Na Ciência Não Há Lugar Para Celebridades e Festas de Oscar ou Garimpar Popularidade Para a Próxima Eleição, Avalia o Co-Responsável Pelo GPIDMR Itep- Uenf /Uniflu Auner Pereira, Abrindo a Boca Para Marco Barcelos.
24/07/2020 | 10h56
<div><strong><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/170x96/1_auner_entrevista-1651001.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f1ae8eb62e58', 'cd_midia':1651002, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/532x284/1_auner_entrevista-1651001.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '15', 'cd_midia_w': '532', 'cd_midia_h': '283', 'align': 'Center'}"><figure class="Center" style="width:532px;height:283px;"> <a class="" href="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/auner_entrevista-1651001.jpg" data-lightbox="image-5f1ae8eb62e58"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/532x284/1_auner_entrevista-1651001.jpg" alt="" width="" height=""> </a> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></strong></div> <div><strong>1 - A educa&ccedil;&atilde;o &eacute; um dos pilares de uma sociedade , na sua forma&ccedil;&atilde;o e desenvolvimento como valorizar um Estado no progresso cient&iacute;fico , incentivando a pesquisa ?</strong></div> <div>Pela sua express&atilde;o... &ldquo;A educa&ccedil;&atilde;o&rdquo;, come&ccedil;o por a&iacute; &ndash; A educa&ccedil;&atilde;o &eacute; um processo de vida e investimentos em diferentes n&iacute;veis de complexidade de responsabilidade das fam&iacute;lias. A Escolaridade &eacute; um projeto produtivo sist&ecirc;mico do Estado &ndash; segundo a Constitui&ccedil;&atilde;o em vigor - que deveria come&ccedil;ar na creche e culminar na continuidade do estudante ao longo de toda a sua vida profissional no desenvolvimento de informa&ccedil;&otilde;es, tecnologias e cientificidade, na Universidade e no mercado. &Eacute; dever do estado e direito do cidad&atilde;o, previsto na Constitui&ccedil;&atilde;o da Rep&uacute;blica Federativa do Brasil de 1988, artigo 205 da Constitui&ccedil;&atilde;o Federal de 1988: " A educa&ccedil;&atilde;o,(Escolaridade?) direito de todos e dever do Estado e da fam&iacute;lia, ser&aacute; promovida e incentivada com a colabora&ccedil;&atilde;o da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exerc&iacute;cio da cidadania e sua qualifica&ccedil;&atilde;o para o trabalho&rdquo;, &eacute; um investimento de gera&ccedil;&otilde;es, est&aacute; previsto em or&ccedil;amento. N&oacute;s temos uma popula&ccedil;&atilde;o incentivada por t&iacute;teres processuais que permanecem como s&uacute;ditos a reboque das ideias de depender do estado, como em uma corte imperial. Acham que quem tem o poder &eacute; quem ocupa cargo p&uacute;blico, autoridade, o imperador, o rei. A todos o devido respeito, mas como representantes da vontade do povo. Uma vis&atilde;o imperialista escravocrata em plena rep&uacute;blica. Ainda n&atilde;o usufruem da informa&ccedil;&atilde;o democratizada que &ldquo; todo o poder emana do cidad&atilde;o&rdquo; Ele ou ela, como autoridade, deve exigir em todas as inst&acirc;ncias do estado brasileiro o cumprimento das leis e dos or&ccedil;amentos. Dinheiro, recursos, est&atilde;o previstos sim, mas n&atilde;o para a a ignor&acirc;ncia e gan&acirc;ncia de alguns. Lembro de uma pergunta a um estudante no ensino fundamental: O que voc&ecirc; quer ser quando crescer? &ndash; Controlador de licita&ccedil;&atilde;o. N&atilde;o h&aacute; um estado valorizado sem que, primeiro o cidad&atilde;o n&atilde;o tenha entusiasmo de ser ele o representante que