A visão da Brasileira Pietra Soares Estudante de Medicina em Portugal e o COVID-19, Abrindo a Boca Para Marco Barcelos
11/04/2020 | 19h24
<div><strong><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_foto_minha-1603811.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e9243c6c15e6', 'cd_midia':1603811, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/foto_minha-1603811.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '660', 'cd_midia_h': '813', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:660px;height:813px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/foto_minha-1603811.jpg" alt="" width="660" height="813"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></strong></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div><strong>1- Pietra Soares, optar por fazer medicina em Portugal foi um desafio. E agora tendo que enfrentar a pandemia do Covid-19. Como est&aacute; sendo a vida no &acirc;mbito acad&ecirc;mico?</strong></div> <div>No que toca o aspecto acad&ecirc;mico em Portugal, as faculdades de medicina encerraram as suas atividades presenciais no dia 9 de mar&ccedil;o.</div> <div>Desde ent&atilde;o, todos os &oacute;rg&atilde;os acad&ecirc;micos t&ecirc;m buscado, incansavelmente, as melhores maneiras de continuar o nosso ano letivo em casa, n&atilde;o apenas relativamente &agrave;s aulas, mas tamb&eacute;m procurando as melhores solu&ccedil;&otilde;es para realizar algumas avalia&ccedil;&otilde;es online.</div> <div>Como o pico da pandemia em Portugal &eacute; uma inc&oacute;gnita, n&atilde;o temos perspectivas de voltar &agrave;s nossas atividades acad&ecirc;micas presenciais esse ano, uma vez que o ano letivo no nosso pa&iacute;s come&ccedil;a em Setembro e termina em Junho/Julho.</div> <div>Nossas aulas t&ecirc;m seguido o calend&aacute;rio e hor&aacute;rios normais, sendo lecionadas atrav&eacute;s de plataformas online de videoconfer&ecirc;ncia, como o Zoom/Colibri, ou mesmo por meio de v&iacute;deos gravados e disponibilizados na plataforma Moodle.</div> <div>A maior dificuldade, para mim, relativamente ao regime de aulas n&atilde;o presenciais, &eacute; encontrar maneiras de refazer a minha rotina e torn&aacute;-la produtiva.</div> <div>Al&eacute;m disso, a associa&ccedil;&atilde;o de estudantes da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, institui&ccedil;&atilde;o de ensino na qual estudo, lan&ccedil;ou um site inovador que deixo aqui, caso seja do interesse de algu&eacute;m consult&aacute;-lo (https://aefmup.pt/corona/), com o intuito de oferecer sugest&otilde;es de atividades aos alunos para que tentemos fugir &agrave; monotonia desses meses dif&iacute;ceis. Atualizam o site diariamente com dicas de receitas, v&iacute;deos de personal trainers com treinos que possam ser feitos em casa e sem aparelhos, de maneira a estimular uma rotina mais saud&aacute;vel e trabalhar a nossa sa&uacute;de mental em quarentena, cursos online sem custos associados, congressos por videoconfer&ecirc;ncia com m&eacute;dicos e profissionais das mais diferentes &aacute;reas da sa&uacute;de, dicas de filmes e livros e f&oacute;runs pol&iacute;ticos.</div> <div>Al&eacute;m disso, a Universidade do Porto est&aacute; a oferecer subs&iacute;dios de at&eacute; 350 euros para estudantes nacionais e internacionais que estejam em situa&ccedil;&atilde;o de fragilidade social pela propaga&ccedil;&atilde;o da pandemia no pa&iacute;s. Implementou, ainda, a Linha de Apoio Psicol&oacute;gico da U. Porto para estudantes que precisem de acompanhamento psicol&oacute;gico. A linha &eacute; gratuita e funciona todos os dias, inclusive aos fins de semana.</div> <div>Sinto que estamos muito bem entregues &agrave; nossa dire&ccedil;&atilde;o acad&ecirc;mica e estou bastante satisfeita com a evolu&ccedil;&atilde;o do ensino virtual que, acredito eu, tenha uma tend&ecirc;ncia crescente, ao longo dos pr&oacute;ximos anos, de ocupar um espa&ccedil;o importante em todo o mundo.</div> <div><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_hospital-1603621.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e92310dc7669', 'cd_midia':1603621, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/hospital-1603621.