Prefeitura vende folha de pagamento para Santander
31/10/2017 | 18h33
A Prefeitura de Campos vendeu a folha de pagamento para o Banco Santander. O valor negociado foi de R$ 28,9 milhões.
A informação é do secretário da Transparência e Controle, Felipe Quintanilha, que está na Câmara para apresentação do Relatório de Gestão Fiscal referente ao Segundo Quadrimestre de 2017. 
O Santander é o banco que já tinha a conta da Prefeitura.
De acordo com Quintanilha, foram feitas três sessões de licitação. Somente na última, ocorrida ontem, houve apresentação de proposta por parte do Santander.
Agora, os papéis serão analisados para, então a licitação ser homologada.
Mais informações na edição de amanhã da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Juiz nega recurso e aumenta sentenças de Ana Alice e Gisele
31/10/2017 | 17h17
Gisele e Ana Alice
Gisele e Ana Alice
O juiz Ricardo Coimbra negou Embargos de Declaração movidos pelos vereadores Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL) e por Ana Alice Alvarenga, ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social, e Gisele Koch. Eles recorriam contra a sentença que os condenou, no último dia 16, em Ação Penal do caso Chequinho.
Os réus alegaram omissão na apreciação da preliminar acerca da incompetência da 100ª Zona Eleitoral, em decorrência da aplicação do art. 71 do CPP. Eles pleiteavam, mais uma vez, que o caso fosse para a 75 Zona Eleitoral.
Porém, o juiz afirmou que não há omissão na sentença. E citou acórdão do TSE, no recurso de Habeas Corpus nº 452-17.2006.6.19.0000, que "trata especificamente e afasta a tese da defesa no sentido de que a 75ª ZE seria a competente para o julgamento do crime, para firmar a competência da 100ª Zona Eleitoral".
Ele rejeitou, ainda, a tese da defesa de que o crime ocorreu "em todo município", uma vez que o primeiro crime (prisão de Ozéias em flagrante) ocorreu em Travessão, território de abrangência da 100 Zona Eleitoral, hoje extinta.
Na mesma  decisão, Coimbra corrigiu erro material, que "é sanável a todo tempo":
"...aproveito o momento para alterar os itens “15.3” e “15.4” de fl. 2.744, na parte que consta a pena de 1 ano e 3 meses de reclusão para Gisele e Ana Alice, pois, de acordo com os itens “13” e “14” de fl. 2.741/2.743, a pena total da ré Ana Alice Ribeiro Lopes de Alvarenga foi de 2 anos e 9 meses de reclusão e a pena total da ré Gisele Koch Soares foi de 2 anos e 9 meses de reclusão".
Comentar
Compartilhe
Funaro diz que omitiu informações em delação para poupar Cunha e Garotinho
31/10/2017 | 16h38
Em depoimento no âmbito da Operação Sépsis, nesta terça-feira (31), o operador e doleiro Lúcio Funaro afirmou que omitiu informações na delação premiada que fez em 2005 para evitar a cassação do então deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e preservar o projeto presidencial do ex-governador do Rio Anthony Garotinho.
Funaro admitiu que na delação anterior não relatou irregularidades relacionadas ao Prece, fundo de pensão dos funcionários da Companhia de Água e Esgoto do Rio (Cedae), empresa que Cunha tinha influência.
Sobre o acordo atual, homologado recentemente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Funaro disse que fez a delação de livre e espontânea vontade e que aceitou as "duríssimas" condições oferecidas pela Procuradoria-Geral da República (PGR) para "ter paz".
"Prefiro não ter nada e ter paz do que ter tudo e não ter paz", disse o operador, citando a multa que aceitou pagar em seu acordo.
Ele também rebateu as acusações de que teria "roubado" informações que Cunha pretendia usar em seu acordo de delação. "Só quem sofre de apoteose mental pode acreditar nessa possibilidade", disse Funaro, exaltado.
Em 14 de outubro, parte de delação de Funaro foi revelada. Nela o doleiro falou que o esquema de desvio de dinheiro da Prece, o fundo de pensão da Cedae, operado por Eduardo Cunha (PMDB), foi planejado durante a campanha de Rosinha Garotinho (PR) para o governo do estado. Ele afirma que parte desse fundo ia para Anthony Garotinho (PR), que na época tinha um projeto de candidatura à presidência como mostrou o blog do Arnaldo Neto.
(Com informações do Valor Econômico)
O ex-governador Anthony Garotinho enviou nota ao blog com seu posicionamento:
"Funaro está mentindo e o desafio a mostrar qualquer prova contra mim, seja ela conta no exterior ou no Brasil, patrimônio adquirido de forma ilícita ou manuscritos pessoais do doleiro.
Os dois, Eduardo Cunha e Funaro, respondem a processo na CVM. Não há nenhuma citação a mim ou a Rosinha".
Comentar
Compartilhe
Pezão e Picciani reagem e criticam declaração do ministro da Justiça
31/10/2017 | 14h02
O governador Luiz Fernando Pezão e o presidente da Alerj Jorge Picciani repudiaram as declarações do ministro da Justiça Torquato Jardim. Segundo o blog de Josias de Souza, do site UOL, o ministro da Justiça Torquato Jardim acredita que o governo do Rio não está conseguindo controlar a situação. Ainda de acordo com o UOL, o ministro considera que o governador do Rio Luiz Fernando Pezão e o secretário de Segurança, Roberto Sá, "não controlam a Polícia Militar". E que comandantes de batalhões da PM "são sócios do crime organizado no Rio".
Pezão divulgou nota abaixo:
"O governador Luiz Fernando Pezão afirma que o governo do estado e o comando da Polícia Militar não negociam com criminosos, ressaltando que 'o comandante da PM, coronel Wolney Dias, é um profissional íntegro'. O governador destaca ainda que o ministro da Justiça, Torquato Jardim, nunca o procurou para tratar do assunto abordado pelo ministro na entrevista concedida ao UOL. Pezão frisa também que as escolhas de comandos de batalhões e delegacias fluminenses são decisões técnicas e que jamais recebeu pedidos de deputados para tais cargos".
Já Jorge Picciani divulgou vídeo, chamando o ministro de mentiroso e dizendo que o Governo Federal não faz sua parte.
Comentar
Compartilhe
Gilmar Mendes concede habeas corpus e suspende transferência de Cabral
31/10/2017 | 12h23
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu habeas corpus ao ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) para impedir que o peemedebista seja transferido para o presídio federal de Campo Grande (MS).
A transferência foi autorizada pelo juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio, depois de Cabral mencionar em uma audiência que a família do magistrado teria entrosamento com bijuterias. Bretas repreendeu Cabral, alegando que havia se sentido ameaçado.
Segundo Gilmar Mendes, não há justificativa para a transferência e a informacão sobre as bijuterias foi levada à imprensa pela própria família do juiz, não demonstrando a ameaça.
Outro pedido semelhante foi negado pelo Superior Tribunal de Justiça na semana passada. Os advogados pedem que Cabral seja mantido na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, na zona norte do Rio, até o Supremo julgar o mérito do habeas corpus.
A defesa de Cabral alegou no pedido de habeas corpus que o próprio Bretas afirmou a um jornal que sua família atuava no ramo de bijuterias e, por esse motivo, não se tratava de uma “informação privilegiada”.
Ainda conforme os advogados do ex-governador, há dez presos perigosos do Rio de Janeiro abrigados no presídio de segurança máxima de Mato Grosso do Sul, dentre os quais estão transferidos por Cabral quando era governador.
(Fonte: G1)
Comentar
Compartilhe
Pai do bebê Matheus denuncia empresa home care
31/10/2017 | 12h07
Marcos, pai do bebê Matheus, que sofre de grave patologia e necessita de cuidados especiais, denuncia que uma representante da home care Edcare, que atende pacientes da Prefeitura, esteve em sua casa na manhã de segunda-feira.
Os pais de Matheus haviam conseguido na Justiça o direito de uma home care especial, mas a empresa que atende aos pacientes da Prefeitura estaria por assumir o caso de Matheus. 
Quando a representante da Edcare estava em sua casa, avaliando Matheus, o pai foi até o lado de fora da casa e filmou um veículo, que disse ser da representante da empresa. Dentro, na parte traseira, havia bolsas de insumos e medicamentos no mesmo espaço de sacos de lixo.
O pai de Matheus revelou preocupação e indignação com o caso, porque Matheus é um bebê com dois anos e meio e que precisa de cuidados especiais desde que nasceu e os pais travam uma luta constante por ele.
Mesmo se não fosse, pacientes de qualquer forma, mas, especialmente os acamados, precisam de atenção especializada e com todos os cuidados.
Atualização para posicionamento da Prefeitura:
Em nota, a Prefeitura se posicionou a respeito:
"A empresa de home care do município desconhece o carro mencionado no vídeo em questão. Todos os veículos que realizam a distribuição de insumos e medicamentos da empresa Ed Care são da cor branca, sendo devidamente identificados com o nome da empresa Ed Care, segundo a secretaria Municipal de Saúde. No momento em que há visitação do profissional de enfermagem nas residências dos assistidos, são realizados levantamentos das necessidades do paciente que, num segundo momento, recebe nova visitação através de veículo identificado, para recebimentos dos materiais. A secretaria de saúde, inclusive, alerta aos assistidos para a identificação do veículo da empresa de home care Ed Care, no momento do recebimento destes materiais".
P
Comentar
Compartilhe
Temer adia reajuste dos servidores federais para 2019
30/10/2017 | 22h48
O governo enviará ao Congresso, neste terça-feira, duas medidas provisórias: a que adia o reajuste do funcionalismo de 2018 para 2019 e eleva a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%; e outra que aumenta o Imposto de Renda (IR) para fundos exclusivos. As MPs irão acompanhadas dos novos parâmetros para o Orçamento de 2018. Neles, a projeção para o salário-mínimo do ano que vem foi reduzida de R$ 969 para R$ 965.
A modificação do projeto de lei Orçamentária do ano que vem é necessária porque o governo alterou a meta fiscal de um déficit de R$ 129 bilhões para R$ 159 bilhões.
(Fonte: O Globo)
Comentar
Compartilhe
Novo recurso de Jorge Rangel no TRE
30/10/2017 | 16h17
O vereador Jorge Rangel (PTB) opôs, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Embargos de Declaração (recurso através do qual é possível esclarecer pontos de uma decisão judicial) na ação em que foi condenação, em primeira instância, no caso Chequinho.
No último dia 16, o TRE confirmou a condenação em primeira instância e determinou que ele saísse do cargo após o julgamento dos Embargos.
Os Embargos foram enviados ao Ministério Público e, depois, irão a plenário para julgamento.
Atualização no títulos e informações
Comentar
Compartilhe
Depois do Julião Nogueira, prefeitura executa obras no Tamandaré
30/10/2017 | 15h03
Depois de obras no Parque Julião Nogueira (aqui), a Prefeitura iniciou intervenções em ruas do Parque Tamandaré. Além de reparos em paralelepípedos, há problemas também nos ralos de galerias pluviais, nas “bocas de lobo” (ralos na calçada), nos poços de visita da rede pluvial, levando risco de acidentes a pedestres, ciclistas e motoristas.
— Começamos aqui pela Rua Marquês de Herval, mas percorreremos todas as outras do bairro, providenciando todos os reparos necessários. Mesmo com a falta de recursos, nós não estamos nos curvando diante das dificuldades, mas usando a criatividade para cuidar da infraestrutura da nossa cidade — afirmou o secretário Cledson Bitencourt durante visita à obra.
Estão na lista de reparos também as ruas Visconde de Inhaúma, Almirante Greenhaugh, Almirante Wanderkolk, Marechal Rondon, Nações Unidas e Avenida Dom Bosco. 
Comentar
Compartilhe
Prefeito sanciona lei de combate à corrupção
30/10/2017 | 14h42
O Diário Oficial de Campos nesta segunda-feira (30), traz publicada a lei nº 8.775, sancionada pelo prefeito Rafael Diniz (PPS) e que estabelece uma política de combate à corrupção e impunidade de agentes públicos no âmbito municipal. De autoria do vereador Cláudio Andrade (PSDC), a lei estabelece a data de 9 de dezembro como Dia Municipal de Combate à Corrupção.
"A lei nº 8.775 nasceu da necessidade de Campos discutir a corrupção. Na qualidade de vereador me sinto muito honrado em poder, com apenas dez meses de mandato, ter a terceira lei de minha autoria sancionada pelo chefe do Poder Executivo”.
Este é mais um passo no combate à moralização do serviço público. Em 11 de julho (Lembre aqui), o prefeito Rafael Diniz sancionou a Lei da Ficha Limpa, de autoria do vereador Jorginho Virgílio, segundo a qualm condenados em segunda instância não poderão ser nomeados para cargos no Legislativo.
Jorginho também é autor de Indicação Legislativa para que a determinação passe a valer, também, para o Executivo. A Indicação já foi aprovada pela Câmara.
Comentar
Compartilhe
Portos de Suape e do Açu firmam parceria
30/10/2017 | 14h14
Dois dos maiores complexos industriais portuários do Brasil, os Portos de Suape (PE) e do Açu (RJ), formalizaram, na sexta-feira (27), um acordo de cooperação técnica para promover a troca de informações e experiências. O acordo foi firmado na sede do Complexo Industrial Portuário de Suape, em Ipojuca (PE), e contou com a participação de diretores das duas empresas. É o segundo acordo deste tipo. Em julho, o Açu firmou parceria com Porto de Antuérpia, segundo maior porto da Europa (lembre aqui).
Também na sexta, o blog Ponto de Vista, de Christiano Abreu Barbosa, mostrou que, dia 8, um evento celebrará parceria para implantação da ligação ferroviária entre os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, ligando o Porto do Açu ao Rio e a Vitória.
“Estamos muito felizes em iniciar a parceria com o Porto de Suape. Além de possibilitar o desenvolvimento de iniciativas comerciais em conjunto, ela poderá contribuir com o desenvolvimento do país, pois integra dois dos principais mercados brasileiros: o Sudeste e o Nordeste”, explicou José Magela, presidente da Prumo Logística, empresa que opera e desenvolve o Porto do Açu. O diretor de diretor de Regulação e Sustentabilidade, Eduardo Xavier, representou o presidente na assinatura do acordo.
O presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Marcos Baptista, corroborou a importância da parceria. “A assinatura deste memorando é o passo inicial para realizarmos estudos conjuntos sobre o setor portuário, parcerias comerciais, troca de experiências de gestão, entre outras possibilidades, considerando que um porto é entrada para o Nordeste e outro para o Sudeste”, salientou.
Entre as possíveis sinergias previstas com a parceria entre os dois complexos, está o desenvolvimento de infraestrutura portuária. Além de compartilhar dados estratégicos sobre a movimentação de cargas dos dois portos, será possível também que o Porto do Açu seja fornecedor de GNL, via cabotagem, para o complexo pernambucano.
(Da assessoria)
Comentar
Compartilhe
Brasil teve SETE pessoas assassinadas a cada hora em 2016
30/10/2017 | 11h13
O Brasil registrou 61.619 mortes violentas em 2016, o maior número de homicídios da história e compilados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Foram sete pessoas assassinadas por hora no ano passado, aumento de 3,8% em relação a 2015. A taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes ficou em 29,9 no país.
A guerra diária travada no Brasil equivale, em números, às mortes provocadas pela explosão da bomba nuclear que dizimou a cidade de Nagasaki no Japão, em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial.
Porém, os governos gastaram 2,6% a menos com políticas públicas de segurança pública em 2016: 81 milhões. A maior redução observada foi nos gastos do governo federal: 10,3%.
(Fonte: G1)
Comentar
Compartilhe
Relatório de Gestão Fiscal apresentado amanhã na Câmara
30/10/2017 | 10h39
Foto: Check
A Câmara de Vereadores de Campos receberá a apresentação do Relatório de Gestão Fiscal referente ao Segundo Quadrimestre de 2017. A Audiência Pública será realizada pela secretaria municipal da Transparência e Controle na próxima terça-feira, dia 31 de outubro, às 16h30, no plenário do Legislativo. O presidente da Casa, Marcão Gomes (Rede), destaca que essa é mais uma demonstração de transparência do Governo Rafael Diniz (PPS), compromisso firmado ainda na campanha.
- Isso demonstra muita responsabilidade por parte do Poder Executivo, sempre compromissado em levar informações claras, não são os parlamentares como à população sobre como está sendo aplicado o dinheiro. O prefeito pactou em campanha com transparência. Sua equipe comprometida com isso e o secretário Felipe Quintanilha sempre vai ao Legislativo quando é convidado. Aliás, já foi até por iniciativa própria dar informações - lembra Marcão.
Comentar
Compartilhe
Temer recupera-se da cirurgia e deve ter alta até segunda
28/10/2017 | 17h37
O presidente Michel Temer (PMDB) recupera-se bem da cirurgia e deve ter alta até segunda-feira. A informação é do médico do Hospital Sírio-Libanês em São Paulo e cardiologista do presidente Michel Temer, Roberto Kalil Filho. Segundo o especialista, Temer deve retornar ao trabalho em Brasília na quarta-feira (1º), após dois dias de repouso em sua casa na capital paulista.
Michel Temer passou, na noite de sexta-feira (27), por uma cirurgia nomeada de "procedimento de desobstrução uretal através de ressecção da próstata" no hospital e depois foi encaminhado para a unidade de terapia semi-intensiva. O presidente está com uma sonda, que deve ser retirada neste domingo (29).
Comentar
Compartilhe
#eboato Convocação para entrega de cestas básicas
27/10/2017 | 19h21
Depois da montagem divulgada semana passada envolvendo o vereador José Carlos e secretários municipais e que foi parar na delegacia, hoje o alvo foi o prefeito Rafael Diniz.
Depois do vídeo de um RPA, gravado de dentro de uma creche, em que ele reclamava dos salários atrasados, começou a circular em grupos de WhatsApp a informação de que o prefeito iria distribuir cestas básicas e convocando os RPAs.
Pelo texto já era possível perceber que era falso e uma tentativa que utilizar o problema sério enfrentado pelos RPAs.
Em nota, a prefeitura negou a notícia e confirmou o atraso, que seria do mês de setembro:
A Prefeitura de Campos esclarece que esta informação não procede. A prefeitura vem trabalhando, mesmo em meio às limitações financeiras, para sejam realizados todos os pagamentos da municipalidade. Aos prestadores de serviço através de Recibo de Pagamento Autônomo (RPAs), a Prefeitura de Campos efetuou pagamento referente ao mês de agosto, de forma parcelada, e vem reprogramando os pagamentos referentes a setembro, dentro da viabilidade financeira municipal. Os servidores estatutários municipais estão com os pagamentos em dia.
Comentar
Compartilhe
Em interrogatório, Wladimir nega participação na Chequinho
27/10/2017 | 17h41
Rodrigo Silveira
O empresário Wladimir Garotinho foi interrogado na tarde desta sexta-feira (27), no Fórum de Campos. Ao contrário do pai, que recusou-se a responder às perguntas do juízo, no interrogatório ocorrido em julho, Wladimir respondeu aos questionamentos e apresentou sua defesa. As informações são do editor de Política Aldir Sales.
Réu em Ação Penal da Chequinho, Wladimir negou participação e ainda apresentou documento, demonstrando que o pai, Anthony Garotinho, estava em Brasília no dia de uma reunião após a eleição. A reunião foi citada pela testemunha Beth Megafone, em depoimento à Justiça. Segundo ela, nesse dia na casa da Lapa, após a eleição, Garotinho teria dito que os problemas envolvendo a Chequinho ocorreram porque Wladimir teria incluído candidatos apoiados por ele. 
Wladimir também pediu para juntar aos autos, cópia de depoimento anterior de Beth e do marido, dizendo que na data mencionada, ela estava foragida na praia de Santa Clara, junto com Linda Mara (vereadora), Ana Alice Alvarenga, o marido de Ana, Luis Careca.
Além do interrogatório, aconteceu, também, oitiva das testemunhas de defesa.
Entre as testemunhas, estava o deputado estadual Bruno Dauaire (PR), do qual Wladimir é amigo e chefe de gabinete na Alerj. Questionado pelo Ministério Público, Bruno negou qualquer conversa ou reunião que tivesse tratado sobre suposta compra de votos.
Também testemunharam o ex-procurador-geral do Município Matheus José e o ex-subprocurador Fabrício Ribeiro - este último dono do escritório onde teria ocorrido uma reunião em que Garotinho teria determinado a supressão de documentos referentes ao Cheque Cidadão. Ambos negaram também qualquer irregularidade.
Ao final da audiência, o juiz Ricardo Coimbra revogou as medidas restritivas impostas a Wladimir e ainda marcou prazo para entrega de alegações finais.
Pela manhã, aconteceu a a oitiva de testemunhas na ação penal que tem entre os réus os vereadores Linda Mara Silva (PTC) e Ozéias (PSDB).
Confira, abaixo, os vídeos dos depoimentos da audiência de Wladimir:
Atualização nas informações.
Mais informações na edição de amanhã da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
Prefeitura corta em mais de R$ 2 milhões do contrato com a Vital
27/10/2017 | 16h54
A Prefeitura de Campos continua na determinação de ajustar as contas e tentar chegar a 2018 respirando um pouco mais aliviada. O Diário Oficial de hoje traz a publicação de dois Termos Aditivos com a Vital Engenharia Ambiental, mas referente à supressão contratual.  No primeiro, de 13 de junho, o percentual de corte no valor do contrato foi de 23,99%. No segundo, de 6 de setembro, o percentual suprimido foi de 34,93%. O valor mensal do contrato agora é de R$ 3.914.812,21.
Comentar
Compartilhe
Resultado positivo em leilão de áreas do pré-sal
27/10/2017 | 14h59
O leilão de 8 áreas de exploração do pré-sal registrou ofertas elevadas. A Petrobras levou as três áreas que declarou interesse e aceitou ceder até 80% da produção para a União. Esse percentual é muito acima dos valores mínimos propostos no edital e do valor oferecido no leilão de Libra, em 2013.
Seis dos oito blocos ofertados tiveram proposta. No regime de partilha, que rege o pré-sal, vence a disputa quem oferecer a maior fatia de petróleo ou gás excedente da produção futura para a União. Esse excedente é o volume de petróleo ou gás que resta após a descontar os custos da exploração e investimentos.
Além da produção futura, as empresas terão de pagar um bônus ao governo na assinatura do contrato. A União receberá R$ 6,15 bilhões das concessões vendidas neste leilão.
De acordo com o analista Wellington Abreu, o resultado foi positivo e resultará em mais empregos:
"Resultado positivo para os cofres do Governo Federal que arrecadará R$ 6,15 Bilhões, para o País que em breve será exportador de Petróleo e para região que se Deus quiser, assim que as concessionárias começarem a operar os campos arrematados irão gerar empregos, impostos e serviços! Destaque para a participação da Petrobras que com lances altos, levou 3 blocos do pré-sal e oferece até 80% da produção à União. No regime de partilha, que rege o pré-sal, vence a disputa quem oferecer a maior fatia de petróleo para a União; valores foram até 674% acima do lance mínimo e superam oferta de 2013 por Libra.”
Comentar
Compartilhe
Carla Machado na presidência do PP de SJB
27/10/2017 | 13h57
Em convenção na quinta-feira, 26, no plenário de Câmara Municipal, a atual prefeita de São João da Barra, Carla Machado, foi eleita por aclamação para a presidência do diretório municipal do Partido Progressista (PP). Carla, que está no partido desde abril de 2016, cumprirá mandato de 2 anos, como reza o Artigo 34 do estatuto da legenda.
Também compõem a Executiva municipal, respectivamente na primeira e segunda vice-presidência, Janaina Pereira Machado – que antecedeu Carla na presidência –, e Jonas Gomes de Oliveira. O secretário geral é o atual titular da Secretária de Obras e Serviços do Município, Alexandre Magno Stefan; a secretária é Marcela Carvalhaes Batista. O atual presidente da Câmara Municipal, Aluízio Siqueira, ocupa a vice-presidência do partido e o tesoureiro é Carlos Magno Pereira Siqueira.
Além de Carla, eleita pelo partido em 2016 para seu terceiro mandato à frente da Prefeitura de São João da Barra com 22.032 votos, o equivalente a 73% do total apurado, o PP de São João da Barra conta hoje com outros dois representantes eleitos no último pleito municipal: os vereadores Aluízio Siqueira e Alex Firme, indicado durante a convenção como líder do governo na Câmara. Na eleição proporcional, o partido somou 4.967 votos.
Carla agradeceu à presença dos filiados na convenção partidária e reiterou o compromisso da legenda com São João da Barra. “O PP é um partido atuante no município, que possui nomes comprometidos com a reconstrução e desenvolvimento local. Trabalharemos para que a legenda cresça ainda mais, abrindo suas portas para pessoas que queiram exercer a política do bem”, destacou.
(Com atualização para inclusão de informações)
Comentar
Compartilhe
Câmara de SJB debate PPA na próxima terça-feira
27/10/2017 | 12h38
A Câmara Municipal de São João da Barra vai promover na próxima terça-feira (31), às 9h15, uma audiência pública para discutir o projeto de lei que dispõe sobre o Plano Plurianual (PPA) do município para o quadriênio 2018 a 2021. O projeto encontra-se nas comissões de Finanças e Orçamento e Justiça e Redação. O prazo para as sociedades civil e organizada apresentarem propostas de emendas ao texto termina hoje, às 17h.
 
