos, Bolsonaro é o que registra a maior diferença entre o voto de homens e mulheres, com 39% e 23%, respectivamente. Fernando Haddad, por sua vez, apresenta mais equilíbrio entre os dois segmentos com 26% das mulheres e 24% dos homens.
 
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Ministro do STJ nega HC para suspender condenação de Garotinho por calúnia a juiz
04/10/2018 | 16h45
O ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou liminar em Habeas corpus (HC), impetrada pelo ex-governador Anthony Garotinho (PRP), contra a condenação pelo Tribunal Regional Federal da Segunda Região (TRF2), por calúnia a um juiz federal. Por esta condenação, Garotinho já está cumprindo pena, precisa de autorização da Justiça para viajar e até está impedido de votar (Lembre AQUI).
Garotinho foi sentenciado, em fevereiro último, a dois anos e oito meses de cadeia por uma publicação no blog dele. No site, Garotinho escreveu, em novembro de 2011, e em fevereiro de 2012, que o juiz federal Marcelo Leonardo Tavares cometeu corrupção e prevaricação ao ditar uma sentença de processo contra ele, no julgamento de primeira instância no caso da Segurança Pública S/A. 
 
Comentar
Compartilhe
PM convoca mais 400 concursados para prestar curso no CFAP
03/10/2018 | 22h46
Mais 400 candidatos - 335 homens e 35 mulheres – foram incorporados nesta quarta-feira (3/10) ao Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), em Sulacap, elevando para 800 o número de futuros soldados que estão sendo formados pela Polícia Militar para reforçar o policiamento ostensivo no ano que vem em todo o estado.
Esse grupo de 800 candidatos - a primeira turma de 400 foi incorporada em julho deste ano - faz parte do contingente de 1.381 homens e mulheres aprovados no concurso de 2014 e que foram classificados por decreto do governador Luiz Fernando Pezão publicado este ano.
Durante o período do curso, os alunos terão aulas teóricas e práticas. Eles também farão estágio de patrulhamento ostensivo, especialmente em grandes eventos. Ao longo da formação, os convocados recebem salário de R$ 2.213,62 e, após a formatura, passam ao salário inicial de soldado - R$ 3.452,55.
O reinício das atividades do CFAP faz parte do esforço conjunto do Governo do Estado do Rio de Janeiro e do Gabinete de Intervenção Federal para recompor o efetivo de policiais militares e reequipar a Corporação, tendo como objetivo principal ampliar o policiamento ostensivo na Região Metropolitana e no interior do estado.
Além da formação dos futuros policiais, a Polícia Militar vem adotando outras quatro medidas voltadas para recomposição de efetivo: retorno do RAS (Regime Adicional de Serviço), reestruturação das UPPs, devolução de policiais cedidos e mutirão de revisão médica. No momento, com a adoção dessas quatro medidas, houve um reforço de cerca de 2 500 policiais – sendo que 1.000 estão presentes nas ruas graças ao RAS e os demais 1500 na escala de serviço ordinária.
O Governo do Rio também investiu R$ 61,6 milhões na compra de 750 viaturas, que já estão reforçando o patrulhamento nas ruas.
Além disso, a Polícia Militar credenciou 60 oficinas em todo o estado para reformar sua frota. Até o momento, mais de mil veículos foram recuperados.
 