sustenta o estado e n&atilde;o depende dele, do estado, para usufruir favores. Isso prov&eacute;m da continuidade de Escolas em que o conte&uacute;do estudado em sala de aulas ou por meios informatizados n&atilde;o se torna aplica&ccedil;&atilde;o imediata na melhoria de vida dele, do cidad&atilde;o. Se constituem em um armaz&eacute;m reprodutivo de ideologias em diferentes linguagens, salvo algumas iniciativas diferentes. Por isso muitos estudantes ficam frustrados, pois o tempo que gastam com a tal escola n&atilde;o representam mudan&ccedil;as na sua vida e de suas fam&iacute;lias. Ent&atilde;o para que perder tempo com tais assuntos de livros? A&iacute; imperam os modismos e eles s&atilde;o empurrados a uma busca por novas experi&ecirc;ncias que v&atilde;o culminar nos achacadores de angustias juvenis e traumas dos estudantes com o oferecimento de novos aliciamentos para os seus interesses de sustentabilidade marginais em festas de bairros. O artigo 207 - da CRFBr, indica a indissociabilidade da pesquisa extens&atilde;o e ensino, onde est&atilde;o os resultados transformadores na maioria das institui&ccedil;&otilde;es do tal ensino? Nos &uacute;ltimos 50 anos de escolas o mundo informado, mudou? Todos os em torno de 600.000 apenados no Brasil n&atilde;o tiveram escola? Tanto dinheiro aplicado em escolas e o resultado, todos os cidad&atilde;os lutando pela sua realidade e dignidade comunit&aacute;ria. A rua ficou mais limpa? As casas s&atilde;o melhores, a mobilidade urbana? &Aacute;reas de lazer? Est&atilde;o empregados, empreendendo? Bibliotecas em cada bairro, abertas aos s&aacute;bados e domingos? Olimp&iacute;adas de bairros, esportes da juventude? A seguran&ccedil;a e bem estar? A maior parte dos jovens tem esperan&ccedil;as na sua empregabilidade? Resultados? P&eacute; no ch&atilde;o e cabe&ccedil;a l&aacute; fora pela manipula&ccedil;&atilde;o da m&iacute;dia idiossincr&aacute;tica de favores e desinforma&ccedil;&atilde;o adrede de vida rica. Mitos!</div> <div><strong>02 - Nunca se deu tanto valor aos profissionais de sa&uacute;de e aos pesquisadores , como nesta Pandemia . Na sua avalia&ccedil;&atilde;o quais pol&iacute;ticas p&uacute;blicas se fazem necess&aacute;rias para o Brasil chegar ao n&iacute;vel dos pa&iacute;ses de primeiro mundo ?</strong></div> <div>Os Brasileiros verdadeiros n&atilde;o devem cair nessa fantasia de primeiro mundo. O seu primeiro mundo &eacute; onde voc&ecirc; vive e trabalha e quem sabe vai morrer. Voc&ecirc; est&aacute; disposto a transformar a sua realidade? Como est&atilde;o as suas negocia&ccedil;&otilde;es de comunidade e de bairro? Se a revolu&ccedil;&atilde;o n&atilde;o come&ccedil;ar por a&iacute; n&atilde;o adiante mirar na Finl&acirc;ndia. A popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o sabe e nem tem controle sobre o que s&atilde;o pol&iacute;ticas publicas. Voc&ecirc; mesmo pode dizer quais s&atilde;o as pol&iacute;ticas p&uacute;blicas efetivas no seu bairro. Se n&atilde;o aconteceu no seu bairro o resto &eacute; marketing para com o seu dinheiro e discurso de m&iacute;dias pagas pelo pr&oacute;prio pode publico. Impresssa livre n&atilde;o vive de verbas de governo, vive da sua compet&ecirc;ncia de venda de seus produtos no mercado. A pol&iacute;tica p&uacute;blica priorit&aacute;ria deveria ser a forma&ccedil;&atilde;o de gestores que pretendessem ser agentes p&uacute;blicos, como verdadeiros estadistas e se a popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o participar da tal politica p&uacute;blica, fica s&oacute; discurso. Agora vem a nova