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '675', 'cd_midia_h': '370', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:675px;height:370px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/hospital-1603621.jpg" alt="" width="675" height="370"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div>&nbsp;</div> <div><strong>2- Como os portugueses est&atilde;o enfrentando pandemia, no aspecto psicossocial?</strong></div> <div>Gostaria de come&ccedil;ar com um excerto da mat&eacute;ria publicada no jornal portugu&ecirc;s &lsquo;Expresso&rsquo;, em que Jos&eacute; Miguel Caldas de Almeida, professor de Psiquiatria e Sa&uacute;de Mental da Faculdade de Ci&ecirc;ncias M&eacute;dicas da Universidade Nova de Lisboa, fez um coment&aacute;rio muito assertivo, na minha opini&atilde;o, no que toca o aspecto psicossocial da pandemia em Portugal.</div> <div>&ldquo;Ele diz n&atilde;o ter d&uacute;vidas de que a atual situa&ccedil;&atilde;o de pandemia ter&aacute; &ldquo;um impacto muito significativo&rdquo; na sa&uacute;de mental dos portugueses, mas esse impacto ser&aacute; tanto menor quanto maior a capacidade do Governo de colmatar as &ldquo;v&aacute;rias insufici&ecirc;ncias&rdquo; e evitar &ldquo;a rutura dos servi&ccedil;os de sa&uacute;de p&uacute;blicos e do sistema de apoio social&rdquo;. &ldquo;O que aprendemos com outras emerg&ecirc;ncias, como a crise financeira de 2008, &eacute; que grandes priva&ccedil;&otilde;es ao n&iacute;vel dos rendimentos, desemprego, d&iacute;vidas e inseguran&ccedil;a em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; possibilidade de manter a habita&ccedil;&atilde;o s&atilde;o fatores com um grande impacto na sa&uacute;de mental&rdquo;.</div> <div>&Eacute; preciso pensarmos que h&aacute; pessoas a perderem familiares, amigos e que foram privadas da despedida; pessoas que n&atilde;o podem regressar &agrave;s suas casas e que olham, todos os dias, para situa&ccedil;&otilde;es que nunca antes tinham visto e que apenas a pr&oacute;pria experi&ecirc;ncia e o tempo ensinar&atilde;o a melhor maneira de lidar; pessoas desempregadas, tomadas pelo medo e pela inseguran&ccedil;a de n&atilde;o saberem como poder&atilde;o sustentar a fam&iacute;lia nos pr&oacute;ximos meses; pessoas sem condi&ccedil;&otilde;es para comprar bens essenciais a pre&ccedil;os mais altos nos supermercados; pessoas doentes.</div> <div>&Eacute; natural que os conflitos dom&eacute;sticos e a tens&atilde;o aumentem, inclusive nos casamentos, assim como a ansiedade e o medo de serem infectados com o novo coronav&iacute;rus.</div> <div>Temos profissionais de sa&uacute;de assustados. Assistem, diariamente, a todas as suas certezas e experi&ecirc;ncia profissional de anos se esvair e dar lugar a uma incerteza e medo jamais vistos em seu trabalho. No entanto, dizem nunca ter sido mais recompensador exercer a sua profiss&atilde;o.</div> <div>Al&eacute;m do apoio psicol&oacute;gico oferecido pelas universidades do pa&iacute;s, como mencionado anteriormente na entrevista, tamb&eacute;m a Ordem dos Psic&oacute;logos Portugueses (OPP) e o Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de criaram, em conjunto, uma linha de apoio que conta com mais de 60 psic&oacute;logos credenciados pela ordem, estando apta a receber chamadas telef&ocirc;nicas de cidad&atilde;os comuns e de pessoas na &aacute;rea da sa&uacute;de.</div> <div>A pandemia certamente deixar&aacute; marcas e trar&aacute; dificuldades para todos os cidad&atilde;os, mas temos que acreditar que vamos conseguir ultrapassar as suas sequelas da melhor maneira poss&iacute;vel.</div> <div>E nunca podemos nos esquecer que, t&atilde;o importante quanto estar fisicamente bem nessa altura, &eacute; ter uma mente s&atilde;, e, por esse motivo, deixo aqui um apelo &agrave; todas as pessoas que sintam que precisam de apoio psicossocial neste momento: n&atilde;o tenham vergonha de procurar ajuda.</div> <div>&nbsp;<tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_profissionais_de_sa_de-1603637.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e92325a5f50c', 'cd_midia':1603637, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/profissionais_de_sa_de-1603637.