Comentar
Compartilhe
Ibope: Bolsonaro 32%, Haddad 23% e Ciro 10%
03/10/2018 | 19h02
O Ibope divulgou nesta quarta-feira (3) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores na segunda-feira (1) e na terça-feira (2).
 O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.
 Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:
 Jair Bolsonaro (PSL): 32%
Fernando Haddad (PT): 23%
Ciro Gomes (PDT): 10%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 1%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Branco/nulos: 11%
Não sabe/não respondeu: 6%
Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.
 Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na segunda-feira (1º):
 Jair Bolsonaro passou de 31% para 32%%;
 Haddad foi de 21% para 23%;
 Ciro foi de 11% com 10%;
 Alckmin foi de 8% para 7%;
 Marina se manteve com 4%;
 Os indecisos foram de 5% para 6% e os brancos ou nulos, de 12% para 11%.
 Votos válidos
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 Os números são:
 Jair Bolsonaro (PSL): 38%
Fernando Haddad (PT): 28%
Ciro Gomes (PDT): 12%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 2%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Rejeição
O Instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".
 Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.
 Os resultados foram:
 Bolsonaro: 42%
Haddad: 37%
Marina: 23%
Alckmin: 17%
Ciro: 16%
Meirelles: 10%
Cabo Daciolo: 9%
Eymael: 8%
Boulos: 8%
Vera: 8%
Alvaro Dias: 8%
Amoêdo: 7%
João Goulart Filho: 6%
Poderia votar em todos: 3%
Não sabe/não respondeu: 7%
Simulações de segundo turno
Haddad 43% x 41% Bolsonaro (branco/nulo: 12%; não sabe: 3%)
Ciro 46% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 3%)
Alckmin 41% x 40% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 3%)
Bolsonaro 43% x 39% Marina (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 3.010 eleitores
Quando a pesquisa foi feita: 1º e 2 de outubro
Registro no TSE: BR-08245/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo"
Comentar
Compartilhe
Ibope: Paes avança e chega a 26% e abre vantagem de 6 pontos sobre Romário, que tem 19%
03/10/2018 | 18h54
Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (3) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos totais para o governo do Rio de Janeiro:
 Eduardo Paes (DEM): 26%
Romário Faria (Podemos): 19%
Indio (PSD): 10%
Wilson Witzel (PSC): 7%
Tarcísio Motta (PSOL): 6%
Marcia Tiburi (PT): 5%
Pedro Fernandes (PDT): 3%
Marcelo Trindade (Novo): 2%
André Monteiro (PRTB): 1%
Dayse Oliveira (PSTU): 1%
Luiz Eugenio (PCO): 0%
Brancos/nulos: 15%
Não sabe/Não respondeu: 5%
Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.
 
 
Essa é a primeira pesquisa Ibope feita sem Anthony Garotinho (PRP), que teve a candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na última quinta-feira (27). No levantamento anterior, ela aparecia empatado com o Romário, com 16% das intenções.
 
 
Votos válidos
Eduardo Paes (DEM): 33%
Romário Faria (Podemos): 24%
Indio (PSD): 13%
Wilson Witzel (PSC): 9%
Tarcísio Motta (PSOL): 7%
Marcia Tiburi (PT): 6%
Pedro Fernandes (PDT): 3%
Marcelo Trindade (Novo): 2%
André Monteiro (PRTB): 1%
Dayse Oliveira (PSTU): 1%
Luiz Eugenio (PCO): 1%
Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.
 
 
Rejeição
O Ibope também mediu a taxa de rejeição (o eleitor deve dizer em qual dos candidatos não votaria de jeito nenhum). Nesse item, os entrevistados puderam escolher mais de um nome. Veja os índices:
 
 
Eduardo Paes: 34%
Romário Faria: 33%
Indio: 22%
Marcia Tiburi: 19%
Tarcísio Motta: 14%
Pedro Fernandes: 11%
Marcelo Trindade: 10%
André Monteiro: 10%
Dayse Oliveira: 10%
Luiz Eugenio: 9%
Wilson Witzel: 8%
Poderia votar em todos (esp.): 4%
Não sabe/não respondeu: 14%
Segundo turno
O Ibope também apresentou a simulação de um cenário para o segundo turno:
 