Baseada na realidade do município, o PPA é uma ferramenta que determina o que deve ser feito, ao longo de quatro anos, pela administração municipal. Apoiado em indicadores, o plano define objetivos, metas, diretrizes e estratégias de políticas públicas com ações planejadas que atendam às necessidades da população.
 
No dia 10 de agosto, moradores do município apresentaram diversas sugestões durante audiência pública realizada pela Prefeitura no plenário da Câmara sobre o PPA.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: MPE quer pena maior para Ana Alice e Gisele
26/10/2017 | 13h06
Gisele e Ana Alice
Gisele e Ana Alice
O Ministério Público Eleitoral (MPE) recorreu da sentença que condenou os vereadores Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL), além da ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga e a ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Kock por crimes cometidos e que resultaram na operação Chequinho.
A Promotoria quer aumento de pena a Ana Alice e Gisele. O juiz determinou a notificação das defesas.
No último dia 16, o juiz Ricardo Coimbra preferiu sentença na Ação Penal que os quatro são réus (Lembre aqui ou confira abaixo)
Ozéias foi condenado pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral (Corrupção eleitoral), 956 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP (associação criminosa).
Miguelito pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 743 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP.
Os vereadores foram condenados a 5 (cinco) anos e 4 (quatro) meses de reclusão, em regime semi-aberto, além de multa e perda de mandato.
Ana Alice pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 1.619 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP.
Gisele Koch pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 1.619 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP.
No entendimento do juiz, as duas participavam administrando a inclusão dos dados do eleitor no sistema para recebimento do benefício. Não tinham, porém, o poder de decisão sobre a inclusão no programa nem para escolha dos beneficiados. Elas foram condenadas a um ano e três meses de reclusão, pena convertida em prestação de serviços comunitários.
Comentar
Compartilhe
Tudo resolvido: Oficialmente, Eduardo Ferraz não é mais advogado de Garotinho
26/10/2017 | 11h45
Tudo resolvido: O juiz Ricardo Coimbra deferiu o pedido do advogado Carlos Eduardo Motta Ferraz e ele não é mais advogado de Garotinho. Como mostrei aqui, ele havia protocolado petição para retirada de seu nome da Ação Penal envolvendo o ex-governador, mas o magistrado havia pedido mais informações (Folha 1)
Comentar
Compartilhe
Através de Pudim, R$ 2 milhões para Hospital São José
26/10/2017 | 00h06
O deputado federal Pedro Paulo, a pedido do colega de partido, deputado estadual Geraldo Pudim está encaminhando R$2 milhões à Prefeitura para a conclusão das obras do Hospital São José. Pedro Paulo e Pudim estarão com o prefeito Rafael Diniz, na sexta-feira, às 11h, na Prefeitura, onde a emenda será entregue como protocolo. Depois eles visitarão o HSJ, por volta das 12h
Comentar
Compartilhe
Câmara aprova repúdio a fake news envolvendo José Carlos
25/10/2017 | 20h36
O vereador José Carlos (PSDC) apresentou voto de repúdio ao falso grupo de “Whatsapp”, criado com o intuito de denegrir sua imagem com a classe médica e a população campista. O caso foi parar na delegacia, em registro feito por ele e pelo secretário de Governo Fábio Bastos (lembre aqui)
José Carlos lembrou que, semana passada, durante um debate em relação da assembleia feita pelos médicos e que culminou no estado de greve, ele se manifestou falando sobre o posicionamento de alguns profissionais.
Depois disso, uma montagem em rede social começou a circulando, falando de uma suposta conversa do parlamentar em um grupo de WhatsApp com secretários municipais: "São pessoas que vivem para prejudicar. Registrei ocorrência na Polícia Civil, que está investigando para chegar ao autor. Durante o velório de Alejandro Peruano (no sábado), uma pessoa me falou que uma outra que estava lá teria assumido que fez a montagem. Não vou dar nomes hoje, mas sei q ue essa pessoa tem este hábito de fazer essas montagens. É uma pessoa manipulada. Pau mandado".
O voto de repúdio recebeu apoio de outros vereadores, como o líder do governo, Fred Machado (PPS).
"Não estava presente à sessão, mas vi quando vocês (além de José Carlos, Jorginho Virgílio também fez um duro discurso sobre o assunto, semana passada) citaram que existe mau médico, como existem maus policiais. Nunca acreditei naquilo. Temos um grupo, da base, nada com prefeito ou secretários. Intriga da oposição. E quando digo oposição, não falo de vereadores, mas sim de pessoas que são opostas ao nosso parecer aqui na Casa. Assim como têm pessoas que são contrárias à oposição aqui na Casa, que também se excedem. Cabe a nós mantermos essas pessoas dentro de um nível... Esse pessoal precisa aprender a ter respeito. Respeito de ambos os lados".
Já Jorginho Virgílio (PRP) destacou que, ao receber o print, falou ao colega: "Vereador já à delegacia. É a ferramenta que nós temos contra bandidos".
Alvaro César disse que a pessoa que fez isso é, no mínimo, moleque: "Não se faz nem com vereador, nem com qualquer pessoa".
Representando a oposição, o vereador Thiago Virgílio (PTC) se solidarizou com o colega:
"Me solidarizo com o nobre colega, mas, como bem disse o líder do governo, vereador Fred Machado, isso vem ocorrendo sim, de ambos os lados. Há um tempo, ocorreu com um áudio dizendo que a oposição daria R$ 100 para uma manifestação. Vimos algumas pessoas, até ligadas a vereadores da situação, dando crédito. Infelizmente, tanto do grupo de oposição quanto de situação há pessoas irresponsáveis".
Comentar
Compartilhe
Representantes da FCDL em Brasília por Refis para Simples
25/10/2017 | 16h09
Representando a FCDL/RJ e o movimento lojista fluminense, Marcelo Mérida e Fabiano Gonçalves participaram, na manhã desta quarta-feira (25), de reunião no Ministério de Indústria, Comércio Exterior e Serviços com o ministro Marcos Pereira, o senador Eduardo Lopes (PRB/RJ) e a deputada federal Rosangela Gomes (PRB/RJ).
O tema central do encontro foi a necessidade de pensar em um programa de refinanciamento para empresas optantes pelo Simples, uma vez que o Refis sancionado pelo presidente Michel Temer e institui o Programa Especial de Regularização Tributária (Pert) contempla apenas empresas de lucro real e presumido, deixando de fora as optantes pelo Simples, maior parte das empresas no país.
Os representantes da FCDL/RJ entregaram um documento em nome da entidade com a solicitação formal para que o ministro analise e considere a questão. A reunião também contou as presenças do secretário especial da Micro e Pequena Empresa, José Ricardo Veiga, e do diretor do Departamento de Políticas de Comércio e Serviços, Douglas Finardi Ferreira.
(Da assessoria)
Comentar
Compartilhe
Temer passa mal e é levado para centro cirúrgico do Hospital do Exército
25/10/2017 | 14h38
O presidente Michel Temer teve um mal-estar nesta quarta-feira (25) e foi para o centro cirúrgico do Hospital do Exército.
Segundo as primeiras informações, o problema seria urológico.
(Fonte: G1)
Enquanto isso, na Câmara, continua a batalha pela votação ou adiamento da sessão que votará a denúncia contra o presidente Temer.
O presidente da Casa, Rodrigo Maia teve de encerrar a primeira sessão sem começar a votação da denúncia, porque o governo não conseguiu mobilizar 342 deputados no plenário.
A oposição montou um plenário paralelo e defende adiamento. Deputados da base também evitaram registrar presenças.
Atualização nas informações.
Comentar
Compartilhe
OAB Campos exibe em novembro documentário "Menino 23"
25/10/2017 | 13h18
A Décima Segunda Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Comissão de Igualdade Racial, exibe, dia 23 de novembro, às 18h, o filme Menino 23, seguido de debate.
Local: Casa do Advogado - Auditório Dr. Hécio Bruno
Rua Barão da Lagoa Dourada, 201 - fundos - Pq. Jardim Maria Queiroz - Campos dos Goytacazes - RJ.
Informações:
Tel.: (22) 2726-1200
Inscrições limitadas.
Menino 23
"Em 1998, o historiador Sydney Aguilar ensinava sobre nazismo alemão para uma turma de ensino médio quando uma aluna mencionou que havia centenas de tijolos na fazenda de sua família estampados com a suástica, o símbolo nazista. Esta informação despertou a curiosidade de Sidney e desencadeou sua pesquisa. Pouco a pouco, o filme mostra como o historiador avançou com a sua investigação, revelando que, além de fatos, ele também descobriu vítimas.
Sidney mostrou que empresários ligados ao pensamento eugenista ( integralistas e nazistas) removeram 50 meninos órfãos do Rio de Janeiro para Campina do Monte Alegre/SP para dez anos de escravidão e isolamento na Fazenda Santa Albertina de Osvaldo Rocha Miranda.
O trabalho de Sidney vai reconstituir laços estreitos entre as elites brasileiras e crenças nazistas, refletidos em um projeto eugênico implementado no Brasil. Aloísio Silva, um dos sobreviventes, lembra a terrível experiência que escravizou os meninos ao ponto de privá-los do uso de seus nomes, transformando-o no “23”.
Sidney e outros historiadores e especialistas irão delinear os contextos históricos, políticos e sociais do Brasil durante os anos 20 e 30, explicando como um caldeirão étnico como o Brasil absorveu e aceitou as teorias de eugenia e pureza racial, a ponto de incluí-los em sua Constituição de 1934.
A investigação culmina com a descoberta de Argemiro, outro sobrevivente do projeto nazista da Cruzeiro do Sul. Sua trajetória reforça ainda mais como os conceitos de “supremacia branca” e as tentativas de “branqueamento da população” marcaram nossa sociedade deixando sequelas devastadoras até os dias de hoje. Sendo o racismo e – mais ainda – a negação do mesmo, as mais permanentes.”
Comentar
Compartilhe
Arresto nas contas do Estado para pagar 13º salário dos servidores
24/10/2017 | 10h05
Justiça determinou um arresto de R$ 63,018 milhões nas contas do governo estadual. Decisão do desembargador Francisco José de Asevedo ordena que o dinheiro seja destinado ao pagamento do 13º salário dos servidores da Uerj que deveria ter sido efetuado em 2016.
Procurador-geral do Estado, Leonardo Espíndola diz que o Palácio Guanabara vai recorrer: "Recebi a notícia com uma surpresa enorme. A decisão é para que se cumpra um acordo feito entre a Uerj e o Sindicato das Universidades Públicas Estaduais (Sintuperj). Mas a Secretaria de Fazenda e a Procuradoria do Estado sequer sabiam desse acordo. Temos a nítida impressão de que o magistrado foi induzido a erro. Vamos esclarecer esses fatos no Poder Judiciário".
Preocupação
O novo arresto dificulta os planos do governo estadual de quitar as pendências com demais setores do funcionalismo até o fim do ano.
Comentar
Compartilhe
Juiz determina transferência de Cabral para presídio federal
23/10/2017 | 16h49
Após pedido do Ministério Publico Federal (MPF), o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, determinou nesta segunda-feira a transferência do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB) para um presídio federal. De acordo com o procurador Sérgio Pinel, Cabral demonstrou no depoimento de hoje que está recebendo informações indevidas na cadeia. O ex-governador citou, por exemplo, que o marqueteiro Renato Pereira firmou acordo de delação premiada. Segundo o MPF, as "informações indevidas" prejudicam a instrução do processo. 
Durante a audiência, relativa ao processo que apura a lavagem de dinheiro por meio da compra de joias da H.Stern, Cabral também fez referência ao fato de a família de Bretas atuar no ramo de bijuterias. Na sequência, o magistrado retrucou que entendia a citação como uma possível ameaça, e o depoimento foi suspenso por cinco minutos.
Ao final da audiência, o procurador Sérgio Pinel fez o pedido de transferência. Bretas, então, determinou que a mudança seja realizada.
— É no mínimo suspeito que o acusado, que não só responde a este processo, mas a 16, podendo ser mais. É muito inusitado que venha trazer ao juízo informação de que acompanha, talvez, a rotina da família do magistrado. Além de causar espécie, apesar de toda a rigidez que o advogado falou (do presídio em Benfica), apesar de tudo isso, tem acesso privilegiado a informações que talvez não devesse ter — disse Bretas.
O Ministério da Justiça receberá um ofício ainda nesta segunda-feira, e em seguida vai informar qual unidade vai abrigar o ex-governador. Atualmente, o governo federal tem quatro penitenciárias: em Catanduvas (PR), Porto Velho (RO), Mossoró (RN) e Campo Grande (MS).
Cabral está preso em Benfica. O antigo Batalhão Especial Prisional da PM (BEP) ficou marcado pelo histórico de regalias desfrutadas por policiais militares que ficavam presos lá. Em 2012, um relatório da Vara de Execuções Penais revelou que detentos tinham 109 geladeiras, 52 micro-ondas, 102 televisores, 63 cafeteiras e uma máquina de fazer frango assado. Os PMs chegaram a retirar as grades das celas e construir puxadinhos.
(Fonte: O Globo)
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Juiz concede mais 5 dias para alegações finais de vereadores
23/10/2017 | 16h35
O juiz da 76 Zona Eleitoral Ricardo Coimbra concedeu mais cinco dias para apresentação de alegações finais na Ação Penal que tem como réus os vereadores Kellinho (PR), Jorge Rangel (PTB), Thiago Virgílio e Linda Mara Silva (ambos PTC).
Coimbra considerou o prazo deferido na ação 34-70 e "por isonomia e por se tratar de mais de um réu defiro a dilação de prazo por mais cinco dias".
Eles tinham até hoje para a apresentação das alegações, que terão que ser entregues até sexta-feira.
 