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '813', 'cd_midia_h': '540', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:813px;height:540px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/profissionais_de_sa_de-1603637.jpg" alt="" width="813" height="540"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce><br /></div> <div><strong>3- Pietra Soares, como o governo portugu&ecirc;s est&aacute; investindo para tratar a COVID-19?</strong></div> <div>O governo portugu&ecirc;s renovou o Estado de Emerg&ecirc;ncia, decretado pela primeira vez por um per&iacute;odo de 15 dias no dia 16 de mar&ccedil;o. Junto a ele, a restri&ccedil;&atilde;o da circula&ccedil;&atilde;o de pessoas no pa&iacute;s; a suspens&atilde;o de todas as atividades letivas presenciais das escolas e universidades; o encerramento de discotecas; a suspens&atilde;o de visitas a lares em todo o territ&oacute;rio nacional; o estabelecimento de limites de frequ&ecirc;ncia em supermercados de modo a manter uma dist&acirc;ncia de seguran&ccedil;a; a diminui&ccedil;&atilde;o abrupta no n&uacute;mero de voos; a cria&ccedil;&atilde;o de uma linha de cr&eacute;dito de apoio &agrave; tesouraria das empresas no valor de 200 milh&otilde;es de euros; apoio financeiro excecional a trabalhadores que tenham de ficar em casa a acompanhar filhos de at&eacute; 12 anos, no valor de 66% da remunera&ccedil;&atilde;o base.</div> <div>No caso de crime de desobedi&ecirc;ncia &agrave;s medidas impostas pelo estado de emerg&ecirc;ncia, &eacute; aplicado o artigo 348.&ordm; do C&oacute;digo Penal, que estipula que &ldquo;quem faltar &agrave; obedi&ecirc;ncia devida a ordem ou a mandado leg&iacute;timos, regularmente comunicados e emanados de autoridade ou funcion&aacute;rio competente, &eacute; punido com pena de pris&atilde;o at&eacute; um ano ou com pena de multa at&eacute; 120 dias&rdquo;.</div> <div>Tendo em mente o agravamento de problemas sociais que o isolamento poder&aacute; agravar, o governo criou, ainda, um plano coordenado de conting&ecirc;ncia em mat&eacute;ria de preven&ccedil;&atilde;o e combate &agrave; viol&ecirc;ncia dom&eacute;stica em articula&ccedil;&atilde;o estreita com a Rede Nacional de Apoio &agrave;s V&iacute;timas de Viol&ecirc;ncia Dom&eacute;stica.</div> <div>&nbsp;<tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_carro_de_policia-1603655.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e9232df79826', 'cd_midia':1603655, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/carro_de_policia-1603655.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '813', 'cd_midia_h': '535', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:813px;height:535px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/carro_de_policia-1603655.jpg" alt="" width="813" height="535"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce><br /></div> <div><strong>4- A quantidade de infectados e pessoas que morreram com o COVID-19, e qual &eacute; o progn&oacute;stico do governo para os pr&oacute;ximos 15 dias ?</strong></div> <div>No dia 7 de abril, os dados divulgados foram os seguintes: 12442 infectados (crescimento de 6% em rela&ccedil;&atilde;o ao n&uacute;mero de casos do dia anterior) e 295 mortos (o que corresponde a 2,8% do n&uacute;mero de casos e representa uma subida de 11% em rela&ccedil;&atilde;o ao dia anterior).</div> <div>O n&uacute;mero de internados em cuidados intensivos foi de 271, tamb&eacute;m segundo o relat&oacute;rio divulgado pela Dire&ccedil;&atilde;o Geral de Sa&uacute;de no dia 7 de abril, representando 2,2% dos infectados, e um crescimento de apenas 0,4% em rela&ccedil;&atilde;o ao dia anterior.</div> <div>J&aacute; h&aacute;, tamb&eacute;m, 184 casos de pessoas recuperadas.</div> <div>As previs&otilde;es das autoridades de sa&uacute;de sobre a fase mais aguda da doen&ccedil;a em Portugal apontavam para o m&ecirc;s de maio. No entanto, no &uacute;ltimo dia 2 de abril, a Dire&ccedil;&atilde;o Geral de Sa&uacute;de optou por maior cautela ao afirmar que n&oacute;s s&oacute; saberemos que estivemos no pico quando come&ccedil;armos a descer. A curva da pandemia em Portugal ainda est&aacute; em ascens&atilde;o, embora n&atilde;o seja uma subida abrupta nem exponencial.