 
Paes 40% e 33% Romário (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)
Sobre a pesquisa
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Quem foi ouvido: 2002 eleitores de todas as regiões do estado, com 16 anos ou mais
Quando a pesquisa foi feita: 30 de setembro a 2 de outubro
Registro no TRE: RJ-04634/2018
Registro no TSE: BR-02726/2018
Contratante da pesquisa: TV Globo e Editora Globo, que edita o jornal O Globo
O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro
0% significa que o candidato não atingiu 1%. Traço significa que o candidato não foi citado por nenhum entrevistado
Comentar
Compartilhe
Marcelo Trindade, do Novo, pede impugnação de pesquisa com Garotinho
03/10/2018 | 17h06
Marcelo Trindade, o candidato do Novo ao governo do Rio de Janeiro, acaba de registrar no TRE-RJ um pedido de impugnação das pesquisas eleitorais que mencionam Anthony Garotinho. A informação é do blog de Lauro Jardim, do jornal  Globo.
A ação se dirige ao Ibope e Datafolha, exigindo a proibição da divulgação dos resultados de qualquer pesquisa eleitoral que inclua o candidato.
Garotinho teve sua candidatura barrada pelo TSE. Ontem, o ministro Celso de Mello negou o recurso do ex-governador no STF.
Em sua última pesquisa, no entanto, o Datafolha afirmou que Garotinho continuará nos questionários — já que seu nome está cadastrado nas urnas.
Para Trindade, a menção a Garotinho nas pesquisas "levará a um resultado irreal" que induz ao "voto útil" e dificulta a participação dos candidatos "menores" nos debates.
Acontece que...
O coordenador de fiscalização da propaganda eleitoral do Rio de Janeiro, juiz Mauro Nicolau Júnior, alerta que a divulgação de pesquisa com o candidato ao cargo de governador Anthony Garotinho (PRP) não é permitida. Nesta quinta-feira (27), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve o indeferimento do pedido de candidatura do ex-governador do Rio de Janeiro, proibindo o político de praticar qualquer ato de campanha, inclusive os relativos ao horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão.
“A pesquisa eleitoral não deixa de ser uma forma de propagar o nome do ex-governador, por isso é vedada”, afirmou o magistrado, ressaltando que o aviso se destina também aos veículos de comunicação e empresas de pesquisa. Na decisão, a Corte Superior Eleitoral proibiu ainda o partido e a coligação do candidato de repassar novos recursos a sua campanha.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Recurso Especial de Rosinha contra condenação vai para o TSE
03/10/2018 | 13h47
Os problemas judiciais impediram a continuidade da campanha do ex-governador Garotinho (PRP) ao Governo do Estado. Mas, além dele, vários outros de seu grupo político. Um exemplo é a esposa Rosinha, ex-governadora e ex-prefeita de Campos.
Condenada em primeira e segunda instância na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) principal do caso Chequinho, Rosinha está inelegível, assim como o ex-vice-prefeito Dr Chicão, o ex-vereador Mauro Silva, a ex-secretária Ana Alice Alvarenga e a ex-coordenadora do Cheque Cidadão, Gisele Koch.  O Recurso Especial foi rejeitado pelo presidente do TRE, que encaminhou o processo para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Comentar
Compartilhe
Benção, também, para campanha de Mérida
03/10/2018 | 12h44
A assessoria do candidato do PSD e presidente licenciado da Federação da Câmara dos Dirigentes Lojistas (FCDL) do Estado do Rio, Marcelo Mérida alertou que os bispos gravação também para o candidato.
Confira abaixo:
Bispo Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo Dom Fernando Rifan
Comentar
Compartilhe
Campanha abençoada de Marcão Gomes
03/10/2018 | 10h48
Se existe uma campanha abençoada é a de Marcão Gomes (PR), candidato a deputado federal. Os dois bispos de Campos gravaram vídeos de apoio à sua candidatura.Confira abaixo:
Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Dom Fernando Rifan
Comentar
Compartilhe
Candidatos impedidos de entrar em comunidades de Macaé por não pagarem taxa ao tráfico
02/10/2018 | 20h21
Por não pagar uma “taxa”, o candidato à Assembleia Legislativa, o vereador de Macaé, Marcel Silvano (PT), foi impedido por traficantes de entrar na Nova Holanda no último sábado (29) e conversar com os moradores do local. “Fui informado de que só poderiam entrar os candidatos que pagassem uma taxa. Fiquei ainda mais horrorizado com a possibilidade de alguém ajudar a financiar o crime organizado dessa maneira”, declarou.
E a situação não é inédita: Também vereador e candidato a deputado estadual, Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, confirmou ter vivido situação semelhante. “Em uma ocasião, fui impedido de panfletar nas ruas e, em outra, arrancaram os adesivos do meu carro para que eu pudesse entrar em uma certa comunidade”.
A Câmara divulgou uma carta de repúdio. Confira a sua íntegra abaixo:
A Câmara Municipal de Macaé torna pública manifestação oficial à população macaense para o processo eleitoral que ocorre no próximo domingo.
Cumprindo o papel de zelar pela democracia e pela livre manifestação e escolha do cidadão por seus candidatos, o Poder Legislativo vem a público repudiar a prática política que busca, pelo poder econômico, impedir o livre trânsito de candidatos e cidadãos a regiões que sofrem a influência de facções criminosas.
Essa prática política de aliar candidatos e crime dá resultados muito negativos para toda a sociedade. Prejudica qualquer debate sobre direitos de cidadania, em especial, a melhoria de condições de vida das populações mais pobres. Assim como inviabiliza qualquer política de superação da violência.
O fato se torna mais grave quando um vereador em pleno exercício de seu mandato é impedido de acessar bairros do município. Essa situação é inaceitável!
A Câmara Municipal de Macaé orienta cada eleitor, cada cidadão macaense a aprofundar suas análises e pesquisas sobre o histórico dos candidatos e a avaliar com muita atenção se o candidato em que pretende votar adota essa inaceitável prática.