Comentar
Compartilhe
Decisão do TRE sobre Jorge Rangel publicada no Diário Oficial
23/10/2017 | 12h12
O Diário Oficial da Justiça traz publicado hoje o acórdão do julgamento do vereador Jorge Rangel (PTB) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que manteve sua condenação em primeira instância (lembre aqui). Agora, os advogados de defesa irão apresentar os Embargos de Declaração - recurso onde são explicados pontos da sentença - e, após o julgamento destes, o vereador será afastado do Legislativo. Ele ainda poderá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas fora do cargo, a não ser que consiga uma liminar em Brasília. Os outros dois afastados não conseguiram.
Comentar
Compartilhe
Pudim recebe treinadores e ex-jogadores de futebol
23/10/2017 | 11h36
Deputado Geraldo Pudim recebe hoje, na Alerj, treinadores e ex-jogadores para tratar sobre a profissão de treinador de futebol e a criação através do Projeto de Lei nº 3405/2017, que cria o Conselho Estadual do Futebol, base para a criação do Conselho Nacional.
Com as presenças do deputado federal Delei, de Fernando Avelino, secretário nacional de esportes, Wilson Gottardo, assessor especial para futebol, ambos do Ministério dos Esportes, Zé Mário, presidente da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF), Amaro José, presidente do Sindicato dos Treinadores de Futebol Profissional do Estado do Rio de Janeiro - SINTREFUT/RJ e representando a AGAP/RJ - Associação de Garantia ao Atleta Profissional do Rio de Janeiro, Miguel Ferreira, Presidente e Fred Rodrigues, coordenador Educacional, os treinadores de futebol Carlos Alberto Parreira, Jair Ventura, Mário Marques e Wilson Herdt, além dos ex-jogadores Júnior, Jairzinho, Paulo César Caju, entre outros.
Serão tratados nessa reunião a redação final do PL 3405/2017; Validação da licença para os treinadores de futebol; Retorno da AGAP ao Centro Desportivo “Didi” na zona oeste do Rio e a validação de trabalho na China e nos países de língua portuguesa.
A reunião será às 14h de hoje, no auditório Nelson Carneiro, Palácio 23 de Julho 6º andar - prédio anexo.
Comentar
Compartilhe
Programação dia 31 pelos 150 anos de Nilo Peçanha
23/10/2017 | 11h27
Dentro da programação dos 150 anos de Nilo Peçanha, no próximo dia 31, às 19h, acontece a abertura da exposição iconográfica sobre a sua vida.
Em seguida, apresentação musical da Lyra de Apolo, mesa redonda e lançamento do livro "Mulheres, Negras e professoras: suas histórias de vida", da professora e doutora Maria Clareth Gonçalves Reis.
Comentar
Compartilhe
Ponto Final: O problema não era Ralph?
22/10/2017 | 14h47
O problema era Ralph?
Desde o início da operação Chequinho, o ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, vinha tentando afastar do processo o juiz da 100ª Zona Eleitoral Ralph Manhães. No mesmo sentido vinham tocando, como um samba de uma nota só, as defesas dos demais acusados pelo “escandaloso esquema” do Cheque Cidadão. A alegação era uma espécie de vingança pessoal do magistrado, que condenou Garotinho a nove anos, 11 meses e 10 dias de prisão e determinou sua prisão domiciliar, derrubada pelo Tribunal Superior Eleitoral.
Perseguição?
Porém, com a extinção da 100ª ZE, em 4 de outubro último, todas as ações da Chequinho passaram para 76ª ZE, sob a responsabilidade do juiz Ricardo Coimbra. Desde então, o magistrado condenou vereadores e ex-membros do governo Rosinha à prisão, vem dando continuidade os trâmites das demais ações, inclusive a que tem como réu o filho do casal Garotinho, Wladimir, e até instaurou nova Ação Penal referente a supostos crimes no âmbito da Chequinho. Seria uma nova perseguição ou a personificação de supostos algozes é mais um argumento que cai por terra?
Marco
O prefeito Rafael Diniz participou, ontem, da inauguração do Marco Sacro-Histórico-Cultural, com painel expositivo, em alusão aos primórdios da cidade de Campos dos Goytacazes. O marco, no pátio externo da Igreja São Francisco, representa a capela de palha que teve estabelecido ao seu redor, em 1652, o primeiro povoamento da Freguesia de São Salvador dos Campos. Ao lado do ministro da Ordem Terceira de São Francisco, major Oswaldo Almeida, do bispo Dom Fernando Rífan e do presidente da Câmara, Marcão Gomes, Rafael destacou o momento importante para a cultura do município e pregou, mais uma vez, a união para enfrentar crises.
Exposição
Durante a solenidade, também foi lançada a primeira exposição sócio-histórica-cultural da Venerável Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, com pinturas, registros fotográficos e cartuns com a história da instalação da freguesia de São Salvador dos Campos dos Goytacazes. Além do prefeito Rafael Diniz, também estiveram presentes secretários de seu governo, personalidades da cultura de Campos e também fiéis da Igreja de São Francisco.
Coisas da política
Como não podia deixar de ser, a saúde, calcanhar de Aquiles de qualquer administração, dominou os debates semana passada em Campos. Médicos declararam estado de greve, enquanto na Câmara, oposição e situação trocavam acusações. O caso de uma montagem com um suposto diálogo entre o vice- presidente da Câmara, José Carlos (PSDC) com secretários municipais foi parar na delegacia. Muito mais que uma mentira, a fake news poderia minar o diálogo entre governo e médicos, através do sindicato. Nunca é demais questionar: A quem interessa o quanto pior melhor?
Saúde real
Ano passado, o orçamento da Saúde chegou a R$ 600 milhões. Em oito anos, foram cerca de R$ 4 bilhões, uma média de 500 milhões/ano. Ainda assim, o Hospital São José não foi concluído, atrasos nos pagamentos dos médicos que recebiam através de RPA eram constantes, do mesmo modo que a falta de insumos e medicamentos. Hoje, o prefeito Rafael tem disponibilizado com velocidade os recursos federais que chegam para a Saúde, porém, para investimentos na pasta e em todas as outras áreas, o governo municipal tem pouco mais de R$ 500 milhões.
Realidade
Recursos dos royalties não são mais possíveis, segundo vem explicando o governo. Só a folha de pagamento anual de pessoal gira em torno de R$ 1 bilhão. Dessa folha constam os salários dos concursados da saúde, que representam os gastos mais significativos. É nesta dura realidade que tem que trabalhar o governo junto a médicos e demais servidores. E, também, os próprios médicos, que conhecem a fundo a realidade e sabem que não é uma exclusividade do governo Rafael. Porém, é preciso lembrar daqueles que pouco têm a ver com tudo isso, mas dependem do serviço. Quem perdeu saúde ou está na iminência de perder, tem pressa, independente de política, disputas e números. Um entendimento é necessário, mesmo que cada parte tenha que ceder um pouco.
Comentar
Compartilhe
Charge: Fake news
21/10/2017 | 16h54
Charge: José Renato
Comentar
Compartilhe
Vereador José Carlos e secretário Fábio Bastos registram queixa-crime por boatos envolvendo médicos
20/10/2017 | 17h58
Vice-presidente da Câmara, o vereador José Carlos (PSDC) registrou, na tarde de hoje, na 134ª Delegacia de Polícia queixa contra uma montagem que está circulando em redes sociais, com uma suposta conversa do parlamentar com secretários municipais a respeito dos médicos.
José Carlos repudiou a montagem, disse que trata-se de uma mentira e afirmou que quer uma investigação sobre o caso e divulgou nota a respeito:
"Sempre venho trazer a público minhas ações e projetos, mas hoje o assunto é sério e preciso esclarecer. Nunca fui de me acovardar e vim aqui em respeito aos eleitores e cidadãos campistas.
Ontem à noite começou a circular em alguns grupos no Whatsapp e nas redes sociais uma imagem (um print) de um grupo, no qual eu supostamente falaria palavras contra a comunidade médica campista.
Venho aqui, com tranquilidade e indignação, repudiar essas ações de calúnia contra mim. Nunca falei nem escrevi coisas parecidas. Sempre estive na tribuna justamente defendendo os médicos e continuarei assim. Há uns dias estava aqui falando da importância da formação dos médicos para Campos, e do trabalho dos bons médicos.
Essa imagem é uma montagem e estarei tomando as medidas judiciais cabíveis, para investigar de quem partiu essa mentira e personalizar um processo. Já sabemos de qual grupo essa baixaria partiria, mas isso não ficará impune.
Já presenciamos várias montagens de cunho político, contra vereadores e contra o Prefeito. Tudo sempre vindo do mesmo grupo, perdedor e incoerente. Não importa sua posição política, importante é que temos que ir contra essas maldades, contra essas tentativas de assassinar a reputação de alguém. Isso é a velha política!
Não cairei em armadilhas desse povo que joga sujo, e responderei com veemência, como sempre fiz. Não me intimidarei com isso e não baixarei a guarda para quem quer me derrubar e derrubar um sonho de um futuro melhor para nossa cidade.
Continuarei olhando para frente, para onde a população de Campos está. Vamos à luta.
Juntos somos mais fortes e vamos mais longe!"
Atualização:
O secretário de Governo Fábio Bastos tambémprotocolou, na 134 DP,notícia-crime para que sejam investigados os responsáveis pela mensagem falsa que circulou nas redes sociais. Segundo Bastos, além de criminosa, a “viralização” da mensagem atentou contra um diálogo já estabelecido e consolidado junto ao Sindicato dos Médicos.
— Ontem (quinta-feira) eu recebi a mensagem e achei um absurdo sem tamanho, porque não existe nenhum grupo de WhatsApp entre secretários e vereadores. Trata-se de uma montagem grosseira que ganhou repercussão, por conta da ação de elementos que serão identificados a partir da investigação da polícia. Recebi dezenas de mensagens me questionando sobre o tal diálogo, uma prática sorrateira, e isto afetou a minha integridade quanto cidadão, pois tive que desmentir essa história inúmeras vezes. Nenhum membro do governo sequer participaria de um diálogo desse nível, muito menos para tramar contra a comunidade dos médicos, cujo diálogo é transparente e consolidado — declarou o secretário de Governo.
Comentar
Compartilhe
STJ autoriza e casal Garotinho responderá por desvio de R$ 58 milhões
20/10/2017 | 17h38
Garotinho e Rosinha
Garotinho e Rosinha / Folha da Manhã
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Assessoria de Recursos Constitucionais Cíveis (ARC Cível /MPRJ), obteve no Superior Tribunal de Justiça (STJ) decisão que permite o prosseguimento de ação de improbidade administrativa contra Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho. Proferida pelo ministro Francisco Falcão, integrante da Segunda Turma do STJ, a decisão monocrática entendeu que não há prerrogativa de foro em casos de improbidade administrativa.
O Recurso Especial interposto pelo MPRJ tem origem em Ação Civil Pública (ACP), proposta contra 82 réus, entre eles Anthony e Rosinha Garotinho, por desvio de recursos públicos estimado em mais de R$ 58 milhões. A pedido do MPRJ, a 3ª Vara de Fazenda Pública decidiu desmembrar a ACP em 22 novos processos, um dos quais referente ao casal Garotinho.
Em maio de 2010, o juízo fazendário julgou extinto o processo por considerar que Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira e Rosangela Rosinha Garotinho estavam fora do alcance da Lei de Improbidade Administrativa. O MPRJ, então, recorreu da decisão. A 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, no entanto, manteve o entendimento de que a Lei de Improbidade Administrativa não poderia ser aplicada aos dois réus.
Inconformada com a decisão do TJRJ, a Assessoria de Recursos Constitucionais Cível (ARC Cível/ MPRJ) interpôs recursos especial e extraordinário. Após longa tramitação nas instâncias superiores, inclusive com equivocado declínio promovido pelo STJ ao STF e uma prorrogação indevida do processo com base em precedente inadequado, o STJ reconheceu a aplicabilidade da Lei 8.429/92 ao casal Garotinho e determinou a baixa definitiva ao TJRJ.
Tendo comparecido ao STJ, integrantes da ARC Cível/MPRJ requereram ao Relator o prosseguimento do feito, com o julgamento do recurso. Com a decisão favorável ao pleito do MPRJ, a Ação Civil Pública contra o casal poderá, finalmente, ter prosseguimento.
Em nota, a defesa dos ex-governadores informou "que não houve decisão desfavorável alguma aos dois políticos no mérito da ação. Os réus sequer apresentaram suas defesas, e prova alguma foi produzida até então. O que houve foi uma decisão de um ministro do STJ considerando que agentes políticos estão sujeitos às eventuais penalidades da Lei de Improbidade. Por isso, o processo em questão voltará à primeira instância e começará a tramitar. Anthony Garotinho e Rosinha esclarecem ainda que não cometeram irregularidade alguma".
(Fonte: MPRJ)
Comentar
Compartilhe
Juiz nega pedido de Wladimir para afastar promotor Leandro Manhães
20/10/2017 | 02h13
O juiz Ricardo Coimbra, da 76 Zona Eleitoral, negou pedido do filho do casal Garotinho, Wladimir Garotinho, que queria afastar o promotor Leandro Manhães da Ação Penal da qual é réu.
Wladimir baseou seu pedido em razão de denúncias feitas pelo pai contra o promotor: "Os fatos narrados já foram objeto de apreciação na ação penal eleitoral em que o Sr. Garotinho é réu e exceção foi rejeitada. Considerando a rejeição da exceção na ação em que o Sr. Garotinho é réu, não há o que se avaliar na ação em que seu filho é o réu. Assim, rejeito a presente exceção".
Na última quarta-feira aconteceu oitiva de testemunhas da Ação Penal e na sexta-feira da semana que vem está marcado o interrogatório de Wladimir. (Veja no Folha 1
Comentar
Compartilhe
Audiência Pública sobre acessibilidade e mobilidade urbana para portadores de deficiência
20/10/2017 | 01h15
A Câmara de Campos recebe hoje, sexta-feira (20), às 14h, audiência pública que orá discutir "Acessibilidade e Mobilidade Urbana", além de outros assuntos que digam respeito às pessoas portadoras de deficiência. A audiência será conduzida pelo vereador Jorginho Virgílio (PRP), presidente da Comissão de Direitos de Pessoas com Deficiência da Câmara Municipal.
Comentar
Compartilhe
Desembargador nega HC e Rosinha será interrogada dia 27 no Tribunal de Justiça
19/10/2017 | 18h29
A ex-prefeita de Campos e ex-governadora Rosinha Garotinho será interrogada no próximo dia 27 de outubro, sexta-feira da próxima semana, no Tribunal do Justiça. O interrogatório ocorrerá no processo que o desembargador Luiz Zveiter move contra ela por calúnia, injúria e difamação.
Inicialmente, uma audiência do caso estava marcada para ontem, mas não ocorreu. A defesa de Rosinha ingressou com Habeas corpus, que foi negado pelo desembargador Antônio Eduardo Ferreira Duarte, da 4 Vara Criminal do TJ. Assim, dia 27 a ex-governadora será interrogada na 41a Vara Criminal, semana que vem, para colheita de prova de defesa.
Comentar
Compartilhe
Audiência de Ação Penal que tem vereadores Ozéias e Linda Mara como réus adiada para dia 27
19/10/2017 | 15h52
Ficou para sexta-feira da próxima semana, dia 27, a oitiva das testemunhas da Ação Penal que tem como réus os vereadores Linda Mara Silva (PTC) e Ozéias (PSDB), Nalto Muniz Neto, Maria Elisa de Souza Viana de Freitas, Alcimar Ferreira Avelino, Jossana Ribeiro Pereira Gomes e Carlos Alberto Soares de Azevedo Júnior. A audiência aconteceria ontem, mas foi adiada, porque o advogado de Carlos Alberto apresentou petição, acompanhada de documentos, justificando a ausência em razão de outras audiências criminais previamente agendadas.
Comentar
Compartilhe
TSE: Relator vota pela condenação de Rosinha, Chicão e Mauro, mas julgamento é adiado
19/10/2017 | 10h23
O TSE iniciou, na sessão desta quinta-feira, o julgamento dos recursos da ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PR) e seu vice Dr. Chicão (PR), além do ex-vereador Mauro Silva (PSDB). Em um recurso, o Ministério Público pede punição a Rosinha Garotinho por supostos abusos de poder econômico e político e conduta vedada a agente público na eleição municipal de 2012. Em outro recurso, Rosinha Garotinho questiona a acusação de uso indevido de meio de comunicação.
A sustentação oral foi feita pelo advogado Maurício Costa. 
Em seguida, o ministro Herman Benjamin, leu seu voto, destacando vários ilícitos, como desvirtuamento da publicidade institucional, contratação irregular de 1.166 servidores, ainda em período de validade do concurso anterior, uso de meios de comunicação social - tanto pelo jornal O Dia, do Rio de Janeiro, contratado pela Prefeitura de Campos para divulgação de atos oficiais por R$ 168 mil; quanto pelo jornal O Diário, com estreita relação com o casal Garotinho.
Ele falou, também, sobre pintura de semáforos em cor semelhante à utilizada na campanha de Rosinha e Chicão: "Parece inacreditável, nos dias de hoje, sobretudo com candidatos experientes ainda ocorrerem eventos desta natureza", afirmou o ministro, que participa hoje de sua última sessão no TSE.
Quase no final da leitura do voto do ministro Herman, o ministro Napoleão Nunes Maia Filho interrompeu, anunciando que pediria vistas e contestando dois pontos: A pintura da cor rosácea e a personificação de ações institucionais, destacada no item do uso indevido dos meios de comunicação.
Herman Bejamin concluiu seu voto pela perda do diploma e inelegibilidade, mas a decisão ficou para a próxima terça-feira, já sem sua presença.
A ex-prefeita Rosinha enviou nota a respeito do julgamento iniciado hoje:
"A ex-governadora Rosinha Garotinho acredita que o TSE votará de forma consciente e pela legalidade, já que a acusação de que ela mandava pintar postes na cidade de Campos na cor 'roxo paixão', cor essa que a oposição denominou 'rosácea', chega a ser ridícula.
Além disso, Rosinha ressalta que é absolutamente normal o fato de uma matéria publicada no órgão oficial da Prefeitura de Campos ter sido replicada por um jornal do interior".
Nota do blog:
Na verdade, a denominação "rosácea" foi da juíza eleitoral Gracia Cristina Moreira do Rosário que, em 24 de setembro de 2012, determinou a repintura dos postes por entender que era propaganda subliminar (Lembre aqui)
Comentar
Compartilhe
Na queda de braço sobre IVPA, venceu Picciani
19/10/2017 | 00h44
O presidente da Alerj Jorge Picciani mostrou que voltou com tudo da licença para tratamento de saúde. E deixou, mais uma vez, aparente a divisão do PMDB do Rio, comandado por ele.
O governador Pezão publicou no Diário Oficial o Decreto 46.116, que suspendia os efeitos das leis promulgadas pela Assembleia Legislativa que permitem vistoria e licenciamento de veículos pelo Detran-RJ mesmo em caso de débitos com o IPVA.
O decreto provocou forte reação de Picciani, que entendeu que a Alerj estava sendo desrespeitada.
E aí...
No final da tarde, o governador revogou o decreto e anunciou que o Governo do Estado do Rio de Janeiro vai aguardar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da constitucionalidade da lei que dispensa a quitação do pagamento do IPVA para vistorias de veículos.
 