</div> <div>Como Portugal encontra-se em fase de mitiga&ccedil;&atilde;o da doen&ccedil;a desde o dia 26 de mar&ccedil;o, a terceira e mais grave fase de resposta &agrave; doen&ccedil;a Covid-19, ativada quando h&aacute; transmiss&atilde;o local, em ambiente fechado, e/ou transmiss&atilde;o comunit&aacute;ria, a expectativa &eacute; que, nos pr&oacute;ximos 15 dias, os casos continuem a subir, podendo ou n&atilde;o atingir o pico, uma vez que, como mencionei, as autoridades do DGS preferem, nesse momento, ser mais cautelosos e n&atilde;o falar em datas.</div> <div>N&atilde;o obstante, o governo portugu&ecirc;s deu parecer favor&aacute;vel &agrave; proposta de decreto do Presidente da Rep&uacute;blica para a renova&ccedil;&atilde;o do Estado de Emerg&ecirc;ncia por mais 15 dias, no &uacute;ltimo dia 2 de abril.</div> <div>O Presidente Marcelo Rebelo de Souza disse, ainda, haver uma forte esperan&ccedil;a de que, no decorrer do m&ecirc;s de maio, os portugueses possam, de maneira lenta e gradual, retornar &agrave;s suas rotinas.</div> <div>&nbsp;<tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_rua_de_santa_catarina_na_cidade_do_porto_portugal-1603673.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e923359480b4', 'cd_midia':1603673, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/rua_de_santa_catarina_na_cidade_do_porto_portugal-1603673.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '813', 'cd_midia_h': '520', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:813px;height:520px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/rua_de_santa_catarina_na_cidade_do_porto_portugal-1603673.jpg" alt="" width="813" height="520"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce><br /></div> <div><strong>5- A Espanha est&aacute; a cada dia mais crescendo o n&uacute;mero de infectados e mortos, e fica bem ao lado de Portugal. Quais as medidas que o governo portugu&ecirc;s tomou para evitar a contamina&ccedil;&atilde;o?</strong></div> <div>A situa&ccedil;&atilde;o em Espanha &eacute; realmente alarmante, embora nos &uacute;ltimos dias tenha vindo a sofrer um decl&iacute;nio esperan&ccedil;oso, que hoje foi contrariado por um novo aumento no n&uacute;mero de mortes.</div> <div>No entanto, desde o dia 16 de mar&ccedil;o e at&eacute; o pr&oacute;ximo dia 15 de abril, a circula&ccedil;&atilde;o entre Portugal e Espanha foi limitada ao transporte de mercadorias e a viagens motivadas por raz&otilde;es profissionais, e, por esse motivo, apenas 9 fronteiras terrestres entre os dois pa&iacute;ses foram mantidas abertas. O tr&aacute;fego a&eacute;reo, mar&iacute;timo e ferrovi&aacute;rio tamb&eacute;m foram suspensos.</div> <div>O Servi&ccedil;o de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) est&aacute; respons&aacute;vel, desde ent&atilde;o, por proceder aos controles de fronteira, em articula&ccedil;&atilde;o com outras for&ccedil;as de seguran&ccedil;a, nos nove pontos de circula&ccedil;&atilde;o definidos. Tamb&eacute;m a Guarda Nacional Republicana e a Guarda Civil espanhola est&atilde;o a fiscalizar a circula&ccedil;&atilde;o nessas e em outras zonas.</div> <div>Em termos de compara&ccedil;&atilde;o, o n&uacute;mero de casos e de &oacute;bitos pelo novo coronav&iacute;rus no mundo, nota-se uma diferen&ccedil;a entre os casos em Portugal e Espanha. Essa disparidade poder&aacute;, entre outros motivos, ser explicada pela demora do governo espanhol em reagir. A Espanha esperou 43 dias desde o primeiro caso do v&iacute;rus no pa&iacute;s para decretar Estado de Emerg&ecirc;ncia e fechar escolas e estabelecimentos p&uacute;blicos &ldquo;n&atilde;o essenciais&rdquo;. Em contrapartida, o governo portugu&ecirc;s come&ccedil;ou por fechar escolas 14 dias ap&oacute;s o primeiro caso registrado no pa&iacute;s e decretou Estado de Emerg&ecirc;ncia ap&oacute;s 17 dias, o que pode nos ter conferido alguma vantagem em rela&ccedil;&atilde;o aos outros pa&iacute;ses europeus que vivem situa&ccedil;&otilde;es mais graves no momento.</div> <div>N&uacute;mero de casos e mortos por COVID-19 em Portugal e no mundo. Fonte: ECDC (European Centre for Disease Prevention and Control).</div> <div>&nbsp;<tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_ruas_vazias-1603691.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e923391a4497', 'cd_midia':1603691, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/ruas_vazias-1603691.