Os vereadores de Macaé se manifestaram, na sessão desta terça-feira (2), sobre a tentativa de facções criminosas impedirem que parlamentares e candidatos a cargos públicos entrem em algumas localidades durante o período de eleições. Foi aprovada uma nota de repúdio a pedido do vereador Marcel Silvano (PT), que denunciou a situação em plenário.

Segundo Marcel, que também é candidato a deputado estadual, ele foi impedido por agentes do tráfico de entrar nas Malvinas no último sábado (29) e conversar com os moradores do local. “Fui informado de que só poderiam entrar os candidatos que pagassem uma taxa. Fiquei ainda mais horrorizado com a possibilidade de alguém ajudar a financiar o crime organizado dessa maneira”, declarou.

O vereador Valdemir da Silva Souza (PHS), o Val Barbeiro, também postula uma cadeira na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e confirmou ter vivido situação semelhante. “Em uma ocasião, fui impedido de panfletar nas ruas e, em outra, arrancaram os adesivos do meu carro para que eu pudesse entrar em uma certa comunidade”.

Para Maxwell Vaz é lamentável que candidatos tenham que pagar pedágio ao tráfico para conversar sobre suas propostas com os moradores das áreas de periferia. “Isso é muito grave, pois impede o diálogo e a livre escolha da população”, advertiu.

A carta de repúdio à ação que compromete a democracia e o livre exercício do voto popular foi aprovada por todos os parlamentares presentes. Confira a sua íntegra:

A Câmara Municipal de Macaé torna pública manifestação oficial à população macaense para o processo eleitoral que ocorre no próximo domingo.

Cumprindo o papel de zelar pela democracia e pela livre manifestação e escolha do cidadão por seus candidatos, o Poder Legislativo vem a público repudiar a prática política que busca, pelo poder econômico, impedir o livre trânsito de candidatos e cidadãos a regiões que sofrem a influência de facções criminosas.

Essa prática política de aliar candidatos e crime dá resultados muito negativos para toda a sociedade. Prejudica qualquer debate sobre direitos de cidadania, em especial, a melhoria de condições de vida das populações mais pobres. Assim como inviabiliza qualquer política de superação da violência.

O fato se torna mais grave quando um vereador em pleno exercício de seu mandato é impedido de acessar bairros do município. Essa situação é inaceitável!

A Câmara Municipal de Macaé orienta cada eleitor, cada cidadão macaense a aprofundar suas análises e pesquisas sobre o histórico dos candidatos e a avaliar com muita atenção se o candidato em que pretende votar adota essa inaceitável prática.

Comentar
Compartilhe
Empresa de Campos selecionada para apresentação de tecnologia em SP
02/10/2018 | 19h33
A Uniq solutions, empresa de tecnologia em comunicação sediada em Campos dos Goytacazes e responsável pela comunicação interna através das TVs do Grupo Barcelos (as tvs em que aparecem os valores dos produtos e as promoções que ficam na área do atendimento), foi selecionada pelo instituto PROVA para apresentar a tecnologia desenvolvida em Campos dos Goytacazes em sua sede em São Paulo.
A empresa desenvolveu uma solução para pesquisa de satisfação que melhora o relacionamento entre empresa e consumidor, premiando aqueles que participam da pesquisa através de cupons descontos automáticos.
  