 
 
Comentar
Compartilhe
Magal nega participação na Chequinho e afirma que vai recorrer
18/10/2017 | 20h30
O vereador afastado Jorge Magal (PSD) enviou nota, com posicionamento a respeito da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que negou seu recurso para retornar ao cargo. Magal foi condenado a oito anos de inelegibilidade no "escandaloso esquema" de troca de votos por Cheque Cidadão na última eleição e, com a confirmação da sentença pelo TRE, foi afastado do cargo (Lembre aqui).
De acordo com a nota, os advogados esclarecem que irão recorrer da decisão do Relator que manteve o Acórdão do TRE.
"Fui condenado somente por estar com o nome em uma lista da qual não participei e não tive acesso e que não pratiquei nenhum ato ilícito, como já foi provado no processo criminal no qual foi absolvido e será também comprovado no final deste processo", afirma Magal.
Comentar
Compartilhe
Mais um advogado deixa defesa de Garotinho na Chequinho
18/10/2017 | 14h52
Na nuvem de poeira armada antes da apresentação das alegações finais da Ação Penal que apontou o ex-governador Anthony Garotinho (PR) como líder do "escandaloso esquema" do Cheque Cidadão, vários advogados foram destituídos pelo hoje condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias de prisão no caso.
Primeiro foi o escritório de Fernando Fernandes (aqui), depois o de Rafael Farias (aqui). O ex-governador chegou a destituir e proibir outros advogados, Thiago Godoy e Carlos Eduardo Ferraz, de apresentarem as alegações finais, passo necessário para a sentença (aqui). Isso levou o juiz Ralph Manhães - à época à frente das investigações - a nomear um advogado dativo (aqui) e (aqui) .
Eles foram (re) nomeados depois, junto com Carlos Fernando dos Santos Azeredo, advogado que assumiu o caso no início de setembro, pouco antes da condenação e prisão de Garotinho.
Acontece que...
Hoje, o advogado Carlos Eduardo Motta Ferraz protocolou no TRE renúncia da defesa na Chequinho. Motta Ferraz e Godoy vinham tendo uma atuação decisiva no caso. Os dois, inclusive, acompanharam no TSE o julgamento que livrou Garotinho da cadeia.
Mas, o teor da petição apresentada hoje dá a entender que o advogado não quer mais estar associado ao caso. Ou a Garotinho. Ou a ambos.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Juiz estipula prazo de cinco dias para alegações finais em outra Ação Penal
18/10/2017 | 14h04
Mais uma Ação Penal da Chequinho caminha para a reta final.
Desta vez é a que tem como réus os vereadores Kellinho (PR), Thiago Virgílio (PTC), Linda Mara (PTC) e Jorge Rangel (PTB).
O juiz Ricardo Coimbra, da 76 Zona Eleitoral, negou embargos de declaração apresentados pelos réus e deu prazo de cinco dias para alegações finais.
Depois disso, é proferida a sentença.
Vale lembrar que outras duas ações penais já tiveram sentença e foram condenatórias. A primeira é a que tem como réu o ex-governador Anthony Garotinho (PR), condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias de prisão por corrupção eleitoral, repetida 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação no curso do processo. (Lembre aqui)
A segunda é a que tem como réus os vereadores Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL), além da ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga e a ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Kock.
Ozéias e Miguelito, de acordo com o magistrado, eram responsáveis por oferecer a vantagem ao eleitor e eram beneficiários diretos do voto. Eles foram condenados a cinco anos e quatro meses de reclusão em regime semi-aberto e ainda tiveram decretada perda dos mandatos.
Já Ana Alice e Gisele, ainda segundo a sentença, participavam administrando a inclusão dos dados do eleitor no sistema para recebimento do benefício. Não tinham, porém, o poder de decisão sobre a inclusão no programa nem para escolha dos beneficiados. Elas foram condenadas a um ano e três meses de reclusão, convertida em prestação de serviços comunitários. (Lembre aqui)
Comentar
Compartilhe
Criado Comitê gestor do HFM
18/10/2017 | 12h46
O Diário Oficial de hoje traz a criação de um Comitê Gestor do Hospital Ferreira Machado, com o objetivo de buscar soluções e promover ações concretas e contínuas para melhoria dos processos de trabalho no hospital. O comitê é composto por profissionais da saúde nas mais variadas áreas.
Ao que parece, tendo a participação de todos, será um bom passo para amenizar os problemas da unidade.
Comentar
Compartilhe
Fátima leva a Rodrigo Maia debate sobre papel do enfermeiro na atenção básica
18/10/2017 | 01h44
A prefeita de Quissamã, Fátima Pacheco, levou ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a discussão sobre liminar da Justiça Federal que restringe o papel do enfermeiro na Atenção Básica. Fátima pediu a intervenção de Maia nessa última questão e sua proposta foi endossada pelos demais prefeitos presentes ao encontro.
De acordo com a liminar expedida pelo Juiz Federal Substituto Renato Borelli, da 20ª Vara/DF, enfermeiros não podem mais requisitar consultas e exames ou revalidar receitas médicas, o que era autorizado pela Portaria nº 2488/2001 do Ministério da Saúde. Algumas entidades se posicionaram contra a medida. Na avaliação dos profissionais, a liminar contribui para o desmonte do Sistema Único de Saúde (SUS) no país.
“No momento em que a Saúde agoniza em todo o país, é nosso dever garantir conquistas e lutar por avanços. Jamais aceitar retrocessos. Não se trata de um desejo da maioria dos médicos. Muitos já se manifestaram contrários ao posicionamento do Conselho Regional de Medicina, que ajuizou a ação”, frisou Fátima.
Participaram da reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, em Brasília, entre outras lideranças, os prefeitos de Búzios, André Granato; de Rio das Ostras, Carlos Augusto Balthazar; de Casimiro de Abreu, Paulo Dames; e de Carapebus, Christiane Cordeiro.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Nova Ação Penal tem Godoy, Roberta Moura e Leonardo do Turf como réus
17/10/2017 | 18h02
O caso Chequinho não para de render problemas na Justiça. Depois da condenação do ex-secretário de Governo Anthony Garotinho (aqui) e dos vereadores Ozéias e Miguelito, além da ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga e da ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Kock (aqui), uma nova denúncia foi aceita hoje pelo juiz Ricardo Coimbra, responsável pela 76 Zona Eleitoral.
A nova Ação Penal tem como réus o advogado e ex-subsecretário de Governo Thiago Godoy, a suplente de vereadora Roberta Moura e Marcos Leonardo Santos Ribeiro, o Leonardo do Turf, candidato nas últimas eleições.  O juiz não deferiu a busca e apreensão pedida pelo Ministério Público Eleitoral, mas proibiu, em medida cautelar, contato com testemunhas e pessoas do relacionamento destas testemunhas.
Com esta, já são oito Ações Penais do caso Chequinho: Duas já tiveram sentença, como relatei acima, duas têm audiência amanhã e outras seis estão tramitando.
O advogado Thiago Godoy enviou posicionamento ao blog, negando qualquer irregularidade:
“Como sempre afirmei minha única participação nesse caso foi como advogado e não ofereci nenhuma vantagem em troca de votos nas eleições de 2016. Estou muito tranquilo e convicto de que serei absolvido nessa ação pois contra mim não existe uma prova sequer, muito menos indícios, que demonstre a prática de qualquer ilegalidade.”
Atualização: No título e informações.
Comentar
Compartilhe
TSE nega retorno de Magal à Câmara de Campos
17/10/2017 | 17h04
O ministro Tarcísio Vieira, relator da Chequinho no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), negou o recurso do vereador afastado Jorge Magal (PSD), que pretendia retornar ao cargo. Magal foi condenado a oito anos de inelegibilidade pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por envolvimento no "escandaloso esquema" de troca de votos por Cheque Cidadão na última eleição e, com a sentença em segunda instância, foi afastado do Legislativo.
Magal alegou que já tinha rompido politicamente com o grupo do ex-governador Anthony Garotinho no período pré-eleitoral. No entanto, Tarcísio registrou que "o fato apurado, da mesma forma, foi enriquecido pela planilha de fl. 171, que, além de conter o número de beneficiários do programa, assinala, especificamente no campo 23 (vinte e três), o nome de urna de Jorge Santana de Azeredo (Magal) ¿om a informação Total - 450, Entregues - 445, bem como o codinome Guarus" (fl. 672v), local onde o agravante reside e tem base eleitoral, conforme relataram as testemunhas Luiz Leal e Maurice Santos".
O ministro também relata que "como registrou o acórdão regional, a questão aqui ora apreciada tem um alcance muito maior do quer levar a crer o recorrente, tratando-se de acontecimento extremamente relevante para as eleições de 2016 naquela localidade, envolvendo, alem do Poder Executivo local, 39 pessoas (fls. 15-17), tendo, pelo menos, 07 vereadores eleitos" (fl. 674v)", e concluiu dizendo que "por essas razões, vislumbro, do mesmo modo que a Corte Regional, elementos seguros para concluir pela prática de abuso do poder, motivo pelo qual devem permanecer hígidas as penalidades impostas ao agravante".
Mais informações na edição de amanhã da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
Frente Parlamentar de Varejo instalada amanhã
17/10/2017 | 14h25
Divulgação
Fortalecer o comércio, desburocratizar a vida das empresas com leis mais atuais, simplificação de tributos, geração de empregos, são metas da Frente Parlamentar de Varejo, que será instalada nesta quarta-feira (18), no Rio de Janeiro, em esforço conjunto da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL-RJ).
A Frente Parlamentar em Defesa do Setor Varejista teve sua origem na audiência pública realizada, em junho, pela FCDL-RJ na Comissão de Economia, Indústria e Comércio da Alerj, para debater o Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV). A Frente vai ser instalada em cerimônia a ser realizada às 18h desta quarta (18), no auditório da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), no Rio de Janeiro.
O presidente da FCDL-RJ, Marcelo Mérida, explica que a Frente é um instrumento para fortalecer o comércio e marca mais uma etapa do processo de retomada do varejo. “A Frente é fruto de um esforço que teve início em junho, e vai atuar na interlocução entre o setor varejista, prefeituras, câmaras municipais, para estabelecer bases mais adequadas ao desenvolvimento do comércio”, destaca o presidente da FCDL-RJ.
O presidente da Comissão de Economia, e também da Frente Parlamentar do Varejo, deputado estadual Waldeck Carneiro, acredita que será possível apoiar o crescimento da atividade: “"Muitas das demandas do setor têm a ver com a atuação das prefeituras: investimentos em segurança, combate ao comércio irregular, desburocratizarão na concessão de alvarás, tratamento tributário diferenciado em relação ao ISS, entre outras ações”.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Nesta quarta, oitiva de testemunhas dos casos Wladimir, Ozéias e Linda Mara
17/10/2017 | 12h06
Duas audiências da esfera criminal-eleitoral do caso Chequinho estão previstas para amanhã no Fórum de Campos.
Uma é a da Ação Penal que tem como réu o ex-presidente do PR de Campos e filho do casal Garotinho, Wladimir Matheus.
A outra é a que tem como réus os vereadores Ozéias Azeredo Martins (PSDB) e Linda Mara Silva (PTC),  Nalto Muniz Neto, Carlos Alberto Soares de Azevedo Júnior, Maria Elisa de Souza Viana de Freitas, Jossana Ribeiro Pereira Gomes e Alcimar Ferreira Avelino.
Ozéias, inclusive, foi condenado à prisão e perda de mandato, ontem, em outra Ação Penal, como mostrei aqui.
Existe a possibilidade de que, até o final do dia, uma delas seja adiada.
Ozéias Azeredo Martin
Comentar
Compartilhe
Exposição traz superação de mulheres em tratamento contra câncer de mama
17/10/2017 | 10h20
Valorização e sensibilidade fazem parte do trabalho da fotógrafa Tatiana Gomes, que fotografou 22 pacientes em tratamento de câncer de mama.
As fotos são emocionantes, esbanjando sorrisos e superação. A exposição Luz, Câmera, Inspiração começa hoje, às 18h30, na Galeria Pelinca Plaza, onde fica até dia 21. Depois segue para Boulevard Shopping (23 a 29), Hospital Álvaro Alvim (31) e, em novembro, ficará na Câmara Municipal.
Comentar
Compartilhe
TRE nega recurso de Jorge Rangel e determina que ele saia do cargo imediatamente
16/10/2017 | 19h33
Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) negou recurso do vereador Jorge Rangel (PTB), condenado em primeira instância da Chequinho.
O plenário seguiu entendimento da relatora, desembargadora Cristiane de Medeiros Brito Chaves Frota.
O TRE vai encaminhar ofício à Câmara de Campos para que ele deixe o cargo. Em seu lugar volta Joilza Rangel.
Na eleição do ano passado, Rangel recebeu 4.855 votos, mas não foi diplomado por responder a Ação Penal, já naquela ocasião, no caso Chequinho.
Atualização para correção do nome da desembargadora e nas informações.
Comentar
Compartilhe
Procurador eleitoral chama Chequinho de "Lava Jato" de Campos
16/10/2017 | 18h57
O vereador Jorge Rangel está sendo julgado neste momento pelo plenário do Tribunal Regional Eleitoral.
A sustentação oral da defesa foi feita pelo advogado Eduardo Damian, que afirmou não haver provas contra Rangel.
Já o procurador eleitoral Sidney Madruga classificou o esquema Chequinho como "o maior absurdo" que já assistiu em sua carreira dentro do Direito Eleitoral. E afirmou que trata-se da verdadeira "Lava Jato" de Campos.
Mais informações em instantes.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Ozéias, Miguelito, Ana Alice e Gisele condenados à prisão
16/10/2017 | 15h12
O juiz Ricardo Coimbra, da 76 Zona Eleitoral, condenou à prisão os vereadores Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL), além da ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social Ana Alice Alvarenga e a ex-coordenadora do Cheque Cidadão Gisele Kock por crimes cometidos e que resultaram na operação Chequinho.
Ozéias e Miguelito, de acordo com o magistrado, eram responsáveis por oferecer a vantagem ao eleitor e eram beneficiários diretos do voto. Eles foram condenados a cinco anos e quatro meses de reclusão em regime semi-aberto e ainda tiveram decretada perda dos mandatos.
Já Ana Alice e Gisele, ainda segundo a sentença, participavam administrando a inclusão dos dados do eleitor no sistema para recebimento do benefício. Não tinham, porém, o poder de decisão sobre a inclusão no programa nem para escolha dos beneficiados. Elas foram condenadas a um ano e três meses de reclusão, convertida em prestação de serviços comunitários.
Segundo a sentença, Ozéias foi condenado pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral (Corrupção eleitoral), 956 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP (associação criminosa); Miguelito pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 743 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP; Ana Alice pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 1.619 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP; e Gisele Koch pela prática do crime tipificado no art. 299 do Código Eleitoral, 1.619 vezes na forma do art. 71 do CP combinado com o crime tipificado no art. 288 do CP na forma do art. 69, também de CP.
É a segunda sentença de Ação Penal do caso. A primeira foi a do ex-governador Anthony Garotinho, apontado como líder do esquema e condenado a 9 anos, 11 meses e 10 dias de prisão. Existem tramitando outras quatro.
De acordo com a sentença,  as penas dos condenados na Ação Penal 26-93 serão:
Ozéias Azeredo Martins em 5 (cinco) anos e 4 (quatro) meses de reclusão, em regime semi-aberto, no total, e, para cada um dos crimes do art. 299 do Código Eleitoral, 10 dias-multa no valor unitário de ½ (meio) salário mínimo vigente, sendo as penas de multa serem somadas, bem como a perda do mandato eletivo;
Miguel Ribeiro Machado em 5 (cinco) anos e 4 (quatro) meses de reclusão, em regime semi-aberto, no total, e, para cada um dos crimes do art. 299 do Código Eleitoral, 10 dias-multa no valor unitário de ½ (meio) salário mínimo vigente, sendo as penas de multa serem somadas, bem como a perda do mandato eletivo
Ana Alice Ribeiro Lopes Alvarenga em 1 (ano) anos e 3 (três) meses de reclusão, no total, e, para cada um dos crimes do art. 299 do Código Eleitoral, 6 (seis) dias-multa no valor unitário de 1/10 (um décimo) do salário mínimo. A pena privativa da liberdade fica substituída por duas restritivas de direito. Uma prestação de serviços à comunidade em hospital público, a ser especificada no momento da execução e uma interdição temporária de direitos consistente na proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública, bem como de mandato eletivo.
Gisele Koch Soares em 1 (ano) anos e 3 (três) meses de reclusão, no total, e, para cada um dos crimes do art. 299 do Código Eleitoral, 6 (seis) dias-multa no valor unitário de 1/10 (um décimo) do salário mínimo. A pena privativa da liberdade fica substituída por duas restritivas de direito. Uma prestação de serviços à comunidade em hospital público, a ser especificada no momento da execução e uma interdição temporária de direitos consistente na proibição do exercício de cargo, função ou atividade pública, bem como de mandato eletivo.
16. Considerando a prolação da sentença, revogo as medidas cautelares impostas para todos os réus.
17. Com o trânsito em julgado, expeça-se mandado de prisão.
 Leia a matéria completa na edição de amanhã da Folha da Manhã
Comentar
Compartilhe
TRE julga hoje recurso do vereador Jorge Rangel
16/10/2017 | 13h04
Último dos vereadores eleitos a ser diplomado e empossado, Jorge Rangel será o primeiro a ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) após um longo tempo. Rangel foi condenado em primeira instância na Chequinho e recorreu ao TRE. Os últimos (e únicos) julgamentos envolvendo recurso de vereadores da Chequinho contra decisão em primeira instância aconteceram em 4 de abril (Jorge Magal - PSD) e 29 de maio (Vinicius Madureira - PRP). Ambos foram afastados dos cargos.
Rangel tomou posse em 15 de agosto último. Ele fazia parte do grupo de seis parlamentares eleitos não  diplomados em dezembro por envolvimento na Chequinho e já foram condenados em primeira instância - Além dele, Kellinho (PR), Linda Mara Silva (PTC), Thiago Virgílio (PTC), Ozéias (PSDB) e Miguelito (PSL).
Em abril, eles obtiveram decisão favorável no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em maio, Linda Mara, Thiago Virgílio, Ozéias e Miguelito conseguiram liminar no TRE para serem diplomados e empossados, o que aconteceu em 7 de junho.
Kellinho só voltou em 7 de agosto e Rangel, em uma semana depois.
Outros quatro também respondem por envolvimento na Chequinho e também já foram condenados em Campos: os vereadores Thiago Ferrugem (PR), Roberto Pinto (PTC),  Jorge Magal (PSD) e Vinícius Madureira (PRP).
Caso, o TRE confirme a condenação e Jorge Rangel seja afastado, quem volta à Câmara é Joilza Rangel.
Comentar
Compartilhe
Delação de Funaro: "Bomba" de Garotinho explode no próprio colo
15/10/2017 | 13h29
Como são as coisas: Em setembro, quando começaram a sair as primeiras notícias sobre a delação do doleiro Lúcio Funaro, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) classificou a delação como "uma das maiores bombas atômicas já disparadas sobre a República".
Acontece que...
Houve a divulgação do envolvimento de seu nome e da esposa Rosinha. Funaro afirmou, em delação, que Garotinho participava do esquema de propina. Segundo Funaro, o esquema de desvio de dinheiro da Prece, o fundo de pensão da Cedae, operado por Eduardo Cunha (PMDB), foi planejado durante a campanha de Rosinha Garotinho (PR) para o Governo do Estado. Ele afirma que parte desse fundo ia para Garotinho, que na época tinha um projeto de candidatura à presidência. A informação foi postada em primeira mão o blog do Arnaldo Neto.
Aí...
Com seu nome e da esposa citados, Garotinho publicou em seu blog afirmando que a delação é "seletiva" e que trata-se de vingança de Funaro contra ele.
O vídeo sobre a "bomba" foi postado no Click Campos e no blog de Bastos.
Confira abaixo nota postada no blog do ex-governador:
"Como já havia previsto, o doleiro Lúcio Funaro, na em sua delação premiada, iria tentar me envolver. Óbvio, sem provas.
Asssim como Cunha, Funaro tem ódio declarado por mim. Aliás, desde a prisão de Eduardo Cunha, seu melhor amigo e sócio venho afirmando: querem achar o caminho do dinheiro do CUNHA prendam o FUNARO.
Ele acabou sendo preso e fazendo uma delação seletiva, muitas verdades, muitas omissões e também vingança contra quem há muitos anos vem enfrentando seu maior aliado, CUNHA.
Desafio que além de palavras, o doleiro de Eduado Cunha e boa parte do PMDB apresente qualquer prova contra mim. Seja uma conta no exterior, algum depósito no Brasil, algum bem adquirido, qualquer situação que comprove suas palavras.
O fundo de pensão da CEDAE foi de fato comandado por Eduardo Cunha através de pessoas por ele indicadas e por funcionários indicados pelo sindicato há época controlado pelo PCdoB.
A Governadora Rosinha e muito menos eu, nunca tivemos nenhuma interferência nas decisões do fundo.
Quando as aplicações eram efetuadas e o fundo tinha total autonomia para fazê-las, a governadora não tomava nem ciência.
Se os fatos narrados pelo senhor FUNARO fossem verdadeiros em sua plenitude, diria o montante repassado a mim ou depositado durante os 4 anos (2002-2006) em que junto com Eduardo Cunha roubaram o dinheiro dos trabalhadores da CEDAE.
Essa é mais uma mentirinha do PMDB com medo da minha volta ao governo do estado para colocar o restante de sua quadrilha na cadeia onde atualmente está Sérgio Cabral.''  
Comentar
Compartilhe
Hora de adiantar os relógios
14/10/2017 | 11h26
Imagem divulgação
Começa 0h de amanhã, domingo (15,) o horário de verão 2017. Moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora. O horário de verão vai até 17 de fevereiro de 2018.
O ajuste vale para as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal) e vigora até 18 de fevereiro do ano que vem.
Com isso, o horário no leste do Amazonas e nos estados de Roraima e Rondônia fica duas horas atrasado em relação à Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam três horas atrás.
O horário de verão foi instituído com o objetivo economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar.
A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, sem regularidade. Em 2008, ganhou caráter permanente e passou a vigorar do terceiro domingo de outubro até o terceiro domingo de fevereiro do ano seguinte.
Comentar
Compartilhe
MP denuncia Davi Loureiro como "prefeito de fato" de São Fidélis
13/10/2017 | 15h23
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça Criminal de São Fidelis, cumpriu, nesta quarta-feira (11/10), mandado de busca e apreensão na sede da prefeitura municipal, a fim de verificar se o ex-prefeito Davi Loureiro Coelho estaria usurpando a função pública do atual prefeito. Denunciado pelo MPRJ na terça-feira (10/10), Davi Loureiro Coelho está proibido de exercer função pública em São Fidélis em decorrência de condenação por ato de improbidade administrativa.
Além do afastamento de Davi Loureiro Coelho das funções e cargos que ocupa, a denúncia requer a condenação do ex-prefeito pelos crimes de descumprimento de proibição de exercício de função por decisão judicial e exercício ilegal de atividade. Diligências realizadas na prefeitura constataram que Davi Loureiro, além de exercer função pública, atuava como prefeito.
Nota da defesa de Davi Loureiro, enviada hoje pelo advogado Eduardo Ferraz:
"Na incumbência constituída de bem e substancialmente defender DAVID LOUREIRO COELHO, a figura política de maior expressão e vulto da história de São Fidélis, das acusações que lhe foram formuladas pela Promotoria Local em 11/10/2017 e repercutidas nos canais de mídia, é fundamental noticiar publicamente os seguintes pontos:
1. O inesquecível prefeito David Loureiro Coelho não exerce, nem nunca exerceu, clandestinamente qualquer função pública na Prefeitura de São Fidélis no Governo do Prefeito Amarildo Alcântara. Em todas as ocasiões que serviu ao povo fidelense como agente público na atual gestão municipal, estabeleceu seu vínculo com base em legítima e razoável interpretação dos princípios e normas incidentes no contexto fático-jurídico em que inserida sua situação jurisdicional. 2. O inesquecível prefeito David Loureiro Coelho também nunca exerceu a Chefia do Poder Executivo Municipal em substituição de fato ao legítimo e atual Prefeito Amarildo Alcântara, o qual exerce com independência e honradez o seu importante múnus público outorgado pela maciça maioria da população fidelense, inclusive prestando contas semanais em famoso programa de rádio difundido toda sexta-feira, cujas edições nunca contou com a participação de David Loureiro. Portanto, a intitulação de David Loureiro como atual “prefeito de fato” do município é covarde e leviana, merecendo ficar restrita ao gueto dos insignificantes, sendo certo que promotores e juízes devem se manter distantes desse “direito achado no esgoto”. Demais disso, a amizade e parceria entre David Loureiro e o Prefeito Amarildo Alcântara é decana e notória, tendo sido contundentemente exposta durante toda a campanha eleitoral em 2016. 3. Não se pode confundir a natureza jurídica de institutos de direito público com o imaginário popular. Cessão e contratação são coisas completamente distintas no mundo jurídico. David Loureiro não foi contratado pela Prefeitura de São Fidélis, mas CEDIDO ao município pela EMATER/RJ no contexto de um convênio, ante seu vínculo permanente por concurso público tal Órgão. É dizer: Ele é servidor de carreira!
 
4. Por fim e por mais importante. A condenação em ato de improbidade administrativa invocada pelo Ministério Público como obstáculo ao exercício de função pública, por parte de David Loureiro, não possui lastro naquele conceito de preservação da moralidade administrativa que inspirou o Constituinte Originário de nossa Constituição Cidadã. Isso porque David Loureiro NÃO foi condenado por ter roubado ou desviado dinheiro público, mas tão-somente porque nomeou, por meros 03 meses, duas pessoas da confiança de um contador público que prestava efetivamente seus serviços à Prefeitura, mas estava impedido, momentaneamente, de estabelecer vínculo pessoal com a Administração Pública, pois estava em processo de desligamento de outro cargo que ocupava noutra municipalidade, o que foi saneado no prazo de 90 dias. Por conta dessa mera incongruência, David Loureiro foi condenado à pena máxima prevista na Lei de Improbidade, a qual é reservada somente aos grandes casos de corrupção, como esses que se tem visto no âmbito da Operação Lava-Jato. Em suma: a condenação de David Loureiro, invocada erroneamente para impor seu afastamento da função pública municipal, é o mais escandaloso erro judiciário de que se tem notícia na região no tocante à aplicação da Lei de Improbidade Administrativa, ante sua manifesta e gravíssima violação aos princípios da razoabilidade e proporcionalidade, cuja inobservância fere, violentamente, a própria concepção de dignidade da pessoa humana, erigida como fundamento da República no primeiro artigo da Constituição Federal.
Feitas essas considerações públicas em nome da ampla defesa e do contraditório, segue-se confiando na Justiça Brasileira, uma vez que toda tese justa e boa prevalece no final. Não há dúvida: o bem sempre vence o mal!" 
 