onda? &ldquo;O novo normal&rdquo; ? Nunca foi normal. Igual a hist&oacute;ria de &ldquo;capital humano&rdquo;. O mercantilismo e a fun&ccedil;&atilde;o do imperialismo escravocrata usavam capital humano.Nunca fomos e n&atilde;o somos capital humano, uma mentalidade de guildas que tamb&eacute;m fluem para o que se prop&otilde;em algumas novidades do tipo sites,aplicando golpes por infovia, que mesmo com novas linguagens e tecnologias, replicam os costumes de fac&ccedil;&otilde;es ou milicias com discursos e estruturas novas ao intensificar o mecanicismo cartesiano, positivista, tecnicista, evidentemente adaptados aos signos do s&eacute;culo XXI. &Eacute; uma pandemia tecnol&oacute;gica excludente. E n&atilde;o me venha com a seguinte hist&oacute;ria: &ldquo; Por favor n&atilde;o morram todos os pobres. Precisam ficar alguns para o ano que vem? Se n&atilde;o como vamos fazer campanhas de caridade?</div> <div>Pergunto: Se voc&ecirc; conhece e se todas as crian&ccedil;as, jovens e adolescentes est&atilde;o informados e participando das pol&iacute;tica p&uacute;blicas para a realidade dos 5. 570 munic&iacute;pios no Brasil ?</div> <div>1. Empregabilidade dos jovens e adultos na sua regi&atilde;o?</div> <div>2. Redu&ccedil;&atilde;o de tributos e incentivos com investimentos em empresas locais?</div> <div>3. Ampliar o poder de compra da popula&ccedil;&atilde;o?</div> <div>4. Maximizar a valoriza&ccedil;&atilde;o da estrutura de seguran&ccedil;a p&uacute;blica?</div> <div>5. Op&ccedil;&otilde;es de lazer?</div> <div>6. Eliminar o analfabetismo?</div> <div>7. Ter todas as ruas limpas e higienizadas?</div> <div>8. Receber seus proventos em dia?</div> <div>9 Identificar atendimentos de orienta&ccedil;&atilde;o pr&eacute;via de nutri&ccedil;&atilde;o e bem estar?</div> <div>10 Qualificar orienta&ccedil;&atilde;o sistem&aacute;tica de rotinas de atendimento m&eacute;dico, odontol&oacute;gico, psicol&oacute;gico, nutricional e educacional em todas as escolas para pais e estudantes inclu&iacute;dos.</div> <div>11. Avaliar orienta&ccedil;&atilde;o sistem&aacute;tica de sa&uacute;de nos polos de socorro?</div> <div>12. Verificar a orienta&ccedil;&atilde;o dos investimentos na produtividade, rentabilidade, lucratividade e viabilidade na produ&ccedil;&atilde;o, distribui&ccedil;&atilde;o e consumo na agropecu&aacute;ria?</div> <div>13. Avaliar sistemas de abastecimento, armazenagem de alimentos?</div> <div>14. Avaliar sistemas de incentivos ao associativismo, comunidades e cultura local?</div> <div>15.Qualificar o patrim&ocirc;nio publico e hist&oacute;rico integrado com o turismo regional efetivo?</div> <div>16. Mensurar o usufruto de restaura&ccedil;&atilde;o e finalidade dos pr&eacute;dios p&uacute;blicos abandonados?</div> <div>17 Consolidar a comunica&ccedil;&atilde;o e infovia nos distritos mais distantes?</div> <div>18.Utilizar a sistematiza&ccedil;&atilde;o do segmento vi&aacute;rio e transportes para as grandes distancias?</div> <div>19 Usar os canais e sistema fluvial integrados com a piscicultura?</div> <div>20.Intensificar os treinamentos sistem&aacute;ticos para o atendimento &agrave;s demandas cidad&atilde;s?</div> <div>21.Atender todas as crian&ccedil;as at&eacute; 12 anos e prestadores de servi&ccedil;os de transportes urbanos com 3 idiomas?</div> <div>22.Atender os abrigos de idosos e idosas e de outros segmentos com sustentabilidade institucional?</div> <div>23. Instalar portais com c&acirc;meras em todos os bairros para ampliar a seguran&ccedil;a da popula&ccedil;&atilde;o?