 
Comentar
Compartilhe
Ministro do STF rejeita recurso de Garotinho para continuar campanha
02/10/2018 | 12h48
O recurso de Anthony Garotinho (PRP) para se manter na corrida eleitoral pelo comando do estado do Rio não foi aceito pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).
O decano da corte julgou que o pedido da defesa do ex-governador era "inviável" e não teria como tramitar por motivos técnicos. Ou seja, o conteúdo da petição não chegou a ser analisado.
Na decisão, o magistrado observou que ainda há embargos de declaração pendentes no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tornando qualquer intervenção do Supremo "prematura".
Na semana passada, a candidatura foi indeferida pelo TSE, que, por unanimidade, julgou que Garotinho não preenchia os requisitos da Lei da Ficha Limpa.
(Fonte: Coluna Extra, Extra, da jornalista Berenice Seara)
Confira abaixo posicionamento do SUPREMO e confira a decisão do STF:
O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), julgou processualmente inviável a tramitação (não conheceu) do pedido feito pela defesa de Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira na Petição (Pet) 7895. Garotinho pretendia que fosse dado efeito suspensivo à decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que manteve o indeferimento de seu registro de candidatura para disputar a eleição ao governo do Estado do Rio de Janeiro, com a consequente proibição de que pratique atos de campanha e tenha acesso a recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha e do Fundo Partidário. Na petição, Garotinho alegou prejuízo irreparável decorrente de sua ausência em debates entre os candidatos, especialmente o que será promovido hoje (2) pela TV Globo.
Em sua decisão, o decano do STF observa que foram opostos embargos de declaração, ainda pendentes de apreciação por parte do TSE, e que o recurso extraordinário ao STF contra a decisão sequer for interposto, circunstância que torna “prematura” qualquer intervenção do Supremo. “Tenho para mim, considerado o quadro processual ora delineado, que se mostra prematuro o ajuizamento, na espécie, deste ‘pedido cautelar para suspender os efeitos do acórdão do TSE e possibilitar atos de campanha’, eis que o recurso extraordinário a que se pretende outorgar eficácia suspensiva sequer foi interposto na causa principal, como expressamente reconhecido pelo autor da presente demanda”, afirmou Celso de Mello.
 
 
Comentar
Compartilhe
RealTime/Record: Bolsonaro 29% e Haddad 24%
01/10/2018 | 23h56
A menos de uma semana da eleição, pesquisa RealTime Big Data/RecordTV de intenção de voto para presidente da República mostra um possível segundo turno entre os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). No levantamento, divulgado nesta segunda-feira (1º), os candidatos aparecem com 29% e 24%, respectivamente.
 Confira os números:
 • Jair Bolsonaro (PSL): 29% (nas duas anteriores era 21% e 25%)
• Fernando Haddad (PT): 24% (nas duas anteriores eram 6% e 7%
• Ciro Gomes (PDT): 11%
• Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
• Marina Silva (REDE): 5%
• João Amoêdo (NOVO): 3%
• Henrique Meirelles (MDB): 3%
• Álvaro Dias (PODE): 2%
 Os candidatos Cabo Daciolo (PATRI), Eymael (DC), João Goularf Filho (PPL) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram juntos 1% das intenções de voto. Guilherme Boulos (PSOL) não pontuou. Votos brancos e nulos representam 8%; indecisos, 7%.
 A pesquisa foi realizada entre nos dias 28 e 29 de setembro, com 3.200 entrevistados. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob o número: BR-06928/2018.
 