 
Comentar
Compartilhe
A necessidade de mudar o transporte público em Campos
13/10/2017 | 10h25
Ponto em comum
Talvez a única coisa com que concordem todas as vertentes envolvidas na questão do transporte público — empresas, funcionários, prefeitura e, principalmente, população — é que ele precisa ser reformulado com urgência. Os anos da passagem social, com pouca ou quase nenhuma fiscalização, levaram ao colapso atual. Não fosse assim, o atraso do repasse de setembro por parte da Prefeitura de Campos não implicaria em três meses de atraso dos salários dos funcionários por parte das empresas. Algo está muito errado e não é de hoje.
Longe
A suspensão da passagem social pelo prefeito Rafael Diniz está longe de resolver o problema. Talvez seja até uma parte ínfima diante de tantos outros poréns que envolvem esta questão. Mas é fato, também, que a manutenção da passagem social durante o governo Rosinha Garotinho não resultou em um transporte mais eficiente e confortável. Longe disso: ônibus lotados, sem conforto e que não cumprem horários sempre foram sendo motivo de reclamação dos usuários. Há muitos anos. Tirando a passagem mais barata para usuário, pouco se evoluiu na questão.
Conta
Mais barata em termos, já que a conta ia para alguém. E era alta. Sem fiscalização eficiente de quantas passagens eram utilizadas todos os meses, do horário dos ônibus e até do funcionamento do cartão cidadão de modo a não permitir fraude, o resultado não podia ser outro: Uma bola de neve, que foi crescendo até transformar-se em uma avalanche. Mesmo que todas as empresas voltem a circular, como quer a Prefeitura, não é difícil que, mais tarde, de novo, aconteça nova paralisação.
Para lembrar
Por falar em suspensão da passagem, vale lembrar que a iniciativa da equipe do prefeito não é inédita. A própria Rosinha Garotinho, em 4 de janeiro do ano passado, suspendeu a passagem a R$ 1 por 60 dias. A justificativa, segundo o decreto 346/2015 era que, neste prazo, as empresas de ônibus teriam que implantar o sistema de bilhetagem. No mês seguinte, a Prefeitura decidiu por um recadastramento dos usuários. A passagem, que deveria retornar em março, mas a suspensão foi prorrogada até dia 16 de abril de 2016. Voltou, mas sem solucionar pontos principais.
No sério
De qualquer forma, mesmo com suas razões, a paralisação é ilegal, como a Justiça do Trabalho já decidiu. O Poder Público municipal prometeu depositar, segunda-feira, em juízo, o valor devido às empresas para que seja destinado ao pagamento dos salários dos rodoviários. E queria 100% da frota nas ruas ontem. Não conseguiu. A Tarisguá, até o fechamento desta edição, continuava sem circular. Como a Prefeitura informou que acionaria a Polícia Militar para garantir a ordem e a segurança dos passageiros, resta saber qual atitude tomará em mais uma prova de fogo do novo governo.
Encontros clandestinos
A procuradora geral da República, Raquel Dodge, quer saber quantas vezes o coronel João Batista de Lima, amigo do presidente Michel Temer, esteve no Palácio do Planalto. Lima é acusado de recolher propinas para o mandatário. Nomeada por Temer, Raquel Dodge pode ser a pedrinha no sapado de Temer. A exemplo de Joaquim Barbosa, nomeado por Lula, mas que acabou por desvendar o primeiro escândalo da República, o rumoroso episódio do mensalão que tirou o sono do ex-presidente e outros petistas.
Ditadura nunca mais
Que alguém faça um alerta a alguns comunicadores de rádio de Campos que fazem apologia da ditadura como solução para os problemas do Brasil, embarcando na onda desses que pregam soluções extremadas para os rumos do país, como uma intervenção militar. Saibam que debaixo de uma ditadura (qualquer uma, seja de direita ou de esquerda) nem mesmo sua profissão poderiam exercer, pelo menos em sua plenitude. Esta questão tem que ser tratada sem esquecer as páginas da história.
Comentar
Compartilhe
Justiça bloqueia bens de presidente afastado do TCE
12/10/2017 | 21h14
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Assuntos Cíveis e Institucionais e do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECC/MPRJ), obteve junto à 16ª Vara de Fazenda Pública a indisponibilidade dos bens do presidente afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ), Aloysio Neves Guedes, no valor de até R$ 3,047 milhões. A decisão, em caráter liminar, foi tomada com base na ação civil pública (ACP) proposta pelo MPRJ à Justiça no dia 18 de setembro.
 
Segundo a ação ajuizada, o presidente afastado do TCE/RJ usou de sua influência como conselheiro do órgão para solicitar, em outubro de 2014, ao então secretário estadual de Governo de Magé, Affonso Henriques Monnerat Alves da Cruz, a nomeação de pessoas não identificadas para cargos no Detran localizado no município. De acordo com o documento, os indicados por Aloysio Guedes deveriam participar de esquema de fraudes no Detran, comandado pelo servidor do tribunal e ex-secretário municipal de Habitação e Urbanismo daquele município, André Vinícius Gomes da Silva. Aloysio e André Vinícius tornaram-se réus na ação e respondem pela prática de improbidade administrativa.
 
Ainda de acordo com a ACP, Aloysio Guedes tinha ciência do esquema de fraudes que envolvia o pagamento de propina para o fornecimento ilegal de documentos obrigatórios aos veículos, executado por funcionários e ex-funcionários do Detran. Com conhecimento dos fatos, Aloysio Guedes, à época ainda no exercício das funções de conselheiro do TCE/RJ, deixou de cumprir seu dever e não apresentou qualquer representação contra as fraudes ao Tribunal de Contas, ao MPRJ ou à Corregedoria do Detran.
 
Para decretar a indisponibilidade dos bens, a juíza Maria Teresa Pontes Gazineu considerou que os atos descritos na ação estão previstos no artigo 11 da Lei 8.429/92 e caracterizam-se como “aqueles que atentam contra os princípios da administração pública”.
 
Aloysio Guedes foi afastado cautelarmente da presidência do Tribunal de Contas do Estado em abril deste ano, em razão de investigação criminal que apura sua participação em suposto esquema de recebimento de propinas por alguns conselheiros do TCE/RJ.
 
O esquema de corrupção no Detran de Magé foi alvo de investigações do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) que resultaram na operação Asfalto Sujo II, na qual a prisão cautelar de André Vinícius foi decretada. No curso das apurações, foi interceptada a ligação entre o presidente afastado do TCE/RJ e o ex-secretário de Magé.
Comentar
Compartilhe
Vereador contesta informação sobre ausência na sessão
12/10/2017 | 15h27
O vereador Cláudio Andrade (PSDC) enviou nota ao blog, com sua versão a respeito da sessão da Câmara, na quarta-feira (11), não realizada por falta de quórum.
Cláudio Andrade contesta a informação de que “apenas nove” estavam presentes na hora da chamada. E diz que ele estava às 17h e que, se na hora da chamada não estava, é porque não foi às 17h.
Vamos por partes:
•Em primeiro lugar, o nome é Suzy, como é possível observar facilmente no próprio blog motivo da contestação do vereador.
•Em segundo, a nota não esclarece exatamente o que o vereador quer contestar, se ela própria confirma que o parlamentar não estava presente NA HORA DA CHAMADA. No texto do blog, que o leitor pode conferir (aqui ou transcrito abaixo, no final do post), em momento algum é dito que a chamada foi feita às 17h. Lista os que estavam presentes à hora em que foi realizada.
•Se estava às 17h, dever de todo vereador pago com o dinheiro da população, que bom.
•Quanto ao número de vereadores presentes, dou razão a ele: Eram 10, número que foi corrigido na matéria da Folha da Manhã (Confira no Folha 1) e não no blog: Não havia contato José Carlos (PSDC), que presidia a sessão. Os demais NA HORA DA CHAMADA eram: Jorginho Virgílio (PRP), Roberto Pinto (PTC), Abdu Neme (PR), Enock Amaral (PHS), Igor Pereira (PSB), Thiago Ferrugem (PR), Linda Mara (PTC), Genásio (PSC) e Fred Machado (PPS).
•A questão do horário de funcionamento do Legislativo, de chamada e todo restante é complicada mesmo e deve ser resolvida, e rápido, internamente.
* No mais, agradeço a participação do vereador no blog, lembrando, embora possa parecer redundância, que o espaço está aberto a todos os parlamentares.
Abaixo a nota enviada pelo vereador:
IMPORTANTE: A assessoria do vereador Cláudio Andrade informa que o parlamentar estava PRESENTE ontem, 11/10, na Câmara, às 17h00, para participar da sessão. A informação publicada no Blog da jornalista Susy Monteiro, “Na Curva do Rio”, hospedado no site do Jornal Folha da Manhã, não é verdadeira! Ela informa que: “apenas” nove vereadores estavam presentes na chamada e não cita o nome do vereador Cláudio Andrade. Se o vereador não estava presente na chamada é porque esta, não foi feita no horário correto, ou seja, às 17h. Foi realizada antes, o que é contra o regimento interno da casa.
“Nunca faltei uma sessão em nove meses de mandato! Não admito que digam que eu estava ausente! Estava pronto e na casa de leis para participar da sessão”, afirmou Andrade.
Nota postada no blog:
Pela terceira sessão seguida, a Câmara Municipal de Campos não obteve quórum para ser iniciada.
O vice-presidente José Carlos (PSDC) fez a chamada, mas apenas os vereadores Jorginho Virgílio (PRP), Roberto Pinto (PTC), Abdu Neme (PR), Enock Amaral (PHS), Igor Pereira (PSB), Thiago Ferrugem (PR), Linda Mara (PTC), Genásio (PSC) e Fred Machado (PPS) estiveram presentes.
Por falar em falta de quórum, nem o vereador Thiago Virgílio (PTC), que ontem reclamou da não realização da sessão, compareceu.
Atualização:
Pouco antes das 20h, o vereador Thiago Virgílio, que não estava presente na hora da chamada, postou um vídeo junto com a vereadora Linda Mara, no plenário da Câmara, falando sobre o problema dos familiares de pacientes de Home Care. Ele se disse envergonhado por não haver sessão uma vez. De novo, porém, esqueceu, que quando era da base governista a falta de quórum era constante.
Segundo levantamento realizado pela Câmara a pedido do blog, de janeiro a outubro de 2016 deixaram de ser realizadas 17 sessões. Este ano, no mesmo período foram cinco: Quatro por falta de quórum e uma por falecimento do irmão do vereador José Carlos. Lógico que uma falta não justifica a outra, mas é sempre bom lembrar de como era a situação em um passado bem recente.
Comentar
Compartilhe
Valor das empresas será depositado em juízo para pagar salários dos rodoviários
11/10/2017 | 21h16
A Prefeitura de Campos endureceu o discurso e vai depositar em juízo, na próxima segunda-feira, o valor devido aos consórcios das empresas de ônibus para que seja repassado diretamente aos funcionários. A Prefeitura quer o retorno de 100% da frota a partir desta quinta-feira. Caso isso não aconteça, será acionado o comando da Polícia Militar.
A medida foi informada hoje, em reunião entre o secretário da Transparência e Controle, Felipe Quintanilha, e o presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transportes (IMTT), Renato Siqueira, com representantes dos consórcios do transporte público, Sindicato dos Rodoviários e alguns funcionários, para tratar do movimento grevista que continua, apesar de uma decisão judicial, em favor do Município, e que prevê a circulação de 60% da frota.
Felipe Quintanilha destaca que é preciso que o transporte público funcione e informou que o valor devido, pela prefeitura, aos consórcios, referente ao fechamento de setembro, será consignado em juízo, na próxima segunda-feira (16), para que seja repassado diretamente aos funcionários.
— O que a gente espera é que eles compreendam e voltem à operação 100%, já nesta quinta-feira, 12 de outubro, para que possamos discutir juntos os próximos passos do novo desenho do transporte — disse o secretário.
A greve já dura três dias. Ontem, a Justiça determinou o retorno de 60% da frota. Saiba mais sobre a greve no Folha1.
Comentar
Compartilhe
Carla: "Estamos começando a reconstruir São João da Barra"
11/10/2017 | 20h48
A prefeita de São João da Barra, Carla Machado, participou de uma série de inaugurações esta semana. Hoje, foi a vez da ampliação e reforma da Escola Chrisanto Henrique de Souza e Reforma do PU da praia do AÇU.
Carla disse que se sentiu na obrigação de concorrer à prefeitura por ter feito uma indicação errada, referindo-se ao ex-prefeito Neco, que teve o apoio dela em 2012, com quem depois rompeu. Contou que encontrou a situação de tal forma que, quando um paciente precisou de carro para tratamento em São Paulo, ela autorizou a pegar o que atendia ao prefeito. Porém, o veículo estava sem condições de uso.
Ela disse que, aos poucos, tem conseguido pagar as dívidas deixadas pela gestão anterior e retomar a reconstrução do município.
Lamentou, também, o que não conseguiu fazer, como o retorno do Cartão Cidadão, criado por ela, ou o Cartão Universitário, mas garantiu que voltarão.
Confira o vídeo postado na página de Helena Coelho no Facebook.
Comentar
Compartilhe
Juiz rejeita segundo recurso de Garotinho contra a sentença da Chequinho
11/10/2017 | 19h26
O juiz Ricardo Coimbra, da 76 Zona Eleitoral, negou Embargos de Declaração interposto pelo ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, que questionava decisão anterior sobre o próprio recurso. Foi a segunda vez que Garotinho apresentou Embargos contra a condenação. A primeira quando o juiz ainda era Ralph Manhães, que negou em 29 de setembro.
Garotinho alegava obscuridade na apreciação da incompetência do Juízo, ausência da mídia das gravações telefônicas e que os embargos de declaração suspendem o prazo recursal.
Os argumentos foram rejeitados por Coimbra, como é possível conferir na imagem acima.
Só para lembrar, Embargos de Declaração é um recurso pelo qual uma das partes de um processo judicial pede ao juiz (ou tribunal) que esclareça determinado(s) aspecto(s) de uma decisão proferida quando há alguma dúvida, omissão, contradição.
 