</div> <div>24. Agir com urg&ecirc;ncia sobre a constitui&ccedil;&atilde;o e manuten&ccedil;&atilde;o das fac&ccedil;&otilde;es e mil&iacute;cias com o tr&aacute;fico de impostos, de armas, muni&ccedil;&otilde;es, drogas e vidas humanas. ?</div> <div>25. Efetivar a orienta&ccedil;&atilde;o &agrave;s mulheres na politica protetiva nacional ?</div> <div>26. Determinar restri&ccedil;&otilde;es a im&oacute;veis urbanos abandonados e criadores e focos de mosquitos ?</div> <div>27. Funcionar o transporte de massa urbana interligada por metr&ocirc; de superf&iacute;cie?</div> <div>28. Efetivar capta&ccedil;&atilde;o de &aacute;gua pot&aacute;vel da regi&atilde;o da serra?</div> <div>29. Asfaltar as estradas vicinais de acesso a comercializa&ccedil;&atilde;o de produtos agropecu&aacute;rios?</div> <div>30. Concluir a valoriza&ccedil;&atilde;o da m&atilde;o de obra rural?</div> <div>31. Investir no apoio a forma&ccedil;&atilde;o , treinamento e desenvolvimento de for&ccedil;a de trabalho?</div> <div>32. Gerenciar o programa de que todas as fam&iacute;lias sejam integradas na reconstru&ccedil;&atilde;o permanente das escolas da sua comunidade?</div> <div>33. Promover e realizar as elei&ccedil;&otilde;es democr&aacute;ticas pela comunidade em todas as gest&otilde;es de escolas do munic&iacute;pio?</div> <div>34.Eliminar gradualmente todas as possibilidades de pol&iacute;ticas p&uacute;blicas que contribuem com a depend&ecirc;ncia da tutela p&uacute;blica em qualquer situa&ccedil;&atilde;o?</div> <div>35. Realizar o acesso irrestrito na internet com a pol&iacute;tica de cidade informatizada?</div> <div>36. Incentivar as comunidades solid&aacute;rias bem como as pol&iacute;ticas cooperativistas?</div> <div>37. Valorizar realiza&ccedil;&atilde;o de parques ecol&oacute;gicos em mem&oacute;ria da cultura local ?</div> <div>38. Empreender a valoriza&ccedil;&atilde;o de parque ecol&oacute;gico em mem&oacute;ria a cultura afro.</div> <div>39. Demonstrar respeito irrestrito as manifesta&ccedil;&otilde;es de cren&ccedil;as e culturas nativas?</div> <div>40. Incentivar e investir em incubadoras de empreendedores locais?</div> <div>41 Intensificar a programa&ccedil;&atilde;o cultural com ades&atilde;o irrestrita de artistas locais?</div> <div>42. Investir em m&iacute;dias representativas da identidade e cultura local ?</div> <div>43. Incentivar a programa&ccedil;&atilde;o efetiva de express&atilde;o a hist&oacute;ria do local ?</div> <div>44. Valorizar as nascentes e locais de reserva de mananciais?</div> <div>45. Viabilizar a Arboriza&ccedil;&atilde;o nativa e reflorestamento sist&ecirc;mico de &aacute;reas especiais.?</div> <div>46. Realizar Atividades desportivas e incentivo a investimentos em campeonatos locais?</div> <div>47. Valorizar as margens e da &aacute;gua dos rios com investimentos em meio ambiente saud&aacute;vel.</div> <div>48. Valorizar parques e lagoas ?</div> <div>49. Criar e manter de parques tem&aacute;ticos para utiliza&ccedil;&atilde;o da popula&ccedil;&atilde;o em atividades sob orienta&ccedil;&atilde;o cultural.</div> <div>50. Reconstruir um centro c&iacute;vico para concentrar todos os atendimentos &agrave;s demandas cidad&atilde;s?</div> <div>51.Promover gincanas de leituras e cultura em bibliotecas e museus em todos os distritos e bairros abertos aos s&aacute;bados e domingos- usinas do saber?</div> <div>52. Eliminar o descarte de &ldquo;marginais&rdquo; e doentes de madrugada para que os servi&ccedil;os p&uacute;blicos de outro munic&iacute;pio possa atender?</div> <div>53. Definir a quest&atilde;o dos res&iacute;duos s&oacute;lidos e l&iacute;quidos?