 
Comentar
Compartilhe
Ibope: Bolsonaro 31%, Haddad 21%
01/10/2018 | 21h11
O Ibope divulgou nesta segunda-feira (1º) o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 3.010 eleitores entre sábado (29) e domingo (30).
 O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.
 Os resultados foram os seguintes:
 Jair Bolsonaro (PSL): 31%
Fernando Haddad (PT): 21%
Ciro Gomes (PDT): 11%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (Rede): 4%
João Amoêdo (Novo): 3%
Alvaro Dias (Podemos): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (Patriota): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 0%
Vera Lúcia (PSTU): 0%
Eymael (DC): 0%
João Goulart Filho (PPL): -
Branco/nulos: 12%
Não sabe/não respondeu: 5%
Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na quarta-feira (26):
 Bolsonaro passou de 27% para 31%;
 Haddad se manteve com 21%;
 Ciro oscilou de 12% para 11%;
 Alckmin se manteve com 8%;
 Marina foi de 6% para 4%;
 Os indecisos foram de 7% para 5% e os brancos ou nulos, de 11% para 12%.
 Rejeição
O Instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".
 Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.
 Os resultados foram:
 Bolsonaro: 44%
Haddad: 38%
Marina: 25%
Alckmin: 19%
Ciro: 18%
Meirelles: 10%
Cabo Daciolo: 10%
Eymael: 10%
Boulos: 10%
Vera: 9%
Alvaro Dias: 9%
Amoêdo: 8%
João Goulart Filho: 7%
Poderia votar em todos: 2%
Não sabe/não respondeu: 6%
Comentar
Compartilhe
Professor de Campos ensina Português através da música
01/10/2018 | 18h56
Há cerca de duas semanas, um professor de Rio das Ostras foi humilhado e agredido por alunos dentro de sala de aula e o vídeo viralizou. 
 Mas, como educação e jovens renovam sempre nossa fé na humanidade, vem da Escola Municipal Carlos Chagas, em Mundéus, próximo a Brejo Grande - aqui em Campos - uma lição de esperança em um mundo melhor.
O professor Bruno Bartolomeu ensina Gramática da Língua Portuguesa de uma maneira lúdica, levando para o universo dos alunos, que cantam, junto com ele, uma paródia de "Beijinho no Ombro", de Valesca Popozuda. Para quem torcer o nariz para a escolha, saiba que a música tem mais de 40 milhões de visualizações desde que foi lançada, em 2013.
Todos os aplausos e agradecimentos a este professor e seus alunos.
Comentar
Compartilhe
Lewandowski volta a autorizar entrevista de Lula
01/10/2018 | 16h36
Em uma nova decisão, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a autorizar que o jornal “Folha de S. Paulo” entreviste o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde 7 de abril. Na sexta-feira, Lewandowski tinha dado a autorização para a entrevista com o argumento de que a liberdade de imprensa deveria ser garantida. Horas mais tarde, o vice-presidente da Corte, Luiz Fux, revogou a liminar. O jornal recorreu e ganhou a liminar de volta.
“Reafirmo a autoridade da decisão que se busca preservar na presente reclamação, no sentido de garantir ao reclamante o direito constitucional de exercer a plenitude da liberdade de imprensa como categoria jurídica proibitiva de qualquer tipo de censura prévia, bem como o direito do próprio custodiado de conceder entrevistas a veículos de comunicação”, disse Lewandowski na nova decisão.
 Mesmo depois de Lewandowski ter decidido a favor do jornal na sexta-feira, Fux proibiu a entrevista, atendendo a um recurso do Partido Novo. Na ocasião, o ministro explicou que a entrevista com Lula poderia afetar o processo eleitoral. Para ele, nesse caso, a liberdade de imprensa não deveria se sobrepor ao direito dos eleitores.
 Na decisão desta segunda-feira, Lewandowski explicou que a suspensão de liminar decidida por Fux não tem, processualmente, poder para derrubar a primeira decisão dele. E classificou a decisão de Fux de “teratológica”, pois legitima “a atuação do presidente da Corte ou de outro ministro que lhe fizesse as vezes como revisor das medidas liminares ou mesmo de mérito proferidas pelos demais ministros, o que se afiguraria não só inusitado como francamente inadequado, justamente porque todos os integrantes da Casa compõem o mesmo órgão jurisdicional, não se podendo cogitar de qualquer hierarquia jurisdicional entre eles”.
 Lewandowski também ponderou que a ação do Partido Novo chegou ao tribunal na sexta-feira à noite, e foi encaminhada ao presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que não estava em Brasília. Por isso o processo foi redirecionado ao vice – que, por sua vez, também não estava na capital federal. Lewandowski lembrou que o presidente deveria ter decidido, porque estava no país.
 “Desprezando-se o fato de que o presidente do Supremo Tribunal Federal encontrava-se no território nacional, mais precisamente na cidade de São Paulo (conforme consta da anotação de sua agenda oficial), e, portanto, com poderes jurisdicionais para apreciar a medida, inclusive por meio eletrônico, como é habitual, bem como a circunstância de que o vice-presidente também estava fora da capital federal, em pouco mais de uma hora depois da distribuição da Suspensão da Liminar, os autos foram surpreendentemente remetidos ao Ministro Luiz Fux que, em cerca de uma hora após seu recebimento proferiu a decisão questionada e questionável”, escreveu Lewandowski.
 Lula está preso desde 7 de abril, em decorrência da condenação pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região no processo sobre o tríplex no Guarujá (SP). No dia 1º de setembro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou a candidatura de Lula com base na Lei da Ficha Limpa, que impede réus condenados pela segunda instância de concorrer.
 
 
Comentar
Compartilhe
Palestra debate presunção de inocência na próxima quinta-feira
01/10/2018 | 15h40
Na próxima quinta-feira, dia 4 de outubro, acontece na Uniflu a palestra "Em defesa da presunção de inocência - 30 anos da Constituição", sob a ótica Porque não há culpa enquanto houver dúvida.
 Os palestrantes serão os defensores públicos Emanuel Queiroz - que atuou por vários anos em Campos e hoje é Coordenador de Defesa Criminal da Defensoria - e Tiago Abud.
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Suzy Monteiro

[email protected]

Arquivos