Comentar
Compartilhe
Câmara sem quórum para sessão outra vez
11/10/2017 | 17h41
Pela terceira sessão seguida, a Câmara Municipal de Campos não obteve quórum para ser iniciada.
O vice-presidente José Carlos (PSDC) fez a chamada, mas apenas os vereadores Jorginho Virgílio (PRP), Roberto Pinto (PTC), Abdu Neme (PR), Enock Amaral (PHS), Igor Pereira (PSB), Thiago Ferrugem (PR), Linda Mara (PTC), Genásio (PSC) e Fred Machado (PPS) estiveram presentes.
Por falar em falta de quórum, nem o vereador Thiago Virgílio (PTC), que ontem reclamou da não realização da sessão, compareceu.
Atualização:
Pouco antes das 20h, o vereador Thiago Virgílio, que não estava presente na hora da chamada, postou um vídeo junto com a vereadora Linda Mara, no plenário da Câmara, falando sobre o problema dos familiares de pacientes de Home Care. Ele se disse envergonhado por não haver sessão uma vez. De novo, porém, esqueceu, que quando era da base governista a falta de quórum era constante. 
Segundo levantamento realizado pela Câmara a pedido do blog, de janeiro a outubro de 2016 deixaram de ser realizadas 17 sessões. Este ano, no mesmo período foram cinco: Quatro por falta de quórum e uma por falecimento do irmão do vereador José Carlos. Lógico que uma falta não justifica a outra, mas é sempre bom lembrar de como era a situação em um passado bem recente.
Comentar
Compartilhe
Comércio de Campos não funcionará segunda-feira
11/10/2017 | 10h53
O comércio de Campos não irá funcionar na próxima segunda, dia 16. O feriado é pelo dia do comerciario. A informação é da CDL.
.
Comentar
Compartilhe
Com apenas três vereadores de oposição, Câmara não tem quórum para sessão
10/10/2017 | 19h14
Por falta de quórum, a Câmara de Campos não teve sessão hoje mais uma vez.
Apenas nove vereadores compareceram:
Cinco da base governista: O presidente Marcão Gomes (Rede), Marcos Bacellar (PDT), Jorginho Virgílio (PRP), Neném (PTB) e Enock Amaral (PHS).
Três de oposição: Linda Mara Silva (PTC), Miguelito (PSL) e Thiago Virgílio (PTC).
Um independente: Jorge Rangel (PTB).
No facebook, o vereador Thiago Virgílio, um dos presentes hoje, reclamou da falta de quórum e disse que tratava-se de uma ação do governo para que não houvesse sessão.
Porém, o presidente Marcão argumenta:
- Se todos os vereadores de oposição tivessem comparecido, teria quórum. 
A oposição tem sete vereadores: Além dos três que compareceram, são da bancada Thiago Ferrugem (PR), Kellinho (PR), Ozéias (PSDB) e Josiane Morumbi.
Para haver sessão são necessários 13 vereadores.
Só para lembrar, no mesmo período do ano passado, a Câmara de Campos não realizou 17 sessões. Este ano, até agora foram quatro: Três por falta de quórum e uma pelo falecimento do irmão do vereador José Carlos, semana passada.
Em contato por telefone, Thiago Ferrugem classificou de "conversa fiada" a alegação do presidente Marcão Gomes de que a sessão não ocorreu porque a oposição não estava presente:
"Todos os dias o presidente abre a sessão 17h30, 18h. Eu estava em um evento da Prefeitura no Trianon, a convite da presidente da FMIJ, Suellen André de Souza, como ex-presidente da Fundação. Às 17h15, 17h20 no máximo estava na Câmara, encontrei a vereadora Josiane no elevador e recebemos a informação de que não houve sessão. Foi uma manobra sim para evitar discussões importantes. Amanhã (quarta-feira) estaremos lá.
Atualização nas informações.
Comentar
Compartilhe
Justiça determina que 60% dos ônibus voltem a circular
10/10/2017 | 16h36
A Justiça do Trabalho de Campos determinou, na tarde desta terça-feira (10), que 60% dos ônibus voltem às atividades para garantir assim o atendimento mínimo dos usuários do transporte público de Campos. Caso a medida seja descumprida, a pena estipulada é de R$ 10 mil por dia para cada sindicato. A liminar ainda garante que a determinação seja cumprida imediatamente.
O documento cita ainda que o transporte coletivo é considerado atividade essencial. Sendo assim, a lei obriga que as entidades sindicais ou os trabalhadores comuniquem aos usuários com antecedência mínima de 72 horas de paralisação.
(Fonte: Blog do Bastos)
A greve dos rodoviários começou ontem (9), parando 100% da frota, o que é proibido por lei. O dia foi de muito transtorno para aqueles que foram surpreendidos pela paralisação. Confira a matéria na Folha 1.
Comentar
Compartilhe
Garotinho assume pré-candidatura ao Governo do Estado
10/10/2017 | 12h36
Após sair da prisão domiciliar no dia 26, o ex-secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho voltou às atividades normais w ao sonho que acalenta há anos: Ser governador. 
Depois de dizer que não havia decidido se iria concorrer, ele assumiu a pré-candidatura em uma postagem no blog sobre reunião do PR.
Garotinho afirmou que assina a pré-candidatura,dia 19.
Comentar
Compartilhe
Delator do TCE, Jonas Neto quer continuar advogando
10/10/2017 | 10h51
O advogado Jonas Lopes Neto, delator do esquema de propina no Tribunal de Contas do Estado (TCE), no Superior Tribunal de Justiça (STJ) quer manter a carteira da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio. O pedido foi feito pelo defensor dele, Gustavo Teixeira. Alegou que a delação de Neto prestou um serviço à sociedade.
O Conselho da OAB-RJ, formado por 180 membros, vai decidir o caso inédito no mês que vem. Neto e o pai, Jonas Lopes, ex-presidente do TCE, são os principais delatores sobre a corrupção na Corte.
(Da coluna Justiça e Cidadania, da jornalista Adriana Cruz, do Jornal O Dia)
Obs.:
Vale lembrar que Jonas Neto é um dos cinco denunciados por envolvimento em esquema de venda de decisões da Corte de contas, com a participação de outros conselheiros.
A denúncia no Inquérito 1133, protocolada em agosto, foi assinada pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio, e foi enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).
Além de Jonas, foram denunciados seu pai Jonas Lopes de Carvalho Filho, o Joninhas, Jorge Luiz Mendes Pereira da Silva, Álvargo José Galliez Novis e Edimar Moreira Dantas.
Segundo a delação do próprio pai, Jonas chegou a receber, em seu escritório, no Centro do Rio, parcela de propina referente a contratos firmados por empreiteiras em obras do Estado do Rio. O TCE deveria fiscalizar as contas públicas.
Jonas Filho foi indicado ao TCE pelo ex-governador Anthony Garotinho. Jonas Neto era advogado dele até pouco antes da delação.
Comentar
Compartilhe
Sessão solene hoje na Câmara pelos 50 anos da Faculdade de Medicina de Campos
10/10/2017 | 10h33
A Faculdade de Medicina de Campos (FMC) completa 50 anos e tem extensa programação esta semana. E hoje, às 19h, acontece sessão solene na Câmara dos Vereadores. Confira a programação completa na imagem acima.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: TRE julga prejudicado HC de Garotinho e mantém Ação Penal
09/10/2017 | 20h25
Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgou prejudicados dois Habeas corpus do ex-secretário de Governo de Campos Anthony Garotinho (PR). Ele queria suspender a Ação Penal do caso Chequinho até que fosse julgada a suspeição do juiz Ralph Manhães, até semana passada responsável pela 100 Zona Eleitoral.
Acontece que...
1) A 100 ZE foi extinta e todos os processos passaram para 76 Zona Eleitoral
2) A Ação Penal já foi julgada e Garotinho condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias por corrupção eleitoral, repetida 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação no curso do processo.
Comentar
Compartilhe
Com vitória no TRE, Pudim desabafa: Garotinho vive em mundo dele e age como ditador
09/10/2017 | 19h41
Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) negou o pedido do Partido da República (PR), que queria o mandato do deputado estadual Geraldo Pudim, que deixou a legenda em 2015 e filiou-se ao PMDB.
Agora há pouco, por telefone, Pudim disse que, em nenhum momento, duvidou da vitória por não haver nada contra ele. E desabafou:
- As acusações que esse moço faz não trazem realidade. Sai do partido por não haver mais ambiente para continuar lá. Foi justa causa. E não foi o PR quem pediu meu mandato. Foi ele. O PR é ele. Por que não pediu de Jair Bittencourt, Felipe Soares, Gil Vianna (no caso de Gil, se escondeu atrás de um aliado para pedir)? Isso demonstra um processo de perseguição contra mim. Ele cria as coisas e quer que as pessoas acreditem naquilo. Ele vive em um mundo próprio em que é juiz, advogado, promotor, desembargador, ministro... Ele julga e condena. Age como um ditador.
E acrescentou: "Esse rapaz está precisando de tratamento médico, a família precisa ver isso. Lamento que uma pessoa possa estar terminando sua vida publica desse jeito".
Leia a matéria completa na edição de amanhã da Folha da Manhã.
Comentar
Compartilhe
CPI das Rosas vai convocar ex-secretários de Rosinha
09/10/2017 | 13h37
O pregoeiro e um membro do setor de licitação da Prefeitura de Campos, na gestão da então prefeita Rosinha Garotinho (PR) foram ouvidos, na manhã de hoje, na CPI das Rosas.
De acordo com o presidente da CPI, vereador Fred Machado, eles prestaram informações, mas que não dirimiram todas as dúvidas. Por esta razão, outros membros do governo serão convocados, entre eles, os secretários de Obras e de Limpeza Pública que atuaram no período do contrato.
A CPI das Rosas investiga contrato da Prefeitura de Campos com a empresa EMEC Obras e Serviços Ltda. O contrato, entre 2011 e 2016, teve valor total de R$ 76.150.706,73, para manutenção civil e paisagística de canteiros, parques, praças, jardins e afins.
Comentar
Compartilhe
Futuro da Uenf em debate com os deputados Marcelo Freixo e Flávio Serafini
08/10/2017 | 21h56
Ciclo "O Futuro da UENF em debate" terá primeiro evento nesta segunda-feira (9). Os primeiros convidados são os deputados estaduais Marcelo Freixo e Flávio Serafini (ambos do Psol). O evento terá moderação do Prof. Carlos Eduardo de Rezende (Prof. Titular da UENF). O público participante também poderá contribuir com a discussão deste tema relevante não apenas para a comunidade UENFiana, mas, acima de tudo, para os jovens que dependem ou pretendem ingressar na universidade pública, gratuita e de qualidade.
O debate acontece no Auditório Multimidia do Centro de Ciências do Homem (CCH), entre 17h e 19h.
Comentar
Compartilhe
Começam a aparecer resultados da limpeza dos canais na Baixada
07/10/2017 | 21h22
A limpeza do Canal do Caxexo, em São Martinho, Baixada Campista começou na quarta-feira e os resultados já começam a aparecer, como é possível ver no vídeo acima.
- Canal do Caxexo, depois de 30 anos Aparece a água doce para nossa querida Baixada Campista - comemora o superintendente de Agricultura e Pecuária, Nildo Cardoso.
Ele acrescenta que será colocada uma canoa para retirada da vegetação que ficou pra trás. Serviço será pago pelos produtores beneficiados pelo canal.
Com a estiagem prolongada, pequenos produtores da Baixada estão sofrendo para encontrar água para o gado e irrigar plantações.
No início do mês, durante reunião com produtores, Nildo anunciou o início dos trabalhos, uma parceria com o Governo do Estado, através do Programa Limpa Rio. 
Todas as ações são acompanhadas por produtores rurais e pelo Comitê de Bacia Hidrográfica do Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana.
Comentar
Compartilhe
Outubro rosa: Tatuador de Campos oferece serviço gratuito a mulheres
07/10/2017 | 19h42
Gente, olha que iniciativa super legal:
O tatuador Nelio Souza está oferecendo, neste outubro rosa, serviço gratuito para as mulheres que quiserem fazer reconstrução de mamilo ou algum tipo de tatuagem para cobrir cicatrizes devido a mastectomia.
Parabéns, Nelio, pela força às mulheres guerreiras!
Comentar
Compartilhe
Com medo do xixi de Cabral, Garotinho pede ajuda a Pezão
07/10/2017 | 12h39
Alegando ameaças do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB), o ex-governador Anthony Garotinho (PR) protocolou ontem pedido de escolta policial ao governador Pezão (PMDB). Pezão chegou ao Palácio Guanabara pelas mãos de Cabral, mas já foi aliado político de Garotinho.
No documento de quatro páginas entregue ao Gabinete Civil, Garotinho cita as denúncias contra o desafeto feitas à Justiça, diz que "segurança pública é dever do estado" e argumenta: "...considerando que o ex-governador Sérgio Cabral ainda não foi transferido para prisão noutra unidade da federação, quer-se que seja disponibilizada escolta pessoal para o requerente".
Garotinho afirma que Cabral teria dito a colegas de cela, no presídio de Benfica, que "ainda iria urinar" em sua sepultura. No texto, ele pede que possa escolher os policiais que venham a fazer sua segurança pessoal.
(Do Informe O Dia, jornalista Paulo Cappelli)
Comentar
Compartilhe
Mutirão atende 200 mulheres para diagnóstico precoce de câncer de mama
07/10/2017 | 12h35
Missão cumprida! Esta foi a sensação das equipes que participaram, neste sábado (7), do Mutirão para o diagnóstico precoce do Câncer de Mama no Hospital Escola Alvaro Alvim, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde. O mutirão atendeu 200 mulheres.
Dirigentes, médicos, residentes, estudantes e equipe de funcionários do Hospital, que é referência em tratamento oncológico, estão de parabéns.
Comentar
Compartilhe
Mais prestadores por RPA recebem na próxima semana
06/10/2017 | 17h50
Na próxima semana, a Prefeitura de Campos dará continuidade ao pagamento dos prestadores de serviço através de Recibo de Pagamento Autônomo (RPA) referente ao mês de agosto. Durante esta semana, foram depositados, em conta, 40% dos valores dos prestadores de serviço.
Na segunda-feira (9), receberão mais uma parte do pagamento os prestadores com iniciais de A a F; já na terça (10), será a vez das pessoas com iniciais de G a L, enquanto na quarta (11) serão os que tem iniciais de M a Z.
Comentar
Compartilhe
PR contra Pudim na pauta do TRE
06/10/2017 | 15h18
Além do HC de Garotinho, condenado no caso Chequinho, também estará na pauta de segunda-feira do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), petição do Partido da República, que pede a perda do mandato do deputado Geraldo Pudim (PMDB) por ter trocado de partido.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: HC de Garotinho que pede suspensão da Ação Penal na pauta do TRE
06/10/2017 | 13h40
Está na pauta do TRE, de segunda-feira, mais um ação do ex-governador Garotinho na tentativa de suspender a Ação Penal 34-70, na qual foi condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias por corrupção eleitoral, repetida 17.515 vezes, associação criminosa, supressão de documento e coação no curso do processo do caso Chequinho (lembre no Folha1).
Garotinho quer suspensão da AP até que o pedido de suspeição do juiz Ralph Manhães, que o condenou, seja julgado.
Acontece que...
A 100 Zona Eleitoral foi extinta esta semana, em função do rezoneamento determinado pelo TSE. 
Comentar
Compartilhe
Lágrimas pela tragédia de Janaúba
06/10/2017 | 00h23
Como entender a tragédia de Janaúba, em Minas Gerais, onde um homem entrou em uma creche, ateou fogo e matou seis crianças, uma professora e ele próprio?
Como entender que crianças de quatro anos, quando só deveriam ter contato com risadas e brincadeiras, tenham sido arrancadas para uma realidade tão violenta?
Como entender que, no mês dedicado a elas, essas crianças tenham sido queimadas vivas em um lugar que deveriam estar seguras, aprendendo a desenhar seus futuros?
Como imaginar a dor dos pais e das famílias, com tantos planos e sonhos, agora velam seus filhos?