</div> <div>54. Promover o bem-estar para a popula&ccedil;&atilde;o?</div> <div>55. Especializar a estrutura de servi&ccedil;os hospitalares e ambulatoriais?</div> <div>56. Avaliar os po&ccedil;os artesianos e dom&eacute;sticos nos bairros?</div> <div>57. Promover os programas de engenharias sanit&aacute;ria e ferrovi&aacute;ria?</div> <div>58. Manter a seguran&ccedil;a alimentar em bares e restaurantes?</div> <div>59. Proteger e desenvolver condi&ccedil;&otilde;es ambientais para salvar a fauna e flora silvestre regional?</div> <div>60. Proporcionar o desenvolvimento da sa&uacute;de mental?</div> <div>61. Construir e ampliar as condi&ccedil;&otilde;es vi&aacute;rias com ciclovias?</div> <div>62. Promover a realiza&ccedil;&atilde;o de Feiras de alimentos naturais e de artesanato?</div> <div>63. Eliminar as filas de bancos?</div> <div>64. Construir e administrar a estrutura de servi&ccedil;os de sanit&aacute;rios p&uacute;blicos e bebedouros em pra&ccedil;as e espa&ccedil;os de lazer e centros de com&eacute;rcio?</div> <div>65. Orientar e promover atividades e uso das praias?</div> <div>66. Qualifica&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os de cemit&eacute;rios e afins?</div> <div>67. Adequar o tr&acirc;nsito com a oferta de servi&ccedil;os de estacionamento de ve&iacute;culos e automotores em vias p&uacute;blicas?</div> <div>68. Implantar vias r&aacute;pidas centro &ndash; bairro, livres de estacionamento p&uacute;blico?</div> <div>69. Coibir sistematicamente o uso de som elevado nas vias p&uacute;blicas e al&eacute;m do hor&aacute;rio limite.</div> <div>70. Eliminar o problema sanit&aacute;rio de aves em pra&ccedil;as p&uacute;blicas e telhados alimentados por Transeuntes?</div> <div>71. Atender e orientar a aten&ccedil;&atilde;o especial no acolhimento aos fluxos de emigrantes e imigrantes?</div> <div>72. Proporcionar a transpar&ecirc;ncia e a comunica&ccedil;&atilde;o democr&aacute;tica das informa&ccedil;&otilde;es sobre o planejamento estrat&eacute;gico e gest&atilde;o para curto, m&eacute;dio e longo prazos com a popula&ccedil;&atilde;o?</div> <div>73. Promover em Institui&ccedil;&otilde;es, escolas, empresas e nos sites aos valores humanos com base no t&iacute;tulo I da Constitui&ccedil;&atilde;o em vigor- de 1988.?</div> <div>Para come&ccedil;o de conversa, s&atilde;o 100 itens, observe os 73 itens indicados anteriormente e verifique se pode responder com dados e informa&ccedil;&otilde;es citando fontes ?</div> <div>O resto &eacute; perda de tempo. N&atilde;o v&atilde;o resolver o que est&aacute; a&iacute; h&aacute; mais de 100 anos.</div> <div>Diz um ditado oriental que : &ldquo; Quando dois elefantes brigam, a grama &eacute; que leva a pior&rdquo;</div> <div>Vem a&iacute; outra oportunidade de fazer uma nova hist&oacute;ria de uma vez por todas ou nunca mais nesta gera&ccedil;&atilde;o.</div> <div>Pode mostrar a diferen&ccedil;a?</div> <div><strong>03 - Dr Auner Pereira , a cada dia temos v&iacute;deos com publica&ccedil;&otilde;es cient&iacute;ficas ou apenas fal&aacute;cias , sobre a poss&iacute;vel cura da covid 19 , ou tratamentos , o que deixa a popula&ccedil;&atilde;o insegura . Como saber se o tratamento &eacute; eficaz e respaldado cientificamente ?</strong></div> <div>Somente por sites e pronunciamento das inst&acirc;ncias cient&iacute;ficas. Na ci&ecirc;ncia n&atilde;o h&aacute; lugar para celebridades e festas de Oscar ou garimpar popularidade para a pr&oacute;xima elei&ccedil;&atilde;o. Cientista est&aacute; voltado para a na&ccedil;&atilde;o. A vacina vir&aacute;.