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '813', 'cd_midia_h': '528', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:813px;height:528px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/ruas_vazias-1603691.jpg" alt="" width="813" height="528"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce><br /></div> <div><strong>6- Pietra Soares, qual &eacute; o seu sentimento com tudo o que est&aacute; acontecendo no mundo, e o qu&ecirc; poderia falar para uma reflex&atilde;o?</strong></div> <div>Gostaria de iniciar a minha reflex&atilde;o com duas declara&ccedil;&otilde;es. A primeira, de um m&eacute;dico intensivista portugu&ecirc;s que admiro muito, Gustavo Corona- &ldquo;A coragem &eacute; o que sobra da motiva&ccedil;&atilde;o quando ultrapassa o medo&rdquo;. A segunda &eacute; uma frase muito divulgada nas redes sociais no &uacute;ltimo m&ecirc;s, de autoria desconhecida- &ldquo;Vou para o hospital por ti e pelos teus. Podes ficar em casa por mim e pelos meus?&rdquo;.</div> <div>Acho que n&atilde;o h&aacute; nenhuma frase no momento que me fa&ccedil;a tanto sentido como essa. &Eacute; preciso ter empatia sempre. N&atilde;o precisamos viver a situa&ccedil;&atilde;o de dor e sofrimento do outro para nos colocarmos em seu lugar, mesmo sem conhecer, e fazer o que est&aacute; certo e o que gostar&iacute;amos que fosse feito por n&oacute;s.</div> <div>H&aacute; profissionais de sa&uacute;de privados, muitas vezes por decis&atilde;o pr&oacute;pria, de ver as suas fam&iacute;lias. Para n&atilde;o falar nos milhares de doentes; alguns at&eacute; mortos. Salvar &eacute; a grande miss&atilde;o da vida dessas pessoas, mas n&oacute;s tamb&eacute;m precisamos fazer o m&iacute;nimo por elas, que &eacute; estar em casa.</div> <div>Por isso sempre que surgir aquela vontade de tomar um sol na praia, comer alguma coisa diferente no seu restaurante preferido, lembre que voc&ecirc; n&atilde;o &eacute; o &uacute;nico aprendendo a lidar com os seus pr&oacute;prios desejos nesse momento e que h&aacute; pessoas passando por verdadeiros pesadelos. Temos que respeitar essas pessoas, a sua dor e o seu sacrif&iacute;cio, e continuar torcendo por dias melhores em que poderemos voltar a estar com quem amamos e a fazer tudo aquilo que gostamos.</div> <div>Acho que essa &eacute; a mensagem que gostaria de deixar. Fiquem em casa. Confiem na vossa linha de frente e obede&ccedil;am &agrave;s recomenda&ccedil;&otilde;es das autoridades de sa&uacute;de de maneira a protegerem a voc&ecirc;s, &agrave;s vossas fam&iacute;lias, &agrave; todos os profissionais de sa&uacute;de que se arriscam todos os dias por n&oacute;s, aos empregados de limpeza nos hospitais, que certamente est&atilde;o a trabalhar muito mais que o habitual, a todos os trabalhadores envolvidos na produ&ccedil;&atilde;o de bens essenciais e materiais de prote&ccedil;&atilde;o, e aos nossos cientistas, que trabalham incansavelmente na busca por vacinas e alternativas farmacol&oacute;gicas que possam funcionar contra essa doen&ccedil;a, lutando todos os dias contra o desconhecido.</div> <div>Essa luta tamb&eacute;m &eacute; sua. &Eacute; de todos n&oacute;s. Sejamos agentes de sa&uacute;de p&uacute;blica. Hoje e sempre.</div> <div>Pietra Soares Rodrigues</div> <div>Hospital de Campanha do INEM montado junto ao servi&ccedil;o de urg&ecirc;ncia do Hospital de S&atilde;o Jo&atilde;o, no Porto em Portugal.</div> <div><tinymce class="clickTinyMCE" title="{'nm_midia_inter_thumb1':'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/170x96/1_materia_de_revista_em_portugal-1603709.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5e923404dc8d3', 'cd_midia':1603709, 'ds_midia_link': 'http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/materia_de_revista_em_portugal-1603709.jpg', 'ds_midia': '', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': '', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '473', 'cd_midia_h': '635', 'align': 'Left'}"><figure class="Left" style="width:473px;height:635px;"> <img src="http://www.folha1.com.br/_midias/jpg/2020/04/11/materia_de_revista_em_portugal-1603709.jpg" alt="" width="473" height="635"> <figcaption> </figcaption> </figure></tinymce></div>
Comentar
Compartilhe
Sobre o autor

Marco Barcelos

[email protected]

Arquivos