Impossível. Quando matou aquelas crianças, o homem matou, também, a inocência de todas as outras que estavam ali e carregaram cicatrizes no corpo e na alma durante toda vida. Matou esperança, matou futuro, matou sonhos de todos aqueles que estavam na creche, por ironia do destino, chamada Gente Inocente.
Tudo aquilo que poderia ou não ser percebido, feito acaba sendo menor que a dor daquela cidade. Morri um pouco em Janaúba. O mundo ficou mais sem graça, sem cor, sem sonho. 
Lembrei da pergunta feita pelo menino Zezé, do livro "Meu pé de laranja lima", ao descobrir dor e a saudade muito cedo: "Por que contam coisas às criancinhas?".
Questiono: "Por que fazer sofrer criancinhas?"
Só nos resta chorar e rezar pelas famílias e pelos sobreviventes.
Comentar
Compartilhe
Sepe comunica que não participará de manifestação amanhã
05/10/2017 | 19h36
O Sepe Campos divulgou comunicado em sua página no Facebook desmentindo que participará de manifestação amanhã. Também desautorizou qualquer mobilização utilizando o nome da instituição. Os atos públicos do sindicato são definidos em assembleia, como afirma a nota.
Comentar
Compartilhe
Prefeito Rafael, vice e todo primeiro escalão com salários atrasados
05/10/2017 | 11h47
Para priorizar demais pagamentos diante da grave crise financeira, o prefeito Rafael Diniz tomou uma medida impopular, mas dentro de seu próprio governo: Atrasou seu próprio salário, da vice Conceição Sant'Anna, dos secretários e membros do primeiro escalão, além dos demais cargos de confiança - os chamados DAS.
Ainda não há previsão para pagamento.
Enquanto isso...
De acordo com a Prefeitura, "na última sexta-feira (29), foi efetuado o pagamento dos servidores estatutários ativos, aposentados e pensionistas referente ao mês de setembro, cuja folha de pagamento dos 20,4 mil servidores ativos e inativos foi de R$ 77,5 milhões.
Já foi estabelecido, também, calendário para pagamento dos contratados através de Recibos de Pagamentos Autônomos (RPAs), que foi iniciado na última terça (03) e se estende até a próxima sexta-feira (06), de acordo com ordem alfabética".
Já sobre os DAS, informou, em nota: "Sobre pagamentos referentes aos cargos comissionados (DAS), por sua vez, a Prefeitura informa que, no momento, não há previsão de depósito, mas que tem buscado alternativas para regularização, de acordo com as possibilidades financeiras".
Comentar
Compartilhe
Carla, Fátima, Francimara e Christiane na busca por recursos em Brasília
05/10/2017 | 03h55
As prefeitas de São João da Barra Carla Machado, de Quissamã, Fátima Pacheco, de São Francisco de Itabapoana, Francimara Lemos, e Christiane Cordeiro, de Carapebus estão em Brasília, com agendas lotadas.
Estão gastando sola de sapato percorrendo gabinetes de deputados em busca de recursos que garantam melhorias para os municípios no próximo ano.
Comentar
Compartilhe
No outubro rosa, HEAA e FMC com ampla programação
05/10/2017 | 03h26
Dentro da programação do outubro rosa, destinado à prevenção e diagnóstico do câncer de mama, o Hospital Álvaro Alvim e a Faculdade de Medicina de Campos - através da Unidade de Assistência de Alta Complexidade (UNACON) - realizam uma série de eventos este mês. Entre eles, um mutirão de atendimento para 200 pessoas no próximo sábado, dia 7. As vagas já estão completas.
Também haverá passeio ciclístico, dia de beleza e bazar, sempre no intuito de elevar a auto-estima de quem está enfrentando a doença.
Também há campanhade doação de cabelos para o banco de perucas.
Vale lembrar que o câncer de mama éomais comum entre mulheres. Então, fazer o auto-exame e procurar um médico para fazer mamografia é o caminho.
Comentar
Compartilhe
No outubro rosa, Alvaro Alvim e FMC com programação extensa
05/10/2017 | 03h12
Dentro da programação do outubro rosa, destinado à prevenção e diagnóstico do câncer de mama, o Hospital Álvaro Alvim e a Faculdade de Medicina de Campos - através da Unidade de Assistência de Alta Complexidade (UNACON) - realizam uma série de eventos este mês. Entre eles, um mutirão de atendimento para 200 pessoas no próximo sábado, dia 7. As vagas já estão completas.
Também haverá passeio ciclístico, dia de beleza e bazar, sempre no intuito de elevar a auto-estima de quem está enfrentando a doença.
Também há campanha de doação de cabelos para o banco de perucas.
Vale lembrar que o câncer de mama é o mais comum entre mulheres. Então, fazer o auto-exame e procurar um médico para fazer mamografia é o caminho.
Comentar
Compartilhe
Estado paga mais R$ 100 milhões referentes a salários de agosto
04/10/2017 | 18h11
A Secretaria de Estado de Fazenda deposita, nesta sexta-feira (6/10), os salários integrais de agosto para 32.838 servidores ativos, inativos e pensionistas, de todas as categorias, que recebem vencimento líquido de até R$ 3.322,72. Também serão quitados integralmente os vencimentos de agosto para os servidores ativos da Secretaria de Cultura, incluindo os servidores da Funarj, Theatro Municipal e Fundação Museu da Imagem e do Som. Todos os pagamentos realizados nesta sexta-feira somam R$ 100 milhões. Com esses depósitos, o Estado terá quitado os salários de agosto para 91,7% do funcionalismo público.
Os vencimentos de agosto ficarão pendentes para 38.607 servidores ativos, inativos e pensionistas, em um total de R$ 271,2 milhões. O valor líquido da folha do Executivo é de R$ 1,6 bilhão. Com o pagamento desta sexta-feira, a folha de agosto estará concluída para 425.341 servidores ativos, inativos e pensionistas.
Os salários serão depositados ao longo do dia 6/10, mesmo após o fim do expediente bancário. De acordo com o resultado da arrecadação, a Fazenda anunciará, posteriormente, quando se dará novo depósito para os servidores que ainda não terão recebido os vencimentos até sexta-feira (6/10).
Atualização para correção no valor dos vencimentos líquidos.
Comentar
Compartilhe
Mais uma aprovada no concurso de 2008 convocada por determinação da Justiça
04/10/2017 | 15h07
Por determinação da Justiça, a Prefeitura de Campos publicou hoje, em Diário Oficial, mais uma aprovada no concurso de 2008 para o Programa Saúde da Família (PSF).
O concurso foi realizado, também por determinação da Justiça, ainda no governo Mocaiber, porém não foi homologado por sua sucessora, Rosinha Garotinho. A homologação só ocorreu em 2010, durante a primeira cassação da então prefeita, através do prefeito interino Nelson Nahim.
Comentar
Compartilhe
Morre irmão do vereador José Carlos
04/10/2017 | 01h14
Morreu na noite dessa terça-feira (3), Jefferson Gonçalves Monteiro, irmão do vereador José Carlos Gonçalves.
Ele sofreu um infarto, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.
O enterro acontece nesta quarta-feira (4), às 16h, no Cemitério Campo da Paz.
Ao vereador e família, meus sentimentos.
O presidente da Câmara de Campos Marcão Gomes (Rede) divulgou nota e lamentando a morte de Jefferson. Confira abaixo:
O presidente da Câmara de Vereadores de Campos, Marcão Gomes (Rede), comunica que a sessão ordinária desta quarta-feira (4) foi cancelada, em virtude do falecimento de Jeferson Gonçalves Monteiro, irmão do vereador e vice-presidente do Legislativo, José Carlos (PSDC). Em nome da Câmara e dos vereadores, Marcão Gomes presta sincero pesar e manifesta solidariedade à família. O velório está sendo realizado no cemitério Campo da Paz e o enterro será às 16h.
(Com atualização nas informações)
Comentar
Compartilhe
CPI das Rosas convoca pregoeiros da gestão Rosinha para prestarem depoimento
03/10/2017 | 17h31
A CPI das Rosas vai convocar pregoeiros que atuaram na gestão da então prefeita Rosinha Garotinho. O objetivo é que eles expliquem aos vereadores como foi realizado o contrato com a empresa EMEC Obras e Serviços Ltda. Entre 2011 e 2016, a empresa manteve contrato com a Prefeitura de Campos, no valor total de R$ 76.150.706,73, para manutenção civil e paisagística de canteiros, parques, praças, jardins e afins. 
De acordo com o presidente da CPI das Rosas, vereador Fred Machado (PPS), os esclarecimentos serão de muita importância para saber como transcorreu o certame licitatório vencido pela EMEC.
Mais informações em instantes.
Comentar
Compartilhe
Chequinho: Começa transferência de Ações Penais para 76 Zona Eleitoral
03/10/2017 | 17h30
As Ações Penais do caso Chequinho passam, a partir de amanhã, para a 76 Zona Eleitoral. Até então, elas estavam sob a responsabilidade da 100 ZE. O assunto foi mostrado na edição de domingo da Folha.
A mudança ocorre em função do rezoneamento, determinado pelo TSE.
No final da tarde, as APs começaram a ser transferidas, como é possível conferir na imagem acima.
Quem assume a 76 é o juiz Ricardo Coimbra (Lembre aqui)
Comentar
Compartilhe
Quissamã com reforma administrativa publicada no DO
03/10/2017 | 13h56
A prefeita de Quissamã Fátima Pacheco publicou na edição de hoje do Diário Oficial do município a Lei 1714/2017, aprovada pela Câmara e que dispõe sobre nova estrutura administrativa.
Para mais detalhes sobre as  mudanças, confira no DO de Quissamã.
Por falar em Fátima, ela está hoje em Brasília, onde recebe prêmio nacional de agricultura familiar.
Comentar
Compartilhe
Campos no Congresso Brasileiro de Clínica Médica
03/10/2017 | 11h03
Campos estará representada no 14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência e Emergência, que acontece amanhã (4) e quinta-feira (5) em Belo Horizonte, Minas Gerais. Os eventos – que têm como tema “CLÍNICA MÉDICA: COMPETÊNCIAS PARA DEMANDAS COMPLEXAS” - são uma promoção da Sociedade Brasileira de Clinica Médica – SBCM, realização da SBCM – Regional Minas Gerais e co-realização da Associação Brasileira de Medicina de Urgência e Emergência (ABRAMURGEM).
Diretor do Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI), o médico Luiz José de Souza falará sobre experiência no atendimento de urgência e emergência de pacientes com dengue. Além disso, presidirá mesa que debaterá “Segurança do Paciente: Por que falhas na assistência à saúde são a 3° causa de morte nos EUA?”.
Este é o principal Congresso promovido pela SBCM, tornando-se fórum nacional para o encontro dos diversos profissionais que atuam na área da Clínica Médica, tanto para os que se dedicam ao ensino e à pesquisa nas universidades, como aqueles que desenvolvem atividades profissionais na área.
Comentar
Compartilhe
Juiz Ricardo Coimbra assume titularidade da 76 Zona Eleitoral
02/10/2017 | 19h01
Como a Folha mostrou na edição de domingo, a 100 Zona Eleitoral deixa de existir a partir de quarta-feira (4), sendo os processos que tramitavam lá incorporados à 76 Zona Eleitoral.
A dúvida era sobre quem assumiria a 76 ZE, atualmente sob a responsabilidade do juiz Eron Simas, que conduziu os julgamentos das Aijes do caso Chequinho, hoje já em fase de recurso no TRE. 
Na 100 ZE, onde estavam as Ações Penais estava responsável o juiz Ralph Manhães, que, no último dia 13 de setembro, determinou a prisão do ex-governador Garotinho e o condenou a nove anos, 11 meses e 10 dias.
Nenhuma das duas zonas tinha um juiz titular. Mas, terá agora:
O Diário Oficial da Justiça, na edição de amanhã, traz a designação do juiz Ricardo Coimbra da Silva Starling Barcellos, que assume a titularidade da 76.
Comentar
Compartilhe
PPS finaliza congressos municipais com ampla participação feminina
02/10/2017 | 18h40
O Partido Popular Socialista (PPS) finalizou os congressos municipais em Itaperuna, Italva, Cardoso Moreira, São Francisco, arrumando a casa de olho em 2018. E a legenda traz uma peculiaridade: ampla participação feminina.
Em Itaperuna, o diretório é maioria mulheres. Fernanda Malafaia foi eleita presidente.
Itaperuna, com Fernanda Malafaia
Italva também elegeu uma presidente: Ângela Maria, comerciante , ativista política e oposição ao governo municipal.
Italva, Angela Maria na presidência
Em Cardoso, o presidente é o Junior da Farmácia, atual secretário de Saúde. O PPS mantém o posicionamento de apoio ao prefeito Gilson Siqueira, também faz parte do PPS em Cardoso o secretário de planejamento Alexandre Cozendey.
Já em São Francisco, a presidência continua com Armando Barreto. No final de outubro, quem assume é Alessandra Rangel, esposa do vereador Barrão: "A responsabilidade de conduzir a consolidação de todos estes diretórios, é imensa, mas recompensador, está feito e muito me honra atender a designação do Rafael Diniz, e do Sérgio Mendes que coordenam o partido no Norte Noroeste. Dever cumprido", diz. Zé Armando Barreto.
Comentar
Compartilhe
E os recursos da Chequinho no TRE?
02/10/2017 | 15h06
A partir de quarta-feira, as Ações Penais do caso Chequinho, atualmente tramitando na 100 Zona Eleitoral, passaram para a 76 Zona Eleitoral. Em função do rezoneamento, a 100 deixará de existir. Ainda não se sabe qual juiz ficará responsável pelos processos.
Por falar em 76, ali foram julgadas as 38 Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) - parte cível-eleitoral do caso Chequinho. Entre os condenados, 10 eleitos. Dois tiveram a condenação confirmada pelo TRE e foram afastados dos cargos - Magal e Vinícius Madureira.
Porém, enquanto a tramitação do recurso de Magal e Madureira ocorreu em cerca de três meses — a condenação em 1ª instância foi em janeiro e o julgamento pelo TRE em maio e junho, respectivamente — os recursos dos demais vereadores eleitos e o da ex-prefeita Rosinha, condenada em junho, ainda aguardam decisões no TRE. Todos os recursos têm como relatora a desembargadora Cristiane de Medeiros Brito Chaves Frota, mas ainda não foram postos em pauta para julgamento.
(Confira a matéria completa sobre as alterações com o rezoneamento no Folha 1)
Comentar
Compartilhe
O mistério dos pendrives
02/10/2017 | 13h44
Ok. Jornalista investigativo, como se auto define, ex-governador, ex-secretario estadual e municipal, ex-prefeito, ex-deputado Anthony Garotinho saiu do apartamento em que mora no Flamengo para trabalhar na rádio Tupi, na manhã de 13 de setembro com oito pendrives dentro da pochete.
A reclamação sobre a suposta apreensão indevida foi protocolada no MP Federal dia 20, uma semana após a prisão.
Após ser preso pela Policia Federal, no caminho para Campos parou para ir ao banheiro e como o policial não deixou que ele fechasse a porta (afinal, estava preso), segundo o político, teve a pochete revistada e os pendrives apreendidos.
Felizmente, com a experiência de quase 40 anos na política e no "jornalismo investigativo", com certeza havia cópias de segurança em lugar seguro e a suposta apreensão não colocará em risco suas recorrentes denúncias.
Menos uma preocupação para o político, que agora, na volta ao trabalho, avalia a dimensão das possíveis perdas políticas com sua prisão.
Comentar
Compartilhe
Suspensão de passagem social publicada em DO
02/10/2017 | 11h11
O Diário Oficial desta segunda-feira, 2, traz o Decreto 194/2017, que trata da suspensão do Programa Campos Cidadão - Passagem social - que passa a vigorar a partir de hoje. 
O anúncio da suspensão foi feito no início da noite de sexta-feira e gerou muita repercussão, inclusive na base aliada. Alguns vereadores chegaram a se manifestar publicamente a respeito de não terem sido comunicados da decisão.
Hoje, quem precisava de ônibus em Campos, também reclamou bastante, já que o primeiro dia de tarifa com preço normal de R$ 2,75 foi marcado por muitos atrasos.
Comentar
Compartilhe
Maior ataque a tiros dos EUA deixa 50 mortos e mais de 350 feridos
02/10/2017 | 10h06
  • Atentado em Las Vegas