</div> <div><strong>04 - Dr Auner Pereira , sendo co-respons&aacute;vel pelo Grupo de Pesquisa Interinstitucional de Desenvolvimento Municipal Regional.Itep- Uenf /Uniflu , como incentivar novos pesquisadores , nas mais variadas linhas de pesquisa , e quem p&ocirc;de participar ?</strong></div> <div>O GPIDMR- Grupo de Pesquisa Interinstitucional de Desenvolvimento Municipal-Regional.Itep-UENF-RJ/UNIFLU-RJ.CNPq atua em estudos e pesquisas desde o programa de stricto sensu da Faculdade de direito de Campos, em 2000, Uniflu-direito. Desenvolve o incentivo a produ&ccedil;&atilde;o textual cient&iacute;fica, estudos e pesquisas interinstitucionais em conex&atilde;o com professores, estudantes, lideran&ccedil;as comunit&aacute;rias e interessados de todas as &aacute;reas de ci&ecirc;ncias da natureza e da natureza s&oacute;cio-hist&oacute;rico- cr&iacute;tica- cultural, em diferentes linguagens e conex&otilde;es interativas, com objetivo de desenvolver informa&ccedil;&otilde;es pertinentes, adequadas, na decidibilidade, razoabilidade, equidade e hermen&ecirc;utica que representam o acesso a todas as pessoas interessadas em cientificidade nas diferentes universidades. Os egressos e estudantes universit&aacute;rios de distintas origens, desde que solicitado, s&atilde;o orientados para programas de mestrado, doutorado e p&oacute;s doutorado. Os pesquisadores(as) s&atilde;o interdependentes em sua produ&ccedil;&atilde;o e especialidades. O importante &eacute; descobrir que todos os projetos e a produ&ccedil;&atilde;o textual cient&iacute;fica gerada est&aacute; em constante evolu&ccedil;&atilde;o e participa&ccedil;&atilde;o nos eventos, regionais, nacionais e internacionais. O grupo somente trabalha com a cultura cient&iacute;fica em conex&atilde;o aos objetos e rela&ccedil;&otilde;es estudadas.&Eacute; integrado com o programa de inicia&ccedil;&atilde;o cient&iacute;fica na promo&ccedil;&atilde;o da criatividade e inova&ccedil;&atilde;o. A base ideol&oacute;gica do Grupo est&aacute; centrada nos c&acirc;nones da Constitui&ccedil;&atilde;o da Rep&uacute;blica Federativa do Brasil de 1988. Temos duas reuni&otilde;es formais por ano. Por semestre, s&atilde;o realizados treinamentos sobre a produ&ccedil;&atilde;o textual cient&iacute;fica e o incentivo para participar em editais e concursos. N&atilde;o h&aacute; tutela partid&aacute;ria, religiosa ou financeira.Todas as culturas s&atilde;o respeitadas. A atividade &eacute; volunt&aacute;ria e de desenvolvimento pessoal nos padr&otilde;es da ci&ecirc;ncia do s&eacute;culo XXI. Cada pesquisador(a) organiza o seu futur&iacute;vel. Os interessados podem entrar em contato: enviar e-mail para: &lt; <a href="mailto:[email protected]&gt;">[email protected]&gt;</a></div> <div>Auner Pereira Carneiro - http://lattes.cnpq.br/3337902004026180</div> <div>20.03.1947 - Economista &ndash; Corencon PR</div> <div>Professor P&oacute;s-doc UENF-RJ - Doutor USP-SP</div> <div><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/170x96/1_auner_2-1651019.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5f1ae94628d11', 'cd_midia':1651019, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/auner_2-1651019.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '750', 'cd_midia_h': '500', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:750px;height:500px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/07/24/auner_2-1651019.jpg" alt="" width="750" height="500"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></div>
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marco Barcelos

[email protected]

Arquivos