    Atentado em Las Vegas

  • Atentado em Las Vegas

    Atentado em Las Vegas

  • Atentado em Las Vegas

    Atentado em Las Vegas

O maior ataque a tiros da história moderna dos Estados Unidos deixou 50 pessoas mortas e mais de 350 feridas após um homem atirar do 32º andar do Mandalay Bay, um famoso cassino e resort de Las Vegas (EUA), contra multidão que participava de um festival de música na noite deste domingo (horário local, madrugada desta segunda em Brasília). 
O suspeito, identificado como Stephen Paddock, de 64 anos, foi encontrado morto após a Swat (equipe de ações táticas) invadir o quarto de hotel. Ele tinha 8 armas consigo.
Paddock teria começado a atirar por volta das 22h (horário local; 1h desta segunda, no horário de Brasília), na direção do Route 91 Harvest Festival, um festival de música country ao ar livre. Mais de 22 mil pessoas estavam no local.
Comentar
Compartilhe
Precisando tanto trabalhar, mas "cabulando" mais uns dias
01/10/2017 | 11h18
Ponto Final
Ponto Final / Ilustração
Gazeteando
Durante os 13 dias em que o ex-secretário de Governo de Campos Anthony Garotinho esteve em prisão domiciliar, o mantra repetido pela família, além da “perseguição política”, foi o fato de que ele precisava ser solto para voltar ao trabalho na rádio Tupi. Segundo a esposa, Rosinha, é deste trabalho que o marido tira o sustento da família. Porém, Garotinho obteve decisão favorável no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira (12), foi solto na quarta (13) no final da tarde e até ontem permanecia em Campos. Mesmo precisando tanto trabalhar, a opção foi “cabular” mais uns dias.
Agenda
A folga, porém, não foi para descanso. Quinta-feira, ele participou de reunião com a militância do PR no Clube de Regatas Rio Branco. Nos outros dias, visitou e recebeu visitas de apoiadores e aproveitou para disparar contra o governo municipal e outros eleitos como inimigos. Amanhã, segunda, volta aos microfones da Tupi e continua a orquestrar, mesmo de longe, o show do Garotinho em Campos, seu berço político.
Tucanos 1
Sem diretório desde final de agosto, membros do PSDB de Campos divulgaram manifesto cobrando uma solução da Executiva Estadual, que dissolveu direção provisória em vários municípios. A Estadual nomeou alguns diretórios, com o intuito de conduzir as convenções, entretanto, Campos não teve provisória montada em função de os tucanos não terem aceitado a montagem feita ela. Assim, o partido no município está sem direção.
Tucanos 2
Os tucanos campistas que assinam o manifesto, entre eles os ex-presidentes Robson Colla e Geraldo H. Coutinho, expressam desejo de que haja convenção para eleição de diretório no município. Também explicam que o grupo busca o fortalecimento e crescimento do partido, “pautado pela ética, disciplina e respeito, não admite permanecer num partido sem direção constituída. Mantemos a expectativa de que a direção estadual implemente com a maior brevidade possível solução adequada a essa inconformidade”.
E o Aeds?
Os dias são de aparente calmaria em relação às doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti. Mas o ministério da Saúde sabe do que está por vir e liberou R$ 30,4 milhões, referentes à segunda parcela de recurso adicional para o combate ao Aedes aegypti. Ao todo, 3.148 municípios em 20 estados e o Distrito Federal serão beneficiados porque cumpriram critérios para intensificar as medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Manter o dever de casa é importe para evitar uma epidemia no próximo verão.
Calendário
A Prefeitura de Campos estabeleceu um calendário para pagamento dos contratados através de Recibos de Pagamentos Autônomos (RPAs), a partir da próxima semana. Os trabalhadores receberão de terça (3) a sexta-feira (6), de acordo com ordem alfabética. O fluxo de pagamento está sendo feito de acordo com a disponibilidade financeira do município no momento. Na semana passada, injetou no município mais de R$ 70 milhões em pagamentos dos servidores.
Outubro rosa
Dentro da programação do outubro rosa, destinado à prevenção e diagnóstico do câncer de mama, o Hospital Álvaro Alvim e a Faculdade de Medicina de Campos realizam uma série de eventos. Entre eles, um mutirão de atendimento para 200 pessoas no próximo dia 7. Também haverá passeio ciclístico, dia de beleza e bazar, sempre no intuito de elevar a auto-estima de quem está enfrentando a doença.
Reforma
Em julho último, o posto avançado do Banco do Brasil em Carapebus foi arrombado. A unidade, agora, passa por reforma e pode ganhar sede nova. Os clientes e usuários passaram a se deslocar para as cidades de Quissamã e Macaé para atendimento. O gerente do Banco do Brasil, Luciano Jatobá - que está dando plantão em Macaé - informou que, a reabertura da agência é uma das prioridades da direção regional e que “deve acontecer antes da virada do ano’.
José Renato
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Suzy Monteiro

suzy@fmanha.com.br